Vinhos para o Outono

No próximo dia 20 de março começa o Outono, a estação que mistura temperaturas mais elevadas durante o dia com aquele friozinho gostoso à noite. É hora de repensar os vinhos que irão compor a sua adega e priorizar opções um pouco mais encorpadas e que harmonizem com a gastronomia um pouco mais robusta típica desta época. Espumantes, brancos e rosés não ficam de fora, jamais! Até porque o outono nos brinda, às vezes, com momentos que lembram o verão. Preparamos uma seleção com 7 vinhospara você se preparar para as temperaturas deliciosas desta estação. Todos os rótulos são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora.

3B Rosé Filipa Pato
Este é um espumante coringa, pois além de ser excelente para brindes, acompanha com maestria uma refeição – da salada ao prato principal. A enóloga é a portuguesa Filipa Pato, que conquistou fãs no Brasil pelos vinhos elegantes e pelo trabalho biodinâmico que aplica a sua produção. Aqui as uvas Baga e Bical, típicas da região da Bairrada, resultam em um espumante seco, frutado e com excelente acidez.

Liderato tinto
Para quem gosta de se servir de uma taça depois de um dia de trabalho, a dica é este tinto da Rioja, Espanha, da uva Tempranillo. Equilibrado e com sabor de frutas vermelhas, pode ser servido sozinho ou acmpanhar pizzas dos sabores básicos.

Corbelli Sangiovese
Este é um vinho tinto italiano muito gastronômico, que vai bem com uma infinidade de pratos à base de massas com molhos de carnes e pizzas de sabores mais intensos. Elaborado com a uva Sangiovese e sem passagem por barrica de carvalho, é equilibrado e levemente tânico.

Tons de Duorum tinto
Para as massas com molhos mais encorpados, o Tons de Duorum tinto pode ser uma boa escolha. Vinho da região do Douro, assinado pelos prestigiados enólogos João Portugal Ramos e José Maria Soares Franco, é seco, de corpo médio, boa acidez, taninos suaves e maduros.

Marquês de Borba tinto
Uma das marcas de vinho mais conhecida de Portugal é a Marquês de Borba, de João Portugal Ramos. Um tinto excelente para ser apreciado sem acompanhamento, pois possui taninos suaves e excelente equilíbrio, mas que também combina com uma tábua de queijos e embutidos.

Don Román tinto
Da prestigiada região da Rioja, na Espanha, este tinto assinado pela Marqués de Tomares, apresenta aroma frutado, com delicadas notas de baunilha. Possui ótima estrutura em boca, o que o torna uma boa companhia para paella à base de carnes, salsichas e embutidos.

Le Clos de Reynon
Este francês de Bordeaux é um tinto muito equilibrado, de taninos macios e ótima persistência em boca. Também dispensa acompanhamento, se for o gosto, e vai bem com carnes vermelhas menos gordurosas. Destaque para seus aromas frutado e floral com notas de menta e pimenta preta.

Em Curitiba, preços sugeridos:
Espumante 3B Rosé: R$ 89,90
Liderato tinto: R$ 51,90
Corbelli Sangiovese IGT: R$ 44,90
Tons de Duorum tinto: R$ 62,90
Marquês de Borba tinto: R$ 76,90
Don Román tinto: R$ 70,90
Le Clos de Reynon: R$ 89,90

Em Curitiba, os vinhos podem ser encontrados no Casa Fiesta, Condor e Celeiro Municipal.

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BARES, Bebidas, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, DIVIRTA-SE, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, OPORTUNIDADE, restaurantesTags:, , , , , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s