LIVES NA COZINHA COM MANO A MANO TRIO

Boa música, bate-papo, oficinas e receitas de dar água na boca para o lançamento do DVD TRIPOLAR

Impossibilitados de fazer shows presenciais, como qualquer artista neste momento, devido à pandemia, os músicos do Mano a Mano Trio irão realizar uma série de lives, no canal do Youtube, a partir do dia 15 de julho. Serão seis no total, sempre às quartas (dias 15, 22, 29/07 e 05, 12 e 19/08), às 12h. Será um bate-papo descontraído na cozinha da casa dos músicos Sérgio Albach (clarinete), Glauco Sölter (contrabaixo) e Vina Lacerda (percussão), além de boa música, eles também vão oferecer oficinas e compartilhar receitas pessoais. A mediação será feita pelo produtor e diretor Marcio Juliano. Para participar, basta se inscrever no Canal do Trio: https://www.youtube.com/channel/UCZq2_Pry5sEG9u0PgfpWDDg
A proposta principal é comentar e apresentar os videoclipes gravados no novo DVD Tripolar, que traz músicas que comemoram os dez anos de estrada do grupo e repertório dedicado ao compositor e cantor João Bosco. O músico, inclusive, participou da gravação de dois clipes deste DVD: Sinhá (Chico Buarque e João Bosco) e Incompatibilidade de Gênios (Aldir Blanc e João Bosco), que gravou ao lado de outro ícone, Raul de Souza. O trombonista e saxofonista também tocou em um pot-pourri de Babalu de Dakar e Beirando a Rumba, ambas de Bosco.
O DVD tem direção e produção de Marcio Juliano, direção audiovisual de João Marcelo Gomes e direção musical do próprio Trio.
“Este registro presta homenagem, especialmente, a um dos maiores mestres da MPB e nosso grande ídolo, João Bosco. Tentamos trazer às composições do artista (algumas pouco conhecidas e também grandes sucessos) uma nova abordagem, com a nossa sonoridade instrumental e arranjos ousados, bem ao estilo do Trio. A escolha de repertório foi guiada pelos temas que funcionariam em nossa inusitada formação: clarinete, baixo e percussão”, declara Glauco Sölter.
“A ideia destes encontros é que sejam bem descontraídos e informais, espero que o público participe com perguntas e comentários. Sinto muita falta de ensaiar presencialmente e de encontrar as pessoas, acho os encontros virtuais muito impessoais, mas, por hora, só é possível desta forma”, comenta Sérgio Albach.
Outra atração da série de lives serão as oficinas que os músicos irão oferecer em alguns encontros. No dia 22 de julho o tema será Levadas Brasileiras com Glauco Sölter. O contrabaixista apresenta uma pesquisa inédita feita por ele, que virou livro, lançado em janeiro deste ano, sobre o contrabaixo brasileiro. No dia 05 de agosto, quem comanda a oficina Ensinar e Tocar Percussão é Vina Lacerda. Ele vai falar sobre os materiais didáticos que desenvolveu para projetos de aprendizado e ensino da percussão. No dia 19 de agosto, Sérgio Albach conta a História do Choro. Através da audição de obras, o clarinetista vai falar sobres as principais características do primeiro gênero musical brasileiro, fatos históricos e curiosidades.
“Estes encontros serão a primeira atuação do grupo em ambiente virtual, comentando e apresentando nosso trabalho ao público interessado. Neste momento, esta tem sido a única forma de contato síncrono com o nosso público. Acho que estas possibilidades que a web e a tecnologia oferecem amplificam o alcance e a visibilidade dos artistas. Nos cabe entender como fazer isto da melhor maneira”, comenta Vina Lacerda.
“O isolamento tem sido uma experiência de renovação de procedimentos de sobrevivência e a busca em transformar situações adversas em formas de evolução. Estas lives serão uma oportunidade de conversar com o nosso público e amigos sobre este recente trabalho, além de apresentarmos mini oficinas para quem se interessa por música e história. De quebra, traremos nosso lado culinário e um pouco da intimidade de nossas cozinhas e receitas”, acrescenta Sölter.
Assim que possível, O DVD Tripolar estará à venda nas lojas físicas, por enquanto, o conteúdo pode ser curtido no canal do Trio no Youtube.

Sobre o Mano a Mano
O Mano a Mano Trio é um grupo de música instrumental formado por Sérgio Albach (clarinete), Glauco Sölter (contrabaixo) e Vina Lacerda (percussão), que apresenta uma formação não usual e de sonoridade peculiar. Desenvolve um trabalho que valoriza a música brasileira, com repertório que reúne clássicos e vertentes modernas da MPB, distinguindo-se pelos arranjos elaborados mesclados à improvisação. O Trio procura trazer uma nova abordagem sobre a MPB desconstruindo estruturas e embalando antigas canções em novas roupagens.

REPERTÓRIO DVD MANO A MANO TRIPOLAR

Cobra Criada
João Bosco e Paulo Emílio
Rua das Flores
Waltel Branco
Holofotes
João Bosco, Antônio Cícero e Wally Salomão
17 de outubro
Hermeto Pascoal
Mano a Mano
João Bosco e Chico Buarque
Risco
Lea Freire
Babalu, de Dakar
João Bosco
Convidado Especial: RAUL DE SOUZA (Trombone)

Beirando a Rumba
João Bosco e Francisco Bosco
Convidado Especial: RAUL DE SOUZA (Trombone)
Receita de Samba
Jacob do Bandolim
Sinhá
João Bosco e Chico Buarque
Convidado Especial: JOÃO BOSCO (Voz e Violão)
Solfeggietto
C. P. E. Bach
A Situação
Glauco Sölter
Incompatibilidade de Gênios
João Bosco e Aldir Blanc
Convidados Especiais:
JOÃO BOSCO (Voz e Violão)
RAUL DE SOUZA (Trombone)

Este projeto foi incentivado pela Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO:
Lives de Lançamento do DVD Mano a Mano Tripolar
Data e horário: 15, 22 e 29 de julho e 05, 12 e 19 de agosto (quartas-feiras), sempre às 12h.
Onde: https://www.youtube.com/channel/UCZq2_Pry5sEG9u0PgfpWDDg

CONTATOS:

Produção
Marcio Juliano da Silva
marciojulianocontato@gmail.com
41 99902-5147

Como São João inspirou a criação das notas musicais

História curiosa envolve o universo musical e as festas juninas

“Cai cai balão, cai cai balão, aqui na minha mão, não cai não, não cai não, não cai não, cai na rua do sabão”, quem nunca ouviu essa canção? As músicas juninas são parte essencial das comemorações de São João, mas você sabe a importância dessa data para o universo musical?

A professora de Música do Colégio Marista Anjo da Guarda, em Curitiba, Andréa Bernardini, conta uma história curiosa envolvendo música e festa de São João: “As notas musicais que conhecemos hoje (dó, ré, mi, fá, sol, lá e si) foram batizadas partindo de um texto sagrado em latim do hino a São João Batista, feito há mais de 1.200 anos”, revela.

A partir deste poema, há cerca de 1 mil anos, um monge chamado italiano Guido d'Arezzo (992 — 1050) utilizou as sílabas iniciais de cada verso para dar nome aos sons pra facilitar o solfejo. O monge dava aulas de coro e era difícil cantar os sons sem ter um nome. Ao longo do tempo, o sistema de d'Arezzo sofreu algumas pequenas transformações: a nota Ut passou a ser chamada de dó, para facilitar o canto com a terminação da sílaba em vogal.

Hoje, as músicas não podem faltar em qualquer festa, sejam tocadas ao vivo com instrumentos tradicionais como zabumba, sanfona, triangulo, ou reproduzidas por aparelhos eletrônicos. Algumas das mais famosas são “Olha Pro Céu” e “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, “Isso Aqui Tá Bom Demais”, de Dominguinhos e diversas outras que já fazem parte do cancioneiro popular.

Sobre a Rede Marista de Colégios: A Rede Marista de Colégios (RMC) está presente no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e São Paulo com 18 unidades. Nelas, os mais de 25 mil alunos recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação. Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br.

Sala presidencial apresenta conceito de formalidade diferenciado, em projeto com a parceria da Florense Carlos de Carvalho

Sala presidencial com 200m² apresenta cozinha, dois livings e escritório totalmente integrados e com mobiliário da Florense Carlos de Carvalho

Para atender a demanda de um projeto empresarial, que na sua essência já desenvolve atividades exclusivas, os profissionais Ciro Scheraiber e Felipe Saia desenvolveram o conceito da empresa também na arquitetura. O resultado deu origem a uma sala presidencial com 200m², que integra dois livings, um escritório, uma sala de reunião e uma cozinha. Esse ambiente foi a proposta para um projeto sofisticado e aconchegante para o cliente, mas que não perdesse a formalidade do ambiente.

Localizado em uma área nobre de Curitiba (PR), próximo ao tradicional Parque Barigui da capital, o escritório da clínica de recalibração interdimensional está localizado na cobertura do edifício, e contempla 400m². “Criamos um espaço sério, mas com o aconchego de um lar, com espaços sofisticados, mas sem a rigidez do ambiente presidencial, e, principalmente, um local que transmitisse a essência em cada pedacinho. O conceito da clínica envolve procedimentos abstratos, mas que tridimensionalizamos para o design de interiores”, relata o arquiteto Felipe Saia.

Em um ano de obra, o escritório precisou criar um ambiente moderno, que revelasse através da arquitetura as mesmas características da empresa: inovadora e elegante. “Fizemos uma proposta que envolveu a modernidade nos detalhes e nos sistemas construtivos e a sofisticação deixamos para os móveis e painéis”, acrescenta Saia. Para que o projeto atendesse a demanda do cliente, foram utilizados o mobiliário high end da Florense, da loja da Carlos de Carvalho, em Curitiba (PR). A marca italiana desenvolveu o balcão do escritório e os móveis da cozinha com o acabamento High Gloss Branco, Laminado BP Grafite e destaque para as portas de vidro Pitanga. “Tivemos um grande prazer em ter a Florense executando esse sonho conosco. Nos auxiliaram muito no desenvolvimento dos sistemas construtivos e executaram perfeitamente o que nós e os nossos clientes havíamos planejado”, acrescenta o arquiteto.

Para integrar os ambientes, os arquitetos utilizaram a madeira, tanto nos pisos, quanto nas paredes e tetos, acrescentando conforto ao ambiente. Um dos destaques do escritório, foi o uso de trilhos e canaletas pretas no forro, para a iluminação. “Essa solução veio para destacar a linguagem moderna da empresa, contrastando com os revestimentos de madeira mais tradicionais”, diz Felipe. Além disso, o projeto de automação desenvolveu 90 pontos de iluminação independentes, para criar diversas cenas na sala da presidência. É nesse ambiente, que os arquitetos também criaram um pergolado de 60m², para embutir o sistema de iluminação e criar uma atmosfera mais acolhedora.

Além da sala presidencial, os arquitetos desenvolveram o restante do escritório, que conta com mais salas administrativas e outra cozinha para os colaboradores. Nesses ambientes, que completam os outros 200m² da clínica, a Florense Carlos de Carvalho também desenvolveu o mobiliário fixo, para a dupla de arquitetos que é parceira da loja.

Sobre a Florense Carlos de Carvalho

A Florense Carlos de Carvalho está no mercado de luxo curitibano há 32 anos. É referência em mobiliário high end, design e arquitetura com peças exclusivas e com acabamentos diferenciados. A franquia é uma empresa brasileira com raízes italianas, design internacional e processos produtivos ecologicamente corretos, onde tecnologia de ponta e trabalho artesanal (fatto a mano) vibram na mesma sintonia para gerar móveis de finíssimo acabamento. Com uma marca autoral, que domina todos os processos industriais e opera pelo sistema custom made, personaliza cada projeto como uma grande marcenaria fina, com flexibilidade de medidas, variedade de materiais nobres e centenas de padrões de acabamentos.

Serviço
Florense Carlos de Carvalho
Endereço: Alameda Carlos de Carvalho, 1301, Batel – Curitiba (PR)
Telefone: 3013-1010
Site: www.florense.com
Instagram: @florensecarlosdecarvalho

Alunos de Curitiba arrecadam produtos de higiene para mulheres em situação de risco

Alunos de Curitiba arrecadam produtos de higiene para mulheres em situação de risco
A ação fez parte da Prova Solidária da Gincana organizada pelo Colégio Santo Anjo, e teve mais de 3.500 itens arrecadados
Em uma ação de solidariedade, os alunos do Colégio Santo Anjo, em Curitiba, arrecadaram mais de 3.500 itens de higiene pessoal para mulheres em situação de risco.
A arrecadação dos produtos foi um incentivo da Prova Solidária da Gincana Santo Anjo que, além de ser uma competição cheia de aprendizado, estimula a prática de diferentes virtudes.
Agora, os produtos serão destinados a duas instituições de Curitiba que atendem mulheres em situação de vulnerabilidade social. As escolhidas foram a Casa da Mulher Brasileira, que oferece apoio psicossocial a mulheres que sofreram violência, e a Pousada da Maria, que foi a primeira casa de acolhimento de mulheres em situação de risco social ou vítimas de violência doméstica do Brasil.
A equipe que mais arrecadou produtos saiu na frente da competição. Mas, o mais importante, é despertar nos alunos a vontade de ajudar e o conhecimento a respeito da realidade de centenas de mulheres na nossa cidade que precisam de ajuda.
Os itens foram levados ao Colégio Santo Anjo no dia agendado para as famílias irem buscar o material para o terceiro trimestre dos alunos. Tudo foi feito em sistema Drive Thru e com toda a segurança possível.

Sobre a Gincana Santo Anjo
Inspirado nos 10 anos de criação da ONU Mulheres, o Colégio Santo Anjo realiza, de maneira remota, a 6.ª edição da Gincana Santo Anjo.
O tema desta edição é “Mulheres que fizeram história” e participam da competição os alunos do 6.º ano do Ensino Fundamental II à 2.ª série do Ensino Médio.
Para participar dos desafios, cada sala formou uma equipe e recebeu o nome de uma personalidade feminina que marcou a história.
Os alunos participam de aulas especiais e realizam provas acerca da história de vida, feitos e atuação dentro da sociedade da mulher que representa a sua equipe. Além disso, terão atividades especiais como: criar documentários em vídeo, redações e participar de vários desafios sobre o tema.

Sobre o Colégio Santo Anjo

O Colégio Santo Anjo nasceu em Curitiba, no ano de 1999, do sonho de transformar o mundo por meio da educação. As unidades do colégio são planejadas, criativas, dinâmicas e percebem o aluno como indivíduo, desenvolvendo com excelência as suas habilidades. As quatro unidades do colégio estão localizadas nos bairros Campina do Siqueira, Mossunguê (Ecoville) e Bigorrilho, oferecendo Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Pesquisa sobre pós-pandemia identifica três cenários para Curitiba; solidariedade é chave para futuro melhor

Pesquisadores do Instituto Sivis descrevem possibilidade otimista, intermediária e pessimista para superação da crise. Intenção do prognóstico é estimular cultura de colaboração para que a cidade consiga viver o melhor cenário possível, pautado em soluções coletivas de longo prazo

Curitiba poderá superar a pandemia de Covid-19 de pelo menos três formas distintas, levando a cidade a diferentes efeitos pós-crise. É o que revela uma pesquisa de cenários futuros possíveis desenvolvida pelo Cidade da Gente, iniciativa coordenada pelo Instituto Sivis. Com metodologia de pesquisa envolvendo mais de 500 curitibanos, a organização traçou três perspectivas futuras, que podem conduzir a cidade a um patamar mais otimista e solidário ou a um futuro mais egoísta e pessimista; ou ainda a um caminho intermediário e passageiro, no qual a colaboração entre os cidadãos vai embora junto com a pandemia. O objetivo dos organizadores do panorama local é despertar o debate sobre o futuro e mobilizar diversos atores em prol da concretização do cenário mais positivo para a cidade.

A pesquisa desenvolvida em três etapas incluiu entrevistas em profundidade, questionários online e realização de grupos focais. No método de pesquisa a amostra foi constituída de forma a se aproximar das características demográficas da cidade, buscando manter a quantidade de respondentes por região, faixa etária e gênero proporcionais à realidade.

Cenários possíveis
Os pesquisadores encontraram três possibilidades para o futuro de Curitiba. As descrições tratam dos principais caminhos que a comunidade local pode percorrer para vencer os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus e destacam a forma como os membros sociais vão interagir neste momento de incertezas. A pesquisa admite que hajam outros cenários possíveis, mas elencou aqueles que foram traçados a partir da percepção dos entrevistados.

Japona
O primeiro, nomeado “japona”, refere-se a um cenário intermediário entre o pessimismo e o otimismo com o futuro. Nele, a população vai usar de solidariedade e a colaboração para superar a crise - como usa uma japona nos dias frios. Mas depois que a tempestade passar, os bons hábitos serão esquecidos e a cidade voltará ao ritmo de vida sem aproveitar ações colaborativas de forma duradoura.

Gralha-azul
O segundo cenário - mais positivo, foi batizado “gralha-azul”, em alusão à ave símbolo na região, conhecida pela semeadura do pinhão. Nele, a cultura de colaboração será semeada durante a pandemia e surtirá efeitos de longo prazo, alterando o relacionamento entre os mais diversos atores sociais e deixando como legado geracional práticas mais solidárias e colaborativas. As pessoas vão se engajar e buscar soluções conjuntas que transformarão a miséria em prosperidade.

Farinha pouca, meu pirão primeiro
No último e pior cenário, o “farinha pouca, meu pirão primeiro”, o curitibano adotará uma postura egoísta, centrada em resolver emergências pessoais que alargarão as distâncias entre grupos sociais, aprofundando a polarização, prolongando a crise e agravando o desemprego e a vulnerabilidade social. Haverá maior impacto na saúde e a crise econômica será encarada no âmbito individual, sem perspectivas positivas para a coletividade. O poder público, sendo forçado a resolver o aqui e o agora, ficará sem conseguir se planejar para o futuro

Os apontamentos surgem da análise de dados encontrados tanto na coleta qualitativa quanto quantitativa. “Tivemos vários indicativos de que a cidade tornou-se mais solidária neste período, mas, em contrapartida, houve sinalização de aspectos negativos, mais ligados à economia, segurança e preocupação pessoal com familiares”, explica a pesquisadora Camila Mont’Alverne. Segundo a Doutora em Ciência Política, as informações que se repetem nas três etapas de pesquisa servem de confirmação dos indícios e, se nada for feito, a capital do Paraná pode viver em um futuro próximo uma superação paliativa e insuficiente. “A gente tem uma propensão grande para esse cenário, da japona: as pessoas das comunidades vulneráveis estão desassistidas em certa medida e a forma como a sociedade está lidando com o isolamento social indicam que a cultura de colaboração não está sendo sólida o suficiente”, alerta.

Em busca do melhor destino
Para encontrar o melhor cenário futuro, não há segredo: o caminho deve ser a solidariedade e a cultura de colaboração. “Tem um grande elemento que precisa ser reforçado, apesar do lugar comum: é a solidariedade. É a chave para que os mais vulneráveis sejam atendidos neste momento e depois da pandemia também, porque a recuperação da crise também é muito difícil”, comenta Jamil Assis, Relações Institucionais do Instituto Sivis. Para ele, a articulação entre diversos atores sociais, envolvendo políticas públicas e rede de apoio será fundamental para manter a solidariedade e a coesão social, quando diversas partes que compõem a sociedade interagem de forma construtiva e com objetivos coletivos. “No cenário gralha-azul vamos conseguir coordenar essa colaboração e manter o trabalho coletivo, pensando como a gente arrecada e direciona os recursos”.

Em termos democráticos, o ano de eleições municipais deve ser canalizado para um debate amplo e inclusivo sobre o futuro. “Não podemos pensar apenas em quem vai ganhar, ser eleito, mas sim o que o eleito vai fazer como liderança desse momento de superação, com diálogo com toda sociedade”. Os cidadãos interessados em colaborar neste processo, podem acessar o site do programa e consultar boas práticas, bem como conhecer a descrição completa de cada um dos cenários identificados: cidadedagente.org.br/cenariosparacuritiba/

Medo do amanhã
Além de indicar perspectivas futuras, a pesquisa de cenários capturou as principais impressões dos curitibanos: 65,8% dos entrevistados estão com medo de que eles mesmos ou seus entes queridos adoeçam e sofram muito por causa da Covid-19. Já 71% estão com medo de que eles mesmos ou seus entes queridos sofram por conta de uma recessão econômica após a pandemia, indicando que há mais apreensão sobre os impactos financeiros do que de risco à vida. A maior preocupação dos curitibanos é com a família. 98,4% dizem se preocupar muito ou algo com os familiares. Mas eles também demonstram preocupação com a comunidade de forma mais ampla. 60,3% afirmam que se preocupam muito ou algo com os desconhecidos. 71,2% veem algum grau de aumento de solidariedade entre as pessoas durante a pandemia.

Metodologia
A metodologia de cenários possíveis é recomendada para situações de crise e incerteza e já foi usado em pesquisas importantes na África do Sul, em 1992, na dissolução do apartheid, na Colômbia, quando se inclui as FARC no diálogo para solução de conflitos; e atualmente é método do projeto Europa 2040.

Sobre o Cidade da Gente
O Cidade da Gente une lideranças de diversos setores da cidade – comunitárias, sociais, empresariais e governamentais – para encontrar soluções para melhorar a confiança e a colaboração em Curitiba. Dessa forma, a iniciativa procura fortalecer a cultura democrática local ao mesmo tempo em que busca caminhos que sejam também relevantes para outras cidades do Brasil e do mundo. Saiba mais em: www.cidadedagente.org.br.

Comunicação Apreciativa e Assertiva em tempos de home office é tema de palestra gratuita na ESIC Internacional

No dia 8 de julho, quarta-feira, às 15h, a psicóloga Heide Castro promove uma palestra online sobre comunicação apreciativa e assertiva em tempos de trabalho online. O evento é gratuito, promovido pela ESIC Internacional.
Como se comunicar online? Como ser claro e assertivo na comunicação, sem a presença física? A especialista dará dicas de comunicação online para conversas produtivas, com o objetivo de otimizar as relações e a clareza das informações transmitidas online.
Cleide é especialista em psicologia organizacional e do trabalho, intervenção cognitiva e aprendizagem mediada. Possui certificação em investigação apreciativa pela Case Western Reverse / Cleveland / USA.
O evento é online e gratuito, e as vagas são limitadas, mediante inscrição pelo link https://pages.esic.br/masterclass-conversas-produtivas

Sobre a ESIC Internacional:

A ESIC é uma Business School Internacional especializada em Gestão de Negócios e Marketing. Com mais de 50 anos de experiência, possui matriz em Madrid e Barcelona, 10 campus na Europa, campus brasileiro em Curitiba, acordos e convênios nos 5 continentes, especialmente E.U.A., Índia e China. A instituição atua em oito áreas: Graduação, Pós-Graduação (Master e MBA), Executive Education (cursos avançados e sob medida para empresas e formação in company), Módulos e Missões Empresariais Internacionais, ESIC Idiomas (Escola de idiomas Internacional), Colégio Internacional, Simuladores/Competições Empresariais Globais e ESIC Editora (com tradição em publicações renomadas, atualizadas e especializadas em Gestão de Negócios e Marketing). Para garantir respaldo internacional aos certificados de seus alunos, a ESIC está entre o seleto grupo que segue os padrões do Executive MBA Council (Conselho Internacional de MBAs), é membro da EFMD (European Foundation for Management Development), AACSB (Associationto Advance Collegiate Schools of Business of USA), AMBA (International Association of MBAs) e CLADEA (ConsejoLatinoamericano de Escuelas de Administración).

Corgraf produz face shield para catadores de lixo

Em parceria com professores da PUC/PR, a gráfica fez o corte de mais de 650 máscaras para doação

Em parceria com o projeto dos professores Dalton Kai e Aguiar Selhorst Junior, dos cursos de design e engenharia da PUC Paraná, a Corgraf iniciou o corte de face shields, máscaras tipo escudo, que foram direcionadas à doação para a Associação de Catadores de Lixo de Curitiba.

Produzidas em acetato, as placas do material foram cedidas pelos professores e a Corgraf realizou o corte na Flink Print, nova empresa do grupo, adquirida em maio deste ano, que atua na impressão digital Ultravioleta (UV) em pequenos e grandes formatos, usados em mídias flexíveis ou rígidas.

Foram produzidas 650 máscaras para doação, direcionadas aos catadores de lixo. “Acreditamos no nosso papel social de contribuir com a população e, em meio à pandemia, pudemos proporcionar a fabricação dessas máscaras para garantir a segurança dos catadores”, afirma o diretor comercial da Corgraf, André Linares. A máquina de corte de face shield tem capacidade para fazer uma máscara a cada minuto. É possível também personalizar o produto com a marca de qualquer empresa.

Em abril, a Corgraf iniciou a impressão de máscaras de uso único, em papel cartão duplex 233gr e tinta atóxica, que foram distribuídas no comércio de Colombo. Até a primeira semana de junho, foram distribuídas 21 mil máscaras em lojas, farmácias, mercados, entre outros estabelecimentos locais, de forma gratuita. A faca, que foi desenvolvida pela Corgraf, já foi repassada para empresas do Paraná, Rio Grande do Sul e Ribeirão Preto, para disseminar a ideia em outras regiões.

Sobre a Corgraf:

Especialista em soluções gráficas, a Corgraf atua há 33 anos com tecnologia de ponta em impressos e acabamentos. A empresa acumula reconhecimentos regionais, nacionais e internacionais, com 20 troféus de Excelência Gráfica Fenando Pini, 163 trofeus de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho e sete troféus no concurso latino-americano de produtos gráficos Theobaldo de Nigris.

McDonald’s doa mais de mil refeições em seis cidades do Paraná na Campanha McObrigado

Com a meta de chegar a 100 mil doações, empresa aderiu à ação global Thank You Meal e preparou refeições especiais para os profissionais de saúde

Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, o Mcdonald’s, operado pela Arcos Dorados no Brasil, está doando refeições aos profissionais que estão atuando na linha de frente do combate à covid-19, como forma de agradecer ao trabalho que eles têm realizado.

Em junho, no Paraná, em um período de uma semana, os profissionais de saúde de seis cidades foram reconhecidos pela marca e, juntos, receberam mais de mil refeições. Em Curitiba, o Hospital Pequeno Príncipe e o SAMU foram as instituições que receberam combos de Quarterão e acompanhamento. Já na região metropolitana, as entidades foram o Hospital São Lucas, em Campo Largo, e UPA Alto Maracanã, em Colombo. A Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa também foi agraciada, assim como o Hospital Germano Lauck, em Foz do Iguaçu. Para fechar, as doações foram entregues à equipe que está sediada na Secretaria de Saúde de Cascavel e fazendo a maior parte de atendimento da covid-19 no município.

A ação faz parte da campanha global Thank you Meal, lançada nos Estados Unidos. No Brasil, o nome da campanha foi ajustado para McObrigado. “Trata-se de uma forma de levar, além de comida, solidariedade e mensagens de encorajamento para esses profissionais que têm tido uma atuação incansável e excepcional”, explica Paulo Camargo, presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados. Por aqui, a meta é chegar a 100 mil combos doados, o que equivale a um investimento de cerca de R$ 2,5 milhões de reais.

Até o momento, já foram realizadas mais de 65 mil doações para profissionais de saúde, instituições que atuam no combate à fome, cooperativas e caminhoneiros. Todas têm sido preparadas pelos funcionários da rede, que também estão se mobilizando para colocar recados de agradecimento juntos das refeições. No Paraná, cerca de duas mil refeições já foram doadas nas cidades de Curitiba, São José dos Pinhais, Maringá e Londrina.

Outras medidas da Arcos Dorados

Acreditando na união de forças para que o país possa superar esse momento de crise, o McDonald’s decidiu apoiar micro e pequenas empresas do setor de alimentação no Brasil, abrindo turmas de formação gratuita e online voltadas a profissionais que atuam nesse segmento.

A companhia criou um curso para microempreendedores, que conta com uma grade dividida em três pilares principais: Segurança Alimentar, Higiene e Desenvolvimento Sustentável, áreas em que a companhia é reconhecida internacionalmente por sua excelência. Essas são esferas fundamentais para garantir medidas de prevenção de contaminação por microrganismos, incluindo o novo coronavírus.

Os módulos estão sendo disponibilizados por meio do site https://trilhas.info/ para que os novos interessados possam acompanhar o conteúdo.

Além disso, O McDonald’s abriu vagas gratuitas para o curso de Desenvolvimento Sustentável em Foco, que nos últimos dois anos contou com cerca de dois mil inscritos e aborda uma grade que contempla 12 temas como Compromisso Social, Energia Renovável, Diversidade & Inclusão, Economia Circular, Mudanças Climáticas e Gestão de Resíduos, entre outros. O curso é o maior programa corporativo de educação para o desenvolvimento sustentável do Brasil.

Medidas para segurança de seus colaboradores

Tendo como prioridade proteger a saúde e bem-estar de seus funcionários e clientes, a companhia implementou um comitê focado especialmente em monitorar e agir em torno de diversos assuntos relacionados ao tema. Abaixo as principais ações da marca para garantir a segurança nos restaurantes:

Todos os funcionários passaram a atender com luvas e máscaras nas interações de entrega no balcão, Drive, Quiosques e McCafé. Além disso, todos os pedidos estão sendo entregues já em embalagens para viagem.
No interior dos restaurantes, o chão recebeu a aplicação de adesivos de segurança, formando linhas que delimitam o distanciamento social exigido na aproximação dos entregadores ou de clientes.
Nos caixas do Balcão, Quiosque e McCafé, nas áreas de retirada e nas cabines do Drive-Thru foram implantadas barreiras de acrílico para reduzir o contato.
Aumento na frequência da limpeza dos balcões, equipamentos e portas e no número de dispensers de álcool em gel no salão.
As máquinas de cartão passaram a ser higienizadas após cada uso e os restaurantes estão sugerindo que os clientes do Drive-Thru façam uso de formas de pagamento à distância, como o Sem Parar.
As unidades também oferecem materiais para higienização das bolsas dos profissionais que entregam os pedidos feitos pelo McDelivery. A marca tem estimulado que esses profissionais higienizem as bolsas, lavem as mãos ou façam uso do álcool gel todas as vezes que chegam para retirar um pedido.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/12/2019). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

Mercado de luxo traz oportunidades durante a crise

A crise resultante da pandemia do novo coronavírus afetou os setores da economia de formas diversas. E enquanto alguns sofrem com a baixa no consumo, outros geram oportunidades. É o caso do Mercado de Luxo, tema de um curso totalmente online que será oferecido pelo Centro Europeu a partir do dia 7 de julho.

As aulas serão transmitidas ao vivo por meio da nova plataforma de cursos à distância, a Live School (http://liveschool.centroeuropeu.com.br/), lançada recentemente pela escola de profissões, que tem sede em Curitiba (PR).

Os encontros serão nos dias 7, 9, 14 e 16 de julho de 2020, das 18h às 22h. O conteúdo ficará disponível por dois meses para os alunos. Serão abordados desde o histórico e características do Mercado de Luxo a estratégias de comunicação, marketing de influência e tendências.

O conteúdo foi desenvolvido para oferecer aos profissionais todas as ferramentas de que eles precisam para encontrar oportunidades no mercado, mesmo durante a crise.

"O curso oferece, aos profissionais, insights e conhecimento sobre o Mercado de Luxo para que eles possam aplicar isso no negócio deles, no dia a dia. São conceitos e atributos para que eles possam, cada vez mais, atingir, conquistar e se relacionar com o consumidor", explica Manu Berger, especialista em Mercado de Luxo e CEO do Portal Terapia do Luxo.

Oportunidades para superar a crise

A crise econômica atual tem gerado demandas específicas dentro do Mercado de Luxo que podem representar uma oportunidade importante para os profissionais da área. "O Mercado de Luxo é muito sólido, consistente e resiliente, então está enfrentando essa crise do novo coronavírus de uma forma mais confiante", explica Berger.

Uma pesquisa do Instituto QualiBest, por exemplo, entrevistou 400 mulheres com renda média de R$ 40 mil, em São Paulo, e mostrou que quatro em cada dez delas (44%) afirmam que pretendem comprar roupas depois da pandemia - o comércio destes itens é um dos mais afetados pelas restrições necessárias para prevenção de contágios. Assim como esta, há outras demandas reprimidas, em outras áreas do Mercado de Luxo.

"Não só a demanda reprimida, mas várias outras questões, durante a crise, podem ser vistas como oportunidade", afirma Berger. "A gente vê algumas marcas que nasceram no período de crise. Então a gente pode perceber que a partir do momento em que a gente tem a sensibilidade de encontrar uma lacuna na crise a gente vai ter oportunidade".

Segundo ela, os setores que têm resistido à crise são os que entendem as necessidades do consumidor atual. "São os que se adaptaram a esse novo conceito, estilo de compra", afirma a especialista.

SERVIÇO

Curso "Mercado de Luxo"
Data das aulas: 7, 9, 14 e 16 de julho de 2020
Horário: das 18 às 22 horas
Inscrições : http://liveschool.centroeuropeu.com.br/cursos/mercado-do-luxo/

ISOLAMENTO PRODUTIVO

NÚCLEO DE PROJETOS AUDIOVISUAIS DE CURITIBA (NPA) REALIZA ENCONTROS REMOTOS DURANTE A PANDEMIA.

Mesmo com a pandemia do Coronavírus, o NPA – Núcleo de Projetos Audiovisuais de Curitiba tem conseguido dar continuidade ao trabalho. O isolamento social não impediu os encontros que, desde março, têm acontecido de forma remota e têm sido bem produtivos. O desenvolvimento dos projetos selecionados para a edição de 2020 tem sido acompanhado virtualmente pelos orientadores do Núcleo, o roteirista Daniel Tavares, que vive em Fortaleza/CE e a cineasta curitibana Jessica Candal Sato. Os encontros são gratuitos e têm sido realizados a cada três semanas com o objetivo de oportunizarem orientações e desenvolvimento dos roteiros e ideias, cultivando a troca a partir da fala e da escuta entre os roteiristas.

“O formato online tem sido bem produtivo durante a pandemia, pois nossos roteiristas têm tido mais tempo para se dedicarem aos seus projetos e ao processo em geral”, conta Marcelo Munhoz, coordenador do NPA.

Ao longo dos seis meses, de fevereiro a agosto, o projeto previa também o oferecimento de mais três masterclasses com profissionais de renome da área, abertas ao público, além da inaugural realizada em fevereiro. Com as mudanças, a coordenação do Núcleo está reformulando o formato e viabilizando a execução online o que possibilita o aumento no número de masterclasses e variedade de assuntos.

“Estamos levando o projeto para a internet. Se, por um lado, perdemos uma parte dos encontros presenciais, por outro, teremos um alcance maior de público e de resultados, além de oferecer uma opção cultural relevante em tempos de quarentena”, ressalta Munhoz.

Apesar da tendência de todos os encontros serem virtuais, assim como as masterclasses, a equipe quer realizar a Mostra Final, evento onde os roteiros são apresentados ao público e às produtoras da cidade, de forma presencial, caso a situação sanitária do país esteja normalizada.

“O momento é muito pesado, mas encaramos a escrita e o cinema como trincheiras possíveis. O momento é de mapear tais trincheiras e ocupá-las. A arte é um elemento poderoso”, diz Daniel Tavares, orientador do NPA.

Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura | PROFICE da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura | Governo do Estado do Paraná. Apoio: COPEL.Conta ainda com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

SOBRE A TAMBOR MULTIARTES

O NPA é uma inciativa da Tambor Multiartes e teve origem no Núcleo de Dramaturgia Cinematográfica do SESI/PR e no Núcleo Audiovisual SESI/PR que formou roteiristas e ajudou a desenvolver projetos de 2012 a 2015. O Núcleo de Crítica de Cinema em 2016 veio consolidar a formação de pensamento sobre a realização audiovisual. Outro projeto realizado pela Tambor foi o Ficção Viva que trouxe importantes cineastas ibero-americanos para ministrar oficinas de roteiro em Curitiba, como Karim Aïnouz, Kleber Mendonça, Guillermo Arriaga (México), Lucrecia Martel (Argentina) e Pedro Costa (Portugal).
Marcelo Munhoz, um dos coordenadores geral do NPA, além de fundador da Tambor, foi um dos idealizadores do Projeto Olho Vivo que realizou o Ponto de Cultura Minha Vila Filmo Eu, trabalho de ensino de cinema na Vila das Torres, em Curitiba, que obteve reconhecimento nacional. A Tambor Multiartes realizou ainda o documentário A Grande Nuvem Cinza, com direção de Marcelo Munhoz. Para saber mais visite o site: www.tambormultiartes.com

LEILÃO BENEFICENTE FATUROU MAIS DE 1 MILHÃO EM PROL DO HOSPITAL ERASTINHO

A noite de ontem 24/06 foi de felicidade para o Erastinho, o primeiro Hospital oncopediátrico do Paraná. O leilão realizado com 100% da arrecadação, em prol da finalização das obras do complexo hospitalar, faturou exatos R$ 1.272.000,00 .

“Ontem tivemos o maior evento na história do Erasto Gaertner com o Leilão Juntos pelo Erastinho! Realmente foi emocionante e superou todas as expectativas e possíveis metas. Aprendi que o impossível existe, graças ao chef Junior Durski e a todo Grupo Madero. Com o valor arrecado, praticamente finalizamos o projeto completo da entrega do primeiro hospital oncopediátrico do Sul do país. Com isso poderemos atender 600 casos novos por ano, com muito humanismo, ciência e afeto”, comemorou Adriano Lago, superintendente do Hospital Erasto Gaertner.

A iniciativa do leilão “Juntos pelo Erastinho” partiu do chef e empresário de Junior Durski, que apoia o hospital, há mais de 2 anos e decidiu leiloar os melhores vinhos de sua adega para ajudar na finalização das obras. O leilão virtual apresentou 180 vinhos de coleções raras e clássicas e em um dos lotes chegou a receber o valor de R$ 64 mil, feito por um único empresário, que arrematou 9 lotes no total.

Segundo o Junior Durski, o leilão superou todas as expectativas, alcançando um recorde de arrecadação, entre as inúmeras iniciativas beneficentes, promovidas até hoje pelo Grupo Madero. “ Através de uma grande união solidária, conseguimos reunir 231 pessoas do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espirito Santo, Maranhão, Mato Grosso e dos EUA, que hoje são também responsáveis pela finalização do hospital, que atenderá milhares de crianças. Que maravilha e que emoção ter a oportunidade de ajudar dessa forma, agradeço com muita alegria a todos que participaram, acreditaram e nos ajudam diariamente a fazer um mundo melhor”, comenta o empresário.

O valor arrecadado irá para a finalização do hospital e para a quitação de parte dos investimentos da obra. No mês de julho o hospital recebe os equipamentos e mobiliários e a entrega está prevista para Agosto.

ESIC Internacional promove palestra online sobre comportamento de compra e investimentos

No dia 1º de julho, às 21h, a ESIC Internacional promove a Master Class Online: Poupe Comprando e ainda Invista!, com a terapeuta financeira Fernanda Meneguine Wichinievski.
Comprar é como uma chave que abre a porta do sucesso ou a do caos financeiro. Qual a porta que você abrirá? No evento será possível entender sobre os perfis de consumidores e os comportamentos de compra. Como poupar mesmo consumindo? Como otimizar suas finanças e garantir seu futuro?
A terapeuta financeira é também fundadora e mentora de negócios na Enough (www.enough.com.br), empresa de consultoria financeira pessoal, para casais, mentoria para negócios, treinamentos e palestras, e Master Coach formada pela Act Coaching.
O evento é online, gratuito, com vagas limitadas mediante inscrição pelo link https://pages.esic.br/masterclass-invista.

Sobre a ESIC:

A ESIC é uma Business School Internacional especializada em Gestão de Negócios e Marketing. Com mais de 50 anos de experiência, possui matriz em Madrid e Barcelona, 10 campus na Europa, campus brasileiro em Curitiba, acordos e convênios nos 5 continentes, especialmente E.U.A., Índia e China. A instituição atua em oito áreas: Graduação, Pós-Graduação (Master e MBA), Executive Education (cursos avançados e sob medida para empresas e formação in company), Módulos e Missões Empresariais Internacionais, ESIC Idiomas (Escola de idiomas Internacional), Colégio Internacional, Simuladores/Competições Empresariais Globais e ESIC Editora (com tradição em publicações renomadas, atualizadas e especializadas em Gestão de Negócios e Marketing). Para garantir respaldo internacional aos certificados de seus alunos, a ESIC está entre o seleto grupo que segue os padrões do Executive MBA Council (Conselho Internacional de MBAs), é membro da EFMD (European Foundation for Management Development), AACSB (Associationto Advance Collegiate Schools of Business of USA), AMBA (International Association of MBAs) e CLADEA (ConsejoLatinoamericano de Escuelas de Administración).

Empresa de Curitiba fabrica totem higienizador álcool gel personalizado

A higienização das mãos é um dos principais fatores para a prevenção contra o Covid 19 em lugares públicos. A empresa Mídia Filmes de Curitiba aposta nesse nicho de mercado e passa a fabricar e distribuir totens higienizadores com álcool gel.

Acionado quando pressionado com um dos pés, o álcool 70%. é liberado no bico ejetor para a devida higienização das mãos, sem que haja a necessidade de tocar o frasco de álcool gel. Essa é a aposta da empresa Mídia Filmes de Curitiba que atua há mais de 30 anos no setor de comunicação e marketing e agora abriu uma divisão específica para fabricar os displays que, além de servir como um painel publicitário, também é utilizado na higienização preventiva e segura em ambientes de grande circulação de pessoas, tais como bares, restaurantes, supermercados, farmácias, lojas e shoppings, dentro dos mais rigorosos protocolos recomendados pela Organização Mundial de Saúde – OMS.

A troca de refil (frasco), também é realizada de forma prática, fácil e rápida, além de comportar até 1 litro de álcool gel, o que diminui consideravelmente o tempo de recarga do equipamento.

Fabricado em metal, o display possui o tamanho padrão de 1,20 x 0.30, porém a empresa disponibiliza projetos personalizados, com design específico e logomarca da empresa com impressão em PS, dentro da proposta e necessidade de cada cliente.

Serviço:

Totem higienizador álcool gel personalizado

Fabricante: Mídia Filmes Comunicação e Marketing

Dimensões 1,20 x 0.30

Contato/pedidos

Email: midiafilmes@gmail.com

Fone/WhatsApp: (41) 98464 – 1725

Curitiba - PR

Formas de pagamento:

À vista

Via transferência bancária (caixa/santanter/nubank ou boleto)

Mercado Livre (parcelado em até 12x c/ juros), PicPay.

O imóvel que você comprou em leilão está ocupado?

Confira o que fazer quando não se pode entrar no bem que foi adquirido

Comprar um imóvel em leilão pode ser um ótimo negócio, pois é possível adquirir o bem por até 60% de seu valor de avaliação, mas também existem riscos. Há casos onde o antigo proprietário sequer sabe que seu imóvel foi vendido, ou não teve tempo o bastante para sair, ou ainda não quer sair do bem.
Quando o novo proprietário se depara com o imóvel ocupado, existem algumas alternativas do que pode ser feito, mas o primeiro passo é procurar um advogado ou assessoria jurídica para seguir com a ordem legal ou fazer um acordo com os ocupantes.
“É necessário visitar o local para confirmar a informação sobre a ocupação. Além disso, é importante saber se a pessoa que tem a posse do imóvel quer permanecer no local após a transferência da propriedade”, conta a Dra. Sabrina Rui, advogada em direito imobiliário e tributário.
Caso seja o caso, é possível fazer um acordo e instituir aluguel, com contrato desenvolvido pelo advogado. Dessa forma, facilitará a situação para ambos os envolvidos. Porém, se o arrematante quiser de fato ocupar o imóvel, é imprescindível agir de forma amigável.
“O ideal é negociar para que a desocupação ocorra de maneira rápida e amigável, segura e sem conflitos, sendo elaborado um termo com prazos e garantias para o arrematante, evitando maiores conflitos e gastos com ações na justiça”, explica a Dra.
Se o termo não for cumprido e vença o prazo que foi estipulado, o indivíduo que detém a posse ainda não tenha desocupado o imóvel, será necessário ingressar com uma ação judicial denominada imissão na posse ou uma ação reivindicatória.

Serviço: Dra. Sabrina Marcolli Rui

Advogada em direito tributário e imobiliário

www.sr.adv.br

SR Advogados Associados

@sradvogadosassociados

@sradvassociados

(41) 3077-6474

Rua Riachuelo, nº 102 - 20º andar - sala 202, centro – Curitiba.

Colégio de Curitiba realiza Gincana com o tema “Mulheres que fizeram história”

O tema foi inspirado nos 10 anos de criação da ONU Mulheres e irá discutir assuntos importantes dentro da temática

Inspirando-se nos 10 anos de criação da ONU Mulheres, o Colégio Santo Anjo, em Curitiba, realiza, de maneira remota, a 6.ª edição da Gincana Santo Anjo, com o tema “Mulheres que fizeram história”.

A gincana teve início nesta semana e seguirá até agosto. Entre as turmas participantes, cada sala formou uma equipe e recebeu o nome de uma personalidade feminina que marcou a história.

Agora, os alunos irão participar de aulas especiais em várias disciplinas e realizar provas acerca da história de vida, feitos e atuação dentro da sociedade da mulher que representa a equipe. Também, criarão documentários em vídeo, redações e participarão de vários desafios sobre o tema.

Além disso, os alunos já estão realizando a prova solidária: arrecadação de produtos de higiene para casas de apoio a mulheres em situação de vulnerabilidade, divulgando o projeto dentro de seus condomínios.

O tema “Mulheres que fizeram história” foi o assunto escolhido para o Podcast Santo Anjo desta semana. O programa está disponível nas principais plataformas de streaming. Confira:

Spotify: https://open.spotify.com/show/16L2NvSOBMQnP84EJlrY20
Deezer: https://www.deezer.com/br/show/542442
Podcast Apple: https://podcasts.apple.com/us/podcast/podcast-santo-anjo/id1481360490?ign-mpt=uo%3D4
Google Podcast: https://podcasts.google.com/?feed=aHR0cHM6Ly93d3cuc3ByZWFrZXIuY29tL3Nob3cvNDA4MDI3MC9lcGlzb2Rlcy9mZWVk
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=YhjTCYRKjOA&list=PLnX-fgqxyO7UKh1htuNKeuropi2oq0NZ7&index=1