Apesar da pandemia do Novo coronavírus, cardíacos, renais, oncológicos e gestantes devem manter contato com seus médicos

A quarentena orientada pelas autoridades de saúde como medida para reduzir a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) alterou drasticamente a rotina de muitas famílias, colocando em dúvida a necessidade de deslocamentos simples como ir ao dentista ou aos hospitais. Os médicos esclarecem que pacientes cardíacos, renais, oncológicos e gestantes devem manter os tratamentos e acompanhamentos de rotina.

O pré-natal, por exemplo, é de extrema importância para mãe e bebê para diagnosticar patologias que possam comprometer o curso normal da gestação. De acordo com o Dr. José Moura, ginecologista do Hospital da Mulher Anchieta, a recomendação é que o Pré-natal possa ser realizado rotineiramente e a paciente possa ter um contato mais próximo com seu médico. “Os dados dessa pandemia nas gestantes ainda estão muito precários e a recomendação é a de que devem evitar aglomerações, manter as medidas de isolamento e evitar contato com pessoas que tenham tido contato com a doença”, explica o ginecologista.

Para as gestantes que estão no final da gravidez, o especialista destaca que não há mudança de orientação em relação a via de parto, vaginal ou cesárea: “Não temos comprovações científicas de transmissão vertical e nem da passagem do vírus pelo leite materno até o momento. As futuras mamães devem seguir as orientações preconizadas pelo Ministério da Saúde e procurar uma maternidade segura para que o nascimento do seu bebê aconteça da melhor forma e sem riscos para o binômio mãe-bebê”.

Os pacientes que fazem tratamentos oncológicos também devem manter as visitas regulares ao médico, de acordo com o oncologista do Hospital do Câncer Anchieta, Dr. Marcos França. “Aqueles pacientes que estão em tratamento quimioterápico, hormonal ou tratamento imunoterápico, precisam manter o seu tratamento porque estão diante de uma situação que é grave, de uma doença que é complexa, talvez não tão aguda como a Covid-19, mas que pode trazer consequências se o tratamento for interrompido”, reforça o oncologista.

Responsável por pacientes cardíacos,  um dos grupos de maior vulnerabilidade, o Dr. Thiago Germano, cardiologista do Hospital Anchieta, relembra a importância do isolamento social para reduzir a capacidade de propagação do vírus. No entanto, chama atenção para a importância do acompanhamento de pacientes com patologias cardiovasculares estabelecidas, considerados de alto risco para novos eventos, como por exemplo, reinfarto ou acidente vascular cerebral.

“Estes pacientes devem manter contato com seu cardiologista e relatar de imediato o aparecimento de novos sintomas como dor no peito ou nas costas, tonturas frequentes e cansaço aos esforços”, alerta o cardiologista. De acordo com o Dr. Thiago Germano, os pacientes devem manter os cuidados com a alimentação, evitando o consumo excessivo de sódio, além da necessidade de manter atividade física, reduzindo o ganho de peso.

Pacientes com doenças renais também precisam manter os cuidados com a saúde e o contato com os médicos, de acordo com a Dra. Isabela Novais, nefrologista do Hospital Anchieta. “Pacientes portadores de doença renal crônica dialítica, por exemplo, precisam manter as terapias renais para manutenção da vida e dessa forma precisam continuar se deslocando às Clínicas e Centros de Hemodiálise para a realização do tratamento”, explica.

A médica ressalta que há cuidados para  casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. “Existem cuidados específicos durante o seu tratamento para evitar o contágio entre os profissionais da saúde e demais pacientes. Nestes casos, os pacientes realizam a diálise em quarto separado, caso esteja disponível, ou mesmo no último turno ”, esclarece.

Medidas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19)

Lavar as mãos com água e sabão ou use álcool em gel;

Cobrir o nariz e a boca com a dobra do cotovelo ao espirrar ou tossir;

Evitar aglomerações;

Manter os ambientes bem ventilados;

Não compartilhar objetos pessoais;

Evitar saídas desnecessárias;

Higienizar roupas e sapatos;

Utilizar lenços de papel;

Manter limpas superfícies tocadas com frequência;

Evitar tocar olhos e boca.

Novo Coronavírus no Brasil

O primeiro caso de morte por Coronavírus no Brasil foi registrado em 23 de janeiro deste ano. De acordo com o Ministério da Saude, até o dia 8 de abril de 2020 foram confirmados em todo o país 15927 casos de Covid-19 e 800 óbitos, com taxa de letalidade de 5%.

*com divulgação

 

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, SAÚDETags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s