GUIA MICHELIN RIO DE JANEIRO & SÃO PAULO 2020 REVELA SUA NOVA SELEÇÃO DE RESTAURANTES BIB GOURMAND

Os nomes dos restaurantes estrelados das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo serão revelados hoje às 18h30. Ansiosa por este momento, a Michelin tem já o prazer de anunciar a nova seleção Bib Gourmand do Guia MICHELIN RJ&SP 2020. A categoria dos restaurantes, que se destacam por oferecer ótima relação qualidade/preço, acaba de ganhar 10 novos integrantes, representando uma forte diversidade gastronômica.
“A gastronomia tem sido um dos setores mais impactados pela pandemia e a nova seleção Bib Gourmand no Brasil é uma boa notícia neste momento, quando precisamos, mais do que nunca, apoiar o segmento e estimular as pessoas a redescobrirem, com segurança, o prazer de irem aos restaurantes. Esta seleção mostra o alto potencial das duas cidades em oferecer uma cozinha criativa e de qualidade, a preços mais acessíveis”, afirma Gwendal Poullennec, diretor internacional do Guia MICHELIN.
10 novos restaurantes Bib Gourmand no Rio de Janeiro e São Paulo
10 novos restaurantes estreiam na seleção Bib Gourmand das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo: AE! Cozinha (SP), Ama.zo (SP), Banzeiro (SP), Cepa (SP), Charco (SP), Didier (RJ), Kith 2º Andar (SP), Maria e o Boi (RJ), Nit (SP) e Più Iguatemi (SP). A categoria Bib Gourmand agora conta com 39 estabelecimentos (lista completa abaixo).
Seleção estrelada 2020
O anúncio dos restaurantes estrelados do Guia MICHELIN RJ&SP 2020 será transmitido hoje, ao vivo, pelo canal oficial da publicação no Youtube. Para assistir, acesse o link: https://youtu.be/-3ZORjjQ1yM.

GUIA MICHELIN RJ&SP 2020 - BIB GOURMAND
A Baianeira (SP)
A Casa do Porco (SP)
AE! Cozinha (SP) N
Ama.zo (SP) N
Artigiano (RJ)
Arturito (SP)
Balaio IMS (SP)
Banzeiro (SP) N
Barú Marisquería (SP)
Bio (SP)
Bistrot de Paris (SP)
Brasserie Victória (SP)
Casa Santo Antônio (SP)
Cepa (SP) N
Charco (SP) N
Corrutela (SP)
Didier (RJ) N
Ecully – Perdizes (SP)
Fitó (SP)
Kith 2º Andar (SP) N
Komah (SP)
Le Bife (SP)
Lilia (RJ)
Manioca (SP)
Maria e o Boi (RJ) N
Miam Miam (RJ)
Mimo (SP)
Mocotó (SP)
Nit (SP) N
Petí Gastronomia (SP)
Petí Americana (SP)
Piccolo (SP)
Pici Trattoria (RJ)
Più (SP)
Più Iguatemi (SP) N
Tanit (SP)
TonTon (SP)
Tordesilhas (SP)
Zena Caffè (SP)

_____________________________________________________________________
A Michelin, líder do segmento de pneus, se dedica ao desenvolvimento da mobilidade de seus clientes, de forma sustentável, criando e distribuindo os pneus, serviços e soluções mais adequados às suas necessidades; fornecendo serviços digitais, mapas e guias, para ajudá-los a tornar suas viagens experiências únicas; e desenvolvendo materiais de alta tecnologia, que atendem à indústria da mobilidade. Sediada em Clermont-Ferrand (França), a Michelin está presente em 170 países, emprega mais de 127.000 pessoas em todo o mundo e dispõe de 69 centros de produção implantados que fabricaram cerca de 200 milhões de pneus em 2019. (www.michelin.com.br).

Cerveja: descubra como a bebida trazida pelos portugueses caiu no gosto dos brasileiros

O beer sommelier da cervejaria Berggren, Robson Vergillio, fala sobre as primeiras cervejas produzidas no país e explica como elas chegaram no Brasil

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=178905&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C224401d692a1%2524a1f0a160%2524e5d1e420%2524%2540noticiaexpressa.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C224401d692a1%24a1f0a160%24e5d1e420%24%40noticiaexpressa.com.br%3E-1.5Muitos não sabem, mas uma das bebidas mais consumidas em nosso país, a cerveja, chegou antes da independência e foi bastante consumida pelos portugueses que moravam aqui. Se antes o mercado era limitado e com pouca variedade, hoje os consumidores podem explorar novos sabores e estilos com as cervejas artesanais.

Segundo dados divulgados pela startup myTapp, em 2018, o Brasil contava com 889 cervejarias operantes e cadastradas no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Já em fevereiro deste ano, o mercado abrigava por volta de 1.171 estabelecimentos. “Por conta da facilidade de conseguir informações através da internet, os brasileiros estão mais informados e interessados em descobrir os sabores, estilos e combinações que uma cerveja artesanal é capaz de proporcionar”, explica Robson Vergillio, beer sommelier da cervejaria Berggren.

O início de tudo

Quando as primeiras indústrias de cervejas nacionais foram implantadas no país, as bebidas recebiam o nome de cerveja barbante, já que elas eram envasadas como os “growlers” de hoje em dia e os barbantes é que seguravam as rolhas das garrafas para evitar que saltassem por conta do gás da bebida engarrafada. “No fim do período monárquico, as cervejarias brasileiras deram os primeiros passos, e foi a família real portuguesa responsável por trazê-las ao Brasil”, afirma Vergillio.

Para evitar que a bebida conquistasse o paladar de todos, e no intuito de incentivar o consumo do vinho que era produzido em Portugal, a produção da cerveja era apenas para as famílias de imigrantes. “No Brasil, as primeiras cervejas vendidas recebiam o nome de Gengibirra e Caramuru. A Gengibirra era feita com cascas de limão, água, farinha de milho e gengibre, e custava 80 réis. Já a Caramuru, levava em sua receita gengibre, milho, água e açúcar mascavo, e tinha um preço mais acessível, custava 40 réis”, ressalta o beer sommelier.

A partir de 1840, os primeiros alemães começaram a chegar ao Brasil e fizeram com que a bebida ficasse ainda mais relevante no país, pois eles foram os responsáveis em dar continuidade na cultura cervejeira implantada pelos colonizadores. Depois disso, a cerveja caiu no gosto dos brasileiros e foi crescendo cada vez mais através de grandes cervejarias que foram surgindo no decorrer da história do Brasil. “Hoje é possível encontrar facilmente, em qualquer local, cervejas cada vez mais elaboradas e que levam em sua composição chocolate, café e manga”, finaliza Vergillio.

Sobre a Berggren

A Berggren é uma cervejaria que foi oficialmente inaugurada em novembro de 2015. Quem está à frente dos trabalhos é o Diretor Geral Lucas Berggren. A empresa teve seu projeto iniciado entre 2008/2009, quando a família Berggren começou a estudar o funcionamento dos equipamentos para a montagem da fábrica e entre 2013/2014 a família, que tem atuação na indústria têxtil, ganhou um fôlego financeiro e deu retomada definitiva ao projeto.

Produzindo cervejas de estilo clássico, e outras inspiradas na Escola Americana, a Berggren Bier conta com uma fábrica piloto (com laboratório e estrutura de envase) para testar as cervejas – algo presente em poucas cervejarias do país.

Cinco motivos para aderir à tendência do vinho bag-in-box

O aumento do consumo no Brasil aumenta o interesse em embalagens de vinho maiores e mais práticas, de janeiro a julho o brasileiro consumiu 737,5 mil litros de vinho nesse formato

Comando News, setembro de 2020 - O mercado de vinhos no Brasil está em franca ascensão. As previsões pré pandemia já eram animadoras para a vinícolas e lojas especializadas, mas nem os mais otimistas poderiam prever a explosão de vendas. Afinal, o vinho se tornou a bebida da quarentena. Por ser uma bebida mais intimista, que combina perfeitamente com momentos mais tranquilos, se encaixa na rotina familiar, harmoniza com as refeições do dia-a-dia e até acompanha os momentos de “Netflix and chill”.

Além das tradicionais garrafas de 750ml, um outro formato de embalagem de vinho tem feito muito sucesso durante a pandemia: a bag-in-box. Com um nome auto-explicativo - o termo bag-in-box significa, literalmente, bolsa na caixa - e a premissa de facilitar a vida de quem ama vinhos, esse tipo de embalagem caiu no gosto dos brasileiros. Ainda de acordo com a Ideal Consulting, o consumo de vinhos bag-in-box no Brasil foi de 737,5 mil litros, no período de janeiro a julho.

Atenta a essa tendência de consumir vinhos, a VinVino loja online lista cinco motivos escolher uma bag-in-box para chamar de sua:

1. A bag-in-box é prática e acessível.

2. A embalagem de 3 ou 5 litros facilita o consumo de vinhos no dia-a-dia.

3. Como a bebida fica armazenada na geladeira, o vinho sempre fica na temperatura certa para consumo.

4. Tem uma excelente relação custo X benefício. Não é atoa que os restaurantes usam as bag-in-box para comercializar vinhos em taças.

5. Geram menos resíduos, uma bag-in-box pode economizar até cinco garrafas e cinco rolhas.

A Vinvino loja online tem ótimas opções de bag-in-box de vinhos nacionais e importados da vinícolas Castellamare, Messias e Olaria. Confira:

Tintos

Olaria Bag in Box tinto, 5 litros - Portugal - R$ 171,92

Castellamare Tinto Merlot Bag in Box, 5 litros - Brasil - R$ 119,85

Castellamare Tinto Cabernet Sauvignon Bag in Box, 5 litros - Brasil - R$ 119,85

Messias Bag in Box tinto, 3 litros - Portugal - R$ 96,41

Castellamare Tinto Moscato Bag in Box, 3 litros - Brasil - R$ 62,70

Brancos e Rosés

Olaria Bag in Box branco, 5 litros - Portugal - R$ 172,06

Olaria Bag in Box rose, 5 litros - Portugal - R$ 172,06

Messias Bag in Box branco, 5 litros - Portugal - R$ 140,42

Sobre a VinVino

A VinVino é uma loja virtual de vinhos e espumantes, que seleciona, indica e entrega os melhores rótulos do novo e velho mundo para ajudar você a viver o vinho e a vida com mais intensidade. Além do site, também é possível fazer sua compra via WhatsApp (41) 98725-6329. O frete é grátis para Curitiba e região. ?

https://www.instagram.com/vinvinobr/

https://www.facebook.com/vinvino.com.br/
WhatsApp – 41 98725-6329

Global Shopper conquista conta da CBCA

Global Shopper conquista conta da CBCA

Agência será responsável pela estratégica de lançamento da The Drummer no Brasil e EUA. A cerveja é fabricada pela Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal e assinada por Matt Sorum, ex-baterista da banda Guns N' Roses.

São Paulo, setembro de 2020 – A Global Shopper anuncia novidade no portfólio e estreia no segmento de cervejas. A agência conquistou a conta da CBCA - Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal e será responsável por toda estratégia de lançamento e posicionamento da cerveja The Drummer, resultado de uma parceria entre a CBCA e Matt Sorum, ex-baterista da banda Guns N' Roses. A american larger será fabricada pela companhia na Cervejaria Schornstein, em suas unidades de Pomerode-SC e Piracicaba, e exportada para a Califórnia, nos Estados Unidos, onde o músico e novo acionista reside.

“A chegada do Matt é o início de uma nova jornada na CBCA, a internacionalização, a conexão entre a cerveja artesanal Brasileira, de qualidade, com o mercado americano. E isso acontece através do projeto *The Drummer Beer*. Nos próximos 90 dias, iniciaremos nosso primeiro MVP em uma rede de supermercados da Califórnia. The Drummer conecta boa música, rock n roll e boa cerveja. Como diz o Matt, “se você gosta de boa música, esta será a sua cerveja! A cerveja do Rock n Roll!!””, comenta Gustavo Barreira – CEO da CBCA.

Como agência de comunicação e estratégia da The Drummer, o desafio da GS contempla criação de conceito e posicionamento de marca, planejamento das ações de visibilidade junto ao target durante o período de lançamento no Brasil e Estados Unidos e sustentação da campanha.

“Estamos muito felizes com mais esta conquista. É uma categoria nova para o nosso portfólio, que está em constante inovação, guiada pelos gigantes do varejo e com a experiência sendo um foco para o seu consumo. É uma oportunidade de acelerarmos a inovação e elevarmos a régua da experiência na categoria, de forma conectada.”, explica Mauricio Gallian, CEO da GS.

Para saber mais sobre a Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal, acessehttp://cbcabrasil.com.br/.

Sobre a GS - Especializada em Digital Commerce, a GS conecta estratégias de digital e shopper marketing com uma inteligência criativa de data, olhando para toda a jornada e buscando pontos de contato onde quer que o shopper esteja, oferecendo uma plataforma sem fricções entre o On & Off. Inspirada na cultura das startups, é comandada pelo CEO Mauricio Gallian e conta com uma equipe de profissionais multidisciplinares. Entre os clientes atendidos estão: CBCA, C&A Fashiontronics, J&J Consumo Brasil e América Latina, Mondelez International e The Coca Cola Company. Mais informações sobre a GS no http://www.globalshopper.com.br. Siga a agência também nas redes sociais:

https://www.facebook.com/globalshopperbr
https://www.linkedin.com/company/globalshopper/
https://www.instagram.com/globalshopperbr/

Baden Baden lança os seus principais estilos na versão lata

As embalagens de 350 ml dos rótulos Cristal, IPA e Witbier já estão disponíveis nas principais redes de supermercados do Sudeste, Sul e DF, com preço sugerido de R$ 5,39

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=178607&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CFR1P152MB2742631349054115153D2CBABB3A0%2540FR1P152MB2742.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CFR1P152MB2742631349054115153D2CBABB3A0%40FR1P152MB2742.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.4(Imagem meramente ilustrativa)

São Paulo, setembro de 2020 – Baden Baden, uma das primeiras cervejarias artesanais do país, traz para o mercado a versão lata dos estilos Cristal, IPA e Witbier. Em formato sleek de 350ml, o novo formato agrega ao portfólio já existente de garrafa de 600 ml e draft. As novas embalagens já estão disponíveis nas principais redes de supermercados das regiões Sudeste, Sul e no Distrito Federal, com preço sugerido de R$ 5,39.

Além do líquido de qualidade, a lata também traz uma novidade: um QRCode impresso no rótulo que redireciona o consumidor maior de 18 anos para o site www.badenbaden.combr/experiencia e dá acesso à primeira degustação cervejeira por realidade virtual do Brasil, realizada por vídeos imersivos e sensoriais no universo de cada um dos estilos da marca, que tem paixão por fazer cerveja de qualidade em seu DNA.

A gama de estilos lançada neste novo formato traz consigo diferentes sabores e aromas: enquanto a Baden Baden Cristal é uma Pilsen saborosa, leve e refrescante, com o aroma floral do lúpulo e leve dulçor dos maltes especiais, a Baden Baden American IPA é uma cerveja que equilibra o amargor com o intenso aroma e sabor cítricos provenientes da adição de suco de maracujá. Já a Witbier é uma cerveja não filtrada de trigo, leve e refrescante, que equilibra aromas cítricos que remetem à casca de laranja com os picantes que lembram semente de coentro.

A comercialização dos principais rótulos da cervejaria agora também em latas, com preço unitário acessível, abre a possibilidade da Baden Baden fazer parte de mais ocasiões de consumo.

“Enquanto nossas garrafas de 600ml são ideais para compartilhar, as latas são perfeitas para o consumo individual e permitem que mais pessoas possam explorar os diferentes sabores que existem no universo das cervejas artesanais. A novidade é um convite de Baden Baden a qualquer pessoa que deseja elevar sua experiência cervejeira criando momentos de indulgência no dia-a-dia”, complementa Natália Menezes, gerente de marketing da Baden Baden.

SOBRE BADEN BADEN

Baden Baden é uma das primeiras cervejarias artesanais do país, nascida em 1999, e tem a paixão por cerveja em seu DNA. Fundada em Campos do Jordão por quatro amigos que se aventuraram no mundo cervejeiro buscando criar receitas autorais para sua choperia, a marca tem o propósito de criar sabores e aromas que surpreendam; por isso seus líquidos já conquistaram mais de 130 prêmios nacionais e internacionais. Seus principais rótulos são: Cristal, pilsen sofisticada e com sabor equilibrado; Golden Ale, combinação marcante da canela e frutas vermelhas; IPA, sabor intenso com suco de maracujá na receita; e Witbier, cerveja de trigo muito refrescante, com laranja e semente de coentro, eleita a melhor do mundo. A marca conta ainda com rótulos sazonais, igualmente premiados. Baden Baden é uma das marcas integrantes do segmento Craft, do Grupo HEINEKEN no Brasil.

15:15

Devido a pandemia, o tour interno pela vinícola continua suspenso, porém a novidade é lançamento da degustação simples – em um novo formato, seguindo as orientações das autoridades de saúde e ao mesmo tempo atendendo a pedidos dos clientes

Com a primavera batendo a porta é natural que as pessoas comecem a passear com maior frequência, aproveitando os dias mais longos e tardes mais quentes. Para este período a Família Fardo Vinícola de Quatro Barras separou os rótulos que combinam com a estação das flores: Rosé Malbec, Pinot Noir, Malbec e o Encontro Fiore Rosé, que traz em sua composição 70% Malbec e 30% Malvasia.

Embora seja possível adquiri-los pela loja virtual, muitos turistas e visitantes chegam a vinícola pedindo por degustação ou visitas. Porém, para a segurança de todos, devido a pandemia esses serviços permanecem suspensos. Contudo, para poder atender a demanda, a vinícola lançou recentemente uma degustação simples e que promete ganhar o gosto das pessoas durante os próximos meses.

O cliente adquire uma taça de cristal personalizada e recebe 30 ml de quatro vinhos selecionados pela vinícola no dia. Os rótulos todos são apresentados por um representante da casa. Mesas foram colocadas distantes uma das outras em um amplo salão que comporta até 16 pessoas foi reservado. Ao final o cliente leva a taça personalizada para casa. Não é necessário o agendamento.

“Aos poucos nós vamos nos adaptando a nova realidade. Sempre com segurança e no foco de bem atender o cliente, preservando a sua saúde e dispondo de alternativas de degustação e lazer”, explica Justina Fardo, sócia do empreendimento.

Sugestões

A Família Fardo Vinícola separou vários rótulos de Primavera que já estão disponíveis na loja virtual ou mesmo na loja física. Veja as dicas e escolha o seu.

Rosé Malbec

Fácil de beber, agradável e refrescante este vinho não é tão leve quanto os brancos e nem tão pesado quanto os tintos, ideal para recepcionar os convidados ou iniciar qualquer refeição, acompanhando saladas, canapés, pratos leves a base de peixes e frutos do mar, bem como pizzas e carnes assadas. Servir refrescado entre 10 a 12°C.

Pinot Noir

É um vinho raro e para apreciadores de um estilo de vinho particular em que a cor, o aroma e o sabor fogem ao convencional dos vinhos tintos e convidam a uma quebra de paradigmas. O requinte da uva Pinot Noir combina com os pratos leves e delicados da cozinha contemporânea, ressaltando seu sabor e evoluindo junto com a comida revelando-se mais agradável quando servido levemente refrescado entre 10 e 12°C.

Malbec

Vinho orientado a pratos que unem simplicidade e leveza como pizza margarita e carnes grelhadas, entradas com pães, patês, presuntos, queijos e legumes. No prato principal os risotos com cogumelos, cordeiro e carnes temperadas são uma boa proposta para acompanhar este vinho. Servir entre 14 a 16°C.

Encontro Fiore Rosé

A combinação inusitada de uma uva tinta – Malbec (força) com uma uva branca – Malvasia (delicadeza) deixam este vinho com caráter “gastronômico” para harmonizar com os pratos leves e delicados da cozinha contemporânea, ressaltando seu sabor e evoluindo junto com a comida. Uma ótima combinação: queijo Brie e mel. Apreciar em temperatura entre 10 e 12°C.

Kit promocional Primavera

1 Rosé Malbec 2018

1 Pinot Noir 2018

De R$ 106 por R$ 84,60

Kit promocional Floral

1 Malbec 2015

1 Encontro Fiore Rosé (70% Malbec | 30% Malvasia)

De R$ 103 por R$ 82,40

Compra online

Frete grátis para Curitiba e região metropolitana

WhatsApp (41) 9 9157-6374

Loja virtual - www.familiafardo.com.br/produtos

E-mail: loja@familiafardo.com.br

PINTURA EM TELA PODE AJUDAR A PREVENIR A DEPRESSÃO

Vinho Tinta aderiu à campanha Setembro Amarelo com descontos, incentivando consumo de suco, arte e diversão como terapia

Setembro é o mês dedicado à prevenção do suicídio e, em Curitiba, a ação nacional ganhou mais um aliado: as lives do Vinho Tinta. A empresa, que tem atuação nacional tal como a campanha, promove o ato de pintar por meio de lives, onde uma instrutora dá dicas de como pintar. Não é aula, não precisa saber qualquer técnica artística, basta estar aberto para novas experiências. E é aí que a contribuição da empresa começa para prevenir suicídio.
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que 10.631 pessoas cometeram suicídio no Brasil em 2014 e que 90% destes poderiam ter sido evitados. Desde 2015 com a campanha Setembro Amarelo, além de falarmos mais sobre o assunto, iniciativas simples tomam corpo e podem ajudar pacientes. Entre elas está a pintura em tela, que ajuda na expressão de sentimentos, desperta a auto-estima e promove a realização pessoal.
Para a psicóloga Angela Caron, a pintura pode ajudar tanto na ansiedade como na depressão, evitando que quadros de estresse evoluam para um burnout, para situações extremas. “Sempre que a gente fala em suicídio, estamos falando de um extremo da dor, da depressão. A máxima do suicídio não é que você quer se matar e sim que você quer matar a dor. Tendo momentos lúdicos para distrair, você consegue desfocar dessa angústia, da dor extrema. A pintura em tela ajuda a relaxar e desviar o foco da tensão, conduzindo o pensamento da arte, para a mistura das tintas, para a tela, para o que você está criando”, diz a psicóloga.
E, ainda que o formato proposto não sejam telas autorais ou com tema livre, a experiência do Vinho Tinta é considerada positiva para relaxar e sociabilizar. “Ainda que seja uma atividade conduzida, você está focado no aprendizado, na tentativa. Você expressa o seu sentimento pela força do seu traço, com a quantidade de tinta. A pintura tira os pensamentos disfuncionais ou acelerados para focar em todo o aprendizado que você está tendo. Com o coletivo, mesmo que seja como a live, é possível compartilhar a conquista com outros, o que traz a sociabilidade, o momento coletivo e te tira do isolamento”, explica Angela Caron.
Em seu formato original, Vinho Tinta combina a vivência de pintar com uma bebida como o vinho que, quando consumido com moderação, também faz bem à saúde. Mas, como a embriaguez é uma das causas conhecidas do suicídio, Vinho Tinta está incentivando neste mês a troca do vinho por bebidas sem álcool como sucos de fruta, durante a experiência. Além disso, até o final de setembro, a empresa está concedendo desconto de 15% sobre as lives e kits de pintura, mas não sobre o vinho.

“Sabemos que a bebida alcoólica em excesso não faz bem. Também sabemos que o álcool pode ser um gatilho para pessoas com tendência à depressão. Por isso não estamos incentivando o consumo de bebida alcoólica e mantemos nosso compromisso com a moderação e o equilíbrio entre físico e emocional, exaltado numa ação de pintura em tela”, diz Marcos Santos, proprietário do Vinho Tinta. “Nosso objetivo é chamar a atenção para a pintura em tela como grande aliada da vida contemporânea, brindando à vida”, finaliza.

Como participar:
Toda semana tem live e, como tal, até quem não mora em Curitiba pode participar com um pouco de planejamento. É preciso de alguns dias de antecedência para fazer chegar a tela, os pinceis, os saches de tinta e demais materiais chegarem a seu destino, em outras partes do país, sempre sob consulta. As experiências podem ser adquiridas diretamente pelo site, onde também se encontra o calendário de eventos: https://vinhotinta.com/calendario/. Quem preferir pode entrar em contato com Vinho Tinta pelo whatsapp ou e-mail.

Serviço:
Vinho Tinta no Setembro Amarelo – www.vinhotinta.com
Próximas lives: 19/09, 19h30 – Camadas (personalizável); 20/09, 19h30 – Nascer do Sol (Monet); 24/09, 19h30 – Farol do Amanhã; 26/09, 19h30 – Digitais (personalizável)
Informações: contato@vinhotinta.com e (41) 9 9615 5415
Quanto custa? A partir de R$ 70,00, com bebidas e cavalete como itens opcionais. Até o final de setembro, aplica-se 15% de desconto sobre todos os produtos da empresa, exceto bebidas alcoólicas.

Cientistas selecionam leveduras para produzir vinhos exclusivos

Com o auxílio da ciência, vinicultores brasileiros já podem contar com leveduras selecionadas especialmente para elaboração de vinhos nas principais regiões produtoras brasileiras. São fungos retirados das superfícies das uvas, que transformam o mosto de uvas em vinho e conferem à bebida aromas, cores e sabores únicos. As leveduras são exclusivas de cada localidade e foram selecionadas pela equipe de pesquisa da Embrapa, visando aumentar a diferenciação entre as regiões e dar ao vinho local uma identidade única.

Confira a matéria completa, com imagens e vídeos, no Portal da Embrapa

Desde o início da década de 1980, a equipe da área de microbiologia da Embrapa Uva e Vinho (RS) desenvolve um programa de pesquisa que coleta, testa e seleciona leveduras nativas, também chamadas de autóctones – aquelas que existem naturalmente nas uvas produzidas na região, especialmente da espécie Saccharomyces cerevisiae, que assume a dianteira no processo fermentativo. Idealizado como uma alternativa às leveduras comerciais importadas, hoje, o programa se configura como um diferencial na produção de vinhos e compõe a Coleção Institucional de Leveduras da Embrapa.

Para o pesquisador da Embrapa Jorge Tonietto, que atua no desenvolvimento de indicações geográficas, o uso de leveduras nativas reforça a identidade desses produtos. “O uso das leveduras selecionadas na própria região valoriza a qualidade associada à origem e fortalece a tipicidade dos vinhos e espumantes das diferentes regiões, especialmente das que já possuem indicação geográfica, um benefício para os produtores e consumidores,” declara.

“A seleção de leveduras autóctones para as diferentes regiões vitivinícolas brasileiras tem o potencial de conferir um caráter regional a esses produtos”, complementa o pesquisador da Embrapa Gildo Almeida da Silva, curador da coleção de quatro mil e quinhentas linhagens de levedura coletadas nas principais regiões vitivinícolas no Brasil.

A ideia é valorizar os territórios do vinho. Para isso, as atividades envolvem coleta, isolamento, caracterização, identificação e estudo detalhado de cada uma das leveduras isoladas de cada região. “Selecionamos as melhores, que só serão repassadas aos produtores daquela região da qual foram coletadas. Isso também pode ter um apelo promocional, o que leva a uma valorização do produto final por ter sido elaborado com a uva e com a levedura provenientes da localidade, geralmente com indicação geográfica.”

No caso das Indicações Geográficas, Silva destaca que as linhagens da coleção possuem endereços específicos para atender às exigências do local. “As linhagens isoladas, por exemplo, para a Denominação de Origem do Vale dos Vinhedos, só serão distribuídas para os vinicultores da área delimitada do Vale dos Vinhedos. Essa exclusividade acontece com todas as outras regiões do Brasil”, pontua.

Há oito safras, o vitivinicultor e enólogo Antoninho Calza, proprietário da Vinícola Calza, uma agroindústria familiar de Monte Belo do Sul, na Serra Gaúcha, é um usuário fiel da levedura 2MBS12, selecionada da região de Monte Belo pela Embrapa, para a elaboração de espumantes e vinho branco Chardonnay, integrando a Indicação de Procedência Monte Belo. “Gosto dessa levedura nativa da Embrapa, pois ela confere um sabor único aos produtos, com aroma de mel, cera de abelha e tostado nos espumantes. Já nos brancos, um sabor de pera e cítricos. Ela traz características locais para os nossos produtos”, pontua.

Calza comenta que além do resultado, já no processo a levedura fornecida pela Embrapa é diferenciada, pois garante uma rápida fermentação sem aquecer tanto o mosto, em comparação às leveduras comerciais. Ele está tão satisfeito que na safra de 2020 inovou e utilizou a levedura selecionada também na elaboração de vinhos tintos Cabernet Franc e Merlot. “Estou aguardando para ver qual será o resultado, mas tenho certeza de que será mais um vinho diferenciado para a Vinícola Calza e para a Indicação de Procedência”, comenta. Ele destaca ainda que as leveduras nativas garantem um valor agregado aos produtos, atraindo a atenção dos consumidores.

O entusiasmo do pioneiro Calza chamou a atenção de outros seis vitivinicultores da região de Monte Belo do Sul, que também integram a Aprobelo e nesta safra começaram a utilizar a levedura para a elaboração dos seus vinhos. Além de Monte Belo, nos últimos três anos a Embrapa forneceu leveduras para vinícolas de Pinto Bandeira (IP Pinto Bandeira), São Joaquim (Vinhos de Altitude), Urussanga (IP Vales da Uva Goethe) e Vale dos Vinhedos (DO Vale dos Vinhedos).

Mas nem só de leveduras para os vinhos das Indicações Geográficas é composta a coleção mantida pela Embrapa. O Programa também abriga linhagens genéricas, que podem ser solicitadas e disponibilizadas para qualquer localidade por produtores.

É o caso de um produtor de Capão da Canoa (RS) que tem, de forma assídua, demandado leveduras para suas vinificações, embora em pequeníssima escala. Ele tem recebido as leveduras genéricas.

Microrganismos que dão aroma, cor e sabor

A levedura produz a essência do vinho, é o agente da fermentação que transforma o açúcar em álcool e em outras substâncias igualmente importantes. Elas também agregam à bebida uma série de compostos aromáticos produzidos durante a fermentação, também conhecido como aroma secundário. Normalmente, a fermentação deixa os sabores e aromas originais da uva mais intensos, em outros casos, ativam precursores inodoros no mosto, mas que aparecem no vinho.

Mauro Zanus, pesquisador da área de enologia da Embrapa Uva e Vinho, comenta que anteriormente buscava-se por meio da inoculação de leveduras selecionadas atribuir, principalmente, eficiência ao processo fermentativo, para garantir uma fermentação completa, isto é, que não gerasse sobras e açúcares e que, também, não aportasse odores estranhos aos vinhos. Já hoje, a contribuição das leveduras é bem maior. Por intermédio da seleção de linhagens é possível a elaboração de diferentes estilos de vinhos, adicionando-se novas dimensões de aromas e gostos, como o efeito dos territórios (biomas) que rodeiam os vinhedos. “Enólogos estão explorando esse conhecimento para acentuar o ‘efeito do terroir’ (sentido de lugar), a expressão do sabor e a originalidade dos seus vinhos, por meio de leveduras selecionadas nos vinhedos.”

Coleção de microrganismos

O banco de leveduras é uma Coleção Institucional (CI) com exemplares de todo território nacional. As linhagens foram coletadas, isoladas, identificadas, caracterizadas, sendo mantidas a 80 graus negativos. Todas estão devidamente cadastradas no SisGen sob número A603BA9. O critério para a seleção são as indicações geográficas. Se uma região mostrar potencial para ter uma indicação geográfica, a equipe faz a coleta e isolamento das leveduras para descobrir quais são as linhagens isoladas que possuem aptidão enológica adequada e assim serem escolhidas para elaborar vinhos com características próprias daquele do local”, enfatiza Silva. Se a uva de uma região já apresenta uma característica importante para o vinho elaborado, a levedura pode reforçar ainda mais essa característica. O pesquisador coopera com equipes multidisciplinares de cientistas da própria Embrapa, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e da Universidade de Caxias do Sul (UCS), que estão envolvidas na Indicação Geográfica.

Silva explica que o trabalho de isolamento da espécie Saccharomyces cerevisiae pode envolver várias safras, pois depende de diversos fatores como a cultivar, os tratos culturais aplicados e a maturação da baga.

Ele destaca ainda que além desses fatores, as regiões do Brasil são ímpares, com características específicas. Muitas leveduras se adéquam a um determinado local e, de acordo com o ambiente, apresentam condições metabólicas diferenciadas. Uma levedura do Vale do São Francisco e uma mesma espécie da Campanha Gaúcha são diferentes, cada qual com suas características próprias.

A linhagem do Sul pode ser mais específica para a Campanha Gaúcha, e a encontrada no Nordeste, será mais adaptada às condições do Vale do São Francisco e isso vale para as demais regiões do Brasil. “Com isso você estabelece uma diferenciação mais forte, além daquelas que já são determinadas pelos diferentes climas, solos e variedades de uvas que temos no País,” detalha Silva.

A coleção de leveduras da Embrapa possui microrganismos selecionados para todas as indicações geográficas de vinhos e espumantes registradas e em desenvolvimento do Brasil, incluindo o Vale dos Vinhedos, Pinto Bandeira, Monte Belo, Altos Montes, Farroupilha, Vales da Uva Goethe, Campanha Gaúcha, Vale do São Francisco, Altos de Pinto Bandeira e Vinhos de Altitude de Santa Catarina.

De acordo com o enólogo Stevan Grutzmann Arcari, da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) em Urussanga (SC), os vinhos podem revelar diversas notas de sabor e de aroma que variam de acordo com o tipo de uva utilizada, com o processo de envelhecimento e com as diferentes formas de produção. As leveduras também participam desse processo intensificando ou modificando o aroma do vinho. A fermentação dos vinhos também pode ter influência no sabor e no aroma da bebida, criando notas que lembram outras frutas, ervas e aromas, como couro.

A levedura tem que ser considerada como um agente que vai responder fisiologicamente às condições do ambiente, complementa Arcari. “Se você souber trabalhar com ela e se a matéria-prima for de qualidade, você vai ter um bom vinho. A base está na parte agrícola e microbiológica. Se você errar em uma delas, não vai ter um produto de qualidade, seja o enólogo que for,” declara.

A Embrapa e a Epagri estão apoiando os vitivinicultores da Indicação de Procedência Vales da Uva Goethe que já estão utilizando a levedura lá isolada pela Embrapa para produção de seus vinhos, o que vai possibilitar fortalecer a bebida típica da região.

Viviane Zanella (MTb 14.400/RS)
Embrapa Uva e Vinho

Anarco participa de mais uma edição da Restaurant Week

Tradicional evento gastronômico acontece até dia 04 de outubro

A segunda edição 2020 da Brasil Restaurant Week já começou e novamente em sintonia com a realidade do mundo frente à pandemia da covid-19. Em Curitiba, os clientes, além de poderem saborear os menus nos restaurantes participantes, também têm a opção de delivery e take away. Outro diferencial é que a cada menu consumido, o consumidor pode optar por doar R$ 1 para o projeto Vai Ficar Tudo Bem, que assiste pessoas em vulnerabilidade na cidade.

O Anarco Empório e Restaurante, tradicional em Curitiba elaborou um menu especial. São dois menus diferentes, para almoço e jantar, válidos para as duas unidades, Batel e Mercado Municipal. De entrada, tem Carpaccio de Salmão Defumado com broa de centeio e molho de alcaparras; como prato principal as opções são Papardelle a la Carbonara com mignon ou Risotto de Funghi com pinhão servido com cordeiro assado. De sobremesa, Petit Gateau com calda de chocolate e sorvete de creme ou Panna Cota com Frutas Vermelhas. Já para o jantar, válido somente para o Batel, as opções são Polenta com ragu de mignon ou Carpaccio de Salmão; prato principal Papardelle ao Funghi trufado servido com mignon ou Risotto de Limão Siciliano com Salmão e Molho Brie; de sobremesa Tiramissu ou Petit Gateau.

O valor do menu completo é de R$ 46,90 para almoço e R$ 58,90 o jantar. Ambas as unidades atendem presencialmente seguindo os protocolos de segurança e também nos sistemas delivery e take away. Os pedidos podem ser feitos por aplicativos como Vai de Vina e Ifood e pelo whats 41 3029-6154. O horário de atendimento das casas também é diferenciado. No Mercado Municipal de terça a sábado das 10h às 15h30 e domingo das 10h às 14h; no Batel abre de terça a domingo para almoço (11h às 15h) e jantar de terça a sábado (19h30 às 22h30). Lembrando que os horários podem sofrer alterações conforme decretos estabelecidos frente ao novo coronavírus. Mais detalhes no site www.anarco.com.br ou nas redes sociais @anarcorestaurante. A Restaurant Week acontece até dia 04 de outubro.

Unidade Batel
Almoço Diariamente das 11h às 15h
Jantar de terça à sexta-feira das 19h30 às 22h30
Rua Marechal José Bernardino Bormann, 600
Informações e reservas pelo 41 3013 5379

Unidade Mercado Municipal
Segunda-feira das 11h às 14h; terça à sábado das 11h às 16h e domingo das 11h às 15h
Av. Sete de Setembro, 1865 Mercado Municipal de Curitiba – Box 339 – Praça João Snege
Informações e reservas pelo 41 3264 1764

Crédito de fotos: Divulgação

A vida doce como um tiramisù

O Tiramisù resiste. Está confirmada a quarta edição da Tiramisù World Cup no início de novembro em Treviso, na Itália. Além do país sede, estão inscritos concorrentes do Reino Unido, França, Polônia e Croácia para competir no torneio mais saboroso do mundo. A missão: preparar um Tiramisù irretocável seja da forma tradicional com os ingredientes clássicos: biscoitos savoiardi/pavesini, mascarpone, café, ovos, cacau e açúcar; ou dar asas à imaginação e criar um Tiramisù criativo. Os critérios de avaliação vão considerar a execução, o equilíbrio da montagem, a aparência, o sabor, a harmonia e a intensidade do paladar em cada Tiramisú.
Este ano, foi preciso redimensionar o evento para 200 vagas, seguindo as novas normas de segurança. As inscrições permanecem abertas enquanto houver vagas. “Foram quase todas preenchidas durante o período de lockdown. Mas ainda dá tempo de se inscrever!”, convoca Francesco Redi, CEO da Tiramisù World Cup, durante o lançamento oficial da quarta edição da Tiramisù World Cup, organizada pela agência de turismo gastronômico Twissen Group, no dia 9 deste mês, na Itália.
As inscrições são feitas diretamente pelo site da Tiramisù World Cup tiramisuworldcup.com/partecipa/, pagando uma taxa de 20 Euros, com provas presenciais na cidade sede italiana. O valor inclui o kit do concorrente: ingredientes do tiramisù original (biscoitos savoiardi/pavesini, mascarpone, café, ovos, cacau e açúcar), prato oficial do evento e um brinde surpresa.
A semifinal e a final da competição para amadores mantêm-se firmes, agendadas para 1 de novembro. Os campeões mundiais ganharão uma viagem a uma capital europeia, ainda não divulgada, além de participar de eventos exclusivos pela web. Haverá também um prêmio surpresa dos biscoitos Pavesini Barilla.
A grande final seguirá todas as normas de segurança exigidas pela OMS, para segurança do público, como uso de máscara e distanciamento: “Estamos nos esforçando para produzir um grande evento. Apesar das limitações impostas pelo período de pandemia, acreditamos que o público irá se surpreender novamente”, afirma Redi.
Este ano o Tiramisù World Cup vem com o tema “Treviso, cidade do esporte”, que inclui também estilo de vida, turismo esportivo (ciclismo, equitação, golf, canoagem). As principais marcas locais do esporte de Treviso estarão presentes, como Lotto, Nordica, Diadora e Barilla. É possível acompanhar todas as etapas do processo pelo site oficial do evento tiramisuworldcup.com/.
No lançamento oficial do evento, Redi salientou que, de acordo com pesquisas da Twissen, o Tiramisù World Cup ganhou mercados, nos últimos anos, em países como Indonésia, Turquia e Coreia do Sul: “E há muitas startups que nasceram da Copa do Mundo de Tiramisù. Entre concorrentes, campeões e finalistas, muitos já abriram seu próprio negócio”, comemora.
Durante o período de pandemia do Covid-19, os preparativos da competição mais doce do mundo, mantiveram-se a pleno vapor durante esses meses, pelas redes sociais. Devido à necessidade de isolamento físico, a organização criou uma programação especial de conteúdo e eventos multiplataforma pelo site, Instagram e Youtube. Tem receitas dos campeões mundiais, dicas exclusivas de pratos e entrevistas com personalidades italianas do setor.
Pelo Instagram, um evento chamado IG Festival dedicou-se a divulgar os ingredientes do tiramisù: açúcar, ovos, mascarpone, biscoitos savoiardi, café e cacau. Em cada episódio, foi trabalhado um ingrediente por vez, por exemplo, os ovos. Os participantes postavam uma foto do prato preparado com os ovos e a receita, que não precisava ser necessariamente o tiramisù: “A ideia era descobrir novas possibilidades de uso do ingrediente, bem como outros elementos que podem ser combinados com esse item.
“Além disso, queríamos gerar interação com o usuário”, explica Francesco Redi. Ele conta que o site do evento tiramisuworldcup.com/ traz um novo plano editorial, veiculando conteúdo exclusivo sobre estilo de vida e cultura gastronômica, além de combinação de ingredientes, conselhos culinários e receitas.
Já pelo Youtube, o programa “UnTiramisù con...” traz importantes personalidades da confeitaria italiana no canal da Tiramisù World Cup. Trata-se de uma série online de entrevistas que mostra diferentes realidades e ideias inspiradoras relacionadas ao famoso doce italiano.
O primeiro entrevistado é Roberto Lestani, cavaleiro de Ordem de Mérito da República Italiana e presidente da Federação Internacional de Pasticceria, Sorveteria e Chocolateria. A gravação foi feita no restaurante onde teria surgido o tiramisù original, em 1962, o Le Beccherie, de Roberto Linguanotto.
Outro convidado da série é o produtor teatral Ugo Massabò, italiano que vive em Cornwall, no interior da Inglaterra. Por lá, Massabò fundou a empresa TiramisUGO, preparando sua tradicional (e secreta) receita de família.
Um novo ciclo de entrevistas está previsto para outubro, mês em que também estreia o programa online “TWC Experience” tiramisuworldcup.com/esperienze/, por plataforma digital, com distribuição da Musement. Na atração, os campeões mundiais Fabio Peyla, Sara Arrigoni e Francesca Piovesana farão um show cooking, dando preciosas dicas para a preparação do tiramisù.
O famoso doce italiano ganhou ainda uma entidade para exaltá-lo, a Academia do Tiramisù, um braço cultural da Tiramisù World Cup. Trata-se de uma instituição de promoção social, sem fins lucrativos, criada em 2019, na Itália, em Treviso (Vêneto). Seu objetivo é resguardar a cultura gastronômica do tiramisù, difundindo informações sobre sua origem, preparação e degustação. Academia do Tiramisù foi reconhecida legalmente na Itália como uma iniciativa que valoriza e aprimora a cultura vêneta no mundo.

Etapa brasileira
No Brasil, a pré-seleção para a edição de 2020 da Tiramisù World Cup começou em novembro do ano passado, em Curitiba, com a presença dos dois campeões mundiais 2019: Fabio Peyla (Tiramisù Clássico) e Sara Arrigoni (Tiramisù Criativo), junto de Francesco Redi. Na ocasião, os campeões integraram o júri da pré-seleção brasileira e serviram o melhor tiramisù do mundo em um jantar de gala para 200 convidados, no Palácio Garibaldi, com presença da presidente Cida Borghetti e do cônsul geral da Itália naquele período, Raffaele Festa, entre outras autoridades.
A população de Curitiba também teve oportunidade de provar o tiramisù campeão em espaço público, quando Fabio e Sara serviram sua receita na Praça Osório, centro da cidade. Durante sua rápida passagem pelo Paraná, a dupla fez ainda um tour histórico por Curitiba e deu uma esticada até a Ilha do Mel, para conhecer as belezas naturais de lá.
Atualmente, devido à pandemia do Covid-19, a seleção nacional para eleger o representante do Brasil na Itália foi adiada temporariamente, ainda sem previsão de retomada.

Serviço
Tiramisù World Cup 2020
- Site oficial: tiramisuworldcup.com/
- Quando: Semifinal e Final – 1 de novembro
- Onde: Treviso, Itália – As provas são presenciais.
- Preço: 20 Euros (taxa de inscrição)
- Inscrições diretamente pelo link: tiramisuworldcup.com/partecipa/
Academia do Tiramisù
- Site oficial (em construção): www.tiramisuacademy.org

Vila Don Patto realiza Live sobre Vinhos e suas curiosidades nesta sexta-feira, 11

Vila Don Patto realiza Live sobre Vinhos e suas curiosidades nesta sexta-feira, 11

Transmissão conta com as participações da sommelier Marina Florian e do diretor do complexo, Tulio Patto

Com lives sobre diversos assuntos relacionados ao cotidiano do complexo turístico e enogastronômico, a Vila Don Patto fará nesta sexta-feira, 11 de setembro, às 20 horas, uma transmissão sobre Vinhos e suas curiosidades em seu canal oficial do instagram (@viladonpatto).

Para quem não sabe, a vinicultura faz parte do DNA da Vila Don Patto, que foi fundada pelo filho do patriarca da família, Julio Patto, há mais de um século. Quando José dos Santos Patto chegou ao Brasil, vindo de Portugal, aos 19 anos, fundou a adega “Minho e D´Ouro” e começou ali uma jornada no universo de uvas e vinhos. É justamente essa história de família, aliada aos conhecimentos da especialista, que Tulio Patto conversará mais com Marina Florian, do canal @derepentesommelier.

Atualmente, além da Adega localizada no complexo, na qual é possível comprar os sucos integrais e vinhos chilenos da casa, a Vila Don Patto comercializa seus produtos em sua loja virtual, recém-inaugurada, disponível no link: http://loja.viladonpatto.com.br

Para saber mais sobre a Vila Don Patto, suas atrações, restaurantes e informações gerais, acesse: www.viladonpatto.com.br e siga a Vila Don Patto em suas redes sociais oficiais: Instagram https://www.instagram.com/viladonpatto e Facebook: https://pt-br.facebook.com/restaurante.viladonpatto/

Sobre a Vila Don Patto

A Vila Don Patto é um complexo gastronômico localizado a 65 quilômetros de São Paulo, na cidade São Roque, e que está completando dez anos. Fundada pelo filho do patriarca da família, Julio Patto, a história da Vila começa há mais de um século, quando José dos Santos Patto chega ao Brasil, vindo de Portugal, aos 19 anos, e funda a adega “Minho e D´Ouro”, e começa ali uma jornada no universo de uvas e vinhos, que segue através de seus filhos e netos. Num espaço de 50 mil m², cercado de muito verde da Mata Atlântica, a Vila Don Patto abriga dois restaurantes – um português e um italiano que oferecem clássicos das duas tradicionais culinárias europeias em seus menus, remontando a história da família. Além disso, o centro gastronômico possui ainda choperia e cervejaria, boulangerie com produção diária, cafeteria, sorveteria, pastifício de massas artesanais, empório e adega com rótulos consagrados da marca Don Patto. Para a diversão das crianças, um playgroud, e para o descanso dos pais, um redário, garantindo aos visitantes momentos memoráveis em gastronomia e entretenimento. O local conta ainda facilidades, como heliponto, e muita estrutura para a realização de casamentos, festas e eventos corporativos.

Em junho, a Vila Don Patto lançou sua loja virtual, com e-commerce de vinhos e bebidas da sua marca, e com entrega para todo o país. Para conhecer a loja, acesse: http://loja.viladonpatto.com.br/

Serviço Vila Don Patto

Estrada do Vinho, KM 2,5 - Jardim Villaça, São Roque - SP, 18145-002

Telefone: (11) 4711-3001

E-commerce: http://loja.viladonpatto.com.br/

Site: https://www.viladonpatto.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/viladonpatto

Facebook: https://pt-br.facebook.com/restaurante.viladonpatto/

Avaliação Nacional de Vinhos será on-line

 

“A Safra das Safras não poderia passar em branco. Assim como o mercado de vinhos precisou se reinventar, a Avaliação Nacional de Vinhos Safra 2020 seguirá outro modelo em razão da pandemia. O processo técnico é o mesmo, mas a experiência final será totalmente diferente. Não teremos a confraternização presencial, mas apostamos num grande movimento de promoção do vinho brasileiro e num programa que deverá surpreender o público. Vamos fazer um espetáculo digital e todos poderão assistir”, destaca o presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Daniel Salvador.

Avaliação Nacional de Vinhos será on-line

Dia Nacional da Cachaça: terceirização e baixo investimento faz aumentar o número de marcas no Brasil

Atraídas pelo baixo investimento e um mercado que fatura bilhões anualmente, cada vez mais pessoas estão aprendendo a empreender nesse nicho promissor

Criada pelos senhores de engenhos para compensar o baixo valor do açúcar, a cachaça passou a exercer grande influência na economia brasileira e a incomodar a Corte Real Portuguesa, que detinha o monopólio comercial de vinhos e aguardente no Brasil. Com isso, os portugueses barraram a produção e venda da cachaça através de uma Carta Real.
Revoltados por terem que pagar impostos e serem perseguidos por comercializarem a bebida, no dia 13 de setembro de 1661, os produtores tomaram o poder no Rio de Janeiro durante cinco meses e assim surgiu a Revolta da Cachaça. Por conta desse episódio, desde 2010, o dia 13 de setembro ficou conhecido como o “Dia Nacional da Cachaça”.

Campanha da 99Food destaca variedade dentro do app

Filme mostra seleção e as opções acessíveis para os consumidores
Campanha assinada pela Grey Brasil traz o conceito “99Food - Apetite que cabe no bolso”
99Food oferece desconto no primeiro pedido feito no aplicativo

A 99Food, plataforma de intermediação de entregas de estabelecimentos locais, lança campanha de marketing nas cidades de Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR).

Com criação da agência Grey Brasil, a campanha tem o conceito “99Food - Apetite que cabe no bolso” e tem como estratégia de lançamento mídia digital, TV, influenciadores, mobiliários urbanos e ativações em um filme de 30” que mostra diversas situações cotidianas e aquele exato momento em que a fome aparece e o consumidor abre o app em busca da opção que vai saciar o apetite.

“A campanha tem como objetivo mostrar que qualquer que seja o desejo, sempre cabe no bolso quando se trata de 99Food. Reforçamos a seleção e a variedade de pratos dos restaurantes parceiros e convidamos o consumidor para conhecer a nossa plataforma. Quando ele abre o app, além da variedade ele sempre vai encontrar milhares de opções acessíveis com descontos e ofertas que mudam todos os dias”, explica Raphael Dias, gerente de marketing da 99Food.

Para comemorar o lançamento, a 99Food oferece desconto de R$ 25,00 no primeiro pedido feito na plataforma (consulte as condições no aplicativo). O aplicativo está disponível nas versões Android e iOS.

FICHA TÉCNICA

Agência: GREY

CEO: Luciana Rodrigues
CCO: Max Geraldo
Direção Executiva de Criação: Rodrigo Tortima
Diretor de Criação: Rafael de Miranda e Pedro Reis.
Criação: Lucas Adam, Maicon Silveira, Gustavo Zordan, André Prestes, Pedro Reis, Rafael de Miranda.
Negócios: Maria Pirajá, Renata Tolentino, Gabriela Marques, Andressa Bianco, Vanessa Riedel
Estratégia: Raquel Messias, Cesar Fuster, Mônica Torres, Marcos Rocha, Isabela Panico, Alex André.
Mídia: Fabio Tachibana, Ricardo Barros, Alexandre Fermoselle, Priscila Leite, Alan Galvão, Antonio Junior, Erica Berci, Victorya Palma, Juliana Bueno, Milena Lima e Carlos Alves.
BI & Conteúdo: Erica Nakamura, Giuliano Akira, Gabriel Moreira, André Pinheiro, Lucas Carvalho.
Projetos: Aline Scarpel, Larissa Moreno.
Produção de RTV: Ricardo Magozo, Charles Nobili, Ana Borges, Fabio Reitzfeld, Stephanie Modesto, Cintia Candido.
Produção Gráfica/Art Buyer: Rodrigo Giammarino.
Finalização: Fernando Gonçalves.
Assinatura 3D: João Xavier.

Produtora: CAVE | www.cave.tv.br
Direção: Rafael Kent
Produção Executiva: Rafael Marquez e Tânia Assumpção
Creative Researcher: Daniel Tandy
Direção de Fotografia: Lícia Arosteguy
01ª Ass. de Direção: Daniel Reigada
Ass. de Executiva: Dzyan Ricioli
Direção de Produção: Victor Ferrari
Ass. Produção: Juliana Lima
Direção de Arte: Ana Carolina Montagnana
Produção de Objeto: Winnie Ramos
Produção de Casting: Mei Yi Ho
Produção de Locação: Max Lima
Figurino: Marcos Cherevek
Beleza: Tatiana Chaves
Montador: Filipe Rodriguez e Rafael Kent
Finalizador: Driano Torres
Color Grading: Cora Post / Lucas Bergamini
Finalização: Gafanhotto Post
Produtora de áudio: Tesis
Produção musical: Gabriel Mielnik, Silvio Piesco e Henrique Racz
Mixagem de som: Edilson Martins
Atendimento: Erica De Seta e Maria Vitoria Capelasso
Locutor: Lucas Weingaertner

###

Sobre a 99Food

A 99Food é uma plataforma de intermediação de entregas dos estabelecimentos locais de uma maneira tão simples quanto solicitar uma corrida dentro do app 99. A 99Food usa a mais alta tecnologia para conectar os sabores e cultura gastronômica do Brasil e oferecer para as pessoas uma ampla variedade de locais com opções simples, acessíveis e deliciosas para comer todos os dias. A companhia faz parte da empresa global DiDi Chuxing ("DiDi") e está disponível para usuários do aplicativo 99Food (para Android e iOS). Saiba mais em https://Food.99app.com

###

BaraQuias do Jockey Plaza Shopping participa do Restaurant Week

O estabelecimento oferece menu completo para consumir no local, e também para delivery ou takeaway

A 21ª edição do Restaurant Week acontece de 4 de setembro a 4 de outubro em Curitiba, em edição especial. O BaraQuias, restaurante localizado no Jockey Plaza Shopping, é um dos 25 participantes do evento, que oferece menu completo, com entrada, prato principal e sobremesa por R$46,90 o almoço e R$58,90 o jantar.

No cardápio, a entrada pode ser hommus ou berinjela mediterrânea. As opções de prato principal são beirute de mignon ou Mahashi berinjela gratinada. Para adoçar a experiência, a sobremesa fica por conta do Malabie ou mousse de chocolate. Ainda, a Lacta, parceria do evento, oferece uma barra do Lacta Intense 60% original para os clientes.

A grande novidade dessa edição são versões do menu completo, para quem optar pelas versões delivery e takeaway. O BaraQuias é um dos estabelecimentos que oferece essa opção, com o mesmo menu especial para o evento nessas opções de entrega.

O Jockey Plaza Shopping funciona de segunda a sábado, das 12h às 22h, e aos domingos e feriados das 14h às 20h as lojas, e 12h às 22h alimentação. O shopping fica no Tarumã, na Rua Konrad Adenauer, 370 e tem estacionamento com valor fixo de R$10 para automóveis e R$ 5 para motos, por todo o período de utilização dentro da mesma diária.

Sobre o Jockey Plaza Shopping:

Inaugurado em junho de 2019, o Jockey Plaza Shopping possui mais de 200 mil m² de área construída, com 400 operações, sendo 28 opções na praça de alimentação, além de um boulevard gastronômico com vista panorâmica para a pista de corridas do Jockey Club do Paraná. O empreendimento conta ainda com oito salas de cinema Cinépolis e espaços para jogos e lazer, que tornam o local ainda mais completo. Com um vasto mix de lojas e serviços, é um shopping que se propõe a atender de forma democrática todos os seus perfis de público. O projeto arquitetônico prioriza espaços amplos, iluminação natural e muita área verde, e busca ressignificar o lazer, remetendo o local a uma extensão de um espaço externo. O Jockey Plaza Shopping é um empreendimento do Grupo Tacla Shopping, Casteval, Paysage e GRCA.

www.jockeyplaza.com.br