Hospital Cardiológico Costantini alerta para a importância de cuidar do coração durante a pandemia

Equipe médica ressalta os riscos das doenças e intensifica protocolos de cuidados

Completando 22 anos em 2020, o Hospital Cardiológico Costantini alerta a população para a importância de manter os cuidados médicos durante a pandemia do coronavírus. Com receio de procurar atendimento hospitalar, os pacientes têm descontinuado os tratamentos, o que acaba aumentando os riscos de infarto e outras doenças relacionadas ao coração.

De acordo com o diretor do Hospital, Costantino Costantini, em épocas de pandemia, fatores de risco, como estresse, sedentarismo e obesidade aumentam e é preciso ter uma atenção especial com o coração. “Se a pessoa estiver com algum sintoma de infarto, como dores no peito que podem irradiar pelo braço e região do estômago, suor excessivo, tontura, falta de ar, indisposição gástrica, braço amortecido, dores nas costas ou na mandíbula, por exemplo, é necessário que ela procure atendimento médico imediatamente”, explica o médico cardiologista.

Dados internos mostram que houve uma redução de cerca de 50% em número de consultas e exames durante a pandemia. Entretanto, o Hospital afirma que intensificou todos os protocolos de cuidados necessários para a não proliferação do vírus no ambiente hospitalar e que os pacientes não podem deixar o tratamento de lado. Para se ter uma ideia, segundo números do Cardiômetro, indicador criado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia para mostrar o número de óbitos por doenças cardiovasculares no Brasil, foram pouco mais de 189 mil mortes pelo coração em 2020, até agora.

Sistema de Transmissão Gralha Azul

Presente no Paraná desde 1998, quando iniciou suas atividades no Brasil, a ENGIE tem no respeito ao meio ambiente um valor fundamental, que, junto à responsabilidade social, orienta todos os seus projetos, como o Sistema de Transmissão Gralha Azul, em fase de implantação. Com o objetivo de melhorar a qualidade do fornecimento de energia no Centro-Sul do Estado, esse projeto – considerado de utilidade pública – vem sendo desenvolvido em total conformidade com a legislação ambiental vigente, acompanhado do diálogo contínuo com a comunidade local.
A Companhia opera usinas hidrelétricas que integram a história do Paraná, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do Estado e também para a conservação dos recursos naturais nas regiões onde estão inseridas. Como exemplos dessa contribuição, destaca-se a produção de cerca de 80 mil mudas de espécies nativas por ano, projetos de conservação da ictiofauna e a proteção de 1,2 mil nascentes de água. Essas iniciativas se somam ao desenvolvimento de projetos sociais, tais como a implantação do Centro de Cultura de Quedas do Iguaçu e ações comunitárias nas áreas de saúde, educação e proteção à infância e à adolescência – às quais foram destinados cerca de R$ 9,5 milhões em recursos nos últimos três anos.
Assim, a implantação do Sistema de Transmissão Gralha Azul segue os mesmos preceitos de sustentabilidade que a Companhia adota historicamente em suas operações no Paraná e em todo o mundo – a ENGIE está presente em 70 países. No caso do projeto, todas as atividades desenvolvidas são devidamente licenciadas pelos órgãos competentes – nas esferas municipal, estadual e federal. Ao mesmo tempo, são adotados métodos e técnicas que visam reduzir, controlar e compensar os impactos sobre recursos naturais, sempre em conformidade legal e com medidas de compensação e minimização dos efeitos do projeto.
O traçado do Sistema de Transmissão Gralha Azul foi projetado de forma a evitar ao máximo o impacto em áreas ambientalmente protegidas e preservadas. A localização das linhas de transmissão foi exaustivamente estudada, bem como a seleção de áreas para instalação das novas subestações. Cabe destacar que a definição locacional atende a uma série de requisitos técnicos, legais, ambientais, sociais e fundiários, que ao longo do processo de licenciamento foram submetidos a vistorias terrestres e aéreas pelos órgãos competentes. O traçado depende, ainda, do atendimento às exigências técnicas estabelecidas pelo Contrato de Concessão da ANEEL, como o distanciamento mínimo de cinco quilômetros entre os circuitos e a permanência das estruturas dentro do “corredor” pré-determinado pelas autoridades.
O projeto inclui uma série de esforços para minimizar a supressão vegetal, tais como o alteamento das torres (para evitar a retirada de árvores em vãos) e o uso apenas de torres autoportantes em áreas de vegetação nativa. Além disso, buscou-se desviar de áreas de preservação, como Reservas Particulares de Patrimônio Natural (RPPN), Reservas Legais, Unidades de Conservação de Proteção Integral, núcleos comunitários, urbanos e turísticos consolidados, entre outros cuidados.
A supressão vegetal necessária é previamente planejada e devidamente autorizada pelos órgãos responsáveis, que também determinam as formas de compensação e reposição. Essa compensação inclui a reposição florestal prevista no Decreto Nº1940/1996 e o atendimento à Lei nº 11.428/2006, denominada Lei da Mata Atlântica, e à Lei nº 9.985/2000, que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC).
Conforme preveem as licenças ambientais concedidas, 17 Programas Ambientais são desenvolvidos ao longo de toda a implantação do projeto, a fim de monitorar, controlar, mitigar e compensar os impactos ambientais decorrentes. Esses programas contemplam monitoramento de flora, fauna e resgate de sementes, identificação e monitoramento arqueológico, educação ambiental, supervisão da construção, recuperação de áreas degradadas e gestão ambiental, entre outros aspectos. O Sistema conta com a presença de dezenas de profissionais, das mais diversas formações, dedicados exclusivamente à área socioambiental, de modo a garantir a conformidade legal das atividades e também a adoção de boas práticas, que ultrapassam o exigido pela legislação, em caráter voluntário.
Desde a fase de planejamento, o projeto Gralha Azul vem sendo realizado com total transparência junto aos públicos envolvidos, em especial as comunidades próximas aos locais por onde as linhas passam. Ainda na fase de estudos, essas comunidades foram informadas sobre a implantação, por meio de audiências e reuniões públicas, bem como visitas a todos às propriedades e proprietários atingidos. Em complemento, são oferecidos diferentes canais de comunicação, com destaque para a Ouvidoria – que conta com uma equipe dedicada a esclarecer dúvidas, registrar manifestações e dar encaminhamento às demandas recebidas.
Cabe destacar, ainda, que além da contribuição ao desenvolvimento econômico por meio do suprimento de energia, o projeto gera múltiplos benefícios nas comunidades locais, como oportunidades de emprego nas áreas de construção civil, ambiental, terceiro setor, saúde e segurança do trabalho. Em todas as áreas, há priorização de contratação de mão de obra local – atualmente, do total de trabalhadores envolvidos, cerca de 60% são da região.
Ancorada na experiência adquirida em 22 anos de implantação de projetos de infraestrutura no Brasil, bem como no compromisso com a sustentabilidade pela qual é reconhecida globalmente, a ENGIE reitera sua total abertura ao diálogo com a imprensa e todas as demais partes interessadas, a fim de manter a sociedade informada sobre a condução de suas atividades.

Sobre a ENGIE

A ENGIE Brasil é a maior produtora privada de energia elétrica do Brasil, com capacidade instalada própria de 10.211MW em 61 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade do país. A empresa possui quase 90% de sua capacidade instalada no país proveniente de fontes renováveis e com baixas emissões de GEE, como usinas hidrelétricas, eólicas, solares e biomassa.

Com a aquisição da TAG, a ENGIE é agora também detentora da mais extensa malha de transporte de gás natural do país, com 4.500 km.

Além disso, o Grupo atua no Brasil na comercialização de energia no mercado livre e está entre as maiores empresas em geração fotovoltaica distribuída. A empresa possui ainda um portfólio completo em soluções integradas responsáveis em reduzir custos e melhorar infraestruturas para empresas e cidades, como eficiência energética, monitoramento e gerenciamento de energia, gestão de contratos de fornecimento de eletricidade, iluminação pública, sistemas de HVAC, telecomunicação, segurança e mobilidade Urbana. Contando com 2.300 colaboradores, a ENGIE teve no país em 2018 um faturamento de R$ 9.3 bilhões.

O Grupo é uma referência global em energia e serviços de baixo carbono. Para fazer frente às mudanças climáticas. Para fazer frente às mudanças climáticas, a ambição da ENGIE é se tornar líder global da transição para uma economia de baixo carbono para os clientes, em particular empresas e autoridades locais. A ENGIE se apoia nas suas atividades chave (energia renovável, gás, serviços) para oferecer soluções competitivas turnkey “as a service”. Com seus 160.000 colaboradores, clientes, parceiros e stakeholders, o Grupo é uma comunidade de Construtores Imaginativos, comprometidos a cada dia com um progresso harmonioso.

Receita em 2018: 60,6 bilhões de euros. O Grupo está cotado nas bolsas de Paris e Bruxelas (ENGI) e é representado nos principais índices financeiros (CAC 40, DJ Euro Stoxx 50, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não-financeiros (DJSI World, DJSI Europe e Euronext Vigeo Eiris - World 120, Eurozone 120, Europe 120, France 20, CAC 40 Governance).

Receita de lula à provençal com Azeite Gallo recheada com requeijão cremoso e gorgonzola

São Paulo, junho de 2020 – A Gallo, marca líder em azeites e preferida dos consumidores brasileiros, convidou a digital influencer Rachel Apollonio para preparar uma receita que resgatasse lembranças de momentos gostosos relacionados a culinária. A receita por ela escolhida foi lula à provençal recheada com requeijão cremoso e gorgonzola preparada na grelha para você fazer e surpreender quem ama.

Confira o passo a passo!

Lula recheada com requeijão cremoso e gorgonzola

Ingredientes:

· 1/2 kg de lula
· 250g de requeijão cremoso
· 100g gorgonzola
· 6 dentes de alho
· 25g salsinha
· 25g cebolinha
· 10g coentro em pó
· Azeite de Oliva Gallo Tipo Único para fritar
· Azeite Extra Virgem Gallo Reserva a gosto para finalizar

Modo de preparo:

1. Prepare a grelha. Acenda o carvão e deixe até ficar só a brasa.

Molho

2. Coloque o Azeite de Oliva Gallo Tipo Único em uma frigideira. Quando aquecer, acrescente o alho picado. Depois que dourar, acrescente a cebolinha e a salsinha.
3. Deixe por aproximadamente 5 minutos, após desligue.

Recheio

4. Coloque o requeijão cremoso e o gorgonzola em uma panela em fogo baixo, apenas para que se misturem e fiquem mais derretidos, facilitando na hora de rechear.
5. Após, recheie as lulas uma por uma, fechei-as com um palito e coloque na grelha.
6. Pincele o molho dos dois lados. *Não deixe ficar muito tempo, apenas até dourarem, para não ficar “dura”.
7. Depois de dourar dos dois lados, está pronta!
8. Finalize com Azeite Extra Virgem Gallo Reserva

Sugestão: sirva com salada de alface americana, rúcula, tomate cereja e lascas de manga.

Confira no IGTV: https://www.instagram.com/tv/CBVuvISAZGB/

Produtos utilizados:

O Azeite de Oliva Gallo Tipo Único é ideal para substituir o uso de outras gorduras em altas temperaturas como: frituras e refogados. Tem um sabor suave com um toque adocicado e contribui na manutenção do colesterol no sangue.

O Azeite Extra Virgem Gallo Reserva combina os sabores amargo e picante com notas furtadas. Ideal para dar personalidade a qualquer prato.

Sobre GALLO

GALLO é a marca portuguesa líder mundial em azeites. Fundada em Portugal, em 1919, Gallo é sinônimo da alma e tradição do país e reconhecida internacionalmente. Presente em mais de 40 países, GALLO conta com uma linha de diferentes azeites, vinagres, azeitonas e pimenta, produzidos para levar sabor e saúde à mesa dos consumidores em todo o mundo. Para saber mais sobre o universo GALLO, visite www.azeitegallo.com.br

LIDE Paraná promove bate-papo com o diretor superintendente do Sebrae PR, Vitor Tioqueta

Nesta quarta-feira (24), às 17h, o LIDE Paraná promove mais um episódio da websérie LIDE Paraná Talks, que traz especialistas e filiados para debates relacionados a assuntos de interesse empresariais para manutenção de negócios durante este momento de incerteza. Nesta edição, o diretor superintendente do Sebrae PR, Vitor Tioqueta, fala sobre a força-tarefa criada pelo Sebrae para auxiliar os empreendedores paranaenses no enfrentamento da pandemia.

O Sebrae Paraná criou uma verdadeira operação para dar suporte e apoio aos empreendedores do estado. Ao longo do bate-papo, os filiados do LIDE Paraná poderão entender com Vitor Tioqueta, como podem ter acesso à esses canais, e somarmos forças para enfrentarmos este momento. Reconhecido pela qualidade do conteúdo e poder de engajamento na classe empresarial, o LIDE Paraná apresenta a websérie ligada à estratégia do LIDE Global em trazer conteúdos online.

Os filiados do LIDE poderão acompanhar e participar exclusivamente da webinar ao vivo. Posteriormente, o material será disponibilizado no canal do LIDE Paraná no Youtube. A apresentação da websérie será feita pela jornalista Mira Graçano e o debate será mediado pela presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett. Para acompanhar a dinâmica da programação acompanhe o Instagram do LIDE Paraná: @lideparana.

Um pouco sobre o Lide
O Lide – Grupo de Líderes Empresariais é, atualmente, presidido por Luiz Fernando Furlan (chairman do LIDE e presidente do LIDE Internacional) e por Roberto Giannetti da Fonseca (vice-chairman). O grupo conta com mais de 1.700 empresas filiadas, que juntas congregam 57% do PIB privado do Brasil, sendo a mais qualificada plataforma empresarial independente do país. Tem matriz em São Paulo e unidades em diferentes estados brasileiros, além do Paraná. O grupo também está presente internacionalmente, em quatro continentes, nos seguintes países: Alemanha, Angola, Argentina, Chile, China, Estados Unidos, Itália, Marrocos, Moçambique, Portugal, Uruguai e Oriente Médio. As atividades do Lide Paraná têm o patrocínio de gestão da Renault e o Lide Mulher tem o patrocínio do Lady & Lord.

Marcelo Vieira se junta à Nação Nerf


Craque do futebol transformou sua casa em um campo de treinamento para desafios Nerf

A Hasbro, empresa global de entretenimento, chega com uma grande novidade que promete unir um de seus maiores sucessos com o esporte mais popular do mundo: Nerf e Futebol. Em parceria com o Cartoon Network e o jogador Marcelo Vieira, lança os episódios de Nerf House. Uma série de vídeos com desafios feitos na casa do craque que mostram a disputa de Marcelo junto com seu melhor amigo, Caio. Misturando jogadas de futebol com a diversão de Nerf, os dois buscam pela maior pontuação em 5 episódios repletos de desafios que vão estar disponíveis no canal do Cartoon Netrwork no Youtube.

Uma imagem contendo pessoa, ao ar livre, grama, homem Descrição gerada automaticamente
Foto Divulgação

A ação será focada em países da América Latina e a união de Marcelo com a marca traz o campo de treinamento para toda a região. A ideia de vincular Nerf e esportes é uma maneira de trazer os desafios mais próximos dos consumidores, tornando possível que eles sejam replicados usando a criatividade e lançadores Nerfs.

Os episódios serão lançados em 19 de Junho no Youtube da Cartoon Network, com chamadas no canal do YouTube e nas redes sociais do atleta. A série foi gravada de acordo com as novas diretrizes de isolamento social necessárias para o período de pandemia de acordo com o governo de Madrid. Vale conferir os episódios e fazer suas apostas de quem será o ganhador deste grande desafio do Nerf House.

Sobre a Hasbro
Hasbro (NASDAQ: HAS) é uma empresa global comprometida em Criar as melhores experiências de entretenimento do mundo. De brinquedos e jogos até produtos de consumo para televisão, filmes, jogos digitais, live actions, música e experiências de realidade virtual, a Hasbro se conecta a uma audiência global dando vida a grandes inovações, histórias e marcas em diversas plataformas. As marcas icônicas da Hasbro incluem NERF, MAGIC: THE GATHERING, MY LITTLE PONY, TRANSFORMERS, PLAY-DOH, MONOPOLY, BABY ALIVE, POWER RANGERS, PEPPA PIG e PJ MASKS, bem como as principais marcas parceiras. Por meio de seu estúdio de entretenimento global, a eOne, a Hasbro está construindo suas marcas globalmente com grandes histórias e conteúdo em todas as telas. A Hasbro está empenhada em tornar o mundo um lugar melhor para as crianças e suas famílias por meio da responsabilidade social corporativa e da filantropia. A Hasbro ficou em 13º lugar na lista “100 Best Corporate Citizens de 2019”, da CR Magazine, e foi nomeada uma das Empresas Mais Éticas do Mundo pelo Instituto Ethisphere nos últimos nove anos. Compartilhamos rotineiramente importantes atualizações de negócios e marcas em nosso site de Relações com Investidores, na nossa Newsroom e nos nas redes sociais Twitter e Instagram (@Hasbro – em inglês).

Sobre o Cartoon Network
Marca multiplataforma da Turner do Brasil, o Cartoon Network engloba o canal de TV por assinatura com transmissão 24h e líder entre as crianças no Brasil, além de diversos otros meios, incluindo internet, mobile, presença nas redes sociais, eventos e produtos licenciados. Proprietário do maior acervo de desenhos animados do mundo, o canal conta com produções originais premiadas como Hora de Aventura, Steven Universo, As Meninas Superpoderosas, Ben 10 e O Incrível Mundo de Gumball. Também vem desenvolvendo várias horas de conteúdo original local na América Latina, estreando títulos como Irmão do Jorel e uma série animada com episódios inéditos da Turma da Mônica, produzida no Brasil com a Mauricio de Sousa Produções. O canal foi lançado em 30 de abril de 1993 e é transmitido na América Latina em mais de 61 milhões de domicílios em português, espanhol e inglês. No Brasil, o Cartoon Network está disponível para mais de 16 milhões de pessoas nas operadoras NET (canal 104 e 604), Sky (canal 101 e 301), Claro HDTV (canal 104), Oi TV HD (canal 112), Vivo TV (canal 56 ou 321) e GVT (canal 21).
www.cartoonnetwork.com.br
www.twitter.com/CartoonBrasil
www.youtube.com/channel/cartoonnetworkbrasil
www.facebook.com/cartoonnetworkbrasil
www.instagram.com/cartoonnetworkbrasil

Covid-19: tecnologia ajuda empresas no cumprimento de medidas obrigatórias

Entre os protocolos de prevenção estabelecidos pela Prefeitura de Curitiba estão a liberação de catracas com contato, as quais podem ser substituídas pelo reconhecimento facial com aferição de temperatura

Há poucos dias, a Prefeitura de Curitiba anunciou que a cidade passou da bandeira da cor amarela, que significa baixo risco de contaminação por coronavírus, para laranja, a qual aponta risco médio. Isso fez com que medidas ainda mais rigorosas fossem tomadas. Entre os protocolos de prevenção obrigatórios para o funcionamento das empresas que continuam abertas estão o destravamento obrigatório de catracas de acesso com contato. Para auxiliá-las nesse momento, a Quinyx Company apresenta o CAAT, controle de acesso com aferição de temperatura por reconhecimento facial.

"Além da tecnologia não depender de contato para o monitoramento de entradas e saídas, ainda realiza a medição da febre, um dos principais sintomas da doença, por meio de câmeras e sensores de infravermelho. Essa funcionalidade vai de encontro a um momento em que aferir a temperatura é essencial para evitar a contaminação, na mesma medida em que é preciso evitar o contato, como ocorre com termômetros e pistolas, por exemplo", afirma o especialista em marketing da 18 Gigas, que representa a Quinyx no Brasil, Eduardo Atanazio.

Entre as funcionalidades do CAAT estão uma base de dados para 30 mil registros e a capacidade de reconhecer faces com ou sem máscara, o que permite aos usuários serem identificados sem retirarem o acessório, reduzindo as chances de contaminação. Isso também pode ser feito por uma configuração que não libera catracas ou similares para indivíduos sem máscara. Além disso, há a possibilidade de integração com sistemas de controle de acesso e a identificação e aferição de temperaturas a uma distância de até um 1,5 metro. É importante frisar que o cadastro prévio de pessoas só será realizado se esta for a opção do usuário", ressalta Atanazio.

Para nerds: O CAAT conta com as conexões Wigan Input-Output para integrar com catracas ou portas giratórias, bem como Relê NF (normalmente fechado), entre outras interfaces mais comuns, como USB, RJ-45 e UBOOT.

Além disso, permite uso móvel para utilização em balcões de recepção, por exemplo. Basta ligar numa tomada para ele iniciar a verificação de temperatura e registro o dos acessos. Para isso, pode ser adquirido com uma base de sustentação. Outros diferenciais são a exportação de dados em tempo real, a segurança, já que o equipamento distingue faces humanas de fotos, e a possibilidade de identificação noturna, pois conta com infravermelho e luzes de LED.

Mais informações pelo site www.acessocaat.com.br

Nazca Cosméticos apresenta novas versões de álcool em gel com glicerina

Ideal para levar na bolsa, embalagem de 60g é uma das novas opções

A Nazca Cosméticos amplia o portfólio da linha Origem com novas versões de álcool em gel. Além da embalagem de 420g, o produto agora está disponível nas opções 220 e 60g. Com função antisséptica, o combo de autocuidado, proteção e praticidade também conta com glicerina em sua formulação para evitar o ressecamento, o que proporciona sensação de conforto e toque aveludado às mãos. Os itens têm leve fragrância de erva-doce e oferecem secagem rápida.

Combo álcool em gel.jpg

A primeira versão em embalagem de 420g foi desenvolvida para abastecer o mercado diante da demanda emergencial por produtos antissépticos, que se tornaram essenciais para auxiliar no combate ao novo coronavírus. Devido à procura crescente e busca por novas opções de tamanho, a Nazca Cosméticos decidiu investir em mais duas versões, incluindo a embalagem de 60g, ideal para levar na bolsa ou no bolso.

As versões 420, 220 e 60g do Origem Álcool em Gel estão sendo comercializadas em pontos de venda físicos e no e-commerce da marca https://www.nazca.com.br/alcool-em-gel/.

Sobre a Nazca Cosméticos
A Nazca Cosméticos é uma fabricante brasileira de cosméticos com amplo portfólio de produtos para tratamento e transformação dos cabelos e cuidados corporais. Detentora das marcas Sfera, Ravor, Origem, Acqua Kids e Power Professional, a empresa possui sede em São Bernardo do Campo, onde funciona um moderno Centro de Tecnologia e Desenvolvimento, construído com técnicas de arquitetura sustentável.

May Seven fará live beneficente neste sábado, 27

Transmissão arrecadará doações para SOS Povos da Amazônia.

_ui4rWPOepgu0e6QfguSQyRDBugutu5Icpsc5G9njJwdl_BggVZqbaShBUFrLJTn5lcXVdEfEz42GH4fcipiG8Wu1Od8cmAI2joHoQNfBll0rETAlMCDknqv_KClh_Ae3XsVDlBp

Foto: Divulgação • Link para mais fotos: http://bit.ly/2LX3H8L

A produtora e DJ amazonense May Seven no próximo dia 27 fará uma transmissão beneficente para arrecadar doações para a iniciativa SOS Povos da Amazônia, que ajudará famílias de comunidades ribeirinhas isoladas e aldeias indígenas.

Intitulada de May Seven in the Jungle, a live terá como cenário o Rio Amazonas, o maior do país e a maior floresta do mundo durante um pôr do sol encantador. O foco da apresentação é ajudar os povos nativos da Amazônia que com o surgimento da pandemia de Covid-19 passaram a sofrer ainda mais com a falta de estrutura do sistema de saúde.

Com mais de 11 anos de carreira, May Seven também é conhecida como Jungle Girl, é uma artista de personalidade forte e persistente em seus objetivos. Conhecida por sua conexão com sua terra natal, Amazonas, suas produções são carregadas de significados e de mensagens.

Suas produções apresentam uma essência que busca trazer significado e identidade ao público. Em elementos sonoros, instrumentos diferenciados, figurinos marcantes da cultura indígena, sons regionais da Amazônia, elementos visuais e vocais fortes, suas apresentações e músicas se fortificam.

May Seven in the Jungle será transmitida no YouTube da artista às 18h no horário de Brasília. Link: https://www.youtube.com/user/djmayseven

Cultura publica resolução que permite apresentações virtuais do Profice

Projetos em fase de execução do edital 001/2017 podem propor alteração no formato das apresentações
Os proponentes com projetos culturais aprovados no edital 001/2017 do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) podem solicitar a alteração de suas apresentações para o formato digital, quando for possível, conforme define a Resolução nº 032/2020 da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC), publicada no Diário Oficial Executivo do Estado nº 10.711 desta segunda-feira, dia 22 de junho de 2020.
“Desde o início da pandemia temos trabalhado intensamente em propostas para fortalecer e valorizar o setor cultural, e também tentar amenizar a crise causada pela Covid-19 aos trabalhadores e trabalhadoras da Cultura no Estado. São resoluções, editais, linhas de crédito, entre outras frentes de atuação. A alteração no formato das apresentações dos projetos em execução do Profice foi estudada e sugerida pela equipe, resultando na publicação imediata dessa resolução. Toda sugestão que possa auxiliar a enfrentar esse momento único pelo qual estamos passando será bem-vinda. O diálogo é e continuará sendo nossa forma de gestão”, explica a superintendente-geral da Cultura, Luciana Casagrande Pereira.
CRITÉRIOS – A resolução estabelece alguns critérios para a elaboração das propostas. O proponente não poderá alterar o objeto do projeto aprovado e deverá justificar as mudanças na execução do orçamento detalhado, previsto no projeto aprovado pelo edital, considerando os impactos causados pela pandemia da Covid-19. Na proposta a ser enviada, o proponente também deve apresentar como serão adotadas as medidas de prevenção e segurança para a execução da atividade cultural, tomando como base as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e dos decretos estaduais e municipais que se referem às medidas sanitárias de enfrentamento à emergência de saúde pública.
As propostas devem ser enviadas de forma digital por meio do SisProfice e serão avaliadas pela Comissão do Profice (CProfice), a quem caberá deferir ou indeferir o pedido. O envio pode ser realizado enquanto permanecer o Estado de Emergência do coronavírus.
Dúvidas sobre o processo podem ser encaminhadas para o e-mail profice@secc.pr.gov.br.
A Resolução nº 032/2020-SECC integra o Pacote de Medidas de Apoio e Fortalecimento do Setor Cultural, conjunto de iniciativas voltadas a artistas, gestores e produtores culturais com o objetivo de valorizar a cultura feita no Paraná e auxiliar a classe artística a enfrentar este momento de crise.
SERVIÇO
Alteração no formato de apresentação dos projetos do edital 001/2017 do Profice
Resolução completa: www.cultura.pr.gov.br
Mais informações: profice@secc.pr.gov.br

Startup curitibana desenvolve câmara de desinfecção com luz UV-C

GMT Soluções é pioneira no uso desta tecnologia aplicada a um ambiente não hospitalar

O avanço do novo coronavírus e as medidas sanitárias e de isolamento estipuladas pelos municípios mudaram a forma de consumo do brasileiro. Com lojas fechadas, o jeito foi recorrer às compras online, que registraram um crescimento de 126,9% no mês de maio. Isso representou 23,8 milhões de pedidos por meio de e-commerces. Os dados fazem parte de uma pesquisa realizada pela Compre&Confie e repercutida pelo Money Times. Deliveries e alimentação e supermercado também registraram aumento de procura.

Além dos cuidados pessoais, é necessária atenção redobrada com a desinfecção de todos estes pacotes, sacolas e embalagens que chegam pelos Correios, transportadoras e serviços de delivery. Pensando nisso, a startup curitibana GMT Soluções desenvolveu uma câmara de desinfecção para ser utilizada em condomínios, que usa a tecnologia de luz UV-C (ultravioleta C), que é capaz de dissociar moléculas e as informações genéticas do coronavírus, impedindo que ele se reproduza.

“Queremos garantir aos moradores a sensação de segurança ao entrar em seu prédio, sabendo que suas compras e encomendas não serão o vetor de disseminação do novo coronavírus e outros patógenos que podem pegar carona no transito das mercadorias”, afirma o sócio Will Batista. Hoje, existem no Brasil mais de 500 mil condomínios registrados, que são o grande foco da GMT Soluções.

A startup é pioneira no uso dessa tecnologia germicida aplicada a um ambiente não hospitalar. Os raios ultravioleta germicida já estão sendo utilizados em hospitais para a desinfecção de roupas e equipamentos de proteção individual (EPIs) de médicos e enfermeiros que estão na linha de frente no combate à Covid-19.

Como funciona

A câmara de descontaminação UV-C 800 funciona com a tecnologia UV germicida, utilizada principalmente para purificação de água. A luz é proveniente de uma lâmpada especial que emite uma frequência de onda (entre 251 e 280 nm) capaz de afetar a estrutura genética do vírus, impossibilitando sua capacidade de reprodução. Ela é confeccionada em aço inoxidável, metal e policarbonato, garantindo durabilidade e robustez ao equipamento.

“O sistema funciona de modo seguro e simples: o produto é inserido no interior da câmara e o processo de desinfecção leva 30 segundos. O funcionamento é similar a um micro-ondas. Ao fim do ciclo de descontaminação o produto pode ser retirado. Se a porta for aberta antes, a câmara para de funcionar imediatamente para garantir a segurança do usuário”, garante Enrique Martinez, que também é sócio da startup.

Sobre a GMT Soluções

A GMT soluções é uma startup de automação industrial voltada a desenvolver soluções criativas, inovadoras e com baixo custo para empresas de transformação e até comércio. Seu modelo de negócios é voltado ao B2B, com foco na fidelização do cliente.

[Agenda] Hospital Cardiológico Costantini realiza seminário on-line e gratuito sobre Sarcopenia

No dia 26 de junho, o Hospital Cardiológico Costantini realiza um seminário informativo gratuito e on-line sobre o tema Sarcopenia. Derivado do grego, o termo significa “perda da carne” e refere-se à diminuição da massa e força muscular no corpo. É um processo que faz parte do envelhecimento e é um dos responsáveis pela perda da qualidade de vida na terceira idade.

As palestras terão início às 18h55 e contarão com a presença de profissionais da instituição, nutricionistas e fisioterapeutas. O evento é voltado para profissionais da área da saúde e para a comunidade, em geral. Passa assistir, basta acessar o endereço icostantini.com.br no horário de início. Não é preciso realizar inscrição prévia.

SERVIÇO:
Seminário Informativo de Sarcopenia

Data: 26/06/2020 (sexta-feira);
Horário: 18h55 às 20h45;
Local: on-line - icostantini.com.br;
Gratuito.

PROGRAMAÇÃO:

18h55-19h – Abertura (Dr. Costantino Costantini);
19h-19h15 – Sarcopenia na doença crônica: a importância do exercício resistido (Prof. PHD. Rafael Michel de Macedo – Diretor de Prevenção do Hospital Cardiológico Costantini);
19h15-19h30 – COVID-19 e Sarcopenia: o problema da inatividade física (Dr. Fernando Willington – Médico do Esporte do Hospital Cardiológico Costantini);
19h30-19h45 – Nutrição e Sarcopenia: qual o papel da proteína? (Dra. Cristiane Carvalho – Nutricionista do Esporte do Hospital Cardiológico Costantini);
19h45-20h – Avaliação do paciente sarcopênico: como eu faço? (Dra. Anna Raquel Silveira Gomes – Fisioterapeuta UFPR);
20h-20h15 – Sarcopenia na fase intra-hospitalar: o que fazer? (Fst. Me. Audrin Said Vojciechowski – Fisioterapeuta Hospital Cardiológico Costantini);
20h15-20h45 – Discussão.

LIDE MULHER trouxe Fran Mendes para uma conversa sobre mercado financeiro e disciplina

“O investimento ao longo do tempo não tem como dar errado e, depois que a mulher começa a investir ela fica com autoconfiança em vários outros aspectos da vida” destacou Fran Mendes durante o bate-papo

Investir no mercado financeiro é simples, mas não é uma tarefa fácil porque precisamos ter uma série de regras na nossa cabeça antes de começar. Para dificultar ainda mais, estamos passando por um momento econômico nunca visto na história do nosso país: inflação baixa, juros nos menores patamares da história e uma crise econômica, política e social. São várias combinações, que paramos para nos questionar “como saber investir?”.

Além disso, nos deparamos com uma distinção de gêneros no mercado financeiro. As mulheres ainda ganham menos que os homens, fazem mais pausas durante a sua jornada de trabalho e não foram ensinadas a lidar com dinheiro.
Foi pensando nisso que o LIDE Mulher Paraná convidou Francine Mendes, economista e colunista da Forbes Brasil, para um bate- papo com um grupo fechado de filiadas na tarde de terça-feira, 23.

Formada pela Universidade Federal de Santa Catarina, com mestrado em psicanálise do consumo pela Universidade Kennedy e comunicadora na RiCTV Record, antes mesmo de especializar-se em 2005, Francine criou a Ella Invest junto com um grupo de mulheres profissionais liberais e servidoras públicas que se encontravam uma vez por mês para conversar sobre os investimentos na bolsa de valores.

“Temos que nos readaptar. Se estivermos na mesma condição e na mesma produtividade que os homens temos que brigar pelos nossos salários e pelas nossas condições da mesma forma que eles. Ainda precisamos avaliar porque acontece essa distinção de gêneros. Pelo o que se pressupõe é que as mulheres acabam tendo muitas atividades e, por isso, delegam mais o coração da empresa, que é o setor financeiro. O que faz com que acabam falindo mais do que os homens. Então, por isso que, às vezes, as nossas taxas de juros são mais altas.”

Para investir, a economista afirma que também precisamos mudar o modo de como enxergamos o dinheiro e o consumo. “O maior ativo financeiro que temos na nossa vida não é o dinheiro, mas sim, o tempo. Quem não quer ter mais tempo para ficar com quem ama? A independência financeira não tem nada a ver com você ficar muito rico, mas com você construir um padrão, investir todos os meses e depois ir mantendo esse padrão com tranquilidade.”

“Eu mudei muito a minha visão de consumo, porque dá para dividirmos nossos consumo em consumo consciente do consumo pelo consumismo. As grandes marcas passarão por grandes dificuldades porque muitas pessoas estão percebendo o que realmente importa”, declara.

Mas como podemos começar a investir? O equilíbrio é você saber quanto custa sua vida, saber para onde está indo o seu dinheiro e dedicar dedicar 15 min por mês para entrar nos sites de investimentos para fazer aplicações para o futuro.

“Eu sempre falo para as mulheres que estão começando: não adianta entrarmos no mar pelo fundo, ou seja, pela renda variante, temos que entrar como criança, pelo raso. Como entramos pelo raso? Entrando com título público que são os títulos mais seguros do mercado que você consegue preencher seu primeiro quadrante para a reserva de emergência.”

Além disso, temos que passar esse ensinamento para os nossos filhos. “Às vezes, trabalhamos muito com o que foi deixado na nossa cabeça que precisamos deixar um patrimônio, sendo que a maior herança que podemos deixar para os nossos filhos é ensiná-los a cuidar do próprio dinheiro”, afirma Francine.

“Estamos em um momento de incertezas, mas também de oportunidades, há dois anos passei a me interessar pelo mercado de investimentos e este tempo com a Fran contribuiu muito para desmistificar a forma de investor, mas também falamos sobre o real valor do dinheiro”, destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, que vem fomentando uma pauta positiva na entidade.

LIDE Mulher: Para somar forças e buscar a igualdade de gênero no meio empresarial, principalmente nos cargos de alta gestão, foi criado o LIDE MULHER. Um braço de operação do LIDE que vem abrindo caminho para que mulheres, por meio de encontros de mentoria, se espelhem na trajetória de outras mulheres e se inspirem a se posicionar e se empoderar em busca da liderança nos cargos de chefia.

Entre telas e taças

Confira 5 bons filmes com vinhos no roteiro, para assistir no streaming ou na sua TV, em companhia de seu rótulo preferido ou de alguns da Concha Y Toro

Quem aí não ama um bom filme que gire em torno do universo dos vinhos? Principalmente agora, que estamos limitados a viajar para visitar vinícolas espetaculares mundo afora, vale se contentar com uma história fascinante e uma bela taça de vinho para acompanhar. A VCT – Vinícola Concha Y Toro , que recentemente disponibilizou conteúdo gratuito de um curso EAD para amantes do vinho através do link https://www.youtube.com/channel/UCH_ZwYUmBgnMhDzX7e444aA?guided_help_flow=3 e lançou em abril a campanha #continue , estimulando as pessoas a fazer o que mais gostam em companhia de seus rótulos preferidos, sugere 5 vinhos e 5 filmes para as semanas que ainda nos restam na quarentena.

Confere aqui!

1)Um bom ano –Russel Crowe interpreta um investidor da bolsa e herda de seu avô, o notável ator Albert Finney, uma bela vinícola na Provence. O filme ainda tem Marion Cotillard, para alegria dos fãs da bela atriz francesa. As paisagens são de tirar o fôlego, e a cada vez que uma taça de vinho aparece em cena, dá vontade de sair correndo abrir uma garrafa.

Vinho para acompanhar – Don Melchor, porque é um corte de grandes cepas francesas, é requintado e único, como a própria história deste filme adorável.

Nada menos que o célebre enólogo Enrique Tirado está por trás deste grande rótulo! Foi produzido com 93% Cabernet Sauvignon, 3% Cabernet Franc, 3% Petit Verdot, 1% Merlot e descansou 14 meses em barris de carvalho francês (55% novos e 45% de segundo uso). Temperaturas inferiores às da anterior, marcaram esta safra, também influenciada pelo fenômeno El Niño. Os solos pedregosos de Puente Alto contribuíram para a drenagem das chuvas no período de colheita, permitindo um amadurecimento equilibrado. De vermelho escuro profundo, este vinho esbanja elegância e fineza, e apresenta importante expressão aromática, na qual se destacam notas de frutas vermelhas pequenas. Em boca, um ataque suave que se perpetua com um perfeito equilíbrio de sabores e um final de boa duração, com destaque para taninos delicados e equilibrados. Teor alcóolico de 14%

2) Sideways- Amelia Chardonnay – Não bastasse a carismática atuação de Paul Giamatti, o filme conta ainda com Thomas Haden, protagonista da série HBO Divorce, em interpretação hilária. O enredo se baseia na história de Miles Raymond, aspirante a escritor que presenteia seu amigo em sua despedida de solteiro com uma viagem enoturística pela California. Ambos se envolvem com duas mulheres, sendo uma delas tão apaixonada por vinho quanto Miles Raymond. O filme ganhou Oscar de melhor roteiro, inclusive. Vale a pena rever!

Vinho para acompanhar: Amelia Chardonnay, porque traz uma emblemática cepa tão popular na California e evoca o fascínio de vinhos feitos com ela.

Com o enólogo Marcelo Papa à frente deste premiado rótulo, Amelia tem um novo visual e uma nova origem para a produção de seu Chardonnay. A nova origem de Amelia é o resultado da busca da vinícola chilena Concha Y Toro por vinhos com caráter, que expressam as características únicas que o Vale de Limarí contribui para a Chardonnay, proporcionando grande frescura, mineralidade e acidez equilibrada aos vinhos. O vale de Limarí está localizado na região de Coquimbo, a cerca de 300 km ao norte de Santiago. De cor amarelo cristalino e brilhante, este vinho é complexo e possui várias camadas de aromas de flores branca e pêra, além de notas minerais predominantes. É refrescante e apresenta uma excelente combinação de estrutura e mineralidade, com um atraente nível de salinidade, em seu final fresco e longo.

3) O Julgamento de Paris – Don Melchor – O filme relata a impressionante performance dos vinhos californianos que desbancaram a supremacia francesa e colocaram produtores do Novo Mundo no Olimpo dos críticos e experts de vinhos. O famoso “Julgamento de Paris” aconteceu em 1976. No enredo, uma família de vinhateiros californianos à beira da falência, consegue colocar seu vinho nesta prova às cegas, arrematando a maior nota. E ainda tem os ótimos Bill Pullman e Chris Pine no elenco. Imperdível!

Vinho para acompanhar: Marques de Casa Concha Etiqueta Negra, porque traz na garrafa a elegância e a surpresa de um vinho complexo e notável, perfeito para acompanhar este filme intrigante

Elegante e complexo, com belos tons de vermelho escuro, o vinho tem corpo untuoso, com notas de cereja, salsaparrilha preta, cedro, amora e breu, além de um toque de grafite. Apresenta uma profunda concentração de sabores emoldurados por taninos intensos. Uma textura quase sedosa envolve sua estrutura tânica, que se destaca realmente no começo do longo final.

4) Sob o Sol da Toscana – Baseado em livro homônimo, o filme conta a história de Frances Maye, que foge para a Toscana ao descobrir que seu marido a trai. Além de belas paisagens desta região - uma das grandes produtoras de vinhos no mundo – as cenas sempre ganham a companhia de uma bela taça de vinho, elemento que compõe o pano de fundo e nos faz viajar pelo belo vilarejo toscano, em Cortona, onde as cenas são rodadas.

Vinho para acompanhar: Casillero Carménère, pela suavidade e o pomar de frutas e especiarias que traz, é uma boa companhia para rever este filme e suas belas paisagens.

Guardado em barricas de carvalho americano, cor vermelho intenso, escuro e profundo sugere aroma de ameixas negras, especiarias e groselhas maduras, junto com chocolate, notas de café e tostado. Boa estrutura e suave na boca. A carmenere é uma variedade de cepa que desapareceu de seu lugar de origem, o Médoc, ao norte de Bordeaux, depois da peste filoxera, reaparecendo depois no Chile no final do século XX. Taninos suaves e redondos, o fazem ideal para acompanhar queijos maduros.

5) Caminhando nas Nuvens - Passados 4 anos da II Guerra Mundial, Keanu Reeves, que faz o papel de um vendedor de chocolates, se envolve com Vitoria Aragon, interpretada por Aitana Sanches Guijon. No cenário, o vinhedo Las Nubes se destaca, e o casal se apaixona durante a colheita de uvas. Ambos enfrentarão grandes desafios a partir daí para viver este grande amor.

Vinho para acompanhar: Marques de Casa Concha Cabernet Sauvignon, um vinho cheio de personalidade, com forte senso de origem, e que também passou por desafios de elaboração para chegar ao seu notável caráter.

Outra obra prima de Marcelo Papa, este Cabernet Sauvignon descansa em 16 barris de carvalho francês e em fudre piemontês de 5 mil litros, por 16 meses. Tem potencial de guarda para ser consumido até 2024 ou pode ser bebido agora. De cor vermelho profundo, sugere nas notas de prova cereja untuosa, salsaparrilha, cedro, amora, alcatrão e presença de fumaça. Possui grande concentração de sabores moldurados por seus taninos firmes. Uma textura suave, quase sedosa, que cobre a firme estrutura tânica subjacente, que realmente aparece no início do seu longo final.

McLanche Feliz terá Spirit e Velozes & Furiosos para estimular pessoas a ficarem em casa

Essa é a primeira vez que o Méqui apresenta brinquedos de produções disponíveis na Netflix

Num período em que o lazer e entretenimento dentro de casa são mais importantes do que nunca, o McLanche Feliz convida as famílias a descobrirem divertidas aventuras no próprio lar. Para isso, a nova campanha traz brinquedos das séries disponíveis na Netflix “Spirit - Cavalgando Livre” e “Velozes e Furiosos - Espiões do Asfalto”, a partir de 24 de junho. É a primeira vez que o Méqui apresenta brinquedos inspirados em produções disponíveis na plataforma de streaming, ambas criadas pela Dreamworks Television.

Estarão disponíveis brinquedos baseados em seis personagens de Spirit - Cavalgando Livre, série com oito temporadas que conta a história da menina Lucky e de Spirit, um cavalo selvagem, que vivem grandes aventuras. Além dessa novidade, a campanha traz também seis modelos de carros inspirados na animação Velozes e Furiosos - Espiões do Asfalto, cada um com divertidas funcionalidades.

Os brinquedos estarão disponíveis a partir de 24 de junho em todos os restaurantes da marca no Brasil.

Para ficar por dentro das novidades do Méqui, acesse https://www.mcdonalds.com.br/.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/12/2019). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

Assaí Atacadista realiza live solidária para arrecadar doações para 450 times da Taça das Favelas

Pentacampeão Cafu, Mauro Beting e Renata Fan comandam evento on-line "Solidariedade É Show de Bola" nesta quinta-feira, 25, às 20 horas

Os apaixonados por futebol e uma boa resenha já têm encontro marcado nesta quinta-feira, 25 de junho. A partir das 20 horas, o pentacampeão Cafu e os jornalistas esportivos Mauro Beting e Renata Fan comandarão a live Solidariedade É Show de Bola, que terá Aline Pellegrino, medalhista olímpica pela seleção brasileira de futebol, o pentacampeão Vampeta e Samuel Rosa, vocalista do Skank, como convidados.

O evento on-line, idealizado pela rede de atacado de autosserviço Assaí Atacadista, será transmitido simultaneamente pelo canal da rede no Youtube (/assaioficial), pelo canal 500 da Claro TV e pela TV Uol. Durante a atração, serão arrecadadas, via Instituto GPA, cestas básicas para 450 times de futebol afiliados à Central Única das Favelas (CUFA), entidade que organiza a competição Taça das Favelas. As doações poderão ser feitas no hotsite https://www.assai.com.br/liveshowdebola.

"Mais de 40 mil pessoas, incluindo familiares e atletas dos times, serão beneficiadas por essa ação. Unimos a paixão pelo futebol e a solidariedade, duas características do povo brasileiro, para abrirmos mais uma frente de combate aos efeitos sociais e econômicos dessa pandemia e levarmos ajuda aos que precisam", afirma Marly Lopes, Diretora de Marketing e Sustentabilidade do Assaí Atacadista.

"Conheço a dura realidade dentro de uma comunidade e afirmo que muitas pessoas estão desesperadas, sem dinheiro para alimentar sua família", destaca Cafu, capitão do pentacampeonato da seleção brasileira e embaixador da Taça das Favelas.

O projeto conta ainda com o apoio de outras grandes marcas, como Bauducco, Camp, Claro, Coca-Cola, Colgate, Elma Chips, PagBank, Seara, Viva Schin e Yoki.

Sobre o Assaí Atacadista

Negócio de atacado de autosserviço do GPA, um dos maiores grupos varejistas do país, o Assaí atende pequenos e médios comerciantes e consumidores em geral que buscam economia em compras de grande volume. Atacadista que mais cresce no Brasil, a rede está presente nas cinco regiões do País, com 169 lojas distribuídas em 21 estados e no Distrito Federal. Conta com uma plataforma própria de serviços financeiros, o Passaí, composta por cartão próprio e uma maquininha de cartão de crédito e débito. Anualmente, o Assaí recebe mais de 250 milhões clientes em suas unidades. Em 2019, foi eleito o atacadista mais admirado do País pelo ranking IBEVAR-FIA.

Sobre o Instituto GPA

O Instituto GPA é o braço social do GPA e atua na ampliação de oportunidades de desenvolvimento para que as pessoas trabalham por vocação e no fomento de ações de mobilização social que visem ao despertar da empatia, da consciência e da transformação social.

Dia Nacional da Araucária

Sem fiscalização e manejo adequado, Araucária pode estar extinta nas próximas décadas

Presente na região Sul e em áreas elevadas do Sudeste, a Araucária tem influência cultural por causa de sua semente: o pinhão, que faz parte da culinária em festividades juninas

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=172498&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCP2P15201MB23388657C35C0F979FCD4EB9AF950%2540CP2P15201MB2338.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCP2P15201MB23388657C35C0F979FCD4EB9AF950%40CP2P15201MB2338.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.3

Nesta quarta-feira (24), comemora-se o Dia Nacional da Araucária, uma árvore ancestral do Brasil, mas que corre grandes riscos de extinção em razão do desmatamento e dos efeitos das mudanças climáticas. A Araucária é uma árvore encontrada majoritariamente na região Sul do País, em um ecossistema da Mata Atlântica conhecido como Floresta Ombrófila Mista. É a árvore-símbolo do Paraná, por isso também chamada de pinheiro-do-paraná, estado que, originalmente, concentrava a maior parte do ecossistema que abriga a espécie.

De acordo com o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, em 2019, o desmatamento no bioma cresceu 27,2%, perdendo um total de 14.500 hectares de floresta. Desse total, cerca de 24% foram nos estados do Paraná e de Santa Catarina, onde a madeira da Araucária ainda é usada ilegalmente para, por exemplo, abastecer de tábuas a construção civil. “Estima-se que hoje a Floresta com Araucárias ocupe menos de 3% de sua área original, o que a coloca em grande risco de ser extinta nas próximas décadas se não houver uma mudança por parte dos proprietários rurais, da iniciativa privada e do poder público na forma como exploram e cuidam desse que é um dos mais emblemáticos e ameaçados ambientes naturais do Brasil. Lembrando que o que está em jogo não é apenas uma espécie, mas todo um ecossistema com uma grande diversidade de plantas, como imbuias e canelas, e animais, como o papagaio-de-peito-roxo”, afirma Guilherme Karam, coordenador de Negócios e Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

A preocupação com a situação das araucárias não é exagero. Em 2019, um artigo publicado na revista científica Global Change Biology ficou famoso por prever o fim das araucárias até 2070 se nenhuma estratégia de conservação for posta em prática para reverter o ritmo de destruição. O estudo, com participação de cientistas britânicos e brasileiros, explica que depois de sofrer ao longo do século 20 com o desmatamento descontrolado promovido por interesses econômicos, o ecossistema tem agora um cenário igualmente grave para o século 21: o aquecimento global. “A floresta ombrófila mista ocupa os extremos mais altos e frios da Mata Atlântica (temperatura anual média de 12-20 ºC, com frequentes geadas), condições que provavelmente serão cada vez mais raras no futuro próximo”, dizem os pesquisadores.

Por estar geograficamente localizada no Sul e em alguns pontos mais elevados do Sudeste brasileiro (além de pequenos trechos da Argentina e do Paraguai), a Araucária tem influência cultural nessa região por causa de sua semente: o pinhão, presença garantida em festividades juninas e comum nos cardápios de restaurantes e celebrações culinárias durante os meses de inverno. Famosa por sua copa em formato de candelabro, a Araucária pode chegar a 50 metros de altura e tem sua origem no período Jurássico de formação da Terra.

Floresta em pé

Para preservar a espécie e seu ecossistema, a Fundação Grupo Boticário e a Fundação CERTI mantêm o Araucária+, iniciativa que promove a conservação da Floresta com Araucárias por meio de um modelo de negócio que proporciona a inclusão socioeconômica de proprietários de áreas naturais em cadeias produtivas inovadoras. O objetivo da iniciativa é mostrar a importância socioeconômica da floresta em pé.

Por meio do Araucária+, proprietários de terra na área da floresta são estimulados a adotar práticas sustentáveis de manejo do solo e da vegetação, em especial quanto à colheita das sementes de pinhão e das folhas de erva-mate, que é uma planta nativa e existente dentro da Floresta com Araucárias. Entre as práticas acordadas com os proprietários estão a não retirada da totalidade do pinhão (garantindo uma parte para a alimentação da fauna nativa) e a retirada gradual do gado de áreas sensíveis, já, que pisoteia e compacta o solo, dificultando a germinação de sementes das espécies vegetais nativas, fundamental para a perpetuação do ecossistema.

Em relação ao manejo de erva-mate, a extração das folhas só pode acontecer fora do período de floração, que vai de setembro a dezembro, e as árvores precisam ficar com pelo menos 30% das folhas para que tenham condições de sobreviver. Em contrapartida, a iniciativa mobiliza sua rede para vender o pinhão e as folhas de mate para novos mercados que valorizam um produto de origem sustentável e que ajuda a conservar a biodiversidade.

Mais fotos disponíveis no link: https://drive.google.com/drive/folders/1A4n8UremZlEq-Tp9jbrt5G116zRt_3tc. Crédito das fotos: Mauro Scharnik-IAP/Fotos Públicas.