Teatro Guairinha recebe “Quando eu for mãe quero amar deste jeito” com Vera Fischer

A peça ainda traz no elenco Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch. O texto é de Eduardo Bakr e direção de Tadeu Aguiar
Nos dias 3, 4 e 5 de junho, o Teatro Guairinha recebe “Quando eu for mãe quero amar deste jeito”, pela escrita por Eduardo Bakr com direção de Tadeu Aguiar. O espetáculo marca o retorno de Vera Fischer ao palco depois de 4 anos. Ao mesmo tempo completa 55 anos de carreira. No elenco ainda estão Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch.

“A peça coloca uma lente de aumento sobre sentimentos e sensações de cada um dos personagens. Destaco no texto o exagero sobre os pensamentos, desejos e motivações”, conta o autor Eduardo Bakr.

Vera Fischer é dona Dulce Carmona, uma septuagenária que recebe a notícia de que seu único filho, Lauro (Mouhamed Harfouch), vai se casar com uma mulher que ela não conhece (Larissa Maciel). A partir daí, a comédia mostra a luta de uma mãe obcecada para dar ao filho um futuro digno de sua “classe social”. A aristocrática Dona Dulce Carmona entra numa guerra com a noiva do filho para manter a imagem da família.

Conhecido pela direção de grandes musicais, Tadeu Aguiar completa 42 anos de carreira encenando uma comédia ácida. “Além do amor materno, há outros amores permeando a peça: o amor do filho pela mãe, do homem pela mulher, da mulher pelo homem, e, até, pelos filhos que poderão vir. “Quando eu for mãe quero amar desse jeito” mostra um pouco desse amor atávico, mais forte do que a gente”, detalha. Tadeu, também diretor do musical “A cor púrpura”, com mais de 70 prêmios.

“Quando eu for mãe quero amar desse jeito” reúne três atores com trajetórias bem diferentes. Recém-completados 70 anos, Vera Fischer diz que ama fazer teatro e trabalhar: “Minha vida não faz sentido sem trabalho. Eu preciso do trabalho. Sou independente. Quero trabalhar até meus 100 anos, quero fazer uma festa maior e melhor do que a dos meus 50! É isso! Eu sou daquele tipo de pessoa que todos os dias comemora a vida!". Larissa Maciel, lembrada até hoje pela interpretação da cantora Maysa na série da TV Globo, diz que sua personagem vai se revelando aos poucos. “O público terá que decifrá-la. Estou trabalhando com a Vera Fischer pela primeira vez, e pela segunda com o Mouhamed. Nosso trio teve sinergia desde a primeira leitura e temos nos divertido muito em cena”, revela Maciel. “Passa um filme na minha cabeça. A saudade do teatro era tanta antes dos ensaios, que quando o cenário chegou, parei e fui correndo brincar com os objetos de cena”, diz Mouhamed Harfouch.

O figurino de Dani Vidal e Ney Madeira busca acentuar a personalidade dos personagens, oferecendo apoio a suas transformações ao longo do espetáculo. Uma paleta que vai do tom nude ao bordô intenso, marca a trajetória de Carmona, sendo utilizada a mesma paleta em gradação inversa para Gardênia. “Desta forma, buscamos posicionar gradativamente a noiva e futura esposa de Lauro, no lugar em que encontra Carmona, inicialmente”, conta Dani Vidal. “Lauro se mantém em posição intermediária, mediando as duas intensas e queridas mulheres, marcado em tons de azul. Um contraste surpreendente será revelado na cena de casamento de Gardênia e Lauro, identificando os desejos reais das duas mulheres de sua vida”, especifica Ney Madeira.

O cenário de Natália Lana ambienta o espetáculo em uma casa aristocrática com certa decadência. “Apesar de à primeira vista termos um cenário realista, buscamos quebras e cortes que simbolizam a força da relação entre estas duas mulheres que não medem esforços para atingir seus objetivos. Optamos pela paleta de cores carregada no dourado e vermelho para enfatizar ainda mais esta força”, afirma Natália. A luz de Daniela Sanchez pretende manter a atmosfera de tensão constante. Com a luz é possível manipular quase que imperceptivelmente, através dos diferentes ângulos e recortes, as mudanças de cenas, num clima de mistério e suspense. Isso, sem perder a lado do humor ácido que a peça proporciona. A trilha sonora de Liliane Secco será toda original. ”Faço uso de instrumentos virtuais, recurso que dispensa a participação de músicos ao vivo”, finaliza Secco.

FICHA TÉCNICA
Texto: Eduardo Bakr
Direção: Tadeu Aguiar
Elenco: Vera Fischer, Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch
Cenário: Natália Lana
Figurino: Ney Madeira e Dani Vidal
Desenho de luz: Daniela Sanchez
Trilha sonora original: Liliane Secco
Assistência de direção: Flavia Rinaldi
Produção Executiva: Edgard Jordão
Coordenação de produção: Norma Thiré

Serviço
“Quando eu for mãe quero amar desse jeito”
Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 80 minutos
Data: 03, 04 e 05 de Junho | Sexta e Sábado às 21h e Domingo às 18h
Local: Teatro Guairinha – Rua XV de Novembro, s/n - Centro | Curitiba - PR
Telefone: (51) 3227.510 | 3227.5300
Vendas Online: www.ticketfacil.com.br
Bilheteria: CCTG - Centro Cultural Teatro Guaíra
Rua Conselheiro Laurindo, s/n - Centro, Curitiba – PR
Horário: Segunda à Sexta das 12h às 18h
Valores Ingressos
Balcão: Inteira – R$ 90,00 | Meia-entrada: R$ 45,00
Plateia: Inteira – R$ 140,00 | Meia-entrada: R$ 70,00
Descontos: consulte os descontos legais no site da ticketeira

MCA ConcertsDona do sucesso “Suddenly I See”, KT Tunstall retorna a Curitiba

Em turnê pelo Brasil, cantora se apresentará no palco da Ópera de Arame. Os ingressos estão à venda a partir de R$ 140

Três anos após sua última visita, onde se apresentou em três capitais, KT TUNSTALL retorna a Curitiba, no domingo, dia 05 de junho, na Ópera de Arame. Os ingressos estão à venda pelo site da Symmpla, a partir de R$ 140. O show na capital tem a produção das produtoras MCA Concerts e W+ Entertainment.

Além da capital paranaense, a cantora, compositora e multi-instrumentista britânica se apresenta também em São Paulo no dia 01, quarta-feira, ao lado de Joss Stone no Espaço das Américas e em Porto Alegre no dia 03, sexta-feira, no Teatro do Bourbon Country.

A artista ganhou atenção do público em 2004, quando lançou o aclamado "Eye To The Telescope", seu disco de estreia e que vendeu mais de 5 milhões de cópias ao redor do mundo. Do trabalho, saíram os sucessos: "Black Horse & The Cherry Tree", "Other Side Of The World" e a otimista "Suddenly I See", que caiu no gosto do povo, virou presença fácil nas rádios brasileiras e foi a canção carro-chefe do filme "O Diabo Veste Prada", comédia protagonizada por Meryl Streep e Anne Hathaway. No Brasil, a música ganhou ainda mais espaço ao fazer parte da trilha sonora da novela "Belíssima", da Rede Globo e também por ser a trilha de um comercial de uma operadora de telefonia celular.

Serviço – KT Tunstall em Curitiba

Quando: 05 de junho de 2022 (domingo)

Local: Ópera de Arame (Rua João Gava, 920)

Horário: Abertura dos Portões às 19h30 / Horário do show às 20h30

Ingressos: R$ 140,00 (meia-entrada) e R$ 320,00 (inteira); de acordo com o setor e modalidade escolhidos

VIP + M&T: R$ 320,00 – ESGOTADO

PLATEIA: R$ 140,00 (meia-entrada) e R$ 280,00 (inteira)

CAMAROTE: R$ 130,00 (meia-entrada) e R$ 260,00 (inteira)

Vendas: Sympla (https://bit.ly/KTTunstallCWB)

Forma de pagamento: Cartão de Débito | PIX | Cartão de Crédito em até 12x

Classificação Etária: Livre - Maiores de 14 anos podem entrar desacompanhados

Realização: MCA Concerts e W+ Entertainment

GRUPO LANTERI RETOMA ENSAIOS DA PAIXÃO DE CRISTO E CONVOCA NOVOS VOLUNTÁRIOS

Espetáculo será apresentado no feriado de Corpus Christi, 16 de junho, em Araucária.

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=245732&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CSJ0PR22MB3525F306A206D29A7EE59511A1D69%2540SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CSJ0PR22MB3525F306A206D29A7EE59511A1D69%40SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%3E-1.1.2
Foto: Reinaldo Reginato

A encenação da Paixão de Cristo, tradicionalmente apresentada na Sexta-Feira Santa, este ano será apresentada em nova data, no feriado de Corpus Christi, dia 16 de junho, às 19h, no Parque Cachoeira, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Os ensaios serão retomados neste fim de semana, dia 29 de maio (domingo), às 14h30. Qualquer pessoa interessada pode comparecer para participar como voluntária. Não precisa de inscrição, basta se apresentar no local: CEEP- Curitiba / Centro Estadual de Educação Profissional de Curitiba), na Rua Frederico Maurer, 3015 - Boqueirão.
As datas dos próximos ensaios no CEEP são: 4 de junho (sábado/18h30); 5 de junho (domingo/14h30); 11 de junho (sábado/18h30). No dia 12 de junho (domingo) o ensaio será no local da apresentação, no Parque Cachoeira (Araucária), a partir das 13h.
“Tivemos que transferir a data para poder viabilizar a produção, por conta da pandemia o espetáculo não é apresentado desde 2020. O feriado de Corpus Christi foi escolhido por ser uma data significativa para os cristãos. Será emocionante voltar com a Paixão, estamos empolgados com o retorno dos ensaios”, conta Edson Martins, diretor de produção do Grupo Lanteri.
A encenação do grupo é a segunda maior, ao ar livre, do Brasil, envolve cerca de 1.200 mil voluntários entre atores, técnica e produção e atrai um público superior a 20 mil pessoas. Este ano será a 43ª montagem da peça que teve início na Vila São Paulo/Uberaba, em Curitiba, no ano de 1978.

Sobre o Grupo Lanteri
O Instituto Lanteri há mais de 40 anos ocupa lugar de destaque no cenário cultural de Curitiba pela qualidade do seu trabalho e de suas propostas inusitadas, levando cultura à grande massa popular. Desde sua origem, o grupo mantém como característica principal “o teatro feito pelo povo para o povo”. Seus integrantes são voluntários, pessoas de todas as idades, religiões e classes sociais. A qualidade artística oferecida pelo grupo e a dedicação de seus inúmeros participantes cria uma relação íntima entre espectador e espetáculo, fato que se repete todos os anos. E esta identificação público-espetáculo atrai sempre novos integrantes.

Cônsul da Espanha é convidada especial de Concerto Espanhol da Orquestra Ladies Ensemble

A cônsul honorária da Espanha em Curitiba Blanca Hernando Barco fará um solo de dança e castanholas na apresentação do próximo fim de semana da Orquestra Ladies Ensemble, no Auditório Regina Casillo. As apresentações acontecem na sexta (27), às 20h e sábado (28), às 17h.
“O trabalho das Ladies é inspirador. Quando recebi o convite para participar hesitei, tive medo, afinal não sou musicista, sou folclorista. Mas pensei: vou perder essa oportunidade de tocar ao lado das Ladies?”, conta Blanca. “Esse momento será único na minha vida”, completa.
Filha de emigrantes espanhóis, Blanca dança desde criança os folclores aragonês e flamenco. “Fui criada no Centro Espanhol do Paraná, meus pais gostavam de ver suas tradições mantidas nas festas que eram celebradas lá. O objetivo sempre foi manter nossas tradições. Com o tempo fomos aprimorando a técnica e hoje temos um dos melhores grupos de flamenco do Brasil, dirigido por Aurelio Baggio”, diz
Blanca vai solar no Fandango do quarteto in D, de Boccherini, obra nunca executada na cidade. Outro destaque do Concerto Sinfônico Repertório Espanhol será a violonista convidada Luciana Lozada. Será a primeira vez de Luciana tocando com uma orquestra. A regência será do maestro venezuelano Roberto Ramos e a realização é do Solar do Rosário.

Serviço
Ladies Ensemble – Concerto Sinfônico Repertório Espanhol
Datas: 27 e 28 de maio de 2022
Horário: Sexta às 20h | Sábado às 17h
Local: Auditório Regina Casillo - Rua Lourenço Pinto, 500, Centro, Curitiba – PR
Ingressos: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia)
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 / https://www.diskingressos.com.br/

Estacionamento gratuito no local

Crédito das fotos: Bruno Covello

Sandy volta aos palcos e anuncia show em Curitiba

Após hiato de 3 anos, a cantora sairá em uma nova turnê nacional, com passagem pela capital paranaense no dia 24 de setembro, no ExpoUnimed. Ingressos começam a ser vendidos na próxima quarta-feira (01)

CURITIBA, 25/05/2022 – Com uma carreira sólida de mais de 30 anos de estrada, Sandy é sem dúvida uma das mais consagradas vozes da sua geração. Seguida por uma legião de fãs fiéis e com talento e qualidade musical incontestáveis, a cantora se consolidou como uma das mais aclamadas artistas brasileiras da história. Retomando a carreira solo após uma pausa para se dedicar ao projeto “Nossa História”, ao lado de seu irmão, Junior, que arrastou multidões em todo o Brasil durante o ano de 2019, Sandy acaba de anunciar a “Tour Sandy 2022”, que marcará a volta da artista aos palcos depois da pandemia.

Com um público cativo, apaixonado pelos trabalhos da artista, a cidade de Curitiba (PR) não poderia ficar de fora da turnê. A “Tour Sandy 2022” vai desembarcar na capital paranaense no próximo dia 24 de setembro, com apresentação única na ExpoUnimed. O show vai reunir o vasto repertório de sucessos de Sandy, em uma atmosfera intimista que a deixa o mais próxima possível da plateia, característica que se transformou em uma das principais marcas de suas apresentações solo ao vivo.

Idealizado artisticamente pela própria cantora, o espetáculo une sua voz inconfundível a um cenário cuidadosamente pensado para um fascinante desenho de luz e sonoridade impecável. Com direção musical de Lucas Lima, esposo de Sandy, o setlist inclui uma seleção certeira que traz canções que passam por todas as fazes da trajetória musical de Sandy, com destaque para as músicas “Me espera”, “Aquela dos 30”, “Respirar”, “Pra me refazer” e “Pés cansados”, que prometem contagiar a plateia. É lógico que o show trará, também, hits infalíveis da época de Sandy & Junior.

A “Tour Sandy 2022”, da cantora Sandy, passará por Curitiba no próximo dia 24 de setembro, em única apresentação no ExpoUnimed Curitiba (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – anexo a Universidade Positivo), a partir das 21h. Os ingressos estarão disponíveis a partir das 12h da próxima quarta-feira, dia 01 de junho. Os canais de vendas e os valores serão divulgados nos próximos dias no perfil oficial da CWB Brasil, produtora local do show, no Instagram (@cwbbrasil).

As meninas do Rio têm encontro marcado no Teatro do Sesi

Show com Ninah Jo, Clarisse Grova, Fhernanda Fernandes, Alba Lírio e Dilma de Oliveira tem direção do compositor Paulo César Feital e a direção musical é de Pedro Braga
As vozes de Ninah Jo, Clarisse Grova, Fhernanda Fernandes, Alba Lírio e Dilma de Oliveira, que participaram da edição do The Voice+ deste ano, se encontram em show no dia 26 de maio, no Teatro Firjan Sesi, no centro do Rio de Janeiro.

O show “As Vozes – Meninas do Rio” tem direção do compositor Paulo César Feital e a direção musical é de Pedro Braga. No repertório serão incluídas composições que as cantoras interpretaram no programa.

Ninah Jo

Paranaense de nascimento e carioca de coração desde 1982, Ninah Jo tem um CD solo “Caminhos de Mim”, gravado com grupo de músicos da mais alta competência, sob a batuta do violonista e arranjador Pedro Braga, além das participações especiais de Jorge Vercillo e dos maestros Wagner Tiso e Jacques Morelenbaum.

A música “Meu Cordel”, de autoria de Ninha Jo em parceria com Paulo Cesar Feital, foi premiada no 2º Prêmio Grão de Música, que valoriza compositores, intérpretes e instrumentistas da música brasileira, de diferentes gerações.

Em 2015, gravou uma música para o CD “Deus no Esconderijo do Verso” do Padre Fabio de Melo, juntamente com Nana Caymmi, Elba Ramalho, Fafá de Belém, Fagner e Zeca Pagodinho.

Serviço

Show “As Vozes – Meninas do Rio”

Dia: 26 de maio, às 19h

Local: Teatro Firjan SESI Centro (Av. Graça Aranha, 1)

Ingressos: R$ 40,00 (plateia) à venda em: https://bileto.sympla.com.br/event/73020

ESPETÁCULO CONTOS ENCERRA TEMPORADA EM CURITIBA NO MINIAUDITÓRIO DO TEATRO GUAÍRA NESTE FIM DE SEMANA

Cia Ilimitada faz as últimas apresentações neste sábado e domingo (28 e 29 de maio), às 19h. Ingresso gratuito

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=245689&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CSJ0PR22MB35253A268922EE711712536BA1D79%2540SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CSJ0PR22MB35253A268922EE711712536BA1D79%40SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%3E-1.1.2
Foto: Maringas Maciel

Contos, uma remontagem da Cia Ilimitada com direção e dramaturgia de Marcio Juliano e direção musical de Sérgio Albach, que integra música, teatro e contação de histórias encerra neste fim de semana a circulação por teatros de Curitiba. As últimas apresentações serão neste sábado e domingo, 28 e 29 de maio, às 19h, no Miniauditório do Teatro Guaíra. A entrada é gratuita.

O espetáculo reúne atores e músicos da Orquestra à Base de Sopro que se alternam entre narradores e personagens para narrar histórias construídas a partir de contos da tradição oral. A música é executada ao vivo. “Essas histórias não são contadas somente pelas palavras, pelo texto, por atores, mas também pela música, sons, silêncio e, principalmente, pelas imagens que se constroem no imaginário da plateia. Contos exige a participação ativa do público. Nós apenas preparamos o ambiente e oferecemos tempo e espaço, é um trabalho que carrega simplicidade, por isso exige uma entrega verdadeira e sincera dos artistas”, conta o diretor Marcio Juliano.

Fazem parte do elenco: Glaucia Domingos, Marcel Malê, Marcio Juliano e os músicos: Sérgio Albach, Luís Rolim e Davi Sartori, integrantes da OABS. Nadja Naira (cia brasileira de teatro) assina a luz e divide a assistência de direção com Mônica Infante que também é responsável pela preparação corporal. As composições feitas especialmente para o trabalho são de Davi Sartori, Sérgio Albach e Gilson Fukushima.

A classificação indicativa do trabalho é livre, pode ser visto por toda a família.

A Pele da Alma é um dos contos, se passa em uma terra gelada à beira mar e narra o encontro e desencontro de um solitário homem com a mulher foca, abrindo espaço para a discussão sobre a essência feminina e a busca pelo resgate da natureza instintiva.

O Comprador de Sonhos, o outro conto, nos apresenta Kanhru, indígena brasileiro, trabalhador braçal, sem-terra, que ao comprar um sonho, planta uma semente que transforma a realidade da sua comunidade.

Este projeto é uma realização da Cia Ilimitada e foi incentivado pelo EBANX por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Ficha Técnica

Direção e Dramaturgia: Marcio Juliano

Direção Musical: Sérgio Albach

Composições: Davi Sartori, Sérgio Albach e Gilson Fukushima

Elenco: Glaucia Domingos, Marcel Malê, Marcio Juliano, Sérgio Albach, Luís Rolim e Davi Sartori.

Assistência de Direção e Iluminação: Nadja Naira

Assistência de Direção e Preparação Corporal: Mônica Infante

Operação de Luz: Henrique Linhares

Operação de Som: Chico Santarosa

Produção Executiva: Marcos Trindade

Assistência de Produção: Vinícius Jardim

Assessoria de Imprensa e Comunicação: Glaucia Domingos

Mídias Sociais: Vanessa Brollo

Design Gráfico: Adriana Alegria

Fotografia: Maringas Maciel

Produção e Realização: Cia Ilimitada

SERVIÇO:

Espetáculo CONTOS

Onde: Miniauditório do Teatro Guaíra

Quando: 28 e 29 de maio (sábado e domingo)

Que horas: às 19h

Endereço: Amintas de Barros/Centro

Ingresso: gratuito

Capacidade: 104 lugares

Classificação: Livre

Duração:60 minutos

Realização: Cia Ilimitada

CONTATOS:

Produção

Marcio Juliano da Silva

marciojulianocontato@gmail.com

41 99902-5147

ENCUENTROS traz a Curitiba programação internacional de arte contemporânea e propõe intercâmbio latino-americano

De 30 de maio a 11 de junho Curitiba será palco da “ENCUENTROS | ações de diálogo em dança Curitiba - Bogotá”. Ao todo vinte artistas do Brasil e da Colômbia vão apresentar espetáculos, performances e trabalhos em processo ao público. Serão quinze trabalhos de repertório, quatro oficinas, uma residência artística além de diálogos mediados sobre arte contemporânea. Nessas duas semanas também haverá espaço para encontros festivos e para que esse intercâmbio latino-americano ocorra livremente. A participação em todas as atividades é gratuita e para as oficinas é preciso fazer inscrição pelo Sympla.

“É mais do que apenas uma mostra de arte contemporânea. É uma proposta de encontro criativo entre artistas de Curitiba e de Bogotá”, afirma Mariana Mello, idealizadora e coordenadora artística. "É a primeira edição do que vemos como uma plataforma para o desenvolvimento de redes profissionais e afetivas. E que conectem artistas de Curitiba e da América Latina no âmbito das artes cênicas e performativas”, completa.

Prevista para antes da pandemia, a programação presencial está confirmada depois de dois anos de suspensão. As idealizadoras acreditam que se tornou ainda mais importante realizar este evento e proporcionar uma programação presencial para artistas e público depois deste período. “Convidamos todes que se interessam em entrar em diálogo e abrir-se aos encontros para construir coletivamente um espaço de trocas e de celebração da alteridade. E prepare o portuñol, que será o idioma mais falado durante o evento”, diz Cindy Napoli, idealizadora e coordenadora de produção..

ARTISTAS

_srRHYBXxb0JtE87qXLtoiqptijFRB9GpuuP78QdVwL2ufYSvS5cskD1XCujNyLAKrmbQdMc_B0y9iKtltrOb0jfFVHOsGE7kFBlJuFeWJo0wrhMQAoCA8FkheiB_1zsx4ZjynRSlD1l15HOlA
Cena do espetáculo “Vilosidade” da brasileira Lívea Castro (Foto: Cayo Vieira)

Os trabalhos que integram a programação foram selecionados através de convocatória pública. Do Brasil participam Ailén Scandurra, Bernardo Stumpf, Bia Figueiredo, Lívea Castro, Patrícia Cipriano, Rubia Romani, Siamese e Vitória Gabarda. E da Colômbia Paola Correa, Margarita Roa Vargas, La Resistencia Colectivo de Artistas, Jenny Ocampo, La Compañía, Tika Michel e Tapioca.

O artista Francisco Mallmann, vai atuar como provocador de diálogos entre artistas e público. Ele também fará registros ao longo do evento que estarão em uma publicação, na qual também constarão os olhares da fotógrafa Elenize Dezgeniski e da artista visual Thalita Sejanes. A curadoria da programação é do artista e produtor cultural Augusto Ribeiro e da criadora e pesquisadora cênica colombiana Eloisa Jaramillo.

ENCUENTROS é realizado através do Profice, o Programa de Apoio e Incentivo à Cultura do Estado do Paraná e tem o apoio da Havan. A participação em todas as ações é gratuita e em alguns casos é preciso fazer reserva antecipada pelo Sympla.

SERVIÇO
ENCUENTROS - ações de diálogo em dança
de 30 de maio a 11 de junho de 2022 em Curitiba/PR

Programação e mais informações: www.encuentros.art
Instagram e Facebook @encuentros.art
Inscrição para oficinas: sympla.com.br/encuentros

Locais:
> Casa Hoffmann (R. Dr. Claudino dos Santos, 58 - São Francisco)
> Alfaiataria Espaço de Artes (R. Riachuelo, 274 - Centro)
> Casa Quatro Ventos (R. da Paz, 51 - Centro)

> Ingressos gratuitos, distribuídos 1 hora antes no local de cada ação.
> As inscrições para as oficinas são antecipadas via sympla.com.br/encuentros.

COMPLETANDO 55 ANOS DE CARREIRA, VERA FISCHER, DEPOIS DE 4 ANOS, RETORNA À CENA, COM TEXTO INÉDITO DE EDUARDO BAKR E DIREÇÃO DO PREMIADO TADEU AGUIAR.

QUANDO EU FOR MÃE QUERO AMAR DESTE JEITO, estreou no Sesc Copacabana, no Rio de janeiro, no dia 02 de fevereiro de 2022. Seguiu depois para o Teatro Clara Nunes, Rj, onde esteve em cartaz até final de abril.
Segue a partir de junho em turnê pelo país e passará por Porto Alegre em Curtíssima Temporada nos dias 10, 11 e 12 de junho no Theatro São Pedro
Crédito Foto: Carlos Costa
Link para fotos em alta: https://1drv.ms/u/s!AktSjTasHDM_yieUJdMy-
RAWWbjq?e=pywBPM
“A peça coloca uma lente de aumento sobre sentimentos e sensações de cada um dos personagens. Destaco no texto o exagero sobre os pensamentos, desejos e motivações”, conta o autor Eduardo Bakr.
Vera Fischer é dona Dulce Carmona, uma septuagenária que recebe a notícia de que seu único filho, Lauro (Mouhamed Harfouch), vai se casar com uma mulher que ela não conhece (Larissa Maciel). A partir daí, a comédia mostra a luta de uma mãe obcecada para dar ao filho um futuro digno de sua “classe social”. A aristocrática Dona Dulce Carmona entra numa guerra com a noiva do filho para manter a imagem da família.

Conhecido pela direção de grandes musicais, Tadeu Aguiar completa 42 anos de carreira encenando uma comédia ácida. “Além do amor materno, há outros amores permeando a peça: o amor do filho pela mãe, do homem pela mulher, da mulher pelo homem, e, até, pelos filhos que poderão vir.
Quando Eu For Mãe Quero Amar Desse Jeito mostra um pouco desse amor atávico, mais forte do que a gente”, detalha Tadeu, também diretor do musical A COR PÚRPURA, com mais de 70 prêmios.
Quando Eu For Mãe Quero Amar Desse Jeito reúne três atores com trajetórias bem diferentes. Recém completados 70 anos, Vera Fischer diz que ama fazer teatro e trabalhar: “Minha vida não faz sentido sem trabalho.Eu preciso do trabalho. Sou independente. Quero trabalhar até meus 100 anos, quero fazer uma festa maior e melhor do que a dos meus 50! É isso! Eu sou daquele tipo de pessoa que todos os dias comemora a vida!". LarissaMaciel, lembrada até hoje pela interpretação da cantora Maysa na série da TV Globo, diz que sua personagem vai se revelando aos poucos. “O público terá que decifrá-la. Estou trabalhando com a Vera Fischer pela primeira vez, e pela segundacom o Mouhamed. Nosso trio teve sinergia desde a primeira leitura e temos nos divertido muito em cena”, revela Maciel. “Passa um filme na minha cabeça. A saudade do teatro era tanta antes dos ensaios, que quando o cenário chegou, parei e fui correndo brincar com os objetos de cena”, diz Mouhamed Harfouch.
O figurino de Dani Vidal e Ney Madeira busca acentuar a personalidade dos personagens, oferecendo apoio a suas transformações ao longo do espetáculo. Uma paleta que vai do tom nude ao bordô intenso, marca a trajetória de Carmona, sendo utilizada a mesma paleta em gradação inversa para Gardênia. “Desta forma, buscamos posicionar gradativamente a noiva e futura esposa de Lauro, no lugar em que encontra Carmona, inicialmente”, conta Dani Vidal. “Lauro se mantém em posição intermediária, mediando as duas intensas e queridas mulheres, marcado em tons de azul. Um contraste surpreendente será revelado na cena de casamento de Gardênia e Lauro, identificando os desejos reais das duas mulheres de sua vida”, especifica Ney Madeira.
O cenário de Natália Lana ambienta o espetáculo em uma casa aristocrática com certa decadência. “Apesar de à primeira vista termos um cenário realista, buscamos quebras e cortes que simbolizam a força da relação entre estas duas mulheres que não medem esforços para atingir seus objetivos. Optamos pela paleta de cores carregada no dourado e vermelho para enfatizar ainda mais esta força”, afirma Natália. A luz de Daniela Sanchez pretende manter a atmosfera de tensão constante. Com a luz é possível manipular quase que imperceptivelmente, através dos diferentes ângulos e recortes, as mudanças de cenas, num clima de mistério e suspense. Isso, sem perder a lado do humor ácido que a peça proporciona. A trilha sonora de Liliane Secco será toda original. ”Faço uso de instrumentos virtuais, recurso que dispensa a participação de músicos ao vivo”, finaliza Secco.

FICHA TÉCNICA
Texto: Eduardo Bakr
Direção: Tadeu Aguiar
Elenco: Vera Fischer, Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch Cenário: Natália Lana
Figurino: Ney Madeira e Dani Vidal
Desenho de luz: Daniela Sanchez
Trilha sonora original: Liliane Secco
Assistência de direção: Flavia Rinaldi
Produção Executiva: Edgard Jordão
Coordenação de produção: Norma Thiré
SERVIÇO
QUANDO EU FOR MÃE QUERO AMAR DESSE JEITO Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 80 minutos
Data: 03, 04 e 05 de Junho | Sexta e Sábado às 21h e Domingo às 18h Local: Teatro Guairinha – Rua XV de Novembro, s/n - Centro | Curitiba - PR Telefone: (51) 3227.510 | 3227.5300
Vendas Online: www.ticketfacil.com.br
Valores Ingressos
Balcão: Inteira – R$ 90,00 | Meia-entrada: R$ 45,00 Plateia: Inteira – R$ 140,00 | Meia-entrada: R$ 70,00
Descontos:
Consulte os descontos legais no site da ticketeira.

O rock e suas vertentes no palco do Jokers

Uma semana que o rock é a estrela da programação no Jokers (R. São Francisco, 164 – Centro Histórico). A casa mais eclética de Curitiba também traz outras opções musicais. Na terça, a música celta é tradição, desta vez com o show do grupo Hybrazil com músicas típicas do folclore celta e seus agregados. Na quarta tem o trio Jazz Flamenco que promove uma mistura de ritmos. A partir de quinta o rock ganha o palco com o trio Double SHot que faz versões de grandes clássicos do rockabilly. Na sexta, Kadu Lambach – o primeiro guitarrista da banda Legião Urbana – faz o show Origem Legião. E fechando a semana, no sábado, teremos Electric Mob – banda curitibana de hard rock nacional. Na abertura quem se apresenta é a banda Landfall.
Conhecida por abrigar vários gêneros musicais – a tradicional casa noturna de Curitiba comemora este ano 21 anos de atividade, e apresenta uma variedade de atrações tanto no salão principal quanto no seu palco principal. Os lugares são limitados, com reservas antecipadas pelo telefone (41) 3324-2351.
A abertura do Jokers é às 18h, de segunda a sexta-feira, e às 21h nos sábados, com os shows iniciando às 19h30. A casa oferece o Happy Jokers das 18h. até as 20h30 com mais de 100 produtos com 50% de desconto. De quinta a sábado o cliente pode utilizar o estacionamento Gralha Azul – ao lado do Jokers que fica aberto durante o funcionamento da casa.
Confira a programação até o dia 28 DE MAIO:

TERÇA 24 MAIO, 20 horas– Terça Celta. Trio HYBrazyl - Músicas típicas do folclore celta e seus agregados. Ingressos R$10 – a partir das 20 horas.

QUARTA 25 MAIO, 20 horas – Jazz Flamenco- mistura de ritmos, conduzido pelo trio Daniel argolo, Murillo da Rós e Neil Rangel. Ingressos R$10 - a partir das 20 horas.

QUINTA 26 MAIO, 20 horas– Double SHot - trio liderado por Ademir (ovos Presley) trazendo todo seu estilo cru de interpretar clássicos do rock. O Double Shot surgiu com a ânsia de fazer um tributo aos grandes mestres da gloriosa década de 50, fazendo versões de grandes clássicos do rockabilly. Ingressos R$10 – a partir das 20 horas.

SEXTA 27 MAIO, 20 horas– Origem Legião – show com o músico curitibano Kadu Lambach e sua banda. Kadu foi o primeiro guitarrista da Legião Urbana. Ingressos R$20 – a partir das 20 horas.

SÁBADO 28 MAIO, 21 horas – Electric Mob – Show com a banda curitibana que colocou o hard rock nacional. Abertura com a banda Landfall. R$30 (antecipado) – a partir das 20 horas.

Jokers – R. São Francisco, 164 – Centro Histórico
Reservas e informações: (41) 3324-2351. www.jokers.com.br
Atenção: de quinta a sábado o estacionamento Gralha Azul - ao lado do Jokers estará atendendo durante o funcionamento da casa – R$20 o período.

MCA ConcertsDire Straits Legacy se apresenta em Curitiba nesta quarta (25)

Banda se apresenta no palco do Teatro Positivo. Os ingressos já estão à venda a partir de R$ 140

No primeiro semestre, a Dire Straits Legacy volta a América do Sul com seu novo show, comemorando os 45 anos de uma das maiores bandas de todos os tempos. Em Curitiba, o grupo chega nesta quarta-feira, 25 de maio, para única apresentação no palco do Teatro Positivo, às 21h. Os ingressos estão à venda, pelo Disk Ingressos, a partir de R$ 140. A produção é assinada pela produtora MCA Concerts.

DIRE STRAITS LEGACY traz um show único e emocional, que revive a inesquecível e mágica atmosfera da banda britânica formada na década de 1970.

"Money for Nothing", "So Far Away", "Sultans of Swing", "Walk of Life", "Romeo and Juliet" e muitas outras canções memoráveis interpretadas ao vivo por Alan Clark (teclados), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (sax), Marco Caviglia (voz e guitarra), Primiano Dibiase (teclados), Jack Sonni (guitarra), John Giblin (baixo) e Cristiano Micalizzi (bateria).

Além de Curitiba, a banda se apresenta em Manaus, Belém, Fortaleza, Aracaju, Porto Alegre, Balneário Camboriú, Florianópolis, Goiânia, São Paulo e Vitória.

Sobre Dire Straits Legacy

DIRE STRAITS LEGACY é um projeto em permanente evolução e, afastando-se do clichê de reunião ou banda tributo, mantém viva a memória de canções atemporais, como "Romeo and Juliet", "Sultans of Swing","Money for Nothing","Tunnel of Love", "Walk of Life", "When It Comes to You", "You and Your Friend", "On Every Street", do primeiro álbum Wild West End, e muitos outros hits.

Muitos membros do Dire Straits se juntaram ao projeto durante esses anos, mas, em 2016, Alan Clark passou a fazer parte da banda. Clark é o histórico tecladista do Dire Straits de 1980 a 1985. Ao lado de Alan Clark, estão Phil Palmer (direção musical/guitarra/voz), que trabalhou com Dire Straits de 1990 a 1992, e o renomado saxofonista Mel Collins, membro do Dire Straits de 1983 a 1985 e que tocou no famoso Alchemy Live Album e no EP Twisting By The Pool. O guitarrista Jack Sonni participou das gravações e turnê do álbum Brothers in Arms.

O baixista John Giblin gravou e fez turnês com Peter Gabriel, Annie Lennox, Phil Collins e a banda Simple Minds. Os italianos que se juntam à banda são o baterista Cristiano Micalizzi, que já trabalhou com Eros Ramazzotti e Laura Pausini, o guitarrista e vocalista Marco Caviglia e o tecladista Primiano Dibiase.

Serviço – Dire Straits Legacy em Curitiba

Quando: 25 de maio de 2022 (quarta-feira)

Local: Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300)

Horários: abertura da casa às 20h / Show às 21h

Ingressos: os valores variam de R$ 140 a R$ 480, de acordo com o setor e modalidade escolhidos

Vendas: Disk Ingressos

Classificação Etária: 14 anos. Menores de 14 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais

Realização: MCA Concerts

BACKSTREET BOYS ANUNCIAM DATAS NOBRASIL EM 2023 PARA A DNA WORLD TOUR

A VENDA DE INGRESSOS PARA O PÚBLICO EM GERAL COMEÇA NO DIA 27 DE MAIO
CLIENTES ELO TERÃO PRÉ-VENDA EXCLUSIVA A PARTIR DO DIA 25 DE MAIO

O PRIMEIRO EPISÓDIO DA NOVA SÉRIE DOCUMENTAL DA BANDA, MAKING OF THE DNA TOUR, JÁ ESTÁ DISPONÍVEL. CLIQUE AQUI E ASSISTA

A group of men posing for a picture Description automatically generated with medium confidence
Crédito: Dennis Leapold

A 13ª tão aguardada edição do Curitiba Country Festival

Um dos eventos mais importantes, consagrados e tradicionais da música sertaneja e popular do Brasil, traz grandes nomes à capital paranaense como Raça Negra, Zé Felipe, Cabaré (Leonardo e Bruno & Marrone), Luisa Sonza, Munhoz e Mariano, Jorge e Mateus, Irmãos (Alexandre Pires e Seu Jorge), Wesley Safadão, Maiara e Maraísa, entre outros.

Os shows acontecem neste sábado (28/05) e domingo (29/05), no Expotrade Covention Center, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba (RMC).

TEATRO E MÚSICA NA MOSTRA TECER SÃO CHICO

Evento online reúne atrações variadas, inclusive para crianças e pode ser visto no Youtube gratuitamente.
downloadAttachment&Message%5Buid%5D=245490&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CSJ0PR22MB3525B9BFC8F4460BA1817D8FA1D39%2540SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CSJ0PR22MB3525B9BFC8F4460BA1817D8FA1D39%40SJ0PR22MB3525.namprd22.prod.outlook.com%3E-1.1.2

Uma boa dica para estes dias frios é apreciar a arte e a cultura de São Francisco do Sul/SC sem precisar sair de casa, a Mostra Tecer São Chico reúne e exibe gratuitamente espetáculos de teatro e de música no Youtube - Canal Tecer Teatro. As atrações (de São Francisco do Sul e de Curitiba/PR) ficarão disponíveis para acesso até 12 de julho.
A iniciativa é da Tecer Teatro de Curitiba, por meio da atriz e produtora Fabiana Ferreira que se estabeleceu em São Chico e, que tem como objetivo fomentar a arte e a cultura local. “A ideia é também promover o intercâmbio entre artistas de diferentes localidades para levar ao público de São Francisco do Sul espetáculos e ações formativas de qualidade e, especialmente, recomendadas aos alunos da rede pública de ensino, contribuindo para a formação de crianças e jovens. Estamos reunindo artistas experientes com conteúdo e linguagens singulares, bem como representativos da cultura local com qualidade artística e técnica”, conta Fabiana.
Os espetáculos da Mostra foram gravados no Casarão das Palmeiras, patrimônio histórico localizado no centro de São Francisco do Sul.

Confira as atrações:
-Show Caiçara com Banda Kaiçara, mescla a cultura africana do reggae com a cultura hip hop, através do rap e da cultura francisquense. A banda é composta pelos músicos: Piassava, Mario Negreth e Reuel D'Silva. Suas composições sociopolíticas exaltam o meio ambiente e as belezas naturais de São Chico.

-Espetáculo Jardim da Tecer Teatro, de Curitiba -Solo poético para crianças com a atriz Fabiana Ferreira e direção de Cristine Conde. O espetáculo alcança pessoas de todas as idades e conduz o espectador a uma viagem pela existência, contemplando a vida, a passagem do tempo, numa atmosfera de sonho. Aborda questões sobre o viver e o morrer, a partir da natureza, tendo um jardim abstrato como espaço para vivenciar tais processos. Traz como referência o poeta Manoel de Barros, provoca os sentidos, estimula o gosto pela palavra, promove conexões e convida a criança a um mergulho em infinitas possibilidades.

-Espetáculo cênico musical Planeta Lixo com a banda Nave Drassa,de São Francisco do Sul. Por meio das artes cênicas, da performance e das artes visuais seus integrantes multiartistas comunicam com músicas autorais, conteúdos urgentes. Os integrantes são: Fabiana Ferreira (voz, percussão, escaleta e performances); Mario Negreth (voz, percussão, harmônica e performances); Kelwin Grochowicz (violão nylon, violão aço e violão de 12 cordas); Tiago Constante (violoncelo e voz).

-Espetáculo Kaza da Tecer Teatro, de Curitiba, monólogo da atriz Fabiana Ferreira com direção de Cristine Conde. Kaza trata de pessoas em situações de extrema adversidade, que subitamente perdem tudo o que têm, tudo o que construíram, retratando o drama dos refugiados. É sobre ter que partir, sobre perda e, em como sobreviver a essas experiências. O que sobra, quando perdemos tudo?

-Espetáculo Palavras ao Vento do Grupo Gaia, de São Francisco do Sul, um monólogo com direção e atuação de Néia Herivera baseado na obra de Fernando Pessoa. Cosme Aquino assina a cenografia e Luiz Felipe a sonoplastia e figurino.

Visando a acessibilidade, todos os espetáculos da Mostra contam com tradução para libras (parceria com a Fluindo Libras) e com audiodescrição, atendendo tanto pessoas com deficiência auditiva quanto visual.
Além dos espetáculos, a Mostra também oferece oficinas e vivências artísticas, as atividades presenciais serão disponibilizadas gratuitamente aos alunos da rede pública de ensino de São Francisco do Sul. A oficina “Universo Rítmico” com Mario Negreth, visa a criação de instrumentos musicais percussivos feitos com resíduos recicláveis. Já as vivências arte educativas com Fabiana Ferreira e Tiago Constante tem como objetivo despertar nas crianças e nos jovens o interesse pela música e pela dança.
“Esperamos que a Mostra possa incentivar a formação de apreciadores e fazedores de arte e cultura na cidade”, almeja Fabiana.

A Mostra Tecer São Chico é um projeto aprovado na Lei Federal de Incentivo à Cultura com patrocínio da ArcelorMittal Vega, Full Port e Logimodal, e realização do Ministério do Turismo e Tecer Teatro. Apoio: Instituto Babaétoungá.

Sobre a Tecer Teatro
Em seus 18 anos de atividades a Tecer Teatro desenvolve espetáculos, ações formativas, mostras, festivais de artes e produções audiovisuais, realizando um trabalho arte educativo de inclusão, democratização do acesso à arte e fomento da economia criativa, através de seus projetos, em sua maioria de acesso gratuito, muitos deles realizados em cidades pequenas.
Desde que foi criada desenvolve pesquisa em teatro para crianças buscando meios de viabilizar o acesso prioritário de crianças e jovens ao teatro e as atividades culturais.

SERVIÇO:
MOSTRA TECER SÃO CHICO
Data: Até 12 de julho
Local: Canal Tecer Teatro / Youtube : https://www.youtube.com/channel/UCr8Brw9DPpx9aJFwjp4pw1w
Acesso Gratuito
SAIBA MAIS:
http://mostratecersaochico.blogspot.com/

CONTATO
Produção
Fabiana Ferreira
tecerteatro@gmail.com
41 99243 0322

The Ten Tenors se apresenta em Curitiba

“Se você achava que o som de três tenores é impressionante, só espere até você ouvir The Ten Tenors” - New York Times.

Pela primeira vez no Brasil o grupo The Ten Tenors vai apresentar a turnê Love is in the Air em Curitiba, no dia 26 de maio, às 21 horas, no Guairão (Praça Santos Andrade s/nº). Os dez tenores Cameron Barclay, Daniel Belle, Michael Edwards, Keane Fletcher, Nigel Huckle, Nathan Lay, Boyd Owen, JD Smith, Sam Ward e James Watkinson, formam o grupo que já dividiu o palco com artistas como Lionel Richie, Rod Stewart, Andrea Boccelli, Willie Nelson, Alanis Morissette e Christina Aguilera e participou dos mais importantes programas de televisão pelo mundo, tendo lançado até hoje 15 CDS e 4 DVDs. Os ingressos – a partir de R$100 - já estão à venda pelo site do Disk-Ingressos (www.diskingressos.com.br) ou de forma presencial no quiosque do DiskIngressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e na recepção do Hotel Mabu.
Após 25 anos, mais de 2.500 shows ao redor do mundo e mais de 3,5 milhões de ingressos vendidos, o grupo The Ten Tenors prometem um show incrível com muita empatia, qualidade vocal diferenciada e repertório extenso que certamente agradará aos amantes da boa música. O repertório inclui clássicos como: “A Thousand Years”, “Unchained Melody”, “Somebody to Love”, “Love is in the Air” e “Nessun Dorma”.
O jornal The New York Times destacou o surgimento mundial deste novo gênero musical: o classic crossover (crossover clássico), uma denominação atribuída aqueles que “com muita habilidade, fazem transições perfeitas entre árias de ópera e música popular, dando nova leitura a grandes clássicos da música mundial, a músicas pop, rock e até a canções próprias“.
The Ten Tenors, grupo formado em 1995, é um dos grupos percursores deste gênero e reúne dez dos melhores e mais carismáticos tenores do mundo. “Se você achava que o som de três tenores é impressionante, só espere até você ouvir The Ten Tenors” exaltou a crítica do jornal New York Times. Depois de Curitiba, a turnê segue para Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Serviço: The Ten Tenors – Única apresentação da turnê Love in the Air. Dia 26 de maio, quinta-feira, às 21h00, no Guairão (Praça Santos Andrade. s/nº). Preço: R$480 (plateia Premium Vermelha), R$440 (plateia Vip Azul), R$400 (plateia Central Laranja), R$380 (plateia Lateral Amarela) R$340 (1º balcão Roxo), R$260 (1º balcão Verde), R$240 (2º balcão Azul) e R$200 (2º balcão Laranja) + R$10 (dez reais, referente a taxa de conveniência cobrada pelo Disk Ingresso. Duração: 1h30. Classificação indicativa: Livre.
50% de desconto sobre o preço de inteira e não cumulativo com outras promoções ou descontos beneficiados por lei para cartão do Clube do Assinante da GAZETA DO POVO ou Clube DISKINGRESSOS na compra de até dois ingressos válido somente para o titular do cartão.
Ingressos à venda de forma presencial no quiosque do DiskIngressos no Shopping Ventura – Setor Azul (antigo shopping Total) e/ou na recepção do Hotel Mabu. Ou pela internet www.diskingressos.com.br. Na bilheteria do Guairão serão disponibilizados ingressos no dia do show das 10 horas até às 21h30.
FORMAS DE PAGAMENTO: Cartões de crédito (em até 3 parcelas com acréscimo), cartões de débito e Pix. Não serão aceitos cheques.

MEIA-ENTRADA:
IDOSOS: Para pessoas acima de 60 anos, mediante apresentação da Carteira de Identidade, expedida pelo órgão competente, no momento da compra do ingresso e na entrada do evento, conforme Estatuto do Idoso, lei 10.741/2003.

DOADOR DE SANGUE: Para doadores de sangue com carteira comprobatória de doação habitual, conforme Lei Estadual 13.964/2002.

PROFESSORES: Para professores do ensino público e privado mediante a carteira de identificação no ato da compra e apresentada juntamente com a Carteira de Identidade na entrada do evento, conforme Lei Estadual 15.876/2008.

PORTADOR DE CÂNCER: Portadores de câncer, com o devido comprovante, conforme a Lei 18445 de 05/02/2015.

ESTUDANTES, PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E JOVENS DE 15 A 29 ANOS COMPROVADAMENTE CARENTES: Direito a meia-entrada, conforme lei 12.933/2013, e Decreto 8.537 de 2015

Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=cZ6USva8X0g
https://www.youtube.com/watch?v=_PPEz9H347I

Centro Cultural Boqueirão e Teatro Cleon Jacques recebem apresentações gratuitas de “Contos Proibidos de Antropofocus”

Ao todo, são duas exibições em cada espaço, sempre aos sábados e domingos; dias 28 e 29 de maio no Teatro Cleon Jacques e dias 04 e 05 de junho no Centro Cultural Boqueirão

Após reestrear com plateia lotada no Portão Cultural, o espetáculo “Contos Proibidos de Antropofocus” segue sua temporada de circulação por mais dois espaços culturais curitibanos. As apresentações acontecem nos dias 28 e 29 de maio, no Teatro Cleon Jacques, anexo ao Parque São Lourenço, e nos dias 04 e 05 de junho, no Centro Cultural Boqueirão. Aos sábados, as sessões são às 20h e, aos domingos, às 19h, todas com entrada franca. As ações integram o projeto “Contos em todos os cantos - Humor além do Centro”, promovido pelo grupo Antropofocus, através da lei municipal de incentivo à cultura, com o incentivo da Celepar e do Ebanx.

Uma comédia sem diálogo
A comédia apresenta quatro cenas curtas, sem que os atores digam uma palavra sequer. Eles utilizam som, efeitos sonoros e música, mas nenhum diálogo. No elenco, estão os atores do Antropofocus, Anne Celli, Andrei Moscheto, Edran Mariano e Marcelo Rodrigues, e o ator convidado Bruno Lops.

Todas as cenas do espetáculo acontecem em ambientes onde pessoas desconhecidas se encontram, mas raramente iniciam uma conversa: uma marquise num dia de chuva, um banheiro público, dentro de um ônibus. Lugares que parecem absolutamente “normais” mas que, dentro da linguagem do Antropofocus, acabam revelando situações fantásticas.

Como o espetáculo não possui texto, pode ser assistido por pessoas com deficiência auditiva, que têm a oportunidade de acompanhar e aproveitar a apresentação sem a necessidade da presença de intérprete de Libras.

“Contos Proibidos de Antropofocus” é uma das criações de maior sucesso do grupo Antropofocus, com temporadas em cidades como São Paulo, Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro e também em Córdoba, na Argentina, além de participações em importantes festivais de teatro no Brasil.

Além do Palco
A programação também contempla a realização de uma oficina de improvisação em cada núcleo regional da cidade, ofertada gratuitamente para atores e não atores. A atividade foi desenvolvida a partir da pesquisa artística do grupo, e visa promover o autoconhecimento por meio de exercícios teatrais e de criatividade, em que os participantes são, simultaneamente, intérpretes e dramaturgos. As informações de data, horário e local serão divulgadas no site www.antropofocus.com.br e nas redes sociais do grupo - @antropofocus.

Circulando por Curitiba
O projeto “Contos em todos os cantos - Humor além do Centro” propõe a circulação por três espaços culturais fora do eixo central da cidade, no período de abril a junho, apresentando um trabalho teatral de qualidade para compor a programação desses teatros, além de ações exclusivas para jovens de escolas públicas da comunidade.

As duas primeiras apresentações, que aconteceram no início de maio no Portão Cultural, marcaram a retomada presencial do coletivo. Edran Mariano, ator e produtor do grupo, comenta sobre o sucesso de público na reestreia:

"É muito legal ver o público ocupando os espaços culturais da cidade. Nessa primeira temporada da circulação, pudemos perceber que várias pessoas estavam indo pela primeira vez ao teatro. E muitas não conheciam o Portão Cultural como um espaço público que oferece programação de qualidade. Contribuir para a formação de novos públicos e para a difusão dos espaços culturais presentes na cidade, e principalmente fora do eixo central, nos deixa muito felizes”, relata.

O ator Marcelo Rodrigues destaca a emoção de voltar a atuar presencialmente neste momento. “Para nós, poder voltar aos palcos depois de um pouco mais de dois anos, foi uma celebração. Celebrar a arte e a resistência de mãos dadas com todo o grupo que, com muito esforço, fazemos do criar a nossa vida.”, finaliza Marcelo.

Sobre o Antropofocus
O Antropofocus surgiu em outubro de 2000 e tem como premissa artística observar o ser humano e seu comportamento no cotidiano, levando em conta que todas as suas ações podem ser consideradas cômicas, a depender do prisma pela qual é vista. O grupo sempre se propôs a investigar os paradigmas da comédia comercial, as possibilidades cômicas dos signos teatrais e a improvisação como técnica de criação dos espetáculos.

Neste ano em que comemora a conquista de 22 anos de trajetória, o Antropofocus irá celebrar retornando aos palcos e com uma programação intensa, que inclui a circulação do espetáculo “Contos Proibidos de Antropofocus” por espaços culturais de Curitiba e por mais cinco cidades paranaenses e a estreia de uma nova montagem, prevista para acontecer no segundo semestre.

SERVIÇO
“Contos Proibidos de Antropofocus”

Teatro Cleon Jacques
Dias 28 e 29 de maio - sábado, às 20h; domingo, às 19h
Na Rua Mateus Leme, 4700 (anexo ao Parque São Lourenço)
Informações: 41 3313-7190 | 41 99955-9172

Centro Cultural Boqueirão
Dias 04 e 05 de junho - sábado, às 20h; domingo, às 19h
Na Rua José Guercheski, 281 - Boqueirão
Informações: 41 99973-7636 | 41 99955-9172

Entrada gratuita, com retirada de ingresso uma hora antes da apresentação
Classificação Indicativa: 14 anos

Mais informações
Facebook: https://www.facebook.com/antropofocus
Instagram: https://www.instagram.com/antropofocus
Site: https://www.antropofocus.com.br

FICHA TÉCNICA
Elenco: Anne Celli, Andrei Moscheto, Bruno Lops, Edran Mariano e Marcelo Rodrigues
Sonoplastia e assistente de direção: Célio Savi
Operador de som: Célio Savi
Iluminação: Anry Aider e Paulo Rosa
Operação de luz: Paulo Rosa
Cenografia: Sérgio Richter & Antropofocus
Figurino e Adereços: Fabiana Pescara & Renata Skrobot
Designer Gráfico: Lula Carneiro
Fotos: Paulo Feitosa
Assessoria de Imprensa: Platea Comunicação e Arte
Diretor de Produção: Edran Mariano
Produção Executiva: Janaina Micheluzzi
Direção Geral: Andrei Moscheto
Realização: Antropofocus
Incentivo: Celepar e Ebanx

“PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.”