Medicina preventiva: qualidade de vida com a saúde em dia

Médica dá dicas para manter o corpo e mente em equilíbrio

A medicina preventiva é focada em reduzir o impacto das enfermidades na saúde dos indivíduos e melhorar a qualidade de vida de pacientes em tratamento, além de evitar o desenvolvimento de doenças. Segundo dados do Ministério da Saúde, um em cada três brasileiros não tem o hábito de ir ao médico com regularidade.

A diretora da Higia Clinic, a médica Márcia Simões, explica que a medicina preventiva é essencial para evitar possíveis doenças e preparar o corpo para envelhecer com saúde. “Precisamos ter um corpo em equilíbrio e uma imunidade forte para manter a saúde em dia. Com a pandemia, essa necessidade se tornou ainda maior”, afirma. Ela lembra que visitar o médico com frequência e manter os exames em dia é um ato de amor para consigo.

De acordo com o Google, uma em cada 20 pesquisas realizadas no mecanismo de buscas está relacionada à saúde. ”Muitas doenças poderiam ser evitadas por meio de um check-up completo e preventivo, como o infarto, AVC, câncer de pulmão, entre outras”, alerta.

A médica lembra que homens e mulheres devem fazer anualmente uma bateria de exames, solicitados por médicos especializados, especialmente a partir dos 35 anos. Confira as dicas da especialista

1- Visite seu médico regularmente!

Importante confiar em um profissional que já conheça suas características pessoais e esteja disponível para consultar caso haja qualquer problema ou dúvida sobre saúde;

2 – Faça exames de sangue!

Os exames laboratoriais são essenciais para avaliar o funcionamento do organismo. O médico irá solicitar e avaliar os exames levando em consideração o histórico de saúde do paciente;

3 – Visite o cardiologista.

Uma vez por ano também é necessário realizar uma avaliação cardiológica e os exames que verificam a saúde do coração. Procure médicos que já fazem a consulta presencial e exames tudo no mesmo dia, assim já aproveita uma só saída para manter a saúde do coração em dia;

4 – Atenção à saúde bucal.

A indicação é ir ao dentista de seis em seis meses. Como boa parte das bactérias do corpo humano estão presentes na boca, os problemas bucais podem deixar o organismo vulnerável a uma série de doenças, como problemas no coração, pneumonia, artrite reumática e até impotência.

Na consulta anual, é importante realizar uma análise minuciosa dos níveis vitamínicos, minerais e hormonais do organismo, que identifica excessos ou falta de componentes que podem levar para o desenvolvimento dessas doenças. “A reposição desses componentes pode ser suficiente para manter a saúde em dia, com qualidade de vida. O ajuste corporal fornece uma melhora no funcionamento da parte cognitiva, disposição, foco, concentração, composição corporal e recuperação neural”, completa.

Um corpo em equilíbrio, junto a uma dieta balanceada, contribui para o controle de doenças crônicas e melhora a saúde mental e o funcionamento do corpo, em geral. “Muitas vezes o paciente tem insônia, cansaço, exaustão, compulsão, dificuldade para perder peso, diminuição da libido (apetite sexual), dificuldade de memória, concentração e foco ou fica estressado constantemente dentre outros sintomas e não procura ajuda médica. Essas doenças, se não tratadas, podem evoluir e se tornarem crônicas, como diabetes, hipertensão, hipotireoidismo, ansiedade, compulsão alimentar, anorexia, bulimia, depressão, transtorno bipolar, Alzheimer, entre outras”, alerta, lembrando que mesmo em tempos de isolamento social, a prática frequente de exercícios físicos é crucial para o bem-estar físico e mental.

Estresse e ansiedade provocados pela pandemia aumentam fatores de risco para infarto do coração

Hipertensão arterial, aumento dos níveis de gordura no sangue e da glicemia são alguns dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares que podem ser descontrolados com alterações emocionais

A pandemia da Covid-19 causou muitas mudanças repentinas na rotina das pessoas, principalmente, em relação ao trabalho e ao estilo de vida, trazendo também como consequência impactos para a saúde mental. Sintomas como estresse, alteração no sono, medo, ansiedade e preocupação excessiva passaram a aparecer em pessoas que nunca antes tinham relatado esses problemas. Um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em meados de 2020, mostrou que 80% da população brasileira tornou-se mais ansiosa depois da pandemia.

Segundo o cardiologista do Hospital Santa Cruz, Dr. Rafael Luis Marchetti (CRM-PR 27.361, RQE 26.361/26.367), o estresse e outras alterações emocionais provocadas pelas situações vividas durante a pandemia contribuem para o descontrole dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, principalmente o infarto do coração.

“O confinamento, o isolamento social e a falta de atividade física geralmente estão associados à mudança para pior no padrão alimentar e no hábito do sono. O estresse também provoca aumento dos níveis de adrenalina circulando, o que por sua vez aumenta os níveis da pressão arterial. Como consequência disso tudo, surge a hipertensão arterial, o aumento dos níveis de gordura no sangue, obesidade e aumento da glicemia, que são fatores de risco para infarto e AVC”, explica o cardiologista.

Outros estudos também mostram que, durante a pandemia, o número de mortes por doenças cardiovasculares aumentou significativamente, assim como o número de paradas cardíacas fora do ambiente hospitalar. O cardiologista explica que a demanda por consultas eletivas ou exames de acompanhamentos cardíacos nos últimos meses diminuiu.

“No início da pandemia houve uma forte recomendação para ficar em casa e evitar o hospital a qualquer custo. Boa parte da população evitou fazer consultas eletivas neste período, o que implicou em um descontrole das doenças de base como hipertensão, diabete e hiperlipidemia. Muitos pacientes também evitaram o hospital, mesmo sentindo sintomas de alerta como a dor no peito”, relata.

Diante das recomendações dos órgãos competentes para evitar o contágio da Covid-19, o cardiologista ainda reforça que os portadores de doenças cardiovasculares precisam ter cautela, mas lembra que as doenças cardiovasculares continuam sendo a principal causa de mortalidade no mundo.

Atenção aos sinais

Além das complicações dos fatores de risco em pacientes cardiopatas, o estresse e a ansiedade, considerados fatores psicossociais, também desencadeiam outros efeitos negativos no corpo que podem aumentar a incidência de infartos. De acordo com coordenador da Cardiologia do Hospital Santa Cruz, Dr. Guilherme Barreto (CRM-PR 28.621, RQE 22.974/22.995), o reconhecimento precoce de um infarto pode salvar vidas e até mesmo prevenir incapacidades no futuro.

“É possível sim que um paciente tenha um infarto de forma assintomática. Contudo, os principais sintomas de alerta são dor no peito e falta de ar. Eles também podem surgir como sensação de peso no peito, irradiado para a ombros e braços, dores inespecíficas no estômago e associados a sudorese e náuseas. Nestes casos, a probabilidade de ser infarto do coração é alta”, detalha o coordenador.

O especialista ainda explica que pacientes com muitos fatores de risco como hipertensão, obesidade, tabagismo e, até mesmo, histórico de infartos na família, precisam ficar ainda mais atentos. “Em caso de algum sintoma de alerta, a primeira atitude é chamar ajuda médica o mais rápido possível ou procurar a emergência de um hospital”, ressalta.

Mudança de hábitos

Para preservar o corpo e a mente, a recomendação dos especialistas é manter hábitos saudáveis como alimentação, exercício físico e a prática de hobbies. Segundo a psicóloga do Hospital Santa Cruz, Jenima Prestes, o isolamento social privou severamente a socialização entre as pessoas e a prática de atividades, mas que existem outros métodos de tratamento para as disfunções psicológicas.

“Mesmo estando em casa, podemos fazer coisas das quais gostamos e, até mesmo, dar oportunidade para novas experiências como, por exemplo, fazer um curso de violão online, visitar um museu pela internet. Ou até mesmo exercícios físicos simples de alongamentos e fortalecimento muscular. Isso também é sair da zona de conforto”, exemplifica a psicóloga.

No caso dos pacientes cardiopatas, a orientação é manter uma alimentação balanceada com frutas, legumes e verduras, evitando o excesso de gordura e alimentos que contenham muito açúcar. Assim também como evitar sentimentos e situações que tragam mais ansiedade.

Sobre o Hospital Santa Cruz

Fundado em 1966, o Hospital Santa Cruz está localizado no bairro Batel, em Curitiba (PR), e, desde junho de 2020, é unidade integrante da Rede D'Or São Luiz - maior rede de hospitais privados do país com atuação no Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Bahia, Sergipe e Paraná. O Hospital Santa Cruz é considerado um centro de alta complexidade no atendimento das áreas de Oncologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Neurologia, Ortopedia, Pronto-Atendimento e Maternidade. Com estrutura e equipe multidisciplinares, equipamentos de última geração e um moderno centro cirúrgico, oferece cuidado de alta qualidade centrado no paciente, segurança assistencial e humanização do atendimento. É reconhecido com o selo de Acreditação com Excelência Nível III, entregue pela ONA, sendo a instituição acreditada nesta categoria por mais tempo no Estado. Mais informações em www.hospitalsantacruz.com.

Sobre a Rede D'Or São Luiz

Fundada em 1977, a Rede D'Or São Luiz é a maior rede de hospitais privados do Brasil, com presença em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Sergipe, Bahia e Ceará. O Grupo opera com 52 hospitais, sendo 51 próprios e um hospital sob gestão. Atualmente a Rede D'Or contabiliza 7 mil leitos operacionais, e tem planos de chegar a 11 mil até 2022. São, ao todo, 51,1 mil colaboradores e 87 mil médicos credenciados, que realizaram 1,2 milhão de atendimentos de emergência, 254 mil cirurgias, 32 mil partos e 383 mil internações nos últimos 12 meses, além de 9,6 mil cirurgias robóticas desde o início do serviço, há cinco anos. A Rede D'Or São Luiz também conta com a Oncologia D'Or, rede de clínicas especializadas em tratamento oncológico em que está presente oito estados brasileiros.

Condor lança “Corrente de Esperança” para minimizar os impactos da pandemia

Devido ao agravamento da pandemia no Paraná e Santa Catarina, o Condor Super Center lança a campanha “Corrente de Esperança Condor”, que segue até o dia 4 de maio e vai contribuir com os órgãos sociais municipais das regiões onde a rede atua. As doações serão destinadas às Secretarias Sociais das prefeituras para a compra de alimentos, remédios, oxigênio e demais materiais conforme a necessidade.

A “Corrente de Esperança Condor” é viabilizada em parceira com os fornecedores e vai doar parte da venda dos produtos anunciados no tabloide específico da campanha. As entregas serão realizadas via Instituto Joanir Zonta no decorrer da ação.

Segundo o vice-presidente do Condor, Ricardo Zonta, a campanha foi idealizada com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia de acordo com a demanda real de cada região. “Pensamos em uma forma de ajudar exatamente de acordo com as necessidades de cada cidade que atuamos, pois elas geralmente variam entre alimentos, oxigênio ou outros materiais essenciais para o atendimento dos pacientes em tratamento”, afirma.

Mais informações sobre a dinâmica da campanha e os produtos participantes podem ser conferidos no site www.condor.com.br.

Empresários paranaenses se unem para agilizar a vacinação no Estado

Movimento Unidos pela Vacina pretende acelerar a imunização por meio do fornecimento de insumos como seringas, agulhas, jalecos e outros

O movimento Unidos pela Vacina, liderado nacionalmente pela empresária Luiza Trajano, chega ao Paraná mobilizando empresas e entidades civis para acelerar o processo de vacinação contra o coronavírus. O objetivo desta mobilização é contribuir de diferentes formas para que todos os brasileiros sejam vacinados até setembro de 2021.

Artur Grynbaum, vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário e Regina Arns, líder do Grupo Mulheres do Brasil-PR na campanha UPV e diretora Executiva da Lapidus Network, se reuniram virtualmente na última quinta-feira (24) com mais de 60 executivos associados da Amcham Curitiba (Câmara Americana de Comércio). “Estamos fazendo um levantamento em todo o Estado para descobrir e mapear as necessidades locais. Algumas cidades precisam de seringas e agulhas, em outras, falta até jaleco e internet. O foco não é comprar vacinas. Nossa intenção é solucionar gargalos para abastecer todos os municípios com os insumos necessários e da forma mais rápida possível”, explica Grynbaum que é uma das lideranças do projeto no Paraná.

O movimento é apartidário e sem pretensão financeira, atua em diversas frentes de trabalho, em interfaces com o governo federal, com os estados, secretarias de saúde e municípios. “Um dos nossos pilares é a comunicação e a conscientização da importância da vacina, e acredito que reunindo forças conseguiremos passar esse recado adiante”, afirma Regina.

Os 399 municípios paranaenses já responderam ao questionário prestando informações sobre os insumos relacionados aos itens da vacinação. “O apoio direto de empresas será essencial, pois elas irão apadrinhar os municípios e auxiliar com as necessidades prioritárias”, reforça Grynbaum.

Empresários, líderes comunitários, entidades representativas e profissionais liberais que queiram contribuir com o movimento podem se cadastrar no https://unidospelavacina.miisy.com/login.

Sobre a Amcham

A Amcham (Câmara Americana de Comércio) é uma das maiores associações de empresas do Brasil, com 15 filiais em todo o País e mais de 5,2 mil empresas associadas. O objetivo da Amcham é criar um ambiente favorável de negócios por meio de boas práticas de mercado, capacitação profissional e cidadania empresarial. A Amcham visa facilitar relações empresariais, gerar negócios, ser ponte no relacionamento governamental e internacional, além de prover conteúdos que amplifiquem o conhecimento de seus associados.

Supermercados paranaenses doam respiradores e monitores para UTI ao Governo do Estado

Com o objetivo de colaborar com o Paraná para enfrentar esta crise de saúde em função do agravamento da pandemia, a Apras (Associação Paranaense de Supermercados) mobilizou o setor do estado para a compra de respiradores e monitores para a UTI. Praticamente R$ 700 mil foram arrecadados por 34 redes supermercadistas, o que possibilitou a compra de 28 monitores para UTI e 4 respiradores, conforme demanda repassada pelo Governo. O repasse será realizado conforme a demanda.

“Supermercados de diversos portes e de diversas regiões participaram desta mobilização, o que demonstra o quanto é importante que o setor privado se una para ajudar a população no enfrentamento da Covid”, afirma o presidente da Apras, Carlos Beal.

Além destas doações, desde o início da pandemia, as redes supermercadistas do estado estão doando alimentos, máscaras e materiais de higiene e limpeza, além de estreitar a parceria com o poder público em projetos e ações sociais.

Segue abaixo relação dos supermercados que participaram:
Agricer
Angeloni
Araupack
Bahniuk
Bavaresco
Bom Dia
Camilo
Canteri
Center Supermercados
Comercial Zonta
Condor Super Center
CSD
Dalpar
Festval
Irmãos Muffato
Ítalo
Jacomar
Molinis
Muffatão
Paraná Supermercados
Rickli
Saviski
Supermercado Boza
Supermercados Cisne
Supermercado Cristal de Tibagi
Supermercados Irani
Supermercados Ivasko
Supermercado Larissa
Supermercado Tissi
Supermercado Vilagge Paulista
Supermercado Trento
Superpão
Tozetto
Verona

Voluntários em hospitais se reinventam durante pandemia

Visitas virtuais por meio de robôs e confecção de máscaras a distância estão entre as iniciativas adotadas no isolamento social

Com a pandemia do coronavírus, a busca por ações sociais aumentou no ano de 2020. Uma pesquisa divulgada pelo Benchmarking do Investimento Social Corporativo (BISC), ainda antes do encerramento do ano, já indicava que o volume de doações dobraria no ano passado, em comparação com 2019. O estudo também apontou que houve uma mobilização maior para ajudar com recursos ações na área da saúde, principalmente no combate à Covid-19. Especialistas em ação social apontam essa mobilização como um legado da pandemia que deve se expandir nos próximos anos.

Mas e para quem tinha no contato e nas visitas in loco as principais ferramentas de ajuda? O ano de 2020 foi certamente de reinvenção para esses apaixonados pelo voluntariado. O aposentado Márcio Zeni é voluntário do Hospital Universitário Cajuru há 15 anos e conta que a presença de um voluntário, com toda a sua energia e atenção, é uma forma de diminuir o estresse e os traumas que muitos pacientes têm durante o período de internação. “A presença de voluntários comprometidos com a humanização do atendimento, com tempo, olhos e ouvidos à disposição, serve para diminuir o estresse do paciente. Esse olhar para o ser humano, com carinho e respeito transmite ao paciente maior segurança e conforto. É para isso que dedicamos nosso tempo e nossas energias”, diz.

Mas, durante o período de isolamento social, o trabalho dos voluntários em ambiente hospitalar foi suspenso para preservar a saúde dos envolvidos e, com isso, a conversa, a animação e as risadas passaram a fazer falta nos quartos e corredores dos hospitais. A coordenadora do voluntariado do Hospital Universitário Cajuru, Nilza Maria Brenny, conta que nesse momento foi preciso que o trabalho se reinventasse. “Com a pandemia, a presença dos voluntários foi evitada. Mas, a nossa vontade de ajudar os pacientes que estavam lá dentro foi maior do que toda essa situação. Então nós mudamos e adaptamos as atividades para que cada voluntário pudesse contribuir de forma remota, na segurança do seu lar”, revela.

E, se nesse momento está proibido o contato físico entre as pessoas, os robôs entraram em cena para aproximar voluntários e pacientes virtualmente. Desde maio de 2020, o Róbios é o novo integrante do Cajuru. Com um tablet na altura da cabeça, o robô sai pelos corredores levando os voluntários de forma remota até os pacientes. São mais de 320 voluntários que atuam no hospital, desde grupos de palhaços, músicos e até cachorros que agora, por causa da pandemia, fazem suas apresentações à distância com o auxílio do robô Róbios.

Em cinco meses de trabalho fazendo as visitas com o robô três vezes por semana, foram em média 2100 atendimentos em quartos com os grupos de palhaços e cerca de 60 com os músicos, além das visitas diárias para os pacientes nas UTIs. Para Nilza, essa é uma forma de levar alegria para os pacientes e ainda diminuir a saudade dos voluntários. “As pessoas que estão internadas sentem falta desse cuidado, dessa atenção e carinho. Quando os voluntários chegavam, a alegria era contagiante. E agora, com o Róbios, nós podemos levar esse conforto para os pacientes de forma segura. Sem falar que os próprios voluntários sentem falta desse contato no dia a dia”, revela.

A falta para os voluntários

Márcio é voluntário no Hospital Universitário Cajuru desde a fundação do grupo, em 2006. Em 15 anos de trabalho, pelo menos duas vezes por semana ele acompanhava os pacientes pelos corredores do hospital, empurrando a cadeira de rodas entre o quarto, a sala de exames e os passeios no jardim. No caminho, conversas, histórias e risadas. Rotina que ainda segue suspensa. “O serviço de voluntariado foi interrompido para preservar pacientes, colaboradores e voluntários. Está sendo uma experiência única, o contato físico do dia a dia faz muita falta, todos nós fomos impactados. Nosso desejo é um retorno seguro e o mais breve possível ”, afirma.

Outra forma de manter os voluntários ativos mesmo com as restrições, foi a produção de máscaras de proteção. Cerca de 76 mil máscaras foram confeccionadas e distribuídas para pacientes internados, familiares, acompanhantes, visitantes e funcionários dos setores administrativos. “Como tínhamos essa necessidade de ter mais máscara, e tudo era muito caro, o hospital resolveu comprar o tecido para que a gente ajudasse a confeccionar. E, com isso, nós criamos o grupo de costureiras Mãos Que Transformam. Um grupo ficava encarregado de pegar os tecidos no hospital e levar até a casa dos voluntários. Quando prontas, traziam as máscaras para o hospital e, então, a gente distribuía entre as equipes”, diz Nilza.

Como ajudar

O processo é simples para quem deseja doar parte do seu tempo e se tornar um voluntário no Hospital Universitário Cajuru. Basta agendar uma entrevista por meio do telefone (41) 3271-2990 para que a equipe possa avaliar o candidato e ver qual atividade se encaixa de acordo com o perfil e disponibilidade de horários. Os voluntários também participam do projeto “Acolha Novos Voluntários” que ajuda os candidatos a conhecerem as missões e valores do hospital.

Já quem não tem disponibilidade e mesmo assim quer contribuir, existem diversas formas de colaborar com o hospital: boleto bancário, depósito em conta corrente ou por meio da conta de energia elétrica (Copel).

Empresas também podem fazer suas doações e deduzi-las até o limite de 2% do seu Lucro Operacional Bruto, confira mais informações no site http://www.hospitalcajuru.org.br/doacao/ ou pelo telefone (41) 4042-8374.

Sobre o Hospital Universitário Cajuru

O Hospital Universitário Cajuru é uma instituição filantrópica com atendimento 100% SUS. Está orientada pelos princípios éticos, cristãos e valores do Grupo Marista. Vinculado às escolas de Medicina e Ciências da Vida da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), preza pelo atendimento humanizado, com destaque para procedimentos cirúrgicos, transplante renal, urgência, emergência, traumas e atendimento de retaguarda a Pronto Atendimentos e UPAs de Curitiba e cidades da Região Metropolitana.

Kopenhagen lança campanha de Páscoa “Sabor Que Vem de Dentro” e ressignifica as conexões à distância

e ressignifica as conexões à distância
Tradicional marca de chocolates desenvolveu o hotsite para envio de mensagens de vídeo com o objetivo de aproximar familiares e amigos em tempos de isolamento social. A marca também lança produtos inéditos para a celebração da data encontrados nas lojas em Curitiba
Está no ar a campanha de Páscoa da Kopenhagen, que traz como destaque os aguardados e deliciosos produtos da marca e apresenta a ação "Sabor Que Vem de Dentro", assinada pela Artplan, com a missão de promover o que realmente importa nesta data tão especial: a conexão entre pessoas. Em um período marcado pelo distanciamento social, datas comemorativas tendem a adquirir um novo contexto e a união tão importante entre familiares e amigos requer um pouco de criatividade. Pensando em alternativas de compartilhamento de carinho e afeto mesmo à distância, a Kopenhagen criou uma landing page exclusiva para ação, com a agência Inkuba, que poderá ser acessada através de um QR Code que estará disponível em tags nas sacolas, redes sociais ou através do e-commerce da marca, que permite a personalização de um recado através de uma vídeo mensagem para ser enviada a alguém especial.

“Será a segunda Páscoa em isolamento social, e este ano a data ganhou um significado ainda mais intenso. Por isso, queremos fortalecer o vínculo emocional com nossos clientes e propor novas maneiras de celebrar e se conectar com quem amamos”, destaca Maricy Porto, diretora executiva da Kopenhagen. Para a data, a Kopenhagen traz um portfólio de 55 itens, sendo 15 lançamentos. Destaque para a linha Repleto, ovos que prometem ser a maior novidade da temporada. Após grande investimento em pesquisa e concepção, a Kopenhagen lança pela primeira vez ovos de colher que vêm recheados em três sabores: 4 Clássicos (combinação dos queridinhos Língua de Gato, Nhá Benta, Lajotinha e Chumbinho), Chokonut (delicioso creme com pedaços de avelãs para um mix incrível de texturas) e um dos best sellers da linha Kopenhagen, Melt Caramelo, que ganha também a sua versão com ganache de chocolate ao leite e biscoitos além de uma camada generosa de caramelo e granulê na decoração. Todos eles acompanhados de uma exclusiva colher para desfrutar de uma experiência completa Kopenhagen em casa.

Após o sucesso de vendas da linha Exagero nos últimos anos, a marca também apresenta um novo sabor da linha Soul Good, Língua de Gato avelã, versão de ovo extra recheado da linha zero lactose e zero adição de açúcares, que supre uma demanda de mercado por produtos mais saudáveis e que atendam a restrições alimentares. A categoria de ovos tradicionais, que traz versões dos clássicos produtos da Kopenhagen, também apresenta duas novidades: Ovo Chokonut (chocolate ao leite com pedaços de avelã) e o Ovo Keep Kop Pipoca (chocolate ao leite com a crocância da pipoca gourmet). Já a linha Lingato, voltada para o público infantil, vem ganhando cada vez mais destaque, já que apresentou Sold Out 10 dias antes da Páscoa, e foi expandida com três novas opções de produtos acompanhados de brindes exclusivos da linha e com variados desembolsos. Há também dois produtos voltados para o público teen, que incluem headphones exclusivos. Outro grande destaque é o lançamento inédito do Ovo Deluxe (mix de chocolate ao leite com chocolate branco, macadâmia caramelizada, amêndoas e pistache, além de 8 bombons separados de chocolate ao leite com avelã em 1kg de produto), que inclui um pingente de coelho da linha Life by Vivara. A parceria com a marca de joias foi um movimento estratégico para disponibilizar uma opção ainda mais especial de presente para a ocasião.

Para comunicar essa campanha repleta de lançamentos e significados, a Kopenhagen trabalhou na produção de conteúdos de vídeos e imagens para redes sociais, que serão publicados até a Páscoa, além de investir em ações com influenciadores de diferentes regiões do país, mídia programática e out-of-home. Nesse último ano a marca Kopenhagen vem abrindo diversas frentes de canais onde o consumidor pode comprar os chocolates de maneira digital, sem sair de casa, através da loja virtual, telefone, WhatsApp das lojas mais próximas de sua residência e aplicativos parceiros. Além poder participar do programa de fidelidade da marca, o Kop Club, que dá acesso ao atendimento exclusivo por meio do personal shopper. Os produtos já estão disponíveis no site da Kopenhagen, nas lojas físicas e nos aplicativos parceiros.

[+] KOPENHAGEN CURITIBA
Dez lojas na capital paranaense, nos principais shoppings e na Rua XV de Novembro, no centro de Curitiba.
Informações: (41) 3026-0221
Receba em casa: (41) 99193-8471
Facebook: www.facebook.com/ChocolatesKopenhagen
Instagram: @kopenhagen_curitiba
SAC: 0800 100 678

[+] SOBRE A KOPENHAGEN
Há 93 anos a Kopenhagen, marca 100% brasileira, nasceu com um propósito de criar emoções únicas a partir do sabor inigualável do seu chocolate. Baseados nesse objetivo, muitos dos chocolates Kopenhagen ganharam o status de clássico, ícones que atravessam gerações e marcam momentos únicos de alegria e celebração. Nas nossas lojas você vai encontrar clássicos, como a Nhá Benta, que há mais de setenta anos é feita com a mesma receita e requinte e, ao mesmo tempo vai se deparar com a linha Keep Kop, com produtos atuais aos nossos tempos, mas que por trás da inovação carrega o sabor inconfundível que só um legítimo Kopenhagen tem. Aqui também é o lugar onde você encontra a imensa linha do clássico Língua de Gato, bem indulgente, em vários formatos e sabores. Ao mesmo tempo também se depara com a Linha Soul Good, uma gama completa de produtos clean label, zero adição de açúcares, zero lactose e não contém glúten. Esse mix de texturas, formatos, sabores e tendências que busca no passado a tradição para inspirar inovação é a prova de que queremos, por meio dos nossos produtos, estar com você em todas as ocasiões.

Próxima etapa do Circuito das Estações Shopping Mueller é adiada

Curitiba recebe a segunda etapa do maior circuito de corrida da América Latina no dia 23 de maio

A etapa Outono do Circuito das Estações Shopping Mueller foi adiada para 23 de maio. As inscrições continuam abertas para a prova no estilo Reverse VR. O atleta tem das 7h às 11h, para passar na Arena Pit Stop no Shopping Mueller, pegar a sua medalha, evitando aglomerações, e continuar o seu percurso com a distância definida individualmente por cada participante.

Seguindo o tema "O mesmo desafio. Uma nova experiência. Um novo jeito de se superar", a corrida traz o conceito inovador de Reverse VR. Ao invés de todos os atletas largarem juntos como em uma corrida tradicional, cada corredor larga do seu ponto inicial. Pode ser de casa, do parque ou onde quiser. O intuito é que os atletas corram e passem pela Arena Pit Stop, localizada no Mueller, peguem a medalha e voltem para o ponto de largada. A distância também fica a critério do atleta. Depois é só subir o tempo no site.

Ao passar pela Arena Pit Stop o atleta encontrará uma estrutura similar as de provas tradicionais. Neste ponto acontece a entrega de medalhas, hidratação e fotos, tudo seguindo os protocolos de saúde e higienização. A Arena Pit Stop foi planejada para evitar aglomerações. As medalhas serão distribuídas em embalagens individuais e higienizadas.

Neste ano, Curitiba já recebeu a primeira edição do evento, nos dias 30 e 31 de janeiro, em que mais de 1.500 atletas passaram pelo Shopping Mueller com toda a segurança que o momento exige. As inscrições podem ser feitas no site https://www.circuitodasestacoes.com.br/curitiba/outono/.

SERVIÇO:
Shopping Mueller
Local: Avenida Cândido de Abreu, 127 - Centro Cívico, Curitiba (PR)
Telefone: 41 3074-1000
Informações: www.shoppingmueller.com.br
Facebook: www.facebook.com/MuellerCtba
Instagram: @muellercwb

3 receitas para experimentar no Dia Mundial Sem Carne que vão além das saladas

De entreveiro a escondidinho, são diversas opções para uma dieta equilibrada, deliciosa e sem origem animal

O Dia Mundial Sem Carne (20 de março) foi criado em 1985, nos Estados Unidos, pela Farm Animal Rights Movement (FARM) e há mais de 30 anos vem desafiando as pessoas a substituírem produtos alimentícios de origem animal por uma refeição vegana ou vegetariana. O objetivo da iniciativa é comprovar que é, sim, possível ter uma alimentação equilibrada, prazerosa e saborosa sem o consumo animal, e ainda ajudar na sustentabilidade do planeta e a melhorar a própria saúde. Só no Brasil, de acordo com uma pesquisa do IBOPE Inteligência realizada em 2018, 14% da população se declara vegetariana.

Atenta à essa tendência, a Vapza Alimentos – empresa que trabalha com alimentos saudáveis e práticos embalados a vácuo e cozidos a vapor – conquistou, em 2019, a Certificação Vegan Internacional. O selo é emitido pela Vegan Society que comprova a procedência vegana da linha. São vários produtos que não possuem qualquer origem animal, e reforçam a preocupação da empresa com a sustentabilidade e o meio ambiente.

Para o Dia Mundial Sem Carne, a Vapza separou três indicações que utilizam suas criações e vão muito além das tradicionais folhas. Confira abaixo todos os ingredientes necessários e o modo de preparo simplificado de cada um dos pratos:

Entreveiro Vegano de Grão de Bico

Ingredientes

1 Kg de Grão de Bico VAPZA

200 gramas de Pimentão Verde (cubos)

200 gramas de Pimentão Amarelo (cubos)

200 gramas de Pimentão Vermelho (cubos)

200 gramas de Cebola (cubos)

200 gramas de Abobrinha (cubos)

200 gramas de Tomate (cubos)

40 gramas de alho (picado)

60 ml de azeite

20 gramas de salsinha (picada)

20 gramas de manjericão (picado)

30 gramas de sal

7 gramas de Pimenta do reino

10 gramas de Páprica Picante

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o azeite e o alho – deixe dourar. Em seguida, acrescente os pimentões, abobrinha, cebola e refogue. Após refogar, adicione o Grão de Bico Vapza e misture. Tempere com sal, pimenta do reino e páprica picante. Finalize com salsinha e manjericão.

Escondidinho Vegano

Ingredientes

2,5 Kg de Mandioquinha VAPZA

60 ml de Azeite

60 gramas de Alho picado

300 gramas de Abobrinha ralada

300 gramas de Cenoura ralada

300 gramas de Cogumelo Paris cortado em tiras

300 gramas de Beringela picada

200 gramas de Cebola em cubos

200 gramas de Sal

7 gramas de Pimenta do Reino

30 gramas de Salsinha picada.

Modo de Preparo

Em um recipiente, coloque a Mandioquinha Vapza e amasse até formar uma massa lisa e sem grumos até ter a consistência de um purê. Coloque 20 ml de azeite e metade do alho e deixe dourar. Adicione o purê de Mandioquinha e misture. Tempere com sal e pimenta do reino. Reserve. Em uma panela, coloque o restante do azeite e do alho e deixe dourar. Adicione a beringela e o cogumelo e refogue. Em seguida, adicione a cebola, a cenoura e a abobrinha e refogue. Tempere com sal, pimenta do reino e salsinha. Reserve. Em uma travessa, coloque a metade do purê e espalhe no fundo. Em seguida, adicione o refogado e finalize com a outra metade do purê. Leve ao forno e deixe aquecer até dourar.

7 Grãos Orgânico Vapza

Ingredientes

250 gramas de 7 Grãos Orgânicos Vapza

150 gramas de brócolis em pequenos pedaços

50 gramas de cebola picada

10 gramas de alho picado

30 ml de azeite

10 gramas de sal

Modo de Preparo

Em uma panela, coloque o azeite e refogue a cebola e o alho. Adicione os brócolis e refogue deixando “al dente”. Em seguida, adicione o 7 Grãos Orgânicos Vapza. Deixe aquecer e sirva em seguida.

Sobre a Vapza

A Vapza nasceu em 1994, em terra fértil, nos campos gerais do Paraná. A história está ligada ao pequeno produtor e desenvolvimento de produtos saudáveis e práticos. Os alimentos passam por um processo rigoroso de seleção e são embalados à vácuo. Após esse processo, eles são cozidos no vapor dentro da própria embalagem, esterilizando o alimento e dispensando o uso de conservantes. A Vapza possuí as certificações BRCG, HACCP que garantem a saudabilidade e segurança dos alimentos. Hallal e Kosher que são para dietas específicas. Certificação Vegan Internacional, pois o processo permite que não haja contaminação cárnea e certificação Orgânica internacional.

Purple Day: Jockey Plaza Shopping colore sua fachada de roxo

O dia 26 de março é considerado o Dia Mundial de Conscientização da Epilepsia. Conhecido como o Dia Roxo, ou Purple Day, o objetivo é aumentar a consciência sobre a doença que acomete 3% da população mundial.
Para chamar a atenção para a causa, o Jockey Plaza Shopping colore a sua fachada de roxo até o fim de março. A ação é realizada em parceria com a Associação Luta pela Epilepsia no Paraná (LEPIPR) e da Associação Brasileira de Epilepsia (ABE / SP).
Neurológica, a doença pode ser de origem genética, ou adquirida por meio de traumatismo, acidente vascular cerebral ou qualquer outra lesão que traumatize o cérebro. “Nossa fachada roxa alerta para a conscientização sobre a doença e apoia as instituições que lutam contra a falta de informação e preconceito com as pessoas que apresentam a epilepsia”, afirma a gerente de marketing do Jockey, Michelle Cirqueira. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,9 milhão de brasileiros sofrem com a epilepsia.
O Jockey Plaza Shopping fica no Tarumã, na Rua Konrad Adenauer, 370 e permanece fechado seguindo o último decreto da Prefeitura de Curitiba. As lojas que estão operando por delivery podem ser vistas no link
https://www.jockeyplaza.com.br/site/regulamento/delivery-
.

Serviço: Jockey Plaza Shopping
R. Konrad Adenauer, 370

Lojas: FECHADAS

Alimentação: Apenas delivery, de segunda a sábado, das 10h às 22h

Sobre o Jockey Plaza Shopping:
Inaugurado em junho de 2019, o Jockey Plaza Shopping possui mais de 200 mil m² de área construída, com 400 operações, sendo 28 opções na praça de alimentação, além de um boulevard gastronômico com vista panorâmica para a pista de corridas do Jockey Club do Paraná. O empreendimento conta ainda com oito salas de cinema Cinépolis e espaços para jogos e lazer, que tornam o local ainda mais completo. Com um vasto mix de lojas e serviços, é um shopping que se propõe a atender de forma democrática todos os seus perfis de público. O projeto arquitetônico prioriza espaços amplos, iluminação natural e muita área verde, e busca ressignificar o lazer, remetendo o local a uma extensão de um espaço externo. O Jockey Plaza Shopping é um empreendimento do Grupo Tacla Shopping, Casteval, Paysage e GRCA.

www.jockeyplaza.com.br

Rica em vitamina C, goji berry é importante aliada do sistema imunológico, revela estudo

Fruta de origem asiática possui alto teor de nutrientes, com minerais, fibras, aminoácidos, vitaminas e antioxidantes, que contribuem para o bom funcionamento do organismo

Usada tradicionalmente na medicina chinesa, a goji berry é um fruto da planta Lycium barbarum, com origem nas montanhas do Tibet, na Ásia. A pequena fruta vermelha ficou popularmente conhecida em outras regiões do mundo pelo alto teor de nutrientes, como vitaminas, minerais, fibras, aminoácidos e antioxidantes. Segundo estudo da Universidade de Sidney, a goji berry reúne diversos benefícios para a saúde e é considerada uma forte aliada do sistema imunológico.

De acordo com a engenheira de alimentos Melissa Carpi, a fruta pode ser incluída em receitas para associar os benefícios nutricionais com novos sabores. “Por ser importada, ela dificilmente é encontrada in natura no Brasil. A versão da goji berry desidratada tem um valor mais acessível, mantendo todos os nutrientes. A melhor forma de inserir a fruta na rotina é consumi-la como snack, ou ainda adicionada a cereais, frutas e iogurtes”, explica a gerente de inovação de produto da Jasmine Alimentos, empresa especializada em alimentos saudáveis.

Imunidade fortalecida

A goji berry concentra grandes quantidades de vitamina C. Apenas 100 gramas de fruta contam com 50 vezes mais vitamina C do que em uma laranja, por exemplo. Esse nutriente é um importante aliado do sistema imunológico, por aumentar a produção de glóbulos brancos e aumentar os níveis de anticorpos, evitando que o corpo fique vulnerável a doenças.

Prevenção de doenças cardiovasculares

Além da vitamina C, a goji berry também reúne vitaminas A, B6 e E. Juntas, elas têm elevada ação antioxidante, que ajudam a reduzir o colesterol ruim, responsável por doenças cardiovasculares. Os nutrientes também ajudam a reduzir a quantidade de homocisteína, que está relacionado ao surgimento de problemas cardíacos.

Mais energia e bem-estar

Por possuir vitaminas do complexo B, que aceleram o metabolismo, a goji berry aumenta a produção de energia do corpo. Os nutrientes também ajudam na produção de serotonina, hormônio responsável por causar a sensação de bem-estar.

Melhora na visão

A goji berry possui alta concentração de carotenóides, que são responsáveis pela manutenção da saúde dos olhos. Os antioxidantes presentes na fruta também protegem os olhos de radicais livres, que podem causar doenças como catarata.

Bom funcionamento do intestino

As fibras presentes na goji berry, somadas à ingestão regular de líquidos, ajudam no bom funcionamento do intestino.

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal no Paraná, há 30 anos. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014 a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa.

Higia Clinic lança ação em prol do Instituto Aumigão

A clínica oferece um procedimento estético para cada doação para ajudar os animais

Em março, a Higia Clinic inicia uma ação solidária para contribuir com o Instituto Aumigão. Cada doação para a instituição pode ser trocada por um procedimento estético da clínica, entre eles drenagem linfática, massagem relaxante, lifting de glúteos, corrente russa, carboxiterapia, lipo sem cortes, máscaras faciais relaxantes, esfoliação e hidratação facial e radiofrequência.

O valor mínimo da doação é de R$ 50, e pode ser feito com insumos como ração, Simparic – remédio que combate carrapatos, pulgas e sarnas, antipulgas, cobertinhas, roupinhas, caminha, brinquedos, coleiras, guias (podem ser usados desde que estejam em bom estado e limpos), fraldas e também uma doação em dinheiro, realizadas por PIX diretamente para a instituição.

O Instituto Aumigão é composto por um grupo de pessoas experientes e engajadas há muitos anos em projetos de resgates e proteção animal: os animais resgatados ficam em lares temporários de protetoras e todas as despesas são custeadas através de doações e entre o grupo, até que seja encontrado um novo lar para o animal.

As doações e agendamento dos procedimentos podem ser feitos diretamente na Higia Clinic, que fica na R. Padre Anchieta, 2050 – 6º andar.

Serviço: Higia Clinic

R. Padre Anchieta, 2050 - Mercês

41 3501-9358

Instagram: @dramarciasimoes e @higiaclinicoficial

NOTA DE PESAR – KLEBER LOPES

É com pesar que o SBT lamenta o falecimento do ator e bailarino Kleber Lopes, neste domingo, 07 de março, em decorrência de uma parada cardíaca causada devido à complicações da Covid-19. Kleber tinha 39 anos e estava internado desde ontem, 06, no Hospital Municipal de Urgência, em Guarulhos (SP).

Kleber integrou o corpo de balé do SBT no início da década de 2000, atuando em diversas atrações da casa durante musicais e eventos especiais. Na mesma época, junto com o balé, ingressou em A Praça é Nossa, numa modernização do programa, que deixava de ter abertura gráfica para iniciar a atração com um número de dança. Ao longo dos anos, Kleber passa a fazer figuração e elenco de apoio nas esquetes, destacando-se pela irreverência e o talento.

Em 2016, ganha de Carlos Alberto e Marcelo de Nóbrega a oportunidade de interpretar seu primeiro personagem fixo – Ricky Marcos – um divertido cantor inspirado no astro Ricky Martin. Nos anos seguintes forma parceria com Andréa de Nóbrega, como Gigi do quadro A Nova Rica.

O SBT presta solidariedade à família e aos amigos do ator, e deseja que Deus conforte sua família.

Mulheres de Titânio: projetos incentivam representatividade feminina em áreas da Odontologia

De acordo com o Conselho Federal de Odontologia, no ramo de Implantodontia, dos mais de 17 mil profissionais, somente 5.145 são mulheres

Antes desconhecido pelo mercado da saúde, o titânio trouxe inovação para a Medicina e a Odontologia. Usado em larga escala para a produção de implantes dentários, por exemplo, o material se destaca por características como força, resistência e resiliência. A chegada dos implantes de titânio ao Brasil coincide de certa forma com a entrada da cirurgiã-dentista Ivete Sartori, de 63 anos, na área. “Entrei na Implantodontia bem no começo do avanço da especialidade”, conta. Nascida em Fernandópolis (SP), ela viu na especialização uma chance de entrar na pesquisa e no ensino, áreas com as quais se identificava. Mas se hoje o setor ainda é predominantemente masculino, naquela época era mais ainda.

Segundo o Conselho Federal de Odontologia, o Brasil conta com 68.872 profissionais mulheres no ramo. Porém, em especialidades como a Implantodontia, que conta com mais de 17 mil profissionais, o público feminino ainda é minoria, com apenas 5.145 mulheres. E foi a partir dessa percepção que surgiu o Women Implantology Network (WIN), uma rede global de cirurgiãs-dentistas comprometidas a inspirar, engajar e desenvolver mais mulheres na Implantodontia.

Criado pelo Grupo Straumann em 2016, o projeto tem como objetivo fomentar a participação de mulheres na especialidade e também encontrar novos talentos no setor. “Nos últimos anos, houve um movimento das mulheres formadas em Odontologia que começaram a optar por especialidades cirúrgicas, mas em congressos ou aulas, os porta-vozes continuavam sendo sempre homens. Então o objetivo também é encontrar mulheres que se sintam confortáveis em replicar seus conhecimentos e incentivar novas dentistas a entrarem na especialidade. Queremos observar esse crescimento da representatividade das mulheres como referências para outros profissionais”, explica a dentista e responsável pelo projeto no Grupo Straumann Brasil, Carolina Castro.

Ivete é hoje palestrante do projeto e vê em casa a mudança que a especialidade vem passando. Uma de suas três filhas também é implantodontista. Ela diz que a iniciativa tem papel fundamental em mostrar para as mulheres sua força e independência. “Nosso objetivo é contar histórias e mostrar que cada uma tem a sua realidade, mas que, se todas tivermos amor pela profissão e pelo trabalho, é possível realizar o que quisermos sem precisar provar nada para ninguém”, ressalta.

Atualmente, o projeto acontece na América Latina, Europa, Emirados Árabes, Estados Unidos e Ásia. No Brasil, quase 700 mulheres foram atingidas pelos encontros em 2020, que tiveram a participação de 29 palestrantes. “O objetivo principal do projeto é engajar. Fazer com que as mulheres possam ser incentivadas por outras mulheres. São mulheres que se inspiram”, conta Carolina.

Referência na ortodontia

Com mais mulheres atuando, o setor da Ortodontia também conta com um projeto de incentivo, mas com novos objetivos. O Women Orthodontics Network (WON) busca que as mulheres se tornem referência numa área em que já são maioria. De acordo com a dentista da ClearCorrect e coordenadora do projeto, Caroline Aranalde, o projeto busca ajudar cada profissional de forma prática e relevante. “Atualmente, segundo a lista do Board Brasileiro de Ortodontia, somente 25% das referências no setor da ortodontia são mulheres. Se nós somos maioria na Orto, por que não estamos entre as referências?”, levanta. “Por isso, nós temos palestras com especialistas mulheres dentro das áreas de pesquisa, empreendedorismo e clínica para auxiliar outras profissionais a ganharem destaque na área e ocuparem posições de referência para ortodontistas”, explica.

Com um calendário pré-definido de encontros, o WON abre espaço para discussões e também dicas práticas para atuar no mercado. “As mulheres possuem um poder incrível de transformação e é isso que queremos estimular e apoiar com esse novo projeto”, finaliza.

Sobre o Grupo Straumann

O Group Straumann (SIX: STMN) é líder global em soluções odontológicas e de substituição de dentes que restauram sorrisos e confiança de pacientes ao redor do mundo. O Grupo une marcas internacionais que representam excelência, inovação e qualidade em odontologia substitutiva, corretiva e digital, incluindo Straumann®, Neodent®, Medentika, ClearCorrect™, Dental Wings, Yller® e outras empresas e parceiros de forma integral e parcial. Em colaboração com as principais clínicas, institutos e universidades, o Grupo pesquisa, desenvolve, fabrica e fornece implantes dentários, instrumentos, próteses CADCAM, biomateriais e soluções digitais para uso na substituição e restauração de dentes ou para prevenir a perda de dentes. Com sede em Basel, na Suíça, o Grupo tem atualmente mais de 6 mil colaboradores em todo o mundo e seus produtos, soluções e serviços estão disponíveis em mais de 100 países por meio de uma ampla rede de subsidiárias e parceiros de distribuição.

Laboratório registra aumento de 700% em exames positivos para COVID-19

O LANAC – Laboratório de Análises Clínicas registra um aumento significativo nos resultados positivos nos exames para coronavírus. Em janeiro, a cada 100 exames realizados, 5% eram positivos. Em março, esse número saltou para 35%, aumento de 700% nos resultados positivos. O resultado é a soma de positivo dos exames RT-PCR e antígeno realizados nas unidades de coleta da empresa, em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa e Rio Branco do Sul.

Em novembro e dezembro do ano passado, o LANAC chegou a realizar em média 300 exames por dia. Esse número ficou em queda nos primeiros meses do ano, e inicia o mês de março com 150 exames/dia.

Neste mês, o LANAC passa a oferecer o resultado do RT-PCR em até 24 horas. “Sabemos que a testagem é muito importante para o controle da pandemia, e conseguimos trazer maior agilidade no resultado desse exame, que é considerado padrão ouro na detecção do vírus ativo no organismo”, afirma o responsável técnico do LANAC, Marcos Kozlowski.

Os testes sorológicos podem ser realizados em qualquer unidade de coleta da empresa, sem a necessidade de agendamento. O RT-PCR e o antígeno são realizados na unidade central, na Rua Itupava, 998 e Anita Garibaldi 2075 e nas unidades hospitalares do LANAC: Hospital das Nações, Hospital Pilar, Instituto de Neurologia de Curitiba – Hospital INC, Hospital do Rocio, Hospital Vita Curitiba e Hospital Vita Batel e na Unidade Paranaguá.

Sobre o LANAC:

Há 30 anos, o LANAC - Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. A empresa possui 62 unidades de atendimento em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 400 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantém a certificação ISO 9001/2015 atualizada desde 2004.

Marca brasileira lança protetor solar natural e vegano

Desenvolvido pela NESH Cosméticos, Sunnature Nesh tem óleos essenciais e vegetais e extratos naturais e orgânicos em sua composição, é totalmente livre de toxinas que prejudicam a saúde e o meio ambiente, além de estimular o colágeno para manter a pele jovem e saudável

CURITIBA, 05/03/2021 – Combater o envelhecimento precoce e o câncer de pele são razões mais do que suficientes para justificar o uso diário de um protetor potente contra os raios solares e a luz azul. No entanto, a grande maioria das fórmulas atualmente disponíveis no mercado são eficientes na proteção, mas causam danos irreversíveis ao meio ambiente, em especial aos rios e mares, e até mesmo à pele.

Muitas pessoas não sabem, mas os protetores solares não biodegradáveis são um dos principais poluidores dos oceanos. Os cerca de 20 ingredientes químicos presentes na composição da maioria das fórmulas – como parabenos, talco, perfume sintético, paba, benzofenona, óleo mineral e derivados de silicone – contaminam as águas e agridem os ecossistemas marinhos. Entre os compostos mais utilizados, está a oxibenzona, que atua como bloqueadora dos raios ultravioletas e compõe mais de 3,5 mil produtos de proteção solar. O resultado são 14 mil toneladas de protetor solar que vão parar anualmente nos rios e oceanos. Não à toa, o uso de protetores solares químicos é proibido nos principais berçários naturais do Brasil, como o arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, e o Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins.

Por isso, ao escolher um produto para proteger a pele, é também importante optar por uma alternativa sem substâncias químicas nocivas, mais saudável para você e também para o meio marinho. Com essa ideia em mente, a marca curitibana NESH Cosméticos, especializada em produtos veganos com ativos naturais e orgânicos, desenvolveu o protetor solar Sunnature Nesh.
Com toque seco e fator de proteção solar FPS 30 contra as radiações UVB e UVA, o Sunnature Nesh é indicado para todos os tipos de pele, para rosto, colo e mãos. Sua fórmula mais biodegradável, sem silicone ou filtros hidrossolúveis, é mais difícil de ser assimilada por organismos marinhos, limitando assim os danos ambientais causados pela sua utilização. Além disso, o Sunnature Nesh é livre de toxinas, hipoalergênico, dermatologicamente testado, com efeito antioxidante que combate os radicais livres e é feito com ingredientes orgânicos certificados.

Desenvolvida com ativos de origem natural e vegetal, com uma combinação exclusiva de filtros físicos, a fórmula do protetor solar vegano da NESH contém ingredientes como óleo de coco, extrato de algas marinhas, óleos de oliva e calêndula, extratos de chá verde, camomila e sálvia, vitamina E e aloe vera. Assim como todos os itens cosméticos da NESH indicados para uso diário, o Sunnature Nesh também possui Óleos Essenciais em sua composição, que traz um blend dos OEs capim-limão, alecrim e lavanda.

“Nossos produtos trazem toda a essência da natureza. Desenvolvemos linhas muito especiais, que não agridem o corpo humano e o meio ambiente, pois até a embalagem é biodegradável, com o selo 100% Eco Friendly, sendo 100% reciclável. Nos preocupamos com cada etapa do processo de produção, para que nossos cosméticos alcancem um altíssimo nível de qualidade”, explica Talita Rinaldi, idealizadora da NESH.

Até que seja implementada uma regulamentação proibindo a comercialização de protetores solares que contenham oxibenzona e outros componentes semelhantes, a escolha recai no consumidor. “Ao evitar protetores solares com esses elementos, você contribui para a proteção do meio marinho e a redução dos danos causados aos recifes de corais, além, é claro, de proteger sua pele de forma consciente”, completa Thiago Pissaia, também idealizador e consultor do projeto.

Os produtos da NESH estão disponíveis no site www.neshstore.com.br, com entrega em todo Brasil. Mais informações e dicas no perfil oficial da marca no Instagram (@nesh.eco.cosmeticos).