CFO: Da governança ideal para a governança que precisamos

8d93ad38bf6263f2a4324d97a50d15bb

Muita gente vem se perguntando para que serve, afinal de contas, a governança corporativa. Pois várias empresas reconhecidas como modelo por seus pares, se envolveram em escândalos recentes ou vem sofrendo abalos nesta crise atual.

Então vem a pergunta: a governança não resolve todos os meus problemas? Eu, com quase 20 anos de experiência na área e anteriormente em finanças, afirmo, meu caro e ingênuo leitor: não! Ela nem foi desenhada para isso; como costumo dizer: não existe uma governança Tabajara (lembram-se? Seus problemas acabaram; comprem produtos Tabajara…). O que aprendemos no mundo empresarial e de consultoria é que se você automatiza um processo problemático, a única certeza é que os erros ocorrerão mais rapidamente, pois agora o processo é mais curto. Você não conserta um problema automatizando-o; logo, não pode “melhorar” uma empresa simplesmente porque instalou um conselho consultivo ou de administração.

Costumo dizer que o conselho de administração dá o tom (para o bem e para o mal) de uma organização; se for composto por profissionais de alto calibre e experiência, mas também com liberdade para trabalhar e sem interferências políticas ou familiares, pode, sim, ser a solução para os seus problemas; mas não estou afirmando que todas as empresas devem instalar um conselho de administração ou consultivo, para funcionar melhor.

Tampouco estou dizendo que todas precisam das mesmas respostas, afinal, as perguntas são diferentes para cada uma; é possível que a solução para uma empresa seja a retirada da família da gestão; para outra, pode ser simplesmente a profissionalização da família; outra ainda pode se beneficiar da simples instalação de um conselho consultivo; ou seja: aquela velha máxima ainda é válida: não existe um sapato que sirva a todos os tipos e formatos de pé.

É possível, portanto, que uma organização precise de mais gestão, outra de mais governança, outra de otimização de processos; outra pode se beneficiar da troca de pessoas; outra ainda pode ver sua performance melhorar com a adoção de algumas poucas práticas de governança; enfim, e sem querer recorrer a um chavão conhecido, mas neste caso ele é aplicado: cada caso é um caso, ou como dissemos no título: não existe uma governança ideal, que sirva a todos, mas uma governança que você precisa em sua organização, neste momento. Até porque em outro estágio as respostas serão outras e as perguntas ou demandas, certamente também serão diferentes

Em resumo, procure instalar as práticas necessárias que sua organização demanda neste momento de crise e não a que ela vai precisar no futuro, pois como se sabe: o curto prazo (sobrevivência) vem antes do longo prazo (crescimento e estabilidade).

Foto-Mundo-PM-Carlos-Alberto-Ercolin

Carlos Alberto Ercolin é professor da disciplina de Governança Corporativa e Conflitos de Agência do Programa CFO UP IBEF-PR, na Universidade Positivo; é professor também de vários programas de pós-graduação no Brasil, Argentina e Caribe; coordenou o Capítulo PR do IBGC; é Conselheiro de Administração e Fiscal em várias empresas.

 

O Programa CFO UP IBEF-PR

O Programa CFO tem como objetivo aperfeiçoar os profissionais de áreas como Economia, Ciências Contábeis e Administração em especialistas nos assuntos voltados a finanças, negócios e liderança. Uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF) e a Universidade Positivo, o curso será totalmente online em 2020, com módulos dedicados para a formação de Chief Financial Officer (CFO).

Matrículas abertas 

Aulas ao vivo

Inscrições: até o dia 11/07

Início das aulas: em 16/07

Descontos: 30% de desconto para alunos ou ex-alunos da Universidade Positivo e 10% de desconto para associados do IBEF-PR

Faça já a sua inscrição no site:

https://universidade.up.edu.br/cursos_livres/cfo-up-ibef/

 

SOBRE O IBEF-PR

O Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Paraná (IBEF-PR) é uma instituição sem fins lucrativos, que congrega executivos de finanças dos vários segmentos da atividade econômica do Paraná: executivos das áreas de indústria, comércio, consultorias, empresas de serviços, auditorias, instituições financeiras (bancárias e não-bancárias) e instituições governamentais.

Através de seus comitês de Finanças, Compliance e Riscos, Tributário e Empresarial, Inovação e Desenvolvimento de Executivos, o IBEF-PR realiza vários eventos, discussões e compartilha conhecimento para contribuir com o desenvolvimento dos profissionais de finanças do Paraná.

*com divulgação

Categorias:(EVENTOS), AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, eventos, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, OPORTUNIDADETags:, , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s