RATINHO PROMOVE A MAIOR E MAIS ANIMADA LIVE JUNINA COM OS MAGNÍFICOS GIAN E GIOVANI, MATHEUS CEARÁ E CAJU & CASTANHA

A live será transmitida nesta sexta-feira a partir das 20:00 pelo canal youtube.com/massafun

As lives se tornaram o principal meio de entretenimento de quem está em casa cumprindo com o isolamento social na pandemia. E no mês de junho, época das tradicionais Festas Juninas, o jeito é se divertir em casa e não deixar a data passar em branco. Então prepara os quitutes e o quentão que nesta-sexta feira vai acontecer uma das festas juninas mais animadas na Live do Ratinho, ao vivo a partir das 20:00 direto do Centro de Tradições Nordestinas em São Paulo.

Essa live promete muita música boa com os Magníficos do Nordeste e a dupla Gian e Giovani. As gargalhadas estão garantidas com a participação do humorista Matheus Ceará, os repentistas Caju & Castanha e toda a Turma do Ratinho, com a Milene Pavorô, a Renata, a Valentina o Santos e Murilo, que vão animar a noite desta sexta.

O local escolhido para a live, o CTN (Centro de Tradições Nordestinas) dará o clima da live e toda Festa Junina que se preze tem pescaria, barraca do beijo e cadeia. O palco será inspirado no Cordel Encantado onde a música vai rolar por mais de 3 horas.

Além da internet a Live do Ratinho será transmitida também para 9 estados através da Rede Massa FM para mais de 50 milhões de ouvintes de São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul através das 43 emissoras da Massa FM no Brasil.

Então tira o traje caipira do armário e arrasta os móveis de casa pra dançar quadrilha na Live do Ratinho com transmissão ao vivo pela internet no canal youtube.com/massafun

Sebrae apresenta ferramentas de apoio à empreendedores no LIDE Paraná Talks

LIDE Paraná Talks desta quarta-feira (24) recebeu Vitor Tioqueta, diretor superintendente do Sebrae PR que apresentou as ferramentas que a entidade tem colocado à disposição dos empreendedores paranaenses para a crise financeira

O Sebrae tem uma atuação fundamental para garantir a saúde de pequenas e médias empresas, e em um cenário onde empreendedores de todos os portes foram atingidos pela crise financeira resultante da Covid-19, a atuação da entidade é ainda mais essencial para manter empregos e a sustentabilidade de negócios. Para entender as iniciativas que a entidade está oferecendo aos empreendedores paranaenses o LIDE Paraná Talks do último dia 24, recebeu o diretor superintende da entidade, Vitor Tioqueta.
“Criamos uma verdadeira força tarefa para dar suporte e apoio aos empreendedores do Paraná reunindo todas as equipes no preparo de produtos digitais para empresários. Essa iniciativa foi essencial para terem condições de atender, desde o primeiro dia de quarentena, todas as empresas do estado que tinham necessidade e precisavam do Sebrae de forma remota” explicou Tioqueta, destacando que o Sebrae já vinha trabalhando no processo de transformação digital.
O Sebrae pausou 100% o atendimento presencial, mas supriu a demanda com ferramentas remotas para dar suporte a todos os programas e serviços “As pessoas preferem o atendimento mais pessoal e nós fizemos isso colocando os telefones disponíveis de todas nossas unidades, além de e-mail e WhatsApp. Esse preparo inicial foi fundamental para que pudéssemos ser rápidos e ágeis para atender a todos de forma eficiente”, afirma Tioqueta.
A medida do isolamento avançou, ele mostrou que muitas empresas não estavam preparadas para ficarem fechadas por um período muito longo, em alguns casos nem por poucos dias. Com a dificuldade em suprir suas necessidades de capital de giro, ou seja, despesas de curto prazo, pagamentos de fornecedores e colaboradores começou uma necessidade de créditos. No entanto, com o período aumentando começaram a surgir outras demandas e foi preciso se reinventar e buscar inovações.
“As empresas precisaram reinventar seus negócios e encontrar diferente maneiras de atender seus clientes. Esse momento trouxe novas oportunidades e a possibilidade de enxergar as necessidades das empresas. As pesquisas mostram que as empresas sofreram um impacto, mas mesmo assim, hoje, temos uma análise otimista de que uma grande parte das empresas está conseguindo abrir, retomar sua produção e vender seus produtos”, declara Vitor.
Claro que, devido ao momento que estamos passando o empresário precisará de um período para se recuperar, para isso existe a necessidade de prazo de pagamento, taxa e carência, mas além disso, ele precisa de garantia. “Muitos empresários, principalmente, micro e pequenas empresas, têm dificuldade de conseguir garantias. O Paraná é muito bem organizado nessa parte, nós temos as Sociedades de Garantia de Crédito (SGC), uma rede de garantia do Paraná que foram criadas a partir de um incentivo do Sebrae para fazer o fundo e ajudar o empresário a garantir o crédito”, destacou.
No início da pandemia o Sebrae fez um acordo com o Governo de Estado onde foi possível aumentar sua participação em 5 milhões na garantidora de crédito, além disso a entidade colocou mais 5 milhões e a Cooperativa Sicoob colocou mais 5 milhões. Esses 15 milhões garantem 150 milhões de créditos para empresários paranaenses. “Quando nós conseguimos fazer esse aumento veio uma possibilidade de buscarem muito mais créditos através dos bancos oficiais”, explicou Tioqueta.
Os empresários estão precisando de orientação, informação e conhecimento para fazerem as mudanças que eles precisam dentro dessas empresas. “O Sebrae está chegando em todas as regiões e está podendo fazer a diferença. Temos tido um resultado muito positivo. As pessoas querem capacitação e estão nos buscando para isso. Isso está dando oportunidade de lançarmos novos produtos digitais”, finaliza Tioqueta.
O Sebrae é um grande parceiro do LIDE em todo o Brasil e no Paraná não é diferente. A presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, destacou que as duas entidades estão trabalhando em um plano de desenvolvimento de fornecedores para integrar pequenas, médias e grandes empresas. “Temos um grande poder de mobilização, e vamos trabalhar em ações inclusivas, focadas no fortalecimento das empresas paranaenses”, destaca.
LIDE Paraná Talks – A websérie criada pelo LIDE Paraná tem a finalidade de auxiliar os empresários neste momento de incertezas, trazendo uma rica agenda com participação de especialistas e autoridades em diversos assuntos. Assista o episódio complete em www.lideparana.com.br/talks

Texto base é aprovado e alterações do Código de Trânsito Brasileiro serão votadas pelo Senado

Entidades alertam que flexibilização pode causar impacto negativo nos indicadores de acidentes no País

Curitiba, junho de 2020 – O texto base do Projeto de Lei 3267/209 foi aprovado na última terça-feira (23 de junho) na Câmara dos Deputados. A proposta traz inúmeras alterações nas normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre as principais mudanças estão: aumento da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), vinculação da suspensão do direito de dirigir por pontos à gravidade das infrações, alterações nos procedimentos de exames médicos, entre outras. O Projeto de Lei precisa também ser aprovado pelo Senado Federal e sancionado pela Presidência da República para entrar em vigor.
Um dos temas mais debatidos durantes as discussões é o aumento do prazo da validade da CNH. A proposta aprovada determinada que as novas CNHs terão validade de dez anos para condutores com até 50 anos de idade. O prazo atual, de cinco anos, continua para aqueles com idade igual ou superior a 50 anos.
Outra novidade diz respeito à renovação, que hoje deve acontecer a cada três anos para aqueles com 65 anos ou mais, e passará a valer apenas para os motoristas com 70 anos de idade ou mais. Os condutores que exercem atividade remunerada em veículo (motoristas de ônibus ou caminhão, taxistas ou condutores por aplicativo, por exemplo) deverão renovar a cada cinco anos.
Alteração também quanto ao exame médico. Este ponto foi bastante criticado por especialistas, entidades e associações. O texto substitutivo aprovado acaba com a necessidade de os profissionais (médicos e psicólogos) serem credenciados perante os órgãos de trânsito estaduais, introduzindo na lei a exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) de que eles tenham titulação de especialista em medicina do tráfego e psicologia do trânsito. Assim, os profissionais da saúde terão três anos, a partir da publicação da futura lei, para obterem essa especialização. O Projeto de Lei cria ainda um processo de avaliação do serviço, tanto por parte dos examinados quanto por parte dos órgãos de trânsito em cooperação com os conselhos regionais de medicina e de psicologia.
O presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), Antonio Meira Júnior, diz que é preciso colocar na balança que “qualquer flexibilização das Leis de Trânsito (como as aprovadas no texto base) pode aumentar o número de acidentes e, por consequência, a ocupação de leitos, que, neste momento, são indispensáveis à recuperação dos infectados pelo novo coronavírus”, comenta.
Segundo alertam a Abramet e a Abrapsit (Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego), a flexibilização do ato pericial, aprovado pela Câmara Federal, pode causar impacto negativo nos indicadores de acidentes no País. “Trata-se de profissionais que possuem o conhecimento, as competências e as habilidades necessárias à correta avaliação dos candidatos à CNH”, afirmam as entidades, ressaltando que esse posicionamento tem o respaldo do Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB) e Conselho Federal de Psicologia (CFP), que também se manifestaram sobre a importância da atuação criteriosa desses especialistas para a redução de acidentes.

Novas regras para condutores com habilitação suspensa
Para aqueles condutores cujo direito de dirigir for suspenso, que sejam condenados judicialmente por delito de trânsito e que tenham sido enquadrados em casos definidos pelo Contran como risco à segurança do trânsito, deverão ser submetidos à avaliação psicológica além do curso de reciclagem de acordo com as medidas aprovadas. Atualmente, para regularizar a CNH suspensa é preciso, antes de tudo, aguardar o prazo de suspensão, que pode ser de até dois anos.
Na penalidade por conduzir em velocidade 50% superior à permitida na via, o deputado Juscelino Filho, relator do Projeto de Lei, retirou a apreensão da CNH e a suspensão imediata do direito de dirigir. Esta suspensão passará a depender de processo administrativo. Outro ponto polêmico, o uso da cadeirinha ou assento elevado por crianças, foi incorporado ao CTB, que já prevê multa gravíssima ao condutor que não observa essa norma de segurança da lei. O relator acrescentou o limite de altura de 1,45m à idade de dez anos. Atualmente, o Código apenas especifica que as crianças devem ir no banco traseiro, e é uma resolução do Contran que obriga o uso da cadeirinha.
Julyver Modesto de Araujo, mestre em Direito, consultor e professor de legislação de trânsito e comentarista do CTB Digital, diz que, em média, o CTB é alterado por duas Leis ao ano, mas 2019 e 2020 mostram-se atípicos. “De 1998 até 2019 o CTB passou por alterações de 38 leis, sendo que quatro delas em 2019; portanto, apesar de 2019 representar um número baixo de artigos alterados, em número de leis aprovadas foi superior aos demais anos. Em 2020, esta seria a primeira, mas com muitas alterações no CTB, o que se compara apenas à Lei 13.281, de 2016, tão extensa quanto”, relata o comentarista.
Para Luiz Gustavo Campos, diretor e especialista em trânsito da Perkons, um trânsito seguro passa pela conscientização. “Nosso trabalho envolve promover e democratizar informação de trânsito. Acreditamos que aproximar as pessoas e gerar interesse pelo tema, aumentando a abrangência das discussões sobre o assunto, é um caminho eficaz para transformar o coletivo. Assim, é de suma importância que todos conheçam as mudanças que estão sendo propostas e promovidas, e participem ativamente para que não se dê nenhum passo atrás nas melhorias já conquistadas”, destaca.

O imóvel que você comprou em leilão está ocupado?

Confira o que fazer quando não se pode entrar no bem que foi adquirido

Comprar um imóvel em leilão pode ser um ótimo negócio, pois é possível adquirir o bem por até 60% de seu valor de avaliação, mas também existem riscos. Há casos onde o antigo proprietário sequer sabe que seu imóvel foi vendido, ou não teve tempo o bastante para sair, ou ainda não quer sair do bem.
Quando o novo proprietário se depara com o imóvel ocupado, existem algumas alternativas do que pode ser feito, mas o primeiro passo é procurar um advogado ou assessoria jurídica para seguir com a ordem legal ou fazer um acordo com os ocupantes.
“É necessário visitar o local para confirmar a informação sobre a ocupação. Além disso, é importante saber se a pessoa que tem a posse do imóvel quer permanecer no local após a transferência da propriedade”, conta a Dra. Sabrina Rui, advogada em direito imobiliário e tributário.
Caso seja o caso, é possível fazer um acordo e instituir aluguel, com contrato desenvolvido pelo advogado. Dessa forma, facilitará a situação para ambos os envolvidos. Porém, se o arrematante quiser de fato ocupar o imóvel, é imprescindível agir de forma amigável.
“O ideal é negociar para que a desocupação ocorra de maneira rápida e amigável, segura e sem conflitos, sendo elaborado um termo com prazos e garantias para o arrematante, evitando maiores conflitos e gastos com ações na justiça”, explica a Dra.
Se o termo não for cumprido e vença o prazo que foi estipulado, o indivíduo que detém a posse ainda não tenha desocupado o imóvel, será necessário ingressar com uma ação judicial denominada imissão na posse ou uma ação reivindicatória.

Serviço: Dra. Sabrina Marcolli Rui

Advogada em direito tributário e imobiliário

www.sr.adv.br

SR Advogados Associados

@sradvogadosassociados

@sradvassociados

(41) 3077-6474

Rua Riachuelo, nº 102 - 20º andar - sala 202, centro – Curitiba.

Vai deixar o inventário para depois?

Documentação pode barrar vendas de imóveis

Lidar com uma morte na família é algo difícil, o período de luto que se segue afeta todos que eram ligados ao falecido, por isso, muitas famílias acabam deixando de lado algo importante: o inventário.

O inventário é um processo judicial ou extrajudicial, feito após a morte de alguém, registrando todos os bens pertencentes para que sejam passados aos herdeiros. É obrigatório por lei que isso aconteça, mas muitas famílias deixam de lado.

“O que preocupa, é o fato de que com certeza haverá problemas se o inventário não for feito. Talvez não de imediato, mas anos depois. Até mesmo para vender um imóvel, você poderá perder a chance se não tiver a documentação correta”, relata Dra. Sabrina Rui, advogada em direito tributário e imobiliário.

Sabrina conta que, em um caso, atendeu um homem que desejava vender seu terreno, pois ao lado estava um mercado que desejava aumentar seu estacionamento. O mercado se disponibilizou a pagar até 30% acima do valor avaliado, por ser urgente. Ao tentar vender esse terreno, os problemas começaram a aparecer, pois o homem não havia feito o inventário, e o bem foi “passado a ele” por seu pai que havia falecido.

“O processo já dura mais de um ano, para fazer a documentação necessária, e o mercado desistiu, comprou outro terreno próximo. Agora o que iria ser vendido com valor acima está a preço de banana, já que está entre o mercado e o estacionamento e parece não ter uso”, relata a Dra.

Não fazer o inventário se torna uma pedra no sapato, ou então uma rocha que pode desabar a qualquer momento. Apesar de passar por um momento difícil, a família deve se precaver ao invés de perder oportunidades no futuro.

Serviço: Dra. Sabrina Marcolli Rui

Advogada em direito tributário e imobiliário

www.sr.adv.br

SR Advogados Associados

@sradvogadosassociados

@sradvassociados

(41) 3077-6474

Rua Riachuelo, nº 102 - 20º andar - sala 202, centro – Curitiba.

O que fazer quando a empresa está endividada com o banco?

O tamanho da dívida pode assustar, mas não se pode ficar parado

Muitas empresas estão sofrendo com falta de capital de giro e fluxo de caixa, ou até mesmo com as despesas mais corriqueiras, como a folha de pagamento, por conta da crise que já vem assolando o Brasil há anos. Na maioria das vezes, a resposta acaba sendo fazer empréstimos com bancos para não falir.
“O principal problema dessa situação acontece quando, para sobreviver, a empresa aceita qualquer condição que o banco imponha sem refletir sobre como irá quitar essa dívida no futuro”, conta Dra. Sabrina Rui, advogada em direito tributário e imobiliário.
O desafio é quitar esse empréstimo de forma inteligente e organizada, para não sair no prejuízo. A primeira dica da especialista é contratar um escritório para fazer as negociações. Apesar de ser um gasto a mais, com certeza a empresa sairá no lucro com o banco.
“Os especialistas nisso podem, por exemplo, retirar cobranças ilegais para quitar a dívida. Já tivemos clientes que receberam notificação formal pela instituição financeira de que o valor total da dívida importava em R$ 32 mil, e mesmo em negociação administrativa, o Banco ajuizou ação judicial, e em 45 dias, esse valor subiu para R$ 78 mil. Nesse caso fica claro que há cobranças indevidas e é preciso lidar com isso da maneira correta”, explica.
Não é novidade que condições abusivas são impostas por instituições bancárias e ficar atento a esse detalhe, principalmente quando se tem dívidas. Sabrina afirma que, em 45 dias, é impossível que um valor dobre de tamanho.
Foi preciso levar ao juiz e expressar que, mesmo sabendo que o banco deve receber, existiam cobranças indevidas e nem a própria instituição soube explicar a planilha que foi feita para justificar tal valor. A empresa pôde reabrir o caixa para retomar seu capital de giro e então poder retomar o pagamento da dívida.
A resposta é pensar além do “devo pagar”, focar em como pagar. Fazer um cronograma sobre o assunto e se concentrar em uma dívida de cada vez é o começo para que a empresa possa se reestabelecer.

Serviço: Dra. Sabrina Marcolli Rui

Advogada em direito tributário e imobiliário

www.sr.adv.br

SR Advogados Associados

@sradvogadosassociados

@sradvassociados

(41) 3077-6474

Rua Riachuelo, nº 102 - 20º andar - sala 202, centro – Curitiba.

Colégio de Curitiba realiza Gincana com o tema “Mulheres que fizeram história”

O tema foi inspirado nos 10 anos de criação da ONU Mulheres e irá discutir assuntos importantes dentro da temática

Inspirando-se nos 10 anos de criação da ONU Mulheres, o Colégio Santo Anjo, em Curitiba, realiza, de maneira remota, a 6.ª edição da Gincana Santo Anjo, com o tema “Mulheres que fizeram história”.

A gincana teve início nesta semana e seguirá até agosto. Entre as turmas participantes, cada sala formou uma equipe e recebeu o nome de uma personalidade feminina que marcou a história.

Agora, os alunos irão participar de aulas especiais em várias disciplinas e realizar provas acerca da história de vida, feitos e atuação dentro da sociedade da mulher que representa a equipe. Também, criarão documentários em vídeo, redações e participarão de vários desafios sobre o tema.

Além disso, os alunos já estão realizando a prova solidária: arrecadação de produtos de higiene para casas de apoio a mulheres em situação de vulnerabilidade, divulgando o projeto dentro de seus condomínios.

O tema “Mulheres que fizeram história” foi o assunto escolhido para o Podcast Santo Anjo desta semana. O programa está disponível nas principais plataformas de streaming. Confira:

Spotify: https://open.spotify.com/show/16L2NvSOBMQnP84EJlrY20
Deezer: https://www.deezer.com/br/show/542442
Podcast Apple: https://podcasts.apple.com/us/podcast/podcast-santo-anjo/id1481360490?ign-mpt=uo%3D4
Google Podcast: https://podcasts.google.com/?feed=aHR0cHM6Ly93d3cuc3ByZWFrZXIuY29tL3Nob3cvNDA4MDI3MC9lcGlzb2Rlcy9mZWVk
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=YhjTCYRKjOA&list=PLnX-fgqxyO7UKh1htuNKeuropi2oq0NZ7&index=1

Rick e Renner fazem live em prol do Maranhão

Transmissão beneficente acontecerá no canal oficial da dupla, no dia 27 de junho, às 16h e terá gincana especial sorteando cobiçados prêmios

Devido ao grande sucesso de suas lives, Rick e Renner organizam sua terceira transmissão ao vivo – que acontecerá neste sábado, 27, às 16h, no canal oficial do YouTube da dupla. Com arrecadação monetária e de mantimentos voltados ao estado do Maranhão, eles preparam uma festa animada, regida pelas hastags Fique em Casa e Canta Comigo.

Sábado promete ser mais um daqueles dias para entrar na história dos sertanejos. A live que acontecerá em prol de ajuda ao Maranhão, promete ser mais assistida que as outras duas. “Tivemos mais de 1 milhão de visualizações e 8° lugar nos vídeos em alta do YouTube em uma de nossas transmissões. Para esta, preparamos uma rede de divulgação extremamente engajada, envolvendo amigos, parceiros e fã clubes. Vamos parar a internet”, detalha Rick.

A movimentação realmente está apontando para o sucesso prometido. Rick e Renner prometem sorteios na transmissão de sábado. “Faremos uma gincana onde escolheremos ganhadores para três prêmios de extrema qualidade. Uma moto 0km, um carro também zero e R$3 mil reais. Por tanto, não deixe de fazer sua doação”, avisa Renner.

Rick e Renner em prol do estado do Maranhão terá aproximadamente três horas de duração e os artistas ultrapassarão o número de 40 canções a serem cantadas. Eles pinçaram os maiores clássicos de carreira além de faixas do mais recente trabalho, o projeto Seguir em Frente. “E queremos também que os fãs interajam. Vamos atender a muitos pedidos. É só comentar pedindo sua música que vamos atender”, promete Rick. No repertório, não deixarão de tocar "Nos Bares da Cidade", "Ela É Demais", "Filha", "Escolta de Vagalumes", "Casa de Caboclo", "Mãe", "A Força do Amor", Entre outras.

Inscreva-se para receber as notificações: https://www.youtube.com/rick&renneroficial

Contato:

Shows Rick & Renner | Vibe Promoções Artísticas
Marquinhos Nascimento | (11) 9.7059.8636 (15) 3418.0322/ 3418.0342

Site: www.rickerenneroficial.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/rickerenner/
Facebook: https://www.facebook.com/rickerenneroficial/
Twitter: https://twitter.com/Rickerenner_

Campeão do BRAVE CF “Predador” é provocado por francês e rebate: “Vai ficar no cheirinho”

Uma nova rivalidade emerge na categoria de pesos leves do BRAVE Combat Federation, entre o francês Amin Ayoub e o campeão brasileiro Cleiton "Predador". Os dois trocaram farpas publicamente nos últimos dias, com Ayoub abrindo fogo contra o detentor do título até 70kg e sendo respondido imediatamente.

Durante uma sessão do “BRAVE CF Instagram Takeover Series”, em que atletas e profissionais tomam conta das redes sociais da organização de MMA, Amin Ayoub revelou que mantém uma fotografia de "Predador" em sua geladeira para servir como motivação todos os dias.

Segundo Ayoub, a estratégia é ser obrigado a encarar o potencial rival constantemente e nunca tirá-lo de mente. “Fierceness”, como é conhecido, também disse que se sente merecedor de uma chance pelo título e pediu a vaga como próximo desafiante ao cinturão.

Questionado sobre os comentários recentes do rival francês, o campeão brasileiro tratou logo de garantir que não se sente intimidado, mas também não perdeu a chance de cutucar o adversário.

“É fácil falar de longe”, disse Predador. “Ele pode fazer isso o quanto quiser. Eu vi essa história de que ele usa uma foto minha como motivação, mas ele não vai chegar perto do meu título, essa foto será o mais próximo disso. Ele vai ficar no cheirinho só. Eu sou o campeão do BRAVE CF e assim permanecerei por muito tempo. Qualquer um pode me desafiar, mas não pense que vai sair impune. Ninguém tirará esse cinturão de mim, muito menos esse tal de Amin Ayoub”.

Amin Ayoub possui um cartel profissional de 14 vitórias e apenas quatro derrotas. O francês de Nantes vem de vitória sobre o holandês Djamil Chan em dezembro do ano passado, na África do Sul. Ele enfrentaria Luan "Miau" no Brasil em março, mas a luta acabou cancelada devido à crise internacional do Covid-19.

Já Cleiton Predador possui um retrospecto de 15 vitórias e somente duas derrotas como profissional no MMA. O atleta da Full House, em Belo Horizonte (MG), conquistou o título mundial dos leves em agosto do ano passado ao bater o compatriota "Miau" em casa.

Instagram @bravemmaf
Facebook @BRAVE Combat Federation
Twitter @bravemmaf
www.bravecf.com

Precisa ir ao Shopping? Conheça as medidas adotadas pelo Shopping Mueller para a segurança dos clientes

Para o cuidado com os lojistas, colaboradores e clientes, o Shopping Mueller intensificou a higienização e sanitização dos ambientes e continua com o atendimento por drive thru e delivery

Ir ao shopping sempre foi sinônimo de segurança. E agora, com as medidas preventivas para o combate ao coronavírus, o Shopping Mueller adotou estratégias para apoiar os lojistas e oferecer a comodidade e segurança sanitária para os clientes, atendendo os decretos municipais e estaduais e as orientações das instituições de saúde. Seguindo a determinação da Prefeitura de Curitiba, o Shopping Mueller abre para o público de segunda a sexta, das 12h às 20h, sendo a abertura facultativa para cada loja.

Para quem acessa o interior do Mueller, é obrigatório o uso de máscaras. As crianças de até 12 anos e os adultos com 60 anos ou mais, não podem entrar no Shopping, como uma forma de proteção. Em vários pontos estratégicos do empreendimento, os clientes encontram álcool em gel para higienização das mãos. Nos banheiros, o número de cabines sanitárias foi reduzido para maior controle na limpeza entre um uso e outro. Escadas rolantes, tapetes, ar condicionados e móveis em que há o toque de pessoas são constantemente higienizados e sanitizados.

Para quem prefere evitar entrar no empreendimento, o Mueller oferece o serviço de drive thru, em que o cliente enra em contato com o lojista via WhastApp e marca um horário dentro do estacionamento do Shopping para a retirada e o pagamento do produto. Tudo isso, sem sair do carro. E para aqueles que preferem ficar na segurança de sua casa, o delivery continua ativo. Para ambos os serviços, o Mueller disponibiliza em seu site (www.shoppingmueller.com.br) a lista completa das lojas e seus contatos para efetuar a compra e agendar a entrega.

“Neste momento tão difícil que vivemos, o Mueller também tem a responsabilidade de assegurar a saúde das pessoas, por isso, dentro do shopping todas as medidas preventivas foram adotadas para minimizar os riscos. Mas, também contamos com a atenção de cada pessoa que vem ao shopping, para que realize as suas compras com consciência e segurança, evitando tirar as máscaras, mantendo a distância adequada e sendo breve e assertivo”, aconselha a superintendente do Mueller, Daniela Baruch.

SERVIÇO:
Shopping Mueller
Local: Avenida Cândido de Abreu, 127 - Centro Cívico, Curitiba (PR)
Telefone: 41 3074-1000
Informações: www.shoppingmueller.com.br
Facebook: www.facebook.com/MuellerCtba
Instagram: @muellercwb