Sete lições que estamos aprendendo durante a pandemia

O escritor e pastor Antonio Junior aponta sete importantes lições aprendidas pela ótica cristã com a pandemia da covid-19.

A pandemia do novo coronavírus estabeleceu um novo normal nas vidas de muitas pessoas, de todas as esferas sociais e históricos profissionais, mas também trouxe questionamentos sobre o papel da fé e da a religião neste momento tão difícil, em que muitos receiam sair de suas casas diante da ameaça de contaminação com o novo coronavírus.

O escritor e pastor Antonio Junior, dono do maior canal de mensagens cristãs do YouTube mundial, com quase cinco milhões de inscritos, aponta como a pandemia da covid-19 trouxe consigo não apenas a doença, mas também uma oportunidade de aprendermos lições valiosas: “em momentos como estes, de incertezas e dificuldades, encontramos respostas através das lições que aprendemos através de tudo que estamos vivendo. O novo coronavírus é uma ameaça real e não faz distinção de raça, credo religioso ou condição social, o que nos faz refletir mais na nossa condição humana, do quanto precisamos de Deus e até mesmo no quanto somos pequenos diante de circunstâncias como estas.”

Acompanhe as 7 lições apontadas pelo pastor Antonio Junior que estamos aprendendo durante a pandemia do novo coronavírus:

1. A internet não é a vilã
Durante muitos anos, pessoas que cresceram dentro de uma linha de pensamento mais tradicional, via o avanço da tecnologia com maus olhos. No entanto, a pandemia está nos mostrando que, na verdade, ela é uma grande ferramenta e uma aliada. A quarentena e toda a situação de isolamento social têm sido extremamente educativas, em especial para pastores e líderes, que estão percebendo que há um novo normal e que se não usarem a internet de maneira apropriada, poderão ter uma redução significativa no número de pessoas em suas congregações, dadas as novas regras de convivência.

2. Templos vazios, lares cheios
Esse vírus foi um grande desafio para aqueles pastores e líderes religiosos que só estavam preocupados com ganhos financeiros, assim como charlatões que prometem curas e milagres de forma irresponsável, e que agora, estão sendo desmascarados. Aprendemos com a pandemia que a igreja somos nós e não as instituições e os prédios que as comportam, e que onde estiverem 2 ou 3 reunidos em nome do Senhor, Deus está presente com eles, ainda que via streaming.

3. Menos consumismo, mais reflexão
Fechamos as portas dos comércio e abrimos as portas para a reflexão. O consumismo desenfreado teve que parar durante a pandemia, quando muitos de nós percebemos que não precisávamos de sacolas de compras abarrotadas durante uma visita ao shopping center para sermos felizes. A pandemia nos ensinou que precisamos de muito menos do que pensávamos para viver uma vida plena.

4. Somos finitos e limitados
O novo coronavírus nos lembra que não somos tão fortes assim, que somos mortais, finitos e frágeis, e que o fato de termos uma fé não nos torna imbatíveis perante a ameaça da pandemia. Afinal, não devemos tentar a Deus nos colocando na linha de frente do perigo, e sim sermos prudentes.

5. Não existem salvadores da pátria
A pandemia nos ensina que não há um político sequer que tenha todas as respostas aos nossos problemas e que não devemos idolatrar nenhum deles, muito menos depositar neles todas as nossas esperanças, seja quem for. Nenhum deles pode trazer a solução que precisamos e alguns até falham em apresentar medidas e orientações que se mostram totalmente equivocadas, conduzindo milhões ao erro. Neste momento em que até mesmo os especialistas não nos podem dizer com precisão o caminho a seguir, somos desafiados a confiar em Deus totalmente.

6. Não estamos tão seguros quanto pensávamos
A pandemia nos ensinou que o mercado não é estável nem capaz de se regular sozinho diante de situações nos momentos de maior crise econômica. Sistemas políticos e financeiros entraram em colapso e muitos não foram capazes de prover auxílio e respostas à população. Afinal, nosso sistema capitalista também é falho.

7. A solidão e o silêncio nunca falaram tão alto
Acredito que em meio à dor e a solidão, Deus pode nos ensinar valiosas lições. Quando calamos a voz da correria e dos afazeres, abrimos espaço para deixar Deus falar e ouvirmos sua voz dentro de nós. Muitas pessoas se voltaram mais para a fé, a leitura da Bíblia e à oração neste período de tribulação que vivemos.

Esquadrão da Moda, no ar aos sábados, às 21h15!

cid:image001.png@01D342B2.45BFB580

Inédito: Esquadrão da Moda repagina visual de esteticista que compra roupas no setor infantil das lojas

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173635&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCPXP152MB3253B53E48EE6FAE3D00CBF2EB650%2540CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCPXP152MB3253B53E48EE6FAE3D00CBF2EB650%40CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.1.3downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173635&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCPXP152MB3253B53E48EE6FAE3D00CBF2EB650%2540CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCPXP152MB3253B53E48EE6FAE3D00CBF2EB650%40CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.1.4
Danieli e Joandre/ Arlindo e Isabella
Foto: Gabriel Cardoso/SBT

O Esquadrão da Moda deste sábado, 11 de julho, vai repaginar o visual da esteticista Danieli, 31 anos de Poá/SP. Ela é miúda, bem baixinha e magrinha. Freqüentemente precisa provar que é maior de idade, seja no trabalho, em viagens ou quando sai para baladas e shows com o marido. O Joandre, o marido, a inscreveu exatamente por isso: ela, por já ser pequena, não passa muita credibilidade quando precisa e ainda para piorar se veste de maneira bem adolescente. Danieli passou por uma reeducação alimentar e emagreceu bastante. Hoje tem emprestado roupas da sua sobrinha de 14 anos e comprado no setor infantil de lojas de departamento: “Ela tem usado muitas blusinhas com personagens, peças infantilizadas”, diz Joandre. Dani se incomoda muito em sempre a acharem mais nova. Caberá a Arlindo e Isabella ajudá-la a escolher peças que se adequem ao seu corpo miúdo, para que Dani se adeque profissionalmente e socialmente.

Programa Eliana mostra a intimidade da dupla Marcos & Belutti neste domingo (12)

E ainda: Eliana relembra a visita que fez a casa do saudoso Cristiano Araújo
downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173617&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCPXP152MB32536AC7F5DBC080FD589B20EB650%2540CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCPXP152MB32536AC7F5DBC080FD589B20EB650%40CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.3
Crédito: Divulgação/SBT
Mais fotos disponíveis no link: https://photos.app.goo.gl/jDtZkLCTW9wRSdGx5

Neste domingo, 12 de julho, a partir das 15h, o programa Eliana mostra a intimidade de Marcos & Belutti. Marcos recebe Eliana em sua casa e a dupla se mostra em um momento família, ao lado das esposas e dos filhos. Eles encaram perguntas bem complicadas numa verdadeira sinuca de bico. Narcisa vai sair às compras para trazer aqueles presentinhos curiosos para os dois. Tem também um “Cardápio Surpresa” com pratos exóticos da chef Andreia Pimentel.

E a atração continua relembrando com saudade o cantor Cristiano Araújo que nos deixou há 5 anos. O programa vai exibir a divertida e emocionante visita que Eliana fez para ele numa fazenda que gostava de passar seus dias de descanso, no interior de Goiás. O cantor abriu sua intimidade, falou das dificuldades antes da fama, fez revelações em família ao lado do pai e dos filhos e soltou a voz cantando seus grandes sucessos. Também tiveram momentos engraçados ao tirar leite da vaca e aventura na água com flyboard e jet ski.

E ainda tem “Famosos da Internet”. No júri, diversão com André Vasco, Nicole Bahls, Zé Américo, Gabi Lopes e Narcisa para comentar os vídeos que bombaram nas redes sociais e que vão fazer o maior sucesso no palco. E a plateia decidi quem merece levar o troféu de melhor vídeo para casa.

O programa Eliana vai ao ar todos os domingos, a partir das 15h, logo após o Domingo Legal. Site Oficial: http://www.sbt.com.br/eliana/

Friboi patrocina Arraia do Enzo Rabelo

Neste domingo (12), a partir das 17h, empresa promoverá sua linha de espetinhos em live junina do artista mirim

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173613&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C00f101d656ea%2524c02d0440%252440870cc0%2524%2540jbs.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C00f101d656ea%24c02d0440%2440870cc0%24%40jbs.com.br%3E-1.1.6São Paulo, 10 de julho de 2020 – A Friboi será uma das patrocinadoras oficiais do evento online Arraia do Enzo Rabelo, artista mirim que é filho do cantor Bruno, da dupla com Marrone. A live será realizada neste domingo (12), a partir das 17 horas, com transmissão ao vivo pelo Canal Enzo Rabelo do Youtube. Para curtir o clima de festa junina, a marca reforçará um dos produtos mais consumidos no país, os Espetinhos Friboi. Afinal, essa é uma das épocas mais gostosas e divertidas do ano, marcada pelas danças, brincadeiras, doces e muita comida típica.

Neste ano, em virtude do distanciamento social, o tradicional arraial será no formato digital. E para um arraial virtual de respeito o que não pode faltar é praticidade. Por isso, a Friboi aposta em quatro opções de espetinhos para serem degustadas durante o show, são elas: carne bovina, carne bovina com bacon, kafta e costela bovina. Com agilidade no preparo, saboroso e rico em proteínas, a linha de Espetinhos Friboi é perfeita para curtir as festas juninas.

O evento será apresentado pela youtuber Júlia Franco. Durante a transmissão, o público também contará com ativações no Instagram oficial @FriboiBrasil como parte das ações de merchandising realizadas durante o evento, além de projeções da marca na área da churrasqueira e na tela principal do show online.

Sobre a Friboi
Com mais de quatro décadas de história, a Friboi – unidade de negócios de carne bovina da JBS – revolucionou o mercado ao descomoditizar a carne bovina brasileira e construir uma marca referência no mercado. A empresa mantém algumas das marcas de carne bovina mais reconhecidas do Brasil, com um amplo portfólio de produtos, composto pela homônima e líder de mercado Friboi, Maturatta Friboi, Do Chef Friboi, Reserva Friboi, 1953 Friboi e Swift Black, que atendem a diversos públicos. Com foco na garantia de origem, na qualidade e na segurança do alimento entregue ao consumidor, desde o bem-estar animal até a entrega do produto final, a Companhia adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor, e monitora seus fornecedores de gado de forma constante por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados das fazendas e acompanhamento de dados oficiais de órgãos públicos. A Friboi está presente em mais de 150 países e, atualmente, conta com 37 unidades produtivas em todo o Brasil.

Villa Country celebra 18 anos virtualmente com projeto exclusivo “Encontro de Gerações”

Villa Country celebra 18 anos virtualmente com projeto exclusivo "Encontro de Gerações"

Rionegro e Solimões, Yasmin Santos e Diego e Arnaldo comemoram a maioridade da casa no sábado, 18 de julho, às 19h.

Fotos em alta podem ser baixada no link: https://cutt.ly/opshehX

Unir talentos, gerações e pessoas apaixonadas pela música sertaneja sempre foi a grande missão do Villa Country, que comemora seus 18 anos de existência. Desta vez, de uma forma diferente, mas com o mesmo propósito. Se a maneira de conexão com o público é virtual, que seja em grande estilo com um Encontro de Geraçõesde artistas.

O projeto reunirá Rionegro e Solimões, Diego e Arnaldo, Yasmin Santos e outros convidados, às 19h, com transmissão pelo canal oficial dos artistas e é claro, da aniversariante Villa Country, no YouTube. E a escolha dos cantores não foi aleatória: Rionegro e Solimões foi a primeira dupla a pisar no palco da casa em 2002. Yasmin fez estreia e deixou sua marca. Diego e Arnaldo também sentiram o gostinho de se apresentar num dos palcos sagrados da música sertaneja.

“Se tem um lugar que a “sola da bota” estala é o Villa Country, e o bicho vai pegar nesta festa.”, comentam os anfitriões da festa. Já Yasmin Santos não contém a emoção por fazer parte da comemoração: “Tenho 20 e, nem no melhor dos meus sonhos imaginei cantar parabéns para a casa que sempre foi para mim como uma meta, porque cantar no Villa Country é um dos primeiros passos para consolidar uma carreira”. Diego e Arnaldo entendem o tamanho da responsabilidade deste encontro, “Sabe a sensação de ganhar um presente de aniversário dos outros?…rs Nos sentimos assim: Rionegro e Solimões, Villa Country e Yasmin todos juntos e misturados, é muito surreal."

A maior e mais temática casa sertaneja do Brasil já apresentou vários nomes, hoje consagrados, como Marília Mendonça, Henrique e Juliano, Cristiano Araújo e por aí vai. E chegar a maioridade mantendo a mesma qualidade e público é algo quase inédito no mundo do imediatismo, mas o Villa Country conseguiu e, seguramente ainda irá comemorar por muito mais tempo.

CURIOSIDADES SOBRE O VILLA COUNTRY

O Villa Country não é apenas uma casa noturna. Além dos melhores shows e estrutura física cuidadosamente pensada para oferecer uma experiencia totalmente diferenciada e apaixonante aos seus clientes, conta com uma rádio com programação própria transmitida via IOS e Android localizada no interior da balada e a Villa Country Band, arregimentada por Carlinhos Anhaia, responsável por todo departamento artístico e escala de shows que são exibidos na casa.  Foram mais de 5.000 apresentações e cerca de 14.000.000 de pessoas assistiram a banda, tornando-se referência nacional no estilo Country. “O Villa Country foi palco de shows históricos, muitos deles sold-out. Chitãozinho e Xororó, Edson e Hudson, Bruno e Marrone, Jorge e Mateus, Henrique e Juliano, Marilia Mendonça, pra citar alguns”, recorda. “Tivemos também muitos DVDs gravados na casa. Rionegro e Solimões – “Do Jeito da Gente” (2006), César Menotti & Fabiano - “Memórias Anos 80 & 90” (2014)e Simone e Simaria – “Bar das Coleguinhas 2”  (2020) são alguns”, pontua Carlinhos.

 

18 pontos que tornam o Villa Country a casa mais importante da América Latina
Por Carlinhos Anhaia   

1) Toda a decoração da casa veio dos Estados Unidos, das cidades do Texas e de Nashville, contribuindo com a ambientação e a temática Country.

2) Desde a inauguração, o Villa Country lançou os maiores sucessos da música Country e Sertaneja, em primeiríssima mão!

3) Pessoas que nasceram em 2002, mesmo ano de inauguração, já podem frequentar a casa!

4) Villa Country é a casa sertaneja com mais ambientes, cada um com pontos de destaque e diferenciais. A casa atende a todos os gostos, desde quem prefere sentar e conversar até quem gosta de se jogar na pista.

5) Artistas que são referência no mundo sertanejo frequentavam o Villa Country antes da fama. E muitos continuaram frequentando após a fama.

6) Todos os artistas sertanejos renomados já se apresentaram nos nossos palcos.

7) O Villa Country foi eleito a melhor balada de São Paulo pelos leitores da Revista Veja.

8) Alguns dos mais famosos DVDs do país foram gravados aqui.

9) É a casa onde se apresentam mais artistas em uma mesma noite, média de 10 por noite.

10) A casa é tão bonita que qualquer um dos ambientes pode ser um cenário para fotos e vídeos!

11) O Villa Country foi palco de lançamento das novelas América e Bang, Bang, da Rede Globo.

12) Dentro da casa, também é possível viver uma experiência gastronômica incrível no restaurante John Wayne.

13) A estrutura da casa foi pensada para gerar maior conforto à sua noite. Caixas e bares em vários pontos; chapelaria e lojinha de roupas e acessórios; bagueteria e hamburgueria, além de espetos; bilhar e camarotes no segundo andar; isso sem contar com as 2 pistas com música ao vivo, uma mais acústica, voz e violão, e outra com uma banda completa!

14) O Villa Country capricha nas festas e datas temáticas como Carnaval, Festa Junina e Halloween, desde a fachada até a caracterização da casa! Arrasta multidões com seu trio elétrico sertanejo no Carnaval; empolga com as barraquinhas de comida e brincadeiras típicas da Festa Junina, além da quadrilha tradicional; aterroriza no Halloween, com atores contratados, concurso de fantasia e premiações imperdíveis!

15) A casa tem uma banda própria, a Villa Country Band, que tem 3 álbuns próprios com várias músicas autorais!

16) O Villa Country oferece aulas de dança Country antes do show e personal dancers na pista durante a noite.

17) A história da música Country e Sertaneja no Brasil e a história do Villa Country estão interligadas, caminhando juntas! São 18 anos lançando sucessos e alavancando carreiras, fazendo grandes parcerias e mantendo o country e o sertanejo sempre vivos, desde o modão, passando pelo sertanejo 90 e até o universitário.

18) E acima de tudo, o Villa Country está há 18 anos promovendo alegria e encontros de pessoas. Aqui, muitas amizades começaram e muitos casais se formaram. Muitas pessoas tiveram momentos únicos em suas vidas na nossa casinha de madeira: despedidas de solteiro/a, primeiros encontros, pedidos de casamento, pais trazem os filhos e filhos trazem os pais. São 18 anos unindo pessoas através da música e da diversão e que venham muitos anos e muitas histórias mais!

Sobre o Villa Country:

A casa mais sertaneja do Brasil comemora sua maioridade em julho de 2020. Com um projeto visionário, a Villa Country abriu suas portas em 2002, tendo como primeira dupla a fazer um show, ninguém menos que Rionegro e Solimões. Pioneira, tornou-se referência e, seguramente, contribuiu para que a música sertaneja se tornasse a potência que é nos dias atuais. Poucas casas noturnas alcançam vida tão longa e tão cheia de boas histórias, com shows inesquecíveis dos maiores artistas do segmento no país. Com público fiel, a Villa Country recebe semanalmente cerca de doze mil pessoas - em dias de apresentações de artistas conhecidos do grande público, esse número pode dobrar.

O Villa Country é a maior e mais tradicional casa temática do Brasil, opção para quem quer curtir boa música sertaneja, que navega no country, sertanejo de raiz, moda de viola até o famoso sertanejo universitário. Sua fachada reproduz um cenário de filme de Velho Oeste. Em seu espaço, há ambientes como a Praça Sertaneja, Saloon, Praça Caipira e Praça do Cavalo, que dão charme ao local, com destaque para o Restaurante John Wayne, que além de trazer o sabor da comida texana, garante conforto para seus clientes que preferem um clima intimista.

São 12 mil m² divididos em casa de shows, restaurantes, pista de dança, mesas de bilhar, cachaçaria, loja de roupas, café, sete bares, camarotes, espaço para convenções e a rádio Villa Country FM, comprometida em tocar música de qualidade.

Muitos nomes tiveram a casa como seu placo principal em seus primeiros shows de carreira. Cristiano Araújo Zé Neto e Cristiano, Luan Santana, Jorge e Mateus foram só alguns nomes que passaram pelos palcos da balada quando estavam no início de carreira. “O Villa Country é o tipo de casa que leva a cultura sertaneja adiante. Ela abre as portas para os artistas iniciantes e os coloca na vitrine para o público. Vida longa a essa casa tão importante”, completa Rionegro.

Sobre Yasmin Santos

Vinda da periferia do Guarujá tornou-se conhecida em sue primeiro lançamento, “Saudade Nível Hard”, de lá para cá só cresce. Com pouco mais de dois anos de carreira, Yasmin dividiu o palco com Marília Mendonça, Wesley Safadão, Maiara e Maraisa e Gustavo Mioto em seu mais recente trabalho.

Sobre Diego e Arnaldo

Diego e Arnaldo foram descobertos na cena musical de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, eles contam com um público fiel, participativo, que canta e se emociona durante todo o repertório, que já inclui sucessos como: “Regras”, com mais de 70 milhões de execuções entre Spotify e Youtube; “Se Eu Te Procurar” e “Sofri Em Dobro”. Os dois seguem fazendo sucesso por onde passam, incluindo recorde de público em eventos em Palmas, Campo Grande, Cuiabá e Goiânia, além de serem figuras constantes em grandes festivais como Rio Preto Country Bulls e Ribeirão Country Festival. Em agosto de 2019 fizeram sua estreia no palco principal de Barretos e foi a realização de um sonho tanto para a dupla como para o escritório Mega Produções Artísticas. “Foi inesquecível estar naquele palco e ver todas as pessoas cantando junto com a gente”, descreve Arnaldo.

Sobre Rionegro e Solimões

Rionegro e Solimões completou no dia 1 de Abril, 31 anos de carreira levando nas costas o lema "Bote um sorriso na cara e mande embora a solidão", Rionegro e Solimões chegam a essa marca sendo uma das duplas mais respeitadas do Brasil, colecionando números extremamente satisfatórios. Entre coletâneas e registros de sucesso, eles somam mais de 300 músicas gravadas, 19 CDs e 4 DVDs.  Nestes anos, já subiram no palco mais de 7.000 vezes, venderam mais de 13 milhões de cópias e bateram recorde de público em festas de peão. Como reconhecimento, receberam dezenas de discos de ouro, prata, platina e platina dupla. Em tempo: eles foram os segundos artistas nacionais a gravarem um DVD no Brasil. O primeiro foi Caetano Veloso. Alguns de seus sucessos fizeram parte da trilha sonora das novelas Laços de Família ("Peão Apaixonado", 2000), Cabocla ("Floresce", 2004), América ("Na Sola da Bota", 2005) e A Favorita ("Vida Louca, 2008).

Live - 18 anos de Villa Country - Encontro de Gerações

Data: 18/08/2020 sábado
Horário de início: 19h
Transmissão pelos canais oficiais:

Villa Country
https://www.youtube.com/VillaCountryOficial

Rionegro e Solimões
https://www.youtube.com/user/rnegroesolimoes

Yasmin Santos
https://www.youtube.com/yasminsantosoficial

Diego e Arnaldo
https://www.youtube.com/DiegoeArnaldo

LIVES NA COZINHA COM MANO A MANO TRIO

Boa música, bate-papo, oficinas e receitas de dar água na boca para o lançamento do DVD TRIPOLAR

Impossibilitados de fazer shows presenciais, como qualquer artista neste momento, devido à pandemia, os músicos do Mano a Mano Trio irão realizar uma série de lives, no canal do Youtube, a partir do dia 15 de julho. Serão seis no total, sempre às quartas (dias 15, 22, 29/07 e 05, 12 e 19/08), às 12h. Será um bate-papo descontraído na cozinha da casa dos músicos Sérgio Albach (clarinete), Glauco Sölter (contrabaixo) e Vina Lacerda (percussão), além de boa música, eles também vão oferecer oficinas e compartilhar receitas pessoais. A mediação será feita pelo produtor e diretor Marcio Juliano. Para participar, basta se inscrever no Canal do Trio: https://www.youtube.com/channel/UCZq2_Pry5sEG9u0PgfpWDDg
A proposta principal é comentar e apresentar os videoclipes gravados no novo DVD Tripolar, que traz músicas que comemoram os dez anos de estrada do grupo e repertório dedicado ao compositor e cantor João Bosco. O músico, inclusive, participou da gravação de dois clipes deste DVD: Sinhá (Chico Buarque e João Bosco) e Incompatibilidade de Gênios (Aldir Blanc e João Bosco), que gravou ao lado de outro ícone, Raul de Souza. O trombonista e saxofonista também tocou em um pot-pourri de Babalu de Dakar e Beirando a Rumba, ambas de Bosco.
O DVD tem direção e produção de Marcio Juliano, direção audiovisual de João Marcelo Gomes e direção musical do próprio Trio.
“Este registro presta homenagem, especialmente, a um dos maiores mestres da MPB e nosso grande ídolo, João Bosco. Tentamos trazer às composições do artista (algumas pouco conhecidas e também grandes sucessos) uma nova abordagem, com a nossa sonoridade instrumental e arranjos ousados, bem ao estilo do Trio. A escolha de repertório foi guiada pelos temas que funcionariam em nossa inusitada formação: clarinete, baixo e percussão”, declara Glauco Sölter.
“A ideia destes encontros é que sejam bem descontraídos e informais, espero que o público participe com perguntas e comentários. Sinto muita falta de ensaiar presencialmente e de encontrar as pessoas, acho os encontros virtuais muito impessoais, mas, por hora, só é possível desta forma”, comenta Sérgio Albach.
Outra atração da série de lives serão as oficinas que os músicos irão oferecer em alguns encontros. No dia 22 de julho o tema será Levadas Brasileiras com Glauco Sölter. O contrabaixista apresenta uma pesquisa inédita feita por ele, que virou livro, lançado em janeiro deste ano, sobre o contrabaixo brasileiro. No dia 05 de agosto, quem comanda a oficina Ensinar e Tocar Percussão é Vina Lacerda. Ele vai falar sobre os materiais didáticos que desenvolveu para projetos de aprendizado e ensino da percussão. No dia 19 de agosto, Sérgio Albach conta a História do Choro. Através da audição de obras, o clarinetista vai falar sobres as principais características do primeiro gênero musical brasileiro, fatos históricos e curiosidades.
“Estes encontros serão a primeira atuação do grupo em ambiente virtual, comentando e apresentando nosso trabalho ao público interessado. Neste momento, esta tem sido a única forma de contato síncrono com o nosso público. Acho que estas possibilidades que a web e a tecnologia oferecem amplificam o alcance e a visibilidade dos artistas. Nos cabe entender como fazer isto da melhor maneira”, comenta Vina Lacerda.
“O isolamento tem sido uma experiência de renovação de procedimentos de sobrevivência e a busca em transformar situações adversas em formas de evolução. Estas lives serão uma oportunidade de conversar com o nosso público e amigos sobre este recente trabalho, além de apresentarmos mini oficinas para quem se interessa por música e história. De quebra, traremos nosso lado culinário e um pouco da intimidade de nossas cozinhas e receitas”, acrescenta Sölter.
Assim que possível, O DVD Tripolar estará à venda nas lojas físicas, por enquanto, o conteúdo pode ser curtido no canal do Trio no Youtube.

Sobre o Mano a Mano
O Mano a Mano Trio é um grupo de música instrumental formado por Sérgio Albach (clarinete), Glauco Sölter (contrabaixo) e Vina Lacerda (percussão), que apresenta uma formação não usual e de sonoridade peculiar. Desenvolve um trabalho que valoriza a música brasileira, com repertório que reúne clássicos e vertentes modernas da MPB, distinguindo-se pelos arranjos elaborados mesclados à improvisação. O Trio procura trazer uma nova abordagem sobre a MPB desconstruindo estruturas e embalando antigas canções em novas roupagens.

REPERTÓRIO DVD MANO A MANO TRIPOLAR

Cobra Criada
João Bosco e Paulo Emílio
Rua das Flores
Waltel Branco
Holofotes
João Bosco, Antônio Cícero e Wally Salomão
17 de outubro
Hermeto Pascoal
Mano a Mano
João Bosco e Chico Buarque
Risco
Lea Freire
Babalu, de Dakar
João Bosco
Convidado Especial: RAUL DE SOUZA (Trombone)

Beirando a Rumba
João Bosco e Francisco Bosco
Convidado Especial: RAUL DE SOUZA (Trombone)
Receita de Samba
Jacob do Bandolim
Sinhá
João Bosco e Chico Buarque
Convidado Especial: JOÃO BOSCO (Voz e Violão)
Solfeggietto
C. P. E. Bach
A Situação
Glauco Sölter
Incompatibilidade de Gênios
João Bosco e Aldir Blanc
Convidados Especiais:
JOÃO BOSCO (Voz e Violão)
RAUL DE SOUZA (Trombone)

Este projeto foi incentivado pela Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO:
Lives de Lançamento do DVD Mano a Mano Tripolar
Data e horário: 15, 22 e 29 de julho e 05, 12 e 19 de agosto (quartas-feiras), sempre às 12h.
Onde: https://www.youtube.com/channel/UCZq2_Pry5sEG9u0PgfpWDDg

CONTATOS:

Produção
Marcio Juliano da Silva
marciojulianocontato@gmail.com
41 99902-5147

ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO LEVAM AMOR AO “MÚSICA NA BAND”

Live da dupla acontece nesta sexta na TV, rádio e no Youtube

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173513&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CRO1P152MB1514A3D4479A150C11BCE715BD640%2540RO1P152MB1514.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CRO1P152MB1514A3D4479A150C11BCE715BD640%40RO1P152MB1514.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.2
Foto: Divulgação

Falar em Zezé Di Camargo e Luciano é associar arte ao romantismo. “Sonhos de amor”, “Fera Mansa” e “A Ferro e fogo”... Quando os acordes dessas músicas ecoarem na tela da Band, o público vai perceber que o amor está no ar, melhor: invadiu a sua casa. Será assim, nesta sexta (10/7), a partir das 22h30, no “Música na Band”, na TV e na rádio FM também. Mas, antes, às 21h30, os dois filhos de Francisco estarão no “Brahma Live”, no canal da dupla no Youtube.
Segundo o diretor Fábio Lopes, da Agência Hit, que assina a direção da turnê “Amigos” e , agora, a live show da dupla, a apresentação será feita diretamente dos estúdios da Rede Bandeirantes, no bairro Morumbi, em São Paulo. “Algumas edições do ‘Música na Band’ foram feitas em externas. Para Zezé Di Camargo e Luciano, montamos um cenário especial e, seguindo todas as normas e recomendações da OMS, teremos cinco músicos, porque é inviável colocar a banda completa. O cenário será com perspectivas para que a gente possa desfrutar do espaço com consciência”, afirma.

A FORMA DO AMOR:

“É o amor em casa”. É assim que Zezé Di Camargo define a sua live. Para produzir e participar de cada detalhe do show, o cantor deixou a sua fazenda, no interior de Goiás, e está em São Paulo desde segunda à noite para
ensaiar e preparar o repertório. A apresentação terá três horas de duração: das 21h30 às 22h30, no canal da dupla no Youtube. Das 22h30 à meia noite e meia, na Band, dentro do projeto “Música na Band”, simultaneamente na rádio Band FM.
Mais romântico do que nunca, Zezé Di Camargo e Luciano prometem uma viagem nos grandes hits de sua carreira. “Tenho certeza de que, de casa, o público fará coro a todas as canções. Todos poderão contemplar um pedacinho de cada época e, nesta, digamos nova era, escrever uma nova história entre a gente e os fãs, de quem sentimos tanta falta”, declara Luciano.
É fato que, se tivesse câmera na casa de cada um, seria possível captar a plateia fazendo papel de coral, mesmo, dada a alta popularidade das letras de uma centena de canções dos protagonistas do “Música na Band” desta sexta. Como em se tratando de Zezé Di Camargo e Luciano, as pessoas querem mesmo é ver de que forma tudo isso vai acontecer e essa curiosidade é o que arrasta os fãs para os shows, com lotação esgotada, vale aqui o spoiler do repertório, afinal, audiência está garantida e os fiéis seguidores da dupla querem conhecer o cardápio. A saber:

Sonho de Amor
Fera Mansa -
Ferro e Fogo
Sem medo de ser feliz
Tão linda Tão Louca
Vivendo Por Viver
Dou a vida por um beijo
Mentes Tão Bem
Você Vai Ver
Toma Juízo
Tarde Demais
Pra não pensar em você
Eu te amo
No dia em que sai de casa
É o amor
Mexe que é bom
Estrada do amor
Dois corações e uma história
Pra mudar minha vida
Como um anjo / Faz mais uma vez comigo
Saudade Bandida
Pedras
Te Extraño
Menina Veneno
Estrada da Vida
Do outro lado da cidade
Ainda Ontem Chorei de saudade
Copo duplo de solidão
Galera Felicidade

SINÔNIMO DE SUCESSO:

Nem Zezé Di Camargo e Luciano sabem muito bem como é que 29 anos se passaram desde que “É o Amor” se consagrou de Norte a Sul do país, sendo, de tempos em tempos, regravada pelas vozes mais plurais da Música Brasileira. Mais que isso: por mais planejamento que tenham traçado nessas quase três décadas, parece espantoso até para eles o fato de estarem em voga de modo tão constante, por todo esse tempo, período que parece um grão na história da humanidade, mas que tem absoluta relevância no quebra-cabeça da vida da gente. A profundidade que se faz presente nessa história, de certa forma, inspira a dupla no momento atual em que vivemos. Por isso, a apresentação no “Música na Band” será em grande estilo.
E para só firmar o que todos sabem, vamos traduzir em números o sucesso com tanto conteúdo: são mais de 40 milhões de cópias vendidas, 27 CDs, 1 EP e seis DVDs. Só no Brasil, somam cerca de 120 shows por ano, com público médio de 40 mil pessoas, enquanto avançam fronteiras pelo mercado latino vizinho ao Brasil, com sucesso esplendoroso. A façanha maior, no entanto, está na permanência constante no top 10 das paradas de sucesso durante esses 29 anos. Em 2005, ao emprestar suas histórias ao cinema para o longa-metragem “2 Filhos de Francisco”, as bilheterias fizeram jus ao histórico da dupla, com mais de seis milhões de ingressos vendidos. Em 2017, ganharam vida no enredo da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, no Rio. Em 2018, eles também estiveram em cartaz com o musical sobre a saga dos Camargo, uma produção da T4F. E vale ainda lembrar que, na literatura, tiveram “Simplesmente Helena”, livro sobre a história da mesma família sob a ótica da matriarca.
A “viagem no tempo”, a qual a dupla se refere sobre o repertório do show, que agora se apresenta no Youtube e na Band, surge como oportunidade rara, e muito especial em razão da nova forma com que eles e a classe artística têm se esmerado em levar música ao público em casa. É uma forma de celebrar o amor, sim, e também uma história de sucessos, de percorrer toda essa linha do tempo por meio das canções que fazem sua trilha sonora. E, ouvindo todo o repertório, é de se perguntar se realmente se passaram tantos anos, ou se tudo parece ter sido cantado ontem mesmo, um pouco pela falta de noção que a velocidade do tempo nos impõe, um pouco pela permanência dessas canções na nossa memória afetiva. Ainda mais agora, em plena pandemia, quando o amor é a palavra chave para se manter vivo.

(Arleyde Caldi)

Eduardo Costa e Leonardo apresentam o especial “Cabaré” no “Sabadão com Celso Portiolli”

O programa de grande sucesso no SBT reestreia neste sábado (11)

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173560&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCPXP152MB32536320C43967FAFB4E4E13EB640%2540CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCPXP152MB32536320C43967FAFB4E4E13EB640%40CPXP152MB3253.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.3
Crédito: Carol Soares/SBT
Mais fotos no link:https://photos.app.goo.gl/JkE7WfoDSZFGoNpW7

Neste sábado, 11 de julho, às 18h45, tem a reestreia do “Sabadão com Celso Portiolli”. E no palco do programa, Celso recebe os cantores Eduardo Costa e Leonardo para um grande especial do segundo volume do DVD Cabaré – projeto que une os cantores sertanejos em torno do cancioneiro sentimental brasileiro. Além de cantar os sucessos eles também participam de brincadeiras no palco do programa,contam piadas, falam da carreira e respondem perguntas do público.

A vez dos vinhos brasileiros

Mundo descobre qualidade e se encanta com diversidade dos rótulos nacionais e reconhecimento dos vinhos tranquilos cresce nos últimos anos

O espumante brasileiro abriu as portas para o mundo. O reconhecimento da qualidade das borbulhas ‘brazucas’ é fato consumado, defendido por críticos internacionais e avalizado pelas milhares de medalhas mundo afora, se confirmando no avanço das exportações e no aumento do consumo interno. Foi com esta bebida que as vinícolas conseguiram espaço para mostrar o que vêm fazendo em relação aos vinhos tranquilos. E o que se vê nos últimos anos é um crescimento contínuo na valorização deste produto. Das 259 medalhas conquistadas em 2019, 37% foram para vinhos tranquilos, uma representatividade nunca antes alcançada.

A Associação Brasileira de Enologia (ABE), que atua focada na qualificação do enólogo e, consequentemente, na qualidade e promoção do vinho brasileiro, acompanha bem de perto esta evolução, tanto na coordenação do envio das amostras para concursos internacionais quanto pela Avaliação Nacional de Vinhos, que analisa cada safra há 28 anos, servindo de termômetro e parâmetro para os avanços do setor. “Nos últimos 10 anos fomos presenteados com safras espetaculares. Este ano, então, foi excepcional, tanto que a chamamos de ‘A Safra das Safras’. Nós, enólogos, e vinícolas, não perdemos tempo. Avançamos, evoluímos, e muito em tão pouco tempo, em tecnologia e conhecimento, aproveitando o que a mãe natureza nos deu. O resultado está aí para todos degustarem e vem agradando cada vez mais apreciadores de vinhos”, comemora o presidente da entidade, enólogo Daniel Salvador.

Ele alerta os consumidores para que descubram rótulos nacionais dos últimos anos, destacando a Safra de 2018 e agora a de 2020 que logo estará no mercado. “Se compararmos o Brasil a países do Velho Mundo, tradicionais na elaboração de vinhos como Portugal, França, Espanha e Itália, podemos dizer que evoluímos 100 anos em 10 anos. Tanto que somos convidados a participar de concursos mundiais com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho, entidade com sede em Paris que está sob a presidência da brasileira Regina Vanderlinde. Ou seja, temos voz no mundo dos vinhos e isso nos orgulha e nos move a seguir investindo”, ressalta.

Este avanço refletiu diretamente no consumo interno, rompendo pela primeira vez a barreira dos 2 litros per capita no ano passado. Já é algo a comemorar, mas se comparado a Portugal, por exemplo, que lidera o ranking segundo a OIV, onde o consumo per capita ultrapassa os 60 litros, o Brasil tem muito para crescer. Em 2019, o consumo total no Brasil foi de 380,4 milhões de litros, destes pouco mais de 100 milhões são de vinhos finos, onde a produção nacional é de apenas 50 milhões de litros.

Diversidade, qualidade e preço
Esta tríplice de fatores tem influenciado diretamente a quebrar paradigmas em relação ao vinho brasileiro, que passa a ser mais valorizado no mercado interno. Com a pandemia, o hábito de apreciar um vinho em casa não apenas levou o consumidor a pesquisar e comprar mais pela internet como nos supermercados, como também vem permitindo conhecer melhor o que o Brasil tem feito. “Vinho é cultura, é arte, é história, é experiência. O melhor a fazer é provar diferentes rótulos para conhecer as preferências do próprio paladar. E sugiro, ainda, fazer isso entre amigos e às cegas, evitando preconceitos e fazendo novas descobertas. Façam isso com rótulos de diferentes procedências e verão que o Brasil dos vinhos é orgulho nacional”, provoca Salvador.

Além da qualidade, a diversidade de estilos também é um chamariz para quem aprecia vinhos e busca por novidades, característica peculiar ao Brasil que, por muitos especialistas, é considerado um continente diante das variantes de solo e clima do país. Hoje, são 26 regiões produtoras em 10 estados brasileiros e cada uma com suas particularidades. E para quem diz que o vinho brasileiro é caro, o mercado mostra que existem dezenas de opções de bons rótulos a partir de R$ 20, avançando conforme a categoria. Grande parte oscila entre R$ 40 e R$ 60, com excelente relação custo-benefício.

Imagens: Divulgação ABE

Como São João inspirou a criação das notas musicais

História curiosa envolve o universo musical e as festas juninas

“Cai cai balão, cai cai balão, aqui na minha mão, não cai não, não cai não, não cai não, cai na rua do sabão”, quem nunca ouviu essa canção? As músicas juninas são parte essencial das comemorações de São João, mas você sabe a importância dessa data para o universo musical?

A professora de Música do Colégio Marista Anjo da Guarda, em Curitiba, Andréa Bernardini, conta uma história curiosa envolvendo música e festa de São João: “As notas musicais que conhecemos hoje (dó, ré, mi, fá, sol, lá e si) foram batizadas partindo de um texto sagrado em latim do hino a São João Batista, feito há mais de 1.200 anos”, revela.

A partir deste poema, há cerca de 1 mil anos, um monge chamado italiano Guido d'Arezzo (992 — 1050) utilizou as sílabas iniciais de cada verso para dar nome aos sons pra facilitar o solfejo. O monge dava aulas de coro e era difícil cantar os sons sem ter um nome. Ao longo do tempo, o sistema de d'Arezzo sofreu algumas pequenas transformações: a nota Ut passou a ser chamada de dó, para facilitar o canto com a terminação da sílaba em vogal.

Hoje, as músicas não podem faltar em qualquer festa, sejam tocadas ao vivo com instrumentos tradicionais como zabumba, sanfona, triangulo, ou reproduzidas por aparelhos eletrônicos. Algumas das mais famosas são “Olha Pro Céu” e “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, “Isso Aqui Tá Bom Demais”, de Dominguinhos e diversas outras que já fazem parte do cancioneiro popular.

Sobre a Rede Marista de Colégios: A Rede Marista de Colégios (RMC) está presente no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e São Paulo com 18 unidades. Nelas, os mais de 25 mil alunos recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação. Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br.

Sandra de Sá, Rastapé, Beto Barbosa, Elymar Santos, Maria Cecília & Rodolfo e Durval & Davi agitam o Boteco do Ratinho

Muita música nesta quarta-feira, 08 de julho , às 22h45, no Boteco do Ratinho . No palco, a cantora Sandra de Sá, o forró do grupo Rastapé, o rei da lambada Beto Barbosa, o cantor de MPB Elymar Santos e os sertanejos Maria Cecília & Rodolfo e Durval & Davi. No programa, eles cantam seus sucessos e contam as novidades de suas carreiras para o Ratinho .

A atração continua com o resultado de DNA de Aloizio x Adriana.

O Programa do Ratinho vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 22h45. Site oficial: http://www.sbt.com.br/ratinho

Alunos de Curitiba arrecadam produtos de higiene para mulheres em situação de risco

Alunos de Curitiba arrecadam produtos de higiene para mulheres em situação de risco
A ação fez parte da Prova Solidária da Gincana organizada pelo Colégio Santo Anjo, e teve mais de 3.500 itens arrecadados
Em uma ação de solidariedade, os alunos do Colégio Santo Anjo, em Curitiba, arrecadaram mais de 3.500 itens de higiene pessoal para mulheres em situação de risco.
A arrecadação dos produtos foi um incentivo da Prova Solidária da Gincana Santo Anjo que, além de ser uma competição cheia de aprendizado, estimula a prática de diferentes virtudes.
Agora, os produtos serão destinados a duas instituições de Curitiba que atendem mulheres em situação de vulnerabilidade social. As escolhidas foram a Casa da Mulher Brasileira, que oferece apoio psicossocial a mulheres que sofreram violência, e a Pousada da Maria, que foi a primeira casa de acolhimento de mulheres em situação de risco social ou vítimas de violência doméstica do Brasil.
A equipe que mais arrecadou produtos saiu na frente da competição. Mas, o mais importante, é despertar nos alunos a vontade de ajudar e o conhecimento a respeito da realidade de centenas de mulheres na nossa cidade que precisam de ajuda.
Os itens foram levados ao Colégio Santo Anjo no dia agendado para as famílias irem buscar o material para o terceiro trimestre dos alunos. Tudo foi feito em sistema Drive Thru e com toda a segurança possível.

Sobre a Gincana Santo Anjo
Inspirado nos 10 anos de criação da ONU Mulheres, o Colégio Santo Anjo realiza, de maneira remota, a 6.ª edição da Gincana Santo Anjo.
O tema desta edição é “Mulheres que fizeram história” e participam da competição os alunos do 6.º ano do Ensino Fundamental II à 2.ª série do Ensino Médio.
Para participar dos desafios, cada sala formou uma equipe e recebeu o nome de uma personalidade feminina que marcou a história.
Os alunos participam de aulas especiais e realizam provas acerca da história de vida, feitos e atuação dentro da sociedade da mulher que representa a sua equipe. Além disso, terão atividades especiais como: criar documentários em vídeo, redações e participar de vários desafios sobre o tema.

Sobre o Colégio Santo Anjo

O Colégio Santo Anjo nasceu em Curitiba, no ano de 1999, do sonho de transformar o mundo por meio da educação. As unidades do colégio são planejadas, criativas, dinâmicas e percebem o aluno como indivíduo, desenvolvendo com excelência as suas habilidades. As quatro unidades do colégio estão localizadas nos bairros Campina do Siqueira, Mossunguê (Ecoville) e Bigorrilho, oferecendo Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Chitãozinho prepara seu filho Enrico para estrear no mercado sertanejo

Com a ajuda do pai, o Enrico gravou um EP com seis músicas, gravou a parte audiovisual usando a estrutura de uma das lives sertanejas que aconteceram em junho em Goiás.

Enrico é o filho caçula de Chitãozinho, tem 18 anos e já é conhecido no meio artístico, pois começou cedo como ator, participou da peça Menino Maluquinho com 11 anos, fez dois longas, Coração de Cowboy com 16 anos e o Melhor Verão das Nossas Vidas com 17 anos, todos com papéis de destaque na trama.

E se prepara para lançar sua carreira musical em breve, a gravação da voz em estúdio se deu semanas antes da paralisação total por conta da pandemia, já a gravação audiovisual só pode acontecer no final de junho, seguindo todas as normas de saúde recomendadas. A gravação aconteceu em Goiás usando a estrutura da live Modão Sertanejo.

“O EP com seis músicas tem a produção do Willian Santos, produtor musical e instrumentista renomado no meio sertanejo e contou com a ajuda e influência do meu pai Chitãozinho, ele ficou presente no projeto todo, principalmente na criação dos arranjos musicais, na colocação da voz, pois ele é muito experiente com a técnica vocal, ele está sempre muito presente e ouço muito o que ele tem a ensinar, pois ele tem muita experiência e é sempre bem vindo” revela Enrico.

Já Chitãozinho orgulhoso revela que sua influência no trabalho do filho é o toque sertanejo, que é a origem do Enrico e eu estou sempre por perto ajudando em tudo. O projeto do EP surgiu a partir do momento que nós começamos a pensar a lançar a carreira do Enrico como cantor.

“O projeto do Ep nasceu há um ano e meio, começamos a procurar composições com contatos que temos com compositores, são seis músicas, a escolha do repertório foi feita com a ajuda do Diego Papai, experiente na área sertaneja e grande amigo e incentivador da minha carreira. Escutei muitas músicas, até conseguir escolher e me conectar com as que passam a mensagem que a música traz da minha forma, a escolha foi baseada no sertanejo pop, é uma música moderna, na linguagem do pessoal da minha idade, dos jovens”, revela Enrico.

“Toda a programação para o lançamento da carreira teve que ser inovado por conta da pandemia, vamos focar nas plataformas digitais até a pandemia passar”, revela o cantor Enrico.

Sesc PR lança terceira edição de concurso de cartões postais

Lendas, mitos, personagens históricos e elementos culturais do Paraná são o tema da 3ª edição do Concurso Entre Lendas – uma seleção de ilustrações para compor uma coletânea de cartões postais inéditos – promovido pelo Sesc PR em parceria com a Academia Paranaense de Letras.
Em 2020, a seleção de ilustrações se propõe a incentivar a valorização dos aspectos culturais do Paraná, a despertar nas crianças o senso de pertencimento ao Paraná, por meio de suas lendas, personagens e histórias, e amplia as categorias do concurso. Agora, podem participar estudantes do Sesc, matriculados em algum projeto de educação da instituição no Paraná; trabalhadores do comércio e dependentes com cartão cliente válido, e o público em geral. Outra novidade é a categoria Ilustração Digital, em que o participante pode inscrever uma ilustração feita digitalmente, por meio de softwares.
Para o gerente de Educação do Sesc PR, Adriano Trentin, a proposta do concurso é “resgatar a cultura do Paraná, trabalhar elementos que são históricos, mas também contemporâneos e fortalecer a identidade regional. São várias as histórias que compõem o Paraná e pretendemos contá-las e levá-las ao maior número possível de pessoas, criando um relação de simpatia e de identidade.”
Serão selecionadas 105 ilustrações que serão impressas em cartões postais a serem produzidos pelo Sesc PR. As inscrições estão abertas até o dia 30 de setembro e o edital completo do concurso está disponível no site
https://www.sescpr.com.br/wp-content/uploads/2020/07/Edital-Entre-Lendas-3%C2%BA-Edi%C3%A7ao.pdf

Campanha #JuntosPeloCinema

Une setor
e lança site e primeiro vídeo,
enquanto as salas ainda estão fechadas

Por mais de três meses, profissionais se uniram para colaborar num projeto que apoia as empresas na preparação para o momento em que as salas de cinema vierem a reabrir

Pela primeira vez no mercado brasileiro, exibidores, distribuidores, produtores, criativos e parceiros da indústria estão envolvidos em um projeto único com o intuito de preparar e implementar a retomada do cinema no Brasil, num movimento chamado #JuntosPeloCinema. É uma ação inédita que, respeitando a individualidade de cada empresa e mantendo a livre concorrência, busca ações para manter acesa a magia do cinema. Colaborando desde final de março, o grupo de profissionais voluntários envolvidos no projeto tem como meta retomar o diálogo entre a experiência da sala de cinema e o público, de agora até o momento de reabertura das salas pelas autoridades, respeitando os protocolos aplicáveis de segurança e bem-estar já determinados ou em elaboração pelos governos locais.

A ideia nasceu dos profissionais que atuam no meio audiovisual visando auxiliar o segmento de mercado de exibição no Brasil a reencontrar seu público. As ações concretas são mediadas pela Flix Media, empresa especializada em comercialização de espaços publicitários no cinema. Conforme o time da Flix comunicava a ideia da campanha #JuntosPeloCinema, diferentes profissionais e mais players aderiam ao projeto. Neste momento, o que importa é uma coisa: relembrar a experiência incomparável da exibição nas salas de cinema. Esse esforço coletivo e pro bono de mais de 200 profissionais do mercado em prol do cinema é fundado no propósito de oferecer um ambiente de segurança e bem-estar para o público e de preservar milhares de empregos ligados à indústria cinematográfica, do set de filmagem à sala de exibição.

Como resultado, o movimento faz grandes entregas: uma campanha de comunicação que visa fortalecer o vínculo entre o cinema e o seu público. Um estudo sobre os protocolos de segurança e bem-estar desenvolvidos por governos e autoridades de saúde dá apoio, especialmente, aos pequenos e médios exibidores para que possam reabrir as salas com pleno atendimento às diretrizes de biossegurança que são determinadas pelos governos. E o Festival De Volta Para O Cinema, que dará as boas-vindas para o público quando as salas reabrirem.

Na primeira fase da campanha – ainda com as salas sem atividades de exibição -, mais de 300 veículos de mídia abrem espaço em suas programações para divulgar um vídeo que reforça os laços do público com o cinema. O vídeo, concebido pela agência e produtora La Unión, estreia hoje, assista aqui. A campanha se inicia agora e segue pelas próximas semanas. Para download da logo do movimento, clique aqui. Para acessar o site do movimento: https://www.juntospelocinema.com.br/.

Na segunda fase, um pouco antes da data de reabertura das salas ao público – que é determinada pelas autoridades -, se inicia a comunicação sobre os novos procedimentos que acompanham toda a jornada do espectador dentro do cinema. Serão oferecidos aos exibidores materiais que explicam os protocolos elaborados pelos governos locais - eles variam de cidade para cidade ou de estado para estado. Para esta etapa, tem sido fundamental a participação de entidades do setor como a Federação Nacional das Empresas Exibidoras de Cinema (Feneec), os sindicatos estaduais, seus associados e a Associação Brasileira de Multiplex (Abraplex). Eles acompanham a divulgação das diretrizes das autoridades competentes e estão orientando a aplicação dos protocolos.

E quando as salas de cinemas abrirem? O movimento #JuntosPeloCinema ainda irá ajudar a esclarecer as possíveis dúvidas dos espectadores, comunicará os filmes em cartaz ou a estrear e oferecerá um conteúdo muito especial: o Festival De Volta para o Cinema, idealizado pelo crítico, curador e apresentador Érico Borgo em parceria com distribuidores e exibidores, um projeto único na história do nosso cinema.

O Festival está programado para estrear junto com a reabertura das salas. Distribuidores nacionais e estrangeiros conseguiram os direitos e as cópias digitais de filmes que emocionaram os brasileiros. São clássicos, sucessos de bilheteria e crítica que integrarão com as estreias a programação de filmes nas duas primeiras semanas após a abertura. Uma pesquisa de opinião realizada pelo movimento apontou o interesse do moviegoer em rever filmes que marcaram a história do cinema.

Entre os parceiros que estão abrindo espaço para a divulgação dos materiais estão AdoroCinema, Adsmovil, AXN, Buzzfeed, Canal Brasil, Canal Like, Cineclick, Cinepop, Elemídia, Eletromídia, Facebook, Flix Media, Folha de S.Paulo, FSign, Gameloft, Globo através da Globo Filmes, Google, Ingresso.com, JCDecaux, Megapix, MPV7, O Globo, Omelete, OTIMA, Portal Hugo Gloss, Preshow, PrimePass, Rádio JB FM, Rádio Metropolitana, Rede Mix de Rádio, RedeTV!, SBT, Seedtag, Sony Channel, Spotify, Tastemade, Telecine, TV BANDEIRANTES, UOL, Veja Rio, Veja São Paulo, Velox Tickets, Viacom/CBS, Waze, Webedia. Apoio Institucional: Academia Brasileira de Cinema, Ancine, Ministério do Turismo e RioFilme.

Depoimentos:

“#Juntospelocinema. Um movimento de união de todo mercado, inédito, colaborativo e fundamental para garantir a volta da magia do cinema às nossas vidas, de maneira organizada e segura. Acreditamos na experiência irreplicável e transformadora que vivemos nos cinemas, nos unimos em torno disto.”
Adriana Cacace, diretora geral da Flix Media Latam

“Cada ida ao cinema é um evento. A sala escura, a tela grande, o som fazendo estremecer a cadeira... No cinema, você não só assiste ao filme, você o vivencia. O movimento #JuntosPeloCinema quer garantir que essa experiência única retorne com conforto e segurança para a vida do público.”
André Sala, diretor geral da Sony Pictures Brasil e VP sênior de distribuição na América Latina

“No escurinho do cinema,
O coração dispara, quando pega na mão.
Quase explode, no primeiro beijo,
No escurinho do cinema.
Lágrimas rolam, emoção desenfreada.
Doces lembranças,
Do fundo do coração.
Volta cinema.”
Caio Silva, Diretor da Abraplex

“A Paramount Pictures acredita na experiência do cinema e orgulha-se em fazer parte desta iniciativa de todo o mercado para uma retomada de atividades segura e responsável. O cinema faz parte da nossa vida, tem um papel importante na nossa cultura e assim como nós vai se adaptar aos novos tempos, cumprindo o seu papel de trazer informação, emoção e esperança para seus espectadores.”
Cesar Silva, VP & Diretor Geral da Paramount Pictures Brasil

“O cinema sempre fez parte da minha vida - e no âmbito profissional foi graças a essa paixão que consegui muito do que conquistei. Fazer parte desse movimento único na história, o #JuntosPeloCinema, e auxiliar no retorno do público a essa experiência sem igual através do Festival De Volta Para o Cinema é uma honra que carregarei para sempre.”
Érico Borgo, crítico, curador e apresentador

“Acreditamos que a experiência do cinema é única e insuperável. Estamos vivendo um período único na História, mas acreditamos que o papel social dessa experiência será ainda mais relevante. Como empresa atuante principalmente na produção nacional, nossos projetos são desenvolvidos por centenas de mãos trabalhadoras e dedicadas em transmitir nossa cultura para as grandes telas do mundo inteiro. Essa campanha mostra a força e união do nosso setor e é um enorme orgulho fazer parte dela.”
Gabriel Gurman, CEO da Galeria Distribuidora

“Na Warner Bros. Pictures, nós acreditamos no poder das histórias, e não há lugar melhor para contá-las do que nos cinemas. Estamos muito orgulhosos em participar do projeto #JuntosPeloCinema, para que a magia do cinema finalmente retorne e continue a encantar todos os brasileiros, como fazemos há quase 100 anos.”
Hernán Viviano, Diretor Geral da Warner Bros. Pictures Brasil

“O Sindicato das Empresas Exibidoras Cinematográficas do Estado do Rio de Janeiro está empenhado em unir e fortalecer o mercado, de modo a concretizar um projeto de reabertura das salas que seja sólido, seguro e promissor. A experiência dentro de um cinema é única graças à tela grande e à magia proporcionada por filmes criados especialmente para este momento. Ele é e sempre será o local onde os sonhos se tornam realidade.”
Gilberto Leal, Presidente do Sindicato das Empresas Exibidoras Cinematográficas do Estado do Rio de Janeiro

“A Paris Filmes estará sempre ao lado do cinema, com a qualidade da imagem nas telas grandes e o som imersivo e se orgulha em fazer parte desta iniciativa da união de todo o mercado cinematográfico em parceria com outros grandes profissionais, para uma retomada com segurança, a fim de receber muito bem nossos espectadores, e voltar a encantar, divertir e emocionar a todos com a experiência única do cinema”.
Jorge Assumpção, diretor da Divisão de Cinema da Paris Filmes

“Acreditamos desde o início na iniciativa. Apenas em uma sala de cinema se vive a experiência do cinema, é hora de começarmos a voltar com muita segurança e a Campanha e o Festival terão um papel importante nessa retomada.”
Juliano Russo, diretor de Marketing, Comercial e A&B da Cinépolis

“A UCI Cinemas tem seus clientes como foco principal e, em primeiro lugar, preza por sua saúde. Em todo o país, estamos trabalhando para garantir a reabertura das nossas salas de cinema e voltar a proporcionar ao público a experiência única que é assistir aos filmes e as grandes estreias na tela gigante, com a maior segurança possível.”
Monica Portella, diretora de marketing UCI Cinemas.

“O Kinoplex acredita no cinema há mais de cem anos e estamos seguros de que a união de nossa indústria, que constrói tantas histórias e ilumina a vida do seu público, vai nos permitir ultrapassar mais esse desafio. Com muita segurança e responsabilidade, estaremos prontos para receber nosso público, que de frente à tela gigante poderá viajar por universos repletos de aventura, magia e emoção, algo que só o cinema pode proporcionar.”
Patrícia Cotta, Gerente Nacional de Marketing da Kinoplex

“O amor pelo cinema juntou pela primeira vez os protagonistas da distribuição, da exibição e de conteúdo, brilhantemente conectados pela Flix Media e agências que doaram seu tempo e talento para a concepção e planejamento do movimento e campanha para reabertura dos cinemas da melhor forma possível. Evoluímos como indústria, como profissionais e reafirmamos que o cinema é uma experiência única, inigualável e Universal!”
Patricia Kamitsuji, Diretora Geral da Universal Pictures no Brasil

“Tão inédito quanto o momento que passamos, é o movimento de união e convergência dos agentes do setor, visando à retomada de suas atividades. O cinema é uma arte que encanta, emociona, diverte e educa há mais de cem anos, sendo imprescindível e insubstituível como prática social e de cidadania.”
Paulo Celso Lui, Presidente do Sindicato das Empresas Exibidoras Cinematográficas no Estado de São Paulo

“É em momentos tão difíceis como o que estamos vivenciando que percebemos a força e a união do nosso setor para a superação dos grandes obstáculos. Estamos ansiosos para voltarmos a proporcionar a magia do cinema aos nossos espectadores, e estamos trabalhando para que isto ocorra com a maior brevidade possível. As pessoas estão querendo muito retornar aos pequenos prazeres da vida, à confraternização com os amigos, o barzinho de chope, o jogo do time do seu coração e aquele cineminha com uma gostosa pipoca. Curtir a vida como antes – Breve em um cinema perto de você.”
Ricardo Difini Leite, Presidente da FENEEC (Federação Nacional das Empresas Exibidoras)

“Nós da Cinesystem, temos o maior orgulho de participar ativamente deste projeto de retomada, que será um marco no segmento de cinemas. Estamos vendo a sinergia, a riqueza de ideias e o trabalho altamente qualificado vindo de diversos profissionais do setor, de uma forma única e emocionante. Em breve, a magia do cinema vai voltar em grande estilo e o consumidor vai vivenciar a Experiência que só o cinema proporciona."
Sherlon Adley, Diretor Comercial & Marketing da Cinesystem

“Dá um enorme orgulho trabalhar ao lado de tantos colegas de indústria com um objetivo em comum, em um movimento único no mundo. Nem mesmo os melhores roteiristas poderiam escrever uma saída tão grandiosa para uma crise com tantos superlativos. O Festival De Volta Para o Cinema é o maior festival de cinema do mundo e coroa o trabalho de centenas de profissionais que amam o cinema. Assim como todo fã lembra da primeira vez que foi ao cinema, seguramente a primeira sessão da retomada será uma recordação pra toda vida.”
Vinícius Pagin, diretor de Programação da Cinemark

Roberto Macedo assume cargo de apresentador e porta-voz do Miss Brasil

No momento em que o país perde a baiana Martha Rocha, primeira Miss eleita no país e segunda colocada no concurso Miss Universo, em 1954, seu amigo de longa data e também baiano, Roberto Macedo, assume a apresentação do maior concurso de beleza do Brasil

Martha Rocha faleceu no dia 4 de julho, aos 87 anos de idade, após ter feito história no mundo da beleza. Enterrada no dia 5 de julho, no cemitério do Santíssimo Sacramento, em Niterói, Martha trilhou um caminho bastante próximo do seu conterrâneo Roberto Macedo.

Roberto Macedo, nasceu em Rio Real, no litoral norte da Bahia e desde os 8 anos de idade se interessou pelos concursos de beleza, tornando-se especialista no assunto. Formado em Jornalismo e em Arquitetura pela Universidade Federal da Bahia, trabalhou 12 anos como repórter de TV e depois com marketing político, momento em que as misses eram hobby na vida de Roberto, o que mudou quando começou a atuar como apresentador, jurado e coordenador de concursos de beleza.

Presente em dez concursos de Miss Universo, Roberto atuou em novembro de 2019 como jurado do Miss Brasil-Europa, no Casino Estoril, em Portugal, tendo acumulado também o júri por duas vezes do Miss Brasil-USA em Miami (1998 e 2000), do Miss Brasil Internacional 1992, em Curitiba, entre outros concursos.

A relação do Roberto Macedo com o universo da moda e da beleza, estreitou sua amizade com Martha Rocha, juntos foram jurados no Miss Brasil-USA 2000, no Miss Bahia 2004, em Itabuna e no Miss São Carlos 2003, em São Carlos-SP. Como jornalista, Roberto entrevistou Martha diversas vezes e um detalhe que costumava virar brincadeira entre eles, era em relação à idade de Martha, que gostava de diminui-la em alguns anos e ficava brava quando Roberto lembrava que ela tinha nascido em 1932.

“Martha Rocha deve ter partido feliz, foi uma profissional excelente, com uma carreira brilhante, sem nunca ter deixado de lado suas raízes, também teve a oportunidade de ver, pela primeira vez, um amigo baiano assumir a coordenação do Miss Brasil”, completa Roberto.

Como missólogo (termo que denomina os amantes dos concursos de misses), Roberto já foi fonte de informação para muitas reportagens em jornais, revistas e programas televisivos de diversas emissoras, dentre elas Piauí, Superinteressante, Revista dos Curiosos, Metrópole, Caras, Flash, Programa do Jô Soares, Sem Censura, Vitrine com Marcelo TAS, Na Cama com Monique, Fantástico, entre outros.

Em 2015, Roberto lançou a biografia de Martha Vasconcellos, Miss Universo 1968, dentro do projeto Gente da Bahia, da Assembleia Legislativa do Estado. O livro foi lançado com sucesso numa noite de autógrafos no salão nobre da Associação Comercial da Bahia e está esgotado. São 698 páginas com 400 fotografias.

Sobre o Miss Brasil

O Miss Brasil é o mais tradicional concurso de beleza feminino realizado anualmente, elegendo, entre as mulheres de cada unidade federativa do país, a representante nacional da beleza da mulher brasileira. A vencedora de cada edição representa o país no Miss Universo.

O concurso existe desde 1954, quando a baiana Martha Rocha se tornou a primeira Miss Brasil. A atual Miss Brasil é a representante do estado de Minas Gerais, Júlia Horta.

O Brasil, desde então, só não participou do Miss Universo no ano de 1990. Em 2020, o Miss Brasil será realizado na segunda quinzena de agosto.

Redes sociais do Miss Brasil 2020:

Instagram: @u_missbrasil / Facebook: U_MissBrasil / Twitter: @u_missbrasil / YouTube: U_MissBrasil / LinkedIn: U Miss Brasil