MOSTRA COMEMORATIVA ABRAÇÃO 20 ANOS – ONLINE

A Céu Vermelho Produções Artísticas apresenta

Apresentações online gratuitas de espetáculos teatrais

A Céu Vermelho promove entre os dias 24 a 27 de junho de 2021 a MOSTRA COMEMORATIVA ABRAÇÃO 20 ANOS/ ONLINE, patrocinado pelo PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA, FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA. O evento é uma oportunidade de compartilhar um recorte dos trabalhos desenvolvidos pela Cia. do Abração, ao longo dos seus 20 (anos) de história, com espetáculos direcionados ao público de crianças e também espetáculos direcionados ao público de jovens/adultos.
As apresentações acontecerão no formato ONLINE, na plataforma do Youtube no canal da CIA DO ABRAÇÃO entre os dias 24 a 27 de junho de 2021, e contará com 04 apresentações, de 04 espetáculos. Destas (Dessas), 02 apresentações acontecerão em dias letivos, sendo que uma delas terá tradução simultânea em libras, direcionadas às crianças. As outras duas apresentações acontecerão no final de semana às 19h, para público de jovens e adultos.

Os links das apresentações estarão disponíveis na página da CIA. DO ABRAÇÃO: WWW.CIADOABRACAO.COM.BR a partir do dia 15/06/2021.
Além das apresentações, também haverá atividade de caráter formativo, como oficina teatral, direcionada a jovens e adultos, a partir de 14 anos, interessados no fazer teatral. Essa atividade será realizada por meio da plataforma zoom e conta com a prévia de inscrição dos interessados.
A diretora da Cia. do Abração, Letícia Guimarães, comenta que esta mostra vem nestes tempos desafiadores encontrar-se com as crianças, jovens, adultos, com as famílias, com os artistas e educadores, apostando na abertura do campo sensível e imaginativo da experiência estética e do fazer poético. “O teatro pode trazer muitas motivações para os pequenos e grandes e ajudá-los a dar sentido aos acontecimentos da vida. Estamos apostando nos valores perenes da arte enquanto forma de expressão do mundo simbólico na sua dimensão de troca. Nessa troca o belo se completa com a alegria e o prazer que emanam da convivência criativa. ” Estamos em festa. Comemorando a história de 20 anos de arte e resistência da Cia. do Abração. Temos a intenção de trazer a reflexão sobre a importância do teatro produzido continuamente por uma Companhia Curitibana, ao longo de 20 anos de história, para se chegar a valores imateriais que possam construir relações humanas subjetivas, essenciais e valorosas
O evento também proporciona ao público de escolas públicas o acesso gratuito às apresentações, neste ano, transmitidas online. Nesse aspecto, o teatro surge como fator de integração social, possibilitando às crianças, que muitas vezes nunca assistiram uma peça de teatro, um outro olhar ou até uma possibilidade de ver e rever a própria infância com mais sensibilidade.
Dentre a programação prevista, a mostra de espetáculos terá 100% de ingressos/acessos gratuitos, revertendo à população produtos culturais de qualidade.

APRESENTAÇÕES E BATE PAPO AO VIVO

De 24 a 27/06 sempre às 19h no canal da Cia. Do Abração no Youtube. Após cada apresentação haverá uma conversa ao vivo com os integrantes da companhia e convidados especiais que fizeram parte da criação de cada espetáculo. Neste momento, o público poderá participar do bate-papo através do chat da plataforma.

RESUMO DOS ESPETÁCULOS DA MOSTRA

MOSTRA PARA CRIANÇAS

SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO - DIA: 24/06, quinta-feira às 19h (espetáculo com tradução em LIBRAS)
O ESPETÁCULO MAIS PREMIADO DE 2002 no estado do Paraná.
Sinopse - O espetáculo Sonho de Uma Noite de Verão, primeiro espetáculo da Cia. do Abração, foi a grande revelação do ano de 2002 em Curitiba, angariando seis Troféus Gralha Azul – Prêmio Governador do Estado, são eles: melhor espetáculo para crianças – Cia. Do Abração, melhor diretor, melhor adereço, melhor sonoplastia, melhor atriz e atriz revelação.

No Sonho de Uma Noite de Verão, adaptado pela Cia. do Abração, quatro velhinhos, contadores de estórias, que neste momento se encontram a serviço do Sr. Milkshakespeare, utilizam-se de objetos para contar esta estória que fala dos encontros e desencontros de dois casais. A ideia de trabalhar com manipulação de objetos parte do princípio que esta é a maneira que a criança naturalmente se utiliza para criar o seu próprio imaginário, o seu lúdico “Faz – de - Conta”. Assim, os personagens da história são representados por objetos do cotidiano, como um par de sapatos altos, uma gravata borboleta, etc.
Na nossa versão, os reis da floresta brigam, não pelo seu pajem, mas pela posse do Livro dos Sonhos que, a nosso ver, pertence a todos e, o que passamos como mensagem é que quando a natureza entra em desarmonia, todos, que neste mundo vivem, brigam e se desarmonizam. Além disso, fazemos uma reflexão sobre a infância e a velhice, por isto, nossos doces velhinhos, no final da peça, acabam se tornando crianças ou libertando a criança que todos guardamos dentro de nós. Desta forma, trabalhamos com a ideia de fazer um teatro para crianças de todas as idades, sem menosprezar a inteligência de nosso público.
Duração: 50min
Classificação – Livre

LINK DA TRANSMISSÃO: https://youtu.be/UlsbnVLbRSo

O MENINO QUE AMARRAVA TUDO– DIA 25/06, sexta-feira, às 19h
Inspirado na obra homônima de Guga Cidral

Sinopse –Este foi o último espetáculo produzido pela Cia. do Abração e teve sua estreia em 2019.

Essa história é de Léo, um menino muito criativo e sensível. Filho único de uma família feliz: de Dona Dulce, a mãe e de Seu Severo, o pai. Mas Léo não era como as outras crianças...sua comunicação verbal era incompreendida. Por isso, não tinha amigos e sua própria família tinha dificuldade com ele. Léo teve um avô querido, mas seu avô já tinha morrido. Seu único refúgio era o atelier de artes de sua mãe. Neste lugar mágico, Léo encontra refúgio para suas expressões secretas. Por isso, essa história se inicia dentro das gavetas do atelier de sua mãe. Ao abrir as gavetas, o menino descobre um mundo. Um dia, tirando um soninho no seu esconderijo secreto, sonha com seu avô, que lhe faz lembrar de muitos momentos em que viveram intensamente juntos. Momentos de alegria e momentos de tristezas. Neste sonho, Léo é levado, por seu avô a inventar cordões de amarrar tudo. Tira das gavetas fitas e cordões e neles, amarra tudo: papel, fotos, brinco perdido, lápis e muito mais. Esses cordões viraram longos varais recheados de lembrança e alegria e, com eles, caminha colorindo e descobrindo o seu próprio mundo. O melhor brinquedo já inventado pelo avô e seu neto.
Quais sentimentos conseguimos amarrar? E quais queremos? A partir desses fios, Léo nos contará a sua história. Será esse fio a linha da vida? O Menino que Amarrava Tudo nos convida a embarcar no mais profundo. No "dentro de nós".

Duração: 50min
Classificação – Livre
Link da transmissão: https://youtu.be/ohUdHpV-cJs

MOSTRA PARA JOVENS E ADULTOS

O BANHO - DIA: 26/06, sábado às 19h
Sinopse – O espetáculo estreou em 2007, no projeto “Novelas Curitibanas”

Neste espetáculo, tratamos o “Banho” como um fato social total, constituído não apenas dos elementos materiais e do uso que dele fazemos, mas elemento de mediação das representações simbólicas, num contexto de diversidade social e cultural, onde buscamos apreendê-lo dentro da dinâmica cultural contemporânea, especialmente no que se refere às inúmeras relações que se interpõem entre o ato de banhar-se e o que o banho produz na construção das identidades pessoais e coletivas.

Somando estas ideias às diversas linguagens artísticas, construímos um espetáculo onde teatro, dança, música e artes plásticas se fundem para dar significado às ações cotidianas, aos lugares comuns, aos hábitos sedimentados. Para efeito de uma compreensão mais aprofundada da nossa própria cultura e, consequentemente, de todas aquelas com as quais entramos em contato num mundo cada vez mais globalizado e nem por isso, mais homogêneo. Assim teremos “o banho” como ato de purificação, de prazer e de renovação, mas também de construção da nossa inserção no mundo.

O Banho nos convida a conhecer um pouco da nossa cultura, da nossa diversidade e principalmente da nossa intimidade, tanto estética quanto filosófica, propondo uma reflexão sobre nossas vidas cotidianas. Prazer, cansaço, dor, alegria, brincadeira, regeneração, revitalização serão alguns dos estados do corpo e da mente presentes em nosso processo de criação e de pesquisa e que servirão de alicerce para o espetáculo.

Duração: 60min
Classificação – Indicado para maiores de 16 anos. Contém cenas de nudez
Link da transmissão: https://youtu.be/g2YUySnGg7U

PELAS MÃOS DE MARIA OU AS VOZES DE SIMONE - DIA 27/06, domingo, às 19h
Sinopse - O espetáculo estreou em 2016 – ano comemorativo dos 15 anos da Companhia do Abração, e conta com a assinatura do dramaturgo Edson Bueno e da diretora Letícia Guimarães.

Pelas Mãos de Maria ou as Vozes de Simone traz à tona a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade, as diferentes formas de participação na história, assim como opressões vividas e um resgate da memória daquelas que se sacrificaram por direitos igualitários e humanos. O enredo, ambientado em uma cidade do interior brasileiro, em plena ditadura militar dos anos 70, conta a história de três mulheres que recebem do quartel militar a peculiar tarefa de costurar uma bandeira para ser exibida em uma parada na manhã seguinte. Nesse coser da bandeira, a história busca abordar o imaginário coletivo humano, as contradições manifestadas pelas personagens, simbolizando um território de pertencimento/despertencimento comum e contraditório, mediado e interligado pelo coser daquelas mãos de Maria e entoados pelas vozes de Simone.

Duração: 60 min
Classificação – Indicado para maiores de 14 anos
Link da transmissão: https://youtu.be/Lhgyl289Lkw

Sobre a companhia

COMPANHIA DO ABRAÇÃO – CURITIBA: A Cia do Abração é um espaço de arte e cultura, fundado em 2001, por Letícia Guimarães e tem como proposta principal a pesquisa e produção teatral para todas as idades, embasados em dramaturgia própria e difundidas como espetáculos de repertório. Sua proposta estética está alicerçada na fusão de linguagens artísticas elaborada em investigações advindas de processos colaborativos. Além da dança e das artes visuais, trabalha e investiga as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

ATIVIDADE COMPLEMENTAR – OFICINA TEATRAL PARA JOVENS E ADULTOS ONLINE

OFICINA: TEATRO FÍSICO – VIVÊNCIA SOBRE A PESQUISA REALIZADA PELA CIA DO ABRAÇÃO– 20 VAGAS NO TOTAL

Transmitido, do espaço da Cia. Do Abração, por meio da plataforma ZOOM.
25/06 (Sexta-Feira) Das 9:30h às 11:30h
Vagas: 20 vagas disponíveis
Público Alvo: Professores e jovens e adultos interessados
Período de Inscrições: de 07 a 21 de junho.
Inscrições através do whatsapp: (41) 99125 9595.

Ingressos à venda para a programação de julho da 1ª Mostra de Teatro On-Line APTI

A Mostra de espetáculos segue com toda bilheteria revertida em cesta básica para atender famílias de profissionais das artes cênicas do Estado de São Paulo. Carmen com Natália Gonsales e Flávio Tolezani; Teresa D’Avila com Ana Cecília Costa; Madame Blavatsky com Mel Lisboa; e o musical Meu Amigo Charlie Brown são alguns destaques da programação. As peças ficarão disponível 48h para o público a cada fim de semana.

Link para fotos - https://bit.ly/3tquSLQ

A programação da 1ª Mostra de Teatro On-Line APTI segue com todo valor arrecadado para compra de cestas básicas para a Campanha Fundo Marlene Colé. Os ingressos para a programação de julho já podem ser adquiridos pelo site www.fundomarlenecole.com.br

Entre os espetáculos disponíveis estão Como Ter Sexo A Vida Toda Com A Mesma Pessoa com Tania Bondezan; Pandas ou Era Uma Vez em Frankfurt com Nicole Cordery e Mauro Schames; Pessoa com Elias Andreato; e Amanhã Eu Vou com Lilan Blanc e Tuna Dwek. São dois espetáculos on demand por final de semana, ou seja, o público tem 48h para assistir a peça escolhida. Abaixo a programação completa.

A iniciativa da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes tem como objetivo auxiliar as mais de 30 mil famílias de profissionais da cultura, do Estado de São Paulo, afetados pela pandemia do novo Coronavírus. Desde março de 2020, quando os espetáculos das artes cênicas foram interrompidos, a APTI se aliou a parceiros para ampliar a campanha do Fundo Marlene Colé de auxílio aos profissionais que ficaram sem nenhuma fonte de renda.

Programação de julho da 1ª Mostra Teatro On-Line APTI

****
Dias 3 e 4 de julho – On Demand
Como Ter Sexo A Vida Toda Com A Mesma Pessoa
Texto: Mónica Salvador. Direção: Odilon Wagner.
Com Tania Bondezan.

Annetta Poché é uma sexóloga búlgara formada na Sorbonne, que introduz ao público técnicas para a vida sexual dos casais, dando receitas insólitas para superar as diversas crises que acontecem ao longo de anos de convivência. Com a sua técnica revolucionária, ensina a manter o fogo de um relacionamento com uma única pessoa. Com humor inteligente e divertido do início ao fim o texto provoca a gargalhada do público de todas as idades.

****
Pandas ou Era Uma Vez em Frankfurt
Texto: Matei Visniec. Direção: Bruno Kott.
Com Nicole Cordery e Mauro Schames.

Adaptação do texto teatral, A História Dos Ursos Pandas (Contada Por Um Saxofonista Que Tem Uma Namorada em Frankfurt), do dramaturgo romeno, Matei Visniec apresenta um casal de desconhecidos que acorda na mesma casa. Trazem apenas fragmentos da noite anterior. Eles precisam um do outro para montar esse grande quebra cabeça de sentimentos e memórias. Esta experiência foi concebida durante a quarentena da Covid-19, com os artistas envolvidos, isolados em suas casas.

****
Dias 10 e 11 de junho – On demand
Pessoa
Texto: Fernando Pessoa. Direção e atuação: Elias Andreato.

O roteiro inventa um personagem, real em seu quarto, através da prosa e da poesia de Fernando Pessoa, do estado criativo do poeta e tem como centro O Marinheiro uma obra, minimalista, provocatória e verdadeiramente de vanguarda que nos dá a oportunidade de conhecer de onde vem a inspiração de Fernando Pessoa, que com 24 anos, escreveu em dois dias de outubro de 1913.

Acredita-se que o marinheiro descrito na obra seja o próprio Fernando Pessoa, concentrado na realidade e ação, no sonho de viver. É na verdade a primeira criação dos seus três heterônimos, Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro, sendo estes últimos objeto da maior parte dos estudos sobre a sua vida e obra.

****
A Última Dança
Texto: César Baptista. Direção: Janaina Suaudeau, Cesár Baptista e Fernando Bueno.
Com Natalia Gonsales.

Monólogo inspirado no diário da escritora e filósofa francesa Simone Weil. Nascida em 1909 em Paris, filha de médico, aos vinte anos aluga um quartinho perto de uma fábrica, despede-se de seus pais, amigos e das aulas de filosofia para trabalhar na linha de montagem com o objetivo de escrever sobre a condição operária e a opressão social.

A partir dessa vivência, Simone deixa uma espécie de diário relatando o seu dia a dia na fábrica: a fome, as labaredas, os ruídos ensurdecedores, os acidentes, as doenças, as ordens, o medo, o esgotamento, o envelhecimento, a infelicidade, o emburramento.

Dias 17 e 18 de julho – On demand
Teresa D’Ávila
Texto: Juan Mayorga. Direção: Elias Andreato.
Com Ana Cecília Costa

Adaptação do premiado texto A Língua em Pedaços do espanhol Juan Mayorga e conta a vida de Teresa D’Avila, que de dentro no seu claustro monástico, responde e enfrenta o Inquisidor, arauto da poderosa Igreja Católica, que a acusa de subversão e heresia.

****
Amanhã Eu Vou
Texto: Clovys Torres. Direção: Cristina Cavalcanti.
Com Lilan Blanc e Tuna Dwek

Duas mulheres são as únicas sobreviventes de um planeta totalmente corroído pela peste e pelas queimadas. Elas dependem uma da outra para continuarem a viver, mesmo sendo de temperamentos opostos: uma sonha e idealiza um futuro, enquanto a outra nem dorme e deseja sair daquele lugar inóspito; elas conversam sobre a vida, ou a falta de vida.

Dias 24 e 25 de julho - On demand
Carmen
Texto: Luiz Farina. Direção: Nelson Baskerville.
Com Natalia Gonsales, Flavio Tolezani e Vitor Vieira.

Carmen e José vivem uma trágica paixão. Na trama, ele narra o seu amor por Carmen e o motivo que o levou a prisão. E ela, através do seu olhar, narra o seu ponto de vista em relação à história. Baseado na novela de Prosper Mérimée publicada em 1845, no qual Georges Bizet se inspirou para criação da ópera Carmen

****
Crioulos
Texto e direção: Caio D’Aguilar.
com Anderson Negreiro, Ilu Malanda, Caio D'aguilar, Fernanda Ross, Kenan Bernardes, Alberto Pereira Jr e Carlos De Niggro.

O espetáculo mescla temas históricos da negritude, a partir de uma narrativa ficcional, uma viagem que aborda desde fantasmas da Ku Klux Klan, Gorilas, à temas como os efeitos da segregação racial, pela narrativa e ótica do personagem - Crioulo - um jovem que perde seu pai, um ativista das causas sociais, morto por policiais milicianos num conflito racial.

Com situações cômicas e ácidas a partir de histórias que revisitam décadas de preconceito, violência, conflitos de raças e identidade, Crioulos é uma crítica mordaz a respeito das questões raciais, tão presentes nos dias de hoje. Sucesso de público e crítica, a peça teve estreia antes da Pandemia, abordando justamente as semelhanças entre as lutas da Cultura Negra do Brasil e Estados Unidos.

Dias 31 de julho e 1º de agosto – On demand
Madame Blavatsky
Texto: Claudia Barral. Direção: Marcio Macena.
Com Mel Lisboa.

Madame Blavatsky, ou Helena Petrovna Van Blavatskaya, foi uma escritora e médium russa do século 19, fundadora da Sociedade Teosófica. Na peça, Helena retorna encarnada no corpo de uma atriz/médium para revisitar a sua história e esclarecer alguns pontos controversos da sua biografia, nos possibilitando investigar os limites entre verdade e fingimento ou realidade versus ficção, que são caros ao teatro assim como ao misticismo.

****
Meu Amigo Charlie Brown, o Musical
Baseado nas Tirinhas de Charles Schulz. Um Musical de Clark Gesner. Versão Brasileira: Mariana Elisabetsky.
Com Leandro Luna, Tiago Abravanel, Paula Capovilla, Mateus Ribeiro, Mariana Elisabetsky e Guilherme Magon. Swings: Douglas Tholedo e Tecca Ferreira.

A dramaturgia e as músicas propõem o encontro do menino Charlie Brown com o mundo que o cerca, e sua constante busca pelo significado das coisas e dos sentimentos. O universo de Charlie Brown se caracteriza pelo humor delicado e melancólico, com personagens inteligentes, sensíveis, mordazes e criativos que provocaram uma revolução no mundo das histórias em quadrinhos. Afinal, o protagonista é um menino cheio de preocupações e com algumas frustrações; Schroeder vive debruçado ao piano e tem Beethoven como herói; Lino não desgruda de seu cobertor; Lucy tem uma banca de analista; Sally, a irmã mais nova de Charlie Brown, vive num dilema escolar e Snoopy é absolutamente extraordinário. Todos os personagens refletem sobre a simplicidade e a complexidade do cotidiano, além de questionarem e tentarem entender tudo que os rodeia.

Serviço:
1ª Mostra de Teatro On-Line APTI
De 15 de maio a 1º de agosto
Ingressos: R$25, R$50 e R$100 (o cliente escolhe quanto quer pagar)
Vendas: www.apti.org.br/mostra-de-teatro

Informações: www.apti.org.br
Instagram: @apti_sp

Sobre Marlene Colé
A carreira de Marlene Colé nas artes começou cedo. Ainda jovem integrou o Grupo de danças folclóricas de Solano Trindade, fundado nos anos 70 em Embú das Artes, e mais adiante se tornou cantora da noite, tendo participado do show da inauguração do Teatro Nacional em Brasília.

De origem humilde, com o passar dos anos, para se sustentar começou sua carreira como camareira e nessa atividade trabalhou para uma legião de atores, atrizes e produções teatrais pelo Brasil a fora.
Quando morreu, em 2016, fazia parte da equipe de camareiras do Teatro Municipal de São Paulo, além de trabalhar em outras produções.

Marlene Colé não tinha parentes. E quando faleceu tinha alguns recursos em sua conta bancária, fruto de suas economias. Um grupo de amigos solidários de Marlene, entre artistas e técnicos que conviveram com ela, resolveu criar, com esses recursos o FUNDO MARLENE COLÉ, para apoiar artistas e técnicos que estivessem passando por necessidades, honrando assim o nome de Marlene que sempre foi muito preocupada em ajudar o próximo.

Atualmente A gestão do Fundo Marlene Colé está a cargo da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes, com sede na Capital Paulista e conta com as instituições SATED-SP (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo), Cooperativa Paulista de Teatro e Coletivos de Circo, a parceria com a APTR (Associação de Produtores Teatrais) e o apoio do Artigo 5º, Sympla, Lista Fortes Brasil e Unibes.

Para maiores informações acesse o site:
www.fundomarlenecole.com.br

Redes sociais:
www.facebook/fundomarlenecole
Instagram: @fundomarlenecole

Cinema, ópera, teatro e literatura na programação do Mia Cara 2021

Edição on-line do evento de cultura italiana é toda gratuita e acontecerá de 24 de maio a 6 de junho

Com o tema “Viva a Itália em sua Casa”, o Festival Mia Cara retorna após uma pausa em 2020 devido à pandemia do coronavírus. Com duas semanas de duração, a nona edição do evento reserva uma rica programação cultural, mostras de cinema, ópera, concurso de gastronomia, apresentações musicais, ações de turismo e uma grande homenagem ao escritor Dante Alighieri.

Para o cônsul geral da Itália em Curitiba, o retorno do Mia Cara é uma oportunidade para conhecer um pouco mais a Itália de hoje e sua produção cultural. “Queremos levar para a casa das pessoas em todo o Brasil o melhor da Itália atual sem esquecer a rica história do país”, Exemplo disso é a homenagem que faremos a Dante Alighieri em razão dos 700 anos da sua morte. Dante e sua obra pertencem a todos os tempos e espaços. São universais e atemporais”, definiu Salvatore Di Venezia.

Destaques da programação
Logo na abertura do Mia Cara 2021, dia 24 de maio, o público poderá acompanhar pelas redes sociais do evento o concerto lírico com o tenor Vitorio Scarpi e as sopranos Ana Paula Machado e Ornella de Lucca.

O cinema italiano também terá espaço, a partir do dia 27 de maio, com a exibição de “Sacco e Vanzetti” (1972), filme do diretor Giuliano Montaldo. A Mostra de Cinema segue com a exibição gratuita, na plataforma do Cine Passeio, de produções clássicas de Federico Fellini, Ettore Scola, Enrico Maria Salerno, Mateo Zoni e uma grande homenagem ao maestro Ennio Morricone com direção de Giovanni Morricone no dia 2 de junho, a curadoria é de Antonio Cava. A partir do dia 3 de junho, com curadoria de Marden Machado, serão exibidos filmes da recente produção cinematográfica italiana.

No dia 30 de maio acontece o recital de violino e cravo com o violinista e spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) Emmanuele Baldini e o cravista Fernando Cordella.

Para o encerramento do Mia Cara, a cantora italiana Carla Cocco apresenta show inédito gravado em um teatro nos arredores de Roma. Ao longo das duas semanas de evento o público poderá acompanhar nas redes sociais do Mia Cara apresentações de danças folclóricas, leituras dramáticas, vídeos turísticos, mostra de quadrinhos e oficina de escultura.

Concurso de gastronomia
Outra novidade da edição deste ano é o concurso Receitas da Nonna que irá premiar a melhor receita italiana de família. Durante o mês de maio quem quiser participar poderá enviar sua receita pelo site do festival e participar das etapas eliminatórias no Facebook do Mia Cara. O vencedor será divulgado dia 05 de junho.

Com patrocínio do Banco BRDE, Sanepar, Copel, Celepar, Detran, Havan e Fomento Paraná, a programação completa do Festival Mia Cara está disponível em miacara.com.br. A realização do evento é feita pelo Consulado Geral da Itália em Curitiba e pela ONG Unicultura com apoio do Festval, GME, Angelina Caron, Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Instituto Curitiba de Arte e Cultura - Icac, Sociedade Garibaldi, Centro Europeu, Mozzarellart, Santa Maria Papéis, Carti Mais, Gardenia Orchidea, Família Martinelli, UFPR e ENIT.

Serviço:
Festival Mia Cara 2021 - edição on-line
Data: 24 de maio a 6 de junho
Site: http://miacara.com.br
Facebook: facebook.com/miacaraoficial
Instagram: @miacaraoficial
WEB RADIO OFICIAL - https://www.inmystream.app/player2/enit.html

24 DE MAIO A 06 DE JUNHO DE 2021
Viva a Itália em sua casa - Edição on-line

Principais atrações:
CERIMÔNIA DE ABERTURA - 19H30
24/maio | 20h | CONCERTO LÍRICO
Direção Musical e Roteiro - Alexandre Mousquer

25/05 | 20h | LEITURA DRAMÁTICA DE PIRANDELLO
Direção: Edson Bueno

27/05 a 02/06 | MOSTRA DE CINEMA ITALIANO - CLÁSSICOS
Curadoria: Antonio Cava
Exibição: Cine Passeio - sessões virtuais - http://www.cinepasseio.org/

03/06 a 09/06 MOSTRA DE CINEMA ITALIANO - CONTEMPOR NEOS
Curadoria: Marden Machado
Exibição: Cine Passeio - sessões virtuais - http://www.cinepasseio.org/

29/05 | 20h| LEITURA DRAMÁTICA DIVINA COMÉDIA
Direção Artística: Edson Bueno

30/05 | 20h | RECITAL BARROCO DE VIOLINO E CRAVO
Emmanuele Baldini - violino
Fernando Cordella - cravo

06/06 | 20h | SHOW CARLA COCCO
Local: You Tube Mia Cara - https://www.youtube.com/channel/UCnFWLMmkefbEjMUKPKuzNIw
A programação completa do Mia Cara está disponível no site miacara.com.br

Inspirada em poetisas latino-americanas, Maíra Lour apresenta leitura dramática audiovisual “Insensatez”

Com estreia online e gratuita às 20h do dia 26 de maio, Maíra Lour e Ailén Scandurra interpretam o texto concebido a partir de pesquisas sobre as obras de Ana Cristina César e Alejandra Pizarnik

A leitura dramática em formato audiovisual “Insensatez”, novo projeto autoral de Maíra Lour em parceria com a Flutua Produções, estreia dia 26 de maio (quarta-feira), às 20h, via Youtube. Os ingressos são gratuitos, basta se cadastrar via Sympla para receber o link: sympla.com.br/flutuaproducoes
Maíra Lour, que assina o texto e a direção do espetáculo, contracena com a atriz Ailén Scandurra. A obra é fruto de uma residência artística realizada pelo Programa Iberescena em Buenos Aires no ano de 2017 — quando Maíra investigou a vida e a obra das poetisas Ana Cristina César e Alejandra Pizarnik — e dialoga com questões de vida e morte e a fragilidade do corpo.

Ao misturar leitura dramática e audiovisual, Maíra aposta no texto como criador de imagens, e na intensidade que suas palavras imprimem no espectador somadas à versatilidade de cenas que o audiovisual proporciona. A empreitada foi totalmente pensada, organizada e pré-produzida de forma remota e online, e então gravada seguindo todos os protocolos de saúde exigidos pelas autoridades sanitárias.
Mesmo com o desejo de retornar o quanto antes às salas de ensaio e aos teatros, Maíra vê com otimismo o alcance online que a obra passa a ter dentro dessa realidade: “A leitura online pode atravessar fronteiras com bastante facilidade e encontrar diferentes públicos. Vejo um futuro virtual promissor para essa obra e também idealizo a montagem cênica do texto”, completa a artista.

Como parte do projeto, Maíra também realizou a Oficina “Corpo-Poesia” gratuita e online para 15 pessoas, dentre estudantes das artes cênicas, artistas de teatro, dança e dramaturgos(as), nos dias 04 e 05 de maio. O projeto conta com o incentivo da Lei Aldir Blanc via Programa de Apoio e Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo, e realização da Flutua Produções.

Sobre Maíra Lour
Maíra Lour é diretora teatral, dramaturga e arte educadora. Diretora da Súbita Companhia de Teatro, colaboradora e orientadora do núcleo IMP de pesquisa em dança – Investigação do Movimento Particular e idealizadora do Plataforma - Espaço de Investigação Artística. Artista profundamente interessada pela intersecção entre teatro, dança e literatura. Dedica-se à pesquisa de autoras mulheres latino-americanas; mulheres diretoras de teatro, procedimentos de direção cênica; dramaturgia contemporânea; estudos do corpo dramático-poético e modos colaborativos de criação e produção.

SERVIÇO
Estreia online e gratuita da leitura dramática INSENSATEZ
Online via Youtube
Data estreia: 26 de maio (quarta-feira), às 20h
Inscreva-se gratuitamente para receber o link da estreia e ser lembrado: www.sympla.com.br/flutuaproducoes

FICHA TÉCNICA
Direção e dramaturgia: Maíra Lour
Elenco: Ailén Scandurra e Maíra Lour
Assistente de direção: Dafne Viola
Direção de produção: Gilmar Kaminski
Assistente de produção: Luana Camargo
Direção de fotografia e pós-produção: Eli Firmeza
Som direto, desenho de som e trilha sonora: Álvaro Antonio
Direção de arte: Guenia Lemos
Assistente de direção de arte: Vilson Kurz
Iluminação: Lucri Reggiani
Técnica de montagem de iluminação: Taynara Siqueira
Figurinos: Isbella Brasileiro
Projeto gráfico: Pablito Kucarz
Comunicação: Luísa Bonin e Thays Cristine - Platea Comunicação e Arte

Realização: Flutua Produções
Apoio: Pé no Palco, Alfaiataria e Padaria América

Projeto realizado com recursos da Lei Aldir Blanc através do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

“Por Trás da Cena”, podcast com curadoria de Maíra Lour e Gilmar Kaminski, revela os processos criativos do teatro

Feito para interessados em teatro, cada episódio conta com dois artistas criadores compartilhando suas experiências

Dramaturgia, direção de cena, atuação e cenografia são alguns dos conteúdos que o podcast “Por Trás da Cena” traz para discussão em oito episódios lançados às quintas-feiras, de 25 de fevereiro a 15 de abril. Idealizado pela diretora artística Maíra Lour e pelo produtor cultural Gilmar Kaminski, o podcast convida artistas para compartilharem suas experiências, procedimentos, modos de criação e memórias de teatro. Os episódios estão sendo pensados para que curiosos e amantes do teatro possam conhecer mais o dia a dia dos artistas, podendo se tornar uma ferramenta de aprimoramento técnico e artístico de estudantes, profissionais, pesquisadores e interessados nas artes cênicas.

Maíra define a empreitada “como um espaço de troca, conexões e escuta, para revelar o que não se vê: a sala de ensaio, as coxias, os camarins são locais que guardam a intimidade do teatro, o mecanismo todo que se movimenta para que as criações aconteçam”. E, segundo Gilmar, essa foi uma das formas que encontraram para seguir em movimento e promover encontros, mesmo sem a possibilidade da presença física.

Todos os episódios estão sendo produzidos, editados e lançados de forma remota e seguindo os protocolos sanitários de enfrentamento à COVID-19. O podcast é apresentado por Maíra e como convidados, a dupla buscou mesclar artistas curitibanos com artistas de outras regiões do país e de Portugal envolvidos no fazer teatral: dramaturgas/os, atrizes/atores, diretoras/es, cenógrafas/os, iluminadoras/os.

Maíra e Gilmar não pretendem parar nos oito episódios previstos para a temporada. Segundo eles, a ideia é criar conexões entre artistas e dar continuidade a estas conversas descontraídas e necessárias para os tempos atuais em próximas temporadas.

O podcast está disponível nas principais plataformas de streaming de áudio:
Spotify: https://open.spotify.com/show/1eTjhloMHTDJpFz7yEA224
Google Podcasts: https://www.google.com/podcasts?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy80ZDBhOTRkYy9wb2RjYXN0L3Jzcw==
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC9ipDVH1JUDNxo9yjT9ZZtg

CRIADORES
Maíra Lour é diretora teatral, dramaturga e arte educadora. Diretora da Súbita Companhia de Teatro, colaboradora e orientadora do núcleo IMP de pesquisa em dança – Investigação do Movimento Particular e idealizadora do Plataforma - Espaço de Investigação Artística. Artista profundamente interessada pela intersecção entre teatro, dança e literatura. Dedica-se à pesquisa de autoras mulheres latino-americanas; mulheres diretoras de teatro, procedimentos de direção cênica; dramaturgia contemporânea; estudos do corpo dramático-poético e modos colaborativos de criação e produção.

Gilmar Kaminski é produtor cênico graduado pela Universidade Federal do Paraná (2017) e técnico em contabilidade pelo Instituto Federal do Paraná (2011). Desde 2014 atua como produtor na cidade de Curitiba, desenvolvendo projetos nas diversas linguagens artísticas - teatro, música, audiovisual, patrimônio cultural e literatura. É fundador da Flutua Produções e atualmente integra a equipe de produção d'A Armadilha Cia de Teatro e da Bienal de Quadrinhos de Curitiba.

FICHA TÉCNICA
Curadoria: Gilmar Kaminski e Maíra Lour
Apresentação: Maíra Lour
Produção: Gilmar Kaminski - Flutua Produções
Edição de som e vinheta: Álvaro Antonio
Comunicação: Luísa Bonin e Thays Cristine - Platea Comunicação e Arte
Projeto gráfico: Camila Villanova e Victor Uchoa
Realização: Flutua Produções

Projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

6ª Mostra Nacional de Teatro NaLona está com inscrições abertas

Interessados podem se inscrever gratuitamente até 14 de fevereiro; apresentações ocorrem de 12 a 27 de março

0=YTY0QzYipjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pzNwgjM5QDN5AjM6cWZwpmL39Gb4cDNjRjNlBDZiFTNyQjYyETYzATO4MGMyEDNlVTY2YjRyUSY2YjRyUyN5cDMxYkMlgTM5ETM0UDMwEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM
Mais de 240 espetáculos já foram apresentados nas cinco edições anteriores da Mostra NaLona (Foto: Divulgação)

Fevereiro, 2021 - A 6ª Mostra Nacional de Teatro NaLona está com inscrições abertas até o dia 14 de fevereiro. Os interessados devem se inscrever gratuitamente pelo site da mostra (https://www.nalona.com.br). Até o momento, mais de 200 espetáculos nacionais e internacionais já foram inscritos na seleção.

Neste ano, o evento conta com três modalidades: presencial, live (ao vivo pela internet) e gravado. Segundo a City Web e Casa de Joana, organizadora da Mostra, já foram inscritos espetáculos de grupos de 20 estados do país, além do Uruguai e Itália.

As apresentações ocorrerão de 12 a 27 de março. Serão ao menos 36 espetáculos, sendo 24 selecionados por meio de edital. As apresentações presenciais serão em Hortolândia, na Região Metropolitana de Campinas (RMC), com público restrito a 30% da capacidade, mantido o distanciamento e regras do Plano São Paulo de combate à Covid-19.

Para as apresentações pela internet será passado um chapéu virtual, um link para que o público possa colaborar com o cachê e manutenção dos grupos e coletivos teatrais.

A Mostra

A Mostra NaLona reúne em suas edições grupos do Brasil e exterior que apresentam um panorama do que se produz no universo das artes cênicas. Com trocas de experiências, debates, cursos e espetáculos, é um festival de referência. Mais de 240 espetáculos passaram por suas cinco edições anteriores, com público de mais de 40 mil expectadores.

A mostra foi viabilizada por meio da Lei Aldir Blanc, do Governo Federal, com o apoio do Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Cultura e Economia Criativa através do projeto ProAC Expresso LAB 40/2020 - Produção de Festivais. A mostra também conta com o apoio da Prefeitura de Hortolândia atraves da Secretaria de Cultura.

Tempo de Formação Teatral – 2ª Ed. – abre inscrições para oficinas e palestras gratuitas

A ação é toda online e propõe uma imersão em diferentes áreas das artes cênicas.
O período de inscrição vai até o dia 25 de janeiro, no site da Ave Lola

Curitiba, 14 de fevereiro de 2021 - Um mergulho no teatro. Essa é a inusitada proposta da Trupe Ave Lola por meio do projeto “Tempo de Formação Teatral - 2ª Ed - Minha praia é o teatro”, que acontecerá de 01 a 25 de fevereiro com uma programação formativa gratuita e online composta pelas oficinas: Interpretação e improvisação teatral, com Ana Rosa Genari Tezza; Música para teatro, com Breno Monte Serrat e Arthur Jaime; Criação e confecção de figurino e adereços, com Eduardo Giacomini e Helena Tezza; e pelas seguintes palestras: A história da iluminação no Paraná, com Beto Bruel; Gestão de projetos culturais, com Dara van Doorn e Laura Tezza.
Os interessados em participar das atividades podem se inscrever até o dia 25 de janeiro pelo site da Trupe Ave Lola. As inscrições são limitadas à quantidade de vagas disponíveis por oficina / palestra e é possível se inscrever em mais de uma atividade. No caso das oficinas, será realizado um processo seletivo composto por duas etapas.
Diante dos limites impostos pela pandemia, executar o projeto online foi a forma que a companhia encontrou para proporcionar aos participantes uma viagem online sem risco de contaminação e com muitas possibilidades de fruição artística. “A pandemia vai passar, estamos esperançosos com a vacina, mas sabemos que para a segurança de todos teremos que seguir respeitando o distanciamento social. Para suprir a necessidade de criar e de nos comunicarmos com o nosso público, as plataformas virtuais têm sido aliadas dos artistas e amantes das artes em todo o mundo”, explica a diretora teatral Ana Rosa Tezza.
Normalmente, os encontros formativos na Ave Lola ocorrem presencialmente na sede da companhia e sempre despertaram o interesse de artistas de todos os cantos do Brasil e do mundo. Com essa possibilidade de realizar as atividades no formato online, a diretora Ana Rosa Tezza acredita que essa característica será potencializada. “No mundo virtual as fronteiras são mais tênues, então na versão virtual das oficinas, poderemos incluir mais pessoas e distintas culturas no Tempo de Formação”, afirma Ana Rosa Tezza.
SOBRE A TRUPE AVE LOLA - A Ave Lola é uma trupe de teatro que possui um espaço independente em Curitiba há 10 anos e tem em sua equipe mais 20 pessoas entre produtoras, atrizes, atores, músicos, técnicos, além de artistas aprendizes que são incluídos nos processos de criação a fim de fomentar a formação de estudantes e contribuir para o amadurecimento artístico das próximas gerações.
Em sua trajetória, a companhia tem criado espetáculos teatrais inéditos a partir de pesquisas dramatúrgicas e de linguagem. A trupe também recebe artistas residentes de diferentes cantos do mundo a fim de criar um espaço de troca e ampliação de referências estéticas e filosóficas entre artistas e pensadores das artes. Constantemente, tem sido reconhecida pelo público e pela crítica e recebeu diversos prêmios pelos seus espetáculos. PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.

Serviço:
Tempo de Formação Teatral - 2ª Ed - Minha praia é o teatro | 01 a 25 de FEV/2021
Programação completa e inscrição pelo site: http://www.avelola.net.br/agenda/tempo-de-formacao-teatral-2a-ed-minha-praia-e-o-teatro/
Prazo de inscrição: 13 a 25 de janeiro de 2021
*As oficinas e palestras serão realizadas por meio de videoconferência (Zoom).
Instagram: @ave_lola
Facebook: https://www.facebook.com/avelolaespacaodecriacao/
Site: http://www.avelola.net.br/

FICHA TÉCNICA

Direção Artística e Pedagógica: Ana Rosa Genari Tezza
Oficineiros / Palestrantes: Ana Rosa Genari Tezza, Arthur Jaime, Beto Bruel, Breno Monte Serrat de Moura, Dara van Doorn, Eduardo Giacomini, Helena Tezza, Laura Tezza.
Produção: Dara van Doorn
Produção Executiva: Laura Tezza
Comunicação e Redes Sociais: Larissa de Lima
Assessoria de Imprensa: Adriane Perin | De Inverno Comunicação
Design Gráfico: Gabriel Rischbieter
Audiovisual: Larissa de Lima e Luís Fernando Nicolosi
Trilha Sonora: Arthur Jaime e Breno Monte Serrat
Realização: Ave Lola e as Meninas Produções Artísticas LTDA.

Incentivo: Bosch, Biometrix, Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura Municipal de Curitiba.

Experimento artístico “Tudo Junto e Misturado – Presentes”

Tudo Junto e Misturado é uma série de experimentos artísticos interativos digitais, criados pelo Teatro Bom Jesus em 2020, durante a quarentena

A série experimental “Tudo Junto e Misturado”, promovida pelo Teatro Bom Jesus, chega à sua última exibição da temporada 2020. Contando com a participação de atores experientes e a intervenção do público, que rege a dinâmica do espetáculo virtual, a próxima live será no dia 12 de dezembro (sábado), às 19h, no Facebook do Teatro Bom Jesus e no Youtube do Grupo Educacional Bom Jesus. A participação é gratuita!

O último experimento artístico terá como tema “Presentes”. Serão 12 das melhores cenas já apresentadas da série, adaptadas às festas de fim de ano.

De acordo com a atriz e assessora cultural do Grupo Educacional Bom Jesus, Mazé Portugal, a ideia do “Tudo Junto e Misturado” é mesclar cenas que agradem a um público variado, com cenas lúdicas, performances com críticas sociais, poesias, textos reflexivos e comédia. “E, como é ao vivo, com cada artista na sua casa fazendo muitas improvisações, o público poderá determinar a ordem das cenas para que os artistas adaptem a encenação”, complementa Mazé.

O espetáculo contará com a participação da bailarina Inês Drumond, dos atores César Cantão, Luis Benkard, ZéAntonio do Carmmo, da cantora Luísa Oliveira e também da atriz Mazé Portugal.

Serviço
Experimento “Tudo Junto e Misturado - Presentes”
Quando: 12 de dezembro (sábado), às 19h
Onde: Ao vivo no Facebook do Teatro Bom Jesus e no canal do Youtube do Grupo Educacional Bom Jesus
Evento gratuito!
Realização: Teatro Bom Jesus

Conheça os artistas!

ZéAntonio do Carmmo: especialista em Arteterapia - Terapias expressivas pelo Instituto de Artes da Unesp. Licenciado em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas pela Faculdade Paulista de Artes. Formação técnica como ator pelo Teatro Universitário da UFMG. Participou do CPT - Centro de Pesquisas Teatrais, sob a coordenação de Antunes Filho, e do núcleo artístico da Cia. Truks - Teatro de Bonecos. Atualmente compõe o núcleo artístico do Grupo Morpheus Teatro.

Luis Benkard: diretor, ator, escritor e cenógrafo. Interessado em gênero e raça, escreveu sobre Odelair Rodrigues e a mulher negra no teatro brasileiro. Trabalha com desconstrução dramatúrgica e cênica e seus shows têm alto impacto visual. Diretor artístico da Tirso Theatre Company, em Londres.

César Cantão: ator formado pelo Teatro-escola Célia Helena e pelo Núcleo de Atores do Ágora. Estreou profissionalmente no espetáculo “Rei Lear”, com Raul Cortez. Na TV, participou das minisséries “Força-tarefa”, da Rede Globo e dirigida por José Alvarenga Jr, “Crimes.com”, para o Discovery Channel, “9mm”, na Fox, “O negócio”, na HBO, entre outras. No teatro, atuou em inúmeras peças, com destaque para “Literatura contemporânea”, monólogo escrito e dirigido por Fernando Bonassi, “A senhora de Dubuque”, de Edward Albee, com direção de Leonardo Medeiros, entre outras. Seu último trabalho foi no longa “Modo avião”, de César Rodrigues para a Netflix.

Inês Drumond: formada pela Escola de Danças Clássicas do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e pela Embap (curso superior de piano). Estudou dança flamenca, dança de salão e técnica vocal no Conservatório de MPB. É pós-graduada em Dança de Salão. Integrou o Corpo de Baile do Ballet Teatro Guaíra. Foi coreógrafa nos ateliês coreográficos do BTG, tendo sido premiada duas vezes. Recebeu o Troféu Gralha Azul pela melhor coreografia para teatro em duas edições do prêmio. Atualmente é integrante do G2 Cia de Dança (Ballet Teatro Guaíra 2), em que os bailarinos são intérpretes-criadores, trabalhando com pesquisa de movimentos. Entre seus últimos trabalhos, destaca-se sua participação como bailarina convidada em dois projetos de vídeo do cantor tunisiano Fahd Saidi: “Asturias Navara Hnina”, no qual dançou no Parthenon (Grécia), e “Sway”.

Mazé Portugal: produtora cultural, publicitária e atriz. Profissional com mais de 30 anos de carreira, iniciou na TV, tendo participado em várias campanhas publicitárias, novelas, filmes e seriados de televisão, com destaque para “Sabor da paixão” (TV Globo), “A vida colorida de Dalton” (TV Cultura) e os curtas “Vazio” e “Fragmentos”. Em teatro, já trabalhou, entre outros, com Desmond Jones (Londres), Hugo Mengarelli, Felipe Hirsh, Roberto Innocente, Francisco Medeiros, Rodolfo Garcia Vazquez, Marco Antonio Braz, José Antonio do Carmmo, Jairo Mattos, Márcio Mattana e Catherine Marnás. Recebeu dois prêmios de melhor atriz por “Os cantos de Maldoror” e “Aconteceu enquanto o ônibus não vem”. Entre São Paulo e Curitiba, trabalhou como produtora e atriz com a Cia.Satyros e, desde 2003, é empreendedora na Cia.Serial Cômicos.

TEATRO BRADESCO DIVULGA PROGRAMAÇÃO DE LIVES DE DEZEMBRO

João Marcello Bôscoli, Tiê e Leandro Karnal são alguns dos destaques do mês. O Teatro terá, também, uma programação especial no aniversário de Frank Sinatra. No Instagram e no Youtube, as lives acontecem a partir das 20h

Com a chegada do final do ano, o Teatro Bradesco continua a entregar uma série de conteúdos relevantes e de qualidade para os seus espectadores em formato de lives. Desde agosto, personalidades renomadas do cenário nacional de diversas áreas, como cultura, arte e finanças foram recebidos, de maneira digital, para agregar à agenda de um dos espaços culturais mais importantes do Brasil.

Sempre de forma gratuita e respeitando todas as recomendações de segurança e saúde dos órgãos encarregados, o Teatro Bradesco continua a apresentar aos seus seguidores e públicos em geral, transmissões de qualidade. O projeto online está confirmado para seguir com a sua agenda em 2021 devido à grande adesão do público nas transmissões.

No Instagram, a nova rodada de programação das lives, tem início às 20h. Os Bastidores recebem no dia 10 a cantora Tiê, com a mediação de João Marcello Bôscoli. No dia 12 de dezembro, a programação irá homenagear uma das maiores vozes que o mundo já presenciou. No aniversário de Frank Sinatra, João Marcello Bôscoli recebe o intérprete Gustavo Bing, responsável por dar vida as canções de Sinatra nos palcos com o projeto “Sinatra 1915 Tribute”. Para encerrar o ciclo de lives e o ano de 2020 no Instagram do Teatro Bradesco, o Bem-Estar será comandado por Leandro Karnal, no dia 15 de dezembro.

No dia 7 de dezembro, o YouTube do Teatro Bradesco transmite uma peça teatral de encerramento do Bradesco Women 2020, ciclo de palestras que aconteceu ao longo do ano, com o objetivo de promover discussões em torno do empoderamento feminino e compartilhar visões para encorajar e inspirar mulheres contemporâneas a consolidar trajetórias vencedoras na vida pessoal e profissional.

O projeto do Teatro Bradesco é um sucesso no meio online. Prova disso são os números alcançados: aumento orgânico no número de seguidores superior a 90%. Além disso, são horas de conteúdo relevante, diverso e totalmente gratuito para os fãs de arte e de cultura curtirem no período de isolamento social.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DE DEZEMBRO:

07/12 – Business no YouTube com Bradesco Women
10/12 – Bastidores no Instagram com Tiê e João Marcello Bôscoli (música e bate-papo)
12/12 – Bastidores no Instagram Especial Aniversário de Frank Sinatra com Gustavo Bing e João Marcello Bôscoli (música e bate-papo)
15/12 – Bem-Estar no Instagram com Leandro Karnal

Projeto Online
O mês de agosto estreou uma nova concepção do Teatro Bradesco que, frente aos desafios impostos pela crise do novo coronavírus, se reinventou e apresentou, por meio do Instagram e do canal do YouTube, uma programação especial. A cada mês, novos e diversos perfis de atrações farão parte da programação nos pilares do projeto. São artistas, músicos e palestrantes, em parcerias e formatos inéditos. A periodicidade é bissemanal no Instagram e mensal no YouTube.

Retomada Teatro Bradesco
As atividades presenciais do Teatro Bradesco, que foi reaberto ao público novembro, atendendo as recomendações dos órgãos de saúde, seguem em dezembro. A compra dos ingressos deve ser feita de forma exclusiva no site uhuu.com para que os protocolos de distanciamento entre os espectadores sejam respeitados. Na programação estão confirmadas as seguintes atrações:

9 de dezembro - Maurício Manieri apresenta “Classics”
11 a 13 de dezembro - Hermanoteu na Terra de Godah
19 e 20 de dezembro - Bolero Ravel - Villa Lobos

Acessibilidade
Todas as transmissões ao vivo contam com recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência. As apresentações no YouTube têm audiodescrição e Libras. Já as lives no Instagram contam com libras e comunicação com a descrição #pracegover e #pratodosverem.

Bradesco e a cultura
Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. Além do Teatro Bradesco, o banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros. Assim como o Teatro Bradesco, muitas instituições e espaços culturais apoiados pelo banco promoveram ações para que o público possa continuar se entretendo – ainda que virtualmente – durante a pandemia da Covid-19. Recentemente, o banco lançou o Bradesco Cultura, plataforma digital que reúne conteúdo relacionado às iniciativas culturais que contam com o patrocínio da instituição. Visite em cultura.bradesco.

Opus Entretenimento
A Opus Entretenimento acredita no poder transformador da tríade cultura, conteúdo e experiência e, desde 1976, já trouxe ao Brasil grandes nomes nacionais e internacionais. Administradora de teatros pelo Brasil nas regiões Nordeste, Sul e Sudeste, também faz a gestão artística de grandes nomes da música e do entretenimento brasileiro.

Devido a pandemia, o processo de ensaio da peça A Quarta Zaragata Porvindoura foi adiado

. Com isso, adaptamos o texto para uma linguagem online onde a peça A Quarta Zaragata Porvindoura (Do Sonho ao Caos), através de quatro atos independentes, usa da metalinguagem para contar a saga de artistas de um espetáculo futurista prestes a estrear. Transitar entre as fronteiras da realidade e da ficção, do ator e do personagem, explorando os limites dramatúrgicos. Tensões que encontram potência justamente na experiência, aprofundando a reflexão sobre o teatro online (experimentando-o) onde o campo de visão, a montagem e recursos de edição serão usados para contar uma história aumentando as possibilidades cênicas. Um enquadramento que ressignifica a ação, uma mudança de cenário que fornece novos signos nos propõe um modo de ver. Tendo como cenário a fazenda onde acontece a montagem do espetáculo, a plateia se verá imersa nas justaposições e tensões sobre o tempo real e o ficcional, passado e presente, realidade e sonho. A peça dentro da peça, como em Hamlet de Shakespeare, Um Grito Parado no Ar de Gianfrancesco Guarniere ou ainda em Seis Personagens à Procura de um Autor de Luigi Pirandello.

FICHA TÉCNICA

Texto: Bruce de Araujo

Direção: Georgette Fadel

Elenco: Bruce de Araujo / Carol Garcia / Eduardo Speroni / Felipe Frazão / Georgette Fadel / João Vancini / Sarah Lessa / Vilma Melo

Direção de Produção e Produção Executiva: Rafael Faustini

Co-Podução: João Vancini

Direção de Fotografia: Julia Zakia

Montagem / Edição: João Gabriel Hidalgo

Som Direto: Juliana Santana

Direção de Arte: Gabriel de Stéfani, Sarah Lessa e Helena Casal de Rey

Diretor Assistente: Eduardo Speroni

Assistente de Direção: Paula Azevedo

Assistente de Produção: Vinícius Meneguzzi

Catering: Alice Carvalho

Apoio: Salete Francisco Furtado

Pós Produção: Terra Roxa Filmes

Realização: Faustini Produções

SERVIÇO:

A QUARTA ZARAGATA PORVINDOURA – DO SONHO AO CAOS

Estreia do ATO IV - 02 de dezembro – 22h - “O QUE A ÁGUA ME DEU”

Duração por ATO: 30 minutos aproximadamente

Classificação indicativa: 14 anos

Canal YOUTUBE: youtube.com/channel/UCIpr4bXAXYXf_b6jWuQva_Q?view_as=subscriber

Evento ON LINE gratuito

Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta concerto virtual de encerramento da Série Música de Câmara 2020

Os músicos da OSP convidaram bailarinos do Balé Teatro Guaíra para um concerto especial de encerramento da Série que será transmitido no Facebook em dezembro
No próximo dia 11 os músicos da OSP apresentam o concerto virtual de encerramento da Série Música de Câmara 2020. O projeto é uma iniciativa dos músicos com a curadoria do maestro-titular Stefan Geiger. Desde junho a Série Música de Câmara apresentou quinzenalmente concertos virtuais com grupos de dois a oito músicos.

Para o concerto de encerramento, a coordenação da Série Música de Câmara preparou uma programação especial. Serão três obras do compositor argentino Astor Piazzolla com a participação especial de bailarinos do Balé Teatro Guaíra. Os concertos foram gravados em estúdio, respeitando as normas de distanciamento social da Organização Mundial da Saúde.

"Fazer a Série Música de Câmara em formato virtual foi divertido, mas também desafiador", conta a violinista da OSP, Martina Lohmann, uma das responsáveis pela coordenação do projeto. "Os músicos estavam interessados em manter a Série, mesmo que não fosse possível ir ao palco. Como não tivemos verba para a maioria dos concertos, tarefas como a edição do áudio e a sincronização de vídeo foram realizadas voluntariamente pelos próprios músicos ou por amigos da orquestra", completa a violinista.

Para os músicos que participaram do projeto, a Série Música de Câmara foi uma forma de canalizar a energia criativa, a vontade de trabalhar e de ter contato, por mais que restrito ao ambiente virtual, com o público. "A pandemia tem sido desafiadora para todos. A grande maioria dos meus colegas músicos nunca passou por mais de 3 meses sem ensaios, concertos ou concursos. Em um contexto de tantas privações e dificuldades, o poder da arte de criar e expressar um sentido de comunidade tem feito toda a diferença, para nós e para o público", disse Júlio Zabaleta, flautista da OSP e um dos coordenadores da Série.
Parceria com o Balé Teatro Guaíra

A escolha dos repertórios tocados na Série Música de Câmara parte dos próprios músicos. As propostas são enviadas e aprovadas pelo maestro-titular da OSP, Stefan Geiger. Neste ano, vários grupos trouxeram propostas de músicas do compositor argentino Astor Piazzolla.

Piazzolla foi o compositor mais tocado na OSP em 2020. Historicamente, ele é conhecido por incorporar elementos do tango em suas composições. As três obras que serão apresentadas no concerto de encerramento são consideradas tangos e, por isso, surgiu a ideia de convidar os bailarinos do Balé Teatro Guaíra a se juntarem ao projeto.

"A música de Piazzolla é muito instigante e inspiradora e é impossível ouvi-la sem pensar nos movimentos de bailarinos. A interação da Orquestra com o Balé é sempre artisticamente enriquecedora para os dois grupos e o resultado dos vídeos ficou muito bonito", explica Ricardo Molter, spalla da OSP e um dos coordenadores da Série Música de Câmara 2020.

As coreografias foram criadas especialmente para o projeto. Os bailarinos participantes gravaram no Teatro José Maria Santos.

O concerto virtual de encerramento
"É a nossa função dentro da sociedade proporcionar momentos de exploração interior e ajudar a dar vazão à alegria, ao luto, à esperança e todas outros sentimentos que temos experimentado tão intensamente. Uma pandemia sem arte seria insuportável", disse Júlio Zabaleta, flautista da OSP.

No dia 11/12, às 18h, a Orquestra Sinfônica do Paraná convida a todos para participarem do concerto virtual de encerramento da Série Música de Câmara. O público poderá interagir ao vivo e, além das músicas, haverá depoimentos dos participantes no projeto.

Após a exibição no Facebook da OSP o material completo estará disponível nas redes sociais da Orquestra e do Teatro Guaíra.

Serviço
Série Música de Câmara 2020 | Temporada Virtual
Concerto de Encerramento

Quando: 11 de dezembro de 2020
Horário: 18h
Onde: http://www.facebook.com/OrquestraSinfonicaDoParana
Valor: gratuito
Programa de concerto: Astor Piazzolla (1921-1992)
Se Fue Sin Decirme Adiós
Saint Louis en l'Île
La Misma Pena.

Teatro Dr. Botica retoma apresentações neste fim de semana em Curitiba

Teatro Dr. Botica retoma apresentações neste fim de semana em Curitiba

Para abrir a temporada de espetáculos será realizada a peça "O Presente"

O Teatro Dr. Botica, localizado no Shopping Estação, retoma suas atividades neste fim de semana com a apresentação "O Presente" da Cia Arteiros. O espetáculo lúdico e vibrante conta com a participação de um palhaço, um macaco, uma lagarta e uma dançarina, que mostram seus talentos em cima de um caixote. A peça transmite a diversidade de cada artista, seja dançando, tocando ou se arriscando em grandes alturas. O apresentador salsicha conduz essa aventura que se transforma em um presente.

O espetáculo é destinado ao público de todas as idades. No sábado (7) e no domingo (8), o teatro de bonecos tem apresentações às 14h, 16h e 18h. Os ingressos custam R﹩ 29 (inteira) e R﹩ 15 (estudantes, idosos e crianças até 12 anos). A compra dos ingressos é somente online através do site https://www.teatrodrbotica.com.br .

2=EjM1cjYlpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pzM5kjM1cTOzMjM6cWZwpmL39Gb4M2MyMzMiBTYhVTZwMGM2AzYwYDN3QGOwM2NiRjMxAjRyUiMxAjRyUSOwgzNGJTJ1QDM0EzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM
Todas as medidas de prevenção ao coronavírus serão cumpridas, como o uso obrigatório de máscara, álcool em gel, distanciamento, funcionamento com 50% da capacidade e a proibição do consumo de comida e bebida dentro do teatro.

Teatro Dr. Botica

Espetáculo: O Presente

Sábado (7) e domingo (8)

14h, 16h e 18h
R﹩ 29 (inteira) e R﹩ 15 (estudantes, idosos e crianças até 12 anos)

Teatro Dr. Botica, piso L1 do Shopping Estação

https://www.teatrodr botica.com.br

Com Claudia Raia, Miguel Falabella, Marisa Orth e José Possi Neto, TV Cultura revela o grande destaque do teatro musical neste sábado (31/10)

Vencedor do concurso musical, apresentado por Jarbas Homem de Mello, ganha um troféu exclusivo e uma bolsa integral no curso de formação em teatro no Célia Helena Centro de Artes e Educação

5==QO4gzY3QjOyJmLt92YuEmc1RHb1Nmd0B0bzNXZ052btV2csV2Z6YTN0EDNzMTN0EjOnVGcq5ydvxWY0UTYykjZjJzYlZGN1UjZzEDZhJWZjhTMjFDNmJmNiZkMlImNiZkMlYjMygjRyUiN0UzN1gTNyATMf1SNx0yXt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopDM
0==gYxMDOkRjOyJmLt92YuEmc1RHb1Nmd0B0bzNXZ052btV2csV2Z6YTN0EDNzMTN0EjOnVGcq5ydvxmNzQzNkRGO3YmMkNTM4UmZ2EDZ0MDNjBTO0gDNycjZiZkMlcjZiZkMlYjMygjRyUiN0UzN1gTNyATMf1SNx0yXt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopDN

Este sábado (31/10) promete ser de muita emoção na TV Cultura. A partir das 22h15, começa a grande final do programa Talentos, com Jarbas Homem de Mello, e a presença dos jurados Claudia Raia, Miguel Falabella, Marisa Orth e José Possi Neto, que escolherão o novo nome do teatro musical brasileiro.

Os candidatos que chegaram até a final da competição são Merícia Cassiano, Fabio Galvão, Aldozza e Fernanda Biancamano. Pela primeira vez desde o início da competição, as apresentações serão presenciais, no palco do Talentos.

Eles começam a edição cantando I Hope I Get It e One, ambas do musical A Chorus Line. E na sequência fazem performances em duplas e individualmente. A cada apresentação um candidato é eliminado, até chegar ao grande vencedor do programa, que ganhará um troféu exclusivo e curso de formação em teatro no Célia Helena Centro de Artes e Educação.

0==gYyITMzEjOyJmLt92YuEmc1RHb1Nmd0B0bzNXZ052btV2csV2Z6YTN0EDNzMTN0EjOnVGcq5ydvxWN2MjNzUDOmVmY3gjM3ATO0IWYwMzY0gzMxMmNlFjNjZkMlEjNjZkMlYjMygjRyUiN0UzN1gTNyATMf1SNx0yXt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopTM
6==AO3kzN2MjOyJmLt92YuEmc1RHb1Nmd0B0bzNXZ052btV2csV2Z6YTN0EDNzMTN0EjOnVGcq5ydvxGOzYjN3MDN3UWNxkzN5EmNhRjN2ImZ4UjY4UGMxMTNyYkMlMTNyYkMlYjMygjRyUiN0UzN1gTNyATMf1SNx0yXt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopjM

Coaching

Outra surpresa da grande final do Talentos é a participação de dois artistas norte-americanos - Marlies Yearby e Telly Leung - que dividiram suas experiências realizando sessões individuais de coaching com os finalistas.

A ação é fruto de uma parceria entre a TV Cultura, a Embaixada e os Consulados dos Estados Unidos no Brasil em prol do incentivo à arte e à cultura, principalmente, ao teatro musical.

Sobre o programa

O Talentos contou com mil inscritos, 98 foram selecionados e passaram pela avaliação dos jurados Miguel Briamonte (maestro), Sara Sarres (cantora e atriz), Diego Montez (ator), Natan Bádue, maestro e também diretor musical do Talentos, e do ator e apresentador do programa, Jarbas Homem de Mello. Eles selecionaram os 24 participantes do Talentos 2020 .

Com roteiro de Mariana Elisabetsky e direção de Marcos Rombino, a competição começou com um programa de seleção dos 24 candidatos, seis eliminatórias, uma repescagem, quatro semifinais, e a grande final.

Foi desenvolvido em formato virtual, devido à pandemia, e os jurados, no estúdio, avaliaram os candidatos por vídeo. "Eles gravaram remotamente seu número musical, porém, com toda a supervisão artística da TV Cultura, que incluiu orientações das equipes de cenário, maquiagem e até questões técnicas", explica Marcos Rombino, diretor geral do Talentos.

Trouxe também workshops feitos por Sara Sarres e Diego Montez com os candidatos a cada eliminatória, orientando sobre belting (técnica de canto utilizada no teatro musical), dança, atuação e outros temas.

E contou com um grande engajamento dos amantes do teatro musical no Instagram do programa. Eles puderam acompanhar os bastidores do Talentos, saber mais sobre os candidatos e surpresas das edições, além de conhecer mais sobre o universo do teatro musical.

Realização: Fundação Padre Anchieta, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal - Lei de Incentivo à Cultura

CURITIBA SERÁ PIONEIRA NA REALIZAÇÃO DE SHOW TESTE EM TEATRO NO BRASIL

“A capital paranaense recebe no próximo dia 27 de novembro, o cantor e compositor Nando Reis para apresentação teste no Teatro Positivo – Grande Auditório, que será referência no país. Venda de ingressos tem início no dia 05”.

A experiência de curtir o show do artista preferido, no conforto da poltrona do Teatro, tem deixado a plateia com muita saudade, por conta da pandemia. Porém, uma nova proposta promete acabar com a espera, ao menos em Curitiba. No dia 27 de novembro, a capital paranaense vai sediar o primeiro show musical em um teatro depois de 8 meses e promete ser referência no país. Trata-se da apresentação teste do cantor e compositor Nando Reis, no Teatro Positivo - Grande Auditório, com 50% da capacidade máxima. O show será realizado pela Prime, em parceria com o Teatro Positivo e com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, da Secretaria Municipal de Saúde, Instituto Municipal de Turismo de Curitiba e da ABRAPE (Associação Brasileira dos Promotores de Eventos).

Nando Reis retorna aos palcos em um show que promete ser inesquecível e na versão mais querida do público, voz e violão, cantando seus maiores sucessos.

Projeto piloto para o país
O evento seguirá os protocolos construídos pela ABRAPE e pela Prime, avaliados e ajustados em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde, acompanhando as determinações governamentais do município, estado e país sobre o Covid-19, com a adoção das melhores práticas para a segurança e proteção de todos os envolvidos. Será o primeiro evento no Brasil que servirá de estudo efetivo para avaliar as situações reais e de viabilidade na realização de futuros eventos nesse formato. Serão feitas pesquisas pós evento com as pessoas que estiverem presentes no show, para avaliar a efetividade do protocolo adotado e também para medir a experiência do espetáculo. Esse trabalho será repassado à Secretaria Municipal de Saúde.

“O objetivo do evento é a retomada segura e gradual do setor de eventos, impactado fortemente com a pandemia Covid-19, o qual produzirá um experimento piloto seguro e analítico para o retorno das atividades. Os envolvidos trabalharão juntos e em plena sinergia para entregar um modelo de referência real e que possa ser aplicado, executado e viabilizado. Buscamos com muito trabalho e seriedade estarmos na vanguarda com essa proposta que tem por único objetivo a retomada do setor de eventos, com segurança, controle e seriedade. Queremos fazer deste evento referência no país, e um bom caminho a ser seguido”, revela Mac Lovio Solek, diretor da Prime e vice-presidente Abrape na região Sul.

"Precisamos de forma segura e com responsabilidade retomar as nossas atividades e com isso acabar com as festas clandestinas que assolam o país e são realmente nocivas a economia e a saúde da população, onde não há nenhum comprometimento", completa Solek.

“Esperamos que com esse evento, possamos dar a todas as empresas e profissionais do segmento, dos mais diversos setores, a esperança de que é possível, e deverá nos ser concedido o direito ao trabalho. Esse é apenas um modelo e um ponto de partida, já que ainda teremos que conviver com esse vírus, para que possamos reconstruir nosso setor, e oportunizar aos mais de 60 tipos de profissionais de eventos que fazem parte da cadeia produtiva, de que juntos e com segurança retornaremos ao trabalho”, finaliza.

Cadastro e orientação para o público
De acordo com Solek, todas as pessoas que adquirirem os ingressos serão cadastradas e vão receber um termo de compromisso no cumprimento de todas as normas e protocolos, que foram pensados e estudados a fim de tornar uma experiência super positiva, mas com a máxima segurança.

Umas das mudanças na estrutura logística do evento será o acesso de cada setor por uma portaria independente e exclusiva. O Controle de Acesso será efetuado seguindo os protocolos definidos pela produção e Secretaria Municipal de Saúde, tais como: medição de temperatura, distanciamento nas filas, validação do ingresso pelo espectador com monitoria local, uso do álcool em gel, uso obrigatório de máscaras, entre outros. Todo staff deverá fazer o uso de EPIs em qualquer função dentro da operação presencial, de forma a garantir a sua segurança e a proteção dos espectadores. A saída do público ao término do espetáculo também será por setor, e escalonada a cada cinco minutos para o maior conforto.

Para garantir mais segurança, os lugares serão marcados e o público será acomodado a cada duas pessoas com intervalo de duas poltronas. Para aqueles que forem sozinhos, haverão poltronas individuais disponíveis em bons lugares e em todos os setores.

A venda de ingressos, limitadíssimos, tem início no próximo dia 05 de novembro às 10horas pelo www.diskingressos.com.br .

Plataforma ‘Com Você’ da Bradesco Seguros promove transmissão do espetáculo ‘Simples Assim’

Espetáculo estrelado por Julia Lemmertz, Pedroca Monteiro e Georgiana Góes será transmitido diretamente do canal oficial da seguradora no YouTube

São Paulo, 8 de outubro de 2020 - A plataforma ‘Com Você’ da Bradesco Seguros segue com uma programação cultural completa. Dessa vez, os entusiastas do teatro poderão conferir o espetáculo ‘Simples Assim’, sucesso baseado na obra da escritora Martha Medeiros. A peça, adaptada de forma digital, ganhou uma versão inovadora e será exibida no dia 09/10, a partir das 20h, no canal oficial da seguradora no YouTube.

Cenas do cotidiano são apresentadas por meio dos atores Julia Lemmertz, Pedroca Monteiro e Georgiana Góes, que dão vida a diversos personagens. "Trazer o espetáculo ‘Simples Assim’ para a plataforma ‘Com Você’ será, sem dúvidas, uma oportunidade para todos conhecerem essa maravilhosa história que remete ao nosso dia a dia", destaca Alexandre Nogueira - Diretor de Marketing do Grupo Bradesco Seguros.

Vale lembrar que a preocupação com a saúde e a segurança dos envolvidos é muito importante. Por isso, todos os atores e responsáveis envolvidos realizarão as cenas das suas casas.

Sobre o espetáculo ‘Simples Assim’

Baseada em duas coletâneas da escritora e cronista Martha Medeiros, "Quem Diria que Viver Iria Dar Nisso" e outra homônima à peça, "Simples Assim" lança luz sobre o modo de vida contemporâneo, com suas relações superficiais, o uso constante de tecnologias e dispositivos digitais, e um certo simplismo ao resolver problemas. Pequenas esquetes, aparentemente independentes e sem conexão entre si, compõem a montagem, ao se interligarem no final, formando uma única narrativa.

Circuito Cultural Bradesco Seguros

Manter uma política de incentivo à cultura é compromisso permanente do Circuito Cultural Bradesco Seguros. Nos últimos anos, o Grupo Bradesco Seguros orgulha-se de ter patrocinado e apoiado projetos nas áreas de música, dança, artes plásticas, teatro, literatura e exposições, além de outras manifestações artísticas.

SOBRE O GRUPO BRADESCO SEGUROS

O Grupo Bradesco Seguros, conglomerado segurador da Organização Bradesco, tem atuação multilinha em âmbito nacional nos segmentos de Seguros, Capitalização e Previdência Complementar Aberta. É composto pelas seguintes sociedades: Bradesco Seguros S.A., Bradesco Auto/RE Companhia de Seguros, Bradesco Saúde S.A., Atlântica Companhia de Seguros, Bradesco Vida e Previdência S.A., Bradesco Capitalização S.A., Mediservice - Operadora de Planos de Saúde S.A, Odontoprev S.A. e Bradesco Argentina de Seguros S.A. Além do atendimento pela rede de mais de 4,6 mil agências do Banco Bradesco, o Grupo possui cerca de 180 dependências (entre núcleos de atendimento, escritórios e sucursais) em todo o país e conta com a parceria de 27 mil corretores de seguros. Há 18 anos consecutivos, é apontado como Top of Mind pelo Instituto Data Folha.

Clássicos Positivo apresenta Orquestra Sinfônica de Lucerna

Atração suíça tem apresentação gratuita por streaming dia 15 de outubro

O Grupo Positivo, por meio do Colégio Positivo, apresenta, na quinta-feira, 15 de outubro, um concerto da Orquestra Sinfônica de Lucerna (Lucerne Symphony Orchestra). Sob direção de Michael Beyer, o eclético programa abre com o "Scherzo Capriccioso" de Dvořák, cujo título indica uma música alegre e divertida, porém é uma acentuada reflexão do compositor num momento de crise. A curiosidade do programa segue com a estreia mundial da "Oferenda Romântica" – Concerto duplo para piano e violoncelo, do compositor russo Rodion Shchedrin, conhecido por sua música para o balé "Carmen", de Alberto Alonso, criado para sua esposa, a grande bailarina Maya Plisetskaya.

Ainda no programa, a belíssima "Sonata para violoncelo e piano", uma adaptação da Sonata para violino de César Franck, realizada por um músico contemporâneo do compositor no Conservatório de Moscou e que se tornou uma favorita dos violoncelistas. Para finalizar, a "Sinfonia Nº 9, op. 70", popular obra de Shostakovich estreada em Leningrado em 1945, para comemorar a vitória da União Soviética sobre a Alemanha na última Grande Guerra.

A mais antiga orquestra da Suíça e também uma das mais antigas do mundo, a Sinfônica de Lucerna é um grupamento dinâmico, que conseguiu aprimorar a criatividade sem se abster da tradição. Traz em seu cerne o repertório clássico-romântico e uma instigante curiosidade na busca de raridades orquestrais dando ênfase na música contemporânea. É dirigida atualmente por James Gaffigan, maestro em ascensão no cenário da música atual.

O espetáculo faz parte do projeto Clássicos Positivo, que oferece, desde 2018, uma programação anual de concertos eruditos de alta qualidade, investindo na promoção de novas plateias eruditas. "A música clássica contribui para o desenvolvimento de valores e virtudes nos indivíduos, pois suas composições são estruturadas a partir de princípios fundamentais como equilíbrio, harmonia, simetria, clareza e perfeição formal. Com isso, e ao promover a expressividade, a sociabilidade e o sentido de cooperação, a música clássica desenvolve valores como ética, disciplina e respeito", justifica o presidente da Positivo Educacional, Lucas Guimarães. A programação tem início às 19h30, no canal do YouTube da Dellarte Soluções Culturais (www.youtube.com/user/DellArteSolucoes). O concerto será antecedido por uma entrevista com Numa Bischof Ullmann, diretor artístico da orquestra.

Programa:

Neeme Järvi, regente

Martha Argerich, piano

Mischa Maisky, violoncelo

Dvořák Scherzo Capriccioso, op. 66

Shchedrin Concerto duplo para piano, violoncelo e orquestra “Oferenda Romântica”

Franck Sonata em Lá maior para violoncelo e piano

Shostakovich Sinfonia Nº 9 em Mi bemol maior, op. 70

_________________________________________

Sobre o Grupo Positivo

O Positivo nasceu em 1972 a partir da ideia uma equipe de professores que criaram um curso pré-vestibular inovador. Hoje, a marca Positivo consolidou a liderança em todas as suas áreas de atuação: ensino, soluções educacionais, tecnologia e gráfica. O Grupo atua desde a Educação Infantil até o pré-vestibular, com aproximadamente 20 mil alunos em unidades próprias. Além disso, 275 mil alunos utilizam o Sistema de Ensino Aprende Brasil, em escolas públicas de todo o Brasil. Com presença em cerca de 14 mil escolas em todo o Brasil e em mais de 40 países, a Positivo Tecnologia Educacional é hoje a empresa com o maior número de soluções pré-qualificadas e inseridas no Guia de Tecnologias do MEC. A Posigraf, uma das maiores gráficas da América Latina, imprime e distribui mais de 50 milhões de livros por ano. O Grupo conta ainda com o Instituto Positivo, que desenvolve ações voltadas para a melhoria da educação pública.