VCTConcha Y Toro apresenta Gran Reserva, nova linha de vinhos

VCT

Concha Y Toro apresenta Gran Reserva, nova linha de vinhos elaborados dentro das mais rigorosas práticas sustentáveis, e que chega ao Brasil com três rótulos – Sauvignon Blanc, Carménère e Cabernet Sauvignon. Os vinhos estão a venda no Grupo Pão de Açúcar até setembro, após o que entram para a rede nacional de distribuição.
Muito obrigada pela atenção.

368255a10bcdee1360b4e630124fc650_medium.jpg

Gran Reserva: a nova linha de vinhos sustentáveis da Concha Y Toro

Lançamento chega ao Brasil esta semana com três diferentes rótulos – um branco e dois tintos – e reafirma compromisso da companhia chilena em elaborar vinhos que contribuem para o desenvolvimento sustentável e os hábitos de vida saudáveis de seus consumidores

Com o propósito de reafirmar seu compromisso com a preservação da natureza e elaborar vinhos de qualidade, com consciência ambiental, a Concha y Toro acaba de lançar Gran Reserva, vinho produzido dentro das mais rigorosas práticas sustentáveis, concebidas para proteger a biodiversidade dos biomas chilenos em todos os âmbitos possíveis. Esta é a primeira linha da vinícola chilena, na qual a origem de cada variedade está associada a diferentes bacias hidrográficas no Chile. Isto porque os rios são os responsáveis por trazer características especiais em termos de solo e clima destes lugares, já que agem como verdadeiros corredores por onde entra a brisa marinha ou andina que resfria os vinhedos, gerando condições excepcionais para o cultivo da videira. Gran Reserva chega ao mercado brasileiro nos rótulos Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon e Carménère, ao preço sugerido de R$ 109,90 (à venda exclusivamente no Pão de Açúcar até o final de setembro).

Após uma pesquisa exaustiva, foram selecionados os vinhedos Palo Santo na ribeira do Tinguiririca, Denominação de Origem (D.O.) Marchigüe, no vale de Colchagua, onde nasce o Cabernet Sauvignon; Peumo, na ribeira do Cachapoal, D.O. Peumo, no vale de Cachapoal, berço do Carménère; e Ucúquer, na ribeira do rio Rapel, D.O. Litueche, no vale de Colchagua, que dá origem ao Sauvignon Blanc. Marcio Ramirez, nome forte na seleta família de enólogos da Concha Y Toro está à frente dos rótulos tintos Gran Reserva, enquanto Max Weinlaub, outro destacado enólogo da companhia, é responsável pela elaboração do Gran Reserva Sauvignon Blanc. Vale ressaltar que, um dos principais interesses da Concha y Toro é a conservação da flora e da fauna para alcançar uma produção sustentável e ecologicamente correta em áreas próximas às margens dos rios dos vales vitivinícolas mais importantes do Chile, como parte de sua busca por maior frescor em seus vinhos.

“Na Concha Y Toro o compromisso com Sustentabilidade avança em direção a metas ambiciosas. A companhia visa reduzir suas emissões totais de CO2 em 35% até 2025 (em comparação com 2017) e depois, em 55% até 2030. Por sua vez, em 2019, a Viña anunciou seu compromisso de zero emissões de CO2 até 2050. Junto com isso, a Concha Y Toro busca estar cada vez mais em linha com a demanda global por políticas de consciência ambiental e social, além de buscar inovação através de estudos e pesquisas para elaborar vinhos ecologicamente corretos e ao mesmo tempo excelentes”, comenta Pietro Capuzzi, Diretor de Marketing no Brasil. 

Ao longo desses anos,  a empresa apresentou avanços concretos na pauta ambiental ao conquistar várias certificações importantes, incluindo o selo B Corporation adquirido no ano passado e renovado este ano;  o Forest Stewardship Council (FSC), o selo Green-e, e o Código de Sustentabilidade Wines of Chile a partir de 2012, o que reafirma seu compromisso em elaborar vinhos cujas uvas e manejo do vinhedo estejam totalmente em linha com práticas sustentáveis.  Isto se traduz em vinhos com grande concentração, personalidade e um perfil aromático amplo e complexo, além do frescor que define a nova marca Gran Reserva,  reflexo da qualidade e do compromisso com o meio ambiente que caracteriza a Viña Concha y Toro.

Além disso, em 2021, a Concha y Toro se uniu à rede global de biodiversidade, o que a converte na primeira empresa vitivinícola a contribuir com informação para o E-BioAtlas, um projeto da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), e o NatureMetrics, que procura conhecer as espécies presentes no ecossistema, bem como seus hábitos de migração. Soma-se a isto a participação da companhia chilena na Rede de Pegada Hídrica (Water Footprint Network), com geração de 100% da eletricidade necessária para produzir os vinhos, provenientes de fontes renováveis através de energia solar e hídrica.

Gran-Reserva-Sauvignon-Blanc-2021

Gran Reserva Sauvignon Blanc

É um Sauvignon Blanc de clima frio que busca proteger e restaurar a biodiversidade da Bacia do Rio Rapel. Sua origem é o Vinhedo Ucúquer, localizado a 14 quilômetros do Oceano Pacífico, onde as constantes brisas do mar e do Lago Rapel refrescam o vinhedo, onde crescem 22 hectares de videiras Sauvignon Blanc. Dada a relevância destas bacias nos seus respectivos vales, a equipe enológica considera extremamente importante proteger a biodiversidade e promover o desenvolvimento de práticas agrícolas mais sustentáveis e em harmonia com o seu ambiente natural.

Gran Reserva Sauvignon Blanc descansa 6 meses em tanques de inox, e uma pequena porção do vinho é envelhecida em barricas de carvalho francês.  De cor amarelo palha brilhante, é um vinho mineral, com notas cítricas. Na boca é fresco, longo e intenso. Harmoniza bem com pratos da culinária oriental ligeiramente picantes, como sushis, ostras e ceviche. Tem potencial de guarda de 3 anos.

Pontuações de Destaque:

92 pts – Guia Descorchados / 91 pts.  – La Cave

Gran-Reserva-Carmenere-2020

 

Gran Reserva Carménère

O rótulo Carménère é produzido no Vinhedo Peumo, D.O. Peumo, no vale de Cachapoal, conhecido como ribeira do Cachapoal. O vinhedo está localizado a 170 metros acima do nível do mar e se estende ao longo do rio Cachapoal, em terraços de colinas da cordilheira da Costa. As parreiras correspondem à seleção massal pré-filoxera e são conduzidas em espaldeira vertical. Os solos são profundos e, graças a uma primeira camada de argila, retém a umidade, o que permite à parreira estar ativa até o final de maio quando o Carménère é colhido, além de controlar seu vigor e crescimento. O clima, por sua vez, é mediterrâneo, com estação seca prolongada, mas sem temperaturas extremas, com dias quentes e noites temperadas, moderadas pela influência do rio Cachapoal e do lago Rapel.

De cor púrpura intensa e escura, traz no nariz muito mirtilo, páprica grelhada e um toque de pimenta negra e branca. Apresenta boa concentração de aromas, e na boca é frutado, com sabor fresco, acidez rica, taninos doces com muita fruta, que lhe conferem um final longo.  O potencial de guarda é de 5 anos, e este rótulo combina bem com queijos maduros e a típica cozinha chilena.

Pontuações de Destaque:

93 pts – James Suckling / 93 pts – Robert Parker / 93 pts – Tim Atkin / 93 pts – DescorchadosGran-Reserva-Cabernet-2020

Gran Reserva Cabernet Sauvignon

Gran Reserva Cabernet Sauvignon é produzido no Vinhedo Palo Santo, localizado a 180 metros acima do nível do mar, e se estende ao longo de encostas e terraços próximos à ribeira sul do rio Tinguiririca. As parreiras correspondem à uma seleção pré-filoxera e são conduzidas em espaldeira vertical. O solo é coluvial, com suaves encostas de origem granítica. Também apresenta terraços originados pelo depósito de sedimentos arrastados pelo rio Tinguiririca. O clima é mediterrâneo, com prolongada estação seca. As temperaturas são moderadas pela influência do rio e por brisas costeiras.

A cor é violeta escuro e profundo, e em boca, apresenta notas de cereja, amora e um toque de pimenta negra. De textura suave, quase sedosa, apresenta taninos suaves, que aparecem no seu final prolongado. Tem potencial de guarda de 5 anos, e harmoniza bem com carnes vermelhas, comida mexicana e queijos.

Pontuações de Destaque:

92 pts – Descorchados / 92 pts – James Suckling / 92 pts – Wine Spirits /  92 pts – Robert Parker

Enólogos

Marcio-Rami-#769rez--1-

Marcio Ramirez

Na Concha y Toro desde 1997, Marcio Ramirez destacou-se imediatamente por sua grande paixão e profissionalismo. Estudou na Universidade do Chile, e de 1998 até 2000 trabalhou com Enrique Tirado na adega de Puente Alto como enólogo-assistente na produção de Don Melchor, para posteriormente ser transferido para Cachapoal. Entre 2002 e 2003 participou de vindimas em reconhecidas vinícolas ao redor do mundo como Château Mouton Rothschild, em Pauillac, no Médoc, na França; e em Castello Banfi, em Montalcino, na Itália, onde adquiriu grande conhecimento sobre os processos de vinificação de variedades brancas e tintas.

Ao regressar ao Chile, passou a fazer parte da equipe enológica das linhas Marques de Casa Concha, Gran Reserva e, posteriormente, Terrunyo, sendo hoje o enólogo-chefe das duas últimas. Além disso, é o responsável pela adega Cachapoal localizada no vale de Rapel, e lidera a produção dos Carménère ícones, ultra e super premiuns da Concha y Toro. Marcio escolheu a enologia como profissão porque o fascina estar em contato com o vinhedo, percorrer cada fileira da vinha e acompanhar de perto a evolução da uva.

Gran Reserva nasceu após Ramírez começar a explorar áreas próximas às ribeiras dos vales vitivinícolas mais importantes do Chile com o objetivo de obter vinhos com maior frescor para criar uma linha que representasse esse conceito. E é assim que ele consegue produzir vinhos de excelente qualidade, protegendo a biodiversidade e promovendo o desenvolvimento de práticas agrícolas mais sustentáveis, em harmonia com seu entorno natural, que é o espírito desta nova linha super premium do Novo Mundo, da família Concha Y Toro

“O enólogo escolhe o campo, semeia e cuida do vinhedo, decide sobre a colheita, trabalha com os mostos e os leva aos barris, decide sobre sua permanência na madeira, e sobre sua passagem para a garrafa. Somos os pais do vinho e responsáveis por ele até seu engarrafamento”, conclui Ramirez.

MAX WEINLAUB
Max Weinlaub, enologo de la viÒa Concha y toro. BUIN, CHILE 09-05-2012 Alvaro de la Fuente/TRIPLE.cl.

Max Weinlaub

Max Weinlaub desenvolveu ampla experiência na indústria do vinho tanto nacional como no exterior, já que trabalhou durante duas vindimas no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Primeiro, na La Crema Winery (Santa Rosa), em 1999, e, em seguida, na Franciscan Estate Winery (Oakville), em 2000. Ao retornar para o Chile, ingressou na Viña Concha y Toro como enólogo-assistente na adega Puente Alto, trabalhando diretamente com os destacados enólogos Ignacio Recabarren e Marcelo Papa, com os quais aprendeu a paixão pelos detalhes e pela qualidade, assim como a versatilidade e a praticidade na tomada de decisão.

Em 2007, foi nomeado enólogo-chefe da Viña Maipo, da Concha y Toro, onde esteve por uma década, tempo durante o qual conduziu um projeto enológico centrado na produção de vinhos de alta qualidade e fortemente ligados ao Syrah. Além disso, esteve a cargo do Gran Devoción Sauvignon Blanc, proveniente de Ucúquer, graças ao qual compreende o grande potencial deste vinhedo.No final de 2017, foi promovido ao cargo de enólogo principal da Concha y Toro para liderar a produção de vinhos brancos da adega Lontué, no vale de Curicó. A partir desse momento, assumiu o desafio de entregar uma marca característica a cada uma das linhas de vinho sob sua responsabilidade, elaborando especialmente Sauvignon Blanc e Chardonnay provenientes de diversos terroirs, desde Casablanca até Mulchén. Nesta tarefa, foi fundamental a equipe formada com os enólogos Rafael Campos, Víctor Olivares e Nicolás Osorio, e o viticultor Cristian Ibarra.

“Elaborar o Gran Reserva Sauvignon Blanc com as uvas da fazenda Ucúquer é um privilégio para mim. Acredito, sinceramente, que com esta linha, a Viña Concha y Toro está contribuindo para posicionar o Chile como uma referência no cenário mundial dos vinhos de alta qualidade”, diz Max Weinlaub.

Sobre a Concha Y Toro

Viña Concha y Toro é uma empresa global líder na indústria do vinho com mais de 135 anos de história. Atualmente é a maior exportadora de vinhos da América Latina e uma das principais marcas de vinho do mundo, com presença em mais de 130 países, segundo dados do ranking da Wine Intelligence, consultoria mundial em vinhos. As origens de sua produção no Chile, Argentina e Estados Unidos conferem aos seus vinhos caráter e identidade, resultando em uma grande família de marcas globais únicas, reconhecidas mundialmente por sua qualidade, inovação e sustentabilidade.

A empresa está sediada em Santiago do Chile e possui 12.313 hectares de vinhedos plantados nos principais vales vitivinícolas do Chile, Argentina e Estados Unidos. A companhia também possui 13 escritórios de vendas localizados nos principais mercados ao redor do mundo. Em 2021, Viña Concha y Toro tornou-se uma Certified B Corporation, selo concedido às empresas comprovadamente comprometidas com a agenda ESG.

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BARES, Bebidas, BELEZA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, restaurantesTags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s