Prego na Testa: a arte de rir da própria desgraça

images

Monólogo dos Parlapatões é uma comédia stand-up de humor raivoso sobre a loucura urbana

 

Quando a versão original da peça Prego na Testa foi montada em 1994 pelo dramaturgo Eric Bogosian, a crítica do jornal New York Times definiu o texto como “áspero e turbulento” e seu autor como “nosso mais vibrante portador de más notícias”.

No final da década de 1980 e meados da década seguinte, o verborrágico Bogosian era o “menino mau” do teatro underground de Nova York. Algumas de suas peças, como Talk Radio e Suburbia, foram adaptadas com sucesso para o cinema e falavam de um tema comum: a loucura e medo do homem nas grandes cidades da América.

“Pounding Nails in the Floor with My Forehead” (no original em inglês, “Martelando pregos no chão com a minha testa”, em tradução livre) só ganhou versão brasileira em 2005, com tradução, adaptação e direção do dramaturgo Aimar Labaki e interpretação de Hugo Possolo, do Grupo Parlapatões.

Desde o princípio, Labaki adaptou o texto à realidade brasileira, a começar pelo título em português que usa a expressão que faz jogo com o duplo sentido de ameaçar o crânio por um prego ou de que ele já esteja fincado em uma mente perturbada. O texto é um monólogo performático de alta intensidade. Uma espécie de comédia stand-up de uma hora de duração em que o espectador ri o tempo todo, mas, às vezes, ri de nervoso. O texto articula o absurdo da vida nas grandes cidades e faz rir das nossas próprias desgraças. As cenas vão do esquisito ao hilariante e a plateia da gargalhada à angústia.

A peça fez sucesso no Festival de Curitiba de 2006. Possolo lembra que o texto então fazia muitas referências a coisas que aconteciam na vida política e cultural do Brasil à época e avisa que a nova montagem vai repetir a fórmula.

“O universo do Bogosian é muito forte, mas esta versão para o 30º Festival de Curitiba está totalmente adaptada a esta realidade maluca que estamos vivendo. Um cenário bem louco: pandemia, caos político e guerra”, disse.  A essência do texto e da montagem original, contudo, estão mantidas. Um texto impiedoso e com um humor corrosivo sobre a incapacidade humana em enfrentar a realidade do mundo.

A Mostra Lúcia Camargo é apresentada por EBANX, Paraná Banco,New Holland, com patrocínio de Neodent, Vonder, SulAmérica, Novozymes e Governo do Estado do Paraná.

Acompanhe todas as novidades e informações da Mostra Lúcia Camargo do Festival de Curitiba pelo sitewww.festivaldecuritiba.com.br, pelas redes sociais disponíveis, no Facebook @fest.curitiba, pelo Instagram @festivaldecuritiba e pelo Twitter @Fest_Curitiba

FICHA TÉCNICA: – Prego na Testa

Texto: Eric Bogosian

Adaptação e Direção: Aimar Labaki

Atuação: Hugo Possolo

Assistente de Direção: Carlos Baldin

Cenário: Ulisses Cohn

Figurino: Kleber Montanheiro

Iluminação: Wagner Freire

Sonoplastia: Aimar Labaki

Edição da Trilha Sonora: Aline Meyer

Direção de Produção: Raul Barretto

Produção Executiva: Erika Horn

Assistência de Produção e Comunicação: Janayna Oliveira

Serviço:
O que: Prego na Testa – Parlapatões no 30.º Festival de Curitiba
Quando: 29 e 30 de março às 21h
Onde: Sesc da Esquina (Visc. do Rio Branco, 969 – Mercês).
Valores:  R$ 80,00 (inteira)
Ingressos: www.festivaldecuritiba.com.br e na bilheteria física exclusiva do Shopping Mueller (piso L2), de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 20h.
Classificação: 14 anos.
Duração: 60’

*com divulgação

Categorias:(CINEMA/CULT/TEATRO), AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FESTIVAL, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, TEATROTags:, , , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s