Logística integrada, trilhos impulsionam negócios no Brasil

Benefícios em escala e redução de custos ganham a adesão de diferentes segmentos de produtos; websérie reúne líderes, fomentando soluções

Otimizar processos, reduzir custos e aumentar a produtividade e a satisfação do cliente são objetivos da logística integrada. Aliada do reposicionamento de negócios durante e no pós-pandemia, esse sistema integrado de fluxos, serviços e informações tem na ampliação dos serviços ferroviários no Brasil um caminho concreto para o fortalecimento de diferentes marcas e segmentos. Unindo duas gigantes do mercado, Brado e Amaggi, a logística sobre trilhos e as perspectivas para o Brasil é o mote do 7º episódio da Websérie Especial Logística Integrada, promovida pelo LIDE Grupo de Líderes Empresariais do Paraná, Mato Grosso e Santos.
Com uma cobertura atual da ordem de 70% do território nacional, a Brado deu passos largos nos últimos anos para atender à alta demanda por competitividade e ganhos de escala no mercado brasileiro e internacional. A empresa que vem crescendo em média 20% ao ano incorporou aos serviços a oferta de vagões empilhados, os chamados double-stack, ampliando em 40% a capacidade de carregamento. Em "dois andares" repletos de diferentes mercadorias, muitas vezes num mix de commodities e subprodutos, os vagões carreiam pelos trilhos 70 tipos de produtos, todos os dias, entre Sumaré (SP) e Rondonópolis (MT).
Essa variedade é facilmente percebida na carteira de 230 clientes, que inclui marcas como ADM, Carrefour, Eldorado, JBS e Minerva Foods. "A gente não vende transporte, a gente proporciona solução, com benefícios de qualidade, segurança, controle. Nós podemos levar a soja, mas também o feijão, a glicerina, cerveja, vestuário. Isso é oportunidade para a construção de novos negócios. Hoje, por exemplo, boa parte do material de construção que chega a Mato Grosso vai pelos contêineres. O nosso business é oferecer soluções integradas a toda a cadeia", declara Douglas Goetten, diretor comercial da Brado.
Quando o assunto é o caminho das commodities pelos trilhos do Brasil, destaca-se que não apenas de soja se enchem os vagões. O algodão, que tem um processamento diferenciado, também aderiu à matriz ferroviária. Mostra desse movimento, pela quarta safra consecutiva, a Amaggi utiliza contêineres da Brado para a remessa de algodão até o Porto de Santos (SP).
"A Amaggi sempre vinha num tipo de escoamento muito tradicional. O algodão chegava em Santos, fazia a estufagem e processamento nos berços para ser exportado. Uma grande preocupação sempre foi a estrutura de preparo nos portos para a exportação. Após conversarmos bastante, a Brado trouxe essa inovação", pontua o supervisor de Logística da Amaggi, Alexandre Botter Fonzar.
Soluções em logística integrada podem ser consideradas um dos pilares que alçaram a Amaggi de produtora de grãos ao status de um dos grupos econômicos de maior projeção no Brasil e no mundo. O gerente de Logística Anilton Carmo observa que 80% das commodities movimentadas pela Amaggi são escoadas por meio de intermodais, associando as tradicionais carretas a hidrovias e ferrovias. O caminho mais ágil aos portos resguarda os prazos de embarque nos navios que levam grãos até diferentes compradores internacionais.
"A ferrovia é uma forma de chegar ao porto com a mercadoria mais preparada para embarcar no navio. Cada vez mais essa estrutura chega ao interior do Brasil. A intermodalidade não é o futuro. Para nós, já é o presente", destaca.

Logística integrada – Promovido pelo LIDE Mato Grosso, LIDE Santos e LIDE Paraná, o projeto "Logística Integrada – Debates e Soluções" reúne lideranças no objetivo de diagnosticar gargalos, oportunidades e soluções à logística e infraestrutura nacional. Para assistir aos episódios da websérie que compõe o projeto, basta acessar o canal do LIDE Paraná no Youtube. Os programas são apresentados por Heloisa Garrett, presidente do Lide Paraná, tendo a participação de presidente do LIDE Mato Grosso, Evandro César Santos, e do presidente do LIDE Santos, Jarbas Vieira Marques.

Não misture interesses particulares e negócios da empresa

Ser dono de uma empresa não significa ter acesso indiscriminado ao caixa, ainda mais em tempo de recessão e pandemia

A divisão de bens particulares e ativos empresariais entre herdeiros de uma mesma família exige cuidados. Sim, essa etapa é decisiva na continuidade dos negócios, com reflexos para influenciar na sobrevivência da própria corporação.

Se bem conduzida, a sucessão trará muitos benefícios e desdobramentos importantes, assegurando que a companhia continue saudável e o patrimônio individual seja preservado.

É preciso lembrar: em caso de problemas financeiros - com a consequente entrada em cena de credores - é grande o risco de que uma parte da herança transferida aos herdeiros possa ser dilapidada, tudo por causa do obrigatório pagamento de dívidas.

Para que a condução dos negócios familiares seja conduzida com normalidade e as posses sejam garantidas, acompanhe as orientações de Morgana Borssuk, sócia do escritório Borssuk & Marcos Advocacia:

1) A transferência de patrimônio aos legatários exige uma cultura de sucessão dentro da organização. Ou seja, o fundador deve treinar as novas gerações para se familiarizarem com os negócios. Assim, eles podem assumir gradativamente todas as responsabilidades, sem traumas.

2) Quando se percebe o desinteresse do familiar, o que fazer? Uma das soluções é encontrar um sócio que esteja disposto e apto para assumir o negócio. É uma maneira de garantir o futuro financeiro daquele membro que não quer contato com os empreendimentos.

3) Dentro de um ambiente de confiança entre as partes, por causa dos laços familiares, a tomada de decisões tende a ser mais rápida, definindo com segurança como será a nova cara da companhia. Use isso em favor de todos e do próprio negócio.

4) Toda a família, com a devida qualificação profissional, tem condições de assumir setores importantes da corporação. Esse fato emerge como uma segurança natural, mas não quer dizer que profissionais competentes no mercado devam ser descartados. Não deixa de ser um caminho para arejar planejamentos e novas estratégias.

5) Ser dono do negócio não significa ter acesso indiscriminado ao caixa, ainda mais em tempo de recessão e pandemia. Por isso, é fundamental definir um valor como salário ou pró-labore. Trata-se de uma forma de não misturar interesses particulares com os associados à condução dos rumos da empresa. Isso evita o aparecimento de dívidas e confusões desnecessárias sobre a administração.

Dicas preciosas para que a Loja crie experiências inesquecíveis ao cliente, do arquiteto Julio Takano, especialista em projetos de varejo

CEO da Kawahara & Takano Retailing e palestrante de eventos nacionais e internacionais, Takano orienta sobre como fazer o negócio renascer com criatividade, neste pós-pandemia
“A inteligência emocional é que vai diferenciar os sobreviventes”, afirma o arquiteto Julio Takano, um dos maiores especialistas do Brasil em projetos de varejo. Segundo diz não basta mais pensar apenas a loja física como todos conhecem. “O que está acontecendo com a humanidade nos últimos meses fez todos pararem para pensar. O processo do Covid-19, de imersão de mais de 100 dias, mudou o comportamento das pessoas, que se tornaram muito exigentes com o que vão fazer com seu dinheiro e também nos relacionamentos, e querem novidades e benefícios contundentes. Essa vai ser a próxima onda do varejo”. Takano está à frente da Kawahara & Takano Retailing, conceituado escritório brasileiro com história de sucesso internacional, que desenvolve arquitetura de negócios e conceitos de store design para grandes marcas, como a Tramontina.
Ao compartilhar uma visão otimista diante dos negócios, o especialista ressalta existirem formas diferentes de olhar para este novo momento. “Estamos sentidos com tanta gente sucumbindo a essa pandemia, mas por outro lado está sendo um processo de renascimento espiritual, onde muitos vão buscar um propósito”. Takano relembra a Idade Média, quando mais de um terço da população europeia sucumbiu a peste negra. E o que veio depois foi a descoberta pelo renascimento de várias áreas, da arquitetura, das artes e da música. “Justamente no momento de tanta reclusão, as pessoas floresceram”. Para Takano, estamos vivendo algo semelhante: “essa reclusão gera uma demanda reprimida por um consumo qualificado, consciente, diferenciado e inesquecível. Neste momento, quem trabalha com processo criativo e tem capacidade de construir negócios terá uma vantagem competitiva sem igual”, conclui.
Como dica primordial para o varejista, o arquiteto fala sobre a jornada do consumidor, processo pelo qual o cliente passa até tomar a decisão de compra de um produto ou serviço. Primeiramente, Takano convida o varejista a olhar sua loja como cliente e a compará-la com 10 lojas da rua, cinco de cada lado, direito e esquerdo, percebendo se a sua loja se destaque ou não, observando o alinhamento na rua do topo dos edifícios, se o seu é o mais baixo ou mais alto. “Quando começamos um projeto, se necessário, elevamos o ponto de venda para um metro e meio acima do que o edifício mais alto da rua. Essa percepção de fachada ajuda muito a se reposicionar”.
Na continuidade, vem a vitrine da loja. “Faz parte dessa jornada conhecer o estilo de vida dos clientes e oferecer na vitrine exatamente o que eles ainda nem sabem que vão precisar. Personalize quem é seu cliente e, então, comece a contar uma história para ele a partir da vitrine. A loja tem que brilhar para a rua”. Assim, segundo Takano, quando o consumidor é seduzido pela vitrine, ao entrar na loja, o próximo passo é que sinta conforto visual. Se a rua estiver ensolarada, a loja tem que acompanhar essa iluminação, não pode estar ou parecer escura. “Um bom exemplo é a boca de um túnel, que costuma ter muito mais luminária para que o motorista não perca a direção. Na loja de rua também tem que ter essa transição de uns dois metros de luz intensa, para que o cliente não tenha a percepção de que a loja está escura. Isso dá conforto, bem-estar, prazer e segurança. Principalmente agora que a loja tem que estar limpa e segura para uma compra de decisão rápida. Na jornada essa percepção visual é muito importante”.
Outra boa dica do arquiteto, é com relação a mesa de valorização de produtos, clara e iluminada, perto da entrada da loja. “E as paredes devem ter um planograma, onde são desenvolvidas as coleções, em que os produtos são como pequenas iscas expostas. O cliente vai olhando as peças, manuseando e quando percebe já andou uns 10 metros, sendo induzido a conhecer as novidades”.
Ao escolher o produto, se for roupa, o cliente segue para o provador: “Mas como provar pós-Covid-19? Já tem algumas boas soluções, como as lâmpadas UVs, que esterilizam tudo. Mas é importante esterilizar e higienizar os espaços na frente do cliente”, explica.
O próximo passo do cliente, geralmente, é o caixa, onde Takano tem mais uma dica fundamental. “É comprovado cientificamente que no caixa a temperatura corporal aumenta, por isso é importante baixar a temperatura até dois graus centigrados, deixando a área bem fresca”.
Com relação a exposição da marca, o especialista diz que deve estar presente em momentos relevantes da jornada do cliente, como fachada, caixa, crediário, área de serviços/ customização. “E ter tudo isso correto na loja de nada adianta se não tiver equipe devidamente treinada”, completa.
O expert orienta: olhe sua loja, aumente a presença dela, e lhe dê um propósito. “Quem começar a fazer planejamento na retomada, no pós-pandemia, está muito atrasado”, diz Takano. “A rotina absorve e faz com que o empresário fique operacional e menos estratégico em seu negócio. Nos dias de hoje, se o empresário continuar fazendo tudo do jeito que sempre faz, a chance de dar errado é enorme, porque o cliente não quer a mesma coisa, ele quer uma disrupção, processo em que tudo que foi feito até então parece velho instantaneamente”.
Store Design -- Segundo Takano, store design é a tradução de todo o desenho de uma loja, é uma das disciplinas que faz parte da Arquitetura de Negócio. No final de uma jornada, para inaugurar a loja, é preciso do store design, que dá a forma a um plano estratégico. “A loja tem um grande objetivo, que é criar uma experiência que tangibilize 10 minutos de férias inesquecíveis ao cliente. São memórias afetivas, que promovem a desconexão da rotina, a restauração da alma. Tudo isso, através de micromomentos de experiências, sejam visuais, olfativas ou táteis. Deve-se tratar a loja como um templo, fazendo com que o cliente resgate a energia e a autoestima. Isso é possível porque é uma ciência”, conclui.
Julio Takano – É palestrante sobre o tema do negócio do varejo e comanda grupos de viagens de negócios para os mais importantes eventos de varejo do mundo, como Web Summit 2018, NRF 2019 e Euroshop 2020 (quando também foi um dos palestrantes).

Sobre a KT Retailing (https://www.ktarq.com.br/) - Arquitetura de Negócios, a arte de cristalizar indulgências. Fundada em 1992, a Kawahara | Takano Retailing, com visão estratégica em Arquitetura de Negócios, promove a integração das áreas de Marketing, Produtos, Operações e Ponto de Venda, para conceituar espaços comerciais com a mais alta rentabilidade por m2 nos segmentos de varejo onde atua na América Latina e Europa.
Constrói sólida reputação auxiliando seus clientes na construção de marcas icônicas, promovendo grande reposicionamento estratégico e cristalizando indulgências no ponto de venda para tangibilizar espaços comerciais verdadeiramente memoráveis, criando experiências sensoriais que simulem “10 minutos de férias por dia”. O escritório tem uma equipe de criação de negócios multidisciplinar, composta por Arquitetos, Designers, Artistas Plásticos, Visual Merchandisers, Estrategistas e Investidores. A equipe desenvolve Arquitetura de Negócios, criando lojas e transformando consumidores em fãs de marcas.
Entre os cases destacam-se o da Hering, cujas ações subiram nos últimos 10 anos 908% partindo de uma plataforma de 64 lojas, em 2006, para 800 lojas, em 2018. O primeiro conceito KT Retailing exportado foi em 2006, com o desenvolvimento da loja Hering no Uruguai e posteriormente na América Latina.
A maior rede de franquias de cosméticos do mundo, O Boticário teve assinatura da KT Retailing, com a criação do conceito “Beleza 365 dias do ano”, transformando 1000 lojas das 4.000 existentes. O escritório também desenvolveu projetos para grandes marcas como a TStore, da fabricante Tramontina (Brasil, Chile, Bolívia, Peru, Colômbia, entre outros), Petz, TAM Airlines, Walmart, Artex, Telhanorte, Clube Morena Rosa, Leveros, Mobly e Lowe’s México, entre outras de segmentos diversos.

Julho tem a melhor performance do ano na Rede Lojacorr

Julho tem a melhor performance do ano na Rede Lojacorr

Produção global da Rede chega a quase R$ 67 milhões

CURITIBA, AGOSTO DE 2020 – LIDE MULTIMÍDIA – Resiliência e autossuperação. Esses vêm sendo os segredos da Rede Lojacorr, maior rede de corretoras de seguros independentes do País, frente à pandemia. Fruto desse empenho, a Lojacorr fechou o mês de julho com um total de R$ 66.501.685,82 na produção, a maior do ano em números absolutos, sendo comercializados em Seguros R$ 58.943.519,08 (+12,75%); Consórcios R$ 5.039.689,00 (+131,48%) e Demais Segmentos R$ 2.518.477,74 (+319,29%). O resultado representa um crescimento total de 20,79% referente ao mesmo período do ano anterior.

Os principais ramos comercializados cresceram, com destaque para: Saúde 63%, Residencial 51%, Vida 36%, RD Equipamentos 27%, Condomínio 24% e Rural 23%. Além disso, 89% das corretoras da Rede tiveram alta, com destaque para: Viconseg, Rosa Tavares, M & K, Sempre Bem, Opipari, Silveira, Primato, M&S RP, Jhon Jhon e Atual Secure; e 45 unidades apresentaram êxito, com destaque para: Maringá, Campinas, Ribeirão Preto, Sul de Minas, Maranhão, Vitória da Conquista, Itajaí, Mato Grosso, Pernambuco e Goiânia. Em relação às companhias parceiras, 75% delas cresceram, com destaque para: SulAmérica, Mitsui, Bradesco, Tokio Marine, Liberty, Unimed, Amil, MetLife, Suhai e Sancor.

De acordo com o diretor Comercial da Rede Lojacorr, Geniomar Pereira, essa foi a melhor performance do ano em números absolutos. “Não é tão simples crescer dois dígitos, mas com a força da Rede foi possível obter esse resultado”, conta.

No mês de julho, a Lojacorr conquistou ainda 29 novas corretoras de seguros e um crescimento de 131,48% na venda dos planos de consórcios da Rede Lojacorr Consórcios, administrada pela BR Consórcios. O mês teve a 2ª melhor performance de 2020, e em percentual foi a melhor do ano.

Sobre a Rede Lojacorr: A Lojacorr é a maior Rede de Corretoras de Seguros Independentes do Brasil. Por meio do seu modelo de negócios disruptivo, realiza a intermediação entre corretoras de seguros e as seguradoras, disponibilizando suporte operacional, comercial e estratégico. Fundada em 1996, a empresa se dedica para oferecer as melhores soluções em distribuição de seguros e produtos financeiros às corretoras e clientes. Presente em 22 estados e no Distrito Federal, por meio de 55 Unidades de Negócios, as 360 mil apólices ativas, foram comercializadas por 3.330 profissionais de seguros, que atuam em mais de 3600 municípios. Tendo como sede administrativa, Curitiba (PR) e sede comercial em São Paulo (SP), a Rede Lojacorr conta também com 220 colaboradores. A Rede Lojacorr está entre as empresas emergentes do Sul e é certificada pelo Great Place to Work

Fundo de Investimento Imobiliário compra edifício na região central de Curitiba

Com as alterações que o mercado financeiro sofreu em virtude da queda da taxa básica de juros Selic (2% em agosto/20 – Fonte: Banco Central do Brasil), os imóveis passaram a ser uma das principais opções para quem busca uma remuneração maior e, bastante segura, para seus investimentos. Assim, a Top Imóveis está em sintonia com o mercado.

A gestora de fundos REC GESTÃO estava em busca de um imóvel comercial classe A, visando incrementar a rentabilidade do fundo RECT11, que atua na gestão de ativos imobiliários de uso comercial.

Como parte essencial da negociação é encontrar um ativo que atenda a todas as premissas apontadas pelo cliente. Ou seja, o imóvel deveria estar tecnologicamente atualizado e ter apresentação e estado de conservação compatível com os demais imóveis que compõem o Fundo; o valor deveria ser compatível com o mercado; o inquilino deveria ter solidez, ou seja, com valores e prazos de locação adequados; e a taxa de retorno (valor do aluguel X valor do imóvel) deveria ser algo em torno de 9% ao ano.

O desafio era encontrar um imóvel de boa qualidade, que já estivesse locado para um inquilino sólido, garantindo assim uma boa taxa de retorno ao Fundo.

Como a Top Imóveis possui uma carteira de clientes também bastante sólida, imediatamente a equipe analisou que o edifício Corporate Emiliano atingia o patamar de exigências requerido pelos gestores do Fundo.

Com um perfil muito ágil e dinâmico para novos negócios, o grupo proprietário do edifício concordou em evoluir negociações sobre uma eventual venda. Primeiramente, foram realizados laudos técnicos e de valores para corroborar as condições do negócio. Exigência legal da CVM (Câmara de Valores Mobiliários) onde o Fundo é credenciado.

O gestor do Fundo realizou uma visita técnica no imóvel para conhecer a localização e avaliar o investimento. E, num segundo momento, uma série de propostas foram apresentadas até se chegar a um valor comum que permitiu que o negócio fosse efetivado com Fundo capitalizado, imóvel pago e escritura assinada.

Com as bases do negócio definidas, o Fundo adquiriu 86% do edifício Corporate Emiliano com 5.935m² ABL (área bruta locável) e 100% de taxa de ocupação com contratos típicos de Optum (2025) e Banco do Brasil (2027).

Para Guilherme Politi, gestor do Fundo “existe um mercado bom em Curitiba. Tem demanda por escritórios. O investidor quer segurança, mas não sabe que pode ter um bom retorno fora de São Paulo. A transparência, agilidade e flexibilidade da Top Imóveis fez com que conseguíssemos comprar o imóvel.”

O Fundo é composto por imóveis (82%), CRI (9%), Renda Fixa (6%) e outros ativos (3%). Seu patrimônio líquido é de R$671.142.212,00. Em julho/20 distribuiu R$0,8100 por cota para seus mais de 32mil cotistas. Fonte: Relatório Mensal, julho 2020, REC Gestão.

Top Imóveis Curitiba

Desde 1988, atua no setor imobiliário paranaense com foco em espaços empresariais. Tem a missão de gerar bons negócios para proprietários de imóveis, locatários, investidores imobiliários ou parceiros de mercado. Sua equipe possui sólidos conhecimentos sobre imóveis industriais - galpões e terrenos - e corporativos - salas ou prédios comerciais, lojas, strip centers e outros empreendimentos de varejo de Curitiba e região metropolitana.

Top Imóveis Curitiba

Telefone: (41) 2105-0500

WhatsApp: (41) 2105-0505

E-mail: contato@topimoveis.com.br

Endereço: Rua Mal.Deodoro, 950, Conj.301 I Centro I Curitiba-PR

Redes Sociais: Facebook, LinkedIn, Youtube, Instagram

www.topimoveis.com.br

TAGs #TopImoveis #imoveiscuritiba #imobiliariacorporativa #realestate #imoveiscorporativos #imobiliariatop #imobiliariacuritiba #RECGestao #FII #RECT11 #CorporateEmiliano

Giselle Suardi lança e-book gratuito sobre comunicação para empreendedoras

O livro marca o início da jornada Mapa da Comunicação que conta com 6 aulas gratuitas no perfil da especialista em comunicação e networking no Instagram

Comando News - A especialista em comunicação e networking, Gisele Suardi lança quarta-feira (15), às 19h57, o e-book gratuito Mapa da Comunicação em uma live especial em seu perfil no Instagram @gisellesuardi.

O livro, que pode ser baixado aqui, é o início de uma jornada para ajudar as mulheres a aprimorarem sua comunicação. A maratona Mapa da Comunicação conta com seis aulas completas e gratuitas sobre:

Quarta-feira, 15/07 - Start: tomada de decisão

Quinta-feira, 16/07 - Fator de diferenciação

Sexta-feira, 17/07 - Descubra sua comunicação

Sábado, 18/07 - Conexões estratégicas

Domingo, 19/07 - Ganhando autoridade

Segunda-feira, 20/07 - Potencialize resultados

Sobre Giselle Suardi

Especialista em Comunicação e Networking, com experiência em televisão e apresentação de eventos, ensina pessoas a descobrirem o melhor da sua comunicação para ter sucesso nos negócios.

Como a LGPD pode ser uma oportunidade de negócio para as empresas?

Webinar realizada pelo escritório Rücker Curi Advocacia e Consultoria Jurídica traz especialistas para discutir a questão

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece regras para a coleta, tratamento, armazenamento e compartilhamento de dados pessoais nas organizações, ainda gera uma série de dúvidas relacionadas à sua implementação de forma correta. Por isso, o escritório Rücker Curi Advocacia e Consultoria Jurídica realiza nesta segunda-feira (29), às 18 horas, seu novo webinar SmarTalks que terá como tema “LGPD: uma oportunidade de negócio para as empresas”.

Além de trazer estratégias e apontamentos jurídicos sobre o assunto, com a participação da sócia-fundadora, Izabela Rücker Curi Bertoncello, e de Alessandra Piloto, advogada no setor de Produtos Financeiros e no setor de Governança Digital no escritório Rücker Curi, o debate contará com a expertise de José Antonio Melnek Tacla, advogado do Olist. Serão tratadas questões como o tempo para regularizar a empresa, quais os procedimentos e se é possível fazer isso sem ajuda especializada.

O evento e pode ser acompanhado pelo site canal do Youtube do escritório, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=lvYwMzHGgE4&feature=youtu.be

CFO: Da governança ideal para a governança que precisamos

Muita gente vem se perguntando para que serve, afinal de contas, a governança corporativa. Pois várias empresas reconhecidas como modelo por seus pares, se envolveram em escândalos recentes ou vem sofrendo abalos nesta crise atual.

Então vem a pergunta: a governança não resolve todos os meus problemas? Eu, com quase 20 anos de experiência na área e anteriormente em finanças, afirmo, meu caro e ingênuo leitor: não! Ela nem foi desenhada para isso; como costumo dizer: não existe uma governança Tabajara (lembram-se? Seus problemas acabaram; comprem produtos Tabajara...). O que aprendemos no mundo empresarial e de consultoria é que se você automatiza um processo problemático, a única certeza é que os erros ocorrerão mais rapidamente, pois agora o processo é mais curto. Você não conserta um problema automatizando-o; logo, não pode “melhorar” uma empresa simplesmente porque instalou um conselho consultivo ou de administração.

Costumo dizer que o conselho de administração dá o tom (para o bem e para o mal) de uma organização; se for composto por profissionais de alto calibre e experiência, mas também com liberdade para trabalhar e sem interferências políticas ou familiares, pode, sim, ser a solução para os seus problemas; mas não estou afirmando que todas as empresas devem instalar um conselho de administração ou consultivo, para funcionar melhor.

Tampouco estou dizendo que todas precisam das mesmas respostas, afinal, as perguntas são diferentes para cada uma; é possível que a solução para uma empresa seja a retirada da família da gestão; para outra, pode ser simplesmente a profissionalização da família; outra ainda pode se beneficiar da simples instalação de um conselho consultivo; ou seja: aquela velha máxima ainda é válida: não existe um sapato que sirva a todos os tipos e formatos de pé.

É possível, portanto, que uma organização precise de mais gestão, outra de mais governança, outra de otimização de processos; outra pode se beneficiar da troca de pessoas; outra ainda pode ver sua performance melhorar com a adoção de algumas poucas práticas de governança; enfim, e sem querer recorrer a um chavão conhecido, mas neste caso ele é aplicado: cada caso é um caso, ou como dissemos no título: não existe uma governança ideal, que sirva a todos, mas uma governança que você precisa em sua organização, neste momento. Até porque em outro estágio as respostas serão outras e as perguntas ou demandas, certamente também serão diferentes

Em resumo, procure instalar as práticas necessárias que sua organização demanda neste momento de crise e não a que ela vai precisar no futuro, pois como se sabe: o curto prazo (sobrevivência) vem antes do longo prazo (crescimento e estabilidade).

Carlos Alberto Ercolin é professor da disciplina de Governança Corporativa e Conflitos de Agência do Programa CFO UP IBEF-PR, na Universidade Positivo; é professor também de vários programas de pós-graduação no Brasil, Argentina e Caribe; coordenou o Capítulo PR do IBGC; é Conselheiro de Administração e Fiscal em várias empresas.

O Programa CFO UP IBEF-PR

O Programa CFO tem como objetivo aperfeiçoar os profissionais de áreas como Economia, Ciências Contábeis e Administração em especialistas nos assuntos voltados a finanças, negócios e liderança. Uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF) e a Universidade Positivo, o curso será totalmente online em 2020, com módulos dedicados para a formação de Chief Financial Officer (CFO).

Matrículas abertas

Aulas ao vivo

Inscrições: até o dia 11/07

Início das aulas: em 16/07

Descontos: 30% de desconto para alunos ou ex-alunos da Universidade Positivo e 10% de desconto para associados do IBEF-PR

Faça já a sua inscrição no site:

https://universidade.up.edu.br/cursos_livres/cfo-up-ibef/

SOBRE O IBEF-PR

O Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Paraná (IBEF-PR) é uma instituição sem fins lucrativos, que congrega executivos de finanças dos vários segmentos da atividade econômica do Paraná: executivos das áreas de indústria, comércio, consultorias, empresas de serviços, auditorias, instituições financeiras (bancárias e não-bancárias) e instituições governamentais.

Através de seus comitês de Finanças, Compliance e Riscos, Tributário e Empresarial, Inovação e Desenvolvimento de Executivos, o IBEF-PR realiza vários eventos, discussões e compartilha conhecimento para contribuir com o desenvolvimento dos profissionais de finanças do Paraná.

Sebrae apresenta ferramentas de apoio à empreendedores no LIDE Paraná Talks

LIDE Paraná Talks desta quarta-feira (24) recebeu Vitor Tioqueta, diretor superintendente do Sebrae PR que apresentou as ferramentas que a entidade tem colocado à disposição dos empreendedores paranaenses para a crise financeira

O Sebrae tem uma atuação fundamental para garantir a saúde de pequenas e médias empresas, e em um cenário onde empreendedores de todos os portes foram atingidos pela crise financeira resultante da Covid-19, a atuação da entidade é ainda mais essencial para manter empregos e a sustentabilidade de negócios. Para entender as iniciativas que a entidade está oferecendo aos empreendedores paranaenses o LIDE Paraná Talks do último dia 24, recebeu o diretor superintende da entidade, Vitor Tioqueta.
“Criamos uma verdadeira força tarefa para dar suporte e apoio aos empreendedores do Paraná reunindo todas as equipes no preparo de produtos digitais para empresários. Essa iniciativa foi essencial para terem condições de atender, desde o primeiro dia de quarentena, todas as empresas do estado que tinham necessidade e precisavam do Sebrae de forma remota” explicou Tioqueta, destacando que o Sebrae já vinha trabalhando no processo de transformação digital.
O Sebrae pausou 100% o atendimento presencial, mas supriu a demanda com ferramentas remotas para dar suporte a todos os programas e serviços “As pessoas preferem o atendimento mais pessoal e nós fizemos isso colocando os telefones disponíveis de todas nossas unidades, além de e-mail e WhatsApp. Esse preparo inicial foi fundamental para que pudéssemos ser rápidos e ágeis para atender a todos de forma eficiente”, afirma Tioqueta.
A medida do isolamento avançou, ele mostrou que muitas empresas não estavam preparadas para ficarem fechadas por um período muito longo, em alguns casos nem por poucos dias. Com a dificuldade em suprir suas necessidades de capital de giro, ou seja, despesas de curto prazo, pagamentos de fornecedores e colaboradores começou uma necessidade de créditos. No entanto, com o período aumentando começaram a surgir outras demandas e foi preciso se reinventar e buscar inovações.
“As empresas precisaram reinventar seus negócios e encontrar diferente maneiras de atender seus clientes. Esse momento trouxe novas oportunidades e a possibilidade de enxergar as necessidades das empresas. As pesquisas mostram que as empresas sofreram um impacto, mas mesmo assim, hoje, temos uma análise otimista de que uma grande parte das empresas está conseguindo abrir, retomar sua produção e vender seus produtos”, declara Vitor.
Claro que, devido ao momento que estamos passando o empresário precisará de um período para se recuperar, para isso existe a necessidade de prazo de pagamento, taxa e carência, mas além disso, ele precisa de garantia. “Muitos empresários, principalmente, micro e pequenas empresas, têm dificuldade de conseguir garantias. O Paraná é muito bem organizado nessa parte, nós temos as Sociedades de Garantia de Crédito (SGC), uma rede de garantia do Paraná que foram criadas a partir de um incentivo do Sebrae para fazer o fundo e ajudar o empresário a garantir o crédito”, destacou.
No início da pandemia o Sebrae fez um acordo com o Governo de Estado onde foi possível aumentar sua participação em 5 milhões na garantidora de crédito, além disso a entidade colocou mais 5 milhões e a Cooperativa Sicoob colocou mais 5 milhões. Esses 15 milhões garantem 150 milhões de créditos para empresários paranaenses. “Quando nós conseguimos fazer esse aumento veio uma possibilidade de buscarem muito mais créditos através dos bancos oficiais”, explicou Tioqueta.
Os empresários estão precisando de orientação, informação e conhecimento para fazerem as mudanças que eles precisam dentro dessas empresas. “O Sebrae está chegando em todas as regiões e está podendo fazer a diferença. Temos tido um resultado muito positivo. As pessoas querem capacitação e estão nos buscando para isso. Isso está dando oportunidade de lançarmos novos produtos digitais”, finaliza Tioqueta.
O Sebrae é um grande parceiro do LIDE em todo o Brasil e no Paraná não é diferente. A presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, destacou que as duas entidades estão trabalhando em um plano de desenvolvimento de fornecedores para integrar pequenas, médias e grandes empresas. “Temos um grande poder de mobilização, e vamos trabalhar em ações inclusivas, focadas no fortalecimento das empresas paranaenses”, destaca.
LIDE Paraná Talks – A websérie criada pelo LIDE Paraná tem a finalidade de auxiliar os empresários neste momento de incertezas, trazendo uma rica agenda com participação de especialistas e autoridades em diversos assuntos. Assista o episódio complete em www.lideparana.com.br/talks

Top Ten Reasons to Move to Miami

Find an ideal new lifestyle in
Miami’s work & play environment
Times are changing and there are many reasons why Miami is the perfect place to begin your new normal.

Contact me today for the 10 Top Reasons to move to Miami.

I’ll help you obtain the lifestyle you deserve.

Contact Peter

TOP 10 REASONS TO MOVE TO MIAMI

ABOUT PETER GREEN

Peter Green & Associates have worked with Fortune International Realty for the last 9 years. His company is the leader in Luxury New Development in Miami and also specializes in Single Family Homes.

Originally from New York City, he moved to Miami due to the lifestyle and amazing opportunities.

Peter speaks fluent Portuguese and Spanish and plays high level competitive Tennis. His team is very active in the current market and focuses a tremendous amount on Instagram Live and zoom chats to stay connected to his client during this new virtual age.

Contact Peter for expert and comprehensive information on Miami's high-end real estate opportunities.

WhatsApp: + 1.305.815.9595
pgreen@fir.com

Fortune International Realty

Palestra online discute o turismo no Brasil e táticas comerciais

A ESIC Internacional promove no dia 14 de maio, quinta-feira, às 15h, um bate papo sobre o turismo no Brasil e táticas comerciais para empresas do segmento.
A atualização e inovação sobre a abordagem comercial e de comunicação nortearão a palestra, que será realizada com o agente de turismo Jorge Eduardo Nunes. Ele é o proprietário da Jens Tours, agência especializada em turismo receptivo em Curitiba e região.
A participação é online e gratuita, e as inscrições limitadas, pelo link pages.esic.br/masterclass_140520.

Sobre a ESIC:

A ESIC é uma Business School Internacional especializada em Gestão de Negócios e Marketing. Com mais de 50 anos de experiência, possui matriz em Madrid e Barcelona, 10 campus na Europa, campus brasileiro em Curitiba, acordos e convênios nos 5 continentes, especialmente E.U.A., Índia e China. A instituição atua em oito áreas: Graduação, Pós-Graduação (Master e MBA), Executive Education (cursos avançados e sob medida para empresas e formação in company), Módulos e Missões Empresariais Internacionais, ESIC Idiomas (Escola de idiomas Internacional), Colégio Internacional, Simuladores/Competições Empresariais Globais e ESIC Editora (com tradição em publicações renomadas, atualizadas e especializadas em Gestão de Negócios e Marketing). Para garantir respaldo internacional aos certificados de seus alunos, a ESIC está entre o seleto grupo que segue os padrões do Executive MBA Council (Conselho Internacional de MBAs), é membro da EFMD (European Foundation for Management Development), AACSB (Associationto Advance Collegiate Schools of Business of USA), AMBA (International Association of MBAs) e CLADEA (ConsejoLatinoamericano de Escuelas de Administración).

LIDE Paraná Talks fala sobre relações internacionais de negócio em meio a pandemia 

Negócios internacionais são um forte pilar da economia do Paraná, sendo que a China é o principal parceiro comercial do estado

A pandemia do COVID-19 vem afetando a maneira como toda a população se relaciona em diversos fatores, no mundo dos negócios não é diferente. Todas as nações estão sendo impactadas com a pandemia, mas também existem oportunidades de negócio e cooperação para o enfrentamento da doença.

Nesta quarta-feira (29), o LIDE Paraná promove mais um LIDE Paraná Talks, desta vez os representantes de unidades internacionais do LIDE, abordarão juntamente com a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, o tema "As relações internacionais de negócio em meio a pandemia." Os convidados são Juan Barberis, do LIDE Itália, Carlos Ferri, do LIDE Austrália, Fabiana Oscari-Bergs, do LIDE Alemanha, e José Ricardo dos Santos Luz Júnior, do LIDE China.

O episódio acontece ao vivo a partir das 16h, as inscrições para assistir ocorrem através do link: https://bit.ly/lide08

LIDE Paraná Talks
A websérie criada pelo LIDE Paraná tem a finalidade de auxiliar os empresários neste momento de incertezas, trazendo uma rica agenda com participação de especialistas e autoridades em diversos assuntos. A programação acontece ao vivo de maneira online em nossa plataforma de webinar onde convidados e filiados possuem acesso exclusivo e, após isso são disponibilizadas através do canal LIDE Paraná no Youtube.

Serviço
LIDE Paraná
Link de inscrições: https://bit.ly/lide08
Mais informações www.lideparana.com.br/talks

Campanha ‘Compra Digital’ traz condições especiais para quem adquirir imóvel totalmente online

Ação da GT Building quer estimular clientes com benefícios como recompra garantida, parcela reduzida e descontos digitais

Desde que a pandemia do novo coronavírus começou, muitas empresas tiveram de se adaptar para oferecer serviços remotamente. Enquanto para algumas isso pode ter sido um processo complicado, outras enxergaram uma possibilidade de transformação e conquista de novos nichos, como é o caso da GT Building. A incorporadora imobiliária – que está entre as maiores de Curitiba – está oportunizando o atendimento online há mais de um mês, mas, no dia 22 de abril, lançou a campanha ‘Compra Digital’, trazendo mais uma possibilidade aos clientes e corretores. A convenção digital que reuniu mais de 700 profissionais imobiliários apresentou quais serão os benefícios que poderão ser oferecidos nesse novo conceito e que valem para todos os imóveis da empresa.

O primeiro deles é a chamada “Recompra Garantida”, que dará ao cliente que comprar um apartamento em abril a possibilidade de devolvê-lo e receber o valor pago até o momento, caso seja necessário. Isso significa que, se alguém adquirir um imóvel da GT Building e, por algum motivo, precisar devolvê-lo, a incorporadora irá reembolsá-lo integralmente do valor pago até então em um prazo de no máximo 90 dias, com exceção da comissão imobiliária paga diretamente aos corretores pela intermediação do negócio. Essa é uma possibilidade que traz mais segurança aos clientes que, adquirindo imóveis em abril, poderão acionar o benefício da recompra até 31 de dezembro de 2020.

Além disso, outro benefício que faz parte da campanha é o da parcela reduzida que consiste na diminuição do valor pago à incorporadora no período de construção do empreendimento – nesse caso, vale para os que ainda não foram entregues. A porcentagem de diminuição varia para cada edifício, o que poderá aliviar as finanças do cliente e é uma variação significativa quando a quantidade é traduzida para reais.

Outro benefício da campanha é chamado de ‘descontos digitais’ e que, assim como o próprio nome diz, dará descontos exclusivos aos compradores que optarem pelo processo digital. Nesse caso, os valores dos empreendimentos estão mais maleáveis e, consequentemente, mais negociáveis e acessíveis. No entanto, são válidos e aplicados somente para as unidades indicadas na tabela promocional, de acordo com o que cada corretor irá apresentar, assim como os descontos são limitados para uma quantidade determinada de unidades para cada empreendimento. A tabela promocional poderá ser alterada a qualquer momento, sem aviso prévio.

Rodolfo Baggio Pereira, diretor comercial da GT Building, afirma que a campanha Compra Digital foi planejada a partir do cenário atual a fim de gerar ainda mais facilidade ao cliente. “Sabemos que estamos passando por um momento delicado, mas a GT entende que toda essa mudança pode ser um ponto de partida para uma transformação imobiliária bastante positiva, que virá a perdurar por muito mais tempo. Há mais de um mês estamos criando possibilidades de continuar com nosso atendimento e isso tem acontecido de forma remota, oportunizando desde tour virtual pelos apartamentos a assinatura de contrato online, o que tem funcionado muito bem e está trazendo bons resultados. Entretanto, procuramos nos superar e encontramos uma nova maneira de vender”, explica.

Ele ainda complementa que a ação, mesmo que indiretamente, agrega mais segurança tanto ao quadro de colaboradores da incorporadora quanto ao interessado em adquirir um imóvel. “É natural que as pessoas fiquem um pouco mais inseguras nesse momento, então a GT está propondo uma estabilidade com essa campanha. Isso acontece porque demonstra aos corretores e funcionários que a empresa está se reinventando e ampliando o estilo de trabalho, assim como apresenta aos clientes mais uma série de vantagens ao investir nos imóveis da incorporadora”, comenta. O diretor ainda destaca que mil reais de cada venda que a GT Building efetuar dentro do prazo da campanha serão destinados às imobiliárias para que desenvolvam ações de combate ao coronavírus.

A campanha Compra Digital é destinada somente aos clientes que adquirirem imóveis por meio do processo de venda online disponível na plataforma de vendas da GT Building. Esse processo engloba as seguintes etapas: cadastramento no site, apresentação do projeto via ferramenta de vídeo transmissão, negociação digital e assinatura de contrato via DocuSign. Para saber mais, acesse o site https://www.gtbuilding.com.br/atendimentodigital ou entre em contato pelo WhatsApp: 41 3411-1262.

O frame da campanha está sendo veiculado em mídias televisivas e em redes sociais.

Sobre a GT Building

A partir de um conceito inovador, aliado à tecnologia, modernidade, qualidade e diferentes projetos de vida, a GT Building faz parte do grupo GT Company, que desde 2017 empreende no setor imobiliário em Curitiba por meio da GT Invest. Com foco na construção de alta qualidade, nos comprometemos com a excelência, ideias inovadoras guiadas pelas mãos dos líderes, a incorporadora chega como uma das maiores empresas do ramo em Curitiba, com 20 empreendimentos em diferentes fases, entre eles o Denmark, Bosco Centrale e o Maison Alto da Glória.

www.gtbuilding.com.br

Como se motivar e continuar vendendo em tempos de pandemia?

O assunto é tema de uma transmissão ao vivo realizada pela Apolar Imóveis nesta quinta-feira (23), às 10h30

Vendas no mercado imobiliário: como se motivar e continuar o ritmo de trabalho em tempos de pandemia? Este é o tema da transmissão ao vivo realizada pela Apolar Imóveis nesta quinta-feira, 23 de abril, às 10h30. A live será comandada pelo CEO da Concreto Imóveis, Eduardo Cury, e o CEO da Apolar Imóveis, Daniel Galiano.

O bate-papo aborda temas como dicas de vendas em tempos de isolamento social, como gerar negócios em meio à pandemia, como realizar um atendimento eficaz à distância e também oferece dados e informações de vendas para investidores.

Com mais de 30 anos de experiência no mercado imobiliário, Daniel Galiano também é diretor de Núcleos de Imobiliárias da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário no Estado do Paraná - Ademi-PR. Eduardo Cury traz na bagagem 25 anos de atuação no ramo imobiliário frente à Concreto Imóveis - imobiliária com sedes em Bauru, Botucatu, Jaú, Lençóis Paulista e São Manuel, e parceira Apolar por intermédio da Associação Brasileira do Mercado Imobiliário - a ABMI.

A live é gratuita e aberta ao público e pode ser acompanhada no Facebook da Apolar Imóveis, pelo link: facebook.com/ApolarImoveis.

Sobre a Apolar Imóveis:

Fundada em 1969 em Curitiba, a Apolar Imóveis é hoje a maior rede nacional de franquias imobiliárias de bandeira única do sul do Brasil. Atualmente, conta com aproximadamente 400 corretores associados em mais de 20 cidades nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, além de parcerias nos Estados Unidos e Europa. A empresa atua na área de venda de terceiros, lançamentos, locação, locação Personalite, locação temporada, Real Estate (imóveis de padrão Internacional) e consórcio de imóveis. Hoje a Apolar Imóveis administra mais de 10 mil imóveis, com 80 pontos de atendimento presencial, e também oferece atendimento 100% digital. Pioneira no sistema de franquias imobiliárias, em 2019, conquistou pela 7ª vez o Selo de Excelência em Franchising - maior premiação do setor em nível nacional concedido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Peter Green Real Estate Expert Fortune International Realty | Group

In spite of the Covid-19 pandemic and the incredibly difficult challenges the world finds itself in, there are still many great opportunities to be seized in the South Florida Real Estate market. Although numbers are significantly lower than this time last year, over 4,000 transactions occur in April.

Luxury new development construction properties such as The Ritz Carlton Residences Sunny Isles are still going strong and have led to over 85 closings in the last month since getting the TCO in March. This was enabled by the high deposits already invested in and clients’ optimistic outlook for the year ahead. The high end development market has a shortage of inventory in Miami hence presenting less options for new buyers to choose from. This situation will support a positive absorption rate for the end of the second cycle.

Top anaylists in the market such as Fernando De Nunez, VP of OneSir Sotheby's believe that the best deals—across all asset classes—will present themselves in early June as sellers may experience a higher sense of urgency.

Single family homes continue to be strong fueled by as a growing demand from end-users, the constant migration wave from other states and countries to Miami, and very favorable interest rates.

As the world adjusts to Covid-19 and social distancing policies, real estate has followed suit and transformed into a more virtual industry through the use of Zoom meetings and videos taken to showcase properties/ investments due to the current situation.

Remember, every down moment opens new doors of opportunities for those who recognize it.

Stay safe !

Peter Green
Real Estate Expert
Fortune International Realty | Group
WhatsAp: +1.305.815.9595
fir.com
petergreenrealestate.com

Deseja adquirir um imóvel em Miami?

Prezado Sr.

Sou Peter Green, da Fortune International Realty | Development Group, uma das maiores imobiliárias e incorporadora do Sul da Flórida.

Estou enviando este email para auxiliar a venda do seu imóvel em Miami.

1. Deseja adquirir um imóvel em Miami?

2. Se já possui um imóvel, gostaria de obter uma avaliação do seu imóvel no mercado atual?

3. Se for vender o imóvel, tem interesse em reinvestir em Miami ou capitalizar no Brasil com a vantagem do cambio?

Posso fazer uma simulação gratuita do valor real atual do seu imóvel, A Fortune International está há 30 anos no mercado imobiliário em Miami. Neste momento, estou trabalhando com muitos investidores que querem vender ou fazer investimos diversificados.

Fico ao seu dispor caso queira mais informações de Miami,
por favor não hesite em contactar pelo meu contato de Whatsapp: + 1 305.815.9595

Fortune International Realty | 475 Brickell Ave Suite # 204, Miami, FL 33145
Unsubscribe vanessamalucelli@terra.com.br
Update Profile | About Constant Contact
Sent by pgreen@fir.com in collaboration with
Trusted Email from Constant Contact - Try it FREE today.