Em Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul, o projeto Cinesolar tem patrocínio da Votorantim

Em Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul, o projeto Cinesolar tem patrocínio da Votorantim Cimentos e acontece nesta quinta e sexta, respectivamente.

Foto: Divulgação/Cinesolar

Primeiro cinema solar do Brasil chega a duas cidades do Paraná nesta semana

Com patrocínio da Votorantim Cimentos, o projeto Cinesolar exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas; sessões gratuitas acontecem nas cidades de Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul

A magia do cinema movido a energia solar é a proposta do projeto Cinesolar, que chega no Paraná nesta semana, com atividades gratuitas para a população e patrocínio da Votorantim Cimentos. A programação acontece nas cidades de Almirante Tamandaré (17/03) e Rio Branco do Sul (18/03), com exibição de curtas-metragens brasileiros e dos longas “Cine Holliúdy” e “Rio”, respectivamente. A entrada é gratuita.

“Nós, da Votorantim Cimentos, ficamos felizes em apoiar a realização de projetos inovadores que contribuem para o desenvolvimento sustentável e possuem conexão com as culturas locais, responsabilidade social, ambiental e econômica. Também buscamos contribuir, de forma genuína, para o desenvolvimento das pessoas, portanto, vemos na democratização da cultura uma oportunidade de fomentar a reflexão sobre temas relevantes para a nossa sociedade. Com o olhar para as ações de hoje, desenvolvemos o amanhã com coragem para ir além e transformar”, afirma Priscilla Alvarenga, gerente de Transformação Social da Votorantim Cimentos.

Lançado em 2013, o Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável. Funciona dentro de uma van equipada com placas que utilizam um sistema conversor de energia solar para elétrica, que também carrega as cadeiras para o público, sistemas de som e projeção, telão e uma cabine de DJ.

O projeto promove arte e sustentabilidade, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito à cultura. Além das sessões de cinema, nas cidades de Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul o projeto contempla a Oficinema Solar – uma oficina de vídeo para crianças e jovens sobre sustentabilidade. Como resultado dessa atividade, um filme é produzido com os participantes e exibido durante a sessão de cinema para a comunidade local.

“As oficinas são atividades complementares, com uma linguagem muito simples que dialoga de forma lúdica com os jovens e as crianças da região, colocando o público ainda mais em contato com os temas de sustentabilidade e energia renovável, além de arte e cultura”, destaca Cynthia Alario, coordenadora e idealizadora do Cinesolar.

Devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, as exibições seguirão todos os protocolos de segurança. Será disponibilizado álcool em gel para higienização das mãos, haverá controle de acesso e distanciamento entre as cadeiras. Além disso, o uso de máscara será obrigatório durante todo período de exibição.

O Cinesolar – circuito Paraná – é viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Votorantim Cimentos, apoio da Prefeitura Municipal de Rio Branco do Sul e de Almirante Tamandaré e Programa Rotas Integradas de Direitos, e é realizado pela Brazucah Produções e Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo.

PROGRAMAÇÃO:

 

Almirante Tamandaré

 

Oficinema Solar – para alunos da Escola Municipal Antônio Rodrigues Dias

Data: segunda-feira (14/03) – das 14h às 17h

Sessão Cinema

Data: quinta-feira (17/03)

Horários: 19h – Sessão Curtas / 20h – ‘Cine Holliúdy’

Entrada: gratuita

Local: Salão da Igreja Santo Antônio (Prado) – Rua Professor Alberto Piekas, 4433 – Colônia Antônio Prado – Almirante Tamandaré

Rio Branco do Sul

 

Oficinema Solar

Data: quarta e quinta-feira (16 e 17/03) – das 14h às 17h

Local: Colégio Estadual Zacarias Cardoso de Cristo

 

Sessão de Cinema

Data: sexta-feira (18/03)

Horários: 18h – Sessão Curtas / 19h – ‘Rio’

Entrada: gratuita

Local: Praça Shinichi Koiama (Praça da Vila Velha) – Rua Domingos de Faria, s/n – Rio Branco do Sul

Local em caso de chuva: Ginásio da Vila Velha – mesmo endereço

Sinopses dos filmes:

‘Açaí’ – Direção: André Cantuária – Brasil, 18min, Ficção. Livre

Sinopse: O curta “Açaí” conta a saga de Dionlenon, um homem de 30 anos que está acostumado com a vida que leva ao lado da mãe, com quem mora numa periferia de Macapá. Ele sai em busca de dois litros de açaí para almoçar, mas não conta com uma viagem tão distante assim.

‘Vento Viajante’ – Direção: Alunos da rede pública municipal de ensino fundamental de Icapuí/CE – Brasil 6min, Animação/Infantil. Livre

Sinopse: Um dia o vento decidiu viajar para o nordeste. Pelo caminho ele fez muitas descobertas, amigos e deixou saudades.

‘Plantae’ – Direção: Guilherme Gehr – Brasil, 10´25, Animação. Livre

Sinopse: Ao cortar uma grande árvore no interior da floresta, um madeireiro contempla uma inesperada reação da natureza. Uma reflexão sobre as consequências irreversíveis do desmatamento e da subjugação lamentável dos humanos aos demais seres da Terra.

‘O Gigante’ – Direção: Júlio Vanzeler & Luis da Matta Almeida – Portugal, 10 min, Animação. Livre

Sinopse: “De todas as histórias que meu pai me contou, a que nunca esqueci foi a do rei que sempre carregou uma princesa dentro de seu coração …”

‘Procura-se’ – Direção: Iberê Carvalho – Brasil, 10min – Ficção

Sinopse: O filme conta a aventura de três crianças que rompem a fronteira social motivadas pelo sentimento sincero por um cachorrinho de estimação. Nossos heróis são: Camile, Didi e Gugu. Camile é uma menina de 10 anos, muito corajosa e rica, que ao perder Bolinha, foge de casa em busca do cãozinho, iniciando uma aventura cheia de descobertas, perigos e novas amizades; Didi tem a mesma idade de Camile, é pobre e vende chicletes para ajudar em casa. Ela descobre que existe uma boa recompensa pela devolução do cachorro que seu pai encontrara e dera de presente para seu irmão Gugu. Ela decide devolver o animal, mas Gugu não aceita a ideia de perder seu novo amigo, agora batizado de Panela.

‘Cine Holliúdy’ – Duração: 1h31min – Gênero: Romance/ Comédia – Diretor: Halder Gomes – País: Brasil

Sinopse: Nos anos 70, habitantes de uma cidade do interior passaram a desfrutar de um bem até então desconhecido: a televisão. Porém, o aparelho afastou as pessoas do cinema. Agora, cabe ao proprietário do cinema local tentar atrair o público de volta.

‘Rio’; Duração: 1h30min; Gênero: Animação/Família/Aventura; Diretor: Carlos Saldanha; País: Brasil

Sinopse: Capturada por contrabandistas de animais quando tinha acabado de nascer, a arara Blu nunca aprendeu a voar e vive uma vida domesticada feliz em Minnesota, nos Estados Unidos, com sua dona, Linda. Blu pensa que é a última arara de sua espécie. Mas quando descobrem que Jewel, uma fêmea, vive no Rio de Janeiro, Blu e Linda vão ao seu encontro. Os contrabandistas capturam Blu e Jewel, mas as aves escapam e começam uma aventura arriscada rumo à liberdade.

Sobre o Cinesolar:

Lançado em 2013, o Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável. O projeto exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas e lúdicas, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito a projetos culturais.

Ao todo, o Cinesolar já realizou cerca de mil sessões com exibição de mais de 150 filmes, entre curtas-metragens (de temática socioambiental) e longas, em 440 cidades do país, percorrendo mais de 200 mil km e chegando a 185 mil pessoas. Além disso, foram ministradas mais de 300 oficinemas, que proporcionam acesso às técnicas básicas e aos elementos que compõem a linguagem cinematográfica.

O Cinesolar conta com o patrocínio institucional da Mercedes Benz, apoio das marcas Sices Solar, Biowash, baterias Heliar e Bio 2. O projeto realiza compensação de carbono em parceria com a Ecoar e promove ações em conjunto com a Unesco Representação Brasil e a Unipaz (Universidade da Paz).

Sobre a Votorantim Cimentos:

Considerada a maior fábrica de cimento da América Latina, a unidade de Rio Branco do Sul da Votorantim Cimentos, próxima de Almirante Tamandaré, é referência no país com investimentos constantes em inovação e gestão operacional. A unidade possui a mais eficiente tecnologia de controle ambiental e os fornos utilizam filtros que obedecem às mais exigentes legislações ambientais internacionais. Referência nacional na técnica do coprocessamento de resíduos industriais, principalmente pneus, Rio Branco do Sul foi a primeira fábrica de cimento do Brasil a implantar a prática, em 1992. A história da unidade mistura-se com a do município e região, em uma sinergia de crescimento e desenvolvimento da região: a fábrica riobranquense emprega mais de 90% da mão de obra local e regional. Além disso, outros exemplos de desenvolvimento local são apontados em investimentos sociais que auxiliam no desenvolvimento das comunidades próximas.

Nas cidades de Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul, o projeto contempla a Oficinema Solar – uma oficina de vídeo para crianças e jovens sobre sustentabilidade. Foto: Divulgação/Cinesolar

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, CINEMA, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, INDÚSTRIAS, LANÇAMENTOSTags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s