Pular para o conteúdo

Turnê do KISS no Brasil Adiamento

Segundo Esclarecimento Público sobre a Turnê do KISS no Brasil: Adiamento

Prezados fãs e consumidores;

A produtora de eventos Mercury Concerts, responsável pela turnê da banda KISS, End Of The Road World Tour, no Brasil, juntamente com a banda e seus representantes, vêm a público informar que, em razão da crise do coronavírus, todos os shows da turnê foram adiados. Seguem abaixo as novas datas:

- em São Paulo/SP, dia 14/11/2020, no Allianz Parque; 

- em Brasília/DF, dia 10/11/2020, no Ginásio Nilson Nelson;

- em Uberlândia/MG, dia 12/11/2020, no Estádio Parque do Sabiá;

- em Ribeirão Preto/SP, dia 15/11/2020, na Arena Eurobike;

- em Curitiba/PR, dia 17/11/2020, na Pedreira Paulo Leminski; e

- em Porto Alegre/RS, dia 19/11/2020, local a definir. 

             

Por fim, destacamos que todos os ingressos já adquiridos serão válidos para as respectivas novas datas, não havendo necessidade de troca/substituição de nenhum ticket. 

São Paulo/SP, 30 de março de 2020

O IMPACTO DA PANDEMIA DO COVID-19 NAS RELAÇÕES JURÍDICAS

Diante da Declaração de Emergência em Saúde Pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ratificada pela Lei Federal nº 13.979/2020 e pelo Decreto Federal nº 10.282/2020, reconhecendo a propagação intercontinental (classificação como “pandemia”) pela COVID19 (Coronavírus), o que ocasionou o fechamento de fronteiras, estradas, aeroportos, fóruns e tribunais, proibição do funcionamento do comércio em geral (com exceção dos essenciais citados no Decreto Estadual nº 4317/2020), determinação para isolamento, quarentena, realização compulsória de exames médicos, vacinação, requisição de bens e serviços de pessoas físicas ou jurídicas, elencamos alguns apontamentos jurídicos que poderão ser aplicados nas mais diversas áreas das relações jurídicas.

RELAÇÕES DE CONSUMO: as relações de consumo são reguladas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), além de outras leis complementares e da própria Constituição Federal de 1988.
Prevalece o reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor, da interpretação contratual em favor do consumidor (aderente), do risco do negócio para o empresário e a responsabilidade objetiva do fornecedor pelos danos que ocasionar.

Contudo, diante da pandemia do COVID-19, o Direito do Consumidor não poderá ser aplicado exclusivamente de acordo com as regras e princípios protetivos estabelecidos no CDC, na medida em que milhares de contratos de consumo estão sendo interrompidos de forma praticamente simultânea, o que certamente provocará o fechamento (quebra) de inúmeros estabelecimentos comerciais, com repercussões negativas inclusive no emprego de milhares de trabalhadores.

Portanto, o caminho a ser encontrado na solução das demandas envolvendo os contratos de consumo é ao mesmo tempo a redução dos prejuízos dos consumidores, mas sem provocar o agravamento dos prejuízos dos fornecedores, ou seja, um caminho intermediário.

Exemplo prático dessa interpretação ocorreu em relação às companhias aéreas, as quais, segundo a Associação Internacional do Setor Aéreo, irão suportar um prejuízo de até U$ 113 bilhões durante a crise do COVID-19. Diante deste cenário caótico, ABEAR, SENACON e MPF firmaram um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), por meio do qual as cinco companhias aéreas (TAM, AZUL, GOL, MAP, PASSAREDO) reconhecem a situação presente como de caso fortuito e força maior, possibilitando, excepcionalmente, o estabelecimento de regras relativas aos cancelamentos de voos, política de remarcação e reembolso de passagens sem imposição de taxas ou multas aos consumidores.

Outro setor drasticamente atingido é o de turismo. De acordo com a OCDE, o turismo em geral está prevendo um prejuízo de 50 bilhões para empresas desse segmento. Diante disso, empresas atuantes na venda de viagens (CVC), reservas (BOOKING, DECOLAR) e aluguel (AIRBNB), estão possibilitando a remarcação ou cancelamento de datas de forma diferenciada para este momento que estamos passando, sem aplicação das multas previstas para situações normais.

Por outro lado, inúmeras abusividades vêm ocorrendo no mercado de consumo, dentre as quais o aumento injustificado nos preços de álcool em gel e máscaras cirúrgicas, dentre outros produtos escassos neste período de pandemia do COVID-19, chegando ao absurdo de 1000% de aumento, em manifesta violação as regras previstas no art. 39, incisos V e X do CDC e art. 187 do Código Civil, este último prevendo como ilícito o ato abusivo.

Outro setor que certamente será drasticamente afetado é o de Planos de Saúde. Embora apenas 15% da população tenha acesso aos planos de saúde (85% ainda dependem do SUS), o Governo Federal já informou que vai destinar R$ 10,6 bilhões para os planos de saúde adquirirem equipamentos, leitos e UTI para tratamento dos infectados pelo COVID-19.

Por outro lado, já se tem notícias[2] que os planos de saúde estão cancelando novas autorizações para exames e cirurgias que não se enquadrem em casos de urgência e emergência, até mesmo para liberar espaço nos hospitais para tratamento do coronavírus, situação que certamente será sopesada em eventuais demandas indenizatórias, haja vista o interesse público e as diretrizes da ANS editadas nesse sentido.

Ademais, diante das recentes notícias acerca dos resultados obtidos com novos testes em busca de uma vacina para o COVID-19, certamente o Poder Judiciário terá que decidir (em tutela de urgência) sobre a liberação de determinados medicamentos nessa fase, existindo inclusive informação no site[3] do CNJ acerca do Parecer Técnico nº 123 (elaborado pelo Hospital Sírio Libanês), onde se recomenda que a utilização da hidroxicloroquina e da cloroquina em pacientes com COVID-19 ocorra apenas em situações de necessidade/gravidade comprovadas, já que seus estudos (acerca da eficácia e segurança) ainda estão em desenvolvimento.

CONTRATOS ADMINISTRATIVOS. Em relação aos contratos administrativos, vigora a previsão contida nos arts. 40, XI e 50, III da Lei 8.666/93 e art. 3º da Lei 10.192/2001, por meio da qual se entende que o reequilíbrio econômico-financeiro do contrato está vinculado à previsão contratual.
Contudo, diante da situação pandêmica vivenciada por conta do COVID-19, existem precedentes jurisprudenciais que permitem a alteração de cláusula referente ao preço por força da teoria da imprevisão e fato do príncipe, tal como se sucedeu em janeiro de 1999, em decorrência da drástica desvalorização do real frente ao dólar, nesse sentido:

“2. O episódio ocorrido em janeiro de 1999, consubstanciado na súbita desvalorização da moeda nacional (real) frente ao dólar norte-americano, configurou causa excepcional de mutabilidade dos contratos administrativos, com vistas à manutenção do equilíbrio econômico-financeiro das partes.
3. Rompimento abrupto da equação econômico-financeira do contrato.
Impossibilidade de início da execução com a prevenção de danos maiores. (ad impossibilia nemo tenetur).
4. Prevendo a lei a possibilidade de suspensão do cumprimento do contrato pela verificação da exceptio non adimpleti contractus imputável à administração, a fortiori, implica admitir sustar-se o "início da execução", quando desde logo verificável a incidência da "imprevisão" ocorrente no interregno em que a administração postergou os trabalhos. Sanção injustamente aplicável ao contratado, removida pelo provimento do recurso.
5. Recurso Ordinário provido.”
(STJ, RMS 15154/PE, Rel. Ministro LUIZ FUX, PRIMEIRA TURMA, julgado em 19/11/2002, DJ 02/12/2002, p. 222)[4]

Portanto, forte nessas premissas, será possível rever contratos administrativos para:
a) Reequilíbrio do contrato (valores);
b) Negociação de prazo de vigência e de execução;
c) Isenção temporária de tributos ou prorrogação;
d) Antecipação de recebíveis;
e) Rescisão contratual;
f) Alteração de metas e cronograma de execução;
g) Alteração de plano de trabalho, dentre outras situações congêneres.

RELAÇÕES TRABALHISTAS. Outro segmento drasticamente atingido é o das relações de trabalho, seja sob o ponto de vista do empregador (que se vê impedido de continuar sua atividade), como sob o ponto de vista dos trabalhadores, que além do risco de perda do emprego, estão sujeitos a férias impositivas, redução de jornada e salário, dentre outros cortes.
O Governo Federal está editando Medida Provisória com medidas trabalhistas para tentar regulamentar as relações do trabalho durante a pandemia, dentre as quais:

- permite às empresas mudar o regime de trabalho presencial para o teletrabalho ou qualquer outro tipo de trabalho à distância;
- regula, para o período de emergência, a antecipação de férias individuais, a concessão de férias coletivas, o aproveitamento e antecipação de feriados, o banco de horas;
- possibilita a redução proporcional de salários e jornadas, a suspensão de exigências administrativas em segurança e saúde do trabalho, o direcionamento do trabalhador para qualificação;
- permite o adiamento do recolhimento do FGTS e a redução temporária do recolhimento de contribuições sociais que incidem sobre a folha de pagamentos;
- não considera doença de trabalho a infecção pelo COVID-19, saldo nos casos de médicos e enfermeiros, cujo trabalho possui clara conexão com a doença.[5]

Enquanto isso não ocorrer, no Direito do trabalho vigora a previsão contida no Art. 2º da CLT, para o qual o risco da atividade é do empregador, de forma que estão sendo permitidas (antes mesmo da referida MP), as seguintes providências:

- FÉRIAS. Art. 136 da CLT. O período de férias é de escolha do empregador. Sobre o aviso antecipado de férias, por analogia, deve-se considerar o fundamento do art. 8º da CLT, uma vez que há interesse coletivo superior ao individual.

- FÉRIAS COLETIVAS. Igualmente, diante do estado de pandemia, somado ao art. 8º da CLT, poderá servir de fundamento para a flexibilização da prévia comunicação ao Ministério da Economia. Caso opte por essa alternativa, o empregador deverá comunicar a concessão de férias coletivas imediatamente e concedê-las com pagamento antecipado previsto no art. 145 da CLT.

- LICENÇA REMUNERADA. A Lei 13.979/20 dispõe que quarentena e isolamento são considerados como falta justificada. Nesses casos, portanto, o trabalhador fará jus ao salário que lhe seria devido, assim como nos casos de falta justificada por outros motivos já previstos em lei ou norma coletiva.

- BANCO DE HORAS. Para as empresas que adotam o banco de horas e existir saldo credor dos funcionários, poderá ser utilizado o saldo de horas para abater o período em que não houver demanda de trabalho e de prestação de serviços pelos funcionários.

- COMPENSAÇÃO DE HORAS. O empregador poderá ajustar, por escrito com o empregado, que o período de licenciamento servirá como compensação das horas extras antes laboradas. Poderá ainda, considerando-se que o estado de emergência configura a força maior prevista no Art. 501 da CLT, se utilizar da faculdade prevista no §3° do Art. 61 da CLT.

- TELETRABALHO / HOME OFFICE. Nos casos em que o trabalho puder ser executado a distância através da telemática ou da informática, poderá ocorrer o ajuste entre empregador e empregado para que o serviço neste período seja exercido a distância (Art. 75-C, § 1º da CLT), dispensando o ajuste escrito, por aplicação do art. 61, §3°, da CLT, diante da força maior presente.

- NORMA COLETIVA – SUSPENSÃO DO CONTRATO OU REDUÇÃO DO SALÁRIO
Acordo coletivo ou convenção coletiva poderão estabelecer a suspensão contratual ou a redução do salário do empregado durante o período de afastamento decorrente das medidas de contenção da epidemia (Art. 7º, VI da CF c/c Art. 611-A da CLT), ou mesmo através de norma coletiva, a compensação dos dias parados com o labor.

- EMPREGADO INFECTADO. Ao empregado infectado se aplicam as mesmas regras trabalhistas e previdenciárias dos demais casos de afastamento por doença: primeiros 15 dias a cargo do empregador e os demais pela previdência.
Caso tenha ocorrido a infecção no ambiente de trabalho, o afastamento deverá ser tratado como acidente de trabalho atípico (Art. 19 e 20 da Lei 8.213/91).
É importante esclarecer que esse afastamento não se confunde com o afastamento preventivo (isolamento e quarentena - Lei 13.979/20).

- PODER DISCIPLINAR DO EMPREGADOR. Mais que um direito, é dever do empregador adotar medidas que visem proteger seus trabalhadores. Portanto, para evitar contágio no ambiente de trabalho, o empregador poderá impor medidas de higiene e segurança do trabalho que visem conter a pandemia do coronavírus. A recusa do empregado ou o descumprimento das medidas impostas pelo empregador são passíveis de punição disciplinar (advertência, suspensão ou justa causa).

Lado outro, o empregador que deixar de cumprir suas obrigações e não adotar medidas preventivas de contágio, estará sujeito a aplicação de justa causa, caso em que o trabalhador poderá requerer a aplicação da rescisão indireta do contrato de trabalho.

DIREITO DAS FAMÍLIAS. No âmbito do Direito das famílias, a crise econômica decorrente do COVID-19 impactará fortemente nas obrigações alimentares, já que, para fixação dos alimentos, parte-se da premissa da necessidade de quem recebe e das possibilidades de quem paga (binômio necessidade x possibilidade – Art. 1.694, § 1º CC).
Uma vez ocorrendo a redução da renda do alimentante em decorrência de situações diversas (algumas citadas no tópico supra ref. as relações trabalhistas), caberá pedido de revisão judicial da pensão.

Por outro lado, ocorrendo incapacidade do alimentante em decorrência do COVID-19, pode ser pleiteado alimentos dos avós (paternos e maternos), filhos, netos, bisnetos etc., solidariamente responsáveis na forma dos arts. 1.696 e 1.697 do CC.

De igual forma, os idosos (com mais de 60 anos) também poderão pleitear alimentos aos filhos, já que obrigados na forma do Art. 229 da Constituição Federal.

Ainda, por conta da pandemia do COVID-19, o CNJ já autorizou (Recomendação nº 62/2020, art. 6º) a adoção de medidas preventivas à propagação da infecção pelo coronavírus, com a substituição do regime de prisão fechada pelo regime de prisão domiciliar para devedores de obrigação alimentar.

Conquanto o Poder Judiciário paranaense não esteja funcionando normalmente até o dia 30/04/2020 (por força do Decreto Judiciário nº 172/2020 – TJPR), com a dispensa do trabalho presencial dos seus integrantes e fechamento dos cartórios, ações que demandem provimento urgente poderão ser ingressadas por meio do Plantão Judiciário, na forma da Resolução nº 186/2017 do TJPR. Procedimentos que não demandem provimento urgente (p. ex. distribuição de ações de divórcio) terão andamento normal após o retorno das atividades jurisdicionais, ao término da pandemia.

DIREITO CONTRATUAL E EMPRESARIAL. Como esperado, o impacto da pandemia do COVID-19 deverá provocar um inadimplemento generalizado e em cadeia de inúmeros contratos e obrigações contraídas, desde contratos de locação, como contratos de franquia, contratos de seguro, contratos de empréstimos e financiamentos imobiliários, parcerias empresariais, cartões de crédito etc.
Conforme demonstrado anteriormente, alguns segmentos do poder público e do segmento privado já reconheceram a situação vivenciada hodiernamente como de emergência de saúde pública, apta a justificar a aplicação das causas excludentes de responsabilidade civil como o caso fortuito e a força maior, previstas no Art. 393 do Código Civil.

Neste contexto, certamente um número expressivo de contratos serão descumpridos, dando início a pedidos de revisão das condições contratadas (reequilíbrio contratual) por parte dos inadimplentes, e de execução (cumprimento) dos contratos e suas penalidades por parte dos credores.

Entende-se que boa parte das relações contratuais poderá ser dirimida por aplicação do princípio da função social do contrato e seus deveres anexos (art. 421 CC), reconhecido como princípio de ordem pública pelo art. 2.035, parágrafo único do CC, por meio da qual se busca proteger:
os vulneráveis;
vedação da onerosidade excessiva ou desequilíbrio contratual (efeito gangorra);
proteção da dignidade humana e dos direitos da personalidade do contrato;
nulidade de cláusulas antissociais ou abusivas;
conservação do contrato sempre que possível.[6]
Ou seja, o princípio da força obrigatória dos contratos deverá ser relativizado em situações como as vivenciadas durante a pandemia do COVID-19, podendo-se requerer a resolução ou revisão[7] do contrato, com fundamento na teoria da imprevisão, prevista no art. 478 do CC, como causa da onerosidade excessiva verificada no contrato.

Igualmente, também se poderá buscar a aplicação do dever duty to mitigate the loss, por meio do qual se impõe ao credor mitigar suas próprias perdas, ou seja, seu prejuízo, por inspiração da Convenção de Viena (1980), já que “a parte que invoca a quebra do contrato deve tomar as medidas razoáveis, levando em consideração as circunstâncias, para limitar a perda, nela compreendido o prejuízo resultante da quebra. Se ela negligencia em tomar tais medidas, a parte faltosa pode pedir a redução das perdas e danos, em proporção igual ao montante da perda que poderia ter sido diminuída”.[8]

Com efeito, é possível inclusive cogitar o surgimento de novos institutos e previsões legislativas durante e após o término da pandemia do COVID-19, aptas a solução de situações até então desconhecidas do direito contemporâneo, contudo, os presentes apontamentos foram fixados em premissas legislativas conhecidas e aplicáveis, já que, nas palavras de Walt Whitman, “o futuro não é mais incerto que o presente”.

Curitiba, 22 de março de 2020.[9]

[1] Advogados integrantes da sociedade Andersen & Vianna Advogados.
[2] https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/03/crise-do-coronavirus-faz-planos-de-saude-cancelarem-autorizacoes-para-exames-e-cirurgias.shtml
[3] https://www.cnj.jus.br/hidroxicloroquina-cnj-divulga-parecer-para-orientar-juizes/
[4] No mesmo sentido: (STJ, AgRg no Ag 1300508/DF, Rel. Ministra ELIANA CALMON, SEGUNDA TURMA, julgado em 17/08/2010, DJe 26/08/2010)
[5] https://www.oantagonista.com/brasil/medida-provisoria-trabalhista-emergencial-esta-pronta-covid-19-nao-sera-considerada-doenca-do-trabalho/
[6] TARTUCE, Flávio. Manual de direito civil: vol. único. 3ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2013, p. 542-544.
[7] Embora a lei fale apenas em resolução contratual, entende-se que também se pode pedir a revisão por onerosidade excessiva, com fundamento nas cláusulas gerais do contrato (art. 421 CC), da boa-fé objetiva (art. 422 CC) e da base objetiva do negócio (art. 422). (NERY JUNIOR, Nelson. Código civil comentado. 11ª ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014, p. 870).
[8] TARTUCE, Flávio. Manual..., p. 564.
[9] Texto publicado no site do escritório: www.andersenevianna.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

Tribunal Superior do Trabalho afirma que a Lei da Terceirização só vale para contratos encerrados a partir de 2017
Quarta-feira, 09 de Agosto de 2017
Em tempo de mudanças no cenário da legislação trabalhista, no último dia 03 de agosto Leia Mais.
Da extinção da obrigação alimentar entre cônjuges e companheiros
Segunda-feira, 24 de Julho de 2017
Os precedentes refletem a evolução da obrigação alimentar entre cônjuges e companheir Leia Mais.
Comunhão parcial autoriza penhora se cônjuge não está no processo
Quinta-feira, 20 de Julho de 2017
Em ações de execução fiscal, a penhora de bens pode ser feita junto ao cônjuge do dev Leia Mais.
BUSCAR

CATEGORIAS

Internacional
Nacional
Politica
Economia
Jurídico
Eventos
Artigo
Guilherme Borba Vianna
Dirceu A. Andersen Jr.
Gabriel Braga Farhat
Denilson de Mattos
Ana Letícia Maier de Lima[1]

LACTA OUVE CONSUMIDOR E TRAZ LINHA DE PRESENTEÁVEIS PARA PÁSCOA

Marca conduziu uma das maiores pesquisas já feitas sobre a data e lança portfolio especial com mais de 30 itens

São Paulo, março de 2020 – Lacta, pioneira na produção de ovos de chocolates no Brasil, chega à Páscoa deste ano recheada de lançamentos que vão deixar a data ainda mais especial. Após ouvir mais de 1000 consumidores de todo Brasil na maior pesquisa já feita de Páscoa e que guiou a estratégia da marca para este ano, os objetivos da Lacta em 2020 são reforçar os conceitos de indulgência – de comer sem culpa – e dos presenteáveis. Assim, o novo portfólio vem para atender todas as necessidades e oferecer opções de produtos inéditos para todos os perfis de consumidores, desde os que possuem o verdadeiro espírito da Páscoa, até os que são apaixonados por presentear.

A Páscoa continua sendo o 3º evento mais relevante para os brasileiros, depois do Natal e do Dia das Mães. Por isso, a marca tem como principal objetivo proporcionar a melhor experiência de consumo para a data, trazendo mais de 25 opções de ovos, sendo quatro deles os grandes lançamentos: dois Tripla Camada, Oreo e Avelã, e dois da linha Intense 60% Cacau, Original e Mix de Nuts. Além dos tradicionais ovos, outro destaque é o lançamento das trufas recheadas presenteáveis, que chegam ao mercado na Páscoa e se manterão fixas no portfólio. Com embalagem diferenciada, as trufas chegam em duas opções, ao leite (9, 12 e 18 unidades) e Intense 60% cacau, (9 e 12 unidades), com diversos sabores de recheio diferenciados e exclusivos.

“Acreditamos que a Páscoa deve ser comemorada, e nada melhor do que aproveitar para se deliciar com muito chocolate, e sem culpa. Por isso, trouxemos ovos ainda mais recheados, além dos ovos da linha Intense – já que chocolates com alto teor de cacau é o segmento que mais cresce em tabletes no Brasil”, comenta Leonardo Tonini, Diretor de Novos Negócios da Mondelēz Brasil, dona da Lacta. “Outro investimento que fizemos foi nos presenteáveis, já que este mercado possui características únicas, com alto valor percebido, e a Páscoa é vista como um ótimo momento para presentear quem se ama”, acrescenta Tonini.

Os ovos da linha tradicional Lacta também são uma grande fortaleza para a marca, afinal, ano após ano, são os queridinhos dos consumidores. Este ano, são mais de 12 opções, de diversos tamanhos, entre elas toda a linha Bis (Bis Chocolate ao leite, Bis Black, Bis Oreo, Bis Meio a Meio), e os ovos Lacta ao Leite, Lacta Favoritos, Oreo, Laka Chocolate Branco, Diamante Negro, Laka e Diamante Negro, Sonho de Valsa, Ouro Branco e Shot. Para esse ano, Lacta renova também sua linha de licenciados e traz ovos do Meu Malvado Favorito, Barbie, Hot Wheels, Teen Titans, Mulher Maravilha e Pets – todos com novos brindes.

GRANDES LANÇAMENTOS: QUANTO MAIS MELHOR! INDULGÊNCIA E PRESENTEÁVEIS

Um exagero (ou não!) de recheio
Ovo Tripla Camada Avelã (320g) – Ovo de chocolate ao leite recheado com creme e pedaços de avelã.
Ovo Tripla Camada Oreo (320g) – Ovo de chocolate ao leite com recheio cremoso e biscoitos Oreo.

Surpreendendo quem ama chocolate intenso – e macio!
Ovo Intense 60% cacau – Original (280g)
Ovo Intense 60% cacau – Mix de Nuts (300g)

Portfólio de presentes não só para a Páscoa, mas que ficará o ano todo
Trufas sortidas (9, 12 e 18 unidades) – Recheio Ao Leite, Duo, Oreo, Intense e Caramelo
Trufas sortidas Intense 60% cacau (9 e 12 unidades) – Original, Menta e Laranja

LINHA INFANTIL LICENCIADA: RENOVADA, COM NOVOS BRINQUEDOS E AINDA MAIS DIVERSÃO

Lançamentos
Ovo Meu Malvado Favorito (166g) – Franquia de animação com a maior bilheteria da história do cinema. Vem com um boneco dos Minions.
Ovo Pets (166g) – A Vida Secreta dos Bichos (166g) – Bicho de estimação é o assunto prioritário do universo infantil. Vem com um estojo sortido dos Pets.
Ovo Teen Titans (166g) – Os grandes heróis da DC em versão adolescente. Acompanha um boneco sortido dos Titans.

Ovo Barbie (166g) – A boneca mais famosa do mundo chega com um ovo de chocolate ao leite que vem com uma bolsinha.
Ovo Hot Wheels (166g) – Para a galerinha acelerada, nada melhor do que ganhar o mais gostoso do chocolate ao leite que vem com um carrinho magnético.
Ovo Mulher Maravilha (166g) – Franquia que carrega maior tendência de empoderamento feminino. Vem com um bracelete e 3 discos para serem lançados.

OS MAIS AMADOS OVOS DA LINHA TRADICIONAL LACTA: SABORES E TAMANHOS PARA TODOS OS GOSTOS

Linha Bis
Ovo Bis Chocolate ao leite (318g) – Ovo ao leite com pedaços do delicioso chocolate Bis.
Ovo Bis Black (240g) – O tão amado Bis, agora de chocolate meio amargo.
Ovo Bis Oreo (240g) – O chocolate Laka com pedaços de wafer, recheio de creme e cobertura sabor chocolate branco.
Ovo Bis Meio a Meio - Chocolate ao leite e Chocolate branco (318g) – O ovo que une os dois clássicos de Bis.

Ovo Lacta ao Leite (170g) - Este é o clássico! O chocolate com o equilíbrio entre o açúcar, cacau e o leite.
Ovo Lacta Favoritos (560g) – Ovo de chocolate ao leite recheado de bombons mais queridos da marca.
Ovo Oreo (375g) – O chocolate ao leite com recheio do famoso biscoito Oreo na casca.
Ovo Laka Chocolate Branco (175g) – A versão em chocolate branco do clássico da marca.
Ovo Diamante Negro (176g e 300g) – É um dos mais pedidos nessa época. Chocolate ao leite que vem com crocantes cristais de açúcar para saborear.
Ovo Laka e Diamante Negro (480g) – O ovo que une dois clássicos Lacta. Metade de Diamante Negro e a outra com Laka.
Ovo Sonho de Valsa (270 e 357g) – O campeão de vendas possui dupla camada, com chocolate ao leite Lacta e o tradicional recheio do bombom de amendoim com castanhas de caju.
Ovo Ouro Branco (345g) – O ovo de chocolate branco com recheio do tradicional bombom
Ovo Shot (223g) – O saboroso chocolate ao leite Lacta com pedaços de amendoim.

PARA CONTINUAR SURPREENDENDO NOS RITUAIS DE PÁSCOA

Caça aos Ovos (104g) – Pacote com mini ovos ao leite feitos especialmente para alegrar a tradicional caça aos ovos.

Sobre a Mondelēz International no Brasil
A Mondelēz International, Inc. (NASDAQ: MDLZ) “empower people to snack right”, ou seja, empodera os consumidores a escolher snacks do jeito certo, em aproximadamente 150 países ao redor do mundo. Com receita líquida de cerca de US$ 26 bilhões em 2018, a empresa está liderando o futuro de snacks com marcas globais e locais icônicas, como Oreo, belVita, Cadbury Dairy Milk, Milka e Toblerone; Sour Patch Kids. No Brasil, a empresa tem em seu portfólio marcas amadas, como Trident, Chiclets e Halls, os chocolates Lacta, Bis e Sonho de Valsa, os biscoitos Club Social, Oreo e Trakinas, os refrescos em pó Tang, Clight e Fresh, as sobremesas e o fermento em pó Royal e o cream cheese Philadelphia. A Mondelēz International se orgulha de ser membro da Standard and Poor’s 500, da Nasdaq 100 e do Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Visite www.mondelezinternational.com/br e siga nosso perfil no Twitter.

Delivery garante compras de Páscoa nas lojas do Jockey Plaza Shopping

Ovos de chocolate e lembranças para a Páscoa estão garantidos nas lojas do Jockey Plaza Shopping, que disponibilizam seus produtos para entrega em casa, com atendimento aos clientes normalmente via WhatsApp. Com lojas fechadas por tempo indeterminado, pela determinação do decreto do Governo do Estado do Paraná, devido à pandemia da COVID-19, a solução para alegrar a data da família e ainda garantir a segurança de todos é solicitar os presentes via delivery.

A Kopenhagen Curitiba oferece 30% de desconto em toda a linha de Páscoa 2020. Com 54 itens no portfólio, a marca lança novas versões da linha Exagero, para os fãs dos clássicos, Nhá Benta, Lajotinha e Língua de Gato, e apresenta edições inéditas, com o lançamento dos novos clássicos Melt, Soul Good e Dark. A entrega é gratuita e, a cada dois ovos comprados, a Kopenhagen Curitiba fará a doação de um ovo para uma instituição beneficente.

A linha completa de Páscoa da Cacau Show está em promoção: na compra de dois ovos, o segundo tem 30% de desconto. Levando três, o terceiro sai com 50% de desconto. Destaque para a linha infantil, com kits de ovos com fone de ouvido, pantufas, bolas, mochila e touca de pelúcia, de diversos personagens. A cada 70 reais em compras, o cliente ganha um cupom para participar do sorteio de um ovo gigante de sete quilos.

A Ana Tereza Chocolates está com diversas opções de ovos, cestas de Páscoa e kits diversos: destaque para as composições inusitadas com vinho ou cerveja artesanal. Além dos tradicionais, as cenourinhas, barras, plaquinhas e coelhos de chocolate garantem produtos para todos os gostos, com opção de chocolate ao leite, branco e 70% cacau.

A Casa Bauducco oferece para entrega um variado cardápio de Páscoa. Entre as sugestões estão as tradicionais Colombas Pascais, nos sabores frutas, gotas de chocolate, passas com damasco e pistache com avelãs. Para uma lembrança bonita e delicada, a caixa com mini-ovinhos é uma boa pedida. A grande atração para a ocasião é o ovo de chocotone - o já famoso chocotone da marca, envolto por um ovo de chocolate ao leite.

As Lojas Americanas têm inúmeras sugestões de presentes para a data, como caixas de bombom, coelhos de chocolate, ovos de diferentes marcas e tamanhos, e muitas opções de ovos para a criançada. A entrega é gratuita, até 500 metros de distância da loja do Jockey Plaza, o valor mínimo é de R$30, e inclui todos os produtos oferecidos pela loja, além da linha completa de Páscoa. Os produtos podem ser retirados também no estacionamento do shopping sem custo de entrega, mediante agendamento.

Os que procuram opções diferentes e deliciosas, a Casa da Bruxa, já conhecida por suas guloseimas divertidas, oferece ovos de 350g numa caixinha super fofa, nos sabores doce de leite, marshmallow de colher e gummies. Além disso, ovo de chocolate ao leite com pedaços de brownie e um ovo unicórnio, com quatro ovinhos dentro que pintam a boca, são a sensação com a criançada.

E para quem deseja uma Páscoa mais saudável, a Mega Taurus, loja de suplementos alimentares, possui ovos de Páscoa de alfarroba de 210g, da marca Carob House.

A Orvalho da Manhã, primeiro estabelecimento em shopping de Curitiba a conquistar o selo azul da Associação dos Celíacos do Paraná (ACELPAR), destinado a estabelecimentos de alimentação que manipulam e servem alimentos sem glúten aptos a celíacos, oferece ovos recheados da Chocolife, nas opções preto e branco, além de tabletes e barras de chocolate, todos sem glúten, sem açúcar, sem lactose e veganos.

A Goodies Bakery traz este ano o Ovo-velha: 600g de pura delícia – uma esfera de chocolate ao leite / meio amargo, recheada com brownie de nutella e calda de leite ninho, coberto com leite ninho em pó e marshmallow artesanal, com marshmallow em flocos - tudo isso em formato de ovelha. Ela vem em uma linda caixinha de presente e as entregas estão sendo feitas pelo aplicativo James Delivery.

Além dos produtos de Páscoa, algumas marcas garantem também a entrega dos demais produtos da loja, para adoçar os dias de isolamento social.

Confira as operações que disponibilizam atendimento via WhatsApp:

AMERICANAS

WhatsApp (41) 99732-6250

CACAU SHOW

WhatsApp (41) 98805-3841

KOPENHAGEN

WhatsApp (41) 99953-7070

ANA TEREZA CHOCOLATES

WhatsApp (41) 99114-1171

ORVALHO DA MANHÃ

WhatsApp (41) 99962-0101

CASA BAUDUCCO

WhatsApp (41) 99171-1692

MEGA TAURUS

WhatsApp (41) 99734-8607

A CASA DA BRUXA

WhatsApp (41) 99156-7229

Sobre o Jockey Plaza Shopping:

Inaugurado em junho de 2019, o Jockey Plaza Shopping possui mais de 200 mil m² de área construída, com 325 operações, sendo 28 opções na praça de alimentação, além de um boulevard gastronômico com vista panorâmica para a pista de corridas do Jockey Club do Paraná. O empreendimento conta ainda com oito salas de cinema Cinépolis e espaços para jogos e lazer, que tornam o local ainda mais completo. Com um vasto mix de lojas e serviços, é um shopping que se propõe a atender de forma democrática todos os seus perfis de público. O projeto arquitetônico prioriza espaços amplos, iluminação natural e muita área verde, e busca ressignificar o lazer, remetendo o local a uma extensão de um espaço externo. O Jockey Plaza Shopping é um empreendimento do Grupo Tacla Shopping, Casteval, Paysage e GRCA.

www.jockeyplaza.com.br

Rua Konrad Adenauer, 370 – Tarumã

Pesquisadores da UFPR estudam testes rápidos da doença Covid-19

Cientistas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) estão se mobilizando para o combate ao novo coronavírus. Um grupo de pesquisa foi criado para estudar os testes rápidos da doença Covid-19, causada pelo SARS coronavírus. Participam do estudo infectologistas do Complexo Hospital de Clínicas (CHC) da UFPR, a equipe responsável pelas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) do HC e estudantes dos cursos de Medicina e Farmácia da Universidade.
Para a infectologista Sônia Raboni, professora coordenadora do grupo, o impacto da pesquisa será para contribuir para um diagnóstico mais rápido e confiável. “O teste rápido deve ser realizado à beira do leito. Isso vai ajudar na orientação e tratamento desse paciente e, principalmente, na definição se precisa ir a uma enfermaria com os cuidados de isolamento ao Covid-19 ou não”, explica a cientista que também integra a Comissão de Acompanhamento e Controle de Propagação do Coronavírus da UFPR.

Proposta é fazer validação dos testes de diagnóstico rápido, que já foram adquiridos pelo Ministério da Saúde e Hospital de Clínicas UFPR. Foto: Marcos Solivan/Sucom-UFPR
A ideia é fazer a validação dos testes de diagnóstico rápido contra a Covid-19. O Ministério da Saúde e o HC já adquiriram os testes, que devem chegar nas próximas semanas ao Hospital. No entanto, existem poucas publicações científicas sobre como é a resposta imune a essa infecção. A intenção da pesquisa é saber mais sobre a dinâmica de produção dos anticorpos contra este patógeno e avaliar o momento ideal para sua aplicação, visando melhorar o diagnóstico.
No momento, o CHC/UFPR utiliza para o diagnóstico desta infecção o método molecular. Quando um paciente é internado com suspeita da doença, é coletado o material e a amostra é analisada no Laboratório de Virologia de Biologia Molecular para a identificação do vírus. Essa é uma técnica mais sofisticada e que demanda mais tempo para a sua execução. A pesquisa busca avaliar o desempenho dos testes rápidos comparados aos resultados obtidos com a análise molecular.
O projeto “Fortalecimento da rede de c2019 (SARS-CoV 2): métodos moleculares e imunológicos” foi contemplado na chamada pública 09/2020 da Fundação Araucária. Por meio do edital, receberá o valor de R$ 104 mil para investir em bolsas de extensão para egressos e alunos para fortalecer as áreas de diagnóstico e atenção aos pacientes com Covid-19.
Como funciona o tratamento
O coronavírus pode facilmente ser confundido com um resfriado ou uma gripe. Os sintomas são parecidos e em muitos casos a doença pode passar despercebida. No entanto, é importante conhecer sobre o vírus para que a pessoa saiba identificá-la e tomar as medidas necessárias.
A infecção pelo coronavírus, na maioria das vezes, vai ser uma infecção leve, como explica a pediatra infectologista Cristina Rodrigues, professora integrante da Comissão de Acompanhamento e Controle de Propagação do Coronavírus da UFPR. “O Covid-19 pode causar febre e tosse. Em alguns casos pode ser acompanhado de dores no corpo, coriza, dor de cabeça, entre outros”.
De acordo com a infectologista, o sinal mais preocupante para infecções do novo coronavírus é a dificuldade respiratória. “A pessoa deve procurar o hospital se apresentar cansaço. Também é importante procurar atendimento se o paciente tiver um quadro febril que persista por mais de um ou dois dias. Quem tiver sintomas de um resfriado comum não precisa ir ao hospital – o tratamento pode ser feito de casa”.

Infográfico: Amanda Gomes/Agência Escola de Comunicação Pública UFPR
Os quadros leves costumam ser curados em torno de uma semana, como se fosse um resfriado. Cristina explica que em pessoas com um bom sistema imunológico, a doença pode passar despercebida. “É importante lembrar que os casos que precisam de atendimento são a minoria, em torno de 20% do total”.
O tratamento da Covid-19 é parecido com o de uma gripe, com analgésicos, antitérmicos, repouso, boa alimentação e boa ingestão de líquidos. A pessoa diagnosticada com a doença deve ficar em isolamento domiciliar – a recomendação do Ministério da Saúde em caso de coronavírus é de isolamento de 14 dias.
De acordo com a Comissão de Acompanhamento e Controle de Propagação do Coronavírus da UFPR, é de se esperar que uma parcela da população tenha resistência natural ao vírus. Isso quer dizer que nem todos que se infectarem apresentarão a doença. “Além disso, supondo que a doença estimule uma imunidade permanente, quando existir um certo número de infectados, ela deixa de circular livremente. Isso porque, nesse caso, a pessoa que tem o vírus provavelmente vai ter contato com uma imunizada, que não terá a doença”, acrescenta Cristina.
Estrutura para conter a pandemia
Aproximadamente 70% da população brasileira depende exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com o Ministério da Saúde. Para muitas pessoas, é o SUS que possibilita um tratamento adequado para o coronavírus. “O Brasil tem um sistema muito variável de região para região, mas o SUS é fundamental para os que adquirem um quadro mais grave, que precisam ser internados em enfermarias ou UTIs. O sistema de saúde privado aporta apenas de 20% a 25% da população”, aponta a pesquisadora Cristina.
De acordo com dados da Secretaria de Atenção à Saúde, no Paraná, existem 27.494 leitos no estado, sem contar os complementares (aqueles com características especializadas). Desses, 18.486 são do SUS. Ações estão sendo tomadas pelos municípios, orientados pelo Ministério da Saúde, para que a rede se articule e consiga atender os pacientes com a Covid-19 e também quem está sofrendo por outra enfermidade. “Existem regiões do país com problemas sérios com dengue e sarampo, além de outras doenças. Esse surto de coronavírus torna o tratamento dessas doenças um desafio ainda maior. UTIs e leitos estão sendo providenciados para dar suporte ao sistema de saúde”, afirma Cristina.
A pesquisadora reforça a importância das medida preventivas. “Mesmo que o sistema de saúde esteja pronto para atender, se muitas pessoas ficarem doentes ao mesmo tempo, ele vai sobrecarregar. Com as medidas preventivas, conseguimos diluir esse processo,fazendo com que nem todas as pessoas adoeçam ao mesmo tempo”.
É importante ficar atento às recomendações do Ministério da Saúde, como evitar aglomerações, higienizar sempre as mãos, evitar contato físico, cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir, manter os ambientes ventilados e não compartilhar objetos de uso pessoal.
Aplicativo do SUS
O SUS desenvolveu um aplicativo para orientar as pessoas sobre o coronavírus. O programa “Coronavírus – SUS” permite que quem suspeitar possuir a doença consulte um pré-diagnóstico. Basta entrar no aplicativo e listar os sintomas sentidos. De acordo com o que for listado, o próprio aplicativo informará se há suspeita de coronavírus e ainda aponta unidades de atendimento próximas ao usuário. O aplicativo tem versão para IOS e Android.
Link da notícia no portal UFPR: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/pesquisadores-da-ufpr-estudam-testes-rapidos-da-doenca-covid-19/

RP Info arrecada alimentos e cestas básicas para a região do Jardim Ipê

Com o objetivo de ajudar as pessoas que estão passando por dificuldades neste momento de isolamento social e de enfrentamento ao Covid-19, a RP Info está arrecadando alimentos e cestas básicas para o CRAS - Centro de Referência de Assistência Social da Juventude, que atende a região do Jardim Ipê, em São José dos Pinhais. As doações podem ser deixadas até o dia 9 de abril (quinta-feira), até às 12h, na sede da RP Info, na Av. Pres. Getúlio Vargas, 427 - Rebouças.

Rivalidade entre “Predador” e “Miau” no BRAVE CF segue quente apesar de adiamento

Distrito de Seef, Bahrein - 6 de Abril de 2020

Dois dos melhores leves do MMA brasileiro parecem estar novamente em rota de colisão. Cleito "Predador" Silva, campeão da categoria no BRAVE CF, tinha luta marcada no retorno da organização árabe ao Brasil, quando enfrentaria Guram Kutateladze. O sueco se machucou e Luan "Miau" Santiago entrou em sua vaga, buscando vingança, já que Cleiton foi o responsável por lhe tirar o cinturão.

Os dois se enfrentaram no BRAVE CF 25, que aconteceu em Agosto do ano passado em Belo Horizonte. Na ocasião, após semanas de provocações, Cleiton rapidamente finalizou o atleta da CM System, chocando o mundo e se tornando campeão peso leve do BRAVE CF.

Eles voltariam a lutar no BRAVE CF 35, porém a pandemia do novo Coronavirus obrigou a organização a adiar o evento. Os dois, porém, seguem se provocando através das redes sociais. Cleiton declarou que gostaria de "bater de novo" em "Miau", que rebateu dizendo que, no próximo encontro entre os dois, o cinturão retornará a seu poder e que ele, Luan, é o campeão de verdade.

Desde o duelo entre os dois, Santiago se aventurou no peso superleve, categoria intermediária entre os leves e os meio-médios (limite de 74,9 kg ou 165 lbs). No BRAVE CF 29, "Miau" dominou o duro russo Gadzhimusa Gaziev, conquistando vitória na decisão dos jurados.

Cleiton, por sua vez, não luta desde o duelo contra "Miau" e garantiu que irá se preparar para todas as opções (o title shot deve ficar para Kutateladze ou Luan) quando o BRAVE CF retomar suas atividades.

Legenda da foto em anexo - Luan "Miau" e Cleiton "Predador" se encaram antes do primeiro duelo entre os dois, no BRAVE CF 25

Instagram @bravemmaf
Facebook @BRAVE Combat Federation
Twitter @bravemmaf
www.bravecf.com

LIDE Paraná Talks inspira discussão sobre oportunidades Pós Covid-19

Nesta terça-feira (7), às 17h, a websérie do LIDE Paraná entrevista Allan Costa e Jeferson Silva

Em períodos de incertezas é necessário que as pessoas procurem se reinventar, no mundo dos negócios, não é diferente. O momento atual exige que diversos empresários se perguntem como será o Pós Covid-19 e, dentre todas as soluções e iniciativas somadas neste momento, o LIDE Paraná Talks falará sobre as “Oportunidades que deverão surgir Pós Covid-19 e como estar atento a elas”.

Os entrevistados do próximo episódio da websérie do LIDE Paraná são especialistas no quesito se reinventar e inovação, são eles Allan Costa e Jeferson Silva. Allan é Diretor de Inovação e Alianças da ISH Tecnologia, co-fundador da plataforma AAA, investidor de 15 startups e membro do Harvard Business School Startup Angels. Jeferson, filiado ao LIDE Paraná, é co-fundador da HeroSpark, uma das maiores EdTechs da América Latina, nos últimos 10 anos contribui como conselheiro de startups, ajudando na formação e profissionalização das mesmas.

Juntamente com eles, o LIDE Paraná falará sobre, mudanças de hábitos, inovação, tendências e oportunidades para os negócios Pós Covid-19. O programa acontecerá nesta terça-feira (7), às 17h e será aberto para perguntas para nossos convidados. Quiz estão sendo realizados nos perfis oficiais do LIDE Paraná e durante a live, enquetes auxiliam os participantes e entrevistados a nortearem o conteúdo ao vivo. A partir das 20h a versão editada da live será disponibilizada ao público geral em nosso site e canal do Youtube.

"Nós estamos trabalhando para trazer conteúdos que deem suporte, orientação e sobretudo inspirem os empresários paranaenses - destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, que é a mediadora dos programas e tem encabeçado uma série de iniciativas para fortalecer as relações entre os empresários do estado e também fomentado parcerias com outros estados e países, graças a capilaridade do LIDE que está presente em todo o Brasil e em mais de 15 países.

LIDE Paraná Talks - A websérie criada pelo LIDE Paraná tem a finalidade de auxiliar os empresários neste momento de incertezas, trazendo uma rica agenda com participação de especialistas de diversos assuntos. A programação acontece ao vivo de maneira online em nossa plataforma de webnair onde convidados e filiados possuem acesso exclusivo e, após isso são disponibilizadas através do canal LIDE Paraná no Youtube para todos.

Mais informações: www.lideparana.com.br

Lives de artistas no final de semana agitam as redes sociais

Em tempos de quarentena e isolamento social devido ao coronavírus, diversos artistas resolveram fazer lives para entreter os fãs em casa. No último final de semana, o assunto agitou as redes sociais.

Levantamento feito pela STILINGUE - plataforma líder nacional de Inteligência Artificial (IA) para o idioma Português - entre os dias 1 e 6 de abril, apurou que para as palavras ‘live e artistas’, foram 3.294 menções.

No sábado, foi a vez da dupla Jorge&Mateus. A #livejorgeemateus teve mais de 11 mil postagens somente nesse dia. E, os nomes dos sertanejos, mais de 129 mil.

Também chama a atenção a repercussão do vídeo que o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, exibiu durante a live. Foram mais de 2.500 menções. Porém, em sua maioria, por veículos de imprensa.

Os artistas também aproveitaram a audiência para reforçar os pedidos de ‘fique em casa’ e pedir doações. Além da dupla, Xand Avião, Gusttavo Lima e Dennis DJ fizeram sua parte. Os termos ‘live e doação’ tiveram 1.798 menções.

Marcas aproveitam para aparecer

A cerveja Brahma está patrocinando diversas lives. Só no sábado, foram 1.009 das 1.832 menções à marca nos últimos 6 dias, relacionadas aos eventos.

Já o YouTube tem sido a plataforma oficial de transmissão e conta com mais de 14.000 menções.

VILLA MIX ESPERANÇA ARRECADA 500 toneladas de alimentos

Evento durou mais de dez horas e reuniu grandes nomes da música

Ontem, domingo, cerca de 20 artistas desfilaram solidariedade no canal do YouTube em nome do VillaMix Esperança. Idealizado pela Audio Mix, o espetáculo digital nasceu com o intuito de ajudar quem necessita nesse momento tão difícil. Com o slogan, "Música é vida", o evento mostrou momentos, shows e bastidores dos 10 anos do festival. Durante pouco mais de dez horas, sob comando da atriz e influencer Flávia Viana e apresentação musical de Jefferson Moraes e da dupla Os Parazim, artistas como Zezé Di Camargo e Luciano, Luan Santana, Jorge e Matheus, Matheus e Kaun, Gusttavo Lima, Chitãozinho e Xororó, Wesley Safadão e Leonardo tiveram seus shows reapresentados. O pico de emoção ficou por conta da exibição do show de Cristiano Araújo, realizado em Brasília em 2015.
"Tivemos momentos inesquecíveis e nada nos deixou mais felizes do que poder compartilhar esses mesmos momentos com vocês novamente. Mas quem deu um show hoje foi a solidariedade", afirma o empresário Marcos Araujo.

Solidariedade traduzida em números:

512.5 toneladas de alimentos
R$250.000 que serão doados para a Santa Casa de Misericórdia de Goiânia
1.737 cestas básicas
60.000 sabonetes
210.000 máscaras de EPI hospitalar
10.000 gazes hospitalares
1 caminhão de snacks

Ouro Fino Imunidade: beber água é importante para fortalecer o corpo contra doenças

Essa ação simples ajuda o organismo a enfrentar o coronavírus e outras infecções

Como se preparar e se proteger contra o coronavírus? No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, já são mais de 11.518 casos confirmados de infectados pelo Covid-19 e 507 mortos. Diante desse cenário, cresce também a preocupação da população com as formas de se proteger contra a doença. Assim como no caso de outras infecções por vias respiratórias, a prevenção ao vírus depende de medidas para evitar o contato, como higienizar bem as mãos e não compartilhar copos e talheres. Além disso, fortalecer a imunidade ajuda nosso organismo a estar mais preparado para enfrentar o vírus e, para isso, beber bastante água é fundamental.

O organismo humano é composto em sua maior parte por água. Ela é essencial para que todas as reações bioquímicas ocorram perfeitamente nas células, em especial quando ficamos doentes. Ingerir uma quantidade média de água, que varia de 1,5 litro a 2 litros por dia é recomendado por médicos e especialistas.

“A água é, em parte, responsável pelo transporte de nutrientes para as células, tornando possível sua dissolução, favorecendo a digestão e a absorção desses nutrientes. Mantém o organismo hidratado, assim como facilita a remoção de toxinas das células e a temperatura corporal adequada”, explica Carlos Alberto Lancia, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Águas (Abinam).

A nutricionista da Paraná Clínicas, Carolina Henequim Brouck acrescenta que a hidratação adequada é uma das principais aliadas nas infecções virais. “As imunoglobulinas tipo A (IgA), que são moléculas importante para a defesa imunológica contra infecções, estão presentes, principalmente, na saliva. Quando não bebemos água suficiente, desidratamos com redução da saliva, lágrimas e hidratação das mucosas e, consequentemente há redução da ação da IgA”, afirma.

Cuidado com os idosos

A ausência de água no corpo, pode trazer sérias consequências, principalmente em idosos. A desidratação pode acarretar problemas como infecções urinárias, doenças pulmonares, fadiga, dores de cabeça, diminuição da atenção visual, confusão mental, entre outros.

Considerado como grupo mais vulnerável à Covid-19, os idosos desidratam-se mais facilmente devido às mudanças fisiológicas que afetam o equilíbrio hídrico, no processo de envelhecimento. De acordo com a nutricionista da Paraná Clínicas, a ação dos vírus no organismo podem causar perda do apetite, diarreia, vômito e como consequência a desidratação.

Para auxiliar na hidratação e no fortalecimento da imunidade, é importante oferecer constantemente líquidos aos idosos e seguir as demais recomendações médicas. “Além de beber água, opte por comidas de verdade e ricas em nutrientes, durma bem, faça atividade física e fique atento para o funcionamento do intestino todos os dias”, completa Brouck.

Qualidade da água

Para garantir a saúde, também é necessário preocupar-se com a qualidade da água. Nesse sentido, a água mineral é um dos alimentos mais seguros e mais controlados do mercado. “O produto é extraído de fontes naturais protegidas e é potável na sua origem, por isso não requer nenhum tratamento químico ou microbiológico. Elas são envasadas na sua forma natural e próximo ao ponto de captação sob rigorosa condição de higiene”, garante Marcelo Marques, CEO da Águas Ouro Fino.

Outra vantagem da água mineral com relação à filtrada é que possui outros nutrientes benéficos para a saúde como o cálcio e o magnésio. “A ingestão de minerais certamente traz também benefícios quando o assunto é prevenção de doenças. Os minerais presentes naturalmente na água são capazes de melhorar a imunidade através do equilíbrio do sistema linfático e as glândulas linfáticas ajudam o sistema imunológico no combate as infecções”, complementa Marques.

CONTATOS DE IMPRENSA

EXCOM COMUNIÇÃO
Kamilla de Almeida / Karina Trzeciak
41 99271-1281 / 41 99827-8063
kamilla@excom.com.br / karina@excom.com.br

SOBRE A OURO FINO

A Águas Ouro Fino, que envasa e comercializa água mineral natural há 120 anos, possui uma longa e expressiva trajetória. Uma empresa dedicada a hidratação saudável, bem estar e qualidade de vida, com uma área de preservação ambiental de mais de 6 milhões de m², que investe no crescimento de seus colaboradores e também em inovação, tecnologia e gestão. São nove linhas de envase e com uma fonte de água mineral natural de alta capacidade e qualidade assegurada. A sede está localizada no município de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba.

Middas lança primeira cachaça no Brasil produzida com madeira acácia

O novo lote da Middas Reserva dos Proprietários ainda irá presentear os clientes com um e-book “100 caipirinhas para fazer em casa”
downloadAttachment&Message%5Buid%5D=166132&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C437601d60c39%2524e92c44b0%2524bb84ce10%2524%2540noticiaexpressa.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C437601d60c39%24e92c44b0%24bb84ce10%24%40noticiaexpressa.com.br%3E-1.1.4

Conhecida como a única cachaça com flocos de ouro do mundo, a Middas acaba de lançar o quarto lote de sua Middas Reserva dos Proprietários. Ideal para quem aprecia bebidas únicas e com sabores que proporcionam uma verdadeira experiência sensorial, esse lote foi produzido com cinco tipos de barris, todos envelhecidos por cinco anos. Para essa edição, além do carvalho francês, carvalho americano, jequetibá rosa e amburana, a Middas decidiu utilizar acácia, uma madeira muito usada para envelhecer vinho branco na Europa e nos Estados Unidos. Essa é a primeira vez que uma cachaça brasileira utiliza-se dessa madeira em seu processo de fabricação.

O aroma da Middas Reserva dos Proprietários emana delicadas nuances florais, de especiarias e canela, que se intensificam no paladar, onde o coco, caramelo e baunilha desempenham um papel fundamental de apoio juntando-se a notas de chocolate com nozes e frutas cristalizadas. A bebida pode ser apreciada tanto pura, com gelo ou um pouco de água. A edição de 700ml é limitada, possuindo apenas 1.000 unidades numeradas, além de frasco com flocos de ouro 23k importado da Alemanha, o que torna essa bebida ainda mais especial.

Com a intenção de auxiliar às pessoas a enfrentarem o isolamento social e a restrição de mobilidade impostas pela quarentena de maneira mais prazerosa, a Middas preparou uma promoção exclusiva: na compra de uma garrafa, o cliente irá ganhar o e-book “100 caipirinhas para fazer em casa”. O preço sugerido da garrafa é de R$437.

Sobre a Middas

A formula Middas resulta em um sabor único e especial da bebida, de baixa acidez e de intensa sensação olfativa. Tal como a arte, a Middas possui um toque especial. A inovadora proposta traz uma cachaça acompanhada de um frasco com ouro comestível de 23 quilates, importado da Alemanha e que possui certificado de qualidade da União Européia. A mistura do ouro ao produto dá a ele o máximo da sofisticação e do requinte que uma bebida com padrões internacionais de excelência pode proporcionar aos mais exigentes paladares. Saiba mais em www.middascachaca.com.br

Salgadinho e Netinho de Paula se juntam em clássicos dos anos 90

"Brilho de Cristal", "Gente da Gente", "Cohab City" e "Beijo Geladinho", ganharam versões exclusiva durante show comemorativo em São Paulo.

Ouça: https://ditto.fm/salgadinhobrilhodecristal (Estreia sexta-feira)XJa2dp2.jpg

Salgadinho & Netinho de Paula (Leonardo Franco)

O cantor Salgadinho, uma das figuras mais lendárias e icônicas do samba e do pagode, acompanhado de Netinho de Paula, lança nesta sexta-feira (10), em todos os apps de música, um medley com clássicos dos anos 90. Desta vez, "Brilho de Cristal" e "Gente da Gente", ganharam versões exclusivas ao vivo.

Eternizadas originalmente pelos grupos Pixote e Negritude Jr, as canções que marcaram os anos 90, ganharam novas versões e foram registradas durante a "Salgadinho Experience Tour", show comemorativo de 50 anos do cantor, em São Paulo. Parceiros desde os tempos de Negritude e companheiros de palco no projeto "Amigos do Pagode 90", Salgadinho diz que a alegria do companheiro não poderia ficar de fora de um momento tão especial. "A alegria do Netinho de Paula não poderia ficar de fora. O conheci fazendo eventos, tivemos muitas histórias juntos, até chegamos a ter um programa de tv na rede Globo. Ele não poderia ficar de fora deste momento importante na minha vida".

Cheio de novidades:

Além dos relançamentos, o cantor também está com a Salgadinho Experience Tour, turnê comemorativa que celebra os 50 anos do cantor, adiada devido ao surto de COVID-19, e ainda está preparando pelo menos três lançamentos inéditos a partir de maio e um EP, ainda neste ano.

Vale lembrar que recentemente, Salgadinho lançou os singles "Sol e Sal" com Ferrugem, "Química do Amor" ao lado de Mumuzinho e Suel, e "Sorte de Aprendiz" com o cantor sertanejo Thiago Brava. As canções já somam mais de 1.5 milhão de streamings nos apps de música e mais de 3 milhões de visualizações no Youtube.

Amigos do Pagode 90:

Projeto Idealizado por Salgadinho no ano de 2013 , o projeto Amigos do Pagode 90 é sucesso de público e crítica por onde passa. Com um repertório recheado de sucessos dos anos 90, a formação atual com Salgadinho e Netinho de Paula completa 1 ano e levou cerca de 300 mil pessoas aos shows no ano passado.

Dono de hits como como Inaraí e Recado à Minha Amada, precursor e idealizador do movimento pagode 90 e do projeto "Amigos do Pagode 90", Salgadinho completa 50 anos de idade em 2020 e a sua nova turnê, "Salgadinho Experience Tour" já levou 100 mil pessoas aos shows.

Lojas de chocolates do Shopping Mueller adaptam atendimento e disponibilizam serviço de delivery para suprir a demanda dos clientes

A menos de uma semana da Páscoa, clientes recebem os seus chocolates em casa

O isolamento social não deixou a Páscoa em quarentena. Muitos consumidores estão fazendo os seus pedidos para receber em casa ou entregar o presente de chocolate para a um familiar ou amigo em sua residência. E para atender a essa demanda, as lojas Kopenhagen e Lindt do Shopping Mueller adaptaram os seus atendimentos oferecendo o serviço de delivery.

A Kopenhagen, que neste ano, apresentou as novidades da linha Exagero, já entrega dezenas de pedidos diariamente, pela loja do Mueller. Os pedidos começam no início da manhã, às 10h, e o último produto sai por volta das 18h para a entrega em toda Curitiba. A loja, que antes de março não disponibilizava o serviço de delivery, adaptou as suas atividades para atender a demanda dos clientes e inovar durante esse período de isolamento. Na Kopenhagen as compras acima de R$100 têm entrega gratuita, e o cliente pode escolher os produtos pelo site e entrar em contato com os vendedores via Whatsapp, (41) 99850-9537, ou telefone, (41) 3018-6057.

Já a Lindt Brasil, neste ano, apresenta três lançamentos, o Ovo Lindor Perfect Bliss (650g), Ovo Lindor Double Layer (350g) e Ovo Nocciolatte (350g). A compra pode ser feita através do aplicativo Rappi, com entrega entre 12h e 20h e todos os produtos de Páscoa estão com 30% de desconto.

Ação social

Neste ano, a Kopenhagen do Shopping Mueller também está adoçando a vida dos pacientes do Hospital Nossa Senhora das Graças e do Hospital das Clínicas, com a entrega de duas mil unidades de ovos de chocolates. A loja também doou 500 unidades para o Programa de Voluntariado Paranaense (Provopar).

SERVIÇO:
Shopping Mueller
Local: Avenida Cândido de Abreu, 127 - Centro Cívico, Curitiba (PR)
Telefone: 41 3074-1000
Informações: www.shoppingmueller.com.br
Facebook: www.facebook.com/MuellerCtba
Instagram: @muellercwb

Wesley Safadão Ajuda Profissionais do Entretenimento

Amigos do W Solidário é o nome da campanha encabeçada por Wesley Safadão

O cantor quer ajudar o pessoal que está por trás de toda a estrutura do entretenimento e que depende de cada apresentação para ganhar seu cachê.

Wesley Safadão lançou a campanha “Amigos do W Solidário”, através do W Solidário. O objetivo do artista é arrecadar alimentos, dinheiro e suprimentos para ajudar instituições e pessoas de todo Brasil que estão precisando devido a quarentena.

O músico também quer auxiliar o pessoal do entretenimento, muita gente que está por trás dos artistas e são fundamentais para que o show nunca pare: pessoal da montagem de som, iluminação, palco, da montagem e limpeza dos banheiros químicos, muita gente que não é vista mas que são indispensáveis para o setor.

“O nicho de entretenimento foi um dos primeiros a parar e será um dos últimos a voltar a funcionar. Tem uma galera que faz todo esse sistema rodar e que recebem por show, quero ajudar também esses profissionais, sem eles não poderíamos fazer nosso trabalho”, comenta Safadão.

Qualquer pessoa ou empresa pode participar da campanha através do site: www.wsolidario.com.br . A arrecadação vai até o dia 18 de abril, durante sua live que começará às 20h, e que será gravado direto da sua casa no Ceará o projeto “WS Em Casa 2”.

Roberta Miranda reúne time de estrelas no projeto #TeAbraçoComaMúsica

- Sabrina Sato, Zeca Pagodinho, Simaria, Péricles, Wanderléia, entre outros artistas, participam do clipe -

Neste período de quarentena, no qual as pessoas não podem se abraçar presencialmente, a cantora Roberta Miranda encontrou uma forma diferente para abraçar o público, lançando o projeto "TeAbraçoComaMúsica" nas redes sociais. Como já diz o nome, a ação tem como objetivo acariciar as pessoas através da música neste momento no qual o mundo clama por esperança e empatia.

Para coroar a iniciativa, Roberta Miranda convocou para o clipe do projeto um verdadeiro time de grandes artistas da TV e da música nacional e internacional que, literalmente, abraçaram a iniciativa. Uniram-se a eterna "Rainha da Música sertaneja" nomes como: a mexicana Ana Gabriel, a portuguesa Mariza, Péricles, Sabrina Sato, Salgadinho, Simaria, Tom Cavalcanti, Wanderléia e Zeca Pagodinho que cantam em uma só voz uma mensagem bem atual de fé, positividade e coletividade. A produção foi toda realizada em apenas quatro dias.

Roberta Miranda gravou as imagens com apenas um aparelho celular, de forma caseira, com o auxílio de sua sobrinha para captar diversos ângulos. Quando estava prestes a finalizar a montagem do clipe, ela foi surpreendida com uma letra de Daniel Del Sarto, um rap que ganhou destaque na produção.

"Essa produção foi realizada totalmente pela internet, com imagens de celular. #TeAbraçoComaMúsica é uma forma de amor e nada melhor que a força da música pra abraçar alguém. Já que não posso te abraçar pessoalmente, vamos nos abraçar dessa forma nesse momento de união. Quero agradecer a todos os fãs e aos artistas e profissionais que estão com a gente neste projeto, especialmente, ao Marcos Maynard, que foi uma pessoa fundamental nesse trabalho", comenta Roberta Miranda que assina a autoria da canção, a produção e direção geral do clipe.

Para conferir o clipe de #TeAbraçoComaMúsica, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=uc0hGhSCTVk
Link para download do clipe: https://we.tl/t-KJFtHFgGvy
Para saber mais e acompanhar todas as novidades, acesse: www.robertamiranda.com.br.
Facebook: RobertaMirandaOficial
Instagram: robertamiranda
YouTube: RobertaMirandaRM
Twitter: @RobertaMiranda1
Telefone para shows: (11) 3666-6115 - #blueworkeventos

Live de Luan Santana já tem data

Cantor faz sua transmissão ao vivo no dia 26 de abril

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=166059&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CSC1P152MB041438F4FCB3C5E5282C6699F5C20%2540SC1P152MB0414.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CSC1P152MB041438F4FCB3C5E5282C6699F5C20%40SC1P152MB0414.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.2
Foto: Divulgação

Luan Santana irá realizar live no dia 26/04, às 18h, sendo a maioria das músicas escolhidas antigas, atendendo aos milhares pedidos dos fãs e de diversos famosos que subiram a hashtag “Luan só as antigas”. Marília Mendonça já tinha feito seu apelo no Twitter. "Oi, Luan. Faz uma live só com as antigas. Nós, seus fãs, te imploramos", escreveu ela. Maisa e Wesley Safadão foram outros famosos que pediram para o sertanejo fazer a transmissão ao vivo. O assunto, inclusive, virou um dos mais comentados do Twitter.

Falta de água em Curitiba: especialista explica como a natureza ajuda na garantia hídrica para a população

A falta de chuvas vem causando grandes problemas para os moradores da Grande Curitiba. Esse foi o mês de março mais seco na região, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, tendo chovido 92% abaixo da média histórica para esse período na capital paranaense.

De acordo com Guilherme Karam, coordenador de Negócios e Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, é preciso desenvolver ações sustentáveis na recuperação de áreas degradadas nas bacias hídricas do Paraná para evitar que elas sejam impactadas por estiagens como a atual, garantindo assim que a população tenha pleno acesso à água.

“É preciso uma ação conjunta entre poder público, iniciativa privada e sociedade, como a que já existe no Movimento Viva Água, em São José dos Pinhais, na Bacia do Rio Miringuava. Lá são desenvolvidas iniciativas de conservação da natureza, recuperação de áreas degradadas e estímulo à agricultura sustentável, que buscam aumentar a resiliência do solo e evitar que o rio perca água tão rapidamente”, diz Karam. Em no máximo 10 anos, o Viva Água quer criar uma situação de garantia hídrica para 100% das pessoas e indústrias abastecidas pelo Miringuava.

Com a falta de chuvas, o aumento da temperatura e mais pessoas ficando em casa por conta do isolamento social decorrente do coronavírus, o consumo de água também cresceu entre as famílias. Por hora, cerca de 1,7 milhão de litros estão sendo consumidos acima da média da bacia.

Com isso, a Sanepar tem adotado um sistema de rodízio para os moradores abastecidos pelo rio Miringuava, cuja vazão média caiu de 1.300 litros por segundo para cerca de 680, segundo a própria companhia. Em alguns momentos do dia, inclusive, essa vazão é reduzida ainda mais para que o rio possa se recuperar.

Karam explica que o investimento em infraestrutura natural em mananciais aumenta a absorção de água, reduz a sedimentação e o assoreamento dos rios e melhora a qualidade da água, minimizando os custos com tratamento. “Essa é uma das frentes de atuação do Viva Água para reduzir a vulnerabilidade da bacia do Miringuava. Se a bacia em questão já contasse com uma cobertura natural bem estabelecida e conservada, o acúmulo de água no solo seria muito maior, fazendo com que os reflexos da estiagem não fossem sentidos de forma tão imediata”, conta Karam.

Lançado em 2019, o movimento Viva Água reúne mais de 60 atores da região do Miringuava, entre empresas, poder público, cooperativas, universidades e sociedade civil. Entre as metas do movimento para os próximos cinco anos estão a recuperação de 650 hectares de áreas estratégicas para a disponibilidade hídrica, a conservação de 1,5 mil hectares de áreas naturais por meio de mecanismos financeiros e o apoio a 30 negócios de impacto por meio do turismo rural e da agricultura sustentável.

Sugestão de fonte:

GUILHERME KARAM, coordenador de Negócios e Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, para trazer análises sobre a disponibilidade hídrica da bacia do Rio Miringuava, perspectivas para a região nos próximos anos e mais detalhes sobre o movimento Viva Água.

Rosé Piscine cria kits especiais para os #SelfMoments

Marca oferece bons momentos com itens exclusivos e a facilidade e comodidade de compra sem precisar sair de casa

Importada com exclusividade pela Wine To You, a marca Rosé Piscine criou kits especiais vendidos exclusivamente pelo site https://rosepiscine.com.br e que foram pensados para conduzir e intensificar os #SelfMoments, além de serem presentes ideais para enviar para amigos e amores com segurança, tranquilidade e sem precisar sair de casa.
São sugestões que tem como protagonista a famosa garrafa listrada de azul e branco de Rosé Piscine Stripes criada para ser apreciada com gelo e que traz um aroma sedutor, coloração rosa quase transparente, com reflexos azulados e sabor levemente frutado com notas de lichia e flores que vão te fazer se sentir em uma fuga à beira-mar.
Para quem quiser conhecer novos sabores da França, os kits com três unidades de Rosé Piscine Stripes por R$ 387 te dão a chance de escolher levar pra casa, de presente, um exclusivo Tarani Cahors Malbec, vinho tinto produzido na região francesa de Cahors, berço da uva Malbec; ou um Sang Melé, primeiro vinho da grande região da Occitânia e que levou seis anos para ser criado e que traz uma mistura única com sete variedades de uvas, o reflexo de cada terroir: Malbec, Braucol, Négrette, Grenache, Carignan, Mourvèdre, Syrah.
Para os fãs da marca, o Rosé Piscine Brasil chegou a hora de levar para casa um dos grandes objetos de desejo. Com valor especial de R$ 173 você pode comprar uma caixa com a famosa garrafa listrada e levar de presente duas exclusivas taças em acrílico no formato perfeito para apreciar seu Rosé Piscine com 2 cubos de gelo, garantindo o equilíbrio ideal entre o suave e o seco.
No site ainda é possível encontrar outras opções como o kit com três Rosé Piscine Freez, versão frisante da bebida, por R$ 489 em que você ganha uma garrafa do vinho tinto Tarani Cahors Malbec e uma garrafa do rosé Sea Sun, que tem na sua composição a uva emblemática Negrete e Gamay, que oferece vinhos frutados e bem adaptados ao clima tropical.
Com frete grátis para as regiões sul e sudeste nas compras acima de R$ 300, o portal também oferece acessórios exclusivos da marca que também estão em promoção como balde de gelo com pegador (R$ 53); Ice Bag (R$ 35), além do Bucket Sensations (R$ 106), um kit com balde de gelo e bandeja para servir frutas e especiarias.
Para aproveitar ainda mais a bebida, o site traz sugestões de drinks com Rosé Piscine. Acesse https://rosepiscine.com.br/ e siga o perfil @rosepiscineoficial no instagram para mais informações e mais sugestões de como aproveitar cada momento com a sua melhor companhia.
Serviço

www.rosepiscine.com.br

Instagram: @rosepiscineoficial

euquero@rosepiscine.com.br

Telefone: (11) 3122-9500 | (11) 94353-5739

Descubra esse novo universo onde as bolhas são as rainhas do momento.

Sobre o Rosé Piscine

O Rosé Piscine é uma bebida sofisticada e irreverente, já que possibilita ao consumidor degustar o vinho de forma diferenciada – com duas a três pedras de gelo. Feito sob medida para aqueles que gostam de drinques refrescantes, ele é composto por 100% de uva Negrette, traz graduação alcoólica de 11% e deve ser consumido em uma temperatura que varia entre 6 e 8 graus. Seu aroma é levemente frutado, com notas de pêssego, limão e morango e traz um sabor com toque de lichia, mistura que proporciona um final exótico para quem o aprecia. Reconhecido como o primeiro vinho rosé do mundo a ser bebido com cubos de gelo, Rosé Piscine tem se tornado cada vez mais uma das preferências dos brasileiros, sendo o vinho francês importado mais vendido no Brasil, em 2018 –, segundo dados da Ideal Consulting. Seu rótulo colorido, com listras azuis e brancas, a garrafa se destaca em qualquer lugar que é exibida. Este refrescante vinho foi criado em Saint-Tropez e produzido na região sudoeste da França, país onde a bebida vende mais de um milhão de garrafas por ano.