FESTIVAL PLÁ – A Arte da Rua XV Lives

www.facebook.com/plafestival
MOSTRA DE ARTE DE RUA
2ª edição - Curitiba - Paraná - Brasil

Segunda edição do Festival Plá celebra arte de rua de Curitiba
Artistas da música, teatro e circo se encontram no festival cultural online que começa na próxima sexta (30)

Os artistas de rua de Curitiba se reúnem novamente para a segunda edição do "Festival Plá – A Arte da Rua XV", nos dias 30 e 31 de julho e 01 de agosto. Com apresentação do comediante Cadu Scheffer (Tesão Piá), todos os shows serão transmitidos pela página do evento no Facebook:www.facebook.com/plafestival

O Festival Plá é uma mostra de arte de rua idealizada pelo produtor Pedro Hey Branco e pelo anfitrião e homenageado, o músico Plá. Poeta, artista visual e cidadão honorário de Curitiba, Plá é famoso por apresentar suas canções na Boca Maldita desde 1984.

A primeira edição do festival aconteceu em abril e maio deste ano, com sucesso de público e belas apresentações musicais em formato de “Live”.

A segunda, batizada de "Festival Plá - A Arte da Rua XV", conta com artistas de rua como o próprio Plá e os músicos David Henn e Diego Raimundo, mas também recebe artistas convidados de outras cenas como a dupla sertaneja Willian e Renan, o músico Cris Marx Cruz e a Kilânio Orquestra de Violões com a participação especial de Troy Rosilho.

No Festival Plá há também Lives especiais com artes cênicas, artes visuais, circo e malabarismo, sempre com convidados de alto quilate. Marina Prado e Fabio Salgueiro trazem o encanto da arte do circo e malabarismo para o festival, enquanto a trupe cênica do diretor e ator Jota Eme faz uma leitura dramática inédita da peça "Homenagem Gibran Khalil Gibran".

Outros ícones da arte de rua, do centro de Curitiba, como o Homem-Aranha da Rua XV e o palhaço, sombra e mímico Chameguinho também estarão presentes nesta festa da cultura!

Dias 30 e 31 de julho e 01 de agosto você tem mais uma chance de conhecer o melhor da arte de rua curitibana. Marque na agenda!

Serviço:

FESTIVAL PLÁ - A ARTE DA RUA XV - 2ª EDIÇÃO - EVENTO GRATUITO
Apresentador convidado: Cadu Scheffer (Tesão Piá)
Programação Lives - Julho e Agosto de 2021

Dia 30/07 (Sexta-Feira)

11H - Plá (músico popular e anfitrião) – Abertura do Festival

🎼 14H - Diego Raimundo (músico popular)

🎼 16H - Willian e Renan (dupla sertaneja)

🎼 17H30 - Troy Rosilho e Kilânio Orquestra de Violões (música popular)

🧡💛 Dia 31/07 (Sábado)

🎼 11H - Davi Henn (blues)

🎼 14H - Beer (rock)

🎼 16H - Michele Mabelle (folk) e Fabio Elias (convidado)

🎼 17H30 - Cris Marx Cruz (músico popular)

Dia 01/08 (Domingo)

11H - Barões de Curitiba (música popular)
Apresentação especial: Homem-Aranha da Rua XV e Chameguinho

14H - Banda Vulgar (rock)
Apresentação especial: Homem-Aranha da Rua XV e Chameguinho

15H - Leitura da Peça "Homenagem Gibran Khalil Gibran" (teatro)
Apresentação especial: Jota Eme (diretor e ator)

16H30 - Marina Prado e Fabio Salgueiro (circo e malabarismo)

18H - Plá e "Os Malucos de Cara" (Live especial de encerramento)

Classificação – Livre
Entrada: gratuita

Fanpage oficial do Festival: https://www.facebook.com/plafestival

Assessoria de comunicação: Sandro Moser - (41) 999250211

“PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.”

Colodel Pizza’s Pub lança sabor especial para o Dia da Pizza

Na próxima quarta-feira (7), o Colodel Pizza’s Pub promove uma ação em comemoração ao Dia Nacional da Pizza. Para comemorar a data, a pizzaria criou um novo sabor. “A expectativa é surpreender nossos clientes com um sabor de pizza diferenciado”, diz Adriano Antunes, proprietário do Colodel.
Para a criação do novo sabor, o Colodel Pizza’s Pub utilizou um ingrediente típico e muito gostoso da nossa região, o pinhão. Acrescentaram um toque de carne suína e cream cheese para realçar ainda mais este sabor tão tradicional do nosso estado. A pizza será disponibilizada por tempo limitado.
“O processo de desenvolvimento foi marcado por inúmeros testes, em tentar achar ingredientes que pudessem marcar o sabor do pinhão, oferecendo uma pizza extremamente saborosa. Decidimos também, que a pizza será em tamanho único (grande), oito fatias e com bordas recheadas”, finaliza Antunes.

Dia Nacional da Pizza

No Brasil, o Dia da Pizza é comemorado no dia 10 de julho. A data foi criada em 1985, pelo secretário de turismo Caio Luiz Cibella de Carvalho. Ele realizou em São Paulo um concurso estadual que elegeria as dez melhores receitas de pizzas de mozarela e marguerita.
Empolgado com o sucesso que o evento teve, o secretário escolheu que o dia de encerramento do concurso, 10 de julho, seria considerado o dia da pizza em todo território brasileiro.

Colodel Pizza’s Pub

Em setembro de 2012, Adriano Antunes abriu o Colodel Pizza’s Pub em Campo Magro. A pizzaria tornou-se referência na região, e Antunes decidiu expandir a marca. Em 2020, abriu uma unidade localizada em Santa Felicidade.
Seguindo padrões rígidos de qualidade, o Colodel Pizza’s Pub oferece uma massa com sabor incomparável, sempre fresquinha, com os melhores produtos e muito saborosa, proporcionando momentos únicos para os seus clientes.

Serviço:
Colodel Pizza’s Pub

Estrada do Cerne, n° 19213
Centro, Campo Magro – PR
41 3677-8060

Av. Manoel Ribas, n° 6365
Santa Felicidade, Curitiba – PR
41 3273-5353

Horário de funcionamento
De domingo a domingo das 18h às 00h
(o horário de funcionamento pode sofrer alterações por causa dos decretos)

As fotos crédito divulgação.

Street 444 inclui sopas no cardápio para chegada dos dias frios

Outros quatro novos pratos fazem parte do menu de inverno da casa, criado pelo chef Adriano Sadowick

Frio pede sopa! Pensando nisso, o chef Adriano Sadowick, do Street 444, incluiu opções para todos os gostos no menu da casa. Tanto no almoço quanto no jantar, os clientes podem aproveitar o prato quentinho, servido de forma individual.

Entre as sugestões estão: frutos do mar; Minestrone, feita com carne e legumes, além da tradicional sopa de Capeletti, na qual a massa é servida em caldo de galinha temperado, feito de forma artesanal.

Além das sopas, o chef preparou quatro sugestões para os dias mais frios: costela bovina com purê de mandioca; paleta de carneiro servida com talharim; ossobuco de vitela servida com polenta cremosa, e rabada com polenta cremosa e agrião.

Todos os pratos podem ser harmonizados com a ampla seleção de rótulos de vinhos, que compõem a adega da casa.

O Street 444 fica na Alameda Presidente Taunay, 444, e funciona de segunda a sexta, das 12h às 15h (almoço) e das 19h às 21h (jantar) - atendendo ao decreto 890-2021 da Prefeitura de Curitiba. Quem preferir, os pratos estão disponíveis para delivery, pelo iFood ou pelo telefone (41) 3044-0444, e também para retirada no balcão.

Gomes da Costa: Três receitas especiais para o Dia das Mães

O Dia das Mães está chegando e a Gomes da Costa sugere três receitas especiais para elas: Salada de grãos à moda árabe com atum, Risoto de aspargos e atum e Sardinha na moranga.

Confira abaixo o passo a passo do preparo.

SALADA DE GRÃOS À MODA ÁRABE COM ATUM

Rendimento: 4 porções

Tempo de Preparo: 15 minutos

Tempo de Cozimento: 30 minutos

Ingredientes

meia xícara (chá) de trigo em grão (95g)

meia xícara (chá) de cevada em grão (95g)

1 colher (sopa) de Azeite Extra Virgem Gomes da Costa (15ml)

1 cebola média cortada em cubos (80g)

3 colheres (sopa) de passas escuras picadas (60g)

3 colheres (sopa) de nozes torradas e picadas grosseiramente (30g)

1 lata de Atum Sólido em Óleo Gomes da Costa (170g)

1 colher (sopa) de hortelã fresca picada (5g)

sal a gosto

Modo de Preparo

Cozinhe o trigo em água fervente por cerca de 30 minutos ou até ficar al dente. Escorra.

Cozinhe a cevadinha em água fervente por cerca de 30 minutos ou até ficar al dente. Escorra.

Aqueça o azeite e doure levemente a cebola.

Numa tigela junte o trigo, a cevadinha, a cebola, as passas, as nozes e o Atum Gomes da Costa com seu óleo. Misture.

Junte a hortelã e tempere com sal a gosto. Torne a misturar.

Dica

O trigo e a cevadinha são vendidos em casas de produtos naturais.

Variações

Acrescente à salada, pepino cortado em cubos pequenos.

Substitua a hortelã por raspas de laranja ou limão.

Tempere a salada com iogurte natural ou coalhada fresca.

RISOTO DE ASPARGOS E ATUM

Rendimento: 5 porções

Tempo de Preparo: 15 minutos

Tempo de Cozimento: 30 minutos

Ingredientes

300g de aspargos frescos

2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina

1 cebola grande picada

1 xícara (chá) de arroz arbóreo

1 tablete de caldo de galinha ou legumes

cerca de 4 xícaras (chá) do caldo do cozimento dos aspargos

1 lata de Atum Sólido em Óleo 170g

2 colheres (sopa) de queijo tipo parmesão ralado

2 colheres (sopa) de nozes picadas grosseiramente

Modo de Preparo

Limpe o aspargo: com o auxílio de uma faca corte cerca de 2 cm abaixo da ponta. Reserve as pontas. Retire os fios do caule do aspargo e corte-o em pedaços de cerca de 0,5cm. Cozinhe os pedaços de caule, em fogo alto, em água fervente abundante (cerca de 1,5 litros). Quando estiverem quase macios, acrescente as pontas e cozinhe até ficarem macias.

Dissolva o caldo de galinha no caldo do cozimento dos aspargos. Reserve.

Aqueça a manteiga e doure levemente a cebola.

Junte o arroz e refogue demoradamente. Usando sempre fogo brando, panela destampada, acrescente ao refogado uma concha cheia de caldo fervente. Cozinhe, misturando de vez em quando até o líquido evaporar.

Volte a juntar mais uma concha do caldo fervente. Repita o processo até que o arroz esteja cozido, macio, mas ainda firme.

Acrescente os aspargos, o Atum Gomes da Costa com seu óleo e o queijo. Misture bem. Acerte o sal se necessário.

Sirva em seguida polvilhado com as nozes.

Dica

Para limpar os caules dos aspargos deve-se eliminar a parte fibrosa com o auxílio de uma faca ou descascador de legumes.

Variação

Substitua os aspargos por brócolis.

SARDINHA NA MORANGA

Rendimento: 10 porções

Tempo de Preparo: 25 minutos

Tempo de Cozimento: 3 horas e 30 minutos

Ingredientes

3 colheres (sopa) de óleo

2 cebolas picadas

5 colheres (sopa) de farinha de trigo

2 xícaras (chá) de leite

2 latas de Sardinha com Molho de Tomate 125g

2 colheres (sopa) de coentro ou salsinha picada

sal e molho de pimenta a gosto

1 embalagem de requeijão cremoso tipo Catupiry (250g)

Modo de Preparo

Abóbora:

Com a ajuda de uma faca bem afiada corte uma tampa na abóbora . Retire as sementes.

Lave bem a abóbora e tempere seu interior com sal.

Embrulhe a abóbora e a tampa com papel alumínio, de maneira que fique bem fechada. Cozinhe em forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 3 horas ou até que espetando a polpa da abóbora com um garfo esta esteja macia. Retire do forno.

Para eliminar o líquido que se forma dentro da abóbora, vire-a com a abertura para baixo. Reserve.

Recheio:

Numa panela, aqueça o óleo e doure aí a cebola.

Junte a farinha dissolvida no leite e cozinhe mexendo sempre até encorpar.

Acrescente as Sardinhas Gomes da Costa com seu molho, o coentro ou salsinha, o sal e o molho de pimenta. 

Montagem

Espalhe o requeijão cremoso pela parte interna da abóbora.

Recheie a abóbora com o refogado de sardinha e cubra com a tampa da abóbora.

Leve a abóbora ao forno médio (180ºC) por cerca de 20 minutos ou até que a casca da abóbora comece a dourar.

Sirva a seguir.

Dica

Outro método de cozimento da abóbora: Numa panela grande, com água até a metade, coloque a abóbora. Tempere a água com sal. Cozinhe a abóbora em panela tampada até que, enfiando-se um garfo, ele entre sem dificuldade (cerca de 2 horas).

Variação

Retire uma tampa maior e cubra toda a abertura com batata palha.

Créditos das fotos: Gomes da Costa/Divulgação.

O Dia das Mães está chegando e a Gomes da Costa sugere três receitas especiais para elas: Salada de grãos à moda árabe com atum, Risoto de aspargos e atum e Sardinha na moranga.

Confira abaixo o passo a passo do preparo.
Créditos das fotos: Gomes da Costa/Divulgação.

SALADA DE GRÃOS À MODA ÁRABE COM ATUM

Rendimento: 4 porções
Tempo de Preparo: 15 minutos
Tempo de Cozimento: 30 minutos

Ingredientes

meia xícara (chá) de trigo em grão (95g)
meia xícara (chá) de cevada em grão (95g)
1 colher (sopa) de Azeite Extra Virgem Gomes da Costa (15ml)
1 cebola média cortada em cubos (80g)
3 colheres (sopa) de passas escuras picadas (60g)
3 colheres (sopa) de nozes torradas e picadas grosseiramente (30g)
1 lata de Atum Sólido em Óleo Gomes da Costa (170g)
1 colher (sopa) de hortelã fresca picada (5g)
sal a gosto

Modo de Preparo

Cozinhe o trigo em água fervente por cerca de 30 minutos ou até ficar al dente. Escorra.
Cozinhe a cevadinha em água fervente por cerca de 30 minutos ou até ficar al dente. Escorra.
Aqueça o azeite e doure levemente a cebola.
Numa tigela junte o trigo, a cevadinha, a cebola, as passas, as nozes e o Atum Gomes da Costa com seu óleo. Misture.
Junte a hortelã e tempere com sal a gosto. Torne a misturar.

Dica
O trigo e a cevadinha são vendidos em casas de produtos naturais.

Variações
Acrescente à salada, pepino cortado em cubos pequenos.
Substitua a hortelã por raspas de laranja ou limão.
Tempere a salada com iogurte natural ou coalhada fresca.

RISOTO DE ASPARGOS E ATUM

Rendimento: 5 porções
Tempo de Preparo: 15 minutos
Tempo de Cozimento: 30 minutos

Ingredientes

300g de aspargos frescos
2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
1 cebola grande picada
1 xícara (chá) de arroz arbóreo
1 tablete de caldo de galinha ou legumes
cerca de 4 xícaras (chá) do caldo do cozimento dos aspargos
1 lata de Atum Sólido em Óleo 170g
2 colheres (sopa) de queijo tipo parmesão ralado
2 colheres (sopa) de nozes picadas grosseiramente

Modo de Preparo

Limpe o aspargo: com o auxílio de uma faca corte cerca de 2 cm abaixo da ponta. Reserve as pontas. Retire os fios do caule do aspargo e corte-o em pedaços de cerca de 0,5cm. Cozinhe os pedaços de caule, em fogo alto, em água fervente abundante (cerca de 1,5 litros). Quando estiverem quase macios, acrescente as pontas e cozinhe até ficarem macias.
Dissolva o caldo de galinha no caldo do cozimento dos aspargos. Reserve.
Aqueça a manteiga e doure levemente a cebola.
Junte o arroz e refogue demoradamente. Usando sempre fogo brando, panela destampada, acrescente ao refogado uma concha cheia de caldo fervente. Cozinhe, misturando de vez em quando até o líquido evaporar.
Volte a juntar mais uma concha do caldo fervente. Repita o processo até que o arroz esteja cozido, macio, mas ainda firme.
Acrescente os aspargos, o Atum Gomes da Costa com seu óleo e o queijo. Misture bem. Acerte o sal se necessário.
Sirva em seguida polvilhado com as nozes.

Dica
Para limpar os caules dos aspargos deve-se eliminar a parte fibrosa com o auxílio de uma faca ou descascador de legumes.

Variação
Substitua os aspargos por brócolis.

SARDINHA NA MORANGA

Rendimento: 10 porções
Tempo de Preparo: 25 minutos
Tempo de Cozimento: 3 horas e 30 minutos

Ingredientes

3 colheres (sopa) de óleo
2 cebolas picadas
5 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de leite
2 latas de Sardinha com Molho de Tomate 125g
2 colheres (sopa) de coentro ou salsinha picada
sal e molho de pimenta a gosto
1 embalagem de requeijão cremoso tipo Catupiry (250g)

Modo de Preparo
Abóbora:
Com a ajuda de uma faca bem afiada corte uma tampa na abóbora . Retire as sementes.
Lave bem a abóbora e tempere seu interior com sal.
Embrulhe a abóbora e a tampa com papel alumínio, de maneira que fique bem fechada. Cozinhe em forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 3 horas ou até que espetando a polpa da abóbora com um garfo esta esteja macia. Retire do forno.
Para eliminar o líquido que se forma dentro da abóbora, vire-a com a abertura para baixo. Reserve.

Recheio:
Numa panela, aqueça o óleo e doure aí a cebola.
Junte a farinha dissolvida no leite e cozinhe mexendo sempre até encorpar.
Acrescente as Sardinhas Gomes da Costa com seu molho, o coentro ou salsinha, o sal e o molho de pimenta.

Montagem
Espalhe o requeijão cremoso pela parte interna da abóbora.
Recheie a abóbora com o refogado de sardinha e cubra com a tampa da abóbora.
Leve a abóbora ao forno médio (180ºC) por cerca de 20 minutos ou até que a casca da abóbora comece a dourar.
Sirva a seguir.

Dica
Outro método de cozimento da abóbora: Numa panela grande, com água até a metade, coloque a abóbora. Tempere a água com sal. Cozinhe a abóbora em panela tampada até que, enfiando-se um garfo, ele entre sem dificuldade (cerca de 2 horas).

Variação
Retire uma tampa maior e cubra toda a abertura com batata palha.

Sucesso absoluto mesmo durante a pandemia, Mathilda ganha segunda unidade em Curitiba

Após conquistar o público curitibano com o verdadeiro estilo napolitano de fazer pizza, o empreendimento gastronômico expande seu atendimento com um novo endereço, agora no bairro Juvevê

CURITIBA, 16/04/2021 – A segunda unidade da Pizzaria da Mathilda começa a funcionar em soft opening a partir desta semana, no bairro Juvevê, um dos mais tradicionais da capital paranaense, a nova loja funciona na Rua Rocha Pombo (nº 265), ampliando o raio de atendimento em relação à primeira unidade, no Centro. A marca, lançada há pouco mais de 1 ano, é dedicada ao estilo napolitano de pizza, com formatos individuais e um preparo todo especial dos doze sabores disponíveis.

O empreendimento é comandado por três sócios: o empresário Daniel Mocellin, Giuliano Ziliotto e Maurício Ceschini. A nova unidade da Pizzaria da Mathilda abre as portas do salão para atendimento presencial, dependendo do decreto vigente em Curitiba, e funciona com take away e delivery pelo aplicativo Rappi. “Mesmo com a pandemia, funcionando por apenas 70 dias com atendimento no salão da primeira unidade, conquistamos um grande público e chegamos a fazer perto de 30 mil pizzas em 2020. Até nos surpreendemos com o sucesso, que nos permitiu abrir esta segunda loja. Isso comprova a força da marca Pizzaria da Mathilda”, comenta Mocellin, profissional que ganhou destaque no mercado nacional ao fundar a rede WhataFuck Hamburgueria, mais um grande sucesso na cidade.

O ambiente da nova Mathilda conta com 46 lugares (trabalhando com apenas 50% da capacidade, devido às restrições para o combate do coronavírus), quase o dobro da unidade Centro, com 25 lugares. “Eu e o Maurício desenhamos o layout da loja, sem arquiteto, buscando um espaço alegre, despojado e colorido, seguindo o mesmo estilo da outra loja, mas com uma identidade própria”, explica Mocellin.

Pizza Napolitana

Considerada um patrimônio imaterial da humanidade pela Unesco, a pizza tem sua história iniciada no século 18 na cidade italiana de Nápoles. O preparo napolitano é o mais clássico, com regras específicas a serem seguidas do preparo da massa à finalização. Seguindo esta tradição, a Pizzaria da Mathilda faz o preparo artesanal da massa, por meio de fermentação lenta, com temperatura e tempo controlados. O cuidado com insumos frescos de alta qualidade é aliado às receitas assinadas por Daniel Mocellin. Por fim, a pizza é assada em um tradicional forno napolitano. “Achamos um produto fiel à tradição italiana, com insumos italianos, preço altamente competitivo e que conversa com todos os públicos”, afirma.

Outro detalhe da pizza napolitana é a apresentação individual, seguida à risca pela pizzaria curitibana. São doze sabores disponíveis, cada um saindo a R$ 28. A Margherita é um clássico, preparada com farinha italiana, basílico, parmesão ralado na hora, mozzarella de búfala e azeite extravirgem. Levando o nome da casa, a pizza Mathilda tem mozzarela, frango moído frito temperado com páprica defumada e erva doce, cebola roxa, azeitona preta, orégano e molho de tomate. Há ainda pedidas veganas, como a León, de molho de tomate com berinjela em cubos, cebola branca, azeitona preta em pedaços e basílico.

A segunda unidade da Pizzaria da Mathilda está localizada na Rua Rocha Pombo (nº 265) no bairro Juvevê. O horário de funcionamento é de terça-feira a domingo, das 18h às 23h (segundo o decreto atual, não abre para atendimento presencial aos domingos). Também atende para take away e via delivery pelo aplicativo Rappi. Mais informações no perfil do Instagram: @pizzariadamathilda.

Piraquara recebe 6 toneladas de alimentos da Corrente de Esperança Condor

Para ajudar Piraquara no enfrentamento da pandemia, o Instituto Joanir Zonta realizou a entrega de 6 toneladas de alimentos para o município, neste dia 5 de abril. A doação faz parte da Campanha “Corrente de Esperança Condor”, que segue até o dia 4 de maio e vai destinar parte da venda dos produtos anunciados nos tabloides específicos da ação.

Viabilizada em parceria com os fornecedores da rede, a “Corrente de Esperança Condor” também doou 2 toneladas de alimentos no dia 3 de abril para a comunidade Iguaçu III, em Curitiba. A moradora da comunidade, Rita Cássia Ferreira, destacou que as doações vão ajudar as famílias que trabalham com reciclagem, boa parte idosos. ‘É gratificante ver uma empresa olhando para as famílias aqui de dentro”.

Segundo o diretor administrativo do Condor, Wanclei Said, essa campanha foi idealizada para contribuir com as comunidades onde a rede atua. “Esperamos que estas doações possam minimizar o sofrimento das pessoas afetadas pela pandemia e que leve um pouco de esperança na vida delas”.

Para o prefeito de Piraquara, Josimar Aparecido Knupp Fróes, além de gerar empregos no município, o Condor também está ajudando Piraquara a enfrentar o momento atual. “O Condor é um grande parceiro da cidade e já nos ajudou no ano passado. Agora, esta doação chega em um momento econômico difícil, com desemprego em alta e com muitas famílias precisando”.

A rede também vai entregar amanhã, às 10h, 6 toneladas de alimentos para Araucária (Avenida Brasil, 379, Centro, Araucária – CRAS Centro).

Mais informações sobre a dinâmica da campanha e os produtos participantes podem ser conferidos no site www.condor.com.br.

Voluntários em hospitais se reinventam durante pandemia

Visitas virtuais por meio de robôs e confecção de máscaras a distância estão entre as iniciativas adotadas no isolamento social

Com a pandemia do coronavírus, a busca por ações sociais aumentou no ano de 2020. Uma pesquisa divulgada pelo Benchmarking do Investimento Social Corporativo (BISC), ainda antes do encerramento do ano, já indicava que o volume de doações dobraria no ano passado, em comparação com 2019. O estudo também apontou que houve uma mobilização maior para ajudar com recursos ações na área da saúde, principalmente no combate à Covid-19. Especialistas em ação social apontam essa mobilização como um legado da pandemia que deve se expandir nos próximos anos.

Mas e para quem tinha no contato e nas visitas in loco as principais ferramentas de ajuda? O ano de 2020 foi certamente de reinvenção para esses apaixonados pelo voluntariado. O aposentado Márcio Zeni é voluntário do Hospital Universitário Cajuru há 15 anos e conta que a presença de um voluntário, com toda a sua energia e atenção, é uma forma de diminuir o estresse e os traumas que muitos pacientes têm durante o período de internação. “A presença de voluntários comprometidos com a humanização do atendimento, com tempo, olhos e ouvidos à disposição, serve para diminuir o estresse do paciente. Esse olhar para o ser humano, com carinho e respeito transmite ao paciente maior segurança e conforto. É para isso que dedicamos nosso tempo e nossas energias”, diz.

Mas, durante o período de isolamento social, o trabalho dos voluntários em ambiente hospitalar foi suspenso para preservar a saúde dos envolvidos e, com isso, a conversa, a animação e as risadas passaram a fazer falta nos quartos e corredores dos hospitais. A coordenadora do voluntariado do Hospital Universitário Cajuru, Nilza Maria Brenny, conta que nesse momento foi preciso que o trabalho se reinventasse. “Com a pandemia, a presença dos voluntários foi evitada. Mas, a nossa vontade de ajudar os pacientes que estavam lá dentro foi maior do que toda essa situação. Então nós mudamos e adaptamos as atividades para que cada voluntário pudesse contribuir de forma remota, na segurança do seu lar”, revela.

E, se nesse momento está proibido o contato físico entre as pessoas, os robôs entraram em cena para aproximar voluntários e pacientes virtualmente. Desde maio de 2020, o Róbios é o novo integrante do Cajuru. Com um tablet na altura da cabeça, o robô sai pelos corredores levando os voluntários de forma remota até os pacientes. São mais de 320 voluntários que atuam no hospital, desde grupos de palhaços, músicos e até cachorros que agora, por causa da pandemia, fazem suas apresentações à distância com o auxílio do robô Róbios.

Em cinco meses de trabalho fazendo as visitas com o robô três vezes por semana, foram em média 2100 atendimentos em quartos com os grupos de palhaços e cerca de 60 com os músicos, além das visitas diárias para os pacientes nas UTIs. Para Nilza, essa é uma forma de levar alegria para os pacientes e ainda diminuir a saudade dos voluntários. “As pessoas que estão internadas sentem falta desse cuidado, dessa atenção e carinho. Quando os voluntários chegavam, a alegria era contagiante. E agora, com o Róbios, nós podemos levar esse conforto para os pacientes de forma segura. Sem falar que os próprios voluntários sentem falta desse contato no dia a dia”, revela.

A falta para os voluntários

Márcio é voluntário no Hospital Universitário Cajuru desde a fundação do grupo, em 2006. Em 15 anos de trabalho, pelo menos duas vezes por semana ele acompanhava os pacientes pelos corredores do hospital, empurrando a cadeira de rodas entre o quarto, a sala de exames e os passeios no jardim. No caminho, conversas, histórias e risadas. Rotina que ainda segue suspensa. “O serviço de voluntariado foi interrompido para preservar pacientes, colaboradores e voluntários. Está sendo uma experiência única, o contato físico do dia a dia faz muita falta, todos nós fomos impactados. Nosso desejo é um retorno seguro e o mais breve possível ”, afirma.

Outra forma de manter os voluntários ativos mesmo com as restrições, foi a produção de máscaras de proteção. Cerca de 76 mil máscaras foram confeccionadas e distribuídas para pacientes internados, familiares, acompanhantes, visitantes e funcionários dos setores administrativos. “Como tínhamos essa necessidade de ter mais máscara, e tudo era muito caro, o hospital resolveu comprar o tecido para que a gente ajudasse a confeccionar. E, com isso, nós criamos o grupo de costureiras Mãos Que Transformam. Um grupo ficava encarregado de pegar os tecidos no hospital e levar até a casa dos voluntários. Quando prontas, traziam as máscaras para o hospital e, então, a gente distribuía entre as equipes”, diz Nilza.

Como ajudar

O processo é simples para quem deseja doar parte do seu tempo e se tornar um voluntário no Hospital Universitário Cajuru. Basta agendar uma entrevista por meio do telefone (41) 3271-2990 para que a equipe possa avaliar o candidato e ver qual atividade se encaixa de acordo com o perfil e disponibilidade de horários. Os voluntários também participam do projeto “Acolha Novos Voluntários” que ajuda os candidatos a conhecerem as missões e valores do hospital.

Já quem não tem disponibilidade e mesmo assim quer contribuir, existem diversas formas de colaborar com o hospital: boleto bancário, depósito em conta corrente ou por meio da conta de energia elétrica (Copel).

Empresas também podem fazer suas doações e deduzi-las até o limite de 2% do seu Lucro Operacional Bruto, confira mais informações no site http://www.hospitalcajuru.org.br/doacao/ ou pelo telefone (41) 4042-8374.

Sobre o Hospital Universitário Cajuru

O Hospital Universitário Cajuru é uma instituição filantrópica com atendimento 100% SUS. Está orientada pelos princípios éticos, cristãos e valores do Grupo Marista. Vinculado às escolas de Medicina e Ciências da Vida da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), preza pelo atendimento humanizado, com destaque para procedimentos cirúrgicos, transplante renal, urgência, emergência, traumas e atendimento de retaguarda a Pronto Atendimentos e UPAs de Curitiba e cidades da Região Metropolitana.

Projeto cultural incentiva a ‘escuta de textos’

Peças de teatro foram gravadas em formato radiofônico e estão disponíveis para serem ‘visualizadas com os ouvidos’

O projeto “Leituras com a Inominável: dramaturgia em discussão” – que gravou leituras de oito peças de teatro e as adaptou ao formato radiofônico – está em nova fase. As primeiras produções já estão disponíveis gratuitamente ao público nos canais do YouTube, Instagram e Facebook da Inominável Companhia de Teatro.

As demais peças radiofônicas continuam com estreias toda sexta e sábado, até final de março, nas mesmas redes sociais. Além de incentivar o trabalho de artistas locais ou radicados na capital paranaense, valorizar e divulgar a dramaturgia contemporânea, a ideia é transportar o ouvinte para cenários tão distintos quanto aqueles narrados durante as gravações.

“Queremos estimular nas pessoas a escuta de textos, a imaginação, a curiosidade e a fantasia para que o público arquitete mentalmente e ‘visualize’ as histórias narradas”, explica a atriz, diretora de produção e sócia-fundadora da trupe teatral, Lilyan de Souza.

Ver com os ouvidos
Essas peças radiofônicas são chamadas de áudio-dramas e equivalem a um tipo de radionovela, mas sem as continuidades de capítulos que são comuns a esse gênero.

Contrariando a overdose visual dos tempos atuais, o projeto deixa as telas de lado e incita nas pessoas a audição, o ouvir atentamente, a percepção do que não é visto e sim imaginado.

Os atores que fizeram as leituras dramatizadas para o rádio foram Lilyan de Souza, Letícia Guazzelli, Lucas Mattana, Fabiane de Cezaro, Lucas Buchile e Rafael di Lari - membros da Inominável Companhia de Teatro.

Como forma de contrapartida social, eles e dois autores convidados por vez vão debater as obras em quatro lives descontraídas - nos dias 07, 14, 21 e 28 de abril – que poderão ser acompanhadas ao vivo pelo YouTube da Companhia.

Entre os dramaturgos confirmados estão Alexandre França, Ali Freyer, Daniela Passarinho, Iamni Reche, Juliana Partika, Léo Moita, Leonarda Glück e Sueli Araújo – todos autores curitibanos ou radicados em Curitiba.

O projeto – que surgiu pela vontade de compartilhar processos, pesquisas e reflexões da Inominável – foi aprovado pelo edital Aldir Blanc de Curitiba – Fomento e está sendo realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

Serviço
O que: Peças de teatro que foram gravadas em formato radiofônico estão disponíveis para serem ‘visualizadas com os ouvidos’
Como assistir: Pelo canal do YouTube da Inominável Companhia de Teatro
Quanto: Gratuito

Sugestão de legenda
Foto 1: O ator Lucas Mattana durante as gravações dos áudio-dramas
Crédito da foto: Lilyan de Souza

Arte 2: As peças radiofônicas continuam com estreias toda sexta e sábado, até final de março, nas redes sociais da Inominável Companhia de Teatro
Crédito da arte: Lucas Buchile

STEPAN NERCESSIAN LANÇA PELA EDITORA TORDESILHAS LIVROS O LIVRO GARIMPO DE ALMAS

Atrizes e atores possuem, talvez, mais vidas em si do que qualquer um de nós. Transformam-se em instrumentos e levam vidas destinadas a abrigar experiências daqueles que, muitas das vezes, sequer existem – personagens são criações com origem em muitos seres, formados a partir de memórias, imagens e ideias. Uma amálgama humana, em que um homem comporta cem. É partindo dessa experiência de múltiplas vidas e vozes que Stepan Nercessian, premiado artista e ator brasileiro, conhecido por trabalhos para a televisão e cinema, se lança em outra forma de contar histórias: a narrativa de ficção.

Publicado pela editora Tordesilhas Livros Garimpo de almas é um livro de prosa experimental no qual a poesia, a memória e um olhar elegantemente desprendido do ego imperam, como o olhar que só se pode conferir à vida em nossos últimos dias. No romance, um homem é abalado pela dura imposição do tempo sobre sua estada no mundo, criando contraste entre o que foi e o que é. Nessa desilusão derradeira, Nercessian constrói um personagem real, que poderia ser qualquer um de nós.

Em sua carreira de anos como ator, Stepan Nercessian conquistou a maestria sobre seu ofício e o reconhecimento do público e da crítica, tendo recebido o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria de Melhor Ator em 2019 por seu trabalho interpretando o personagem principal no longa de Andrucha Waddington, Chacrinha: O Velho Guerreiro (2018).

Agora, em Garimpo de almas, Nercessian leva a mesma maestria ao construir vidas para o texto, fazendo das palavras e da literatura sua nova ferramenta e campo de estudo para viver vidas para além de si.

“A mente do escritor Stepan Nercessian é, antes de tudo, uma mente brasileira de colonização carioca, capaz de rir do que lhe faz mal, como nossos melhores sambistas, chargistas e escritores. O movimento do nosso autor pode ter duas direções distintas, sempre com as mesmas consequências – ou ele parte de uma desgraceira danada para rir-se dela, ou começa rindo da realidade banal para depois elevá-la a tragédia.” – CACÁ DIEGUES

Stepan Nercessian nasceu em 02 de dezembro de 1953, em Goiás. Filho de Karabet Nercessian, armênio, e dona Luiza Nercessian, cearense. Tem quatro irmãs, Armenia, Hayni, Anita e Celina. Casado com Desireé Nercessian, mora no Rio de Janeiro e tem mais de 50 anos de atuação nas artes. Premiado por suas atuações no cinema, na televisão e com passagens marcantes pelo teatro, Stepan também trabalhou como revisor e repórter no Jornal Cinco de Março, em Goiânia. Agora dedicado à literatura, promete outras obras após sua estreia com Garimpo de almas.

"Devemos ser gratos aos que realizam nossos sonhos e gratíssimos aos que sonham por nós, que nos ensinam a sonhar."

Sobre Tordesilhas

Ampliar sua atuação em outros segmentos do mercado, com ênfase nos gêneros de não ficção mais valorizados pelos leitores brasileiros, como biografias, memórias e livros de reportagem. Esse é o objetivo do selo Tordesilhas em sua nova etapa. O apuro na produção dos títulos continua sendo marca registrada do selo, assim como seu compromisso com o rigor das edições e da busca por autores renomados. Além dos clássicos, revisitados com criatividade, estão no radar da nova Tordesilhas escritores nacionais e internacionais que investiguem temas contemporâneos, capazes de nos ajudar a compreender mutações aceleradas do mundo no início do século 21.

Serviço:

Garimpo de Almas

Mais de 20 milhões de brasileiros celebram o Dia do Imigrante Italiano neste domingo (21)

Neste domingo (21) é celebrado o Dia do Imigrante Italiano no Brasil. A maior parte dos imigrantes vieram do Velho Continente para o Sul e Sudeste do Brasil. Juntos, os descendentes de italianos nestes quatro estados somam mais de 22,7 milhões de pessoas.

A data foi instituída em 2008 para homenagear o maior movimento migratório internacional da história brasileira. A data foi escolhida para relembrar a chegada em Vitória (ES) do navio La Sofia, em 1874, e que marcou o início do processo de migração de italianos para o Brasil.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelam que 50% da população de Santa Catarina é descendente de italianos. Logo em seguida, aparecem os nascidos no Paraná, onde 37% das pessoas têm origem italiana. No estado de São Paulo, esse percentual é de 32,5% da população, enquanto no Rio Grande do Sul chega a 27%.

Quase dois séculos depois, o movimento tem sido no sentido inverso, com a vontade de brasileiros se reconectarem com a história familiar. É para auxiliar neste sentido que a Bússola Italiana, pesquisando a origem das famílias e chegando até à assessoria para reconhecimento de cidadania italiana. É possível obter a cidadania italiana tendo antepassados ou por matrimônio. Para auxiliar nestes processos, a Bússola Italiana oferece serviços de assessoria. A Bússola é uma empresa que se dedica a processos de cidadania italiana e integração em território europeu.

"Compreendemos que o processo de reconhecimento de cidadania italiana é a concretização de um projeto de vida, de um sonho. Por isso, o nosso time é altamente qualificado e expert na legislação italiana e processos civis para auxiliar os descendentes de italianos a obterem o reconhecimento da cidadania italiana com sucesso, bem como os ítalo-brasileiros a usufruírem plenamente de seus direitos", lembra a consultora de negócios e sócia da Bússola Italiana, Patrícia Diniz.

Contatos:

Facebook.com/bussolaitaliana

Instagram.com/bussolaitaliana

WhatsApp: (11) 98558-1353

Inscrições para concurso literário encerram neste domingo (31)

Ganhadores vão receber R$ 700,00 e seus textos serão transformados em leituras performáticas em vídeo

Termina neste domingo (31 de janeiro) o prazo de inscrições para o I Concurso Literário Novas Leituras Curitibanas, promovido pela Pinguim Produções e Sou Produções.

O evento é destinado ao público com idade acima de 18 anos, que residem em Curitiba e nos municípios da Região Metropolitana participantes, apresentem textos originais inéditos nos gêneros de conto, crônica, dramaturgia ou poesia ainda não publicados total ou parcialmente em meios físicos e digitais. A temática é livre e as inscrições são gratuitas.

Premiações
A partir dos dez textos selecionados, organizadores e artistas da capital paranaense vão criar dez leituras performáticas em vídeos, que serão publicadas e divulgadas no canal do YouTube “Nossas Leituras” e demais redes sociais vinculadas ao projeto.

Já os autores desses textos receberão cachê de R$ 700,00 cada, referente à autorização de uso de escritura para a concepção e veiculação das vídeo-leituras.

Como participar
Para concorrer, os interessados devem entrar no site http://bit.ly/novasleiturascuritibanas ou no perfil da Pinguim Produções no Instagram (@producao.pinguim), ler o regulamento, preencher a ficha de inscrição, as declarações de autoria, originalidade, de residência e enviar esses materiais em formato PDF - até o dia 31 de janeiro - para o e-mail novasleiturascuritibanas@gmail.com

Cada participante poderá concorrer com um texto de sua autoria com no mínimo 5000 (cinco mil) e no máximo 8000 (oito mil) caracteres com espaços. Não serão aceitas obras escritas em coautoria.

Uma comissão julgadora formada por especialistas em literatura contemporânea vai eleger os dez melhores escritos segundo os critérios de originalidade, domínio da forma textual apresentada, consistência formal e temática.

A divulgação do resultado sairá no dia 21 de fevereiro e o pagamento aos vencedores será feito no dia 10 de março, por depósito bancário.

“Queremos incentivar a escrita, descobrir novos talentos literários e dar condições para que mais pessoas mostrem sua criatividade com textos diversos”, fala o produtor e diretor da Pinguim Produções, Rodrigo Hayalla.

Todas as ações desenvolvidas no âmbito desse projeto foram contempladas pelo edital de fomento da Lei Aldir Blanc de Curitiba. O projeto é realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

Serviço:
O que: I Concurso Literário Novas Leituras Curitibanas, promovido pela Pinguim Produções e Sou Produções
Quando: As inscrições estão abertas e vão até 31 de janeiro
Onde: Informações pelo site http://bit.ly/novasleiturascuritibanas ou no perfil da Pinguim Produções no Instagram (@producao.pinguim)
Quanto: Gratuito

Sugestão de legenda
Textos selecionados serão transformados em leituras performáticas em vídeo

Crédito da arte
Lígia Quirino

16ª edição do Festival Multiplicidade tem liberdade como tema e é ótima opção cultural para o final de semana

Evento conta com shows, galerias virtuais e tem participação dos fotógrafos do I Hate Flash

22/01/2020 – Em formato 100% digital, pela primeira vez, o Festival Multiplicidade começou com tudo a 16ª edição, com performance musical de Tom Zé e um vídeo-mapping no Museu Nacional - que sofreu um grave incêndio em 2018 - participando do calendário comemorativo de 100 anos da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). O tema deste ano não poderia ser mais atual em tempos de pandemia, “Liberdade é pouco. O que eu quero ainda não tem nome”, frase atemporal retirada do romance “Perto do coração Selvagem” (1943), da escritora Clarice Lispector.
Além do novo formato, a curadoria, também pela primeira vez, é compartilhada entre os grandes nomes das artes e comunicação, Batman Zavareze, Carlos Albuquerque, Nico Espinoza, Nado Leal, Cleo de Paula e Amnah Asad. Mais uma novidade é a galeria virtual que reuni obras de artistas convidados explorando o tema. Entre eles estão os profissionais do coletivo I Hate Flash.
“A galera do IHF sempre, sempre mesmo, me tirou do prumo com suas propostas e linguagens autorais ao subverter nossa percepção de uma história sendo contada. Eu desejo que todos voem, se divirtam e nos encham de poéticas para afirmarmos que juntos somos muito mais fortes”, comenta sobre o IHF, o idealizador e curador do Multiplicidade, Batman Zavareze. Ele bateu um papo super bacana com jornalista Pedro Willmersdorf que está disponível no site do I Hate Flash contando mais sobre os desafios de fazer o festival em um formato totalmente novo.
“Gosto da ideia de que TUDO É TELA. Os nossos corpos, as fachadas arquitetônicas, as ruínas, as copas das árvores, o chão que pisamos, a cúpula do Planetário, o telão do cinema, a TV, o celular e o computador são as muitas telas que nos seduzem profundamente”, afirma Zavareze.
Os profissionais do IHF se jogaram no tema. “Depois de escrever cinco parágrafos e não estar nem na metade do que pensei, acho melhor reduzir à primeira coisa que veio na cabeça no dia de hoje: VACINA!”, falou o fotógrafo e sócio-fundador do coletivo, Fernando Schalepfer.
“Gosto muito da definição da Nina Simone, que diz: liberdade é não ter medo. Meu trabalho tenta retratar como seria minha vida assim, livre, sem medo”, fala a fotógrafa Fernanda Tiné. Helena Yoshioka completa: “Quando eu penso na ideia de liberdade, penso que ela é um processo, não um lugar em que se chega. A liberdade exige confiar nesse processo, se entregar sem necessariamente ver o que tem do lado de lá. Liberdade é um movimento, um mergulho”.
Nos dias 22 e 23 dez artistas nacionais e quatro internacionais vão se apresentar no canal Multiplicidade no Youtube. No dia 24, o encerramento terá a performance do artista japonês Ryoji Ikeda. Toda a programação está no canal Multiplicidade no Youtube e nas redes sociais do festival.

Ex-participante do Masterchef lança curso online de confeitaria gratuito

Bolos artesanais e lucrativos são a proposta do lançamento

São Paulo, janeiro de 2021 – A confeiteira Haila Santua, conhecida por sua marcante participação no programa MasterChef Brasil, acaba de lançar seu primeiro curso de confeitaria o MasterCakes Lucrativos, que acontecerá dos dias 11 a 14 de janeiro de forma gratuita e totalmente on-line.
“Depois que comecei a me dedicar a gastronomia tenho um propósito muito grande de levar esse amor para as pessoas, seja nos eventos que trabalho ou nas dicas que posto nas redes sociais. Este curso é o primeiro passo de um grande sonho, espero poder levar meu conhecimento e ajudar as pessoas com ele”, comenta a confeiteira, que revelou ter como meta a abertura de uma escola de confeitaria com seu nome.
O curso gratuito terá 4 aulas gratuitas que irão auxiliar o aluno a entender melhor o mundo da confeitaria e como iniciar a ter lucro com a produção de bolos artesanais. Os interessados devem se inscrever no site: www.mastercakeslucrativos.com.br e seguir os passos do vídeo de introdução para garantir que tenham acesso a todas as aulas disponibilizadas.
Sobre Haila Santuá começou a fazer bolos aos 10 anos para vender na escola. Aos 16 anos entrou para faculdade de artes cênicas, se formou com 19, e logo, entrou para faculdade de publicidade, se formando na segunda graduação aos 23 anos. Goiana, cristã, atriz, publicitária por formação, e cozinheira por paixão. Aos 25 anos ficou desempregada e resolveu se dedicar aos estudos de gastronomia com intuito de se inscrever para o programa de culinária mais disputado da TV: o MasterChef Brasil. Mesmo tendo um início com muitas críticas no programa se superou, começou a se destacar na competição, ganhando provas como líder, e provas com chefes estrelados, assim se tornando uma forte candidata, e chegou ao 5° lugar na competição. Sua espontaneidade, carisma e humildade a tornaram uma das favoritas do público, conquistando mais de 200.000 seguidores no Instagram.

Hospital Care, Pilar Hospital e Cedip formalizam parceria em Curitiba

Hospital Care, Pilar Hospital e Cedip formalizam parceria em Curitiba

A Hospital Care, holding administradora de serviços de saúde, o Pilar Hospital e a Clínica de Exames de Diagnóstico por Imagem, Cedip, concluíram, no dia 31 de dezembro de 2020, uma parceria entre as entidades.

O negócio terá o compromisso de elevar, ainda mais, o patamar de qualidade e atendimento da clínica, gerando benefícios aos colaboradores, médicos, fontes pagadoras, acionistas e principalmente, pacientes.

Além disso, a parceria também vai permitir a expansão dos serviços de diagnóstico por imagem oferecido pelo Pilar Hospital aos seus pacientes, com ampliação de capacidade de atendimento e sinergias operacionais.

“Com a aquisição da Cedip, damos mais um passo na estratégia de expandir e fortalecer a nossa presença em Curitiba, praça importante para os planos da Hospital Care. A parceria trará mais qualidade e experiência para a nossa operação, aprimorando a prestação de serviços de saúde à população de Curitiba e região, afirma Rogério Melzi, presidente da Hospital Care.

“A parceria com a Clínica de Exames de Diagnóstico por Imagem consolida o projeto apresentado pela Hospital Care ao mercado curitibano, desde a sua chegada. A união com este importante player da saúde vai proporcionar um salto relevante nos serviços de diagnóstico por imagem de todo o grupo”, ressalta Rodrigo Milano, diretor do Pilar Hospital.

A Cedip, fundada em 1991, é referência em diagnóstico por imagem na região. São duas unidades de atendimento em funcionamento, em Curitiba e São José dos Pinhais, e uma terceira unidade em construção, com previsão de término para 2022. Hoje, a clínica realiza e 17,5 mil exames por mês, com atendimento mensal médio de 12,4 mil pacientes.

A gestão da clínica continuará nas mãos do Dr. Prestes, sócio fundador, e que está à frente da operação nestes 30 anos de história, em parceria com as outras duas entidades.

“Estamos muito satisfeitos com esta parceria e com tudo que ela vai proporcionar à Cedip e, principalmente, aos pacientes e colaboradores. Conseguiremos acelerar e ampliar o nosso plano de crescimento em Curitiba e região”, completa Dr. Prestes, sócio-fundador da Cedip.

A Hospital Care, o Pilar Hospital e a Cedip estão muito orgulhosos com mais este passo em direção ao incremento da medicina de qualidade para a cidade de Curitiba e região.

Com brasileiro disputando título na luta principal, BRAVE CF divulga card completo para estreia na Rússia

Distrito de Seef, Bahrein - 28 de Dezembro de 2020

O BRAVE Combat Federation sempre teve a Rússia como um dos principais pontos-focais para desenvolvimento de talentos, tanto que trouxe e promoveu diversos jovens promissores do país continental. Dessa forma, como não poderia deixar de ser, a organização planeja um card estelar para sua estreia na nação. O card completo do BRAVE CF 46 foi anunciado e contará com o brasileiro Leonardo “Macarrão” na luta principal disputando o cinturão dos super leves, além de estrelas nacionais e internacionais.

Macarrão enfrentará o russo-barenita Eldar Eldarov, campeão da divisão até 75kg, na luta mais importante de sua carreira até aqui. Essa será a primeira vez que o cinturão da nova categoria de peso implementada pelo BRAVE CF será posto em jogo por seu campeão inaugural.

Na luta co-principal da noite, o ex-desafiante ao cinturão do UFC Ali Bagautinov fará sua estreia pelo BRAVE CF contra o compatriota russo Oleg Lichkovakha. Bagautinov é duas vezes campeão mundial de sambo e um dos mais importantes nomes das categorias mais leves na Rússia. Do outro lado do cage, Lichkovakha é uma jovem promessa do MMA russo, com apenas 24 e mais de 20 lutas profissionais, buscando chegar ao estrelato vencendo um veterano conhecido do público.

Além disso, o BRAVE CF 46 também contará com o retorno do veterano peso pesado Konstantin Erokhin, outro ex-UFC, que encara o perigoso quirguistanês Zhyrgalbek Chomonov. Também do Quirguistão vem o astro nacional Abdisalam Kubanychbek, que busca sua terceira vitória no BRAVE CF contra Jahongir Saidjamolov.

Outro grande nome do MMA russo que fará sua estreia pelo BRAVE CF no primeiro evento da organização em seu país-natal é Roman Bogatov, que recentemente enfrentou o brasileiro Leonardo Santos no UFC. Bogatov terá pela frente Nurzhan Akishev.

Por fim, um importante anúncio da organização no que diz respeito ao desenvolvimento de jovens talentos foi o da presença do bicampeão mundial de MMA amador Murtaza Talha no card. Murtaza vai enfrentar Dmitriy Kruvulets em uma luta com peso combinado de até 90kg.

O BRAVE CF 46 acontece no dia 16 de janeiro, na cidade de Sochi, na Rússia, e levará a promoção à marca de 21 países já visitados. O evento será realizado em associação com os organizadores locais da Krepost Selection.

Confira o card do BRAVE CF 46:
Título mundial peso super leve - Eldar Eldarov (12-1) vs Leonardo Mafra (15-5)
Peso combinado (59,5kg) - Ali Bagautinov (18-7) vs Oleg Lichkovakha (15-4-0, 2 NC)
Peso combinado (67 kg) - Roman Bogatov (10-1) vs Nurzhan Akishev (11-1)
Peso pesado - Konstantin Erokhin (9-4) vs Zhyrgalbek Chomonov (8-1)
Peso combinado (71kg) - Abdisalam Kubanychbek (16-3) vs Jahongir Saidjamolov (14-4)
Peso médio - Gamzat Khiramagomedov (9-1) vs Rustam Chsiev (3-2)
Peso combinado (68 kg) - Magomed Absudalamov (6-0) vs Andrey Lezhnev (19-9)
Peso combinado (90 kg) - Murtaza Talha (1-0) vs Dmitriy Krivulets (3-1)
Peso leve - Murad Bilarov (3-1) vs Fedor Babich (4-4)

Way Beer lança aplicativo exclusivo de delivery de cervejas artesanais

O app MyWay reúne os principais produtos da cervejaria paranaense, além de trazer promoções exclusivas para os usuários

CURITIBA, 17/12/2020 - Referência nacional na produção de cervejas artesanais, a cervejaria paranaense Way Beer acaba de lançra um aplicativo de delivery exclusivo para os produtos da marca. Batizado de MyWay, a opção digital de compra contempla os principais rótulos de cervejas, chopes no Growler, com as opções disponíveis no taplist, e uma outra grande novidade: coleções exclusivas da marca, com produtos como chinelos, camisetas, cangas e copos.

Disponível nos sistemas Andoid e iOS, o MyWay traz ainda promoções exclusivas e imperdíveis que ficam disponíveis somente para os usuários do aplicativo. “Estávamos em busca de uma maneira de estreitarmos ainda mais a nossa relação com o nosso cliente. Foi aí que chegamos ao projeto do MyWay, que permite que os usuários tenham acesso aos nossos produtos e serviços a partir de poucos cliques. Agora, os moradores das cidades de Curitiba e Pinhais têm um acesso descomplicado aos nossos produtos, sem contar a facilidade de receber informações sobre tudo o que acontece em nossa fábrica”, comenta Desiree Osternack Meister, Coordenadora de Marketing da Way Beer.

O aplicativo possui uma interface simples, intuitiva e dividida por categorias, tudo para facilitar a navegação e tornar a experiência de compra rápida e agradável. Para ter acesso ao novo canal de compras da Way Beer, basta realizar o download na Apple Store ou no Google Play e preencher o cadastro no aplicativo.

Mais informações no site www.waybeer.com.br ou no perfil oficial da cervejaria no Instagram (@way_beer).