Palco de vila gastronômica abre espaço para artistas locais

 Espaço Cultural Vila Urbana valoriza a cena artística curitibana; a cultura está no DNA do empreendimento, que traz no projeto arquitetônico grafite de 300 metros quadrados

Todos os artistas que quiserem apresentar qualquer tipo de arte para um público diverso e eclético terão a oportunidade de utilizar o palco da Vila Urbana Gastronomia e Cultura. O espaço estará à disposição de segunda à sexta, das 9 às 19h, para eventos culturais diversos. A curadoria será feita pela empresa Nizo Gomide Soluções em Música, responsável pela programação cultural do empreendimento. Os artistas interessados em promover sua arte na maior vila gastronômica de Curitiba deverão submeter seu projeto para aprovação no site http://www.nizogomide.com/espacoculturalvilaurbana/.

 

A Vila Urbana fica na Marechal Deodoro, 686, e tem entrada também pela José Loureiro. Segundo Antonio Mascarenhas, gestor do empreendimento, um dos objetivos do complexo é oferecer entretenimento para o público e valorizar a cena artística curitibana. “Queremos ser uma referência também na cultura e almejamos promover os artistas locais, independente do currículo e experiência, que fazem parte da identidade cultural da nossa capital. Já realizamos shows durante o happy hour, de quarta a domingo, e também exposições de quadros. Com o lançamento do Espaço Cultural Vila Urbana, vamos ampliar nossa programação cultural, além de contribuir com a difusão da arte made in Curitiba”, conta Mascarenhas.

 

Ele acrescenta que, além de ter ficado conhecida por suas soluções de mobilidade e força no segmento de tecnologia da informação, com o sucesso de startups curitibanas mundo afora, a cidade também é dotada de uma veia artística prolífica e influente.  “A cultura sempre teve um papel de destaque no desenvolvimento da capital paranaense e foi um dos primeiros setores a dar visibilidade nacional à cidade. Em 2003, Curitiba recebeu o título de Capital Americana da Cultura, chancelado pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Essa vertente da nossa cidade também precisa ser valorizada”, diz Mascarenhas.

 

Braços dados com a cultura há quase 50 anos

 

A criação do Espaço Cultural Vila Urbana é mais uma ação que reforça a vocação de Curitiba para as artes e para a cultura, em geral. A cidade começou a se transformar em um celeiro para artistas ainda na década de 1970, com a inauguração do Teatro do Paiol, que abrigava um espaço de munição do Exército, que estava desativado. Na arena do teatro passaram artistas de renome como Toquinho, Vinícius, Trio Mocotó e Rita Lee, além de atores e cantores locais.

 

Em janeiro de 1973 nascia, oficialmente, a Fundação Cultural de Curitiba, para atuar como agente facilitador para a produção cultural da cidade. Uma das diretrizes da fundação é a descentralização da cultura. Para isso, a entidade se faz presente em todos os bairros com centros culturais, bibliotecas, museus, cinemas, teatros, salas de exposições, ateliês, todos equipados para atender aos artistas e à comunidade.

 

Os próprios espaços culturais de Curitiba são uma atração em si. O Parque das Pedreiras, na Pedreira Paulo Leminski, e o teatro Ópera de Arame, são pontos turísticos. O Teatro Guaíra, mantido pelo Governo do Estado, é um dos maiores da América Latina e agenda obrigatória para grandes estreias nacionais. O Museu do Olho – também do Estado – é um dos projetos mais impressionantes do renomado arquiteto Oscar Niemeyer.

 

Para Mascarenhas, a inauguração do Espaço Cultural Vila Urbana é uma iniciativa privada que contribui com o fomento da cultura na capital paranaense. “Desde a concepção do empreendimento, nossa intenção era de ser mais do que um complexo gastronômico. Nosso projeto arquitetônico contempla o Painel “Mucha Tinta”, de quase 300 metros quadrados, assinado pelos artistas goianos do Bicicleta Sem Freio. A dupla é famosa pela pintura colorida, cheia de formas e curvas e pelos temas psicodélicos e recheados de reflexão. A cultura está no DNA da Vila Urbana: ultrapassou a fachada e invadiu o palco, incentivando e abrindo as portas para artistas locais”, finaliza Mascarenhas.

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BARES, Bebidas, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, OPORTUNIDADE, restaurantesTags:, , , , , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s