Conheça as melhores cervejas caseiras do Paraná

Aconteceu no último final de semana o X Concurso Paranaense de Cervejas Feitas em Casa, na sede de Gastronomia do Centro Europeu, em Curitiba. O evento é promovido pela Associação dos Cervejeiros Artesanais Paranaenses (Acerva), e nessa edição contou com o apoio do Centro Europeu.

A medalha de ouro do "Best Of Show", que define os três melhores rótulos do evento, ficou com o curitibano Jean Nascimento, que produziu a cerveja "Grand Cru 2019", no estilo Wild Specialty Beer.

"Foram anos produzindo e estudando sobre cervejas, sobre os insumos, fermentos e processo de produção com o meu parceiro Wagner Stumpf. Essa cerveja ficou maturando mais de um ano e oito meses no barril, além de aproximadamente um ano na garrafa até o concurso", afirma o vencedor.

A prata foi para Foz do Iguaçu, com o cervejeiro Plati Pedraja. Ele fez a cerveja "Arlovi Rauchbier", no estilo Rauchbier. O bronze está em Maringá, com Flávio Meneguetti, que fez a cerveja "Meu Porão", no estilo Kellerbier.

Do total dos 140 rótulos inscritos no concurso, nove vencedores vão participar da Copa Acerva Brasil. Foram classificados os ouros de cada categoria, entre elas: Lagers claras; Amber Lager, Dark Lager & Bock; Pales Ales; IPAs e Amber Ale & Brown Ale.

De acordo com o vice-presidente da Acerva e diretor de prova, Daniel Dallagassa, o nível das amostras inscritas foi surpreendente. "Eu nunca tinha visto um Best Of Show com um nível tão alto. A cerveja que ganhou é envelhecida em barril e tem uma dificuldade técnica enorme em ser feita. O cervejeiro entregou uma bebida em padrão de classe mundial. Foi excepcional", afirmou.

O presidente da associação, Lenir Filho, afirma que a expectativa de premiação das cervejas paranaenses na Copa Brasil é alta. "Os resultados expressam uma franca evolução do cervejeiro caseiro, com cervejas cada vez mais elaboradas e bem executadas".

Para Rogério Gobbi, diretor Acadêmico do Centro Europeu, "foi uma experiência única poder abrigar em nossa estrutura de gastronomia, um concurso dessa grandeza, além de contribuir com a divulgação e valorização da cerveja artesanal, considerando ainda, que há mais de 6 anos o Centro Europeu incluiu em seu portfólio, o curso de Beer Sommelier & Home Brewer, pois sempre acreditamos no crescimento e na profissionalização desse setor". Esse concurso vem coroar nossa aposta".

O resultado de cada categoria está disponível em: https://bit.ly/2YOjAYx . A 1ª Copa Brasil, vai acontecer em Brasília, entre os dias 06 e 07 de novembro.

APRENDA A PRODUZIR CERVEJAS ARTESANAIS - Os amantes de cervejas que desejam se especializar podem ingressar no Curso Beer Sommelier & Home Brewer que é oferecido nos formatos presenciais e online pelo Centro Europeu. Além de preparar o aluno para produzir sua própria cerveja, o curso ensina técnicas de degustação, análise sensorial e harmonização gastronômica com a bebida.

São ministradas aulas de insumos, produções, técnicas de harmonização e contamos também com técnicas de serviços da bebida e glassware - adequação de taças à bebida. Os alunos recebem um case com taças para degustação, livro de conteúdos, caderno de análise sensorial, abridor de cerveja, kit de análise sensorial (on off flavors) e aproximadamente 40 rótulos de cervejas das principais escolas cervejeiras mundiais, para que possam acompanhar as degustações que serão conduzidas para cada aula.

Para saber mais e realizar a sua matrícula, acesse: centroeuropeu.com.br

1º Barreado Elefante Voador

1º Barreado Elefante Voador
Prato típico do litoral do Paraná terá como acompanhamentos: arroz branco, banana e farinha
No sábado, 16 de outubro, sob o comando de Mercedes Ritzmann, acontece o 1º Barreado Elefante Voador, espaço que fica no Hostel Bebel, no Vale do Pinhão, bairro Rebouças.

Elaborado de forma artesanal, o prato típico do litoral do Paraná terá como acompanhamentos: arroz branco, banana e farinha.

Parte da renda será revertida para a compra de cestas básicas, posteriormente, enviadas a famílias que sofrem com a pandemia.

O Barreado (R$ 100,00) serve duas pessoas.

Compras antecipadas.

Reserve pelos telefones (41) 9 9957-1547 Bebel.

A entrega por Drive Thru será entre 12h e 14h.

O pagamento pode ser feito por PIX para a chave CPF 57650519953.

Após pagamento, o cliente deve encaminhar o comprovante via WhatsApp, juntamente com o endereço, caso seja entrega em domicílio (+R$ 10,00).

Fuego y Cerveza, o festival gastronômico da Cerveza Patagonia no Paraná

Cervejaria argentina cria rota de restaurantes em Curitiba e Quatro Barras para promover uma verdadeira experiência culinária patagônica

Até o dia 24 de outubro, as cidades de Curitiba e Quatro Barras recebem o festival Fuego y Cerveza, rota gastronômica criada pela Cerveza Patagonia, maior cervejaria craft da Argentina, que promete trazer harmonizações entre seus sabores e a culinária local. Participam dessa ação 21 restaurantes, trazendo diversas opções para os mais variados paladares. O Festival vai de encontro com os ideais da cervejaria, reconhecida por inspirar a exploração de novos sabores e horizontes. “Sempre buscamos unir a gastronomia com experiências únicas que têm a cara da Patagonia. Desta vez não será diferente. As pessoas terão a oportunidade de provar pratos especialmente preparados para harmonizar com as cervejas da marca. Tudo isso de uma forma única”, comenta Daniel Silber, head de marketing da Cerveza Patagonia no Brasil. As carnes e a parrilla são a grande aposta dos restaurantes participantes, mas o público também pode conferir as harmonizações com outros ingredientes como o pinhão, por exemplo.
Para participar do festival é simples, basta acessar o site www.cervezapatagonia.com.br/fuego-y-cerveza e conferir a lista de todos os pratos oferecidos em cada restaurante parceiro. Após selecionar o prato desejado, é emitido um voucher que deve ser apresentado no restaurante selecionado para viver essa experiência patagônica. No restaurante, o cliente será recebido com rótulos da marca que irão aguçar os sabores da receita.
A origem da cerveja
No coração do Circuito Chico, no quilômetro 24.7, em São Carlos de Bariloche, a marca inaugurou em junho de 2016 a Cervecería Patagonia, um brewhouse onde o público pode acompanhar a elaboração das cervejas direto do bar e degustar pratos típicos da região patagônica harmonizados com as bebidas. No Brasil, a marca disponibiliza atualmente quatro estilos: Patagonia Bohemian Pilsener, com um aroma fresco e frutado bem característico, além de uma coloração dourada profunda; Patagonia Amber Lager, marrom acobreada com aroma sutil de caramelo; Patagonia Weisse, com aroma cítrico com notas de laranja e coentro que equilibram perfeitamente o aroma e o sabor refrescante e pouco adocicado desta cerveja; e a Patagonia 24.7, uma Session IPA puro malte com sauco e mel, apresentando tom dourado profundo e notas de frutas brancas, refrescante sem perder a potência do lúpulo. A Cerveza Patagonia no Brasil faz parte do Fundo de Bebidas da ZX Ventures, hub de aceleração e inovação da Ambev e que busca construir o portfólio de bebidas do futuro da companhia por meio de novos produtos e parcerias.

Serviço
O quê: Festival gastronômico Fuego y Cerveza, por Cerveza Patagonia
Quando: Até 24 de outubro de 2021
Onde: Restaurantes parceiros de Curitiba e Quatro Barras, lista completa em www.cervezapatagonia.com.br/fuego-y-cerveza
Informações: É necessário adquirir o voucher no site acima e apresentar no restaurante selecionado.

Paraná inaugura maior clube de tiro esportivo do Brasil, em São José dos Pinhais

Dentro de uma área de 400 mil metros quadrados de muita mata preservada, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, será inaugurado o maior clube de tiro esportivo do Brasil. Com um novo conceito que pretende atender não só os praticantes da modalidade, mas também reunir amigos e famílias, o Clube de Tiro Drago, se destaca por sua estrutura que permitirá receber eventos de grande porte.

São três estandes de tiro inicialmente; 300m, que possui 15 baias com mesas para prática do tiro de precisão e conta com lunetas de espotagem e birutas com alvos de 100, 200 e 300m; um coberto com 18m X 18Mm com estrutura que mantém a circulação de ar e a dispersão de ruídos, destinado a armas curtas; e um estande aberto de 35m x 22m, arborizado e com climatização natural, com telheiro e varal de alvos, destinado a armas curtas e longas.

A estrutura possui ainda restaurante para 150 pessoas, loja, salas de aula para cursos, estande de airsoft, espaço para manutenção de armas de fogo, salão de festas, piscinas com churrasqueira, hostel, estacionamento para dois mil carros e muitas áreas de contato com a natureza.

Por mais de 32 anos o espaço é utilizado em parceria com a Polícia Militar para treinamentos e agora será um atrativo para a população em geral, especialmente aos amantes do tiro esportivo. A inauguração acontece no domingo, dia 26 de setembro, à partir das 9 horas com exposição de forças de segurança pública como, COE, TIGRE, BPCHOQUE, RONE, ROCAM, ROTAM e BOMBEIROS.

Às 10h30 iniciam as atividades recreativas como lançamento de machadinha, estande airsoft, estande de realidade virtual, estande de arco e flecha e toda uma área de lazer, No período da tarde haverá competições de tiros nos estandes. O encerramento acontece às 18 horas com a entrega de troféus.

Para utilizar os estandes de tiro é necessária a licença CR, por pelo menos um parente de primeiro grau, concedida pelo exército para caçadores, colecionadores ou atiradores esportivos, filiados em algum clube de tiro.

Cursos

O Drago Clube de tiros vai promover diversos cursos ministrados por uma equipe formada por oito instrutores sêniores, com formações táticas defensivas e esportivas, instrutores de armamento e tiro, certificados nas melhores academias e atuantes na docência. As turmas serão de no máximo 20 alunos maximizando o atendimento individual e buscando a alta performance no aprendizado.

“Temos planos flexíveis para atrair famílias e amigos que gostam do tiro esportivo explica o idealizador e presidente do Drago Clube de Tiro, Elievan Alves da Silva.

Serão oferecidos cursos voltados para o tiro esportivo e defensivo de Operador de Pistola, Operador de Pistola de Alta performance, Operador de Espingarda, Operador de Carabina/fuzil, Defesa Residencial, Sobrevivência urbana e porte velado, Combate veicular, Tiro de precisão desportivo, IPSC, IDSC, Tiro ao prato e Trigum.

Localização: Cidade de São José dos Pinhais, a 4km da BR 376, estrada de acesso com mais 60% de pavimento, tempo de deslocamento do aeroporto internacional de Curitiba de 20 a 30 minutos. O local também e conhecido pela realização do Braves Mud Race, uma das maiores corridas de obstáculos do Brasil.

Pesquisa aponta 119 veículos elétricos nas locadoras do Paraná

Levantamento sobre eletrificação da frota foi feito pela primeira vez pela ABLA,
associação que reúne as locadoras de automóveis

Pesquisa da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), no primeiro semestre de 2021, mostra que, o setor de locação ultrapassou, pela primeira vez, a marca de 1,5 mil veículos elétricos em sua frota total. O inédito levantamento mostrou que o setor atingiu exatas 1.507 unidades licenciadas em nome de empresas de aluguel de carros, conforme estatísticas obtidas pela associação junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Sendo que, regionalmente, o Paraná fica no terceiro lugar do ranking dos três primeiros estados em quantidade de elétricos nas locadoras no país: 119. Atrás de São Paulo (767) e Minas Gerais (378). Distrito Federal (65), Rio de Janeiro (51) e Santa Catarina (40) também já contam frotas representativas de elétricos no setor de aluguel.

Foram pesquisadas as quantidades de automóveis, de comerciais leves, caminhões, ciclomotores, ônibus e motos movidos à eletricidade e licenciados em nome de empresas de aluguel de veículos. Os resultados apontaram que os automóveis correspondem à maior parcela (769) de veículos elétricos nas locadoras, seguidos pelos ciclomotores (141) e pelas caminhonetes (116).

Há, também, 86 motonetas e 61 motocicletas elétricas no setor, além de 98 ônibus. O Nissan Leaf Tekna é o automóvel elétrico mais presente (246 unidades) na frota do setor de aluguel de carros, seguido pelo ciclomotor Dayang Ecooter E1S (138) e pelo CAOA Chery Arrizo 5E (126 veículos). O BYD E5 (100 unidades) é o caminhão mais emplacado pelas locadoras no Brasil.

O presidente da ABLA, Paulo Miguel Junior, diz que "para não perder o bonde da história, as locadoras precisam seguir atentas ao avanço da presença dos elétricos", acrescentando que a eletrificação de frotas também será tema de uma masterclass durante o XVI Fórum Internacional do Setor de Locação, entre 19 e 21 de outubro deste ano.

Para Miguel Junior, é visível o desejo de um crescente número de pessoas, especialmente as mais jovens, por sustentabilidade e isso se aplica também ao transporte. "As locadoras estão sendo cada vez mais incluídas entre os principais players de mobilidade urbana e isso implica em necessidade de nos ajustarmos ainda mais rapidamente às novas tendências", completa o dirigente da associação.

ACBH Com tema da união, evento pretende mostrar como folclore mantém ligação entre pessoas e culturas

Grupos folclóricos mostram, por meio da dança, suas tradições em apresentações virtuais

O tradicional Festival Folclórico de Etnias do Paraná foi adiado novamente devido às orientações de isolamento social. Organizadas pela Associação Inter-Étnica do Paraná, as apresentações presenciais que reuniam os grupos folclóricos do estado devem ficar para 2022. Neste ano, o evento será mais uma vez on-line, com o tema “O que nos une?”, para contar a história de cada um dos grupos que cultivam há anos as tradições por meio de sua dança.

Os vídeos, produzidos pelos próprios integrantes, trazem as histórias dos antepassados, dos primeiros imigrantes que se estabeleceram no Paraná às tradições de cada etnia preservadas até os dias de hoje. “Além de divulgar diversas culturas, nós queremos mostrar que o folclore não é apenas a dança, mas também as amizades que levamos para o resto de nossas vidas”, comenta o presidente da Associação, Rogério Flores.

São 16 grupos folclóricos que, por meio da dança, mostram um pouco mais da sua história. Entre eles, o Grupo Folclórico Holandês de Castrolanda. “A trajetória de 68 anos do grupo, desde 1953, será representada com fotos, entrevistas e danças. Além disso, teremos a participação especial do Boerenkoor (coral dos fazendeiros) e também do Grupo Folclórico Infantil da Escola Evangélica da Comunidade de Castrolanda”, conta a coordenadora do grupo e integrante da Associação Cultural Brasil-Holanda (ACBH), Margje Rabbers.

As apresentações estão sendo veiculadas no canal do YouTube da Associação e seguem até dia 30 de agosto. O Grupo Folclórico Holandês de Castrolanda irá apresentar sua trajetória no dia 27 de agosto, sexta-feira, às 21 horas.

SERVIÇO

O que nos une?

Data: 16 a 30 de agosto de 2021

Horário: 21h

Mais informações:

Instagram: https://www.instagram.com/aintepar/

Youtube: https://www.youtube.com/c/AINTEPAR/featured

Sobre a ACBH

A Associação Cultural Brasil-Holanda (ACBH) é uma organização formada por holandeses e descendentes de holandeses no Brasil, oriundos de diversas colônias. Visa preservar o patrimônio histórico artístico e cultural holandês e brasileiro para a posteridade. Também quer incentivar, desenvolver e divulgar as várias formas de expressão cultural. Mais informações: https://www.acbh.com.br

Empreendedores abrem mercado para a comercialização de produtos com IG

Sebrae/PR trabalha também na aproximação de comerciantes e produtores para abrir novas frentes de comercialização

Jeferson Jess e a sócia Andrea Machado Sígolo viajam em busca de produtos especiais e diferenciados (Crédito - Jeferson Jess)

Já pensou em adquirir produtos característicos de uma região, que se distinguem pela qualidade, especialidade, tipicidade e que têm o registro de Indicação Geográfica (IG), sem precisar se deslocar até a cidade de origem? Isso já está sendo possível graças a empreendedores paranaenses que viram nos produtos típicos uma oportunidade e comercializam em lojas online ou físicas.

Hoje, o Paraná possui nove produtos com registro de IG que são o café do Norte Pioneiro, a goiaba de Carlópolis, o mel do oeste do Paraná, o queijo de Witmarsum, o melado de Capanema, a uva de Marialva, a erva-mate São Matheus – do sul do Paraná, o mel de Ortigueira e a bala de banana de Antonina. Outros cinco já foram protocolados no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI): a cachaça e aguardente de Morretes, o barreado e a farinha de mandioca do Litoral, o morango do Norte Pioneiro do Paraná e os vinhos de Bituruna. No Brasil são 87 produtos com registro.

Com uma infância marcada no campo, o empresário Jeferson Jess, de Curitiba, criou um clube de assinaturas com kits personalizados de produtos artesanais e locais, que trazem a história, a cultura, a identidade ou particularidade de uma determinada região. Dentro dessa proposta da caixa colonial, surgiu a ideia de comercializar também produtos com IG.

“Sempre tive o costume de buscar referências e saber uma pouco da história do que eu consumia e que, muitas vezes, são produtos oriundos de receitas de família”, conta. Para oferecer um diferencial, o empresário trabalha de forma temática. Todo mês, uma região do País é visitada para conhecer suas particularidades, quem são os produtores locais e fechar novos fornecedores.

“Notamos que as pessoas têm curiosidade em conhecer mais os produtos que consomem. Por conta disso, oferecemos experiências aos nossos clientes, pois em cada kit enviamos um informativo do que fazer, onde ir, o que consumir em determinado local. Dizemos que nosso produto também envolve a promoção turística, pois em algum momento nosso cliente pode visitar um destino e fomentar o turismo local”, comenta.

Além do clube de assinaturas, o empresário lançou, em maio deste ano, a loja eletrônica, onde é possível comprar, de forma avulsa, produtos com IG e outros de pequenos produtores. “Tanto o clube, quanto o e-commerce, têm suas propostas, mas procuramos disponibilizar produtos com IG em ambos”, explica.

Com um restaurante à beira da rodovia, a empresária Rosane Radecki disponibiliza uma prateleira com produtos com IG (Crédito - Ronilda Chaves)

A culinária também aproximou a empresária e chef de cozinha Rosane Radecki, sócia-proprietária de restaurante em Palmeira, nos Campos Gerais, dos produtos com IG. Rosane mantem um espaço específico para eles, como o queijo de Witmarsum, a bala de banana de Antonina, o café do Norte Pioneiro, além de outros que ainda estão em processo para recebimento do registro, como o vinho de Bituruna e a farinha de mandioca do Litoral.

“Com a pandemia, as pessoas passaram a valorizar mais o que é da sua região ou entorno. A ideia é dar mais visibilidade a esses produtos e facilitar o acesso a eles”, comenta. A empresária participou recentemente de uma rodada de negócios, promovida pelo Sebrae/PR, na qual teve contato com os produtores espalhados pelo Estado.

Empresário Carlos Feliz disponibiliza produtos com IG nas três adegas que tem em Curitiba (Crédito - Alex Moreira)

O empresário Carlos Antônio Nicolau Feliz, sócio-proprietário de uma adega em Curitiba também abriu espaço a produtos com IG em suas três lojas. “O Sebrae aproximou comerciantes e produtores. Fizemos uma seleção daqueles que podem estar entre os nossos mix de produtos”, conta. Entre eles estão as balas de banana de Antonina e os queijos de Witmarsum.

“Já mantive contato com outros produtores e ideia é incrementar o leque de produtos em breve”, relata. Para ele, há um interesse maior dos clientes por produtos com características diferenciadas e de boa qualidade.

A coordenadora estadual de agronegócios do Sebrae/PR, Maria Isabel Guimarães, explica que a adesão de novos espaços é uma maneira de valorizar e fortalecer a comercialização de produtos com IG, principalmente com a crise desencadeada pela pandemia.

“Em um momento difícil como esse é importante que os envolvidos nessa cadeia encontrem maneiras de diversificar, potencializar seus negócios e valorizar suas marcas. Temos feito essa articulação e promovido encontro de negócios nas cadeias produtivas”, afirma.

Relevância

A Indicação Geográfica (IG) é importante para os pequenos negócios, pois é considerada um diferencial competitivo. Além disso, esse signo permite a valorização dos produtos tradicionais brasileiros e a herança histórico-cultural, protegendo as regiões produtoras. Nesse contexto, o legado agrega à área de produção definida, tipicidade, autenticidade com que os produtos são desenvolvidos e a disciplina quanto ao método de produção, garantindo um padrão de qualidade.

Ney Matogrosso no Samba de Bamba

Neste domingo, dia 08 de agosto, o programa Samba de Bamba vai homenagear o cantor Ney Matogrosso que completou recentemente 80 anos. O produtor e apresentador do programa, Rodrigo Browne, dividiu a homenagem em duas partes: na primeira ele vai apresentar Ney Matogrosso interpretando alguns samba que gravou ao longo dos 50 anos de carreira. Na segunda, vai relembrar a participação do cantor no quadro “O Bamba Escolhe”, realizada em 2011. Na ocasião, Ney Matogrosso escolheu sete sambas com destaque para a produção do mestre mangueirense Cartola e também de três intérpretes femininas que fazem parte de sua memória afetiva: Isaurinha Garcia, Clementina de Jesus e Elis Regina.
Rodrigo Browne, conta que a participação de Ney Matogrosso aconteceu na véspera de seu aniversário de 70 anos, há dez anos. “Essa reapresentação além de homenagear os 80 anos de vida de Ney, também entra na celebração do Jubileu de Prata do programa. Para mim é uma alegria comemorar os 25 anos do Samba de Bamba e poder compartilhar mais uma vez essa lembrança com os ouvintes”.
O produtor lembra que Ney Matogrosso ao longo de 50 anos de carreira, com 35 discos lançados, circulou por vários ritmos e sempre teve uma aproximação muito grande com o samba emprestando sua voz para grandes clássicos do gênero. “Na primeira parte do programa nós vamos ouvir o Ney cantando clássicos de Cartola, Noel Rosa, Martinho da Vila, Zequinha de Abreu, Braguinha, além de um dueto incrível com a cantora Elza Soares”, adianta. O programa Samba de Bamba vai ao ar no domingo (08), às 11 horas da manhã e pode ser sintonizado na Paraná Educativa em 97.1FM ou acessado em tempo real pelo site paranaeducativa.pr.gov.br

O sete sambas escolhidos por Ney Matogrosso foram:
"Sim" Cartola - https://youtu.be/jC6HLdzNyOc
“Preciso me encontrar” (Candeia) - Cartola
“Basta de Clamares Inocência” (Cartola) – Ney Matogrosso
“A Corda e a Caçamba” – Antônio Almeida
“Benguelê” (Pixinguinha) – Clementina de Jesus
“Nega do Cabelo Duro” (David Nasser) – Elis Regina
"A Mensagem" (Cícero Nunes/Aldo Cabral) – Isaurinha Garcia

O programa Samba de Bamba
Criado, produzido e apresentado há vinte e cinco anos pelo jornalista e radialista Rodrigo Browne, único do gênero em Curitiba e um dos raros no Sul do país, o programa divide-se em duas partes. Na primeira, o produtor comenta e apresenta o que ele mesmo gosta de ouvir - o que inclui o bom e o melhor. Na segunda, acontece o quadro “O bamba escolhe”, quando o apresentador abre o microfone para convidados, que indicam e comentam suas preferências em oito títulos. Já participaram do quadro centenas de personalidades. Entre elas Chico Buarque, Paulinho da Viola, Nelson Sargento, Gal Costa, Marisa Monte, Dona Zica, Martinho da Vila, Jamelão e Beth Carvalho.

Foto Rodrigo Browne - Crédito: Bárbara Magalhães

Daju busca imóveis e investidores para expansão em 9 cidades do Paraná

A rede de lojas DAJU, referência nos departamentos em que atua há 38 anos, está com um projeto de expansão em andamento, e nove cidades do Paraná estão na rota de expansão da empresa, que busca imóveis e investidores nestas regiões, incluindo cidades da região metropolitana de Curitiba, como Pinhais, Araucária, Campo Largo e Almirante Tamandaré.

Por isso, a empresa divulga em primeira mão este release oficial, sobre o plano de expansão para geração de empregos e fortalecimento da economia nas cidades escolhidas.

Agradeço se puder divulgar este release em seu veículo de comunicação.

Cris Osike Nova Comunicação

Grupo Boticário é a melhor empresa para trabalhar pelo ranking GPTW étnico-racial 2021

Empresa é a primeira colocada no ranking étnico-racial da GPTW no Brasil; resultado é reflexo de iniciativas e compromissos pela diversidade e inclusão

Julho de 2021 - O Grupo Boticário é a melhor empresa do Brasil para pessoas negras trabalharem segundo a avaliação da Great Place To Work (GPTW), consultoria global de gestão de pessoas. O resultado é reflexo da ampliação de práticas de inclusão, desenvolvimento e reconhecimento profissional dos nossos talentos negros. Neste ano, a GPTW estabeleceu um ranking étnico-racial para apontar as empresas brasileiras que são referência em equidade racial e na criação de oportunidades para pessoas negras.

"Tratamos a equidade racial com todo o cuidado e respeito, assim como fazemos com as demais dimensões de diversidade que atuamos, considerando a interseccionalidade. Sabemos que estamos em uma jornada e, por isso, o GB tem compromissos para alavancar a diversidade e representatividade no nosso time, em nossas comunicações e no desenvolvimento de um portfólio de produtos cada vez mais inclusivos. O reconhecimento no ranking étnico-racial do GPTW mostra que estamos no caminho certo", disse Renato Amendola, Gerente de Diversidade e Inclusão do Grupo Boticário.

Desde 2019, o Grupo Boticário possui uma equipe integralmente dedicada à implementação de estratégias de projetos de diversidade, inclusão e equidade. A dimensão racial é uma das dimensões de diversidade prioritárias do negócio, com atuação em diferentes pilares, como pessoas, produtos, comunicação e impacto social. Veja o ranking geral GPTW étnico-racial aqui.

Em 2021, Grupo Boticário assumiu compromissos corporativos para aumentar a representatividade de pessoas negras no Grupo Boticário. Até 2023, a meta é chegar em 50% de cobertura de colaboradores negros ou pardos (hoje esse número é de 42%). Outra meta no mesmo prazo é atingir ao menos 25% de lideranças corporativas negras (hoje são 10%).

8=EjY2kjYyojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDN4YTM1UTNwATM6cWZwpmL39GbkJjM3ITYykTYwADN4MjYjVDZlRTZ1YzY0YmZzYGN3gjRyUCN3gjRyUSOwgzNGJTJ1QDM0EzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDM
O ano de 2021 é o Ano Pela Equidade Racial no Grupo Boticário, um movimento para reforçar estratégias focadas em inclusão e equidade racial, com foco na população negra (parda e preta). Há mais de dois anos, o Grupo Boticário possui grupos de afinidade que atuam em diferentes dimensões da diversidade (equidade racial, LGBTI+, pessoas com deficiência, equidade de gênero e gerações). O "Além da Pele", grupo responsável por ações de promoção à equidade racial, realiza regularmente encontros com objetivo de acelerar a carreira de profissionais negros, além de desenvolver projetos para avanço da pauta na empresa.

Outras iniciativas pela equidade racial

Em 2020, a empresa aboliu os termos Black Friday e Black Week das tradicionais ações promocionais de novembro. Em um grande movimento com todas as suas marcas, liderado por Artur Grynbaum, vice-presidente do Conselho do Grupo Boticário, foi criado o termo #BeautyWeek, com o objetivo de conscientizar e chamar a sociedade à reflexão sobre o tema.

No último Geração B, programa de estágio e trainee, foi um processo seletivo com foco em diversidade desde as primeiras etapas de seleção. Depois de eliminar a obrigatoriedade da língua inglesa, realizar encontros com jovens potenciais e estabelecer metas de diversidade, o programa atingiu a marca de 43% de pessoas negras, e 51% de mulheres contratados em 2020.

Sobre o Grupo Boticário

Um dos maiores conglomerados de beleza do mundo, o Grupo Boticário é uma empresa brasileira multicanal e multimarcas presente em 15 países. É dona de marcas O Boticário, Eudora, Quem Disse, Berenice?; BeautyBox, Multi B, Vult, Beleza na Web e O.u.i, que juntas atuam com o propósito de transformar o mundo por meio da beleza. São mais de 13 mil colaboradores diretos, além de outras 40 mil pessoas que trabalham na rede de franquia, considerada hoje a maior franquia de beleza do mundo, com mais de 4 mil pontos de venda em 1.780 cidades brasileiras.

Pautada por uma atuação responsável com o planeta, a sociedade e os consumidores, a empresa tem a sustentabilidade embutida em seu modelo de negócios. Até 2030, o grupo prevê ampliar o impacto positivo para a sociedade por meio da gestão de resíduos com a plataforma "Uma Beleza de Futuro, que reúne compromissos socioambientais ambiciosos.

A história do Grupo Boticário começou em 1977 em uma pequena farmácia de manipulação no Paraná e hoje agrega laboratório, fábrica, inovação, tecnologia, logística, marketing e varejo, em um ecossistema de 40 mil pontos de venda no varejo, parceiros e fornecedores. A empresa atua ainda nas frentes ambientais, sociais e culturais por meio da Fundação Grupo Boticário e Instituto Grupo Boticário. Conheça mais em https://www.grupoboticario.com.br

Apras lança Campanha #SuperUnidos contra a Covid-19

Os supermercados paranaenses estão engajados na Campanha #SuperUnidos contra a Covid-19, criada pela Apras (Associação Paranaense de Supermercados) com o objetivo de promover a conscientização e divulgar as medidas de combate ao coronavírus. A entidade desenvolveu uma comunicação clara, concisa e informativa direcionada tanto para os consumidores quanto para os colaboradores das lojas.

A Campanha #SuperUnidos foi desenvolvida pela Agência Zero para selar uma parceria entre a Apras e a Prefeitura Municipal de Curitiba, mas, devido à importância da ação, ela também será direcionada para todo o Paraná.

Os materiais da campanha estão disponíveis em vários formatos para que as lojas fixem os comunicados em diversos pontos estratégicos, como vestiários e frentes de caixa. O conteúdo também será postado nas redes sociais da Apras para intensificar os cuidados e incentivar o engajamento.

“Desde o início da pandemia, os supermercados estão unidos e engajados no combate ao Coronavírus, por isso, decidimos criar uma campanha que mostre o quanto é fundamental a união das lojas e dos consumidores para vencermos esta guerra contra a Covid-19”, afirma o presidente da Apras, Carlos Beal.

Entre os cuidados que a Apras vai enfatizar na campanha estão:

Pedir para que vá apenas uma pessoa por família ao supermercado;
Uso adequado da máscara e do álcool-gel 70%;
Manter o distanciamento das pessoas, tanto nas filas quanto em outros ambientes;
Estimular os horários de menor fluxo;
Estimular as compras solidárias para as pessoas que não tenham como ir ao supermercado.

TIGER, CERVEJA DO GRUPO HEINEKEN, CHEGA AO PARANÁ ESTE MÊS

Puro malte de origem asiática promete agradar o paladar do público mais jovem

2=MWOhVTZlpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDMxUjN5kzM3EjOnVGcq5ydvxGM0EjYxMGMyYGOwU2YlF2M1E2NkZGMwMmZ1YGO2EDO5YkMlEDO5YkMlkTN0ITMGJTJ1IDM0EzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjN
CLIQUE PARA BAIXA FOTOS - Crédito: João Sal
A cerveja puro malte Tiger, criada nas ruas de Singapura em 1932 e presente em mais de 50 países, chega neste mês ao Paraná e demais estados do Sul. Parte do Grupo HEINEKEN, a segunda maior cervejaria do país, Tiger mostra-se ideal para o gosto brasileiro, combinando a intensidade do puro malte com a refrescância da cerveja. As regiões Sudeste e Nordeste só passam a comercializar o produto em agosto.

A estratégia de lançamento está ligada a forte cultura cervejeira da região Sul, que abraça cada vez mais o puro malte - o segmento cresceu 70% nos últimos dois anos no Sul, segundo a Nielsen. Pioneira no segmento de mainstream puro malte com Amstel, no Brasil desde 2015, o lançamento de Tiger tem como objetivo expandir a atuação do Grupo HEINEKEN neste segmento.

Atualmente, a Tiger é uma das cinco principais marcas globais do Grupo HEINEKEN e propõe atingir os zillenials maiores de 18 anos, ou young millenials como também são chamados, e chega ao Brasil em três versões: a lata de 350ml, a garrafa de 600ml e a draft beer, em barril de 50L.

Sobre o Grupo HEINEKEN no Brasil

O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A ("Brasil Kirin"), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias, localizadas em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE), duas micro cervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC) e uma unidade de concentrados para refrigerantes em Manaus (AM). No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Amstel, Tiger, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa.

Fotógrafo Tom Lisboa cria os primeiros cartões-postais dos dez menores municípios do Paraná

“O livro Novas Maurílias, que acaba de ser lançado através das redes sociais do autor, traz para o grande público histórias e curiosidades destas localidades. Nesta quinta, dia 22 de julho, acontece o lançamento presencial na Soma Galeria”

Foi do romance As Cidades Invisíveis, de Italo Calvino, que o fotógrafo Tom Lisboa tirou inspiração para seu novo livro, Novas Maurílias, que acaba ser lançado digital através das redes sociais do autor. Durante o período de lançamento, Tom irá distribuir gratuitamente centenas de cartões-postais destas cidades e também sortear exemplares de sua publicação. O projeto tem o incentivo do Governo do Estado do Paraná através do Profice e teve apoio da Copel e Tintas Vergínia. Nesta quinta, dia 22 de julho, o autor faz o lançamento presencial da obra na Soma Galeria (R: São Francisco, 179), entre 17h e 22h.

A relação com o livro de Calvino encontra-se no título. Maurília, na obra do escritor italiano, é uma cidade que oferecia aos seus visitantes, um certa quantia de cartões-postais para que estes pudessem comparar a cidade atual com imagens que mostravam como ela havia sido. A partir do momento que Iguatu, Esperança Nova, Guaporema, São Manoel do Paraná, Mirador, Nova Aliança do Ivaí, Jardim Olinda, Santa Inês, Miraselva e Santo Antônio do Paraíso receberam seus primeiros cartões-postais, passaram a ser, ao mesmo tempo, novas Maurílias.

A escolha pelos menores municípios veio pela constatação de que os cartões-postais, de modo geral, são um privilégio dos grandes centros urbanos ou importantes pólos turísticos. "Quando recebemos um postal de alguém sonhamos com aquela cidade a partir de uma foto e um recado que é escrito no verso. Eu quis proporcionar aos dez menores municípios do Paraná, todos com população entre 1.500 e 2.500 habitantes, uma oportunidade de tirá-los da invisibilidade e fazer o grande público sonhar com eles também.", explica Tom.

As viagens foram realizadas entre agosto e outubro de 2020, quando o número de caso de Covid-19 sofreram uma queda significante no Estado. Mesmo com as ruas praticamente desertas e as pessoas seguindo as normas de distanciamento social, foi possível realizar as fotos e as entrevistas com muitos habitantes destas localidades. No fim, o que era uma dificuldade, se transformou em oportunidade. "Eu consegui relatar episódios muito curiosos de como estas cidades se adaptaram à pandemia. O livro ganhou muita relevância neste aspecto, especialmente para estudos futuros.", afirma o fotógrafo.

ETAPAS DO PROJETO

Novas Maurílias é um projeto idealizado em três etapas distintas. A primeira foi a de CRIAÇÃO, que envolveu a viagem aos dez menores municípios para produção das imagens e realização das entrevistas até a impressão dos livros e dos postais. Nesta etapa foram percorridos quase 3.500 km, 6.000 fotos realizadas e 50 horas de gravação feitas. A segunda foi a de TRANSFORMAÇÃO, onde Tom viajou novamente para os dez municípios para entregar um lote de 3.000 postais para cada um deles. O nome transformação se deve ao fato de que, somente após o recebimento dos postais, cada cidade se transformou também em uma Maurília. Por fim, a terceira se chama CONEXÃO e acontecerá durante o lançamento do livro. Neste estágio, Tom enviará, para todo o mundo (a entrega pode ser internacional), postais com fotos e histórias destas cidades e, com isso, conectará as novas Maurílias com diversos centros urbanos. Para receber gratuitamente estes postais e também exemplares do livro que serão sorteados, basta seguir o fotógrafo nas redes sociais do Instagram e Facebook e aguardar suas notificações.

Paraná fecha 1º semestre com vendas superiores a 2019 no segmento de carros seminovos e usados

A venda de carros usados no Paraná segue em tendência de alta. De acordo com a Assovepar (Associação dos Revendedores de Veículos no Paraná), o primeiro semestre superou a venda do mesmo período de 2020 e, inclusive, o de 2019. Os resultados mais robustos foram alcançados por conta do consumidor estar buscando um veículo seminovo e usado pela economia que ele oferece, além da dificuldade de encontrar um carro novo disponível no mercado.

De acordo com a Assovepar, as vendas acumuladas no primeiro semestre de 2021, no Estado do Paraná, foram de 643.760, ante 439.608 em 2020, crescimento de 46%. Já no comparativo a 2019, antes da pandemia, quando no semestre registrou 559.767, o aumento foi de 15%.

César Lançoni, presidente da Assovepar, diz que o mercado está positivo para o segmento. “Observamos uma atenção maior do consumidor neste período, devido à queda na oferta de novos e a busca por um veículo próprio, no qual o consumidor tem evitado o transporte compartilhado por conta da pandemia. Acredito que o segundo semestre deve acompanhar o volume de vendas, com um leve aumento na procura, impulsionado pela melhora na economia por conta do aumento da imunização, que deve gerar otimismo por parte do consumidor”, observa.

Seminovos e Usados no Brasil
De acordo com a Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores), no primeiro semestre de 2020 as vendas acumuladas no Brasil chegaram a 4.540.419 de veículos e, no mesmo período de 2021, 7.367.947, ou seja, um aumento de 62,3%.

Os dados de mercado apresentados são provenientes do monitoramento mensal realizado pela Fenauto.

Programação Paraná 15/07 a 21/07

Programação Paraná
15/07 a 21/07

Seguem as programações para a semana de 15/07 a 21/07.

ESTREIA:
SPACE JAM: UM NOVO LEGADO

PRÉ-ESTREIA:
UM LUGAR SILENCIOSO: PARTE II (sessões apenas na quarta)

Seguem abaixo os links para download das programações em excel.

Cinépolis Pátio Batel - Curitiba: https://tinyurl.com/r8aj8yl

Cinépolis Jockey Plaza Shopping: https://tinyurl.com/uef4dxz