Teatro de Comédia do Paraná volta aos palcos em novembro com texto inédito de Luci Collin

Há edital aberto para seleção de elenco. “Papéis de Maria Dias” será dirigido por Carolina Meinerz e Letícia Guimarães
O Teatro de Comédia do Paraná (TCP) vai apresentar na edição de 2018 o texto inédito Papéis de Maria Dias, da autora paranaense Luci Collin. A tragicomédia faz um confronto entre a vida de cinco mulheres simples e cinco homens consagrados, discutindo temas como grandiosidade, criação e os dramas da existência comum, com direção de Carolina Meinerz e Letícia Guimarães. Até o dia nove de setembro está aberto um edital para a seleção de atores e atrizes para o espetáculo, que estreia em novembro.

 

Luci Collin explica que o romance, que será publicado no próximo mês pela editora Iluminuras, tem três eixos principais. O primeiro discute a trajetória das cinco Marias, mulheres comuns, com vidas aparentemente banais. O segundo aborda cinco grandes cientistas homens, que, por seus feitos extraordinários, são reconhecidos através dos séculos e recebem homenagens – são nomes de montanhas na Lua, por exemplo. Por fim, há um demiurgo, um criador, que representa o artista e confronta os dois eixos questionando o que torna a vida “grandiosa”. “Elas têm uma condição meio patética de existência. Nos vemos como vivendo vidinhas, mas será que não somos grandes justamente por isso?”, questiona a autora.

 

Carolina e Letícia dividem a direção da peça e afirmam que o trabalho a seis mãos trará uma diversidade de olhares para o público. “Voltamos à poesia de pessoas simples, à beleza do existir em sua simplicidade. É um contraponto a esse mundo de construções midiáticas”, diz Letícia. Para Carolina, a grande discussão da história é onde está a grandiosidade da vida. “Como é o processo de elaboração dessas existências? Como elas surgem? Esse é o nosso questionamento”.
Para o secretário de Estado da Cultura do Paraná, João Luiz Fiani, “essa nova produção do TCP foi pensada por muita gente com o objetivo de aproximar a classe artística cada vez mais. A montagem que será escrita e dirigida por mulheres mostra a força da mulher na arte paranaense . O Teatro de Comédia do Paraná dá um passo importantíssimo para consolidar esse espaço que é fundamental na construção da cultura do Estado e mostra a força do teatro do Paraná”.

Aberto edital para seleção de atores

 

Estão abertas até o dia 9 de setembro as inscrições para a seleção do elenco da montagem de Papéis de Maria Dias. Serão escolhidos até dez atores e atrizes profissionais, que começam a ensaiar ainda em setembro. Os inscritos participarão de uma audição e podem interpretar um dos três textos apresentados no edital.

 

 

Requisitos

 

Os atores e atrizes devem ser profissionais, maiores de 18 anos e residentes no Paraná. Além disso, devem disponibilidade para ensaios a partir de 17 de setembro de 2018, de acordo com o cronograma estabelecido para a produção do espetáculo.

 

 

Audições

 

As audições ocorrem nos 11 e 12 de setembro. Além da interpretação do texto escolhido, que tem duração máxima de um minuto, os atores também deverão criar uma cena musical e/ou corporal.

 

Os atores e atrizes selecionados receberão remuneração de RS 12 mil, equivalente a três meses de trabalho.

 

 

Inscrições

 

As inscrições podem ser feitas até as 23h59m do dia 09 de setembro de 2018, exclusivamente por e-mail dirigido ao endereçoatorestcp2018@gmail.com, com a ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada.

 

A lista dos artistas selecionados será divulgada no dia 14 de setembro pelo site do Centro Cultural Teatro Guaíra e redes socais.

 

Sobre a autora e diretoras:

 

Luci Collin – Curitibana, é ficcionista, poeta e tradutora. Tem 19 livros publicados entre os quais Querer falar (poesia, Finalista do Prêmio Oceanos 2015), A palavra algo (poesia, Prêmio Jabuti 2017), Nossa Senhora D’Aqui (romance, 2015) e A peça intocada (contos, 2017). Participou de diversas antologias nacionais e internacionais (nos EUA, Alemanha, França, Bélgica, Uruguai, Argentina, Peru e México). Traduziu Gertrude Stein, E. E. Cummings, Gary Snyder, Jerome Rothenberg, entre outros. É graduada no Curso Superior de Piano, no Curso de Letras Português/Inglês e no Curso Superior de Percussão Clássica. Na USP concluiu o Doutorado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês, e dois estágios pós-doutorais em Literatura Irlandesa. Desde 1999 leciona Literaturas de Língua Inglesa no Curso de Letras da UFPR. (À direita na foto).

Letícia Guimarães – Formada pela Faculdade de Direito de Curitiba, há 26 anos trabalha no Teatro Profissional, sendo que há 16 anos trabalha especificamente com o teatro para crianças. Tem formação em Mímica e como atriz ganhou prêmios (Troféu Gralha Azul de melhor atriz e melhor atriz coadjuvante). Prêmio de melhor atriz em cinema no Festival de Maringá. Cursou extensão universitária em arte-educação na USP – SP. Como produtora e diretora da Cia. Do Abração ganhou em 2002 o Prêmio Troféu Gralha Azul de Melhor espetáculo. (À esquerda na foto).

Carolina Meinerz – Diretora, atriz e mestranda em Filosofia pela UFPR. Trabalhou com grandes diretores de teatro, como Antunes Filho, Celso Frateschi, Rubens Rusche e Alexandre Reinecke. Dentre suas experiências com Artes Cênicas destacam-se: direção dos espetáculos Salomé – de Fausto Fawcett (que participou da Mostra Oficial do 27º Festival de Teatro de Curitiba e pelo qual ganhou sete troféus no 37º Troféu Gralha Azul, maior prêmio das artes cênicas do estado do Paraná, dentre os quais Melhor Direção e Melhor Espetáculo) e Corte Pálido (pelo Núcleo de Encenação SESI PR). Foi coordenadora de performances no International Federation for Theatre Research Conference (IFTR 2017) na USP (SP). É uma das idealizadoras da Cia de Teatro do Urubu.

Teatro de Comédia do Paraná (TCP)

 

O Teatro de Comédia do Paraná (TCP) foi reativado em 2016 e desde então já foram apresentadas as peças O Homem Desconfortável, de Edson Bueno, e Hoje é Dia de Rock, de José Vicente, com direção de Gabriel Villela. A última foi indicada ao prêmio Botequim Cultural nas categorias de melhor direção e figurino.

 

Foi criado em 1963 com a finalidade de orientar e coordenar as atividades teatrais do Centro Cultural Teatro Guaíra. O primeiro diretor do grupo foi Cláudio Correa e Castro que montou ‘Um Elefante no Caos’, de Millôr Fernandes. No elenco estavam Paulo Goulart, Nicete Bruno, Lala Schneider, Sale Wolokita, Manuel Kobachuk, José Maria Santos e Joel de Oliveira.

 

A partir de 1964, o TCP atuou até os anos 2000 e chegou a produzir cinco espetáculos em apenas um ano.

*com divulgação

Categorias:(CINEMA/CULT/TEATRO), AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, OFICINA CULTURAL, OPORTUNIDADE, TEATROTags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s