Santa Mônica terá dois torneios de Natação neste mês de março

Entre os dias 13 e 15 de março, o Santa Mônica Clube de Campo promoverá, a Copa Santa Mônica de Natação, no Complexo Aquático do Clube. Além disso, sediará, simultaneamente, o Circuito Regional de Natação Juvenil a Sênior onde os melhores nadadores paranaenses disputarão essas competições que estreiam o calendário da Natação no Estado. Os torneios são promovidos em parceria com Federação de Desportos Aquáticos do Paraná - FDAP.

No dia 13 de março, as provas do Circuito Regional irão envolver competidores nas categorias Juvenil a Sênior e, nos dias 14 e 15, a Copa Santa Mônica terá atletas nas categorias Mirim, Petiz e Infantil.

A expectativa é de mais de 300 atletas nas duas competições.

SERVIÇO:
Circuito Regional de Natação Juvenil a Sênior 2020
Data: 13 de março (sexta-feira)
Horário:
1ª Etapa - 9h20
2ª Etapa - 15h

SERVIÇO:
Copa Santa Mônica de Natação

Data: 14 e 15 de março
Horário:
Dia 14 - 1ª Etapa - 9h e 2ª Etapa - 15h30
Dia 15 - 3ª Etapa - 9h

Local: Complexo Aquático do Santa Mônica Clube de Campo
Endereço: Rodovia Regis Bittencourt nº 5000. Km 6. Bairro Mauá, Colombo/PR
INFORMAÇÕES: (41) 3675-4200 ou www.santamonica.rec.br

Jockey Plaza Shopping promove ação de Dia da Mulher com conselhos para as próximas gerações

Qual o melhor conselho que uma mulher atual poderia dar a outra? Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Jockey Plaza Shopping cria campanha para promover uma troca de conselhos entre as mulheres: a equipe de marketing do shopping abordou clientes, de diferentes faixas etárias, para coletar frases com ensinamentos que gostariam de passar para outras.

“Aproveitamos a data para dar ênfase ao que falamos muito em nosso conceito: um shopping para se viver experiências únicas, feito de pessoas para pessoas. Nada mais humano que promover diálogo entre os próprios clientes”, afirma a gerente de marketing, Michelle Cirqueira.

Os conselhos foram os mais diversos possíveis: “Sejam espertas, a vida é curta!”, “Nunca tolere violência doméstica e não aceite preconceitos”, “Não tenham medo de pedir ajuda”, “Bebam água e usem protetor solar” e “Trabalhem para ter a sua própria independência”, entre outros. As frases estão publicadas nas redes sociais do Jockey.

Sobre o Jockey Plaza Shopping:

Inaugurado em junho de 2019, o Jockey Plaza Shopping possui mais de 200 mil m² de área construída, com 325 operações, sendo 28 opções na praça de alimentação, além de um boulevard gastronômico com vista panorâmica para a pista de corridas do Jockey Club do Paraná. O empreendimento conta ainda com oito salas de cinema Cinépolis e espaços para jogos e lazer, que tornam o local ainda mais completo. Com um vasto mix de lojas e serviços, é um shopping que se propõe a atender de forma democrática todos os seus perfis de público. O projeto arquitetônico prioriza espaços amplos, iluminação natural e muita área verde, e busca ressignificar o lazer, remetendo o local a uma extensão de um espaço externo. O Jockey Plaza Shopping é um empreendimento do Grupo Tacla Shopping, Casteval, Paysage e GRCA.

www.jockeyplaza.com.br

Serviço: Jockey Plaza Shopping

Rua Konrad Adenauer, 370 – Tarumã

Lojas:

De segunda a sexta, das 11h às 23h

Sábados, das 10h às 22h

Domingos e feriados, das 14h às 20h.

Alimentação e Lazer:

De segunda a sexta, das 11h às 23h

Sábados, das 10h às 23h

Domingos e feriados, das 11h às 22h.

Trio Comunicação

triocomunicaacao@gmail.com

Instagram: @triocomunicacaocwb

Trio Comunicação

triocomunicaacao@gmail.com

Instagram: @triocomunicacaocwb

Administradora do BRAVE CF se une à WBC e organiza cinturão árabe de boxe

A KHK Sports, empresa que administra, entre outras marcas esportivas, o BRAVE Combat Federation, principal organização de MMA do Oriente Médio e idealizada por Sua Alteza Sheik Khaled bin Hamad Al Khalifa, anunciou oficialmente uma parceria com o Conselho Mundial de Boxe (WBC, no inglês World Boxing Council) visando a expansão da nobre arte em seu território.

O primeiro fruto dessa parceria entre os dois titãs do mercado de esportes de combate será o título árabe da organização, nomeado “Arab Boxing Championship” (ou “Campeonato de Boxe Árabe”, em tradução livre), abrindo as portas para os talentos do Oriente Médio e desenvolvendo o boxe na região.

“A visão de Sua Alteza Sheikh Khaled bin Hamad Al Khalifa (fundador da organização) para a KHK Sports sempre foi de desenvolver o esporte em todos os seus aspectos”, disse Mohammed Shahid, CEO da KHK Sports. “Das categorias de base ao profissional. O que faz dessa iniciativa algo tão especial é o desenvolvimento desde a base, trazendo um novo sistema ao boxe. A WBC é um dos maiores e mais respeitados entidades do boxe e o cinturão do Arab Boxing Championship vai trazer grandes oportunidades para o futuro do boxe na região”, completou.

A WBC é uma das principais organizações internacionais de boxe e tem entre seus campeões figuras lendárias como Muhammad Ali, Joe Frazier, Sugar Ray Leonard, Floyd Mayweather Jr, Roy Jones Jr, Julio Cezar Chaves, bem como estrelas da atualidade, tais quais Canelo Alvarez, Manny Pacquiao, Tyson Fury e Vasyl Lomachenko.

A parceria entre KHK Sports e WBC é vista como um divisor de águas para o boxe no Oriente Médio, com ambas organizações visando o desenvolvimento do esporte e a promoção de grandes eventos na região.

Gatos são protagonistas em nova exposição, “O Tempo de Ilustrar”, no Quintana

Abre na próxima quinta-feira, 12, no Quintana Gastronomia, a nova exposição “O Tempo de Ilustrar”, por Rogerio Borges, Nilson Sampaio e Alvaro Posselt, em ação especial que começa às 11h30, no almoço do Quintana, e segue com happy hour até 19h30. Borges traz os originais das ilustrações do livro “Entre Miados e Ronronos”, com haicais do poeta curitibano Posselt, que faz seu lançamento na abertura da mostra. Sampaio traz ilustrações de forma incomum – aplicadas em pratos e porcelanas. Os felinos são os grandes protagonistas, e imperam na temática de todos os artistas. Momentos garantidos de arte e boa conversa, regados à gastronomia.

Conheça e inspire-se com estes trabalhos no Quintana, e aproveite para inserir ainda mais cultura, sustentabilidade e variedades gastronômicas em seu dia a dia!

Sobre Rogerio Borges

Rogerio Borges deu seus primeiros traços como artista aos 12 anos, com seus primeiros cartoons, e seguiu para uma premiada carreira de ilustrador e artista plástico. Trabalhou em grandes editoras do país, e nos anos 80, começou também a se dedicar às artes plásticas paralelamente a projetos editoriais. Participou de diversas exposições e mostras nacionais e internacionais, incluindo cidades como Frankfurt, na Alemanha, Bolonha e Roma, na Itália, Gotemburgo, na Suécia e Bratislava, na Eslováquia.

Nilson Sampaio

Sampaio é artista gráfico, ilustrador e pai. Dedica-se às artes desde 2003, quando formou-se em gravura. Seu tempo é dividido entre aulas de artes, em especial para crianças autistas, e seu trabalhho autoral com literatura, pinturas em aquarela e desenhos. Seu trabalho é desenvolvido por meio de observações diárias, e retrata o cotidiano, com o qual passa a criar seu próprio mundo.

Sobre Alvaro Posselt

O autor curitibano Alvaro Posselt trabalha com haicais - que já apareceram em canecas, copos de café, embalagens de pão, além de serem pintados na Travessa da Lapa, no centro de Curitiba. Sua casa é hoje um centro cultural, a Casa Posselt, onde recebe escolas e faz oficinas.

Cultura no Quintana

A programação cultural 2020 promete uma grande seleção de exposições cuidadosamente escolhidas, que irá trazer artistas da cidade e de várias regiões do Brasil, com o objetivo de ampliar o conhecimento do cliente Quintana e interação brasileira. Entre os artistas, ilustradores e fotógrafos previstos no Cardápio Cultural da casa estão Aline Fidelix, Cacá Weber, Nina Vilas Boas, Jonas Rebicki, Roberta Ling, Gus Benke, Konrahd, Rogerio Martins, Lara Baruso, Gilberto Narciso, Simone Sgorla, Gabriela Ximenes, e Rubia Viegas. Com curadoria artística de Birgitte Tümmler, o espaço idealizado por Gabriela Vilar de Carvalho segue desde 2008 com uma programação cultural completa a fim de sensibilizar os clientes e visitantes para a arte junto à gastronomia.

Serviço: Vernissage “O Tempo de Ilustrar”. Quinta-feira, 12 de março, das 11h30 às 19h30. No Quintana Gastronomia, Av. do Batel, 1440. Informações: (41) 3078-6044, ou WhatsApp (41) 99235-6044. www.quintanagastronomia.com.br. A exposição segue até 28 de abril de 2020.

Feirão Serasa Limpa Nome anuncia ponto especial de apoio em Curitiba

Entre os dias 27 de fevereiro a 31 de março, consumidores poderão negociar suas dívidas e contas atrasadas com descontos que podem chegar a 98%

Curitiba, março 2020 – Desde o dia 27 de fevereiro, consumidores de todo o Brasil podem renegociar dívidas atrasadas e/ou negativadas através do site do Serasa Limpa Nome. Além disso, como uma alternativa para quem não possui acesso à internet, a agência da Serasa em Curitiba irá receber e auxiliar consumidores em suas negociações. Em dezembro de 2019, a cidade indicava que 572.472 inadimplentes. Com isso, a cidade passa a ocupar a décima colocação no ranking de cidades com maior número de pessoas em estado de inadimplência do Brasil.

No evento anterior, realizado em novembro de 2019, que foi considerado como o maior Feirão Serasa Limpa Nome da história da empresa até o momento, mais de 4 milhões de acordos foram fechados, resultando em mais de 5 bilhões de reais em descontos concedidos.

Dívidas de empresas também estão disponíveis para negociação na plataforma

Honrando seu compromisso em ajudar cada vez mais brasileiros a sair da inadimplência, o Serasa Consumidor anunciar uma grande novidade: dívidas de empresas já estão disponíveis para negociação dentro do Serasa Limpa Nome. Para esse formato, a plataforma já oferece parceria com 4 empresas: Recovery, Claro, Net e Ativos.

Para Lucas Lopes, diretor do Serasa Limpa Nome, esse é mais um grande passo rumo ao objetivo da empresa, que é devolver o crédito justo para as pessoas: "Incluir dívidas de empresas era um grande desejo que tínhamos e não medimos esforços para integrar mais esse serviço para a população de forma gratuita e segura, dentro de nossa plataforma. Temos certeza de que ajudaremos muitos empreendedores pelo Brasil e essa é a nossa principal característica, desenvolver soluções para quem deseja retomar sua vida financeira de forma rápida, justa e segura", afirma Lopes.

Folia de descontos

A campanha de divulgação do Feirão Serasa Limpa Nome contou com um axé vindo direto da Bahia: Daniela Mercury é a grande estrela desta edição. E para deixar ainda melhor, a startup preparou uma grande promoção: quem pagar os acordos à vista, concorrerá a um jantar com a cantora em Salvador, Bahia. Serão dois (2) sortudos que terão a chance de conhecê-la com tudo pago pela empresa e direito a 01 acompanhante.

O site do Feirão Serasa Limpa Nome permite a renegociação diretamente com os credores e de qualquer lugar, com comodidade, segurança e de forma gratuita. As empresas participantes são: Itaú, Banco do Brasil, Santander, Recovery, Claro, Net, Embratel, Avon, Ativos, Anhanguera, CredSystem, Sky, Oi, DI Santinni, Ipanema, Nextel, Unopar, Hoepers, BMG, Digio, Porto Seguro, Tricard, Crefisa, Cartão confiança (D’avó), Unic, Fama, Pitágoras, SoroCred, Uniderp, Unime, Itau Card, Hipercard, ConectCer, Elmo, Tenda, Energisa, Banco Original, Banrisul, EDP. Todas elas com oportunidades exclusivas, prazos de pagamentos diferenciados, além de descontos para a quitação das contas em atraso.

Ainda segundo Lucas Lopes, essa é a oportunidade de as pessoas negociarem suas dívidas com facilidade e segurança: “o feirão é um momento muito especial para nós e bastante esperado pelos consumidores. Durante 35 dias, os parceiros integrados em nossa plataforma ofertarão condições especiais, chegando até 98% de desconto, para quem quiser pagar suas dívidas! Em novembro do ano passado, fizemos o maior feirão da história e estamos confiantes que superaremos todas as expectativas em ajudar cada vez mais brasileiros a quitar suas dívidas”, afirma Lopes.

Mapa da inadimplência

Segundo estudo desenvolvido pela Serasa Experian, em dezembro de 2019, o número de consumidores inadimplentes no país chegou a 63.3 milhões, 1.5% a mais do que em dezembro de 2018, quando eram 62,4 milhões. O montante alcançado pelas dívidas até dezembro de 2019 foi de R$ 256 bilhões, com o valor médio de R$ 4.043,00.

A maior concentração dos negativados tem entre 26 e 40 anos (37% do total). Em segundo no ranking de participação entre os inadimplentes estão pessoas de 41 e 60 anos, que correspondem por 34,2% do total.

Questões de gênero, a inadimplência está dividida praticamente por igual: 48,3% são homens, e 46,6% são mulheres. A maioria das dívidas foi contraída junto aos setores bancários e de cartão de crédito, totalizando 27,8% do total. O setor de contas básicas, como energia elétrica, água e gás respondeu por 20,4% do total de débitos em atraso. O setor de varejo alcançou 12,3% do montante. Já o setor de telefonia respondeu por 11% da inadimplência.

Inadimplência por região

O estudo também mostra que, em dezembro de 2019, a região com maior percentual de inadimplentes do país era a Sudeste, com 45,5% do total, seguida pela região Nordeste, com 24,4%. O Sul ficou em terceiro, com 12,8% dos negativados. A região Norte registrou 9,3%, seguido da região Centro-Oeste, com 8,2%.

AGENDA

Feirão Limpa Nome

Data: De 27 de fevereiro a 31 de março
Endereço: Rua Marechal Deodoro, 502 - lojas 2 e 3 Ed. Curitiba Park Business - Ala Tower - Centro

Serasa Consumidor

Desde 2012, o Serasa Consumidor é o braço da Serasa Experian e responsável por estreitar o relacionamento entre a empresa e o consumidor.
Em 2017 passou por uma reformulação, se tornou startup e recebeu o propósito de lançar diversos serviços digitais voltados para melhoria da saúde financeira do consumidor, como: Serasa Score, Serasa eCred, Serasa Antifraude, Serasa Ensina e Novo Serasa Limpa Nome. A intenção de ter todos esses produtos, é estar presente em toda a jornada financeira das pessoas, descomplicando o acesso ao conhecimento e democratizando o crédito para os brasileiros de uma forma rápida, prática e justa.

O que será que eles vão aprontar no Kharina?

Manu e Pepê recebem fãs e seguidores para um final de tarde especial no Kharina Cabral

Com mais de um milhão de seguidores no Youtube, os irmãos Manu e Pepê estarão no Kharina Cabral, no dia 19 de março, a partir das 19h. Os protagonistas da plataforma de vídeos, vão se encontrar com seus seguidores e fãs, onde poderão tirar fotos e participar de brincadeiras no espaço Kids.

O canal Manu e Pepê possui conteúdo voltado para crianças de dois a seis anos. Os vídeos, que conquistaram o público mirim, mostram passeios, novos brinquedos, além da rotina da dupla de irmãos. E lógico, não poderia faltar as palhaçadas junto ao macaco mais querido do Brasil, o fantoche Pepino.

As reservas de mesa, e assim, aproveitar a gastronomia do Kharina, devem ser realizadas pelo site (www.kharina.com.br) com pelo menos 24h de antecedência.

Kharina Cabral
Endereço: Rua Dep. Joaquim José Pedrosa, 13
Telefone: 3352 8661
@kharinaoficial

Grupo Corpo volta ao Festival de Curitiba para mostrar duas famosas coreografias

“GIL”, com música especialmente composta por Gilberto Gil e “Sete ou Oito Peças para um Ballet” (1994), com trilha de Philip Glass/Uakti, serão apresentadas no Guairão

Como em todas as criações do coreógrafo Rodrigo Pederneiras, os movimentos do mais recente balé, “GIL”, nasceram da música. Mas a trilha engendrada por Gilberto Gil para o espetáculo do Grupo Corpo a convite do diretor artístico Paulo Pederneiras, chegou trazendo um paradoxal desafio ao coreógrafo: ali estavam, juntos e indissociáveis, o conhecido e amado Gilberto Gil... e um compositor inteiramente novo. “Era um Gil que eu não conhecia e, ao mesmo tempo, o Gil de quem sou tiete desde que ouvi sua música pela primeira vez”, diz Rodrigo.

A solução do paradoxo – fenomenal síntese – sobe ao palco do Guairão na 29.ª edição do Festival de Curitiba, dentro da Mostra 2020, nos dias 30 e 31 de março. O programa duplo, com intervalo de 20 minutos, conta ainda com a coreografia de “Sete ou Oito Peças para um Ballet”, de 1994.

A fagulha inicial para erguer a coreografia veio, então, de fora da música – um gesto inicial, buscado no candomblé. “Gil é filho de Xangô e usei como ponto de partida o movimento associado à presença do orixá: uma das mãos do bailarino bate no peito e a outra, nas costas”, conta o coreógrafo. “E assim o balé começou a se construir”. A “riquíssima trilha”, nas palavras de Rodrigo, se traduziu nos duos, trios e conjuntos que se alinham e desarmam, nos uníssonos e contrapontos gestuais, peças sempre renovadas do vocabulário marcante do coreógrafo. As muitas singularidades de GIL, a bem da verdade, já haviam começado na proposta de Paulo Pederneiras ao compositor. “Gil sempre esteve no nosso radar”, diz o diretor artístico. “Na primeira conversa, já me veio a ideia de sugerir que a coreografia se chamasse GIL. Normalmente o músico tem liberdade total – e agora não foi diferente – mas a sugestão que se debruçasse sobre a própria obra se consolidou naquele momento. E GIL se inscreve, então, entre os compositores que dão nome a coreografias do Grupo Corpo - já tínhamos feito essa homenagem a Bach, Nazareth e Lecuona”.

Sete ou Oito Peças para um Ballet
A partir de oito temas surgidos da parceria inédita entre o instrumentista e compositor norte-americano Philip Glass e o grupo instrumental mineiro Uakti, o coreógrafo Rodrigo Pederneiras desvencilha-se, pela primeira vez, do rigor formal que marca suas criações para construir uma obra despojada, onde a partitura de movimentos emerge como uma série de esboços, apontamentos ou estudos para uma coreografia. Inacabados, na aparência. Mas irretocáveis, pela genialidade da forma.

Como em uma pintura contemporânea, onde as correções podem ser incorporadas ao resultado final, os movimentos dos bailarinos do GRUPO CORPO se sucedem em variações que vão da estética “suja” própria dos ensaios a um primoroso acabamento formal. Nesse sentido, 7 ou 8 Peças para um Ballet, que teve sua estreia em 1994, propõe mais do que vaticina. O componente obsessivo, frio e exato dos temas especialmente criados para o balé pelo ícone maior da música minimalista norte-americana leva Pederneiras a orquestrar repetições de movimentos que beiram o automatismo, executados, na maior parte das vezes, em solo, em contraposição a movimentos orgânicos de grupo, carregados da sensual latinidade intrínseca à sonoridade única produzida pelo Uakti. O cenário de Fernando Velloso e os figurinos de Freusa Zechmeister buscam nos primórdios da corrente minimalista da pintura americana a inspiração para as listras em verde, azul e tons de amarelo que dão identidade visual ao espetáculo, enquanto o branco reina absoluto na iluminação de Paulo Pederneiras. (texto: Angela de Almeida).

Acompanhe todas as novidades e informações da Mostra 2020 do Festival de Curitiba pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelas redes sociais disponíveis, no Facebook @fest.curitiba, pelo Instagram @festivaldecuritiba e pelo Twitter @fest_curitiba

Apresentadores, patrocinadores e apoiadores

O Festival de Teatro de Curitiba tem parceiros fundamentais para sua realização e é patrocinado pelo Ebanx, Vivo, Uninter, Renault do Brasil, Electrolux, Banco RCI Brasil, Junto Seguros, Copel - Pura Energia, Sanepar, Governo do Estado e GRASP. O Programa Guritiba é apresentado por New Holland, com patrocínio de Novozymes e Fibracem. O MishMash é apresentado pela Unimed Curitiba e Thales Group, com o apoio da Ritmo Logística. Quem apresenta o Risorama é a Potencial Petróleo, com o patrocínio de Previsul Seguradora, tendo como a cerveja oficial a Cacildis e o apoio de FH Consultoria e Grupo Barigui. As bilheterias do Festival de Curitiba são uma parceria com o ParkShoppingBarigüi e o Shopping Mueller.

FICHA TÉCNICA:
GIL [2019]
Coreografia: Rodrigo Pederneiras
Música: Gilberto Gil
Cenografia: Paulo Pederneiras
Figurinos: Freusa Zechmeister
Iluminação: Paulo Pederneiras e Gabriel Pederneiras
Banda: Gilberto Gil (violão, voz) / Bem Gil (guitarra) / Danilo Andrade (teclado, piano elétrico) / Domenico Lancelotti (MPC, bateria, percussão) / Thiago Queiroz, Diogo Gomes (sopros) / Bruno di Lullo (baixo) / José Gil (percussão) / Thomas Harres (balafon).

Sete ou Oito Peças para um Ballet [1994]
Coreografia: Rodrigo Pederneiras
Música: Philip Glass e Uakti
Cenografia: Fernando Velloso
Figurinos: Freusa Zechmeister
Iluminação: Paulo Pederneiras.

Grupo Corpo:
Diretor Artístico: Paulo Pederneiras
Coreógrafo: Rodrigo Pederneiras
Bailarinos: Ágatha Faro, Bianca Victal, Dayanne Amaral, Débora Roots, Edésio Nunes, Edmárcio Júnior, Edson Hayzer, Elias Bouza, Filipe Bruschi, Helbert Pimenta, Janaina Castro, Jonathan de Paula, Karen Rangel, Luan Batista, Lucas Saraiva, Malu Figueirôa, Mariana do Rosário, Rafael Bittar, Rafaela Fernandes, Sílvia Gaspar, Williene Sampaio, Yasmin Almeida.
Diretora de Ensaios: Carmen Purri
Assistentes de Coreografia: Ana Paula Cançado, Carmen Purri, Miriam Pederneiras
Maître de Ballet: Bettina Bellomo
Pianista: Anna Maria Ferreira
Diretor Técnico: Pedro Pederneiras
Coordenador Técnico: Gabriel Pederneiras
Técnicos de Palco: Átilla Gomes, Murilo Oliveira, Stefan Böttcher
Produtora Executiva: Michelle Deslandes
Realização: Instituto Cultural Corpo.
O Grupo Corpo conta com o apoio da LEI DE INCENTIVO À CULTURA
Patrocínio: ITAÚ, CEMIG e GOVERNO DE MINAS GERAIS

Serviço:
O que: “Sete ou Oito Peças para Ballet” e “Gil” no Festival de Curitiba 2020
Quando: 30 e 31/03 às 21h
Onde: Guairão (Praça Santos Andrade, s/n)
Valores: R$ 80,00 (inteira)
Ingressos: www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2020”, e nas bilheterias físicas do ParkShoppingBarigui (Piso térreo próximo à praça de eventos), de segunda a sexta-feira, das 11h às 23h; sábado das 10h às 22h e domingos das 14h às 20h; e no Shopping Mueller (piso L3), de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 20h.
Classificação: Livre
Duração: 100’ (Cada apresentação 40’ e intervalo de 20’)

Hashtags oficiais – #festivaldecuritiba #festcuritiba #ofestivalparatodos #omeufestival

Sugestão de Tags – festival, curitiba, festival de curitiba, mostra, teatro, artes cênicas, artes, ballet, grupo corpo, gil, guaíra, cultura, show, atrações

Henrique e Juliano confirmam show em PG

Apresentação será no dia 17 de abril (sexta-feira) em um palco 360º graus

Está confirmado. No dia 17 abril (sexta-feira) Henrique e Juliano desembarcam em Ponta Grossa para um super show. Os artistas vão se apresentar em um palco 360º graus. A organização leva a assinatura da Rádio T e Mega Produções e Eventos. Os detalhes do show serão divulgados na próxima segunda-feira (09).

“Subimos no palco para aproveitar o momento que temos com aquelas pessoas que saíram de suas casas para nos ver”, destacou Henrique. A vida dos irmãos de Tocantins é agitada com uma média de 20 shows por mês, de norte a sul do país. Entre os hits de sucesso estão uma série de composições que incluem “Cuida Bem dela”, “Até você voltar”, “Recaídas”, “Mudando de assunto”.

O novo sucesso é “Liberdade Provisória” que liderou o topo do Spotify por várias semanas. A canção faz parte do registro audiovisual “Ao Vivo no Ibirapuera”, gravado em São Paulo. O mais curioso a respeito desta canção é que foi uma escolha natural do público. A dupla fez uma enquete nas redes sociais para saber qual era a música mais aguardada do projeto e “Liberdade Provisória” foi eleita com o maior número de menções.

Encerramento da 2ª Marcha Mundial da Paz e da Não-Violência será no Dia da Mulher (08/03)

Convite para dia 8 de MARÇO (domingo), em Curitiba

Serviço

2a. MM pela Paz e Não Violência no Dia Internacional da Mulher -
Mulheres da Favela exigem Paz

Manhã: 9h às 12h
Local: Rua Santa Zita, 281 - Parolin
https://www.facebook.com/events/499069900805129/

Programação Manhã
8h - Concentração
9h - 1º Ato – Denuncia da violência que atinge a favela.
9h30 - Saída da marcha.
2º Ato – A exploração do trabalho, em frente ao Supermercado Extra, na Av. Kennedy.
3º Ato – Educação e Moradia, em frente à Escola de Ensino Fundamental Professora Nansyr Cecato Cavichiolo, na Lamenha Lins.
4º Ato – Conversa sobre a Paz que queremos e como vamos construir.
Com a participação da Bloca Feminista Ela Pode/Ela Vai.
12h - Encerramento

Tarde: 15h às 17h30
Local: Parque Barigui - Coreto atrás do Salão de Atos
Atividades: Danças da paz, Prática de Entre Olhares, Meditação pela Paz, Jogos Cooperativos, Brincadeira de Paraquedas, Roda de conversa. Formação do símbolo humano da Paz para celebração do Ato.https://www.facebook.com/events/533591310621727/

O evento de encerramento da 2ª Marcha Mundial pela Paz e Não Violência será no próximo domingo, 08/03, Dia Internacional da Mulher, data marcada como o final do trajeto da Marcha em Madrid, onde tudo começou. Em 5 meses a marcha, desde que teve início no dia 02 de outubro de 2019, na capital espanhola, percorreu cerca de 150 países dos seis continentes, passando inclusive pelo Brasil. Em Curitiba, a marcha aconteceu em dezembro passado.

A data escolhida para a largada, 2 de outubro, se comemora o nascimento de Gandhi e foi declarada pelas Nações Unidas “Dia Internacional da Não-Violência”.

A principal finalidade da marcha é promover a educação da não violência e federar movimentos em todo o mundo que defendem e promovem a democracia, a justiça social e ambiental; a igualdade entre os gêneros, a solidariedade entre povos e a sustentabilidade da vida no planeta.

A Marcha é uma iniciativa impulsionada pela organização internacional Mundo Sem Guerras em conjunto com diversas organizações e pessoas dispostas a organizar ações e percorrer novamente todo o planeta, para contribuir na construção de um mundo sem guerras e sem violência.

        “Acreditamos que a força das mulheres de todo Brasil é essencial para que a Marcha continue ativa e para que seus objetivos sejam alcançados”, declarou Régis Garret, membro da equipe promotora da Marcha em Curitiba.

Dia internacional da Mulher e Marcha da Paz e Não-Violência

Entre os objetivos da 2ª Marcha Mundial da Paz e Não-Violência estão:

– Ativar um Plano de Medidas Urgentes contra todo tipo de supremacia, racismo, segregação e perseguição por sexo, raça, nacionalidade ou religião.

– Promover uma Carta Democrática de Cidadania Global, que complemente a Declaração de Direitos Humanos (Civis, políticos e socioeconômicos).

De acordo com o IBGE, de uma forma geral, o caminho a ser percorrido em direção à igualdade de gênero, ainda é longo para as mulheres e ainda mais tortuoso se esta for preta ou parda e residir fora dos centros urbanos das Regiões Sul e Sudeste.

Ainda que na área da educação, o gargalo tenha sido superado, com mulheres em maior número e maior grau de escolarização, há muita disparidade no que tange aos direitos reprodutivos, participação na economia, salários, representação política e outros aspectos.

As diferenças se agravam ainda mais em um país em que a cada quatro minutos é registrado um caso de violência contra a mulher. Consolidação de dados feita pelo jornal Folha de São Paulo aponta que os casos de feminicídio aumentaram mais de 7% em 2019, comparados com o ano anterior.

“A constatação é de que não haverá paz num mundo onde mulheres e homens não tenham os mesmos direitos e não usufruam das mesmas liberdades. A 2ª Marcha Mundial da Paz e Não-Violência, portanto, dá as mãos a todas as mulheres do Brasil e as conclama para fazer parte desse movimento”, conclui Garret.

Contatos: regisgarrett@hotmail.com – Régis Garret (41) 99941 3494. Saiba mais: www.the2worldmarch.org

Curitiba Folia confirma mais uma atração da micareta

Com shows de Banda Eva, Harmonia, Tomate e Psirico, o evento acontecerá na Pedreira Paulo Leminski. Os Ingressos estão à venda no site da Blueticket e Peixe Urbano

Mais uma atração de peso completa a micareta do Curitiba Folia, que acontece no dia 04 de abril, sábado, na Pedreira Paulo Leminski, trata-se do grupo Psirico, considerado um dos mais conceituados grupos baianos em visível ascensão no cenário musical do país e donos dos hits “Lepo Lepo”, “Mulher Brasileira” e “Tá Quente”. O cantor Márcio Victor, um ícone da percussão brasileira [trabalhos com Caetano Veloso, Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Marisa Monte, João Bosco, Timbalada e diversos artistas internacionais], leva sua experiência para o grupo, e torna a banda diferente das outras, por possuir uma percussão pulsando forte, combinada com arranjos inteligentes, que são executados por músicos jovens e talentosos. Curitiba Folia ainda contará com shows de Harmonia, Banda EVA e Tomate.

Para esse carnaval fora de época, a Banda Eva promete um repertório repleto de sucessos como “Alô Paixão” e “Beleza Rara”. Sob o comando de Felipe Pezzoni, a atual formação gravou em Belo Horizonte, em maio do ano passado, o DVD em comemoração aos 40 anos da banda. O trabalho, que se divide entre clássicos e canções in& eacute;d itas, contou com a participação de Ivete Sangalo, Wesley Safadão, Léo Santana, Mumuzinho, Durval Lelys e Tomate.

O grupo Harmonia, que totaliza 17 álbuns musicais e mais de 25 anos de estrada, traz releituras de sucessos do passado e novas apostas, entre elas, “Respeite” e “Malandrinha”. Comandado pelo vocalista Xanddy, o grupo promete tirar os “torcedores” – apelido carinhosamente dado aos seus fãs – do chão. O Grupo está trabalhando na divulgação do DVD gravado na “Melhor Segunda Feira do Mundo”, evento que se destaca no calendário anual de festa de Salvador e que comemora, em 2020, 17 edições de sucesso absoluto. O projeto contou com a participação de Ludmilla, Tony Salles (Parangol&eacu te;), Fe lipe Araújo, Jamily e Ferrugem.

Já o cantor Tomate traz um repertório com hits que o consagraram nesses 10 anos de carreira solo, como “Espero No Farol”, “A Gente Se Vê Depois Da Chuva”, “Aqui É O Seu Lugar”, “Coração” e “Eu Não Vou Embora”. O cantor é considerado um dos maiores puxadores de trio elétrico e é conhecido por sua irreverência e energia que contagia. Tomate atrai em seus shows um público jovem que curte um repertório eclético, com músicas que vão do pop ao sertanejo, sem deixar a batida do axé para trás.an>n>

O evento é uma realização da CWB Brasil, Grupo All e Euphoria Eventos. Os ingressos estão à venda, a partir de R$ 134,40, no site da Blueticket e Peixe Urbano.

Serviço – Curitiba Folia
Quando: 04 de abril de 2020 (sábado)
Local: Pedreira Paulo Leminski (R. João Gava, 970 – Abranches)
Abertura dos Portões: 14 Horas
Vendas: Blueticket.com.br e peixeurbano.com.br

A meia-entrada é válida para estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue e portadores de necessidades especiais (PNE).
*Valores sujeitos a alterações sem aviso prévio.

Classificação: 18 anos
Realização: CWB Brasil, Grupo All e Euphoria Eventos.
Apoio: Folianópolis e Calouro Folia.
Informações: (41) 3517-0019

Mês das Mulheres destaca o protagonismo das mulheres na cultura

Mesas-redondas, palestras, declamação de poesias, roda de leitura, apresentações musicais, oficinas, visitas mediadas e uma exposição fazem parte da programação
A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC) promove em março o Mês das Mulheres, com destaque para o protagonismo das mulheres na cultura. O objetivo é apresentar ao público uma ampliação de repertório de mulheres na cultura: artistas, pesquisadoras, trabalhadoras do audiovisual, musicistas, poetisas, empreendedoras e agentes culturais. Na programação, mesas-redondas, palestras, declamação de poesias, roda de leitura, apresentações musicais, oficinas, visitas mediadas e uma exposição. As atividades são abertas a toda a população.
“A realização das atividades no Mês das Mulheres deseja colocar luz e ampliar o repertório sobre a presença das mulheres nas diversas áreas da cultura. Todos os diálogos fazem parte das narrativas concebidas pela pluralidade de formas de ser mulher em 2020”, explica a coordenadora de Ação Cultural da SECC, Mariana Bernal.
DIÁLOGOS PERTINENTES – O ciclo de mesas-redondas “Diálogos pertinentes: mulheres e cultura” vai reunir profissionais mulheres de diferentes áreas de atuação para falar sobre suas experiências em cinco perspectivas: fazer, criar, sentir, refletir e empreender. De 10 a 13 de março, sempre às 18h30, na Sala Adalice Araújo (R. Ébano Pereira, 240, Centro, Curitiba-PR).
No dia 10 de março o diálogo é com as mulheres que fazem: Ariane Santos, Marielle Loyola e Rosângela Nina Araújo. Na quarta 11, as mulheres que criam Simone Landal e Uiara Bartira conduzem a conversa. Quinta, 12, Camila Macedo e Emanuela Siqueira são as mulheres que imaginam. Encerrando o ciclo de mesas, dia 13, as mulheres que refletem, Kênia Coqueiro, Mariana Sanchez e Silvia Monteiro se reúnem para o bate-papo.
Haverá também uma oficina de empreendedorismo no dia 18 de março, com foco em mulheres que empreendem na economia criativa. Serão duas turmas, às 9h e às 14h, conduzidas por Geovana Conti. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site da secretaria.
PROGRAMAÇÃO – As primeiras atividades ocorrem na sexta, dia 6 de março, na Biblioteca Pública do Paraná (BPP), com declamação de poesias com o coletivo SLAM das gurias às 11h30, 15h45 e 17h45. No mesmo dia, às 16h30, o Mulherio das Letras faz uma roda de leitura sobre feminicídio. Quase no fim do dia, às 18h, a orquestra Ladies Ensemble faz um concerto. Ainda na BPP, no dia 27, das 17h às 20h, a coordenadora de Políticas para a Mulher da Casa Civil, Goretti Bussolo, organiza rodas de conversas com mulheres que viveram a violência e fizeram da dor poesia.
No domingo, dia 8, o Museu Oscar Niemeyer (MON) propõe programação o dia todo. Das 11h às 14h30 a equipe do Educativo realiza a oficina “livros livres” e às 16h30 conduz uma visita mediada pela exposição “Sou o espaço onde estou” do programa Artistas do acervo. Já às 15h, a artista Juliana Stein ministra a oficina “Eu, curadora de mim”, utilizando a técnica de pintura em aquarela e encadernação de diário.
O Museu Paranaense (MUPA) traz as musicistas Bettina Jucksch e Carmen Fregoneze para o show “Música paranaense para violino e piano” no dia 12 de março, às 19h. E no dia 26 de março, também às 19h, o museu recebe a pesquisadora Sandra Benites, primeira mulher indígena a ser curadora de um museu de arte do Brasil, o MASP, para uma palestra sobre seu trabalho e sua trajetória.
Trabalhadoras da área audiovisual conversam sobre cinema no Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) no dia 13 de março, às 19h. O evento integra a série de mesas-redondas “Conversas de cinema – 10 diálogos com trabalhadoras do audiovisual” que segue com encontros até dezembro de 2020. “Roteiro” é o tema do primeiro diálogo, que reúne Alana Rodrigues, Alessandra Pajolla, Jessica Candal e Maria Shu, com mediação de Sônia Procópio.
No Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR) a mesa-redonda “Arte não tem gênero, mas artista sim” é a programação no dia 19, às 19h. No dia seguinte, 20 de março, às 19h, tem palestra com Ana Paula Simioni, pesquisadora sobre artistas mulheres na história da arte moderna brasileira.
O Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG) expõe de 8 a 20 de março, nas vitrines externas do espaço, uma mostra em homenagem a grandes atrizes paranaenses. Serão homenageadas Claudete Pereira Jorge, Delcy D'Ávila, Lala Schneider, Luciana Querubim, Neusa Cascaes, Odelair Rodrigues e Yara Sarmento.
SERVIÇO
Mês das Mulheres
6 a 27 de março de 2020
Programação completa: www.cultura.pr.gov.br
ENDEREÇOS
Biblioteca Pública do Paraná. Rua Cândido Lopes, 133. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Centro Cultural Teatro Guaíra. Rua XV de Novembro, 971. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Rua Marechal Hermes, 999. Centro Cívico. Curitiba/PR. Entrada R$20 e R$10

Museu da Imagem e do Som do Paraná. Rua Barão do Rio Branco, 395. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Museu Oscar Niemeyer. Rua Marechal Hermes, 999. Centro Cívico. Curitiba/PR. Entrada R$20 e R$10

Museu Paranaense. Rua Kellers, 289. Alto São Francisco. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Superintendência da Cultura. Rua Ébano Pereira, 240. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Quais cuidados devemos ter em casa para manter o cabelo saudável?

Especialista conta que o shampoo e até a temperatura da água são importantes

Quem tem cabelo comprido, tanto homens quanto mulheres, sabe que manter o brilho e a maciez não é uma tarefa fácil, principalmente quando há alguma tintura ou alisamento envolvido.

Tanto na escolha de produtos quanto em cuidados simples, ainda são desconhecidos para a maioria que tipo de reações o cabelo pode ter quando práticas não aconselhadas por cabelereiros são feitas, ocasionando desde fios elásticos até a quebra e perda deles.

“Algumas coisas simples, como qual a temperatura da água ou o shampoo certo para o cabelo fazem completa diferença no resultado final, por mais que você não dê a devida atenção. Uma escolha errada pode arruinar todo um processo de transição entre o cabelo alisado de volta para o cabelo afro, por exemplo”, conta Priscila Nepomuceno, cabelereira e proprietária do Studio Dellas.

Você sabe como cuidar do seu cabelo? A especialista revelou algumas dicas sobre como ter o mínimo de cuidados em casa par anão precisar correr até o salão.

Vemos muitas propagandas de produtos que prometem ser “sem amônia”, mas o que a amônia realmente causa no cabelo para ser evitada?

Focado em quem tem descoloração no cabelo, seja para um tom colorido, loiro ou ruivo, a amônia pode comprometer a cor, pois tira o fundo que já existe no cabelo. Em partes naturais, quando produtos com amônia são usados, você pode notar partes do cabelo com reflexos vermelhos ou castanhos mais claros, é um sinal de que a amônia teve sua parte em mudar a cor.

Como a água da lavagem pode influenciar o cabelo?

Pessoas que tomam banhos muito quentes costumam ter descamação ou casca facilmente, assim como o aumento da oleosidade e ressecamento. Em casos mais extremos, pode haver vermelhidão e irritação no couro cabeludo, apenas pela temperatura elevada da água.

Quando o cabelo tem tintura ou irá recebê-la, o ideal é usar água morna, pois ajuda a abrir a cutícula e é um meio-termo entre as temperaturas. A água bem gelada, conta Priscila, é a melhor opção quando se procura bastante brilho. Infelizmente, não é comum por conta do banho gelado, que pode ser desconfortável para a maioria da população.

Qual shampoo usar?

Independente do tipo de cabelo, o principal é usar uma linha sem sal. Se você alisa o cabelo, por exemplo, ou faz outros procedimentos de cuidado no salão, ao chegar em casa e usar um produto que carrega sal, provavelmente irá estragar todo o trabalho feito.

O sal na composição do shampoo é feito apenas para fazer espuma e dar a impressão de que estamos ficando mais limpos. Ao usar um sem sal, é possível perceber que ele não fará tanta espuma assim, mas o benefício para os fios é bem maior. É possível verificar a existência do componente no próprio rótulo na hora da compra, a maioria das linhas populares são carregadas desse mineral. O resultado é a falta de brilho, perda da maciez e ressecamento.

Essa dica, além de fazer com que o cabelo fique mais bonito, ainda pode fazer com que tinturas e progressivas durem muito mais tempo.

Quais cuidados são necessários com os produtos que temos em casa?

Cremes específicos, como máscaras de hidratação, têm químicas que influenciam o cabelo e nos fazem ter o resultado que desejamos, mas é preciso se atentar ao manuseá-los.

Quando você abre a embalagem, não deve colocar a mão dentro, ou seja, sua pele não deve entrar em contato direto com o produto que está dentro do pote. Para pegar, é aconselhável usar uma colher de plástico – outros materiais também podem contaminar, ou luvas.

Ao colocar sua pele em contato com o creme, irá perder a maior parte do valor que ele tem, o que diminui seus resultados. O ideal é pegar sem contaminar, e então já passar rapidamente nos cabelos, podendo utilizar as mãos. Por isso é comum que linhas especiais para salão venham com válvulas pump, assim você nunca toca no produto que ficou ali dentro, apenas no que irá usar.

Quando cortar o cabelo?

Todos os dias, fios caem e fios novos irão aparecer, por isso, passamos a ter o cabelo em camadas, com diferentes comprimentos. O problema é quando parece que há muito cabelo perto do couro cabelo, e nas pontas, parece ralo. Isso acontece porque as pontas não foram tratadas como deveriam.

O ideal é cortar de três em três meses. Quando é feito regularmente, a cabelereira pode tirar apenas meio dedo, sem comprometer o comprimento que o indivíduo deseja, mantendo a saúde do fio e, em alguns meses, o resultado será um cabelo uniforme, apesar das camadas.

Chapinha e babyliss, como fazer em casa?

“Não faça”, afirma Priscila. Os aparelhos foram criados para serem manuseados no salão. A maioria das pessoas não sabe exatamente quais fatores podem influenciar o uso, como a umidade ou o momento certo de usar ou não, quando é preciso tratar primeiro.

É comum vermos vídeos onde alguém tenta usar e acaba cortando uma parte dos fios fora, provavelmente por estar molhado e acabar “fritando” o cabelo, o que ocasiona a quebra. Deixe esse trabalho para o cabeleireiro.

“50% do cuidado é feito pelo profissional, os outros 50% é o cuidado da pessoa para manter. Isso irá decidir se os tratamentos duram ou não”, constata a especialista.

Muitas vezes, detalhes simples podem fazer grande diferença no cabelo e na vida de quem busca fios saudáveis.

Serviço: Studio Dellas

Priscila Nepomuceno

Cabelereira

9.9835-6576

Ébano Pereira 44, 6 andar, sala 602, Centro, Curitiba, PR.

RESTAURANTE POBRE JUAN CELEBRA O DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, o restaurante Pobre Juan vai oferecer como cortesia na data, tanto no almoço como no jantar, um soft drink de sua seleta carta de bebidas. Será possível escolher entre duas opções sem álcool: Juan Rouge (inspirado no famoso Moulin Rouge, leva frutas vermelhas, flor de hibisco, sucos cítricos, canela, manjericão, gengibre e gotas de tabasco) ou o Soft Breeze (tangerina, cardamomo e manga). Junto com os drinks virá ainda uma surpresa: frases (mensagens) de quatro mulheres fortes e que impactaram gerações e sociedades: Madre Teresa de Calcutá, Oprah Winfrey, Coco Chanel e Michelle Obama.

Sobre o Pobre Juan
Inspirado nas típicas casas argentinas, o restaurante Pobre Juan é uma das mais conceituadas casas de carnes no país e ficou famoso por sua parrilla (grelha argentina) premium, cortes de carnes nobres especialmente selecionados, excelência na carta de vinhos e seu ofurô de cervejas.

Para garantir a qualidade dos cortes Pobre Juan, a marca monitora cada etapa. Tudo começa com a seleção dos animais, passando pelo acompanhamento de sua alimentação, até o porcionamento em cortes exclusivos e controle total do processo de maturação. Apenas as peças selecionadas chegam às casas no período ideal e já prontas para o preparo.

O Pobre Juan surgiu em 2004, com o restaurante da Vila Olímpia, em São Paulo, a partir do desejo de um grupo de amigos em saborear boas carnes assadas na grelha, em um ambiente agradável e confortável. Atualmente, o grupo possui 12 casas no Brasil, nas cidades de São Paulo, Alphaville, Campinas, Rio de Janeiro, Curitiba, Goiânia, Brasília, Recife e a recém-inaugurada, em Minas Gerais.