Grupo de MPB lança produção com 48 artistas em casa no evento cultural online da UFPR; banda de médicos no combate à pandemia também integra programação

Segunda edição do Movimento Conexão será dias 25 e 26 de junho e terá 14 atrações gratuitas com diferentes estilos musicais, aula de forró, batalha de poesias e webinários

É de Aldir Blanc a letra da canção que será interpretada por 48 artistas do Grupo de MPB da UFPR em suas casas. Em um vídeo com mosaico de vozes e sons, cantores e instrumentistas vão homenagear o compositor brasileiro que morreu por Covid-19 cujo nome virou lei que prevê auxílio emergencial à cultura durante a pandemia. A produção será lançada na segunda edição do evento cultural online Movimento Conexão, que será transmitido gratuitamente nos dias 25 e 26 de junho das 15h às 18h pelo Facebook da Agência Escola UFPR. Ao todo, serão 14 atrações com diferentes estilos musicais, aula de forró em clima de festa junina, sarau e batalha de poesias e webinários – confira a programação completa neste link (http://www.agenciacomunicacao.ufpr.br/site/?p=1609).

A canção que será apresentada pelo Grupo de MPB da UFPR foi composta por Aldir Blanc na década de 1970 e celebrizada por Elis Regina. Regente do Grupo de MPB da UFPR, Vicente Ribeiro conta que a letra retrata questões sociais vividas pelo Brasil na época, mas que tem muita relação com o momento atual. “Parece que foi feita para o tempo que estamos vivendo”. O nome da música será surpresa ao público a critério do grupo.

Com novos elementos técnicos e artísticos, a apresentação SOS Brasil encerrará o Movimento Conexão às 17h30 do dia 26, sexta-feira – na primeira edição do evento o Grupo de MPB apresentou a performance “Dança do Ouro”. “Com essas produções virtuais, mostramos que continuamos fazendo arte, que a arte está viva. A arte se confunde com a própria vida e nos humaniza, nos torna pessoas melhores”, acrescenta Vicente ao se referir ao contexto de pandemia.

Coordenadora da Agência Escola UFPR e diretora do Setor de Artes, Comunicação e Design (Sacod), a professora Regiane Ribeiro destaca que a segunda edição do evento potencializa as diferentes linguagens artísticas, além de ampliar a participação dos campi avançados da UFPR. “A programação traz diversidade de atrações e linguagens de grande relevância dentro do contexto cultural da cidade e da universidade”.

O Movimento Conexão é uma realização da Agência Escola de Comunicação Pública UFPR em parceria com o Setor de Artes, Comunicação e Design (Sacod) e a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec) da Universidade.

Pluralidade

Para a produtora cultural do Sacod, Patricia Salles o diferencial do Movimento Conexão é mostrar produções da UFPR com trabalhos e pesquisas de alunos, professores e técnico-administrativos e ao mesmo tempo dialogar com convidados de outros segmentos ou instituições. “A curadoria do evento é sempre pensada a partir de uma pluralidade tanto das linguagens artísticas quanto de público e formato de conteúdo”.

“Buscamos trazer propostas que fossem diferentes do que o público conferiu na edição passada e também atrações que fossem diferentes entre si em termos de estilo, temática e linguagens artísticas”, acrescenta Kleiton Costa, produtor cultural da Coordenadoria de Cultura da Proec. Para ele, o destaque é a própria diversidade do evento, que mistura música pop e clássica, poesia, debates e forró com atrações para todos os gostos.

Banda de médicos no combate à pandemia

Rogerio de Fraga, Marcos Sigwalt, Luiz Araújo, Alexandre Soares e Marcelo Wada são médicos formados na UFPR e atuam no combate à pandemia de Covid-19 seja linha de frente ou na gestão. Ao Movimento Conexão trarão arte para o público no dia 25, quinta-feira, às 17h30, com apresentação da banda de rock Uso Utópico que criaram em 2004. Recentemente o formando de Medicina Gabriel Schier de Fraga também passou a integrar a banda.

“É recompensador poder compartilhar algo lúdico neste momento tão reflexivo e doloroso para tantas pessoas. A música é uma das conexões humanas mais ancestrais que existe. É um exercício excelente para a saúde mental e social”, diz o médico Rogerio de Fraga, que também atua no Complexo Hospital de Clínicas da UFPR, e vocalista da banda Uso Utópico.

Orgulho LGBTI

No mês do orgulho LGBTI, o Movimento Conexão traz o webinário “Gênero e cultura pop: identidades LGBTI+ nas animações seriadas” no dia 26, sexta-feira, às 16h30. Mestrandos em Comunicação na UFPR, Leonardo José Costa e Romão Matheus Neto discutem as animações seriadas como materialidade para se pensar questões de gênero na cultura pop.

Ainda na sexta-feira, dia 26, às 15h30, Jeruza Miller, drag queen pianista com carreira internacional, apresenta o projeto PianoDrag unindo piano e canto em repertório clássico, jazzístico e popular. “O mês do orgulho LGBTI é uma visibilidade para a comunidade. Artistas que defendem e contribuem para a diversidade também devem ter a oportunidade de apresentar o seu trabalho. Nesse momento de pandemia é importante que essas plataformas virtuais aconteçam”, diz.

Fotos em alta resolução: bit.ly/movimentoconexao

Link da notícia no portal UFPR: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/grupo-de-mpb-lanca-producao-com-48-artistas-em-casa-no-evento-cultural-online-da-ufpr-confira-programacao-completa/

Inverno: Saiba como guardar de maneira correta a sua bota para manter a conservação

Usar revistas enroladas e destinar um espaço exclusivo para este tipo de calçado são algumas das dicas para conservar as botas

O inverno começa no dia 20 de junho e termina em 22 de setembro. Conhecido pelos ventos frios e chuva, a época do ano requer proteção de roupas mais quentes e calçados adequados para os dias chuvosos e nublados. A bota é um dos sapatos mais usados neste período. Mas são necessários cuidados para manter o formato do cano, para as botas de cano longo, e para a conservação do calçado? A Renata Marcolino, da Mil e Uma Sapatilhas, lista algumas dicas de como cuidar da sua bota de maneira correta.

Botas de cano longo: Estes modelos podem ser difíceis de guardar de uma forma que seja mantida a forma original. Para evitar a deformidade do calçado, é recomendado fechar o zíper da bota, enrolar uma revista e colocar dentro do cano. Desta forma, a revista vai desenrolar e não irá permitir que fique sem forma. Outra dica é usar boia espaguete cortada na altura do cano para manter o formato. Se sua bota for de couro, é necessário que seja armazenada em pé.

Armazenamento: Como ocupam muito espaço no guarda-roupa, é sugerido um espaço destinado somente para este tipo de calçado. Se não tiver como separar um local especial para as botas, é necessário guardar em caixas de madeira. Este tipo de material absorve a umidades e impede a formação de mofos. É importante verificar se o local de armazenagem é livre de umidade. O saco de TNT também serve muito bem para guardar as botas de maneira correta. A forma de armazenamento serve para todos os tipos de botas, que variam entre canos longos a coturno.

Como limpar: Se a bota for de couro sintético, o ideal é utilizar uma esponja úmida com algumas gotas de sabão liquido. Após, retire o detergente com um pano úmido. Para botas de couro com textura, como aquelas que imitam cobra ou croco, a limpeza pode ser feita com um pano macio seco ou flanela para ajudar na retirada de sujeiras que se acumulam nas texturas. Lembre-se de sempre limpar o solado com um pano úmido logo após o uso. Deixe de um dia para o outro em um ambiente fresco depois da higienização e sem sol.

Como retirar o mofo das botas: Como são calçados usados geralmente durante os dias mais frios, as botas acabam esquecidas no guarda-roupa e por isso podem ter mofos. Para retirar as manchas, somente pano úmido não resolve. É necessário utilizar vinagre de maça para tecidos de couro ou álcool em gel para couro sintético.

Como recuperar as botas molhadas pela chuva: Nunca coloque o calçado sob o sol para secar. Os raios solares ressecam o tecido e podem deixá-lo enrugado e com marcas. Secador também não é usado para secar as botas, já que além de danificar o tecido, permite que o solado descole. O ideal é deixar em lugares arejados e secos. Cadarços, no caso de coturnos, e palmilhas devem ser secas separadamente. Outra sugestão para absorver a umidade é utilizar jornal, que deve ser trocados de tempos em tempos para que o calçado seque completamente.

Lar doce lar: a pandemia e o crescimento da categoria Casa-Jardim

Imagine a cena: você sentando em seu sofá, trabalhando no seu notebook, dá uma espiadinha e percebe que sua cortina está desbotada. Olha para o teto e vê aquela lâmpada com a fiação aparente, que está muito feia! É fato: as pessoas estão mais em casa e, com isso, redescobrem (ou descobrem) o seu lar. Antes, para muitos, a casa servia apenas como uma espécie de “hotel” (jantar, tomar banho, dormir). Porém, com o isolamento social, as pessoas têm ficado mais no local, logo, tem se preocupado em tornar seus lares mais confortáveis e bonitos.

Segundo dados da Consultoria McKinsey & Company, com a pandemia, as “casas” assumiram um novo papel: elas viraram o “centro da vida das pessoas”. Não é mais só um lugar de descanso, mas sim um espaço de entretenimento, de socialização, de cuidados pessoais, de exercícios físicos e claro, de trabalho. Portanto, este “centro” está recebendo uma atenção especial. Para provar o que estou falando, pesquisei no Google Trends as buscas que as pessoas fizeram nos últimos 12 meses, primeiramente na categoria “casa e jardim” (Figura 01) e depois em “viagens” (figura 02). Percebam que a primeira curva está em tendência clara de subida, enquanto que a segunda está em tendência de queda.

E digo mais: esse será nosso novo normal! Não estou falando que as pessoas vão deixar de viajar. É claro que, passando esta situação de pandemia, esta atividade, aos poucos, voltará a crescer. Porém, o “lar” vai continuar sendo nosso centro de atenções, pois muitas empresas e autônomos perceberam que é tão agradável como produtivo trabalhar em casa. Assim sendo, as pessoas vão continuar a ficar mais em casa, mesmo no período pós-pandemia.

Logo, se você tem uma empresa nesse setor, fique feliz, pois esta é uma ótima notícia e corra para ampliar seus negócios. Mas se não, faça uma reflexão de como a sua empresa pode se adaptar e oferecer algo que deixe a casa deste novo consumidor mais agradável, bonita e funcional.

Por exemplo, se você tem uma empresa que comercializa cosméticos, pense em algo que você possa oferecer para aumentar o bem-estar, como velas, incensos, difusores de fragrâncias, etc... Ou ainda, se você comercializa produtos para marcenaria, que tal oferecer kits prontos de pequenos armários, racks e prateleiras? Isso porque a tendência do DIY (Do it Yourself ou “faça você”) vai crescer também.

Enfim, nem sempre esta descoberta será fácil ou mesmo possível. Mas é importante que este exercício seja feito. Só alerto para um cuidado: não tente ir para um setor “muito longe” do que sua empresa já trabalha. Corre-se o risco de causar estranheza e não caber no que eu chamo de “gôndola mental” do consumidor. Um exemplo clássico foi quando a empresa Yakult, que vende leite fermentado, resolveu fazer cosméticos e, claro, não deu certo. Mas, se for o caso de optar por algo muito diferente, pense em lançar uma nova marca. Infelizmente os empreendedores neste momento, sempre terão este trade off: usar a marca forte e já conhecida para lançar novos produtos? Ou construir uma marca nova, do zero, para não “queimar” a marca atual? Minha resposta: pesquise e pergunte para seu consumidor o que ele acha. Afinal, a opinião dele é a que importa, e não a sua ou a minha!

Autora: Shirlei Miranda Camargo é tutora do Curso de Gestão Comercial do Centro Universitário Internacional Uninter.

Campanha para doar parte do Imposto de Renda ao Instituto TMO vai até 30/06

IR flyer campanha abrece o Leão 2020 - 04.png

Lide Multimídia - O Instituto TMO, por meio da campanha “Abrace o Leão e doe parte do seu imposto”, está recebendo doações de pessoas físicas, que podem destinar até 3% do seu imposto de renda. O prazo vai até o dia 30 de junho, último dia em que a Receita Federal receberá as declarações dos contribuintes. A doação deve ser feita durante o preenchimento do formulário de declaração, conforme instruções abaixo.

Pessoas Jurídicas também podem contribuir, mas de uma forma diferente: doando até 1% do imposto devido, deduzindo o valor destinado no pagamento que será realizado no ano subsequente.

O Instituto TMO é uma instituição sem fins lucrativos que há 31 anos realiza ações em prol do transplante de medula óssea e do acolhimento a pessoas em tratamento. Possui uma residência de passagem chamada Casa Malice, que hospeda gratuitamente pessoas de outras cidades que vêm a Curitiba fazer tratamento no Hospital de Clínicas da UFPR. Existem diversas formas de contribuir, que estão disponíveis no site www.institutitmo.org.br/apoie .

Como doar:

Critério: Declarar por formulário completo (seja IR a restituir ou a pagar). Valor: Até 3% do IR devido, referente ao exercício. O valor será calculado automaticamente pelo programa de declaração da receita federal.

1. DOAÇÃO: Depois de informar as possíveis doações realizadas em 2019 e terminar o preenchimento da sua declaração, selecione, “Resumo da Declaração” e escolha a opção “Doação diretamente na declaração – ECA”. Clique em “Novo”, escolha o “Fundo Municipal”; em UF, selecione “PR – Paraná”; e em Município, “Curitiba”. Na sequência digite o valor calculado pelo programa da receita federal.

2. IMPRESSÃO: Entre na opção “Imprimir” e selecione “DARF – Doações diretamente na declaração – ECA”.

3. PAGAMENTO: Pague a guia até o dia 30 de junho de 2020.

4. E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO: Para direcionar sua doação a Associação Alírio Pfiffer/Instituto TMO, envie um e-mail para captacao@institutotmo.org.br, contendo as seguintes informações: Comprovante de pagamento do DARF de doação; nome completo, CPF, endereço e telefone. Obs.: O envio deste e-mail é fundamental para que o seu recurso direcionado aos nossos projetos.

Redes sociais do Instituto TMO:
www.instagram.com/institutotmocasamalice
www.facebook.com/institutotmo

Inverno cor de rosa Vinhos Rosés podem ser uma excelente opção para variar os sabores do inverno

Garrafa de bebida Descrição gerada automaticamenteUma imagem contendo garrafa, no interior, comida, mesa Descrição gerada automaticamente
Com o inverno chegando com tudo no Brasil, os vinhos tintos acabam ganhando um maior espaço nas adegas e mesas dos brasileiros por terem características mais fortes. Porém, ao redor do mundo as pessoas estão descobrindo, na versatilidade dos vinhos rosés, uma grande oportunidade de ampliar os sabores de pratos típicos da temporada como Fondues e strogonoffs.

“Só beber vinho rosé no verão é como dizer que só se pode beber vinho tinto depois do anoitecer. O Rosé é como todos os outros tipos de vinhos, você deve beber quando quiser”, explica Hildebrando Lacerda, diretor comercial da marca do Brasil.

A empresa é a distribuidora de cerca de 100 rótulos de vinhos, entre brancos, tintos, espumantes e rosés, originários da Espanha, Itália, França e Chile. Outra proposta da empresa é apresentar novidades e tendências como foi o caso da marca Rosé Piscine, que hoje conta com três produtos Rosé Piscine Stripes, para ser apreciado com duas pedras de gelo; SeaSun, para ser degustado apenas refrigerado e a espumante Freez, também para ser servido com gelo.

A linha Rosé Piscine é o nosso carro-chefe, justamente pela versatilidade que a bebida oferece. Tanto que o Rosé Piscine Stripes, que é o principal produto da marca, foi o vinho Rosé Francês mais vendido no Brasil por dois anos seguidos, em 2018 e 2019”, completa Lacerda.

Produzido na região sudoeste da França, em uma das vinhas mais famosas da região, a bebida tem em sua composição a uva 100% negrete e o paladar é de um vinho rosé de mesa suave, de aroma levemente frutado que traz notas de pêssego, limão e morango, com um toque especial de lichia que dá um toque exótico. “O Rosé Piscine Stripes traz uma concentração de açúcar que exige que ele seja degustado com 2 ou 3 pedras de gelo deixando-o mais equilibrado, mas sem perder o sabor”, explica o executivo.

“A idéia de que o rosé só é apreciado em clima quente está felizmente ficando defasada. As pessoas estão entendendo que é possível trazer a energia e o calor de uma bebida até então tida como típica do calor, para o inverno... acredito até que esse conceito faça um bem para a nossa cabeça, hehehe” finaliza.

Serviço
www.rosepiscine.com.br
Instagram: @rosepiscineoficial
euquero@rosepiscine.com.br
Telefone: (11) 3122-9500 | (11) 94353-5739
Descubra esse novo universo onde as bolhas são as rainhas do momento.

Sobre o Rosé Piscine
O Rosé Piscine é uma bebida sofisticada e irreverente, já que possibilita ao consumidor degustar o vinho de forma diferenciada – com duas a três pedras de gelo. Feito sob medida para aqueles que gostam de drinques refrescantes, ele é composto por 100% de uva Negrette, traz graduação alcoólica de 11% e deve ser consumido em uma temperatura que varia entre 6 e 8 graus. Seu aroma é levemente frutado, com notas de pêssego, limão e morango e traz um sabor com toque de lichia, mistura que proporciona um final exótico para quem o aprecia. Reconhecido como o primeiro vinho rosé do mundo a ser bebido com cubos de gelo, Rosé Piscine tem se tornado cada vez mais uma das preferências dos brasileiros, sendo o vinho francês importado mais vendido no Brasil, em 2018 –, segundo dados da Ideal Consulting. Seu rótulo colorido, com listras azuis e brancas, a garrafa se destaca em qualquer lugar que é exibida. Este refrescante vinho foi criado em Saint-Tropez e produzido na região sudoeste da França, país onde a bebida vende mais de um milhão de garrafas por ano.

CONTRATEMPO FESTIVAL REÚNE MAIS DE 100 ARTISTAS DE TODO PARANÁ

Evento online, na próxima terça-feira (23), é também um manifesto da classe, que aguarda o pacote de medidas de apoio ao setor cultural prometido pelo Governo do Estado do Paraná para maio

Nasce um novo espaço para exaltar o poder transformador da cultura e levar sanidade às pessoas isoladas devido a pandemia. Artistas do Paraná se unem para a primeira edição do Contratempo Festival, um evento online, com mais de 100 ações ao vivo durante 12 horas consecutivas. As transmissões serão entre 9h e 21h de terça-feira, dia 23 de junho, no canal do Instagram das/dos artistas.

Contratempo Festival traz a multiplicidade e versatilidade do setor cultural: música, teatro, cinema, circo, literatura, performances, dança, artes plásticas, fotografia, juntas em um só evento. A cada hora, apresentações exclusivas que prometem surpreender as espectadoras e espectadores. Serão oito artistas solo, companhias e/ou bandas por hora. Karol Conka, Alexandre Nero, Fabíula Nascimento (única que será no twitter porque seus perfis foram ocupados por pessoas negras em junho), A Banda Mais Bonita da Cidade, Ave Lola, Baque Mulher, Mandicuera, Mulamba, Cia dos Palhaços, Letícia Sabatella, Janine Mathias, Dow Raiz, Fotofolia, Rimon Guimarães, Slam das Gurias CWB, Caburé Canela, De um filho, de um cego, Abacate Contemporâneo, Luís Melo, Katiuscia Canoro e cia brasileira de teatro, entre outros, outras e outres movimentam a terça-feira do Paraná.

Mais que apresentações, o evento é um manifesto, um pedido de socorro da classe artística, uma das primeiras a parar e que não tem previsão de retorno presencial. Ao contrário de outros estados do Brasil, que logo no início da pandemia publicaram editais de auxílio emergencial ao setor, o Governo do Paraná segue sem ações efetivas. O tímido pacote de medidas de “apoio e fortalecimento do setor cultural”, anunciado para maio, ainda não aconteceu, e quando questionada sobre recursos para o Fundo Estadual de Cultura, a Superintendente de Cultura, Luciana Casagrande Pereira, comenta sobre a esperança na aprovação da Lei Aldir Blanc como único plano do Estado. A lei aguarda a sanção presidente até dia 1º de julho.

Entenda porquê os vinhos combinam tanto com o inverno

Vamos contar uma história: a chegada do inverno pode mudar alguns hábitos das pessoas, principalmente na região mais frias. Optamos por alimentos mais quentes nessas épocas. Nessa busca em aquecer o nosso corpo o vinho acaba aparecendo na mesa das famílias, dos encontros, na harmonização com preparos especiais. É um hábito tão automático que a gente é capaz de esquecer a origem dele. Que o vinho nos aquece, que harmoniza bem é sempre falado. E, quando consumido moderadamente, faz bem à saúde. Mas, como começou esse hábito de beber vinho no inverno? A resposta não é simples, pois enólogos têm várias versões para a origem da bebida. Pode ter sido na antiguidade. Há registros no Egito, Grécia e Roma, por exemplo.

Depois com as grandes navegações os vinhos de várias partes da Europa começaram a circular, chegando inclusive para até nós, na América. Ao longo dos séculos, o vinho seguiu em alta durante várias revoluções e transformações da humanidade. Porém, quais os melhores vinhos para tomar no inverno? Aproveitamos à dúvida e pedimos para que o Ricardo Gura, da VinVino, e-commerce de vinhos e espumantes, que atende Curitiba e região com frete grátis, fizesse uma seleção de cinco vinhos que combinam com inverno. Ele apresenta cinco opções de vinhos para o inverno.

Confira algumas sugestões:
Marques de Borba Tinto ( Portugal) 750 ml – R$ 45,68
Fran Nieto Senetiner Malbec (Argentina) 750 ml – R$ 47,69
Luccarelli Rosso Puglia IGP (Itália) 750 ml – R$ 62,07
Alfredo Roca Fincas Chardonnay (Argentina) 750 ml – R$ 62,17
hâteau Reynon Sauvignon ( França) 750 ml – R$ 126,76
E sobre a origem do hábito de beber vinhos no inverno, qual a resposta?

Já entendemos que a criação do vinho tem várias versões, que ele passou por transformações, inclusive tecnológicas. Hoje, uma das bebidas mais consumidas no mundo, pode estar na sua mesa, com pequenos comandos no celular, mas agora só falta responder a pergunta: de onde vem esse hábito de beber vinho nas estações mais frias? Ficamos sem a resposta exata e olha que procuramos. Se não sabemos ao certo, acreditamos que você tenha algumas informações de onde e quem começou, como muitos hábitos que passam de geração para geração, temos informações interessantes sobre os vinhos para compartilhar.

O frio permite avançarmos um pouco na gradação alcoólica dos vinhos. Isso porque, em primeiro lugar, o álcool nos transmite uma sensação de aquecimento. Ao dilatar os vasos sanguíneos, o fluxo de sangue nas extremidades aumenta e produz a impressão de que estamos mais quentes, até ruborizados. Na verdade, a dilatação dos vasos produz maior exposição do sangue às baixas temperaturas, que retorna ao interior do corpo volta mais frio. Ou seja, o álcool diminui nossa temperatura. Um segundo motivo que colabora com o consumo de vinhos mais alcoólicos é o tipo de alimentação de inverno.

Com o aumento do consumo de calorias para manter a temperatura do corpo, temos mais fome e, consequentemente, elevarmos a quantidade de calorias ingeridas. Essas calorias adicionais muito comumente vêm de pratos mais elaborados, mais condimentados e mais complexos. A gordura e complexidade dos pratos de inverno pedem vinhos mais encorpados, o que sugere, assim, vinhos mais alcoólicos. Gostou? Então agora escolha seu vinho e prepare a sua harmonização.

Sobre a VinVino

A VinVino é uma loja virtual de vinhos e espumantes, que seleciona, indica e entrega os melhores rótulos do novo e velho mundo para ajudar você a viver o vinho e a vida com mais intensidade.

https://www.instagram.com/vinvinobr/
https://www.facebook.com/vinvino.com.br/
WhatsApp – 41 98725-6329

Lojas do Shopping Mueller participam de Bazar de Moda Beneficente

Ação realizada pelo projeto Somos + Arq. PR conta com o apoio dos lojistas do Shopping Mueller. Toda a arrecadação será revertida para a compra de cestas básicas doadas às comunidades carentes de Curitiba e região
Entre os dias 26 junho e 5 de julho o projeto Somos + Arq. PR realiza o Bazar de Moda Beneficente com a participação de 14 lojas do Shopping Mueller, que doaram seus produtos para a realização de um leilão online. Na ação, todo o valor arrecadado será revertido para a compra de cestas básicas e produtos de higiene para a entrega às famílias de comunidades carentes de Curitiba e região metropolitana.
Participam da ação: Arezzo, Calvin Klein, Cannéle, Damyller, Democarta, Hope, Jogê, Jorge Bischoff, Laffayette, L’Occitane au Brésel, Ótica Especialista, Sobral, The Body Shop e Visorama, e os produtos serão leiloados no site http://somosmaisparana.guimuller.com.br/. “Além dos nossos lojistas contribuírem com a ação, nossos clientes também podem adquirir excelentes peças, doando 100% do valor para a compra de cestas básicas”, relata o coordenador de marketing do Shopping Mueller, Ciro Gonçalves.
O projeto social Somos + Arq. PR reúne arquitetos e designers do Paraná em prol da contribuição e doação de alimentos e itens de higiene. Desde o início da ação, o projeto já ajudou mais de 30 mil pessoas. Foram doadas 142.155 toneladas de alimentos e 9.477 kits de higiene/limpeza.
SERVIÇO:
Shopping Mueller
Local: Avenida Cândido de Abreu, 127 - Centro Cívico, Curitiba (PR)
Telefone: 41 3074-1000
Informações: www.shoppingmueller.com.br
Facebook: www.facebook.com/MuellerCtba
Instagram: @muellercwb

McDonald’s lança campanha para reforçar segurança nos restaurantes

McProtegidos é o conceito para lembrar a clientes e funcionários a importância dos cuidados com higiene para a saúde de todos

A Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s no mundo, adotou procedimentos adicionais de segurança e higiene em sua operação no Brasil desde março, visando proteger a saúde de clientes, funcionários e parceiros. Agora, a companhia investe na comunicação dessas medidas, a fim de reforçar a importância dos protocolos adotados, com a campanha McProtegidos, que estará presente em todas as unidades da companhia.

A iniciativa tem como objetivo informar e engajar o público, destacando a importância do distanciamento social, ao mesmo tempo que reforça a preocupação do McDonald’s em assegurar que suas operações estão totalmente adaptadas para o contexto da covid-19.

“Nosso compromisso é reforçar a segurança para as pessoas. Por isso, intensificamos nossos rígidos padrões com uma série de cuidados extras deixando as interações dentro dos restaurantes mais seguras e criamos peças posicionadas estrategicamente nas unidades para destacar o que está sendo feito. Também estamos investindo na informação, por meio de postagens no MyMc, nossa rede social interna, para solucionar dúvidas e promover a conscientização dos nossos funcionários. Sabemos que os consumidores estão em busca de experiências confiáveis e queremos nos certificar de que nosso público conheça nossos esforços”, explica João Branco, Chief Marketing Officer da rede.

As peças trazem, em uma linguagem direta e bastante visual, os principais cuidados adotados e incentivam as pessoas a ajudar a manter o ambiente mais seguro.

O conceito McProtegidos é o mesmo para toda a América Latina e Caribe, onde os restaurantes são operados pela Arcos Dorados, mas a campanha foi adaptada para cada país, considerando o contexto, as medidas adotadas e a legislação em vigor.

Confira abaixo as principais ações da marca para garantir a segurança nos restaurantes:

Todos os funcionários passaram a atender com luvas e máscaras nas interações de entrega no balcão, Drive, Quiosques e McCafé. Além disso, todos os pedidos estão sendo entregues já em embalagens para viagem.
No interior dos restaurantes, o chão recebeu a aplicação de adesivos de segurança, formando linhas que delimitam o distanciamento social exigido na aproximação dos entregadores ou de clientes.
Nos caixas do Balcão, Quiosque e McCafé, nas áreas de retirada e nas cabines do Drive-Thru foram implantadas barreiras de acrílico para reduzir o contato.
Aumento na frequência da limpeza dos balcões, equipamentos e portas e no número de dispensers de álcool em gel no salão.
As máquinas de cartão passaram a ser higienizadas após cada uso e os restaurantes estão sugerindo que os clientes do Drive-Thru façam uso de formas de pagamento à distância, como o Sem Parar.
As unidades também oferecem materiais para higienização das bolsas dos profissionais que entregam os pedidos feitos pelo McDelivery. A marca tem estimulado que esses profissionais higienizem as bolsas, lavem as mãos ou façam uso do álcool gel todas as vezes que chegam para retirar um pedido.

Treinamentos

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus, a equipe de treinamentos da Arcos Dorados incorporou inovações em termos de formato e conteúdos a fim de preparar os funcionários para a aplicação dos novos protocolos e procedimentos com relação à saúde e segurança dos nossos colaboradores, parceiros e clientes. Com isso, vídeos, webinar e manuais interativos, sobre diferentes aspectos da operação, desde a utilização de EPIs até o reforço dos processos de higiene e segurança do alimento, passaram a compor o catálogo de formação.

Outra novidade foi incluir nas plataformas de comunicação interna esses conteúdos adaptados com uma linguagem mais visual e jovem. Utilizando o MyMc, aplicativo de comunicação com funcionários, numa parceria importante entre comunicação e treinamento, a rede ampliou o espaço de conversas sobre os procedimentos, incentivando inclusive a geração de conteúdo por parte dos próprios funcionários e esclarecendo de forma mais rápida as dúvidas dos times.

A produção de conteúdo desses materiais passa por revisão de especialistas da área de saúde, segurança e ergonomia, além de outros departamentos que possam agregar e verificar os pontos que estão sendo compartilhados. Além disso, foi criado um manual com todos os protocolos de combate ao novo Coronavírus, que serve de apoio aos restaurantes para sua execução e também em visitas e fiscalizações. Todo o material é atualizado constantemente, adaptado de acordo com regras e normativos estabelecidos pelas autoridades sanitárias e governamentais.

E pensando em como auxiliar pequenos e microempreendedores, fizemos um curso de segurança do alimento, para apoiar o pequeno comerciante a garantir os processos de higiene, limpeza e segurança de seus produtos.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/12/2019). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

BRAVE CF anuncia retorno às atividades com dois eventos na Romênia

O BRAVE Combat Federation, principal organização de MMA do Oriente Médio, anunciou que retomará suas atividades, após uma pausa forçada devido à pandemia do novo coronavírus. A promoção anunciou que fará dois eventos consecutivos, ambos ocorrendo na Romênia, em Bucareste.

O BRAVE CF 35 acontecerá no dia 20 de julho na Beraria H Arena. Uma semana depois, o cage do BRAVE retorna ao mesmo local para o BRAVE CF 36, marcado para 27 de julho. Estes serão os primeiros eventos da organização de MMA que mais cresce no mundo desde janeiro, quando a edição de número 34 aconteceu na Eslovênia.

Tão logo se agravaram os desdobramentos da COVID-19 ao redor do planeta, o BRAVE CF foi uma das primeiras organizações a pausar todas as suas atividades e, além de se engajar no combate à doença no seu país de origem Bahrein, lançou uma campanha global de conscientização.

A Romênia não é estranha ao BRAVE CF. No ano passado, em novembro, a organização realizou um card na capital Bucareste, em parceria com a organização local RXF, o evento, na ocasião, foi encabeçado pela luta de pesos leves entre John Brewin e Maciek Gierszewski, vencida pelo neozelandês por finalização. Na volta ao país do leste europeu, a parceria com a RXF se repetirá.

Os dois eventos na Romênia acontecerão sem a presença de público, com portões fechados, e seguindos os mais rígidos parâmetros internacionais de segurança, estipulado tanto pelas autoridades nacionais romenas quanto pelos órgãos de saúde internacionais.

Lutas principais ou combates adicionais para os cards não foram anunciados pela organização, mas é esperado que os anúncios sejam feitos dentro dos próximos dias. Outros eventos para o restante de 2020 também não foram confirmados, embora a expectativa seja de que o BRAVE CF cumpra sua programação original de 12 eventos ao longo do ano, embora com o calendário ajustado devido às circunstâncias internacionais.

Instagram @bravemmaf
Facebook @BRAVE Combat Federation
Twitter @bravemmaf
www.bravecf.com

SOBRE O BRAVE® CF
O BRAVE CF é a organização global de MMA que mais cresce no mundo, contando com o melhor programa de scouting do esporte. Com sede no Reinado do Bahrein, os eventos do BRAVE CF são transmitidos ao redor do globo, entregando shows ao vivo exclusivos e conteúdo de esportes de combate por demanda.
Visite bravecf.com para mais informações.