Flávio Venturini, Sá & Guarabyra e 14 Bis apresentam em Curitiba o show “Encontro Marcado”

Projeto reúne grandes amigos, carreiras de sucesso e um repertório inesquecível que vem embalando gerações. Os ingressos podem ser adquiridos pelo Disk Ingressos.

Para comemorar quatro décadas de carreira, sete amigos se reunirão em Curitiba no dia 22 de julho, no palco do no Teatro Guaíra, às 21h, para um show histórico o “Encontro Marcado” de Flávio Venturini, Sá & Guarabyra e 14 Bis será repleto de grandes sucessos que embalaram muitas gerações. O projeto que costura a trajetória desses grandes talentos que fazem parte da história da música brasileira, conta com a produção local da Orth Produções e com os ingressos sendo vendidos pelo Disk Ingressos.

No repertório, os artistas juntos vão acompanhar todos os seus clássicos como Nascente, Me Faça um Favor, Planeta Sonho, Mestre Jonas, Céu de Santo Amaro, Noites com Sol, Linda Juventude, Dona, Primeira Canção da Estrada, O Pó da Estrada, Criaturas da Noite, Caçador de Mim, Espanhola, Sobradinho, Todo Azul do Mar, Nave de Prata e Canção da América - única música do repertório que não é autoral, mas representa bem o momento entre amigos.

“Imagina você ter amigos há mais de 40 anos e, depois de tanto tempo, ter a oportunidade de se reunir para tocar e viajar. É isso que está acontecendo agora!”, comemora Luis Carlos Sá, que junto com o diretor da Nó de Rosa Gegê Lara, conduziu a concretização desse antigo sonho. “A ideia é irresistível porque, além de músicos competentes, são também responsáveis por um repertório que acompanha gerações”, explica Gegê.

Unindo forças com a Cadoro Eventos, comandada por Carlos Alberto Xaulim, o show foi testado anteriormente em Belo Horizonte, para privilégio do público mineiro. “A resposta foi extremamente positiva. Quem não conhece Dona; Espanhola; Caçador de Mim; Criaturas da Noite e Sobradinho? Um show com 100 porcento de hits no repertório só poderia ser sucesso”, explica Xaulim. Agora o Brasil inteiro terá a oportunidade de ouvir e cantar junto com os ídolos reunidos as 28 canções clássicas que tocam mentes e corações.

Encontro Marcado

Há quem acredite que esse encontro já estava marcado há muitos anos, no início da década de 70, quando a nova dupla Sá &Guarabyra convidou o jovem Flávio Venturini para participar da gravação do primeiro disco lançado desde a saída do parceiro Zé Rodrix. “Nunca” promoveu o encontro de Flávio com O Terço, que se tornaria o embrião do 14 Bis com a formalização da parceria entre Flávio e Vermelho, em composições como Espaço Branco, gravada pelo O Terço para um festival de música.

“Quando eu estava começando a tocar fui para São Paulo ver meu irmão Flávio que já estava com o Sá e Guarabyra. Sá queria que eu fosse o guitarrista da banda, mas não me deixaram porque eu era muito novo, só tinha 14 anos. Só fiquei sabendo disso muitos anos depois!”, diverte-se Cláudio Venturini, ao perceber que Sá e Guarabyra foram, de fato, um elo de ligação entre os músicos que hoje fazem parte desse grande projeto de reencontro.

Repertório

O repertório é um clássico, mas também traz grandes novidades. Espanhola, composição de Flávio Venturini e Guarabyra, nunca foi executada ou gravada pelos dois juntos. “Essa música é emblemática na minha carreira, uma das mais antigas. Quando fundamos o 14 Bis ela fazia parte da fita demo que entregamos na EMI/Odeon. Foi imediatamente aceita pela gravadora, que contratou o grupo”, conta Flávio. “Espanhola foi a primeira música que fiz para o Flávio. Ele tinha acabado de se mudar para São Paulo quando me mostrou a composição. Escrevi a música de uma só vez, sem voltar uma palavra. Estava pensando nessa menina. A espanhola da música é real”, relembra Guarabyra.

O mesmo acontece com Caçador de Mim, composição de Sá e Sérgio Magrão, que também nunca foi gravada pelos autores juntos, ouCriaturas da Noite, de Sá e Flávio Venturini, e que só tem uma gravação feita pelo O Terço. Sobradinho, reconhecida pelo seu regionalismo ganha uma pegada mais rock com a base do 14 Bis. São propostas inteiramente novas para canções eternas no imaginário dos amantes da música brasileira.

Serviço:

Flávio Venturini, Sá & Guarabyra e 14 Bis apresentam em Curitiba o show “Encontro Marcado”

Data: 22 de julho de 2022 – Sexta-feira
Horário: Abertura do teatro: 20h / Previsão de início: 21h.

Local: Teatro Guaíra. (R. Amintas de Barros, S/N - Centro, Curitiba - PR).
Classificação etária: Livre.

Ingressos: A partir de R$ 95,00 meia-entrada no 1º Balcão / Azul + taxa administrativa. **Desconto de 40% para assinantes do Clube Gazeta e para os beneficiários do Clube Disk Ingressos.

** A meia-entrada é válida para Doadores de Sangue devidamente comprovados, Estudantes devidamente comprovados, Idosos conforme Lei, PNE, Portador de Câncer e Professor.

** IMPORTANTE: Serão exigidos os documentos e comprovantes que constam nas respectivas leis.

** OS DESCONTOS NÃO SÃO CUMULATIVOS.

Pontos de venda: Disk Ingressos (Call Center 41 3315-0808). Site do Disk Ingressos:

https://www.diskingressos.com.br/evento/3340/22-07-2022/pr/curitiba/encontro-marcado-de-flavio-venturini-sa-guarabyra-14-bis

Ingressos para turnê de Chico Buarque em Curitiba

A venda de ingressos para a turnê ‘Que tal um samba?’, de Chico Buarque, que acontece em Curitiba, no Guairão, nos dias 23 e 24 de setembro, começa na próxima semana, no dia 1º de julho, sexta-feira. Clientes Icatu tem pré-venda exclusiva, no dia 30 de junho, quinta-feira. As compras podem ser feitas pelo site do Disk-Ingressos ou presencialmente nos quiosques do Disk Ingressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e/ou na recepção do Hotel Mabu. No show, Chico terá como convidada a cantora Mônica Salmaso, que fará números solo e em dueto em todas as apresentações da turnê. O artista será acompanhado pelos músicos Luiz Claudio Ramos (Violão, Guitarra, direção musical e arranjos), João Rebouças (Piano), Jorge Helder (Baixo acústico e elétrico), Jurim Moreira (Bateria), Chico Batera (Percussão), Bia Paes Leme (Teclados e vocais) e Marcelo Bernardes (Sopros).
‘Que tal um samba?’ é também o nome do single de Chico Buarque lançado no dia 17 de junho, pela Biscoito Fino (https://youtu.be/G7i1g3I2AT4). A canção inédita tem a participação especial de Hamilton de Holanda.
A turnê ‘Que tal um samba?’ tem patrocínio da Icatu, produção geral de Vinícius França, cenários de Daniela Thomas, iluminação de Maneco Quinderé, figurinos de Cao Albuquerque e direção técnica de Ricardo Tenente Clementino. A estreia nacional será em João Pessoa (Teatro Pedra do Reino – 06 e 07 de setembro), depois a turnê segue por mais dez cidades brasileiras: Natal (Teatro Riachuelo - 09 e 10 de setembro), Curitiba (Teatro Guaíra - 23 e 24 de setembro), Belo Horizonte (Palácio das Artes - 05, 06, 07 e 08 de outubro), Fortaleza (Centro de Eventos do Ceará - 22 e 23 de outubro), Porto Alegre (Auditório Araújo Vianna - 03 e 04 de novembro), Salvador (Concha Acústica - 11, 12 e 13 de novembro), Brasília (local a ser anunciado - 29 e 30 de novembro), Recife (Teatro Guararapes - 08, 09 e 10 de dezembro), Rio de Janeiro (Vivo Rio - De 05 a 15 de janeiro (quinta a domingo) e São Paulo (Tokio Marine Hall - De 02 a 12 de março; de 23 de março a 02 de abril (quinta a domingo).

Serviço:
‘Que tal um samba?’ – Show com Chico Buarque. Convidada: Mônica Salmaso. Sexta-feira, dia 23 e sábado, dia 24 de setembro de 2022, às 21h, no Grande Auditório do Teatro Guaíra (Praça Santos Andrade s/n). Classificação indicativa: livre

Abertura das vendas: 01 de julho (sexta-feira), às 10h

*pré-venda Icatu (exclusivamente online): 30 de junho, a partir das 10h (25% sobre o valor da inteira na compra de até 02 ingressos por cpf. Desconto não cumulativo).

Preços:
Plateia - R$ 310,00 (meia) / R$ 620,00 (inteira)
1º balcão - R$260,00 (meia) / R$ 520,00 (inteira)
2º balcão - R$ 210,00 (meia) / R$ 420,00 (inteira)

Compras pelo site do Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br) ou de forma presencial no quiosque do Disk Ingressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e/ou no quiosque do Disk Ingressos na recepção do Hotel Mabu.
Na bilheteria do Guairão serão disponibilizados ingressos somente no dia do show das 10h até às 21h30.

30% de desconto em todos os setores do Teatro sobre o preço de inteira e não cumulativo com outras promoções ou descontos beneficiados por lei para Clube DISK INGRESSOS na compra de até dois ingressos válidos somente para o titular do cartão.

FORMAS DE PAGAMENTO: Dinheiro, cartões de crédito (em até 3 parcelas com acréscimo), cartões de débito e Pix. Não serão aceitos cheques.

MEIA-ENTRADA:
Idosos
Professores
Estudantes
Doador de sangue
Portador de câncer
Pessoas com deficiência (PNE)
Jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes

TITÃS REVIVEM DISCO ACÚSTICO EM TURNÊ COMEMORATIVA

“O projeto Titãs Trio Acústico, que traz os três remanescentes originais Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Belloto, recria sucessos da banda. Nesta sexta, dia 24 de junho, a apresentação em Curitiba acontece no palco do Guairão”.

Os Titãs são incansáveis. Depois de lançar CD e DVD da primeira ópera rock brasileira, “Doze Flores Amarelas”, e os três EPs da série Trio Acústico, com um mix de grandes sucessos, o grupo realiza o desejo de fãs que exigem desde 2017 uma comemoração pelos vinte anos do clássico Titãs Acústico MTV. Título mais vendido da discografia dos Titãs, com mais de dois milhões de cópias vendidas desde o lançamento em 1997, ganhador de discos de ouro, platina e diamante, o álbum Titãs Acústico MTV ganha o formato e o clima revividos pela banda em show que vem percorrendo o Brasil. Com realização da Prime, a comemoração pelos vinte anos desse clássico chega a Curitiba nesta sexta, dia 24 de junho, em única apresentação no palco do Teatro Guaíra (R: Conselheiro Laurindo, s/n) às 21h15.

Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto cavaram um tempo em suas agendas e montaram um show afetivo e despojado, em que os três - munidos apenas de violões, piano, guitarra acústica e contrabaixo - recriam canções do Titãs Acústico MTV e acrescentam outras pérolas de seu repertório, como “Epitáfio”, “Isso”, “Enquanto Houver Sol”, “Porque Eu Sei Que é Amor”, “Toda Cor” e muitas outras. Esse show ainda contará com as participações especiais de Mário Fabre e Beto Lee. O espetáculo é dirigido por Otávio Juliano.

Entre as canções, Branco, Britto e Tony - chamados pelos fãs de Trio de Ferro - contam histórias e trocam ideias com o público, aproveitando o clima intimista do show, coisa rara em sua longa carreira.

Equilibrando glórias do passado e desafios do futuro, os Titãs contemplam o presente em mais uma grande celebração.

A ideia do grupo é que Titãs Trio Acústico seja show despojado, de clima mais íntimo. Paralelamente a banda continuará em trânsito pelo Brasil com a turnê da ópera-rock Doze flores amarelas (2017) – espetáculo teatral já disponível em DVD – e com um terceiro show de formato elétrico, Enquanto houver sol, cujo roteiro é formato por mix de sucessos de todas as fases da banda.

Os ingressos estão à venda e os valores custam a partir de R$60,00 (meia-entrada) + taxa adm, de acordo com o setor. A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Prime e portadores do cartão fidelidade Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs). É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada do teatro.

Sergio Britto – Voz, piano e contrabaixo
Branco Mello – Voz, violão e contrabaixo
Tony Bellotto – Voz, guitarra acústica e violão

SERVIÇO:
TITÃS – Trio Acústico
Quando: 24 de junho de 2022 (Sexta)
Local: Teatro Guaira ((R: Conselheiro Laurindo, s/n)
Horários:
Abertura do teatro: 20h/ Início do espetáculo: 21h15
Duração do show: cerca de 90min
Ingressos: a partir de R$60,00 (meia-entrada) + taxa adm
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por titular.
Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
Forma de Pagamento: Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), na bilheteria do teatro Guaira (de terça a sábado, das 12 às 21 horas).
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: livre
Informações p/ o público: (41) 33150808 / 33047953 / www.maisumadaprime.com.br
Realização: Prime

Inicia a venda de ingressos para o show de Almir Sater no Guairão

O cantor Almir Sater retorna a Curitiba, onde se apresentará em 29 de outubro (sábado) no Teatro Guaíra, após um hiato de dois anos sem realizar shows na capital paranaense devido à pandemia. Os ingressos já estão disponíveis, com valores a partir de R$ 120,00 pelo Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br) ou de forma presencial no quiosque do Shopping Ventura (de segunda a sábado das 10h às 22h e domingos das 14h às 22h) e na recepção do Hotel Mabu (Rua XV de Novembro, 830, de segunda a sábado das 10h às 14h e das 15h às 18h). Será concedido 50% de desconto (não cumulativo com outras promoções ou descontos) para pessoas vacinadas contra Covid-19, titulares do cartão do Clube do Assinante da Gazeta do Povo ou Clube Disk Ingressos (na compra de até dois ingressos) e demais condições para meia entrada previstas em lei. Almir Sater fará uma única apresentação, cantando seus principais sucessos (como “Tocando em Frente”, “Chalana”, “Trem do Pantanal”, entre outros) e também composições mais recentes como “D de Destino” e “Assim os Dias Passarão”, em um repertório que contempla diversos períodos de sua carreira.

Link do evento no Disk Ingressos: www.diskingressos.com.br/event/3273

Chico Buarque anuncia dois shows em Curitiba

Nesta sexta-feira, dia 17, Chico Buarque vai lançar em todas as plataformas de streaming o seu novo single, ‘Que tal um samba? ’, que batiza a próxima turnê do compositor, e tem duas apresentações confirmadas em Curitiba, no Grande Auditório do Teatro Guaíra, nos dias 23 e 24 de setembro. Afastado dos palcos há quatro anos, Chico vai circular o Brasil – já tem shows confirmados em 11 cidades – e traz a cantora Mônica Salmaso como convidada em toda a temporada. A turnê tem patrocínio da ICATU. A venda começa no dia 1º de julho pelo Disk Ingressos e os valores dos ingressos serão anunciados em breve.
Por enquanto ainda não foi revelado o repertório que, a princípio, só terá o novo samba como música inédita. A banda será formada pelos músicos que acompanham Chico há alguns anos. O maestro Luiz Claudio Ramos (Violão, Guitarra, direção musical e arranjos), João Rebouças (Piano), Jorge Helder (Baixo acústico e elétrico), Jurim Moreira (Bateria), Chico Batera (Percussão), Bia Paes Leme (Teclados e vocais) e Marcelo Bernardes (Sopros). A equipe de criação do show traz ainda Daniela Thomas no cenário, Maneco Quinderé na iluminação, Cao Albuquerque nos figurinos.

Serviço: ‘Que tal um samba?’ – Show com Chico Buarque. Convidada: Mônica Salmaso. Sexta-feira, dia 23 e Sábado, dia 24 de setembro de 2022, às 21h, no Grande Auditório do Teatro Guaíra (Praça Santos Andrade s/n٥).
Assessoria de Imprensa Curitiba:
RB – Escritório de Comunicação
Rodrigo Browne – 99145-7027

‘Que tal um samba’
Foram antes os dedos no violão – antes mesmo da cabeça pensar, do peito sentir – que pareciam fazer uma proposta à cabeça e ao coração: ‘Que tal um samba?’.
Depois de alguns anos praticamente dedicados à literatura, que resultaram no romance ‘Essa gente’ e no volume de contos ‘Anos de chumbo’ - cujo título e histórias refletem o contexto desses anos de baixo astral, pandemia, abandono e tragédia política – os dedos largaram as teclas do computador e finalmente de volta ao instrumento pareciam mesmo se rebelar e a procurar uma batida diferente, feliz, quase eufórica, uma levada ao violão como a insistir: ‘Que tal um samba?’.
E aí, levada de samba nos dedos, cabeça e coração voltaram a pensar e a sentir a música e a agir. E Chico Buarque, como é bem de seu feitio, começou a recordar velhos sambas, um especialmente, sucesso de Blecaute no carnaval feliz de 1949, ‘Que samba bom’, composição de Geraldo Pereira também numa levada toda sincopada como a sua, algo eufórica, “ô, que samba bom/ô, que coisa louca/eu também tô aí/tô aí, que é que há/também tô nessa boca...”. Sambas sobre samba, o ‘Feitio de oração’ de Vadico e Noel Rosa, essa tradição e esse espírito vinham junto com a levada ao violão como a propor ao compositor enferrujado: ‘Que tal um samba?’.
E aí, da levada criada exclusivamente pelos dedos se exercitando ao violão, o coração e a cabeça fizeram brotar uma melodia espontânea, fluente, a harmonia como sempre personalíssima. A letra, depois de alguns caminhos abandonados, veio aos borbotões. Um samba novo enfim, diferente de todos os outros que já fez, mas no mesmo espírito que baixa sempre quando o compositor de ‘Tem mais samba’, de ‘Apesar de você’, de ‘Vai passar’, de ‘De volta ao samba’ parece ter algo importante a notar e a dizer. Como sempre, nessas ocasiões importantes, em forma de samba.
“Um samba pra alegrar o dia
Pra zerar o jogo
Coração pegando fogo
E a cabeça fria
Um samba com categoria, com calma”
‘Que tal um samba?’ é o que nos propõe agora, em junho de 2022, Chico Buarque: “Para espantar o tempo feio/Para remediar o estrago”.
É o novo hino que Chico nos oferece, um samba que parece, como os dedos do compositor no início de tudo, buscar um tempo melhor (“Cair no mar, lavar a alma/Tomar um banho de sal grosso, que tal?”), espantar o baixo astral (“Sair do fundo do poço/Andar de boa”), procurar um samba pela cidade para se divertir (“Ver um batuque lá no Cais do Valongo/Dançar um jongo lá na Pedra do Sal/Entrar na roda da Gamboa”, diz, referindo-se aos berços e até hoje rodas de samba importantes no Rio).
‘Que tal um samba?’, este samba tão ao mesmo tempo urgente e já histórico, será lançado pela Biscoito Fino nas plataformas digitais neste dia 17 de junho. E é a grande novidade da turnê pelo Brasil que o compositor inicia em setembro, por João Pessoa e, depois de percorrer Natal, Curitiba, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Brasília, chega ao Rio em janeiro e a São Paulo em março do ano que vem. No show, Chico terá no palco a companhia de Mônica Salmaso, a cantora dos compositores, que já gravou dois discos dedicados à sua obra (‘Noites de gala, samba na rua’, em estúdio e ao vivo) e fará números solo e duetos com ele, em todas as apresentações da turnê.
Conduzida evidentemente pela tal levada do violão de Chico, a gravação de ‘Que tal um samba?’ foi feita no estúdio da Biscoito Fino pelo conjunto que o acompanha há muitos anos, dirigido por Luiz Claudio Ramos, que toca o outro violão, João Rebouças no piano, Jorge Helder no baixo e Jurim Moreira na bateria. A cadência vibrante do samba fez necessária uma percussão, e para isso foi convidado Thiago da Serrinha. E um bandolim, do revolucionário do instrumento Hamilton de Holanda. Ambos, Thiago e Hamilton desde a introdução acompanham a caminhada literal do samba e costuram e enfeitam a gravação de contracantos e contrapontos exuberantes. Tornam-no ainda mais feliz.
Como ‘Apesar de você’ em 1970, ‘Que tal um samba?’ é em 2022 ao mesmo tempo um samba eterno, popular, mas essencialmente histórico, político. Política aí no sentido contemporâneo: vivida nas ruas, na praia, no futebol (“Fazer um gol de bicicleta/Dar de goleada”), no amor e na arte (“Deitar na cama da amada/Despertar poeta/Achar a rima que completa o estribilho”). E, sobretudo, na incorporação das causas mais abrangentes da vida das pessoas, como o antirracismo, explícito quando o samba propõe “Fazer um filho, que tal?”: “Um filho com a pele escura/Com formosura/Bem brasileiro, que tal?/Não com dinheiro/Mas a cultura/Que tal uma beleza pura”, em versos que citam a canção ‘Beleza pura’, de Caetano Veloso.
Tanto em 70, como agora, os sambas adotam uma posição evidente contra os governos de turno, e já celebram antecipadamente o seu fim (“Depois de tanta mutreta/Depois de tanta cascata/Depois de tanta derrota/Depois de tanta demência/E uma dor filha da puta, que tal?/Puxar um samba”).
É nessa postura desabridamente política que está, a meu ver, outro fascinante segredo da gênese de ‘Que tal um samba?’ e de seu encanto e importância. Sim, ele foi feito, como vimos, com os dedos, a cabeça e o coração, mas também com o inconsciente, esse “ambiente” tão importante para criação. Ele nem notou, enquanto compunha ou gravava, a identidade de seu samba novo com ‘Eu quero um samba’, música consagrada pela gravação de João Gilberto que Chico escolheu para cantar quando, depois de quase 15 anos sem fazer show, voltou a se apresentar ao vivo em 1988. Além da levada parecida no próprio violão de Chico, ‘Que tal um samba?’ e ‘Eu quero um samba’ são versos em cinco sílabas, redondilhas menores, e sugerem a mesma coisa, o samba para superar o tempo ruim.
Aí entram talvez os caprichos do inconsciente e das coincidências: a dupla Janet de Almeida e Haroldo Barbosa também lançou seu samba num mês de junho, só que de 1945. Não, como no caso de Chico, em forma de delicada proposta, ‘Que tal um samba?’, mas de desejo afirmativo, ‘Eu quero um samba’: “Porque no samba eu sei que vou/Me acabar, me virar, me espalhar/A noite inteira até o sol raiar”.
É que em junho de 45, eufóricos enfim com a derrota do nazifascismo depois de seis anos de guerra na Europa, e com a participação do Brasil, Janet, Haroldo e todo o samba brasileiro queriam e tinham mais é que já comemorar: “Vai melancolia/Eu quero alegria dentro do meu coração”, cantaria a plenos pulmões o grupo vocal Os Namorados da Lua, como a festejar a vitória do samba brasileiro sobre o fascismo e já vislumbrando a democracia brasileira que também seria estabelecida no ano seguinte.
Vivemos tempos ainda incertos, duros, pesados, e se Chico é mais cauteloso na proposta – ‘Que tal um samba?’ – já é ousadamente eufórico no samba que compôs para os dias que correm e os que virão. Que serão ainda de luta, afinal: “De novo com a coluna ereta, que tal?/Juntar os cacos, ir à luta/Manter o rumo e a cadência/Esconjurar a ignorância, que tal/Desmantelar a força bruta”.
Ignorância e força bruta, talvez uma definição de fascismo, certamente do espírito que se apossou do Brasil nos últimos anos, e que agora o samba brasileiro vem esconjurar, desmantelar. Cantando e feliz, no streaming, no teatro, na rua, até o pesadelo acabar. Hugo Sukman, junho de 2022.

*link pra divulgação* (Disponível a partir 00h01 17/7)
https://orcd.co/quetalumsamba
*link para imprensa embedar online* (Disponível a partir 00h01 17/7)
https://youtu.be/G7i1g3I2AT4

SUGESTÃO DE BOX

QUE TAL UM SAMBA? (Chico Buarque)

Um samba
Que tal um samba?
Puxar um samba, que tal?
Para espantar o tempo feio
Para remediar o estrago
Que tal um trago?
Um desafogo, um devaneio

Um samba pra alegrar o dia
Pra zerar o jogo
Coração pegando fogo
E cabeça fria
Um samba com categoria, com calma

Cair no mar, lavar a alma
Tomar um banho de sal grosso, que tal?
Sair do fundo do poço
Andar de boa
Ver um batuque lá no cais do Valongo
Dançar o jongo lá na Pedra do Sal
Entrar na roda da Gamboa

Fazer um gol de bicicleta
Dar de goleada
Deitar na cama da amada
Despertar poeta
Achar a rima que completa o estribilho

Fazer um filho, que tal?
Pra ver crescer, criar um filho
Num bom lugar, numa cidade legal
Um filho com a pele escura
Com formosura
Bem brasileiro, que tal?
Não com dinheiro
Mas a cultura

Que tal uma beleza pura
No fim da borrasca?
Já depois de criar casca
E perder a ternura
Depois de muita bola fora da meta

De novo com a coluna ereta, que tal?
Juntar os cacos, ir à luta
Manter o rumo e a cadência
Esconjurar a ignorância, que tal?

Desmantelar a força bruta
Então que tal puxar um samba
Puxar um samba legal
Puxar um samba porreta
Depois de tanta mutreta
Depois de tanta cascata
Depois de tanta derrota
Depois de tanta demência
E uma dor filha da puta, que tal?
Puxar um samba
Que tal um samba?
Um samba

Participação especial / Feat Hamilton de Holanda
Voz e violão: Chico Buarque
Bandolim - Hamilton de Holanda
Violão: Luiz Claudio Ramos
Piano - João Rebouças
Baixo - Jorge Helder
Bateria e percussão: Jurim Moreira
Percussão - Thiago da Serrinha
Gravado e mixado no estúdio Biscoito Fino por Lucas Ariel
Masterizado no estúdio Batmasterson por Luiz Tornaghi
Produção musical: Luiz Claudio Ramos

ROTEIRO DA TURNÊ 2022/2023

JOÃO PESSOA – Teatro Pedra do Reino
Dias 06 e 07 de setembro

NATAL – Teatro Riachuelo
Dias 09 e 10 de setembro

CURITIBA – Teatro Guaíra
Dias 23 e 24 de setembro

BELO HORIZONTE – Palácio das Artes
Dias 05, 06, 07 e 08 de outubro

FORTALEZA – Centro de Eventos do Ceará
Dias 22 e 23 de outubro

PORTO ALEGRE – Auditório Araújo Vianna
Dias 03 e 04 de novembro

SALVADOR – Concha Acústica
Dias 11, 12 e 13 de novembro

BRASÍLIA – local a ser anunciado
Dias 29 e 30 de novembro

RECIFE – Teatro Guararapes
Dias 08, 09 e 10 de dezembro

RIO DE JANEIRO – Vivo Rio
De 05 a 15 de janeiro (quinta a domingo)

SÃO PAULO – Tokio Marine Hall
De 02 a 12 de março; de 23 de março a 02 de abril (quinta a domingo)

Erasmo Carlos anuncia show em Curitiba

Apresentação acontecerá no dia 16 de setembro, no palco do Teatro Guaíra; os ingressos estão à venda a partir de R$ 60

Erasmo Carlos sempre foi um artista do futuro. Ou melhor, um artista que une presente, passado e futuro num tempo próprio, repleto de rock'n roll e poesia, numa viagem da qual, há 60 anos, ele nos convida a participar. Por isso, no dia 16 de setembro, sexta-feira, o tremendão chega a Curitiba com seu novo show “O Futuro Pertence à... Jovem Guarda”, para única apresentação no palco do Teatro Guaíra, às 21h. Os ingressos estão à venda a partir de R$ 60 via Disk Ingressos. O show na capital tem promoção da CULT! Produções e do Instituto Res Publica.

No show “O Futuro Pertence à... Jovem Guarda”, Erasmo apresenta músicas que se tornaram parte da história cultural brasileira - e da vida de todos nós -, além de algumas surpresas. Afinal, Erasmo nos palcos cantando “Gatinha Manhosa” o Brasil já viu; cantando “Festa de Arromba”, também. Mas cantando "Meu carro é vermelho, não uso espelho pra me pentear”, de Eduardo Araújo, isso não foi visto. "Estou guardando o que há de bom, em mim" sucesso da dupla os Vips, também não.

Acompanhado por sua banda, com o maestro José Lourenço nos teclados, Luiz Lopes no violão, guitarra e vocal, Pedro Dias no baixo e vocal, Rike Frainer na bateria, Erasmo apresenta um show histórico, mostrando para o Brasil quando começou esse tal de rock'n roll por aqui.

ERASMO CARLOS

Artista em permanente ebulição, efervescente, inspirado, há 60 anos o Tremendão vem embalando gerações com suas canções. São mais de 500 composições que refletem da ingenuidade da Jovem Guarda e sua doce proposta de mudanças comportamentais à maturidade dos dias atuais, alçando Erasmo ao posto de Gigante Gentil da música brasileira (título reafirmado com o Grammy Latino 2014 de Melhor Álbum de Rock por Gigante Gentil e com sua escolha como Homem do Ano na Música da Revista GQ).

Em 2018, Erasmo foi homenageado com o Grammy Lifetime Achievement (Prêmio à Excelência Musical), concedido pela Academia Latina de Gravação. Em 2019, foi lançado o filme baseado em seu livro autobiográfico, “Minha Fama de Mau”.

SERVIÇO – Erasmo Carlos em Curitiba

Data: 16 de setembro de 2022 (sexta-feira)

Local: Teatro Guaíra (R. XV de Novembro, 971 - Centro)

Horário: 21h

Ingressos: Os ingressos variam de R$ 60,00 a R$ 280,00 de acordo com o setor e modalidade escolhidas

INTEIRA

MEIA-ENTRADA

Plateia

R$ 280

R$ 140

1º Balcão

R$ 230

R$ 115

2º Balcão

R$ 120

R$ 60

Vendas: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11h às 22h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9 às 18h), na bilheteria do Teatro Guaira (de terça a sábado, das 12h às 21h)

**Entrega em domicílio com taxa de entrega

Classificação: Livre

Realização: CULT! Produções e o Instituto Res Publica

Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta obras de Brahms e Korsakov no Guairão

Concerto terá regência do maestro Roberto Tibiriçá e presença de Winston Ramalho no violino solo

A Orquestra Sinfônica do Paraná se apresenta no domingo, dia 19/06, às 10h30, no Guairão. O maestro convidado Roberto Tibiriçá irá reger o Concerto para Violino, de Johannes Brahms, e Sheherazade, de Rimsky-Korsakov. O solo do violino será executado pelo músico curitibano Winston Ramalho.
As duas obras foram compostas no período do romantismo, movimento artístico que ocorreu no século XIX. Sheherazade é uma música inspirada em contos e cenários das Mil e Uma Noites. Ao longo da música, o público é convidado a visualizar a princesa árabe contando as aventuras de Sinbad, Aladim e vários outros personagens. Apesar de ser uma música romântica orquestral e, portanto, sem falas, os acordes da obra são vívidos e estimulam a imaginação.
Já o Concerto para Violino, de Johannes Brahms, é inventivo. Na época de seu lançamento, essa foi uma música que gerou debates entre os críticos. Houve quem disse que deveria ter sido chamada de Concerto contra o Violino e até músicos que se recusaram a tocar a obra por divergências artísticas com a maneira como ela explora os sons da orquestra.
No domingo, dia 19/06, o público em Curitiba poderá ouvir o Concerto para Violino com o violinista curitibano Winston Ramalho. O premiado solista já tocou com a Orquestra Sinfônica do Paraná em outras ocasiões, inclusive durante o encerramento do festival Violinfestspiele, na edição realizada em 2018.
Os ingressos para o concerto já estão à venda na bilheteria do Teatro Guaíra e também pelo site Ticket Fácil. As entradas custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).

Para ficar por dentro de curiosidades, imagens históricas e momentos dos bastidores, siga a OSP nas redes sociais: facebook.com/OrquestraSinfonicaDoParana e @orquestrasinfonicaparana no Instagram. Acompanhe também o Teatro Guaíra no facebook.com/TeatroGuaira e no Instagram @teatroguaira.
Serviço
Concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná
Domingo, 19/06, às 10h30
Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – Guairão
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Disponíveis em: https://bit.ly/OSP1906

NANDO REIS VEM A CURITIBA COM NOVA TURNÊ

“No próximo dia 09 de julho, o cantor e compositor paulistano desembarca na cidade com sua nova turnê intitulada de ´Nando Hits´ e traz nesta apresentação inédita no palco do Guairão seus grandes sucessos que marcam mais de quatro décadas de história. Ingressos já estão à venda através do Disk Ingressos”.

O cantor e compositor Nando Reis está na estrada com sua nova turnê “Nando Hits” que celebra mais de quatro décadas de história e apresenta seus grandes sucessos. Com realização da Prime, a escala inédita em Curitiba acontece no dia 09 de julho em única apresentação no palco do Teatro Guaira (R: Conselheiro Laurido, s/n) às 21h15 e promete ser especial, pois marca o retorno do artista à capital paranaense após o longo período da pandemia. Na turnê que estreou em dezembro, em São Paulo, o lendário cantor e compositor traz à tona a magia poética de sua obra musical perpassando por sua carreira de mais de 40 anos de estrada entre paralelos poéticos com parceiros e parceiras ao longo da vida.

Na banda, Eduardo Schuler da banda COLOMY substitui Pupillo Oliveira (ex-Nação Zumbi) na bateria e se junta com os outros infernais Walter Villaça (guitarras), Felipe Cambraia (baixo) e Alex Veley (teclados). O roteiro do show parte da ligação pessoal de Nando Reis com a intimidade de sua música ao longo dos tempos e inclui canções como "Dois Rios", parceria com Samuel Rosa e Lô Borges, "Onde Você Mora", parceria com MarisaMonte, "Na Estrada", parceria com Carlinhos Brown e Marisa Monte e "Pra Dizer Adeus”, clássico dos Titãs conhecido na voz de Paulo Miklos, mas que é parceria de Nando e Tony Belloto.

A novidade fica por conta da participação especial do filho de Nando, Sebastião Reis, que também integra a banda COLOMY. Em 2021, pai e filho lançaram um EP inédito de nome "Nando e Sebastião", com arranjos e interpretações ímpares dadas pelos violões do filho às já conhecidas canções do pai. No mesmo ano, o compositor lançou uma série de singles com o mesmo nome da turnê. "Um Tiro No Coração", histórica na voz de Cássia Eller, foi lançada em parceria com a cantora Pitty, entre outras novidades. Não vão faltar no setlist os maiores sucessos de Nando, como "O Segundo Sol", "Luz dos Olhos", "Relicário", "All Star" e tantos outros.

Os ingressos já estão à venda através do Disk Ingressos e os valores custam a partir de R$80,00 (meia-entrada) + taxa adm, de acordo com o setor. A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Prime e portadores do cartão fidelidade Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs). É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada do teatro.

SERVIÇO:
NANDO REIS – Turnê “Nando Hits”
Quando: 09 de julho de 2022 (Sábado)
Local: Teatro Guaira (R: Conselheiro Laurindo, s/n)
Horários:
Abertura do teatro: 20h/ Início do espetáculo: 21h15
Duração do show: cerca de 90min
Ingressos: a partir de R$80,00 (meia-entrada) + taxa adm
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por titular.
Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
Forma de Pagamento: Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), na bilheteria do teatro Guaira (de terça a sábado, das 12 às 21 horas).
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: livre
Informações p/ o público: (41) 33150808 / 33047953 / www.maisumadaprime.com.br
Realização: Prime

TITÃS REVIVEM DISCO ACÚSTICO EM TURNÊ COMEMORATIVA

“O projeto Titãs Trio Acústico, que traz os três remanescentes originais Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Belloto, recria sucessos da banda. A apresentação em Curitiba está marcada para o dia 24 de junho no palco do Guairão”.

Os Titãs são incansáveis. Depois de lançar CD e DVD da primeira ópera rock brasileira, “Doze Flores Amarelas”, e os três EPs da série Trio Acústico, com um mix de grandes sucessos, o grupo realiza o desejo de fãs que exigem desde 2017 uma comemoração pelos vinte anos do clássico Titãs Acústico MTV. Título mais vendido da discografia dos Titãs, com mais de dois milhões de cópias vendidas desde o lançamento em 1997, ganhador de discos de ouro, platina e diamante, o álbum Titãs Acústico MTV ganha o formato e o clima revividos pela banda em show que vem percorrendo o Brasil. Com realização da Prime, a comemoração pelos vinte anos desse clássico chega a Curitiba no próximo dia 24 de junho em única apresentação no palco do Teatro Guaíra (R: Conselheiro Laurindo, s/n) às 21h15.

Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto cavaram um tempo em suas agendas e montaram um show afetivo e despojado, em que os três - munidos apenas de violões, piano, guitarra acústica e contrabaixo - recriam canções do Titãs Acústico MTV e acrescentam outras pérolas de seu repertório, como “Epitáfio”, “Isso”, “Enquanto Houver Sol”, “Porque Eu Sei Que é Amor”, “Toda Cor” e muitas outras. Esse show ainda contará com as participações especiais de Mário Fabre e Beto Lee. O espetáculo é dirigido por Otávio Juliano.

Entre as canções, Branco, Britto e Tony - chamados pelos fãs de Trio de Ferro - contam histórias e trocam ideias com o público, aproveitando o clima intimista do show, coisa rara em sua longa carreira.

Equilibrando glórias do passado e desafios do futuro, os Titãs contemplam o presente em mais uma grande celebração.

A ideia do grupo é que Titãs Trio Acústico seja show despojado, de clima mais íntimo. Paralelamente a banda continuará em trânsito pelo Brasil com a turnê da ópera-rock Doze flores amarelas (2017) – espetáculo teatral já disponível em DVD – e com um terceiro show de formato elétrico, Enquanto houver sol, cujo roteiro é formato por mix de sucessos de todas as fases da banda.

Os ingressos já estão à venda e os valores custam a partir de R$60,00 (meia-entrada) + taxa adm, de acordo com o setor. A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Prime e portadores do cartão fidelidade Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs). É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada do teatro.

Sergio Britto – Voz, piano e contrabaixo
Branco Mello – Voz, violão e contrabaixo
Tony Bellotto – Voz, guitarra acústica e violão

SERVIÇO:
TITÃS – Trio Acústico
Quando: 24 de junho de 2022 (Sexta)
Local: Teatro Guaira ((R: Conselheiro Laurindo, s/n)
Horários:
Abertura do teatro: 20h/ Início do espetáculo: 21h15
Duração do show: cerca de 90min
Ingressos: a partir de R$60,00 (meia-entrada) + taxa adm
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por titular.
Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
Forma de Pagamento: Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), na bilheteria do teatro Guaira (de terça a sábado, das 12 às 21 horas).
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: livre
Informações p/ o público: (41) 33150808 / 33047953 / www.maisumadaprime.com.br
Realização: Prime

Com ingressos esgotados, Liniker chega a Curitiba

Cantora se apresentará no palco do Teatro Guaíra, nesta quarta-feira (08)

A marcante voz que vem ganhando o mundo, Liniker, retorna a Curitiba, na quarta-feira, dia 08 de junho, às 21h, para única apresentação no palco do Teatro Guaíra. Com a turnê inédita “Indigo Borboleta Anil”, a cantora marca a estreia solo nos palcos e promete os maiores sucessos da carreira. Os ingressos para a apresentação estão esgotados. A produção local é da Polarize Comunicação e Eventos e Brave Produções.

No show, que tem direção musical assinada pela própria Liniker ao lado de Julio Fejuca, a artista interpreta as novas canções, como "Baby 95", "Mel" e "Diz Quanto Custa", além de músicas que marcaram a carreira da artista. Liniker ficou conhecida no Brasil inteiro a partir de 2015, quando lançou as gravações de “Zero”, “Louise du Brésil” e “Caeu”.

INDIGO BORBOLETA AZUL

As primeiras letras de Liniker partiram de cartas antigas que ela escreveu e nunca enviou.

Agora, em seu primeiro disco-solo, intitulado Indigo Borboleta Anil, a cantora e compositora compartilha as suas vivências do agora. Não é que ela não tenha olhado para o passado nessa nova construção, afinal a artista precisou se conectar com a sua ancestralidade para se colocar por inteira ao longo das 11 faixas que compõem esta estreia-solo, que é coproduzida por Liniker ao lado de Júlio Fejuca e Gustavo Ruiz.

Com a participação de Milton Nascimento, da Orquestra Jazz Sinfônica, de Letieres Leite e da Orkestra Rumpilezz, entre outros, eis uma obra que traduz Liniker em sua completude e em tempo real.

Cheio de camadas, nuances, texturas e feito para dançar, Indigo Borboleta Anil chegou, no dia 9 de setembro de 2021, aos aplicativos de streaming pela Altafonte Brasil.

LINIKER

Nascida em Araraquara, no interior de São Paulo, a cantora e compositora Liniker flerta com a arte desde pequena. Ela via a sua mãe e tios em rodas de samba rock, algo que se tornou uma semente que viria a germinar adiante.

Estudou na Escola Livre de Teatro, em Santo André, local responsável por mostrar a ela muitas das suas camadas artísticas. Em 2015, a artista ficou conhecida no Brasil e internacionalmente ao colocar na internet o EP "Cru", lançado sob a alcunha de Liniker e os Caramelows. De lá pra cá, ela rodou o país e o mundo com turnês, lançou os discos “Remonta” (2016) e “Goela Abaixo” (2019 - indicado ao Grammy Latino).

Agora, ela investe em sua carreira-solo e em sua atuação como atriz. Em 2021, viveu a protagonista Cassandra, na série "Manhãs de Setembro", da Amazon Prime Video, e acaba de lançar o seu primeiro disco-solo, "Indigo Borboleta Anil", que tem a participação de Milton Nascimento, da Orquestra Jazz Sinfônica, de Letieres Leite e da Orkestra Rumpilezz, entre outros.

Serviço – Liniker em Curitiba

Quando: 08 de junho de 2022 (quarta-feira)

Onde: Teatro Guaíra (Rua XV de Novembro, 971 - Centro)

Horário: 21h

Quanto: ingressos esgotados

Classificação Etária: livre

Realização: Polarize Comunicação e Eventos e Brave Produções

Show extra de Ney Matogrosso em outubro

O cantor Ney Matogrosso volta a Curitiba no dia 22 de outubro, com o show Bloco na rua, no Grande Auditório do Teatro Guaíra (Praça Santos Andrade, s/nº). Nesta quarta-feira (dia 1º) começa a venda dos ingressos pelo site do Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br) ou de forma presencial no quiosque do Disk Ingressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e na recepção do Hotel Mabu.

Aos 80 anos, Ney não para. Ele explica que o repertório foi selecionado enquanto excursionava com o show anterior e o seu critério não foi o ineditismo: “Não é um show de sucessos meus, mas quis abrir mais para o meu repertório. Dessa vez eu misturei coisas que já gravei com repertório de outras pessoas”, pontua.
O set list revela a diversidade do repertório: “Eu quero é botar meu bloco na rua” (Sergio Sampaio), de onde saiu o título da turnê, “A Maçã” (Raul Seixas), "Alcool (Bolero Filosófico)", da trilha original do filme "Tatuagem” (DJ Dolores),“O Beco”, gravada por Ney nos final dos anos 80 (Herbert Vianna/Bi Ribeiro) e "Mulher Barriguda", do primeiro álbum dos Secos e Molhados, de 1973 (Solano Trindade/João Ricardo), são algumas das músicas escolhidas por Ney.
Duas canções foram pinçadas do compacto duplo Ney Matogrosso e Fagner, lançado em 1975: “Postal do Amor” (Fagner/Fausto Nilo/Ricardo Bezerra) e "Ponta do Lápis” (Clodô/Rodger Rogerio). Outros dois clássicos que Ney nunca havia cantado, “Como 2 e 2” (Caetano Veloso) e “Feira Moderna” (Beto Guedes/Lô Borges/Fernando Brant), também estão no roteiro.
A banda afiada é a mesma que o acompanhou nos últimos 5 anos, reunindo Sacha Amback (direção musical e teclado), Marcos Suzano e Felipe Roseno (percussão), Dunga (baixo), Mauricio Negão (guitarra), Aquiles Moraes (trompete) e Everson Moraes (trombone).
O figurino, sempre aguardado com expectativa em se tratando de um show de Ney Matogrosso, foi criado sob medida pelo estilista Lino Villaventura. Luiz Stein assina o cenário, composto por projeções, e Juarez Farinon a luz do espetáculo, com supervisão de Ney.

Serviço: Ney Matogrosso – Bloco na Rua. Sábado, dia 22 de outubro de 2022, às 21h, no Guairão (Praça Santos Andrade s/n٥). Duração aproximada: 100 minutos.
Classificação indicativa: Livre.

Valores dos ingressos:

Plateia - R$280 (meia) R$560 (inteira)
1º balcão - R$190 (meia) e R$380 (inteira)
2º balcão - R$110 (meia) e R$220 (inteira)
ESPECIAL: 45% de desconto sobre o preço de inteira e não cumulativo com outras promoções ou descontos beneficiados por lei para vacinados de Covid em todos os setores do Teatro. Compras pelo site ou de forma presencial no quiosque do DiskIngressos no Shopping Ventura e na recepção do Hotel Mabu.

45% de desconto sobre o preço de inteira e não cumulativo com outras promoções ou descontos beneficiados por lei para cartão do Clube do Assinante da GAZETA DO POVO ou Clube DISKINGRESSOS na compra de até dois ingressos válido somente para o titular do cartão.

FORMAS DE PAGAMENTO: Cartões de crédito (em até 3 parcelas com acréscimo), cartões de débito e Pix. Não serão aceitos cheques.
Ingressos à venda de forma presencial no quiosque do DiskIngressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e/ou na recepção do Hotel Mabu.
Ou pela internet www.diskingressos.com.br.
Na bilheteria do Guairão serão disponibilizados ingressos no dia do show das 10 horas até às 21h30.

MEIA-ENTRADA:
IDOSOS: Para pessoas acima de 60 anos, mediante apresentação da Carteira de Identidade, expedida pelo órgão competente, no momento da compra do ingresso e na entrada do evento, conforme Estatuto do Idoso, lei 10.741/2003.

DOADOR DE SANGUE: Para doadores de sangue com carteira comprobatória de doação habitual, conforme Lei Estadual 13.964/2002.

PROFESSORES: Para professores do ensino público e privado mediante a carteira de identificação no ato da compra e apresentada juntamente com a Carteira de Identidade na entrada do evento, conforme Lei Estadual 15.876/2008.

PORTADOR DE CÂNCER: Portadores de câncer, com o devido comprovante, conforme a Lei 18445 de 05/02/2015.

ESTUDANTES, PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E JOVENS DE 15 A 29 ANOS COMPROVADAMENTE CARENTES: Direito a meia-entrada, conforme lei 12.933/2013, e Decreto 8.537 de 2015

Teatro Guairinha recebe “Quando eu for mãe quero amar deste jeito” com Vera Fischer

A peça ainda traz no elenco Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch. O texto é de Eduardo Bakr e direção de Tadeu Aguiar
Nos dias 3, 4 e 5 de junho, o Teatro Guairinha recebe “Quando eu for mãe quero amar deste jeito”, pela escrita por Eduardo Bakr com direção de Tadeu Aguiar. O espetáculo marca o retorno de Vera Fischer ao palco depois de 4 anos. Ao mesmo tempo completa 55 anos de carreira. No elenco ainda estão Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch.

“A peça coloca uma lente de aumento sobre sentimentos e sensações de cada um dos personagens. Destaco no texto o exagero sobre os pensamentos, desejos e motivações”, conta o autor Eduardo Bakr.

Vera Fischer é dona Dulce Carmona, uma septuagenária que recebe a notícia de que seu único filho, Lauro (Mouhamed Harfouch), vai se casar com uma mulher que ela não conhece (Larissa Maciel). A partir daí, a comédia mostra a luta de uma mãe obcecada para dar ao filho um futuro digno de sua “classe social”. A aristocrática Dona Dulce Carmona entra numa guerra com a noiva do filho para manter a imagem da família.

Conhecido pela direção de grandes musicais, Tadeu Aguiar completa 42 anos de carreira encenando uma comédia ácida. “Além do amor materno, há outros amores permeando a peça: o amor do filho pela mãe, do homem pela mulher, da mulher pelo homem, e, até, pelos filhos que poderão vir. “Quando eu for mãe quero amar desse jeito” mostra um pouco desse amor atávico, mais forte do que a gente”, detalha. Tadeu, também diretor do musical “A cor púrpura”, com mais de 70 prêmios.

“Quando eu for mãe quero amar desse jeito” reúne três atores com trajetórias bem diferentes. Recém-completados 70 anos, Vera Fischer diz que ama fazer teatro e trabalhar: “Minha vida não faz sentido sem trabalho. Eu preciso do trabalho. Sou independente. Quero trabalhar até meus 100 anos, quero fazer uma festa maior e melhor do que a dos meus 50! É isso! Eu sou daquele tipo de pessoa que todos os dias comemora a vida!". Larissa Maciel, lembrada até hoje pela interpretação da cantora Maysa na série da TV Globo, diz que sua personagem vai se revelando aos poucos. “O público terá que decifrá-la. Estou trabalhando com a Vera Fischer pela primeira vez, e pela segunda com o Mouhamed. Nosso trio teve sinergia desde a primeira leitura e temos nos divertido muito em cena”, revela Maciel. “Passa um filme na minha cabeça. A saudade do teatro era tanta antes dos ensaios, que quando o cenário chegou, parei e fui correndo brincar com os objetos de cena”, diz Mouhamed Harfouch.

O figurino de Dani Vidal e Ney Madeira busca acentuar a personalidade dos personagens, oferecendo apoio a suas transformações ao longo do espetáculo. Uma paleta que vai do tom nude ao bordô intenso, marca a trajetória de Carmona, sendo utilizada a mesma paleta em gradação inversa para Gardênia. “Desta forma, buscamos posicionar gradativamente a noiva e futura esposa de Lauro, no lugar em que encontra Carmona, inicialmente”, conta Dani Vidal. “Lauro se mantém em posição intermediária, mediando as duas intensas e queridas mulheres, marcado em tons de azul. Um contraste surpreendente será revelado na cena de casamento de Gardênia e Lauro, identificando os desejos reais das duas mulheres de sua vida”, especifica Ney Madeira.

O cenário de Natália Lana ambienta o espetáculo em uma casa aristocrática com certa decadência. “Apesar de à primeira vista termos um cenário realista, buscamos quebras e cortes que simbolizam a força da relação entre estas duas mulheres que não medem esforços para atingir seus objetivos. Optamos pela paleta de cores carregada no dourado e vermelho para enfatizar ainda mais esta força”, afirma Natália. A luz de Daniela Sanchez pretende manter a atmosfera de tensão constante. Com a luz é possível manipular quase que imperceptivelmente, através dos diferentes ângulos e recortes, as mudanças de cenas, num clima de mistério e suspense. Isso, sem perder a lado do humor ácido que a peça proporciona. A trilha sonora de Liliane Secco será toda original. ”Faço uso de instrumentos virtuais, recurso que dispensa a participação de músicos ao vivo”, finaliza Secco.

FICHA TÉCNICA
Texto: Eduardo Bakr
Direção: Tadeu Aguiar
Elenco: Vera Fischer, Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch
Cenário: Natália Lana
Figurino: Ney Madeira e Dani Vidal
Desenho de luz: Daniela Sanchez
Trilha sonora original: Liliane Secco
Assistência de direção: Flavia Rinaldi
Produção Executiva: Edgard Jordão
Coordenação de produção: Norma Thiré

Serviço
“Quando eu for mãe quero amar desse jeito”
Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 80 minutos
Data: 03, 04 e 05 de Junho | Sexta e Sábado às 21h e Domingo às 18h
Local: Teatro Guairinha – Rua XV de Novembro, s/n - Centro | Curitiba - PR
Telefone: (51) 3227.510 | 3227.5300
Vendas Online: www.ticketfacil.com.br
Bilheteria: CCTG - Centro Cultural Teatro Guaíra
Rua Conselheiro Laurindo, s/n - Centro, Curitiba – PR
Horário: Segunda à Sexta das 12h às 18h
Valores Ingressos
Balcão: Inteira – R$ 90,00 | Meia-entrada: R$ 45,00
Plateia: Inteira – R$ 140,00 | Meia-entrada: R$ 70,00
Descontos: consulte os descontos legais no site da ticketeira

ESPETÁCULO CONTOS ENCERRA TEMPORADA EM CURITIBA NO MINIAUDITÓRIO DO TEATRO GUAÍRA NESTE FIM DE SEMANA

Cia Ilimitada faz as últimas apresentações neste sábado e domingo (28 e 29 de maio), às 19h. Ingresso gratuito

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=245689&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CSJ0PR22MB35253A268922EE711712536BA1D79%2540SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CSJ0PR22MB35253A268922EE711712536BA1D79%40SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%3E-1.1.2
Foto: Maringas Maciel

Contos, uma remontagem da Cia Ilimitada com direção e dramaturgia de Marcio Juliano e direção musical de Sérgio Albach, que integra música, teatro e contação de histórias encerra neste fim de semana a circulação por teatros de Curitiba. As últimas apresentações serão neste sábado e domingo, 28 e 29 de maio, às 19h, no Miniauditório do Teatro Guaíra. A entrada é gratuita.

O espetáculo reúne atores e músicos da Orquestra à Base de Sopro que se alternam entre narradores e personagens para narrar histórias construídas a partir de contos da tradição oral. A música é executada ao vivo. “Essas histórias não são contadas somente pelas palavras, pelo texto, por atores, mas também pela música, sons, silêncio e, principalmente, pelas imagens que se constroem no imaginário da plateia. Contos exige a participação ativa do público. Nós apenas preparamos o ambiente e oferecemos tempo e espaço, é um trabalho que carrega simplicidade, por isso exige uma entrega verdadeira e sincera dos artistas”, conta o diretor Marcio Juliano.

Fazem parte do elenco: Glaucia Domingos, Marcel Malê, Marcio Juliano e os músicos: Sérgio Albach, Luís Rolim e Davi Sartori, integrantes da OABS. Nadja Naira (cia brasileira de teatro) assina a luz e divide a assistência de direção com Mônica Infante que também é responsável pela preparação corporal. As composições feitas especialmente para o trabalho são de Davi Sartori, Sérgio Albach e Gilson Fukushima.

A classificação indicativa do trabalho é livre, pode ser visto por toda a família.

A Pele da Alma é um dos contos, se passa em uma terra gelada à beira mar e narra o encontro e desencontro de um solitário homem com a mulher foca, abrindo espaço para a discussão sobre a essência feminina e a busca pelo resgate da natureza instintiva.

O Comprador de Sonhos, o outro conto, nos apresenta Kanhru, indígena brasileiro, trabalhador braçal, sem-terra, que ao comprar um sonho, planta uma semente que transforma a realidade da sua comunidade.

Este projeto é uma realização da Cia Ilimitada e foi incentivado pelo EBANX por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Ficha Técnica

Direção e Dramaturgia: Marcio Juliano

Direção Musical: Sérgio Albach

Composições: Davi Sartori, Sérgio Albach e Gilson Fukushima

Elenco: Glaucia Domingos, Marcel Malê, Marcio Juliano, Sérgio Albach, Luís Rolim e Davi Sartori.

Assistência de Direção e Iluminação: Nadja Naira

Assistência de Direção e Preparação Corporal: Mônica Infante

Operação de Luz: Henrique Linhares

Operação de Som: Chico Santarosa

Produção Executiva: Marcos Trindade

Assistência de Produção: Vinícius Jardim

Assessoria de Imprensa e Comunicação: Glaucia Domingos

Mídias Sociais: Vanessa Brollo

Design Gráfico: Adriana Alegria

Fotografia: Maringas Maciel

Produção e Realização: Cia Ilimitada

SERVIÇO:

Espetáculo CONTOS

Onde: Miniauditório do Teatro Guaíra

Quando: 28 e 29 de maio (sábado e domingo)

Que horas: às 19h

Endereço: Amintas de Barros/Centro

Ingresso: gratuito

Capacidade: 104 lugares

Classificação: Livre

Duração:60 minutos

Realização: Cia Ilimitada

CONTATOS:

Produção

Marcio Juliano da Silva

marciojulianocontato@gmail.com

41 99902-5147

COMPLETANDO 55 ANOS DE CARREIRA, VERA FISCHER, DEPOIS DE 4 ANOS, RETORNA À CENA, COM TEXTO INÉDITO DE EDUARDO BAKR E DIREÇÃO DO PREMIADO TADEU AGUIAR.

QUANDO EU FOR MÃE QUERO AMAR DESTE JEITO, estreou no Sesc Copacabana, no Rio de janeiro, no dia 02 de fevereiro de 2022. Seguiu depois para o Teatro Clara Nunes, Rj, onde esteve em cartaz até final de abril.
Segue a partir de junho em turnê pelo país e passará por Porto Alegre em Curtíssima Temporada nos dias 10, 11 e 12 de junho no Theatro São Pedro
Crédito Foto: Carlos Costa
Link para fotos em alta: https://1drv.ms/u/s!AktSjTasHDM_yieUJdMy-
RAWWbjq?e=pywBPM
“A peça coloca uma lente de aumento sobre sentimentos e sensações de cada um dos personagens. Destaco no texto o exagero sobre os pensamentos, desejos e motivações”, conta o autor Eduardo Bakr.
Vera Fischer é dona Dulce Carmona, uma septuagenária que recebe a notícia de que seu único filho, Lauro (Mouhamed Harfouch), vai se casar com uma mulher que ela não conhece (Larissa Maciel). A partir daí, a comédia mostra a luta de uma mãe obcecada para dar ao filho um futuro digno de sua “classe social”. A aristocrática Dona Dulce Carmona entra numa guerra com a noiva do filho para manter a imagem da família.

Conhecido pela direção de grandes musicais, Tadeu Aguiar completa 42 anos de carreira encenando uma comédia ácida. “Além do amor materno, há outros amores permeando a peça: o amor do filho pela mãe, do homem pela mulher, da mulher pelo homem, e, até, pelos filhos que poderão vir.
Quando Eu For Mãe Quero Amar Desse Jeito mostra um pouco desse amor atávico, mais forte do que a gente”, detalha Tadeu, também diretor do musical A COR PÚRPURA, com mais de 70 prêmios.
Quando Eu For Mãe Quero Amar Desse Jeito reúne três atores com trajetórias bem diferentes. Recém completados 70 anos, Vera Fischer diz que ama fazer teatro e trabalhar: “Minha vida não faz sentido sem trabalho.Eu preciso do trabalho. Sou independente. Quero trabalhar até meus 100 anos, quero fazer uma festa maior e melhor do que a dos meus 50! É isso! Eu sou daquele tipo de pessoa que todos os dias comemora a vida!". LarissaMaciel, lembrada até hoje pela interpretação da cantora Maysa na série da TV Globo, diz que sua personagem vai se revelando aos poucos. “O público terá que decifrá-la. Estou trabalhando com a Vera Fischer pela primeira vez, e pela segundacom o Mouhamed. Nosso trio teve sinergia desde a primeira leitura e temos nos divertido muito em cena”, revela Maciel. “Passa um filme na minha cabeça. A saudade do teatro era tanta antes dos ensaios, que quando o cenário chegou, parei e fui correndo brincar com os objetos de cena”, diz Mouhamed Harfouch.
O figurino de Dani Vidal e Ney Madeira busca acentuar a personalidade dos personagens, oferecendo apoio a suas transformações ao longo do espetáculo. Uma paleta que vai do tom nude ao bordô intenso, marca a trajetória de Carmona, sendo utilizada a mesma paleta em gradação inversa para Gardênia. “Desta forma, buscamos posicionar gradativamente a noiva e futura esposa de Lauro, no lugar em que encontra Carmona, inicialmente”, conta Dani Vidal. “Lauro se mantém em posição intermediária, mediando as duas intensas e queridas mulheres, marcado em tons de azul. Um contraste surpreendente será revelado na cena de casamento de Gardênia e Lauro, identificando os desejos reais das duas mulheres de sua vida”, especifica Ney Madeira.
O cenário de Natália Lana ambienta o espetáculo em uma casa aristocrática com certa decadência. “Apesar de à primeira vista termos um cenário realista, buscamos quebras e cortes que simbolizam a força da relação entre estas duas mulheres que não medem esforços para atingir seus objetivos. Optamos pela paleta de cores carregada no dourado e vermelho para enfatizar ainda mais esta força”, afirma Natália. A luz de Daniela Sanchez pretende manter a atmosfera de tensão constante. Com a luz é possível manipular quase que imperceptivelmente, através dos diferentes ângulos e recortes, as mudanças de cenas, num clima de mistério e suspense. Isso, sem perder a lado do humor ácido que a peça proporciona. A trilha sonora de Liliane Secco será toda original. ”Faço uso de instrumentos virtuais, recurso que dispensa a participação de músicos ao vivo”, finaliza Secco.

FICHA TÉCNICA
Texto: Eduardo Bakr
Direção: Tadeu Aguiar
Elenco: Vera Fischer, Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch Cenário: Natália Lana
Figurino: Ney Madeira e Dani Vidal
Desenho de luz: Daniela Sanchez
Trilha sonora original: Liliane Secco
Assistência de direção: Flavia Rinaldi
Produção Executiva: Edgard Jordão
Coordenação de produção: Norma Thiré
SERVIÇO
QUANDO EU FOR MÃE QUERO AMAR DESSE JEITO Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 80 minutos
Data: 03, 04 e 05 de Junho | Sexta e Sábado às 21h e Domingo às 18h Local: Teatro Guairinha – Rua XV de Novembro, s/n - Centro | Curitiba - PR Telefone: (51) 3227.510 | 3227.5300
Vendas Online: www.ticketfacil.com.br
Valores Ingressos
Balcão: Inteira – R$ 90,00 | Meia-entrada: R$ 45,00 Plateia: Inteira – R$ 140,00 | Meia-entrada: R$ 70,00
Descontos:
Consulte os descontos legais no site da ticketeira.

The Ten Tenors se apresenta em Curitiba

“Se você achava que o som de três tenores é impressionante, só espere até você ouvir The Ten Tenors” - New York Times.

Pela primeira vez no Brasil o grupo The Ten Tenors vai apresentar a turnê Love is in the Air em Curitiba, no dia 26 de maio, às 21 horas, no Guairão (Praça Santos Andrade s/nº). Os dez tenores Cameron Barclay, Daniel Belle, Michael Edwards, Keane Fletcher, Nigel Huckle, Nathan Lay, Boyd Owen, JD Smith, Sam Ward e James Watkinson, formam o grupo que já dividiu o palco com artistas como Lionel Richie, Rod Stewart, Andrea Boccelli, Willie Nelson, Alanis Morissette e Christina Aguilera e participou dos mais importantes programas de televisão pelo mundo, tendo lançado até hoje 15 CDS e 4 DVDs. Os ingressos – a partir de R$100 - já estão à venda pelo site do Disk-Ingressos (www.diskingressos.com.br) ou de forma presencial no quiosque do DiskIngressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e na recepção do Hotel Mabu.
Após 25 anos, mais de 2.500 shows ao redor do mundo e mais de 3,5 milhões de ingressos vendidos, o grupo The Ten Tenors prometem um show incrível com muita empatia, qualidade vocal diferenciada e repertório extenso que certamente agradará aos amantes da boa música. O repertório inclui clássicos como: “A Thousand Years”, “Unchained Melody”, “Somebody to Love”, “Love is in the Air” e “Nessun Dorma”.
O jornal The New York Times destacou o surgimento mundial deste novo gênero musical: o classic crossover (crossover clássico), uma denominação atribuída aqueles que “com muita habilidade, fazem transições perfeitas entre árias de ópera e música popular, dando nova leitura a grandes clássicos da música mundial, a músicas pop, rock e até a canções próprias“.
The Ten Tenors, grupo formado em 1995, é um dos grupos percursores deste gênero e reúne dez dos melhores e mais carismáticos tenores do mundo. “Se você achava que o som de três tenores é impressionante, só espere até você ouvir The Ten Tenors” exaltou a crítica do jornal New York Times. Depois de Curitiba, a turnê segue para Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Serviço: The Ten Tenors – Única apresentação da turnê Love in the Air. Dia 26 de maio, quinta-feira, às 21h00, no Guairão (Praça Santos Andrade. s/nº). Preço: R$480 (plateia Premium Vermelha), R$440 (plateia Vip Azul), R$400 (plateia Central Laranja), R$380 (plateia Lateral Amarela) R$340 (1º balcão Roxo), R$260 (1º balcão Verde), R$240 (2º balcão Azul) e R$200 (2º balcão Laranja) + R$10 (dez reais, referente a taxa de conveniência cobrada pelo Disk Ingresso. Duração: 1h30. Classificação indicativa: Livre.
50% de desconto sobre o preço de inteira e não cumulativo com outras promoções ou descontos beneficiados por lei para cartão do Clube do Assinante da GAZETA DO POVO ou Clube DISKINGRESSOS na compra de até dois ingressos válido somente para o titular do cartão.
Ingressos à venda de forma presencial no quiosque do DiskIngressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e/ou na recepção do Hotel Mabu. Ou pela internet www.diskingressos.com.br. Na bilheteria do Guairão serão disponibilizados ingressos no dia do show das 10 horas até às 21h30.
FORMAS DE PAGAMENTO: Cartões de crédito (em até 3 parcelas com acréscimo), cartões de débito e Pix. Não serão aceitos cheques.

MEIA-ENTRADA:
IDOSOS: Para pessoas acima de 60 anos, mediante apresentação da Carteira de Identidade, expedida pelo órgão competente, no momento da compra do ingresso e na entrada do evento, conforme Estatuto do Idoso, lei 10.741/2003.

DOADOR DE SANGUE: Para doadores de sangue com carteira comprobatória de doação habitual, conforme Lei Estadual 13.964/2002.

PROFESSORES: Para professores do ensino público e privado mediante a carteira de identificação no ato da compra e apresentada juntamente com a Carteira de Identidade na entrada do evento, conforme Lei Estadual 15.876/2008.

PORTADOR DE CÂNCER: Portadores de câncer, com o devido comprovante, conforme a Lei 18445 de 05/02/2015.

ESTUDANTES, PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E JOVENS DE 15 A 29 ANOS COMPROVADAMENTE CARENTES: Direito a meia-entrada, conforme lei 12.933/2013, e Decreto 8.537 de 2015

Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=cZ6USva8X0g
https://www.youtube.com/watch?v=_PPEz9H347I

Cancelamento de vôo adia musical One Night Of Tina em Curitiba

A produtora Orth Produções anuncia o adiamento da apresentação do musical One Night Of Tina, que seria apresentado HOJE, terça-feira, dia 17, em Curitiba. O motivo se deu por conta de um problema na aeronave do voo BA0247, do dia 16/05/2022, da companhia British Airways, Londres para São Paulo, gerando o cancelamento do voo. Por este motivo, o show fica adiado para amanhã, quarta-feira (18), às 21 horas, no Teatro Guaíra.

Neste voo, estava a intérprete de Tina Turner, a cantora e atriz britânica Sharon Ballard. Os demais integrantes da equipe já se encontram no Brasil, em Curitiba. As demais datas da turnê estão mantidas.

A produtora local, a Orth Produções informa ao público que adquiriu os ingressos que não é necessário trocar. Os mesmos ticket´s serão válidos para a apresentação desta quarta-feira com os mesmos lugares. Para mais informações, entre em contato com a central de atendimento no telefone 41-33150808 ou 41-992193900 (SAC WHATS).

O musical internacional de grande sucesso de crítica na Europa "ONE NIGHT OF TINA – A História de Tina Turner", retrata a incrível trajetória de uma das cantoras mais icônicas da música internacional de todos os tempos. Os maiores sucessos da cantora estarão no repertório do show que tem direção do renomado Gary Lloyd, conhecido por ensaiar e coreografar inúmeros espetáculos, inclusive o Musical Thriller. A estrela pop, Tina Turner será interpretada pela cantora e atriz britânica Sharon Ballard, que já esteve em outros musicais teatrais e como atriz em séries da televisão, entre elas Sherlock. Os ingressos estão à venda pelo Disk Ingressos.

SERVIÇO:

NOVA DATA ONE NIGHT OF TINA – A História de Tina Turner

Nova data: 18 de maio de 2022 (quarta-feira).

Horário: Abertura do Teatro: 20h / Início show: 21h.

Local: Teatro Guaíra. (R. Amintas de Barros, S/N - Centro, Curitiba - PR).

Classificação etária: 12 anos.

Ingressos: a partir de R$ 180,00 – Plateia C / Laranja (meia-entrada).

* Não está inclusa a taxa administrativa Disk Ingressos de R$ 12,00.

** A meia-entrada é válida para Doadores de Sangue devidamente comprovados, Estudantes devidamente comprovados, Idosos conforme Lei, PNE, Portador de Câncer e Professor.

** IMPORTANTE: Serão exigidos os documentos e comprovantes que constam nas respectivas leis.

** OS DESCONTOS NÃO SÃO CUMULATIVOS.

Pontos de venda: Disk Ingressos (Call Center 41 3315-0808). Site do Disk Ingressos:

https://www.diskingressos.com.br/evento/1102/17-05-2022/pr/curitiba/musical-one-night-of-tina-a-historia-de-tina-turner