Americanas ajuda milhares de idosos

Na luta para evitar que o coronavírus se alastre entre a população idosa - grupo mais exposto na pandemia -, a rede de lojas Americanas criou uma força-tarefa para mapear lares e abrigos que acolhem essa população, em todo o país. O objetivo é ajudar aqueles que precisam de auxílio para enfrentar os próximos três meses de crise. Até o momento, foram identificados 840 lares espalhados por 540 cidades do país que, somados, cuidam de cerca de 45 mil idosos. A Americanas vai doar aos moradores desses espaços suprimentos de higiene pessoal, como álcool gel, fraldas geriátricas, sabonete, pasta de dente e toalha de rosto, entre outros itens, de modo a reforçar o isolamento sanitário contra o vírus nesse período. A rede já distribuiu o equivalente a R$ 2,2 milhões em kits de higiene, atendendo até agora 10 mil idosos.

O Pátio também confirmou a reabertura a partir de segunda

, dia 25, seguindo todas as orientações da Nota Orientativa 34/2020 da Secretaria da Saúde do Estado do Paraná.
Lojas
Segunda a sábado: 12h às 20h
Domingos e feriados: 14h às 20h
Praça de Gastronomia e Restaurantes com Serviço
Diariamente: 12h às 20h
Além disso, continua suspenso, por tempo indeterminado, o funcionamento dos estabelecimentos de cinema, entretenimento e atividades para crianças.
O serviço de Drive Thru do Pátio Batel, mesmo após a reabertura do shopping, continuará funcionando e poderá ser utilizado pelas lojas para que os clientes atendidos remotamente (por telefone, WhatsApp e e-mail) possam retirar os produtos sem a necessidade de sair do carro.

Shopping Estação retoma suas atividades na próxima segunda (25) às 12h

O funcionamento será das 12h às 20h, com acesso controlado e medidas sanitárias para evitar disseminação da Covid-19

O Shopping Estação retoma seu funcionamento a partir desta segunda-feira (25), das 12h às 20h, respeitando a nota orientativa 34/2020, publicada pela Secretaria de Saúde Estadual (SESA), que orienta a abertura dos centros de compras em horário reduzido. Nesse primeiro momento as lojas e a praça de alimentação voltarão a funcionar, já o cinema, teatros e as áreas de recreação infantil permanecem fechados.

O empreendimento está adotando um intenso trabalho de readequação para atender os clientes, lojistas e colaboradores com segurança e um rigoroso protocolo de higienização. Todas as áreas do Shopping Estação já foram higienizadas com desinfetante – que tem em sua composição o quaternário de amônio. Este método de desinfecção continuará sendo aplicado pelo Shopping, quando aberto.

Outras medidas também serão adotadas. Entre as ações estão:

• Acionamento automático da cancela de estacionamento, sem necessidade de contato físico para retirada do cartão.

• Totens nas entradas do shopping com álcool gel e cartilha com dicas de prevenção.

• Faixas no chão que delimitam o distanciamento correto entre pessoas nas escadas rolantes, elevadores e nos pontos onde há formação de filas como o fraldário, o Caixa 24h e o SAC.

• Sinalização de mesas desativadas na praça de alimentação.

• Desativação de bebedouros.

• Aferição de temperatura com termômetro de testa nas entradas do shopping.

• Construção de pias na praça de alimentação para facilitar a higienização dos consumidores.

• Tapetes de desinfecção e higienização de calçados.

Em breve câmeras com sensor infravermelho, que aferem a temperatura corporal, devem ser instaladas no shopping. Mais de 100 câmeras foram importadas pela brMalls, que tem intensificado as medidas preventivas adotadas nos shoppings da companhia que retomaram parcialmente as atividades, após as determinações do poder público. Os equipamentos podem identificar ao mesmo tempo se uma ou mais pessoas estão com um dos sintomas da Covid-19: a febre.

O Estação também está seguindo as especificações da nota orientativa 34/2020, de uma pessoa a cada 9 m². O uso de elevadores passa a ser restrito para as pessoas com dificuldades ou limitações de locomoção e para o transporte de cargas, os quais não podem ocorrer simultaneamente. Não será permitida a entrada de pessoas com sintomas de síndrome gripal e do grupo de risco – adultos com 60 anos ou mais, gestantes, portadores de doenças crônicas e crianças menores de 12 anos.

“Queremos clientes, lojistas e colaboradores seguros neste momento, por isso adotamos as medidas necessárias para recebê-los da melhor maneira. Agradecemos a todos pela confiança e pedimos também a compreensão com a nova rotina de cuidado” afirma Ronaldo Padilha, Superintendente do Shopping Estação.

O Shopping Estação permanece atento a todas as determinações do poder público e pode readequar as medidas de segurança de acordo com novas normas ou recomendações do Executivo.

Serviço

Reabertura do Shopping Estação

Data: segunda-feira (25)

Horário de funcionamento: das 12h às 20h

Av. Sete de Setembro, 2.775, Rebouças - Curitiba (PR)

(41) 3094-5300

www.shoppingestacao.com.br

@shopping_estacao |www.facebook.com/ShoppingEstacao

Sobre a brMalls

A brMalls é referência no setor de varejo no Brasil, com participação em 31 shoppings centers relevantes nas cinco regiões do país. Orientada pela inovação e com o propósito de transformar seus espaços em destino de felicidade e oportunidade, a companhia busca promover - com um mix diversificado - a melhor experiência ao consumidor e gerar resultados sólidos e de longo prazo para lojistas e investidores.

Logística urbana ganha força com a pandemia

A logística é responsável pelas atividades de transporte, movimentação, armazenamento, produção e distribuição de produtos, tendo como principal objetivo facilitar o fluxo de materiais na cadeia produtiva, unindo produtos e serviços aos consumidores finais.

A partir da década de 1990, com o advento da internet e a consolidação da globalização, a logística vem passando por grandes transformações e novos termos e metodologias vão sendo incorporados a esta área. Um deles é a logística urbana, também conhecida pelas terminologias city logistics (logística da cidade) e last mile (última milha), a qual trata do processo de otimização das atividades logísticas e de transportes em áreas urbanas.

Tal conceito vem ganhando força nos últimos anos em consequência das evoluções tecnológicas e informacionais e do aumento da demanda de consumo, associado ao sistema de produção puxada e à necessidade de redução de estoques por parte das organizações e da explosão do e-commerce. Fatores estes que alteram a dinâmica de distribuição de cargas nos centros urbanos, onde as entregas passam a ser de volumes cada vez menores, com maior frequência e forma pulverizada.

De acordo com a E-bit, uma empresa Nielsen, os principais produtos comprados no e-commerce brasileiro são artigos de moda e acessórios, com ticket médio de R$ 169,00; juntamente com o setor de perfumaria, cosméticos e saúde, com ticket médio de R$ 197,00 — o que torna as entregas mais fracionadas com volumes de menor porte.

No entanto, neste cenário de pandemia enfrentado atualmente, em que muitas pessoas passaram a realizar isolamento social e teletrabalho (home office) a fim de evitar aglomerações, a logística urbana se tornou ainda mais evidente. E enquanto presenciamos a redução de veículos e pessoas circulando pelas ruas, vemos o expressivo aumento do uso de aplicativos de delivery de refeições, alimentos e produtos em geral, como forma de evitar idas aos supermercados, restaurantes, farmácias e serviços em geral.

E assim, vemos um novo cenário, pós-pandemia, sendo desenhado também na logística, onde serão necessários cada vez mais profissionais capazes de trabalhar com softwares de roteirização e otimização de entregas/veículo, priorizando entregas por motos, bicicletas e até mesmo a pé. Pensando neste cenário do “novo normal”, ideias de formas alternativas de entregas que, até então, soavam como futurísticas, começam a ganhar força, como é o caso dos drones e veículos autônomos.

Autoria: Rafaela Aparecida de Almeida é professora da Escola de Gestão, Comunicação e Negócios do Centro Universitário Internacional Uninter

Setor cultural tenta diminuir impacto da pandemia realizando lives

Retorno financeiro não é grande; artistas ganham com a visibilidade

O número de pessoas on-line aumentou e, em conjunto, também o volume de transmissões ao vivo — as chamadas lives. Segundo o Business Insider, o Instagram teve um aumento de 70% no uso das lives – tanto para transmissão quanto para consumo. Esse crescimento é um indicativo de que setores como a cultura estão tentando ficar mais próximos ao seu público para diminuir o impacto econômico.

“Diversos artistas de maior ou menor apelo popular começaram a utilizar o recurso para manter contato com o público e buscar, em casos pontuais, alguma forma de compensar a queda brusca nas receitas”, afirma Alysson Siqueira, professor mestre no curso de Licenciatura em Música do Centro Universitário Internacional Uninter.

Segundo ele, o retorno financeiro imediato não é grande. “Os artistas estão colhendo mais frutos em relação à visibilidade, ao aumento de seguidores nas redes sociais. Isso sim, pode render dinheiro para os artistas em geral no futuro”, completa Siqueira.

Outras alternativas

Além das lives, muitos musicistas também são professores de instrumentos e de canto. Alguns se adaptaram para dar aulas a distância e, com isso, reforçar o orçamento. “Há diversas alternativas que auxiliam o profissional nesse sentido, e a nossa situação tem se mostrado uma oportunidade de aprender e de se adequar. Tenho certeza que muitos alunos e professores deverão optar por continuar a ter aulas a distância mesmo depois da pandemia”, afirma.

Mas Siqueira alerta para o fato de muitos profissionais da área estarem passando por dificuldade, especialmente aqueles que dependem de cachês de bares, festas e bailes. Segundo o professor, o apoio a que eles têm acesso é o mesmo que qualquer autônomo está recebendo — a ajuda de custo do Governo Federal. Além disso, há alguns editais que oferecem cachês em troca da permissão para a exibição de produção audiovisual. “Um exemplo é o programa FCC Digital da Fundação Cultural de Curitiba, que oferece cachê para os artistas locais veicularem seus vídeos relacionados a diversas expressões artísticas”, comenta.

Retomada

Siqueira acredita que a cultura é um setor que tem potencial de retomada assim que a pandemia da Covid-19 passar. Mas ressalta que para isso acontecer, é preciso vontade política. “É difícil saber se os governantes olharão para a retomada de forma ampla, percebendo que além de retomar o trabalho, as pessoas precisarão voltar a sorrir, dançar, jogar, correr, cantar, enfim, elas precisarão retomar práticas que construíram as próprias personalidades enquanto seres sociais”, finaliza.

Inimigos da HP comemoram 21 anos de carreira com live solidária

A transmissão acontecerá neste domingo, 24, pelo canal do YouTube e toda arrecadação será destinada à campanha Êxito Solidário

Comemorando 21 anos de carreira agora no mês de maio, os integrantes do grupo de pagode Inimigos da HP, acabam de anunciar a data para a segunda live. O show online que os fãs vinham pedindo nas redes sociais, acontecerá neste domingo, 24, às 15h, pelo canal oficial do grupo, no YouTube.

A transmissão será uma forma de celebrar esses 21 anos, e muitas músicas que fizeram sucesso nessas duas décadas farão parte do repertório da tarde de domingo: “Toca Um Samba Aí”, “Nosso Filme” e “Bons Momentos” além de releituras do sertanejo para o pagode e também sucessos dos anos 2000.

“Agora o momento pede responsabilidade. Como todo mundo que faz e fez aniversário nesse período de pandemia, o que queríamos era comemorar muito, mas precisamos pensar no próximo e nas pessoas que amamos. Vamos fazer essa live como uma forma de comemorar, respeitando todas as recomendações, mas mais do que comemorar, queremos levar um pouco de alegria e alto astral para a sua casa, afinal, nesses 21 anos de carreira, o que mais nos realiza é ver o sorriso no rosto de cada um de vocês, esse é o nosso maior presente” se emocionam os artistas.

O grupo formado por Sebá, Alemão, Gui, Tocha e Cebola realizou a primeira live no mês passado, dia 5 de abril e chegaram a ultrapassar um milhão de visualizações.

O perfil oficial de Inimigos da HP no YouTube é: youtube.com/ihpoficial

Live Solidária

O Grupo Inimigos da HP apoia a campanha Êxito Solidário, realizada pelo Instituto Êxito de Empreendedorismo, que tem como objetivo arrecadar 50 mil cestas básicas para famílias que estão passando por dificuldades durante o período da pandemia. Durante a live o grupo irá falar sobre o tema e pedir para que os fãs realizarem doações.

O presidente do instituto Êxito de Empreendedorismo, Janguiê Diniz, ressalta a importância do apoio do Grupo na campanha Êxito Solidário. “Estou muito feliz com a participação do Inimigos da HP na nossa campanha. A banda tem um alcance incrível, é muito amada por todos e ter sua ajuda é extremamente importante para nós. Tenho certeza que esse grande show vai alegrar todos através da música e das doações. Gostaria de agradecer a banda por esse momento”, finaliza.

A sócia-fundadora do Instituto Êxito de Empreendedorismo, Carol Paiffer, responsável pelo elo com o pessoal do Inimigos da HP, fala dessa iniciativa. “A participação da banda na nossa campanha é muito importante. Sou super fã do trabalho deles de longa data, desde minha juventude. Fiquei muito feliz quando entrei em contato e eles aceitaram o convite. Poder assistir uma live deles, que além de levar alegria, vai poder ajudar muitas pessoas que precisam, arrecadando cestas básicas, não tem nem o que falar sobre esse momento. Então estou muito animada, muito feliz pela parceria”, finaliza.

Para realizar as doações os fãs devem entrar no site: www.institutoexito.com.br/doacoes . O valor de cada cesta básica é de R$ 50,00 (Cinquenta Reais).

Sobre o Instituto Êxito

O Instituto Êxito de Empreendedorismo é o resultado de um sonho que envolve empreendedores visionários dos mais variados segmentos do Brasil. Hoje, já conta mais com mais de 400 sócios que compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para impulsionar vidas e histórias.

O Êxito tem a filosofia de que, independente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive. Por isso, nasceu com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas. Nomeado como uma instituição sem fins lucrativos, seu principal plano de ação está em oferecer uma plataforma de cursos online e gratuitos, além de realizar diversas ações voltadas para o fomento ao empreendedorismo.

Para acompanhar as novidades do grupo, acesse:
www.agenciaprodutora.com.br/artist/inimigos-da-hp
Facebook: facebook.com/inimigosdahp/
Instagram: @inimigosdahpoficial
Twitter: @inimigosdaHP

Iniciativa inédita reúne 15 especialistas em meditação Raja Yoga para inspirar a criação de uma nova consciência, diante de um futuro incerto

Com a participação especial do indiano Sushil Chandra, doutor em Neurociência Cognitiva, a Brahma Kumaris promove o primeiro Congresso on line “Aplicação da meditação Raja Yoga nas diversas áreas da vida” de 29 a 31 de maio de 2020

Estão todos se perguntando: “quando a vida voltará ao normal”? Mas será que após a experiência da pandemia o “normal” nos basta? Ou queremos criar novidade em nós, nos outros e no mundo?

Essa crise sem precedentes nos oferece uma chance de ouro para ser e fazer diferente. Uma oportunidade para expandir a consciência e ir além dos limites impostos pelas circunstâncias incontroláveis.

Nessa perspectiva, o Congresso on line “Aplicação da meditação Raja Yoga nas diversas áreas da vida” vem para oferecer, ao maior número de pessoas, as ferramentas e os métodos visando a autotransformação. Um time de especialistas, educadores e profissionais com dez a 40 anos de experiência em meditação e ensino serão os facilitadores dessa jornada de três dias. Eles vão dar dicas práticas de como cada pensamento, cada palavra e cada ação pode promover vida plena.

O Congresso é gratuito e destinado a todos que desejam desenvolver sua força interior e aumentar sua capacidade de discernir e enfrentar com leveza as situações que surgem nas diferentes áreas da vida. É necessário fazer inscrições através do link https://congresso.brahmakumaris.org.br/

O evento é promovido pela Brahma Kumaris, uma organização sem fins lucrativos fundada na Índia em 1936 e presente há 40 anos no Brasil. Tem como missão resgatar os valores humanos e espirituais através do ensino da meditação Raja Yoga e de cursos de qualidade de vida.

Especialistas convidados

Dia 29/05 - O “Eu”: o poder do autoconhecimento através da meditação

Palestrantes

image002.jpg
Dr. Sushil Chandra, doutor em Neurociência Cognitiva e mestre em Engenharia (Instrumentação Biomédica), é Diretor Associado do Instituto de Medicina Nuclear e Ciências Afins, do Governo da Índia em Nova Deli. Desde 1986, trabalha ativamente nas áreas não tradicionais como Realidade Virtual e Aumentada, meditação e videogame. Sua atuação visa favorecer uma abordagem interdisciplinar na interligação das ciências da psicologia experimental, neurociência, ergonomia cognitiva e engenharia. Participou recentemente do Webinar "Música e meditação: curando o sofrimento emocional na pandemia de COVID-19". Pratica meditação Raja Yoga desde 1999. É consultor científico do Centro de Pesquisa de Aplicações Espirituais da Rajyoga Education & Research Foundation.

image003.jpg

Marcia Maria Lins de Medeiros é formada em Jornalismo pela PUC/RJ com diversas especializações na área de Educação. Dedicou-se, por sete anos, à Coordenação Nacional do Programa Vivendo Valores na Educação. Viajou mais de 20 vezes para Índia e Europa para cursos de Aprofundamento em Vivência de Valores Humanos na Educação e na Vida, técnicas de meditação, qualidade de vida e relaxamento. Ministra palestras sobre valores na educação, qualidade de vida, vencendo o stress, meditação e autoestima. Atualmente coordena as atividades da Brahma Kumaris em Porto Alegre.
image004.jpg

Juliana Vilarinho é Jornalista de formação, atua como professora de inglês há 30 anos e há 26, pratica meditação Raja Yoga junto à Brahma Kumaris. É palestrante e professora dos cursos fundamentais de Raja Yoga e do programa de qualidade de vida, com especial atenção no curso Pensar Bem. Coordena voluntariamente as atividades da Brahma Kumaris na grande São Paulo.

image005.jpg

Liliani Zunino Duarte é praticante de meditação Raja Yoga desde 1995 onde atua como professora, moderadora de workshops e palestrante nos fundamentos da meditação e práticas que melhoram a qualidade de vida, nos formatos presencial e a distância. Formada em arquitetura e mestre em Arquitetura e Urbanismo e história da Cidade. Professora Universitária.

Painel

image006.jpg

Vitor Kerber é PhD em Ciências Farmacêuticas e professor titular da Universidade Federal do Paraná. Começou a praticar meditação na Brahma Kumaris em 1984 onde é professor há 34 anos. Atualmente coordena as atividades dessa instituição em Florianópolis.

image007.jpg

Aloisio Jorge de Jesus Monteiro é Pesquisador em Estágio Pós-Doutoral no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e junto à Paris-Sorbonne. É PhD e Mestre em Educação. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares e do Departamento de Educação do Campo, Movimentos sociais e Diversidade da UFRRJ. Pesquisa e trabalha na área da Educação, com ênfase em Antropologia, História e Política Educacional. Na Brahma Kumaris, é coordenador em uma das escolas no Rio de Janeiro. Praticante da meditação Raja Yoga desde 1996.

image008.jpg

Dr. Celso Galhardo é médico com especialização em Ginecologia e Obstetrícia, pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo; em Saúde Pública, pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo; em Gestão em Saúde Pública/MBA, pela Universidade Federal de São Paulo; em Medicina Homeopática, pela Associação Paulista de Homeopatia e em Medicina Antroposófica, pela Associação Brasileira de Medicina Antroposófica. É Médico da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo desde 1988. Membro da Brahma Kumaris desde 1988, onde desenvolve palestras, cursos e seminários com foco na interface entre ciência, filosofia e espiritualidade.

Dia 30/05 - O “Eu” e os outros: meditação e o poder da experiência

Palestrantes

image009.jpg

Rosângela Palmeira - Formada em ciências contábeis é praticante da meditação Raja Yoga desde 1997, é professora de Raja Yoga e palestrante experiente em temas relacionados a prática do silêncio como ferramenta de auto-observação ativa e resgate das qualidades pessoais voltadas a construção de relacionamentos harmoniosos e superação de adversidades.
image010.jpg

Érica Berto é gerente de operação de tecnologia para área de telecomunicação. É praticante da meditação Raja Yoga há mais de 10 anos, professora do curso fundamental de meditação Raja Yoga e do programa de Qualidade de Vida da Brahma Kumaris. Como voluntária dessa organização, faz parte do time de coordenação da Campanha de 40 anos e do gerenciamento da escola de São Paulo.

image011.jpg

Ezequiel Neves – com 15 anos de prática da meditação Raja Yoga é facilitador dos cursos de Qualidade de Vida da Brahma Kumaris. Com personalidade calma, segue princípios relacionados à raiz do Raja Yoga personificando qualidades como paz e contentamento. Atualmente é corresponsável pelas áreas de criação, produção e distribuição na Editora Brahma Kumaris.

image012.jpg

Luciana Marques de Souza Ferraz é socióloga e professora sênior da Brahma Kumaris com vasta experiência na área de treinamento de pessoas que buscam uma vida melhor. Ministrou cursos na Índia, Estados Unidos, Europa e América Latina sobre estresse, saúde integral, consciência positiva e meditação. Coordenou, no Brasil, projetos internacionais em conexão com a ONU: "Um Milhão de Minutos de Paz", "Cooperação Global para um Mundo Melhor" e "Partilhando Valores para um Mundo Melhor”. É coordenadora da Brahma Kumaris no Brasil.

Dia 31/05 - O “Eu” e o mundo: meditação e a força da criatividade

Palestrantes

image013.jpg

Patricia Schmidt Carvalho é Cirurgiã-dentista, professora da Brahma Kumaris há 30 anos. Gaúcha, reside em Belo Horizonte há 28 anos, onde faz parte da coordenação da Brahma Kumaris. Espontaneidade, autenticidade e sua busca incansável pela verdade tem sido a mola propulsora de sua experiência e de sua jornada espiritual. Nos últimos anos, Patricia fez alguns períodos sabáticos, nos quais se dedicou extensivamente a ir além de seus limites e descobrir um pouco mais do sentido de viver uma vida grandiosa.

image014.jpg

Goreth Dunningham é graduada em Comunicação e Design de Moda, editora da revista digital OmLine, coordenada uma unidade da Brahma Kumaris em Salvador e escreveu dois livros: “Diário de um Anjo em Construção” e “A Cara do Bem”. É professora curso de Raja Yoga e palestrante experiente de temática relacionada à prática de valores. Criadora e curadora da exposição “A Paz pede passagem”.

image015.jpg

Rodrigo Ambros é professor de meditação Raja Yoga desde 1984 e especialista em treinamento mental para profissionais e atletas. Desde 2002 atua como profissional da área de treinamentos empresariais nos temas de mudança comportamental e desenvolvimento humano. É responsável pela área de Tecnologia da Brahma Kumaris no Brasil.

image016.jpg

Ken O'Donnell é Coordenador para a América do Sul da Brahma Kumaris. Praticante e professor de meditação desde 1975, é autor de 18 livros sobre desenvolvimento pessoal e de organizações, sendo alguns publicados em diversos idiomas. Atua profissionalmente como consultor internacional nas áreas de planejamento e gestão.

Serviço

1º CONGRESSO ON-LINE DE MEDITAÇÃO RAJA YOGA:
a aplicação da meditação Raja Yoga nas diversas áreas da vida

Data: 29 a 31 de maio de 2020

Programa:

29 de maio, sexta-feira:
O “Eu”: o poder do autoconhecimento através da meditação

30 de maio, sábado:
O “Eu” e os outros: meditação e o poder da experiência

31 de maio, Domingo:
O “Eu” e o mundo: meditação e a força da criatividade

Horários:
Sessões diárias às 9h, 11h, 18h e 20h

Informações e inscrições: https://congresso.brahmakumaris.org.br

Realização: Organização Brahma Kumaris

Contato:
congresso@brahmakumaris.org.br

Atendimento médico em tempos de COVID-19

Como agendar uma consulta e realizar cirurgias com segurança em meio à pandemia

A pandemia do coronavírus trouxe muitas incertezas para a área da saúde. Consultórios e hospitais que eram lotados, hoje se encontram mais vazios - apenas os casos graves chegam até as emergências. Segundo o médico Bruno Legnani, as pessoas estão receosas de sair de casa, com medo do vírus, e optam por não irem até o médico, mesmo quando necessitam. “Ter um atendimento médico eficiente é um direito de todos e se o paciente julgar que precisa realmente se consultar, deve agendar e contar com a avaliação médica”, afirma.

Cirurgião plástico, o profissional teve uma redução de mais de 80% nas consultas e agendamentos. Porém, como especialista em cirurgias reparadoras e microcirurgia reconstrutiva, os procedimentos não param. “Realizo todos os dias cirurgias que não podem esperar, e os pacientes têm um atendimento seguro e eficaz”, afirma.

Todos os procedimentos seguem a Nota Técnica 6/2020, com orientações para a prevenção e o controle das infecções pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) durante a realização de procedimentos cirúrgicos, publicada no dia 30 de abril pela Anvisa. De acordo com o documento, toda a programação cirúrgica deverá ser revista em relação aos riscos, prioridades e recursos da unidade e as cirurgias eletivas não essenciais devem ser adiadas. “Não é o momento de fazer procedimentos que podem esperar. Estamos realizando diariamente as cirurgias necessárias, com todos os cuidados para garantir a segurança e saúde dos pacientes”, afirma Legnani.

No consultório, medidas foram tomadas para garantir a segurança de todos, de acordo com as orientações dos órgãos oficiais de saúde. As consultas espaçadas, para evitar contato entre os pacientes, e a higienização constante das áreas tocáveis, como maçanetas, sofás e materiais usados para a avaliação que já eram constantes, foram intensificadas. “Orientamos os pacientes a usarem máscara durante toda a consulta e higienizar as mãos com frequência, para garantir a segurança tanto do paciente como dos profissionais do consultório”, completa.

Sobre Bruno Legnani:

O médico cirurgião plástico Bruno Legnani possui título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), tem residência médica em cirurgia plástica e microcirurgia pelo Instituto Nacional do Câncer e fellow internacional em cirurgia plástica estética na Akademikliniken, na Suécia.

Centro Europeu lança mais de 20 cursos rápidos online para profissionais

A escola de profissões Centro Europeu, de Curitiba (PR), acaba de lançar a Live School (https://liveschool.centroeuropeu.com.br/), inteiramente voltada para a oferta de cursos online de curta duração. A iniciativa visa atender à demanda dos profissionais por esta modalidade, uma tendência do mercado acentuada pela crise do novo coronavírus.

Segundo o último Censo EAD.BR 2018, da Abed (Associação Brasileira de Ensino a Distância), o número de cursos totalmente a distância cresceu 266% entre 2017 e 2018 no país, saltando de 4.570 para 16.750.

Na Live School, os profissionais que desejam se atualizar e desenvolver habilidades específicas terão acesso a cursos com duração entre 4 e 24 horas, totalmente online. As aulas serão ministradas ao vivo e ficarão disponíveis para os alunos por dois meses.

O CEO do Centro Europeu, Ronaldo Cavalheri, explica que o grande objetivo da Live School é ampliar o acesso ao Centro Europeu para alunos de outros estados e países.

“Sempre tivemos solicitações de alunos do Brasil e de outros países que gostariam de estudar no Centro Europeu. Com todo esse movimento da pandemia, as pessoas se mostraram mais abertas, também para aprender online. Por isso, analisamos o que o mercado realmente precisará pós-pandemia e estamos oferecendo cursos rápidos e que terão retorno profissional e permitirão o reposicionamento ou melhor colocação”, explica.

Cursos e inscrições

As inscrições já estão abertas e alguns cursos têm o início previsto já para o mês de maio.

Ao todo, são mais de 20 cursos. Entre eles: Como se adaptar ao mercado e o novo estilo de vida no cenário atual, Como administrar suas finanças pessoais para superar a crise, Tendências de comportamento Pós-Covid-19 , Maquiagem em casa - Faça você mesmo, Relações jurídicas e coronavírus, Instagram sem segredos para Agências de Turismo, Mídias Digitais para Design de Interiores, Empreendendo em Tempos de Crise, Personal Shopping Online, Desenvolvimento de Carreira em Tempos de Crise e outros.

A lista completa de cursos está disponível no site da Live School (https://liveschool.centroeuropeu.com.br/cursos/).

Influência digital

Outra grande novidade do Centro Europeu é o curso de Digital Influencer Online. A escola está lançando o curso para pessoas que têm interesse em em usar técnicas de influência digital - uma das áreas mais promissoras do marketing e que pode ajudar tanto profissionais quanto empresas a turbinarem sua presença online.

O curso é ministrado por Leo Tramontin, responsável também pelo curso presencial, e a inscrição deve ser feita no site da Live School (https://liveschool.centroeuropeu.com.br/cursos/digital-influencer-online-com-leo-tramontin-2/).

Segundo Cavalheri, a ideia é levar a experiência da sala de aula para a casa das pessoas. “Nosso objetivo é oferecer complementação. Ou seja, nós temos os cursos de formação presencial e estamos trazendo conteúdos e ferramentas que complementam o conhecimento desses alunos e profissionais nas áreas que formamos”, completa.

Sucesso online

Em abril, o primeiro curso da Live School do Centro Europeu chegou à marca de mais de 4 mil alunos. O Curso de Inovação é ministrado pelos designers Maurício Noronha e Rodrigo Brenner, da Furf Design Studio, um dos estúdios de design mais premiados da atualidade.

O curso integra a Corrente do Bem do Centro Europeu, ação que faz parte de uma série de medidas para contribuir com o combate ao novo coronavírus.

As inscrições ainda estão abertas e seguem até o dia 25 de maio, pelo site (https://centroeuropeu.com.br/portal/inovacao/). O curso, inspirado na chamada “trajetória do herói”, aborda desde dicas para sair da zona de conforto à mensuração de resultados e técnicas de inovação e criatividade.

Em evento exclusivo do LIDE, Dias Toffoli irá dialogar com filiados

LIDE LIVE recebe como convidado o presidente do STF

O LIDE dando continuidade a sua rica agenda recebe nesta sexta-feira (22), Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Durante o LIDE LIVE, em um evento exclusivo, os filiados do LIDE terão a oportunidade de ouvir e dialogarem com Toffoli.

O tema abordado será “O papel do Judiciário no combate à crise e defesa da estabilidade política”. Os três poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, possuem papel fundamental na estabilidade do país, principalmente em um momento de adversidade como o que enfrentamos. O poder Judiciário além de investigar e garantir que a lei seja cumprida, é fundamental para a defesa de direitos dos cidadãos e da nossa constituição.

Nas últimas semanas o cenário político foi coberto de polêmicas, muitos levaram como interferência a visita do presidente Jair Bolsonaro com um grupo de empresários ao STF, pressionando para que aconteça a reabertura econômica. Toffoli disse que o STF neste caso não pode tomar providências por iniciativa própria. Além disso, nesta terça-feira (19), durante videoconferência, o presidente do STF cobrou atitudes do Ministro da Economia, Paulo Guedes, e disse que este pode contribuir mais e que ações precisam ser coordenadas para o combate ao COVID-19. A esperada LIDE LIVE acontece a partir das 12h e é exclusivo para filiados.

Queda de 50% na ocupação dos hospitais privados e aumento de custos com Covid-19 devem reduzir funcionários e leitos disponíveis

Hospitais do Paraná podem não sobreviver à pandemia do
coronavírus se medidas urgentes não forem tomadas

O Sindipar - Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Paraná – estima uma queda de 50% na ocupação dos hospitais do Estado e prevê uma consequente redução no quadro de funcionários e leitos das instituições privadas nos próximos dias. Os representantes do setor esperam que soluções propostas pela entidade – como isenção de taxas de luz e água e isenção de ISS (Impostos sobre Serviços) – sejam aceitas pelo Governo para diminuir O prejuízo na casa de milhões para as instituições e cortes em todos os setores.

A queda na ocupação de leitos foi impulsionada pelas medidas de contenção à Covid 19, situação que fez com que a maioria das cirurgias e consultas eletivas fossem canceladas, causando um esvaziamento dos hospitais. O Paraná tem 484 hospitais privados (filantrópicos e não filantrópicos) e públicos. São aproximadamente 28 mil leitos no Estado, sendo 4,3 mil leitos de UTI.

“Apenas metade desses leitos estão ocupados hoje causando prejuízo e dívidas para as instituições”, aponta o presidente do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Paraná (Sindipar) e da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa) Flaviano Feu Ventorim. Ele explica que as associações que representam os hospitais se uniram para propor medidas que evitem o endividamento das instituições e garantir que os hospitais não fechem as portas como consequência da situação.

Além da queda de 50% dos leitos nos hospitais particulares e filantrópicos, o atendimento clínico também sofreu alteração. A estimativa do Sindipar é que 60% dos atendimentos foram cancelados desde abril. “Essa realidade já causou uma redução de 30% no quadro de funcionários”, revela Ventorim, sem descartar a possibilidade de novas demissões acontecerem nos próximos dias.

O Sindipar está propondo planos de incentivo ao setor para evitar o colapso financeiro, mas ainda não obteve retorno do governo. “A resposta precisa ser urgente para que as portas dos hospitais não fechem com a pandemia”, diz o presidente do sindicato. Ele explica que todos os hospitais representados pelo Sindipar operam com taxa de ocupação reduzida, mas que os custos fixos de cada instituição não diminuíram, o que causa prejuízos ao fluxo de caixa. A estimativa é que o faturamento dos hospitais tenha caído cerca de 60%.

Sindipar, Fehospar, Ahopar

Amcham realiza eventos online gratuitos para apoiar empresas durante a pandemia da covid-19

Até o final de maio, serão dez eventos online e gratuitos sobre temas econômicos, políticos e jurídicos

A Amcham (Câmara Americana de Comércio) realiza, durante o mês de maio, eventos online, os webinários. O calendário inclui discussões sobre áreas jurídica, econômica, política e temas diretamente ligados ao setor privado. Especialistas nas áreas vão comentar e compartilhar suas experiências durante o período pré e durante a pandemia do coronavírus e suas expectativas pós-covid-19.

De acordo com o gerente regional da Amcham Curitiba e Amcham Joinville, Gustavo Silvino, os eventos online são uma maneira de manter os associados e convidados atualizados sobre o mercado. ‘‘Todos os temas trabalhados passam pelas áreas mais e menos afetadas pela pandemia e a troca de experiências entre os participantes pode trazer insights e oportunidades de resoluções de problemas para a situação de cada empresa’’, diz.

Os eventos têm participação gratuita para os associados da entidade que reúne mais de cinco mil empresas em todo o País. A Amcham Curitiba e Amcham Joinville agregam 350 organizações no Paraná e em Santa Catarina, e colaboradores de todas elas poderão participar. Basta acessar o site da entidade www.amcham.com.br para saber mais e fazer a inscrição.

Confira abaixo os webinários programados em maio:

21/05, às 9h - Missões internacionais - o pós-China: estratégias inovadoras de negócios. O CEO na ChinaInvest, Thomaz Machado e o editor do portal de notícias Xinhua News, Rafael Gonçalves Lima serão os painelistas do evento;
22/05, às 16h – Webinar aberto de experiência do cliente – prevenção de churn: estratégias de retenção de clientes e redução dos índices de cancelamentos. O evento vai contar com a palestra do coordenador de Customer Success na Resultados Digitais, Yorran Rogick Dias;
22/05, às 11h – Webinar de compliance: compliance e gestão de risco em tempos de covid-19. O conselheiro da Unidade de Inteligência Financeira, Antônio Carlos da Nobrega; o diretor de compliance da Petrobrás, Marcelo Zencker; o diretor de compliance da BRF, Reynaldo Goto; e a chief risk & compliance da Votorantim, Ana Paula Carracedo serão os palestrantes do evento;
26/05, às 17h – Webcomitê de Tecnologia & Inovação – Robô Laura: Inteligência artificial salvando vidas, como a tecnologia pode salvar a sua empresa? O evento online realizado pela Amcham Curitiba, terá a palestra do CEO da Robô Laura, Cristian Rocha;
27/05, às 8h30 – Covid-19: força maior/onerosidade excessiva de contratos em tempos de pandemia. A sócia da Demarest, Maria Helena Ortiz Bragaglia Marques; o presidente do Comitê aberto de Legislação da Amcham, Maximilian Fierro Paschoal; e a vice-presidente do Comitê aberto de Legislação da Amcham, Monica Ailt, serão os palestrantes;
27/05, às 9h – Comitê Aberto de Gestão de Pessoas: O papel do RH na retomada das atividades. O evento terá as palestras do CEO & Cofounder, Enora Leaders, João Marcelo Furlan e a diretora de Recursos Humanos da Vedacit, Elizabeth Rodrigues;
28/05, às 11h – Comitê de Economia e Finanças – Ensaio para a retormada: quais impactos de uma possível flexibilização? O economista chefe do banco Bradesco, Fernando Honorato e o CEO da rede Mastercard, João Pedro Paro Neto, serão os palestrantes do evento online.

Sobre a Amcham

A Amcham (Câmara Americana de Comércio) é uma das maiores associações de empresas do Brasil, com 15 filiais em todo o país e mais de 5.200 empresas associadas. O objetivo da Amcham é criar um ambiente favorável de negócios por meio de boas práticas de mercado, capacitação profissional e cidadania empresarial. A Amcham visa facilitar relações empresariais, gerar negócios, ser ponte no relacionamento governamental e internacional, além de prover conteúdos que amplifiquem o conhecimento de seus associados.

Conselho da Universidade Federal do Paraná (UFPR) decide adiar vestibular devido a pandemia

De outubro, data da prova objetiva (primeira fase) do Vestibular 2020/2021 fica preliminarmente agendada para 10 de janeiro de 2021. Comissão de acompanhamento lança nova nota técnica

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPR (Cepe) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) aprovou nesta quarta-feira (20) o adiamento do Vestibular 2020/2021 devido às condições decorrentes da pandemia de covid-19. Antes prevista para 18 de outubro deste ano, a data da prova objetiva do vestibular (primeira fase) fica agendada para 10 de janeiro de 2021.

O conselho decidiu ainda, seguindo a proposta do Núcleo de Concursos, estabelecer o dia 10 de agosto como data máxima para confirmar ou postergar a nova data, de acordo com a evolução da pandemia. Outras datas referentes ao processo serão divulgadas posteriormente.

A decisão segue as recomendações do Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo Novo Coronavírus do Ministério da Saúde e de plano definido em sequência pela Secretaria Estadual de Saúde do Governo do Estado do Paraná, que também decidiu, no dia 16 de março de 2020, suspender eventos abertos ao público, de qualquer natureza, com aglomeração acima de 50 pessoas.

O relator da proposta e coordenador do Núcleo de Concursos da UFPR, Altair Pivovar, apresentou diversas razões para o adiamento, sem o qual haveria risco de contaminação para os candidatos e para os aplicadores de provas. Para cumprir as medidas de afastamento seriam necessários dobrar o número de salas de 800 para 1600 que comportem 25 candidatos cada, em vez de 50 em uma situação normal, além disso, o montante de pessoal para aplicação por sala deveria ser de 25, o que mobilizaria ainda mais pessoas, trazendo mais riscos.

O transporte de candidatos, que vêm de diversas regiões e têm de circular por aeroportos e rodoviárias também foi citado, o que contraria as recomendações das autoridades de saúde.

Análise

Durante o Cepe a comissão criada pela universidade para acompanhamento e controle de propagação do novo coronavírus apresentou nova nota técnica em que avalia a situação da pandemia no Paraná.

A nota alerta para o aumento do número de novos casos diários, com o consequente crescimento da taxa de ocupação de leitos hospitalares no período verificado (entre fim de abril e início de maio). De acordo com a comissão, contribuíram para esse retrocesso (em relação ao achatamento da curva de transmissão verificado na nota técnica anterior) o aumento da mobilidade social e a diminuição do distanciamento social.

Considerando que as projeções futuras da Covid-19 no Brasil indicam "um número alto de novos casos devem ocorrer pelos menos até agosto", a comissão avalia que a testagem da população deve ser um fator considerado para ampliar a eficiência do distanciamento social. Os exames aptos ao monitoramento da população nessa estratégia são os para detecção do vírus e testes imunológicos.

Isso é necessário, apontam os pesquisadores, frente à projeção de que apenas vacina apropriada encurtaria o período de alta circulação do vírus.

LINKS

Matérias no site da UFPR:

"Conselho adia data do Vestibular UFPR 2020/2021 para janeiro"
https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/conselho-adia-data-do-vestibular-ufpr-2020-2021-para-janeiro/

"Comissão da UFPR lança nota com novas informações e recomendações sobre a covid-19"
https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/comissao_da_ufpr_lanca_nota_com_novas_informacoes_e_recomendacoes_sobre_a_covid-19/ (acesso a links e gráficos)

PARA SOLICITAÇÃO DE ENTREVISTAS, FAVOR USAR O E-MAIL jornalismo.sucom@ufpr.br.

A COMUNICAÇÃO DA UFPR ESTÁ EM TRABALHO REMOTO DURANTE A PANDEMIA DE CORONAVÍRUS. MAIS INFORMAÇÕES AQUI: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/comunicacao-da-ufpr-passa-a-trabalhar-em-regime-remoto-demandas-devem-ser-enviadas-digitalmente/

Música Solidária – no palco de casa

Em março de 2020 e em meio a tantas notícias trágicas, eis que algo belíssimo estampava quase todos os jornais do mundo: “italianos em quarentena cantam e tocam em suas janelas e sacadas”. Pronto, deu-se início a um movimento que eu me atrevo humildemente a chamar de Música Solidária.

É certo que estamos vivendo tempos difíceis, mas neste movimento solidário de mostrar aquilo que se tem de melhor aos vizinhos, de repente veio a ideia de mostrar ao mundo o que temos de melhor, aquilo que podemos fazer para que este distanciamento social se torne mais suportável.

Mas algo que me faz refletir sobre estes dias são as lives. São tantas e para todos os tipos de público, todos os estilos musicais, todos os gostos: sertanejo, clássico, rock, pop, música para dançar, chorar ou curtir. Nossos ídolos, de shows caríssimos, movidos a megaproduções, com grandes equipes, infraestrutura, estão ali na tela do nosso celular e muitas vezes na tela do celular deles, com uma maquiagem improvisada, equipamentos de som portáteis, talvez alguns ajustes de edição (ou não). Os artistas, assim como todos nós, também estão em casa, e se você prestar atenção poderá ver ao fundo uma foto, uma cama bagunçada, uma imagem de algum santo, um bicho de estimação, uma rede... Mas o que será que tem levado tantos famosos a realizar essas lives?

Existe uma definição para música, do compositor italiano Paschoal Bona, que diz: “A música é a arte de manifestar os diversos afetos da alma mediante o som”.

O artista sem o seu público não tem voz e, com tantos shows cancelados, a utilização da tecnologia e das redes sociais para alcançar o público em casa tem sido algo incrível, pois se criou a possibilidade de alcançar os fãs mesmo em tempos de distanciamento social. Inclusive, para muitos desses músicos tem sido inspiração para compor músicas inéditas com a temática do que estamos enfrentando, com intuito de incentivar e homenagear àqueles que estão na linha de frente batalhando pelas vidas e também levar um pouco de alegria aos lares das pessoas que sofrem em meio a tantas notícias tristes. A música tem sido para muitos uma terapia, uma forma de expressão, de comunicação, como se através das lives os artistas rompessem as fronteiras distância para dizer às pessoas que tudo ficará bem.

Uma grande lição que podemos tirar disso tudo é que, famosos ou não, nessas horas somos todos iguais, somos humanos, temos uma vida privada, sentimos medo, insegurança, vivemos incertezas e quando tudo isso passar, com certeza, os shows apoteóticos voltarão a acontecer e os estádios e teatros voltarão a ficar lotados de fãs que jamais se esquecerão do dia em que viram seus artistas favoritos no palco mais improvável em que poderiam estar: em casa.

Autora: Florinda Cerdeira Pimentel é professora tutora no curso de Licenciatura em Música do Centro Universitário Internacional Uninter.

Movimento #2em2: grandes empresas se unem para aplicação de testes de anticorpos ao Covid-19 no Brasil

A cada teste comprado, outro será doado. Objetivo é gerar informações para pessoas e autoridades e contribuir no combate à pandemia

São Paulo, Maio de 2020 - Empresas de tecnologia, saúde e redes de shoppings se reuniram para criar o Movimento #2em2, maior campanha sem fins lucrativos que oferecerá testes de anticorpos à Covid-19 no Brasil. A iniciativa conta a participação das empresas Vitta, Stone, Cia. da Consulta, Rappi, Loggi, Iguatemi Empresa de Shopping Centers, Mattos Filho, XP Inc., QR Consulting, ONG Renovatio, Orbitae e Sic Works, e é aconselhada por um board formado por oito médicos. O movimento cria um marco de resposta estruturada da sociedade civil contra o coronavírus no Brasil. A cada teste comprado, outro será doado, de 2 em 2, a iniciativa visa testar o maior número de pessoas possíveis.

“Desde o começo da pandemia nosso grupo de sócios está empenhado em realizar ações para ajudar a população. Quando vimos o desafio da qualidade e disponibilidade de testes, entendemos a importância de criar uma iniciativa que poderia se tornar um modelo nacional, sem fins lucrativos, de resposta conjunta da sociedade civil para este problema. Juntos, vamos dar acesso para que pessoas comprem seus testes de anticorpos de Covid-19, ao mesmo tempo em que ajudam outra parte da população que não têm condição de comprar”, declara Tiago Barros co-fundador da Vitta.

Os testes serão vendidos pelo aplicativo Rappi, coletados pela equipe médica da Cia. da Consulta por meio de um sistema drive-thru, no shopping Iguatemi São Paulo, em dia e horário pré-agendados no próprio aplicativo.

“Com o #2em2, vamos poder atuar ativamente como parte da solução da crise de saúde que o país enfrenta, com a oferta de testagem em massa da população de forma segura, que pode ajudar as autoridades a tomarem a melhor decisão sobre alocação de recursos de saúde, e relacionadas a economia. E ainda, tem um cunho social do movimento com doação de testes para hospitais públicos e filantrópicos. Para nós, aderir ao projeto teve sinergia com a missão da Cia. da Consulta de oferecer acesso à saúde de qualidade com a nossa expertise operacional e técnica”, destaca Victor Fiss, fundador e CEO da Cia. da Consulta.

“O momento inédito que estamos vivendo nos mostra que precisamos ser mais generosos e humanos. Acredito que, se cada um fizer um pouco, conseguiremos sair mais rápidos dessa situação. E é isso o que estamos fazendo ao integrar esse movimento tão importante ao lado de outras empresas, contribuindo para o bem coletivo”, afirma Charles Krell, vice-presidente de operações da Iguatemi Empresa de Shopping Centers.

As coletas serão realizadas por profissionais de saúde contratados e treinados pela Cia. da Consulta e enviadas para processamento. Assim que realizar o exame, o paciente irá receber um e-mail com o caminho para acesso ao resultado. Neste e-mail irá conter o número do protocolo e o link da LP.

"A Rappi tem como missão ajudar a melhorar a vida de todos na América Latina. Em um momento difícil como esse, temos tomado uma série de ações visando proteger nosso ecossistema e ajudar mais ainda a sociedade. Estamos empenhados em usar nosso potencial de alcance e nossa tecnologia para ser a ferramenta de acesso da população aos testes de anticorpos. Entendemos a importância da aplicação dos testes e, por isso, criamos um botão no nosso app para que os usuários possam adquiri-los - e, por consequência, também possam doar na mesma proporção -, agendem o melhor dia e horário para execução do teste e façam o pagamento digital, via app", informar Sérgio Saraiva, presidente da Rappi Brasil.

"O Movimento tem como pilar central o compromisso com a ciência. Criamos o board médico com o objetivo de validar os diversos testes presentes no mercado e, com o material técnico produzido através do movimento, facilitar a tomada de decisão dos órgãos responsáveis”, declara Alberto David, gestor do board médico do #2em2.

Com o intuito de testar o maior número de pessoas no Brasil, o movimento #2em2 visa impactar todas as classes sociais. Para isso a ONG Renovatio será responsável pela distribuição dos testes resultantes do match feito na hora da compra. Essa distribuição será realizada para hospitais públicos e instituições filantrópicas.

As coletas serão realizadas por profissionais de saúde contratados e treinados pela Cia da Consulta e enviadas para processamento. Entre 72h, os pacientes receberão o resultado de seus testes.

‘’Dos países com maior número de casos confirmados, o Brasil é um dos que menos realizou testes para COVID-19. Mais testes significam dados mais confiáveis o que pode ampliar consideravelmente a capacidade de resposta do país, sobretudo para a população em situação de vulnerabilidade social, que em muitas perspectivas está mais exposta aos efeitos da pandemia. O Movimento 2em2 está comprometido com este desafio e para cada teste que for comprado em nosso sistema iremos fazer o “match” de doação para uma pessoa que não pode pagar. A Renovatio será a responsável por garantir a doação, que será financiada por meio da doação de empresas, instituições filantrópicas e pessoas físicas, e serão destinadas à hospitais públicos e filantrópicos e em alguns casos diretamente para comunidades vulneráveis.’’ destaca Ralf Toenjes, presidente da ONG Renovatio.

Empresas apoiadoras e patrocinadoras estão doando recursos próprios que abrangem alocação de times, dinheiro e disponibilização de espaços.

Todo o processo de doação dos testes passará por uma verificação técnica de Big Four, com regulamento feito pelo escritório Mattos Filho, a fim de garantir transparência e legitimidade para o dinheiro arrecadado.

Sobre a Cia. da Consulta

A Cia. da Consulta é uma rede de clínicas independente que oferece serviços integrados com consultas, exames e cirurgias em um único lugar. Disponibiliza mais de 40 especialidades médicas, como Cardiologia, Ginecologia, Dermatologia e Oftalmologia, além de 2 mil exames laboratoriais e de imagem. A empresa possui nove unidades em São Paulo e Região Metropolitana. Durante a pandemia do novo coronavírus, a Cia. da Consulta ampliou seus serviços e lançou consulta online para 13 especialidades médicas. Além disso, a marca oferece também a coleta domiciliar do teste para detecção de infecção pelo coronavírus.

Contato Cia. da Consulta:

Grasiela Caldeira - grasiela.caldeira@gbr.com.br - (11) 99147-1401

Cimed dá 7 meses de crédito para 20 mil pequenas farmácias comprarem remédios no Dia Nacional do Genérico

Comprometida em garantir que os medicamentos genéricos continuem chegando a todas as regiões do país, com incentivo ao varejo local, a Cimed estenderá, exclusivamente nesta quarta-feira (20), o prazo de pagamento das farmácias independentes para 210 dias. A iniciativa da quarta maior indústria farmacêutica do Brasil acontece em celebração ao Dia Nacional do Medicamento Genérico, um dos produtos mais importantes e simbólicos do campo da saúde nacional, e trata-se de uma medida inédita no setor para ajudar pequenos e médios varejistas a enfrentarem a crise decorrente do novo coronavírus. As farmácias independentes que efetuarem, nesse dia, pedidos de medicamentos genéricos a partir de apenas R$ 500 terão um prazo de sete meses para efetuar o pagamento à Cimed.

"Pedidos de compras nesse valor são uma realidade por esse Brasil a fora", afima João Adibe Marques, CEO da companhia.

Com a ação, a empresa espera contribuir com mais de 20 mil estabelecimentos farmacêuticos, espalhados pelo país. O canal independente é um importante pilar para a Cimed, dentro da missão de democratizar o acesso a medicamentos. É a partir desses players que a empresa se faz presente na casa de todos os brasileiros, não importa qual seja a localidade. Por meio da chamada ‘cadeia de verticalização’, composta por 25 centros de distribuição, a Cimed abastece as farmácias independentes, que juntas representam 44% do seu faturamento.