Pesquisa aponta 119 veículos elétricos nas locadoras do Paraná

Levantamento sobre eletrificação da frota foi feito pela primeira vez pela ABLA,
associação que reúne as locadoras de automóveis

Pesquisa da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), no primeiro semestre de 2021, mostra que, o setor de locação ultrapassou, pela primeira vez, a marca de 1,5 mil veículos elétricos em sua frota total. O inédito levantamento mostrou que o setor atingiu exatas 1.507 unidades licenciadas em nome de empresas de aluguel de carros, conforme estatísticas obtidas pela associação junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Sendo que, regionalmente, o Paraná fica no terceiro lugar do ranking dos três primeiros estados em quantidade de elétricos nas locadoras no país: 119. Atrás de São Paulo (767) e Minas Gerais (378). Distrito Federal (65), Rio de Janeiro (51) e Santa Catarina (40) também já contam frotas representativas de elétricos no setor de aluguel.

Foram pesquisadas as quantidades de automóveis, de comerciais leves, caminhões, ciclomotores, ônibus e motos movidos à eletricidade e licenciados em nome de empresas de aluguel de veículos. Os resultados apontaram que os automóveis correspondem à maior parcela (769) de veículos elétricos nas locadoras, seguidos pelos ciclomotores (141) e pelas caminhonetes (116).

Há, também, 86 motonetas e 61 motocicletas elétricas no setor, além de 98 ônibus. O Nissan Leaf Tekna é o automóvel elétrico mais presente (246 unidades) na frota do setor de aluguel de carros, seguido pelo ciclomotor Dayang Ecooter E1S (138) e pelo CAOA Chery Arrizo 5E (126 veículos). O BYD E5 (100 unidades) é o caminhão mais emplacado pelas locadoras no Brasil.

O presidente da ABLA, Paulo Miguel Junior, diz que "para não perder o bonde da história, as locadoras precisam seguir atentas ao avanço da presença dos elétricos", acrescentando que a eletrificação de frotas também será tema de uma masterclass durante o XVI Fórum Internacional do Setor de Locação, entre 19 e 21 de outubro deste ano.

Para Miguel Junior, é visível o desejo de um crescente número de pessoas, especialmente as mais jovens, por sustentabilidade e isso se aplica também ao transporte. "As locadoras estão sendo cada vez mais incluídas entre os principais players de mobilidade urbana e isso implica em necessidade de nos ajustarmos ainda mais rapidamente às novas tendências", completa o dirigente da associação.

Dia da Cachaça traz campanha exclusiva para o destilado genuinamente brasileiro

BR-ME faz ação promocional com descontos especiais durante período limitado
A cachaça vem ganhando cada vez mais visibilidade como produto nacional que nasceu há mais de 500 anos e tem um dia especial para ser celebrada no país, 13 de setembro, o Dia da Cachaça. A BR-ME, que nasceu para evidenciar o que há de melhor em produtos e serviços nacionais, aproveita a oportunidade para lançar uma campanha específica para comemorar a data.

A ação, que tem como mote repaginar o consumo da cachaça, será válida de 8 a 20 de setembro, com descontos especiais no e-commerce da empresa: um cupom de 7% off em todos os rótulos disponíveis da bebida durante o período citado.

Com o tema Cachaça: Novos momentos, olhares e sabores, a campanha também mostra o potencial da produção brasileira em estados das regiões Sul e Sudeste, com muitos produtores regionais e forte identidade cultural.
“Queremos trazer motivos para que o brasileiro enxergue a cachaça como o gin, por exemplo. A ideia é agregar valor, mostrar diversidade, o que diferencia cada uma e o que é ideal para cada gosto”, explica a diretora de Marketing e Eventos, Isabela Pimentel.

Pedro Henrique de Moraes Cellia, proprietário da Princesa Isabel, produtora de destilados do Espírito Santo parceira da BR-ME, comenta que a cachaça é símbolo cultural genuinamente brasileiro. “Consumir essa bebida é uma forma de exercer a brasilidade e cada vez mais de forma elaborada e moderna”, acrescenta. Segundo ele, como drink também é sucesso garantido. E aproveita para revelar a receita sucesso da Princesa Isabel: -1 dose de cachaça Princesa Isabel Jaqueira, ½ limão espremido, gelo e água tônica e servido na taça baú.

A produção da cachaça é uma relevante atividade econômica. É a segunda bebida alcoólica mais consumida no Brasil e a terceira no mundo. No mercado nacional, a indústria da cachaça conta com cerca de 40 mil produtores, sendo 98% de pequenos e microempresários, com a capacidade de geração de 600 mil empregos diretos e indiretos, segundo dados do CBRC (Centro Brasileiro de Referência da Cachaça).

No País são mais de 4 mil marcas de cachaça disputando o mercado, com exportação de 1% de sua produção anual, sendo que 50% dessas exportações é de cachaça a granel. Ainda segundo o CBRC, a produção anual de cachaça no Brasil gira em torno de 1,4 bilhão de litros, em que cerca de 70% é industrial e os 30% restantes, de alambique.

Felipe Jannuzzi, sócio executivo e especialista em destilados da BR-ME, é também autor de um dos guias mais importantes no assunto, o Mapa da Cachaça, projeto reconhecido e premiado pelo Ministério da Cultura, que reúne muitos destes pequenos produtores brasileiros. Entre os destaques do Mapa, estão cidades como Paraty (RJ), Morretes e Jandaia do Sul (PR), Municípios da Estrada Real- Caminho Velho (MG), Turvolândia, Indaiabira e Aiuruoca (MG), Luis Alves (SC), Serra Negra (SP), Linhares e Vitória (ES).

A Revolta da Cachaça – O Dia da Cachaça faz referência à data em que a corte portuguesa assinou a permissão para a comercialização da bebida no Brasil, em 1661. Proprietários de alambiques e cana de açúcar se revoltaram contra a proibição da venda da bebida e cobrança de impostos e lideraram movimento que resultou na Revolta da Cachaça.

Operação BR-ME
A BR-ME surgiu da crença dos sócios-fundadores no potencial do Brasil e de que o país precisa ser reconhecido pelos próprios brasileiros para ser referenciado internacionalmente. Assim, seleciona os melhores produtos com práticas e nível de qualidade de competição global a fim de levar ao consumidor o que há por trás de toda a brasilidade. A BR-ME trouxe Felipe Jannuzzi como sócio executivo, que se uniu aos sócios fundadores e renomados empresários: Laércio Cosentino; Alexandre Fialho; Guga Valente e Rodrigo Vella.

A empresa se diferencia por meio de curadorias qualificadas que contribuem com a avaliação e recomendação em suas respectivas categorias. Teve início com vinho, acrescentou o café ao seu portfólio e avança com os destilados. Em cada Comitê de Avaliação e Recomendação há profissionais talentosos reconhecidos por todo o país, indicados pelos especialistas BR-ME.

Conceito do nome BR-ME - BR é o diminutivo de Brasil e ME é a palavra que tanto em português, quanto em inglês define mim, muito utilizada para direcionar a ação ao sujeito. O nome se torna interessante por ser um neologismo que, em tradução literal, poderia ser entendido como um pedido para “abrasileirar-se”.

Sobre: a BR-ME é uma empresa nacional com propósito de elevar o reconhecimento de produtos e serviços nacionais, proporcionando ao consumidor experiências com o que há de melhor no Brasil. A operação acontece por meio de curadorias especializadas, revelando verdadeiros tesouros escondidos por este país afora com o objetivo de fomentar o consumo de bens e serviços de qualidade. Inicialmente, as atividades estão voltadas ao mercado de vinhos, destilados e café especial, com entregas em todo Brasil.

Irresistíveis queijos especiais da Cruzília chegam ao mercado na versão fatiados

Os queijos especiais da Cruzília (empresa da plataforma UltraCheese) chegam ao mercado na versão fatiados, reforçando a proposta de entregar ao consumidor ainda mais praticidade e versatilidade, com o mesmo sabor surpreendente e a mesma qualidade.

Elaborados em uma fábrica localizada ao pé da Serra da Mantiqueira, no melhor terroir do Brasil para a produção de queijos finos, os queijos Gouda, Gruyère e Emmental possuem flora natural de propiônicos em sua preparação, o que proporciona olhaduras naturais e um paladar mais acolhedor, suave e harmonioso.

“Gouda, Gruyère e Emmental da Cruzília, oferecidos fatiados em embalagens práticas, podem ser utilizados em diversas receitas, desde um simples sanduíche a um prato gourmet”, ressalta Maria do Céu, especialista em queijos e consultora da UltraCheese.

O Emmental tem sabor suave, levemente adocicado e olhaduras em toda a sua massa. É um queijo de origem suíça, que a Cruzília produz com leite selecionado e cuidados artesanais. Possui média maturação, feita sempre com o cuidadoso acompanhamento do mestre queijeiro.

O Gruyère Cruzília é levemente frutado e adocicado, com textura firme e olhaduras ovaladas, ideal para utilizar no preparo de gratinados e sanduíches quentes ou frios sofisticados. O produto harmoniza bem com vinhos das uvas Pinot Noir, Cabernet Sauvignon e Chardonnay e cervejas Pale Ale, Vienna, Kölsch e Belgian Blond Ale.

O Gouda Cruzília é produzido com leite e fermentos selecionados, possui textura cremosa e sabor suave. Premiado oito vezes no Concurso Nacional de Produtos Lácteos do ILCT/EPAMIG, em Juiz de Fora (MG), tem sabor levemente adocicado, textura macia, pequenas olhaduras e massa amarelo-clara.

“Nossa meta é estar cada vez mais presente no cotidiano do consumidor. Assim, com esta ampliação de linha, mostramos a versatilidade de nossos produtos ao mesmo tempo em que oferecemos novas opções de consumo, reforçando a qualidade e o sabor que são característicos da Cruzília”, diz o COO da UltraCheese, Edson Martins.

Sobre a UltraCheese – A UltraCheese foi criada a partir do sonho de ser a melhor e mais completa plataforma de cremes e queijos do país. A marca integra o fundo de investimentos independente Aqua Capital, que tem como objetivo a expansão de empresas de médio porte dentro da cadeia de valor do agronegócio no Brasil e na América do Sul. No portfólio, constam queijos, manteigas e cremes para o dia a dia, queijos únicos e exclusivos para momentos especiais, além de uma linha de derivados premium de leite de búfala. O amor pelo leite e a preservação da verdadeira arte de fazer cremes e queijos é o que uniu a Cruzília, Lac Lélo, Búfalo Dourado e Itacolomy neste grande projeto.

Sobre a Cruzília – Fundada em 1948, com uma pequena banca no Mercado Municipal de São Paulo. O empreendimento cresceu e, ao final da década de 80, a marca abriu laticínio próprio em Cruzília/MG. A fábrica está situada ao pé da Serra da Mantiqueira, no melhor terroir do Brasil para a produção de queijos finos. A Cruzília é herdeira do milenar conhecimento queijeiro europeu, trazido para a região por dinamarqueses. Com equipamentos modernos, matéria-prima selecionada e processos quase artesanais somados a rigorosos controles de qualidade, desde a origem do leite até a maturação ideal dos queijos, fabrica queijos únicos que tornaram a empresa a queijaria brasileira mais premiada no mundo. Possui um mix de queijos especiais, cotidianos e exclusivos. Mais em https://www.instagram.com/queijoscruzilia/

BRASSARIA AMPOLIS LANÇA BIRITIS SEM FILTRIS

Dia dos pais inspira novo rótulo sazonal para celebrar a data

Como forma de homenagear o lendário Mussum, ícone do humor brasileiro e conhecido por ser um superpai dedicado aos seus seis filhos, a Brassaria Ampolis lança no próximo dia 2 de agosto, semana de Dia dos Pais, mais um rótulo sazonal: a Biritis sem Filtris. A cerveja será vendida em long necks de 355ml, exclusivamente no e-commerce Bom de Beer (www.bomdebeer.com.br), por R$ 11,90.

De cor âmbar, com turbidez típica de uma cerveja não filtrada, a Biritis sem filtris tem como principais características aromas de malte e notas de fermentação. Além disso, possui características do malte tipo Vienna Larger, apresentando um delicado sabor tostado e caramelizado, equilibrado com as notas de fermentação e amargor. Com teor alcóolico de 5,3% v/v e amagor de 22,0 IBU, é aconselhável degustá-la em copo Stange, em temperatura que varia de 4 a 6°C.

“Em casa meu pai chamava a cerveja de Ampola. Nos Trapalhões, ele chamava de Ampolis. E no programa, brincava: ‘Traz minha Biritis!’. A Biritis foi o primeiro rótulo da Brassaria e conseguimos perpetuar a imagem do Mussum, trazendo-o de volta à vida das pessoas. O rótulo tem um estilo mais propício a combinações gastronômicas”, explica Sandro Gomes, filho do humorista e um dos sócios da Brassaria Ampolis.

“O lançamento ocorre na semana do dia dos pais, uma forma de homenagear meu pai e todos os pais do Brasil. É uma cerveja que a família inteira vai gostar. Trouxemos uma derivação da nossa primeira cerveja, de forma sazonal, muito refrescante e com uma cremosidade sutil perceptível devido a presença de leveduras. O final seco agradável convida para o próximo gole”, diz Gomes.

Para uma perfeita harmonização, a Biritis sem filtris é indicada para acompanhar carnes e aves assadas ou grelhadas, legumes grelhados, salsichas alemãs, pizza de sabores quatro queijos ou marguerita, hamburguer grelhado e pratos condimentados. Vai bem ainda com queijos tipo Brie, Camembert, Gouda, Emmental, Provolone, Queijo Bola e Minas Meia Cura.

SOBRE A BRASSARIA AMPOLIS - Fundada em 2013 por Sandro Gomes e Diogo Mello, a cervejaria é uma homenagem ao saudoso humorista Mussum e conta com quatro rótulos fixos: Cacildis, Biritis, Ditriguis e Forévis. Desde 2017, a marca faz parte do portfólio do Grupo Petrópolis. "Brassagem" é o nome do processo para se fazer uma cerveja. “Brassaria” é uma forma, em português, de se traduzir os termos estrangeiros "Brasserie" ou "Brewery", que se referem à brassagem. Já “Ampolis” deriva da palavra “ampola”, expressão usada por Mussum para se referir às garrafas de cerveja, trazendo a linguagem característica com “is” ao final das palavras. Saiba mais sobre essas cervejas em www.brassariaampolis.com.br e @cervejacacildis

SOBRE O BOM DE BEER - Criado em 2016 como um blog cervejeiro para entusiastas e consumidores, com conteúdo sobre harmonização, estilos e história da cerveja, o espaço cresceu e em 2019 passou a investir na venda online de marcas consagradas do Grupo Petrópolis, como Cacildis, Petra, Weltenburger, Black Princess e TNT, além de acessórios personalizados. Hoje o portal também é uma vitrine para o setor com marcas regionais, a exemplo da Lund, de Ribeirão Preto, Imperatriz, de Sorocaba, e Farm, de Indaiatuba. Com abrangência de atendimento nacional, em 2020 o Bom de Beer passou a vender seus produtos também em grandes marketplaces, como Magalu, Amazon, Carrefour e Via Varejo.

www.bomdebeer.com.br @bomdebeer

Paraná fecha 1º semestre com vendas superiores a 2019 no segmento de carros seminovos e usados

A venda de carros usados no Paraná segue em tendência de alta. De acordo com a Assovepar (Associação dos Revendedores de Veículos no Paraná), o primeiro semestre superou a venda do mesmo período de 2020 e, inclusive, o de 2019. Os resultados mais robustos foram alcançados por conta do consumidor estar buscando um veículo seminovo e usado pela economia que ele oferece, além da dificuldade de encontrar um carro novo disponível no mercado.

De acordo com a Assovepar, as vendas acumuladas no primeiro semestre de 2021, no Estado do Paraná, foram de 643.760, ante 439.608 em 2020, crescimento de 46%. Já no comparativo a 2019, antes da pandemia, quando no semestre registrou 559.767, o aumento foi de 15%.

César Lançoni, presidente da Assovepar, diz que o mercado está positivo para o segmento. “Observamos uma atenção maior do consumidor neste período, devido à queda na oferta de novos e a busca por um veículo próprio, no qual o consumidor tem evitado o transporte compartilhado por conta da pandemia. Acredito que o segundo semestre deve acompanhar o volume de vendas, com um leve aumento na procura, impulsionado pela melhora na economia por conta do aumento da imunização, que deve gerar otimismo por parte do consumidor”, observa.

Seminovos e Usados no Brasil
De acordo com a Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores), no primeiro semestre de 2020 as vendas acumuladas no Brasil chegaram a 4.540.419 de veículos e, no mesmo período de 2021, 7.367.947, ou seja, um aumento de 62,3%.

Os dados de mercado apresentados são provenientes do monitoramento mensal realizado pela Fenauto.

Tirol sorteia mil reais todo dia em campanha nacional e inédita na história da empresa

Durante três meses, a Lacticínios Tirol irá sortear mil reais por dia na maior campanha da história da empresa. A ação é válida em todo território nacional e possui uma dinâmica bem simples, em que ao comprar três produtos Tirol diferentes, o consumidor já ganha uma chance de participar com um número da sorte. Após a compra, o cadastro do cupom fiscal deve ser feito pelo site promotirol.com.br ou via WhatsApp (48) 99914-7481.

Para aumentar as chances de ganhar, o consumidor pode adquirir produtos das linhas de manteigas, iogurtes, bebidas lácteas e leites condensados, que dobram os números da sorte.

Devido ao atual momento socioeconômico do país, a campanha foi idealizada com o objetivo de contribuir com os seus consumidores e tornar a Tirol ainda mais relevante na vida das pessoas. “Temos um mix de mais de 150 produtos, todos muito presentes na alimentação do brasileiro, por isso, criamos uma campanha que mostra essa relevância e que é adequada aos novos tempos e às novas necessidades do consumidor”, afirma o diretor comercial da Tirol, Jossemar Olivo.

O primeiro sorteio será realizado no dia 19 de julho para as compras feitas a partir do dia 12 de julho. Os sorteios serão realizados pela Loteria Federal até o encerramento da campanha, no dia 11 de outubro.

O regulamento e os números da sorte podem ser consultados via login e senha no site promotirol.com.br.

Empresa paranaense lança primeiro dropshipping automotivo do Brasil

Fabricante de produtos de fricção vai abrir portfólio para que autopeças sejam intermediárias nas vendas online para o consumidor final

OriginALLparts tem sede em Londrina e atua no ramo de fricção. Crédito: Rogério Peixoto.
A empresa londrinense OriginALLparts lançou, nesta quinta-feira (15), o primeiro dropshipping do setor automotivo do Brasil. A plataforma, desenvolvida com apoio do Sebrae/PR, será aberta inicialmente para a carteira de clientes, composta por lojas de autopeças. O dropshipping é um método de vendas no varejo que não exige a manutenção de estoques de produtos pelo vendedor. O dono do e-commerce atua como um intermediário para a compra e fica responsável apenas pelo marketing e vendas. Todos os processos de reserva e entrega são realizados pelo fornecedor original que, neste caso, será a indústria com sede em Londrina.
A OriginALLparts atua no ramo de fricção e fabrica pastilhas e sapatas de freio, sensor de desgaste, calço lateral, kit reparo e acessórios para as pastilhas de todas as marcas de veículos automotivos. O proprietário e administrador da empresa, João Paulo Tristão, explica que a pandemia tornou mais evidente a necessidade da marca se fazer presente online, porém, não dava para simplesmente criar um e-commerce próprio e passar a concorrer com os próprios clientes, as lojas de autopeças que já possuem canais de vendas na internet. Por meio da tecnologia dropshipping, o empresário encontrou uma maneira de se aproximar do consumidor final sem desrespeitar a cadeia distributiva.
“É uma mudança de cultura, especialmente no mercado de autopeças, que é muito conservador. Com esse projeto, nossos clientes e consumidores ganham. O consumidor terá acesso a produtos com certificação do Inmetro e compras mais econômicas, pela redução de custos de operação, e liberdade de escolha. Ao mesmo tempo, vamos gerar valor para nossos clientes, as autopeças, trabalhando em conjunto com a cadeia automotiva”, afirma Tristão. O objetivo é fidelizar a rede de distribuidores da indústria e fortalecer as vendas da marca. Para as autopeças, o investimento em estoque é zero. Elas também economizarão na gestão da expedição e logística, e poderão trabalhar com o portfólio completo de produtos da OriginALLparts.
Tristão conta que a ideia do projeto nasceu durante a participação no programa Alto Potencial, do Sebrae/PR, no ano passado. O programa visa potencializar o crescimento dos negócios, com a elevação da competitividade a níveis internacionais, aumento do número de vendas e acesso a novos mercados. Já a conclusão do desenvolvimento e implantação da tecnologia ocorreu durante o programa Brasil Mais, com apoio do Agente Local de Inovação (ALI). “Contratamos uma consultoria externa, com subsídio do Sebrae/PR, que nos ajudou no processo. Mesmo diante da crise e pandemia, não nos acomodamos e fomos atrás de alternativas”, explica.
Depois de lançar para a carteira própria de clientes, a empresa vai abrir a oportunidade para a rede de distribuidores de todo o Brasil em setembro e para todo o mercado em novembro, durante a realização da feira Automec 2021, o maior evento do segmento de Reposição e Reparação Automotiva do Brasil. “A receptividade da nossa carteira de clientes tem sido incrível”, comemora.
O consultor do Sebrae/PR, Eduardo Ribeiro Bueno Netto, destaca o pioneirismo da indústria londrinense, que está há 23 anos no mercado e inaugura o dropshipping no setor automotivo brasileiro. “A empresa contou com nosso apoio em todas as etapas do projeto, desde a concepção até a implementação da tecnologia que, com certeza, resultará em ganhos de competitividade e vendas”, afirma.

Air France lança menus de chefs Michelin em voos partindo de Paris

Até outubro, Arnaud Donckele assina cardápio da primeira classe, enquanto criações de Anne-Sophie Pic são servidas na classe executiva

Paris, 1º de julho de 2021 - Para reafirmar a sua posição de embaixadora da alta gastronomia francesa, a Air France passa a contar, a bordo da La Première - a primeira classe da companhia - e da classe executiva, com menus assinados, respectivamente, pelos chefs de três estrelas Michelin Arnaud Donckele e Anne-Sophie Pic. O cardápio especial está disponível até o fim de outubro deste ano nas aeronaves da companhia que contam com estas classes de serviço partindo de Paris.

Em colaboração com a Servair’s Culinary Studio, Donckele criou para a La Première um menu que inclui aperitivo, entrada e sete pratos principais, que serão revelados ao longo dos próximos meses. As criações incluem comida vegetariana, carne e peixe, misturando sabores que levarão os clientes a uma jornada gourmet pelo Mediterrâneo. Os passageiros poderão desfrutar de opções como:

• Caviar de anis;

• Ravioli de buratta defumado, temperado com o espírito de um "salé mendiant";

• Bochecha de vitela confitada à messina, anchova e batata com cebola derretida;

• Tenro filé de cordeiro grelhado, vegetais tuberosos com salada fresca.

8==AOwgDNlBjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOwQjN1YDNwkDOxozZlBnauc3bshTO2Q2YyYGNmN2YxEGZlJjYiZWOxcTY5AjM5UDO5IzMGJTJ5IzMGJTJxUzNGJTJ1MjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDM
Sete opções de pratos principais preparados por Arnaud Donckele estarão disponíveis na La Première
3==AZkVWY0UmOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOwQjN1YDNwkDOxozZlBnauc3bsJWOmVzNxYmZlJmY1EWYiBjZ2gTO5QmNzEzYwYGMjJDZGJTJjJDZGJTJxUzNGJTJ1MjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM

Já na classe executiva, a Air France e a chef Anne-Sophie Pic oferecerão nos próximos meses, entre outras opções:

• Bochecha de boi assada, mousseline de batata, chutney de ameixa e migalhas de pão de estragão;

• Alcachofra à la Barigoule, polenta cremosa, burrata de baunilha defumada, coulis de tomate picante;

• Massa conchiglione, coulis de acelga e limão, queijo de cabra cremoso ligeiramente defumado, sementes de abóbora torradas.

1==QZwczN0MmOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOwQjN1YDNwkDOxozZlBnauc3bsRWY0Q2NlJzM5kTMmJWO5QjZmFTM4YTYmFzYlZjMkVDOGJTJkVDOGJTJxUzNGJTJ1MjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjM
Criações de Anne-Sophie Pic podem ser apreciadas na classe executiva da Air France
8==AZhhDO5QjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOwQjN1YDNwkDOxozZlBnauc3bsVTN5MzYilTO0EGMxMWZjZGNjVzYmNmNkdTZ4UTYmZjMGJTJmZjMGJTJxUzNGJTJ1MjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjM

Por conta da pandemia da Covid-19, a Air France vem adotando, desde o início da atual crise sanitária, uma série de medidas de segurança para garantir a melhor experiência de seus viajantes. O serviço de bordo da companhia passou por adaptações para limitar a interação entre clientes e tripulação, mas sem perder a qualidade da já reconhecida oferta gastronômica em suas aeronaves.

Para conhecer todos os detalhes da experiência culinária a bordo da Air France, acesse a página da companhia dedicada ao tema.

Quem é Arnaud Donckele

Nascido em Rouen, na França, Arnaud Donckele é neto de um fazendeiro e filho de amantes da gastronomia. Suas memórias de infância ainda modelam sua vida como chefe e artista criativo. Treinado pelos melhores na gastronomia, começou seu aprendizado no Gourmand Prunier, em Paris, experiência que o alçou a algumas das melhores cozinhas na França e em Mônaco.

Quando iniciou como chef no restaurante Vague d’Or, em Saint-Tropez, tinha apenas 28 anos. Deixou para trás suas origens na Normandia e passou a explorar a região da Provença. Em 2013, foi reconhecido com três estrelas Michelin, sendo um dos mais jovens chefs a obter tal conquista. Em 2016 e 2017, recebeu distinções máximas da Gault et Millau, que o nomeou Chef do Ano em 2020.

Quem é Anne-Sophie Pic

Após estudar administração, Anne-Sophie Pic retornou a Valence, sua cidade natal, na França, e passou a viver a sua verdadeira paixão: cozinhar.

Em 1991, assumiu o comando do restaurante La Maison Pic, que foi de seu pai, Jacques Pic. Atualmente, é a única chef mulher com três estrelas no Guia Michelin pelo estabelecimento, e é proprietária de outros sete restaurantes, o que faz dela a mais reconhecida chef mulher do mundo, com oito estrelas Michelin .

Suas criações culinárias levam em conta o respeito, o sabor e a simplicidade, e tem como inspirações Paul Bocuse, Michel Bras e o seu próprio pai.

Além de suas estrelas no Guia Michelin, o trabalho de Anne-Sophie rendeu-lhe diversos reconhecimentos, como o prêmio Veuve Cliquot, em 2011, e o prêmio San Pellegrino World’s 50 Best Restaurant Awards, que a nomeou melhor chef mulher do mundo.

Sobre a Air France

A Air France, uma companhia aérea global de inspiração francesa, com altos padrões e uma atitude baseada em cuidados, transforma o voo em um momento muito agradável em todas as suas operações diárias na França, Europa e no mundo.A Air France-KLM é o grupo líder em termos de tráfego internacional partindo da Europa. Oferece aos seus clientes acesso a uma malha aérea que abrange 312 destinos em 116 países, graças às suas marcas Air France, KLM Royal Dutch Airlines e Transavia, com uma frota de 554 aeronaves. Foram mais de 104 milhões de passageiros transportados em 2019. O seu programa de fidelidade Flying Blue é um dos líderes na Europa, com mais de 17 milhões de membros. A Air France e a KLM também fazem parte da aliança SkyTeam, que possui 19 companhias aéreas associadas.

A Santista Jeanswear incentiva moda nacional em nova edição do SPFW

Marca patrocinou desfiles dos designers Ronaldo Silvestre e Tom Martins

A Santista Jeanswear esteve presente na 51ª edição do São Paulo Fashion WeeK nos desfiles da Martins, marca fundada em 2016 pelo jovem paulistano Tom Martins, e do estreante Ronaldo Silvestre.

Ronaldo Silvestre apresentou sua coleção CONSPIRAÇÃO que aborda sua luta por igualdade e transformação dentro da moda. Silvestre utilizou os tecidos Joker e Lite da linha FLATS e Justin 100% algodão da linha ICON da Santista Jeanswear, para construir sua coleção.

Já Martins utilizou os artigos UPCYCLE NOW MIX BLACK, FIRST DENIM 80’S, WHITE DENIM LITE e JOKER, tingidos artesanalmente da Santista Jeanswear para reproduzir o estilo Kinderwhore, que surgiu em meados dos anos 90 e incorporado por diversas bandas punk/rock e popularizado por Courtney Love.

A Santista Jeanswear tem orgulho de incentivar a moda nacional. Os desfiles estão disponíveis no canal do Youtube da SPFW.

Sobre a Santista Jeanswear

A Santista Jeanswear é marca de origem brasileira criada em 1929, é uma das principais produtoras do autêntico denim no país e tecidos para roupas profissionais. Com um posicionamento que se estende do mercado nacional ao internacional, apoiando seus clientes com equipes especializadas de consultoria de produto, moda e lavanderia. Reconhecida por 23 anos como a marca TOP OF MIND de uniformes no Brasil.

A Santista traz em seu DNA inovação, sustentabilidade e tradição em coleções atualizadas com as tendências globais e produtos tradicionais e tecnológicos para uniformização.

Para mais informações, acesse: www.santistajeanswear.com.br

Sobre Ronaldo Silvestre

Designer, formado pela Universidade Estadual de Londrina e especialista em Artes Visuais pelo SENAC. Natural de ITABIRA (MG), seu envolvimento com a moda começou na infância. Sua mãe ajudava no orçamento da família costurando e desde pequeno costumava reaproveitar retalhos de tecidos para fazer brinquedos. Através do design aprendeu a olhar tudo como um projeto e não somente como uma peça de roupa específica.

Para mais informações, acesse: www.ronaldosilvestre.com.br

Sobre a Martins

A Martins apresenta proposta democrática, revisitando shapes até então clássicos. Sua maior vertente é o oversized. A maioria das peças são em tamanho único, podendo ser usadas como o cliente preferir. Em 2017, Tom foi convidado a fazer parte do time da Casa de Criadores, evento responsável por lançar jovens talentos da moda nacional. A marca está presente na curadoria de multimarcas como PAIR, VOID E CHOIX.

Para mais informações, acesse: www.martinssp.com

Programa Natureza Empreendedora divulga os 15 negócios selecionados da edição 2021

Negócios de 11 municípios de São Paulo, Paraná e Santa Catarina avançaram para o processo de aceleração. Ao final, os melhores negócios serão premiados pela Fundação Grupo Boticário

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza anunciou nesta sexta (25) os 15 negócios de impacto socioambiental positivo selecionados pelo Programa Natureza Empreendedora que seguirão para a etapa de capacitação e aceleração. As três iniciativas mais bem avaliadas no final do processo serão premiadas com, ao todo, R$ 20 mil.

Com execução técnica do Sebrae, o Natureza Empreendedora está em sua terceira edição e é uma iniciativa que busca fortalecer e dar visibilidade a negócios que contribuam com a conservação da biodiversidade nos 50 municípios da Grande Reserva Mata Atlântica – o maior remanescente contínuo do bioma no Brasil, que se estende por parte do litoral e serra do mar dos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Ao longo de 20 semanas, os 15 negócios selecionados passarão por capacitações de gestão, marketing, finanças, liderança e mensuração de impacto em conservação, em cerca de 30 horas de capacitação e workshops on-line. Cada negócio também terá, a cada semana, duas horas de consultoria individual e uma hora de mentoria para acompanhamento individualizado do desempenho, tirar dúvidas e compartilhar experiências.

“Identificamos que os empreendedores selecionados aliam seus negócios à conservação ambiental e desejam apoio para crescer, de forma que seu crescimento também traga maior impacto positivo à conservação da biodiversidade da região. Temos cada vez mais convicção de que as empresas – assim como governos, organizações da sociedade civil e os cidadãos de forma geral – necessitam gerar impacto ambiental positivo a partir de suas atividades”, afirma o gerente de Economia da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, Guilherme Karam, lembrando que a imersão terá início na próxima semana com uma aula inaugural.

Os negócios selecionados foram analisados a partir da viabilidade técnica e econômica, impacto ambiental positivo e visão de futuro.

Os escolhidos estão sediados em 11 municípios de São Paulo, Paraná e Santa Catarina: Campo Alegre (Bio Cult SC), Cananéia (Jardim Mirim), Curitiba (LaLuz Brasil e Gond Local by Gondwana Brasil), Eldorado (LumiBio – Agroflorestas), Jaraguá do Sul (Nanica Chic – Eco Moda), Joinville (Mundo Vertical e Reliqua Compostagem), Juquitiba (Rio Abaixo Aventuras e Floresta kiCura), Morretes (Chácara Agroflorestal da Terra), Paranaguá (Cíclica), Piraquara (Doce Alvorada) e São Miguel Arcanjo (O Sertanista Frutas Nativas e Monkey Safari).

Natureza Empreendedora

Iniciado em 2018, o Programa Natureza Empreendedora foi estruturado a partir da identificação do potencial empreendedor da região aliado à conservação da Mata Atlântica. No ano passado, os três negócios vencedores do programa foram, o delivery on-line Olha o peixe!, que conecta a pesca artesanal e o consumidor, impactando positivamente a economia das comunidades pesqueiras, os estoques pesqueiros, a informação de qualidade sobre espécies e alimentos e o consumo consciente; a cervejaria artesanal Porto de Cima Brewing, que mantém a floresta protegida, usa ingredientes de espécies nativas, fomenta a economia local e divulga a fauna e a flora da região nos rótulos de seus produtos; e a empresa turística Ekoways, que trabalha com turismo regenerativo e se propõe a incentivar uma mudança de valores e um olhar de sustentabilidade para toda a cadeia do turismo, impactando positivamente as comunidades visitadas, as boas práticas de gestão de resíduos e a educação ambiental.

Sobre a Fundação Grupo Boticário
Com 30 anos de história, a Fundação Grupo Boticário é uma das principais fundações empresariais do Brasil que atuam para proteger a natureza brasileira. A instituição atua para que a conservação da biodiversidade seja priorizada nos negócios e em políticas públicas e apoia ações que aproximem diferentes atores e mecanismos em busca de soluções para os principais desafios ambientais, sociais e econômicos. Já apoiou cerca de 1.600 iniciativas em todos os biomas no país. Protege duas áreas de Mata Atlântica e Cerrado – os biomas mais ameaçados do Brasil –, somando 11 mil hectares, o equivalente a 70 Parques do Ibirapuera. Com mais de 1,2 milhão de seguidores nas redes sociais, busca também aproximar a natureza do cotidiano das pessoas. A Fundação é fruto da inspiração de Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário. A instituição foi criada em 1990, dois anos antes da Rio-92 ou Cúpula da Terra, evento que foi um marco para a conservação ambiental mundial.

LAND ROVER APRESENTA NOVO DISCOVERY SPORT EDIÇÃO ESPECIAL HENRIQUE AVANCINI

· Desenvolvido em parceria com o ciclista e medalhista internacional e representante do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio Henrique Avancini, a nova versão traz novos equipamentos voltados para o universo aventureiro
· A edição especial do Discovery Sport será limitada a 50 unidades e já está em pré-venda nas concessionárias neste mês de junho
· Hoje embaixador da Land Rover no Brasil, Henrique Avancini coleciona importantes conquistas, como o título mundial de MTB em 2018 no Campeonato Mundial Maratona, na Itália

São Paulo, Brasil, 25 de junho de 2021 – A Land Rover, marca mundialmente conhecida pela versatilidade e pela sofisticação de seus veículos, apresenta ao mercado brasileiro a nova versão especial limitada “Discovery Sport Henrique Avancini”. Criada em parceria com o premiado ciclista brasileiro e embaixador da marca no país, o novo veículo traz uma combinação exclusiva de acessórios que aumentam sua capacidade esportiva. Com itens selecionados por Henrique Avancini e licenciados pela marca, o carro combina o visual consagrado da família Discovery com um toque de personalidade, atendendo aqueles que buscam oportunidades para explorar o mundo e aventurar-se ao lado da família.
Cada item do novo Discovery Sport Henrique Avancini foi cuidadosamente selecionado para potencializar os atributos internos e externos do veículo, aumentando sua versatilidade e aprimorando a experiência dos clientes durante o uso. Começando pela parte traseira, o veículo recebeu novo engate exclusivo para duas bicicletas, que permite a abertura do porta-malas sem a necessidade de retirá-las. Novos tapetes extensores também foram incorporados ao porta-malas, oferecendo proteção extra ao compartimento quando os bancos são rebatidos e ampliando o espaço de transporte.
Nas laterais, o veículo recebeu novos estribos fixos, que conferem maior comodidade e segurança para entrar e sair do carro, principalmente para as crianças, ou quando o veículo está sendo utilizado para acomodar itens mais pesados. Na parte frontal, o veículo recebeu protetores térmicos de para-brisa, garantindo proteção extra contra o calor dos raios solares. Completando a personalização do interior, o veículo recebeu novos e resistentes tapetes de borracha laváveis, que facilitam a limpeza do veículo após uma trilha e uma exclusiva sacola dobrável multiuso, que pode ser usada para um piquenique ou para o transporte de equipamentos esportivos. Um novo emblema com a inscrição Henrique Avancini na parte traseira completa o visual esportivo do veículo.
“Decidimos criar esta versão especial em parceria com o Henrique Avancini unindo o que há de melhor no mundo automotivo e no mundo aventureiro. De um lado, temos o Discovery Sport, um veículo consagrado, luxuoso, espaçoso e que oferece a robustez necessária para desbravar até os terrenos mais difíceis e, do outro, a experiência de Henrique Avancini, um dos ciclistas mais vitoriosos do mundo, trazendo-nos uma série de equipamentos que aumentam a capacidade aventureira do Discovery, para que as famílias se aventurem e descubram novos horizontes”, explica Paulo Manzano, Diretor de Marketing e Produto da Jaguar Land Rover do Brasil.
A nova versão limitada Discovery Sport Henrique Avancini será limitada a 50 unidades, e está em disponível em pré-venda em todas as concessionárias Land Rover a partir de R$ 330.550,00 na versão P250 Flex S.
Espírito de aventura
Um dos principais diferenciais do novo Discovery Sport é sua versatilidade para se adaptar tanto ao dia a dia na cidade, proporcionando uma condução mais suave, quanto a ambientes fora de estrada, utilizando sua robustez para superar até os mais severos desafios. O veículo é equipado com duas motorizações Jaguar Land Rover Ingenium P250 Flex e D200 diesel, ambas 2.0l de quatro cilindros, com 249 e 199 cv de potência respectivamente, e 37,2 kgfm de torque na versão flex e 43,8 kgfm no diesel. Sua robusta motorização se une ao amplo espaço interno do veículo, com opção de sete lugares, e à experiência digital aprimorada com a introdução do novo sistema de infoentretenimento (PIVI PRO).
“O Discovery Sport, sem dúvida, é o SUV perfeito para a família, com o espaço e a comodidade essenciais para viajar com os sete lugares ocupados com todo o conforto e luxo de um Land Rover”, finaliza Paulo.
Henrique Avancini
Conhecido como um dos principais nomes do ciclismo mundial, Henrique Avancini se apaixonou pelo esporte ainda criança, tendo começado a competir com apenas 8 anos de idade. Essa paixão foi herdada de seu pai, Ruy, ciclista durante os anos 70 e dono de uma bicicletaria, lugar onde Henrique começou a se interessar pelo esporte. Hoje embaixador da Land Rover no Brasil, Henrique Avancini coleciona vitórias e reconhecimentos nacionais e internacionais, fruto de sua grande dedicação ao esporte. Entre suas principais conquistas estão o título mundial de MTB em 2018, no Campeonato Mundial Maratona, na Itália, sete títulos de campeão brasileiro (em 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2013 e 2015), três vezes campeão pan-americano de MTB (2006, 2007, 2015), campeão sul-americano de MTB em 2014 e sua posição como o único atleta a ser campeão brasileiro em todas as categorias de base até a elite.
Para download das imagens em alta resolução, clique aqui.

Sobre a Jaguar Land Rover
A Jaguar Land Rover é a maior fabricante de automóveis do Reino Unido, construída em torno de duas marcas icônicas de carros britânicos: a Land Rover, líder mundial de veículos premium com tração nas quatro rodas, e a Jaguar, uma das principais marcas de sedãs e esportivos de luxo do mundo. Na Jaguar Land Rover, somos movidos pelo desejo de entregar veículos líderes de segmento, que proporcionarão experiências que nossos clientes vão amar por toda a vida. Em 2018, a Jaguar Land Rover vendeu 592.708 veículos em 128 países.
Apoiamos cerca de 260 mil pessoas por meio de nossa rede de concessionários, fornecedores e empresas locais.
Somos uma empresa essencialmente britânica, com dois grandes centros de design e engenharia, três fábricas de veículos e um centro de fabricação de motores no Reino Unido. Também temos fábricas na China, Brasil, Índia, Áustria e Eslováquia.
A partir de 2020, todos os novos veículos Jaguar Land Rover terão ao menos uma versão eletrificada, oferecendo ainda mais opções aos nossos clientes. Introduziremos um portfólio de produtos eletrificados em toda a nossa gama de modelos, englobando veículos elétricos, híbridos plug-in e híbridos leves, além de continuar oferecendo os mais recentes motores a diesel e a gasolina.
Sites: www.media.landrover.com e www.media.jaguar.com
Facebook: www.facebook.com/landroverbr e www.facebook.com/jaguarbrasiloficial
Instagram: @landroverbr e @jaguarbrasil
YouTube: www.youtube.com/user/landroverbr e www.youtube.com/user/JaguarBrasilOficial
Twitter: @landrover_br

Harley-Davidson celebra os 80 anos da Bike Week de Daytona

Como vários outros grandes eventos de motociclismo, a Bike Week remonta a uma corrida de motocicletas: neste caso, a Daytona 200, há muito sancionada pela American Motorcyclist Association (AMA)

Clique para Download
Divulgação/Harley-Davidson do Brasil
link.php?code=bDpfX19JTUdfX18wJTNEZ1RZbGRETWhwamNpNVNidk5tTGhKbmNsUkhRcHhHYmxOV2RzRldiaE4zY2w1V1kycFRONFVqTjFNRE0wY1RNNmNXWndwbUwzOUdiemdUTzVJV053QUROaWhETzJjak41TURPbVJET2tGbU55Z2pObFpXWXlNalJ5VVNZeU1qUnlVeU55SXpNR0pUSjVjVE16RXpYdFVUTXQ4VmJ2Tm1MeUJYYnRrbVJ5VWlSeVVTUXpVeWN3Ukhkb3BUTzoxNzQwMzU2NTg1OnZhbmVzc2FtYWx1Y2VsbGlAdGVycmEuY29tLmJyOjJmODIwOA==
Para comemorar a 80ª edição da Bike Week de Daytona, a Harley-Davidson construiu uma motocicleta Road Glide® Special com temática de Daytona

A areia e o surfe, o inverno quente ou, quem sabe, a emoção da primeira corrida de motocicleta no litoral podem ter sido os responsáveis por dar a Daytona o título de sede da Bike Week. As atividades animadas que acontecem por conta do evento também podem ser o motivo que atrai tantos motocicletas há mais de 80 anos. Seja lá qual for a razão, a Bike Week tem sido uma tradição do motociclismo desde 24 de janeiro de 1937, sendo hoje considerada por pilotos de todo o mundo como o marco "oficial" do início da temporada de pilotagem.

Assim como vários outros grandes eventos de motociclismo, a Bike Week começou como uma corrida de motocicletas: neste caso, a Daytona 200, sancionada pela American Motorcyclist Association (AMA) há muito tempo. O autódromo original usava exclusivamente a característica homônima de Daytona Beach, a faixa de areia compactada entre o Oceano Atlântico e a estrada pavimentada, hoje conhecida como State Road A1A - para receber uma corrida de resistência de 200 milhas e testar a força do homem e da máquina. Nos primeiros anos, os moradores locais chamavam a Daytona 200 de "Handlebar Derby".

Desde o início, a Harley-Davidson faz parte do crescimento e sucesso da Bike Week, entrando e ganhando corridas, exibindo seus produtos para os visitantes e, é claro, produzindo a motocicleta preferida da grande maioria dos pilotos competidores.

Hoje, a Bike Week se tornou um festival de 10 dias que alcança toda a região nordeste da Flórida. Com centenas de eventos dedicados a quem é apaixonado por motocicletas, a Bike Week agora recebe centenas de milhares de visitantes anualmente e é apreciada por moradores e entusiastas de motocicletas do mundo inteiro.

80 anos da Bike Week de Daytona: linha do tempo

1937: A festa da motocicleta de uma semana de duração que agora conhecemos como Daytona Bike Week começa em 1937, quando a corrida nacional de 200 milhas da AMA encontra um novo lar no campo de areia de Daytona Beach, Flórida. A primeira corrida ocorre em uma praia e estrada de 3,2 milhas ao sul de Daytona Beach, com horários de largada ditados pelas tabelas de marés locais. O percurso de praia original abrangia aproximadamente duas milhas ao sul ao longo da South Atlantic Avenue: começava pela linha de partida perto de Ponce Inlet, passando pela praia em volta de uma curva de banco de areia compactado, seguindo 1,5 milha ao norte ao longo da praia até a North Turn e, então, iniciava-se a próxima volta. Ed Kretz de Monterey Park, Califórnia, vence a primeira corrida, com média de 73,34 mph em uma Indian. Ele também ganha o troféu inaugural da Cidade de Daytona Beach.

1938: Ben Campanale conquista a primeira vitória da Harley-Davidson na Daytona 200, a primeira de 16 vitórias para o Bar & Shield.

1939: Campanale segue com uma segunda vitória na Daytona 200. Uma matéria do Daytona Beach News-Journal ressalta que "a festa ficou tão agitada que os bombeiros da cidade tiveram que ser chamados para acalmar os ânimos da multidão com um pouco de água fria."

1940: Babe Tancrede vence a terceira Daytona 200 consecutiva da Harley-Davidson, que conta com outras oito motos Harley® dentre as 10 primeiras colocadas.

1941: Os líderes da cidade tentaram "limitar, senão acabar com o tumulto" organizando atividades para os fãs, como eventos de campo, uma corrida de 100 milhas para novatos, um desfile de motociclistas e "a entrega de troféus às motociclistas mais bem vestidas."

1942-1946: Os eventos Daytona 200 e Bike Week são suspensos por cinco anos, período em que o país luta e se recupera da Segunda Guerra Mundial, razão pela qual estamos celebrando a 80ª Bike Week em 2021 e não a 85ª. Mas alguns moradores e visitantes continuam a comparecer à festa todos os anos, com corrida ou sem corrida, para um evento não oficial que ficou conhecido como Bike Week.

1947: Em 24 de fevereiro de 1947, a corrida Daytona 200 é retomada na praia, promovida pelo lendário Bill France Sr. da famosa NASCAR. As matérias dos jornais da época relatam que os chefes da cidade pediram aos moradores que abrissem suas casas aos motociclistas visitantes porque todos os quartos de hotel e áreas de acampamento estavam lotados. A Daytona 200 1947 registra um recorde de 176 pilotos. A maioria dos lugares "cobrava taxas de aluguel moderadas": um quarto duplo sem banheiro privativo custava, em média, US﹩ 4.00 ou US﹩ 5.00.

1948: Com o aumento nas construções ao longo da praia, os organizadores são forçados a levar a corrida mais para o sul em direção a Ponce Inlet. O novo circuito tem 4,1 milhas de extensão. Longe da praia, os eventos supostamente ficam tão fora de controle que um comitê da Câmara de Comércio é formado para bolar um plano, endossado pela AMA, com o intuito de "evitar tumultos desenfreados". O plano inclui verificar os silenciadores em todas as abordagens da cidade e distribuir listas de regras de comportamento a todos os visitantes para ajudar a limitar o influxo do que a AMA chamou de "1%", em comparação aos "99% do motociclismo público" que "cumpre a lei".

1949: Uma granada de gás lacrimogêneo é usada para acalmar a multidão quando alguns motociclistas insistem em pilotar pela rua principal, que tinha sido fechada para um baile de rua. "Temos muito mais granadas se precisarmos delas", diz um xerife local.

1950: No início da década de 1950, as Bike Weeks são relativamente calmas. O evento de 1950 é descrito como silencioso, ordeiro e "o fim de semana de corrida de maior sucesso da história de Daytona Beach".

1951: O clima "Velho Oeste" já é considerado coisa do passado, provavelmente graças à presença de 70 oficiais de forças policiais de fora da cidade levados pelos líderes da cidade para ajudar a controlar a multidão e fazer cumprir a lei. Mas a diversão saudável ainda é incentivada: um "programa de entretenimento para a diversão dos entusiastas de motocicletas" faz parte da programação, incluindo um "concurso para o melhor esquadrão de polícia uniformizado".

1953: Depois de uma série de quatro vitórias consecutivas da marca britânica Norton, a Harley-Davidson volta com força total em 1953 com uma vitória de Paul Goldsmith, iniciando uma década de domínio na praia, incluindo sete vitórias consecutivas de 1955 a 1961.

1954: O Grand National Championship da AMA acontece pela primeira vez em uma pista plana de Daytona, no Welch Memorial Stadium, um campo de futebol local - uma novidade à tradição de corrida da Bike Week.

1960: Marcando o fim de uma era, a última corrida no antigo percurso da praia é realizada em 1960, vencida por Brad Andres pela Harley-Davidson.

1961: No ano seguinte, a Daytona 200 muda-se para o novíssimo Daytona International Speedway, construído por Bill France para receber a série de corridas de stock car da NASCAR, que estava em alta expansão. Apesar da mudança, a grande maioria das festas dos pilotos permanecem na praia. Roger Reiman vence a primeira corrida no asfalto pilotando uma motocicleta Harley-Davidson®.

1963: Ralph White vence a Daytona 200 pela Harley-Davidson, a primeira de três vitórias consecutivas para a marca laranja e preta.

1964: Reiman vence sua segunda Daytona 200.

1965: Harley-Davidson faz uma dobradinha em 1º e 2º na Daytona 200 com Reiman e a estrela iniciante Mert Lawwill, que mais tarde ficaria famoso pelo papel de protagonista no documentário "Um domingo sobre moto".

1967: No final dos anos 1960, a Bike Week ultrapassa os limites da cidade de Daytona Beach. Em Samsula, Olga "Tia Ollie" Weber, filha do cofundador da cidade, Joe Sopotnick, assume o posto de gasolina e o armazém geral que ele construiu em meados dos anos 20 e aos poucos o transforma em um lugar onde os visitantes poderiam interagir, apostar em rachas ilegais e acampar no velho campo de repolho nos arredores. Anos depois, Ron Luznar, sobrinho de Weber e novo proprietário do bar, percebe que os eventos de "luta livre" envolvendo biquínis e ingredientes pegajosos estavam crescendo em popularidade. Mantendo a marca, a luta de salada de repolho logo torna-se uma atração famosa e mundialmente famosa do bar Sopotnick’s Cabbage Patch.

1968: Depois de alguns anos sem vitórias para a Harley-Davidson, o piloto da equipe de fábrica Cal Rayborn vence a Daytona 200 por uma volta completa, com média de 101,290 mph, a primeira motocicleta com média superior a 100 mph em toda a distância da corrida.

1969: Rayborn repete sua vitória na Daytona 200, mais uma vez percorrendo todo o circuito a caminho de sua segunda e última vitória, e a última vitória até agora para a marca Harley-Davidson. Tragicamente, Rayborn morreu em um acidente de moto na Nova Zelândia em 1973.

1971: Segurando o ticket para estacionar sua Harley na Main Street, Tommy Asberry, um motociclista negro de Atlanta, é recebido de maneira mais hospitaleira ao lado de muitos outros motociclistas negros rejeitados na área da 2nd Avenue de Daytona (renomeada como Dr. Mary McLeod Bethune Boulevard) para participar da Black Bike Week, um grande evento na comunidade de pilotagem afro-americana.

1973: Karl Smith, também conhecido como Big Daddy Rat, apresenta o primeiro Rat’s Hole Show durante a Bike Week, lançando a famosa série de exposições de motocicletas personalizadas, ainda hoje presente em eventos e ralis do mundo inteiro.

1974: O mundialmente famoso Boot Hill Saloon, lendário bar de motociclistas, fica famoso durante sua primeira Bike Week em 1974 porque o novo proprietário Dennis Maguire "não queria ter problemas com motoqueiros", conforme contou ao jornal Orlando Sun-Sentinel anos mais tarde.

1976: A Harley-Davidson começa a realizar uma exposição anual de novas motocicletas, peças e acessórios e mercadorias em geral durante a Bike Week no salão de baile do Hilton Hotel, na Atlantic Avenue. Com o passar dos anos, a exposição da empresa e os passeios gratuitos de demonstração de motocicleta atravessariam a rua para o Ocean Center, mais tarde para a Beach Street e, finalmente, para o Daytona International Speedway.

1978: Harley-Davidson celebra seu 75º aniversário com uma exposição de motocicletas novas, vintage e personalizadas que atraiu mais de 40.000 visitantes durante a Bike Week.

1980: O famoso Iron Horse Saloon é inaugurado na saída da Main Street em Daytona Beach, tornando-se conhecido como um bar popular entre motociclistas. Convidar clientes para amassar uma motocicleta japonesa para caridade tornou-se um evento anual popular por vários anos no Iron Horse e em outros estabelecimentos locais.

1987: O Iron Horse Saloon é realocado para sua localização atual nos EUA, na Highway 1 em Ormond Beach, tornando-se famoso pelos shows ao vivo da lendária estrela da música country David Allen Coe, que mais tarde se tornaria proprietário do saloon.

1988: No final da década de 1980, as relações entre os visitantes da Bike Week, os moradores locais e as autoridades municipais continuaram a piorar, pois os motociclistas desordeiros passaram a ser vistos como um incômodo indesejável. A Força-Tarefa do Festival Bike Week é formada em 1988 para trazer uma organização mais formal ao evento, melhorar as relações com a comunidade e gerenciar melhor a magnitude que o evento tinha ganhado.

1990: A Bike Week sedia um desfile mundial em homenagem ao magnata das revistas e piloto apaixonado pela Harley-Davidson, Malcolm Forbes, que havia morrido no início daquele ano.

1991: A Harley-Davidson celebra o 50º aniversário da Bike Week de Daytona com a motocicleta FXDB Daytona Special Edition. Revestida de tons brilhantes com acabamento cromado e ostentando o primeiro trabalho de pintura de pérolas verdadeiras da H-D, a produção foi limitada a 1.700 unidades. No mesmo ano, o Daytona Beach CVB, reconhecendo a crescente popularidade da área como um destino para motociclistas, lança em outubro um segundo rali de motocicletas de uma semana de duração, denominado Biketoberfest.

1994: A Harley-Davidson VR1000 Superbike estreia na Daytona 200 com o futuro piloto do Hall da Fama da AMA Miguel Duhamel, no mesmo ano em que Bruce Rossmeyer abre sua primeira concessionária Harley-Davidson na Beach Street.

2001: O cineasta de Los Angeles Randall Wilson filmou o documentário Glory Road: The Legacy of the African-American Motorcyclist para a Corporation for Public Broadcasting durante o encontro Black Bike Week. O aclamado cineasta considera a atmosfera descontraída da Second Avenue um "giro de 180 graus" do comercialismo crasso, machismo e sexismo aprimorado pelo silicone presentes na Main Street.

2002: Willie’s Tropical Tattoo em Ormond Beach sedia a primeira Old Time Chopper Show, evento que cresceu e se tornou uma das exposições de motos vintage mais esperadas e frequentadas do país.

2005: Bruce Rossmeyer abriu a concessionária Destination Daytona de mais de 9.000 metros na Interstate 95, em Ormond Beach, tornando este o principal local de sua crescente rede de concessionárias e um destino imperdível da Bike Week, com entretenimento, exposições de motocicleta e centenas de vendedores no campus de 60 hectares.

2006: Buell Motorcycle Company inscreve três motocicletas XBRR na Daytona 200.

2008: The Limpnickie Lot, um grupo de jovens customizadores e entusiastas que mistura choppers old school, hot rods e kustom kulture, monta acampamento no parque de skate Stone Edge em Daytona Beach, tornando este um ponto focal para uma nova geração de participantes da Bike Week.

2009: Danny Eslick coloca um Buell® 1125R na pole da Daytona 200.

2010: Depois de ter o Estádio Municipal como lar por mais de duas décadas, a corrida Daytona Short Track de abertura da temporada da AMA mudou para um novo oval de 600 metros, construído para esse fim, situado fora das curvas 1 e 2 do Daytona International Speedway (DIS). Em 2017, a pista foi transferida para o campo interno do oval do DIS e se tornou um TT em terra e asfalto com curvas para a esquerda e direita e um obstáculo no meio.

2011: Scott Russell, pentacampeão da Daytona 200, entrou na série AMA XR1200 em uma motocicleta XR1200 patrocinada pelo Harley Owners Group®.

2017: O construtor de bicicletas personalizadas Billy Lane promove a primeira corrida de motocicletas Sons of Speed Vintage no New Smyrna Speedway, trazendo para a Bike Week o estilo e o espírito das corridas de motocicletas anteriores a 1925.

2018: O piloto de acrobacias Doug Danger, um protegido do lendário saltador Evel Knievel, faz um salto de exibição no Daytona International Speedway para abrir a temporada da American Flat Track. Em 2021, Danger planeja quebrar o recorde mundial de 18 ônibus no Dia dos Pais, pilotando uma das motocicletas originais de Knievel.

2020: Rolling Project Odyssey, do The Wounded Warrior Project, visita a Bike Week como parte de um passeio de motocicleta e sessão de terapia patrocinados pela Harley-Davidson para veteranos feridos que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático e lesões cerebrais traumáticas.

2021: Para comemorar a 80ª edição da Bike Week de Daytona, a Harley-Davidson construiu uma motocicleta Road Glide® Special com temática de Daytona.

A Harley-Davidson do Brasil oferece o plano de financiamento "Harley Own", cujo objetivo é viabilizar a compra da sua motocicleta Harley-Davidson com parcelas mensais 30% menores que finaciamentos tradicionais. O "Harley Own" possui uma parcela significativamente mais baixa por mês e uma parcela final com opção da quitação pelo concessionário na compra de outra motocicleta Harley-Davidson zero-quilômetro. Procure a concessionária mais próxima e conheça melhor as condições que a Harley-Davidson Financial Services tem para lhe oferecer.

As motocicletas da Harley-Davidson do Brasil estão disponíveis para um exclusivo Test Ride em toda a rede de concessionárias autorizadas da marca no País, de acordo com a disponibilidade dos modelos na rede e seguindo as recomendações dos governos estaduais e municipais em relação aos cuidados com a saúde. Para registrar seu interesse, acesse o site https://testrides.harley-davidson.com/pt_BR e inscreva-se. Encontre a loja Harley-Davidson mais próxima em https://www.harley-davidson.com/br/pt/tools/find-a-dealer.html . Confira as ofertas do mês em https://www.harley-davidson.com/br/pt/tools/offers.html .

9=ETZkhDOlpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39GbzITN3ETO4QzNkJGN0QmMzMTZmFTO1gTY4YWY1EWY3MjRyUSY3MjRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDM 5=kTMiJGO0ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39Gb2IGNjlDZwUDZ1YzMwEmZ3QjZ1QjNzkjYzADZwQDMiljRyUCMiljRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTO
Daytona 200 - H-D Archives
Harley-Davidson vence Daytona 200 - H-D Archives
2=YTYjVmM4ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39GbmZDM0IGNyIjZiZGNjJDOwMzMmdzYyQzMyYDMyMWZ1QjRyUSZ1QjRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjM 2=MWZxgDZzojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39Gb1gjNjFmYlVDZ0QWZ1YzYihDNihjYxgjNxgTZkJ2NxEmRyUyNxEmRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTO
Fãs da corrida de Daytona com figurino combinando, em 1940 - H-D Archives
Ben Campanelle em Daytona, 1941 - H-D Archives
7=U2N1ATZ3ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39GbyAjZyEmY5QDZxITMmhDNhlTN2ETOkZmZ3ImMkVGZwEmRyUCZwEmRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM 8=kjZzIzNlpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39Gb3E2M4kzMlZDM0gjN0UzMzEmMwQDZ3YDZ3czN5U2Y1YmRyUyY1YmRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjN
Vitória em 1969 - H-D Archives
The Enthusiast 1994 - H-D Archives
0=EjZmRWMjpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39Gb0IGNwUzM3QGZldjN4YjY5kTY3IjN5cjMzkDNmhTN2UmRyUSN2UmRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzM 2=cTO4ImN1ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTN4UjN1MDM0cTM6cWZwpmL39Gb1MmZkJ2N0kjZkJTOzMzM3gzM4QWYzkTY2YzNyYGMxMjRyUCMxMjRyUyNyIzMGJTJ5cTMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDN
Iron Horse Saloon - H-D Archives
Rolling Odyssey, Flórida - H-D Archives

SOBRE A HARLEY-DAVIDSON

Harley-Davidson, Inc. é a empresa controladora da Harley-Davidson Motor Company e da Harley-Davidson Financial Services. Nossa visão: Construindo nossa lenda e liderando nossa indústria por meio da inovação, evolução e emoção. Nossa missão: Mais do que construir máquinas, defendemos a busca atemporal por aventura. Liberdade para a alma. Desde 1903, a Harley-Davidson tem definido a cultura da motocicleta com uma gama em expansão de motocicletas de ponta, distintas e personalizáveis, além de experiências de pilotagem e acessórios, equipamentos e roupas de pilotagem excepcionais. Harley-Davidson Financial Services fornece financiamento, seguros e outros programas para ajudar a colocar os motociclistas da Harley-Davidson na estrada. Saiba mais sobre como a Harley-Davidson está construindo a próxima geração de motociclistas em https://www.harley-davidson.com/br/pt/

Linguiça, Lombo e Costelinha Suína ao Barbecue na Air Fryer? Confira receitas práticas para surpreender na cozinha

"Queridinha" na cozinha dos brasileiros tem ajudado quem começou a cozinhar durante a pandemia

Muitas pessoas “redescobriram” a cozinha na pandemia. Com restaurantes fechados por alguns períodos, foi preciso incluir na rotina do home office o preparo das refeições. Mas, com horários cada vez mais apertados, a procura por eletrodomésticos e eletroportáteis como a Air Fryer disparou durante esse período.

Segundo o Google Trends, o termo de pesquisa “Receitas para fazer na air fryer” teve um crescimento na procura de 150% nos últimos 12 meses. Um dos principais motivos desse aumento na demanda do produto se refere à praticidade que ele proporciona. O eletroportátil permite preparar receitas sem o uso de óleo, proporciona uma rápida limpeza e os alimentos ficam prontos em pouco tempo.

Por isso, a Alegra preparou três receitas práticas com carne suína, que podem ser feitas na Air Fryer. Confira:

Costelinha Alegra com barbecue

Ingredientes:

– ½ kg de costelinha suína Alegra
– Molho tipo barbecue
– Suco de ½ limão
– 1 colher (sopa) de alho espremido
– 1 colher (sopa) de alecrim fresco ou seco
– 1 colher (sopa) de azeite
– 1 pitada de pimenta calabresa
– 1 pitada de pimenta-do-reino
– Sal a gosto

Modo de preparo:

Em uma vasilha pequena, misture suco do limão, alho, alecrim, azeite, as pimentas e o sal, depois reserve. Corte a costela suína Alegra em pedaços entre os ossinhos. Coloque os pedaços dentro de um saquinho plástico e despeje sobre eles o tempero. Feche e deixe marinando por 30 minutos. Se preferir, você pode deixar de um dia para o outro, na geladeira.

Após marinar, retire as costelinhas do saco e coloque na cesta da air fryer. Pincele generosamente o molho barbecue. Programe a air fryer por 35 minutos a 200°C. Na metade do tempo, vire as costelinhas e pincele com mais molho barbecue. Retire, aplique mais barbecue e sirva.

Molho barbecue caseiro

Ingredientes:

– ¼ xícara de vinagre
– ¼ xícara de catchup
– 3 colheres de açúcar
– 3 colheres de shoyu
– 2 colheres de azeite
– 1 alho batido
– 1 cebola batida
– 1 colher de suco de limão

Modo de preparo:

Refogue o alho e a cebola no óleo, depois adicione todos os outros ingredientes. Mexa e espere encorpar.

Lombo suíno Alegra na air fryer

Ingredientes:

– 500g de lombo suíno fatiado Alegra
– 2 colheres de azeite
– 2 dentes de alho cortadinhos
– Salsinha picada a gosto
– Pimenta-do-reino a gosto
– Sal a gosto

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes em um recipiente e acrescente as fatias de lombo suíno Alegra. Mexa bem e deixe a carne marinando por 10 minutos. Coloque na air fryer e cozinhe por 15 minutos a 180°C, virando os bifes na metade do tempo.

Linguiça Alegra na air fryer

Ingredientes:
1 pacote de linguiça Alegra

Modo de preparo:

Você só precisa deixar os cortes assando por 20 minutos a 180°C, virando na metade do tempo. As linguiças vão ficar super suculentas! Agora, se você preferir mais sequinha, acrescente mais 5 minutos de preparo.

A dica aqui, além de apostar nas linguiças frescais Alegra, que proporcionam aquele aroma e sabor de churrasco no meio da semana, é usar também as linguiças saborizadas Alegra.

Sobre a Alegra

A indústria de alimentos Alegra é a união das cooperativas de origem holandesa, Frísia, Castrolanda e Capal, que constituem o grupo Unium. Uma empresa que combina condições de trabalho ideais aliando tecnologia, equipamentos de última geração, preocupação com o bem-estar dos animais e sustentabilidade em seu parque industrial, sempre primando pela excelência em seu produto final, que utiliza as melhores carnes suínas. Em 2017, a marca conquistou o reconhecimento internacional quanto às Práticas de Bem-estar Animal no abate, tornando-se a primeira planta brasileira a receber essa certificação em bem-estar suíno, pela WQS. Mais informações em www.alegrafoods.com.br.

Os seres humanos como parte do meio ambiente Valéria Pilão

O meio ambiente é tema que a cada década se avoluma no espaço político e econômico e muito se tem discutido sobre medidas para protegê-lo. A ordem econômica brasileira, prevista na Constituição da República de 1988, está fundada em alguns princípios e, dentre eles, está a defesa do meio ambiente. Na mesma Carta está previsto que a propriedade rural deve atender a função social na mesma medida em que deve preservar o meio ambiente.
Ainda, para conferir status constitucional ao tema, há um capítulo específico, no artigo 225, afirmando que se impõe ao poder público e à coletividade o dever de defender e preservar o meio ambiente ecologicamente equilibrado ao qual todos têm direito, tanto as gerações presentes como as gerações futuras. Interessante notar que, o documento máximo da República impõe que as medidas sejam guiadas a atender a salvaguarda do meio ambiente a fim de garantir condições de vida aos humanos ainda vindouros.
No Rio de Janeiro, em 1992, a “Declaração do Rio sobre o meio ambiente e desenvolvimento” reafirmou a “Declaração da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano”, adotada em Estocolmo em 16 de junho de 1972, e elevou o patamar da discussão, consolidando o tema como de alta importância para os países signatários, incluso o Brasil.
Vale lembrar que em 1987 foi divulgado o documento final da Conferência de Estocolmo, chamado de Relatório “Nosso Futuro Comum” e reconhecido como “Relatório Brundtland” em razão do sobrenome da então primeira-ministra norueguesa, Gro Harlem Brundtland (1939-), e foi neste documento que houve efetiva aproximação entre direitos humanos e meio ambiente, impondo a integração dessa temática às agendas políticas nacionais.
A Agenda 2030, voltada para o desenvolvimento sustentável, mostra a construção histórica de instrumentos protetivos do meio ambiente e a preocupação da Organização das Nações Unidas e, portanto, de seus países membros, com o debate e a necessidade de implementação de políticas públicas com esse viés.
Há sérios e profundos debates sobre sua definição que não cabem nesta oportunidade. De qualquer forma, vale dizer que ao falar em meio ambiente a compreensão contida é que se trata de todos os organismos vivos e não vivos do planeta Terra e que, se atingidos, afetaram o conjunto da fauna, da flora e dos seres humanos. Fazem parte, portanto, as águas, o clima, as florestas, os desertos, o ar, o espaço, o petróleo, etc. Ademais, soma-se a isso, a forma como produzimos e ordenamos rejeitos, o modo como conduzimos a produção de alimentos no campo, por exemplo.
Na declaração de 1972 ficou consagrado que o homem é construtor e obra do meio ambiente, na mesma medida em que dele se vale para o seu sustento material bem como para o seu desenvolvimento intelectual, moral, social e espiritual. Os seres humanos, portanto, são parte desse todo e dependentes de uma gestão sustentável do meio ambiente.
Não à toa, o primeiro documento de destaque da ONU que compromete a todos os países membros é chamado de “Declaração da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano”. Assim, saber-se membro dessa coletividade inescapável é o primeiro passo para a manutenção de um planeta habitável, garantindo saúde para as gerações presentes e futuras.

(*) Valéria Pilão é doutora em Ciências Sociais e professora do curso de Sociologia da Área de Humanidades do Centro Universitário Internacional UNINTER

Petra lança novo rótulo no estilo Kellerbier

Produzido especialmente para o Festival Brasileiro da Cerveja, rótulo ganha versão long neck com venda pelo e-commerce Bom de Beer
Rio de Janeiro, maio de 2021 - Uma cerveja pensada para degustar na estação onde a chuva e o frio começam a aparecer. É com esse objetivo que a Petra lança o rótulo sazonal Petra Kellerbier. Premiado com medalha de prata no Festival Brasileiro da Cerveja de Blumenau/SC, em 2016, o rótulo ganha agora versão long neck e estará disponível para venda apenas no e-commerce www.bomdebeer.com.br, a partir de 20 de maio.
Seguindo a tradição da cerveja de adega alemã, a Petra Kellerbier possui baixa fermentação, graduação alcoólica de 6,3% v/v, amargor de 22 IBU e temperatura ideal para consumo entre 4° e 6°C. Com equilíbrio entre amargor e corpo médio, traz no paladar a percepção da cerveja não filtrada com notas de lúpulo, malte e fermentação, que resultam em sensações de frescor e consistência macia na língua. O sabor residual é de uma cerveja fresca e com amargor nobre, que permanece agradável até o próximo gole.
Com tradução direta de “cerveja de adega”, o estilo traz a sensação de degustação dentro da própria adega de maturação. Para a Petra Kellerbier foi utilizado como base o estilo German Märzen, da família Lager. Märzen é um termo usado na Europa, antes de 1840, para cervejas produzidas na primavera, armazenadas a frio durante o verão e consumidas no outono.
“A Petra Kellerbier é composta por maltes Pilsen, água leve das fissuras rochosas das montanhas e lúpulos aromáticos. Os sabores gerados pela sutileza das misturas na brassagem e a delicada robustez da cerveja maturada de adega, não filtrada, conferem à nossa Kellerbier um equilíbrio perfeito proveniente das matérias-primas e da fermentação, além de um frescor intenso das notas florais adquiridas com a escolha minuciosa dos lúpulos, que te convidam sempre para o próximo gole”, explica Diego Gomes, Diretor Industrial do Grupo Petrópolis.
A Petra Kellerbier harmoniza com comidas picantes e condimentadas, frango, salsichas e queijos leves. Para beber, indica-se a tradicional Mug (caneca alemã) ou o copo tulipa. As versões de 355ml serão comercializadas por R$ 10,90, através do link.
SOBRE A PETRA - A Petra é uma linha de cervejas desenvolvida seguindo a melhor tradição cervejeira mundial. Cada um dos estilos carrega a história de respeito aos preceitos essenciais de processos e matérias primas, sem ceder a modismos ou experimentações. Prezando pela harmonização, Petra apresenta rótulos que agradam aos mais exigentes paladares: Petra Aurum, Petra Schwarzbier, Petra Bock, Petra Weiss Bier, Petra Stark Bier, Petra Escura e Petra Origem. A Petra é parceira do Saber Beber, programa que incentiva o consumo consciente de álcool, reforçando que o ato de beber não é um problema, desde que seja feito de forma consciente e responsável.
www.cervejapetra.com.br
@cervejapetra

Dia das Mães: confira receita do chef Beto Madalosso para um almoço especial

Novamente, o Dia das Mães deverá ser comemorado à distância. Mas a gastronomia continua sendo uma das melhores formas de aproximar as famílias. A convite da Alegra, o chef Beto Madalosso criou uma receita exclusiva, com dicas preciosas, para curtir a data, mesmo sem a presença física. Para a comemoração, ele aposta em um prato clássico de macarronada, mas com um toque especial. Confira a receita de espaguete com molho de calabresa Alegra e vinho branco para tornar o Dia das Mães 2021 inesquecível.

Espaguete com calabresa Alegra

Ingredientes

1 pacote de macarrão espaguete
1 Linguiça calabresa Alegra
1 colher (sopa) de cebola picada
8 cogumelos paris
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco
1 cálice de Vinho branco
Salsinha picada
Sal e pimenta a gosto
Modo de preparo:

Comece cortando a cebola e os cogumelos em cubinhos. Depois, corte a linguiça em cubos também. Em seguida, coloque a cebola em uma frigideira quente.
Após a cebola dourar, junte a calabresa Alegra e o cogumelo e refogue por alguns minutos.
Quando todos os ingredientes estiverem dourados, acrescente o vinho e deixe secar um pouco.
Junte o creme de leite fresco ao molho. Depois de mexer bem, coloque a salsinha picada e a pimenta a gosto. Misture novamente com todos os ingredientes e o molho está pronto.
Depois, coloque o molho sobre o macarrão cozido e está pronto para servir.
Sobre a Alegra

A indústria de alimentos Alegra é a união das cooperativas de origem holandesa, Frísia, Castrolanda e Capal, que constituem o grupo Unium. Uma empresa que combina condições de trabalho ideais aliando tecnologia, equipamentos de última geração, preocupação com o bem-estar dos animais e sustentabilidade em seu parque industrial, sempre primando pela excelência em seu produto final, que utiliza as melhores carnes suínas.Em 2017, a marca conquistou o reconhecimento internacional quanto às Práticas de Bem-estar Animal no abate, tornando-se a primeira planta brasileira a receber essa certificação em bem-estar suíno, pela WQS. Mais informações em www.alegrafoods.com.br.