S.Pellegrino anuncia jurados para final mundial do concurso Young Chef 2020

 

Chef paranaense Manu Buffara está entre os ”Sete Sábios”

A S.Pellegrino anunciou os sete integrantes do júri da grande final do concurso Young Chef 2020, que será realizada em Milão nos dias 8 a 9 de maio de 2020.

Incansável plataforma de talentos em prol do futuro da gastronomia, o Young Chef promovido por S.Pellegrino contou com 134 jovens chefs de cozinha de todo o mundo, que participaram de competições ao vivo avaliadas por júris internacionais de países de 12 regiões diferentes. Os 12 finalistas cozinharão diante dos Sete Sábios, um prestigiado júri composto por gigantes da gastronomia mundial. Acreditando que a cultura e a ética por trás de um prato farão a diferença para um chef no futuro, os jurados analisarão as criações dos participantes como um todo para eleger o vencedor final.

Para ver a notícia em multimídia, clique em: https://www.multivu.com/players/uk/8688951-young-chef-2020-competition-jurors/.

Os “Sete Sábios” são:

  1. Mauro Colagreco, chef ítalo-argentino posicionado em primeiro lugar na lista The World’s 50 Best Restaurants Awards 2019 com seu restaurante três estrelas Michelin, o Mirazur, em Menton, na França. Mauro trabalha para proporcionar máxima qualidade usando ingredientes locais e afirma que, “como chefs, devemos nos concentrar em sustentabilidade e no futuro do nosso planeta”.

  2. Andreas Caminada, chef e empresário suíço que detém três estrelas Michelin em seu restaurante Schloss Schauenstein. A filosofia desse chef é manter-se fiel às suas raízes, usando apenas ingredientes locais e sazonais dos campos que circundam o castelo ou de produtores locais selecionados. Andreas foi agraciado com o World’s 50 Best Sustainable Restaurant Award por seu método ambiental e social no Schloss Schauenstein em 2019.

  3. Clare Smyth, primeira mulher britânica a receber e manter três estrelas Michelin, foi considerada Melhor Chef Mulher do Mundo em 2018 no ranking World’s 50 Best Restaurants. Os ingredientes que ela usa em sua culinária britânica são selecionados após uma longa pesquisa com agricultores locais e artesãos independentes e têm um forte aspecto ético e sustentável.

  4. Pim Techamuanvivit, chef executiva do Nahm em Bangkok (uma estrela Michelin desde 2017) e chef-proprietária do Kin Khao (uma estrela Michelin desde 2015) e do recém-inaugurado Nari em San Francisco. Engajada em sustentabilidade e na prevenção do desperdício de alimentos, a chef estimula o futuro da comida tailandesa trabalhando de perto com produtores artesanais, pescadores e agricultores locais para obter ingredientes impecáveis para seus pratos.

  5. Enrico Bartolini é atualmente o chef italiano com o maior número de estrelas Michelin. Seu restaurante, o Enrico Bartolini – Mudec, recebeu três estrelas em 2019, marcando o retorno de um estabelecimento triplamente estrelado a Milão depois de mais de 25 anos. Sua filosofia é ser um clássico contemporâneo, combinando tradição com inovação e experimentação sem fim para desenvolver novos sabores recheados de lembranças.

  6. Processed with VSCO with c6 preset
    Processed with VSCO with c6 preset
  7. Manoella Buffara, chef brasileira que estudou na Itália. Seu restaurante Manu foi escolhido como ‘One to Watch’ no ranking Latin America’s 50 Best em 2018. Para promover a sustentabilidade, Manoella criou um modelo no qual proteger a natureza é tarefa de todos, usando hortas urbanas para reunir comunidades compartilhando colheitas.

  8. Gavin Kaysen, proprietário do restaurante Spoon and Stable em Minneapolis, é um talentoso chef americano e empresário visionário. Convencido de que a mentoria ainda é muito relevante na profissão gastronômica, Kaysen está bastante empenhado em ajudar a próxima geração de jovens culinários a refinar suas habilidades na cozinha. É um dos mentores fundadores da organização sem fins lucrativos Ment’or BKB Foundation (antiga Bocuse d’Or USA Foundation) e participou do Young Chef 2018 da S.Pellegrino, orientando o candidato vencedor da equipe dos EUA.

Os jurados avaliarão os finalistas com base em três atributos principais: habilidades técnicas, criatividade e confiança pessoal – assim como o potencial de gerar mudanças positivas na sociedade por meio de alimentos. O chef que apresentar esses atributos com mais sucesso será o campeão do Young Chef 2020 da S.Pellegrino.

A jornada culinária deste ano também contará com um fórum de um dia com curadoria do Fine Dining Lovers – a principal voz online em gastronomia da S.Pellegrino e Acqua Panna para os fãs da gastronomia mundial. O fórum será dedicado à sustentabilidade humana e de alimentos em gastronomia. Jovens e grandes chefs se revezarão no palco para compartilhar suas visões e experiências sobre cultura na cozinha e práticas sustentáveis. Para citar um desses nomes, o mundialmente renomado chef Massimo Bottura dará uma palestra especial.

O FineDiningLovers compartilhará ideias sobre o S. Pellegrino Young Chef 2020: siga a história em www.finedininglovers.com e nas redes sociais com @finedininglovers.

Mauro Colagre*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BARES, Bebidas, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, OPORTUNIDADE, restaurantesTags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s