Rock in Rio Lisboa entra em seu segundo fim de semana de festival com apresentações de Anitta e Post Malone

Cidade do Rock reabre neste sábado, 25, para mais dois dias de shows e atrações inesquecíveis. Se apresentam ainda no Palco Mundo os headliners Duran Duran, A-ha, UB40 feat Ali Campbell, Bush, Jason Derulo e HMB. Para o Brasil, shows poderão ser acompanhados pelo canal do festival no TikTok

Os ingressos para domingo, 26, estão esgotados!!

Rio de Janeiro, 24 de junho de 2022: Após um primeiro final de semana histórico, com a presença de 137 mil pessoas, a Cidade do Rock lisboeta reabre suas portas neste sábado, 25, do jeitinho que os brazucas mais gostam: repleta de nomes brasileiros se apresentando em cada um dos espaços do festival. A começar pelo fenômeno mundial Anitta, no Palco Mundo. Nele também se apresentam Post Malone, Jason Derulo, Duran Duran e A-há, entre outros, no domingo, cujos ingressos já estão esgotados. No Galp Music Valley, estarão os brasileiros Ney Matogrosso e Rebecca, além de António Zambujo, Luca Argel, Diego Miranda e muito mais. Os fãs brasileiros seguirão acompanhando a cobertura completa dos próximos dois dias, incluindo a transmissão ao vivo e exclusiva de alguns shows, pelo perfil oficial do Rock in Rio (@rockinrio) no TikTok, parceiro de conteúdo do festival.

“O primeiro final de semana do Rock in Rio Lisboa foi uma catarse coletiva, com o público ansioso para o reencontro, para o abraço e para o retorno da vida ao vivo. Estamos muito felizes por poder vivenciar esse momento de felicidade depois de dois longos anos. A palavra que resume a experiência do final de semana, somando a potência do reencontro com a alegria, foi o amor. Todas as pessoas estavam muito plenas e felizes por estarem celebrando juntos novamente. Foram shows e atrações incríveis, inesquecíveis e mal podemos esperar para abrir os portões da Cidade do Rock novamente amanhã, para mais um final de semana de muita alegria e festa. Está sendo épico!”, avalia Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

No primeiro dia do segundo final de semana, o Palco Mundo recebe a banda Duran Duran, ícone da música britânica e donos da trilha sonora que embalou os anos 80, como o grande headliner da noite. Como co-headliner, está a banda norueguesa A-ha, mestre do synthpop e cuja apresentação foi a mais aguardada na segunda edição do festival no Brasil, em 1991. Os britânicos do UB40 sobem ao palco ao lado de Ali Campbell e, abrindo as apresentações do espaço no sábado, a banda grunge inglesa Bush vai empolgar todo o público presente.

Ainda no sábado, no Galp Music Valley se apresentarão José Cid, Delfins, Ney Matogrosso, António Zambujo e Luca Argel, além das atrações da agitada Somersby Pool Party. Na nova Rock Your Street também tem brasileiro na área! A banda Francisco, El Hombre, que estará no palco Supernova do Rock in Rio Brasil neste ano, e o grupo School Of Rock, composto por músicos brasileiros, dividem o espaço com Omar Souleyman, Arooj Aftab e Lajja Sambhavnath.

Já no quarto e último dia de festival, Post Malone encerra as apresentações do Palco Mundo, tocando hits como "Circles", "Rockstar", e músicas do seu novo álbum "Twelve Carat Toothache”. O fenômeno do rap também se apresentará no Rock in Rio Brasil 2022, no dia 03 de setembro, cujos ingressos esgotaram em apenas 59 minutos. Os brasileiros também não poderão perder a performance da Anitta, rainha do funk e a famosa "Girl from Rio", que vai envolver os fãs com suas famosas danças e hits. Para completar o line-up do dia, ainda se apresentarão Jason Derulo, cantor americano — que também se apresenta no Brasil, no dia 03 — famoso pelos sucessos "Savage Love", "Swalla" e diversos outros, além da banda portuguesa de soul e funk, HMB.

Também no domingo, o Galp Music Valley recebe a brasileira e fenômeno do funk, Rebecca, que vai apresentar hits como “Deslizo e Jogo”, “Ao Som do 150”, “Barbie”, “Combatchy”, entre muitos outros. Completando o line-up do espaço estão Diego Miranda, Mundo Segundo & Sam The Kid, Piruka convida Jimmy P & Gama, Blueyes (Wuant & Foxxy), além dos shows da Somersby Pool Party. Na Rock Your Street, o cantor brasileiro Johnny Hooker canta seus sucessos como “Flutua”, “Amor Marginal”, “Corpo Fechado”, além de músicas de seu novo álbum “ØRGIA”. Fechando as atrações do palco estão Idiotape, Kola San Jon, Titica e School Of Rock.

O Rock in Rio Lisboa oferece mais do que música: o festival proporciona sensações, experiências únicas e entretenimento para toda a família. Assim como no primeiro final de semana, o Rock in Rio terá suas atrações divididas entre as várias áreas do Cidade do Rock: Palco Mundo, Galp Music Valley, as Somersby Pool Parties, Palco Yorn, Rock Your Street, Super Bock Digital Stage, Continente Chef´s Stage, Game Square, ESC Online Sports Bar, Roda Gigante PiscaPisca, 7Up Slide, Family Tour, Loja de Produtos Oficiais, entre outras.

Fãs podem acompanhar as apresentações pelo TikTok

Não foi apenas o público do Rock in Rio Lisboa que aproveitou os shows do primeiro final de semana do festival: os usuários acompanharam a cobertura completa, comandada pela influenciadora Nah Cardoso, através do perfil oficial do Rock in Rio Brasil ( rockinrio) no TikTok. Para o último fim de semana do festival serão transmitidos shows de Duran Duran e A-Ha no dia 25 e, encerrando a edição lusitana do Rock in Rio, no dia 26, serão transmitidos os shows de Post Malone, Anitta, Jason Derulo e Rebecca. A exibição seguirá no mesmo horário: começará às 14h30 do horário de Brasília e só serão encerradas às 21h30.

Rock in Rio Academy foi sucesso em Lisboa e se prepara para pousar no Brasil

A terceira edição do Rock in Rio Academy, que aconteceu entre os finais de semana do festival, contou com mais de 10 horas de imersão junto aos líderes do festival e trouxe uma metodologia de ensino ainda mais imersiva. Os 250 executivos e empreendedores que acompanharam o curso live case de forma presencial ou virtual aprenderam sobre a cultura do Rock in Rio e construíram experiências de impacto, que inspiram a criação de caminhos que vão gerar valores para suas empresas e para a sociedade. A versão brasileira do Academy acontecerá no dia 06 de setembro, na Cidade do Rock no Parque Olímpico, Rio de Janeiro.

Relembre as áreas do Cidade do Rock
Palco Mundo
O maior palco do festival vai receber alguns dos maiores nomes da música mundial:

25 de junho, sábado:
Duran Duran, A-ha, UB40 feat Ali Campbell, Bush
26 de junho, domingo:
Post Malone, Anitta, Jason Derulo, HMB

Galp Music Valley
Além das apresentações fantásticas de artistas como Ney Matogrosso, Rebecca e Luca Argel, o Galp Music Valley apresenta, ainda, diariamente na abertura do palco, as Somersby Pool Parties: festas animadas e refrescantes na área de piscina, ao som de vários DJ's de renome. O público poderá desfrutar de uma programação non-stop: as festas complementam a programação do Galp Music Valley e contam com comidinhas e brindes. Sabemos de uma coisa de fato: vai ter diversão garantida no Galp Music Valley!

25 de junho, sábado:
José Cid, Delfins, Ney Matogrosso, António Zambujo, Luca Argel

26 de junho, domingo:
Diego Miranda, Mundo Segundo & Sam the Kid, Piruka convida Jimmy P & Gama, Rebecca, Blueyes (Wuant & Foxxy)

Palco Yorn
O destaque dessa edição do Palco Yorn será a união de artistas diferentes e novos talentos de Portugal. Em parceria com o Jazzy Dance Studios, o palco terá apresentações de dança de vários estilos, com uma pegada hip hop.

25 de junho, sábado:
Phoenix RDC, Eva Rapdiva, Tilhon, Karma the Only Son, Jazzy Dancers & Yorn

26 de junho, domingo:
GROGnation, Kappa Jotta, Malabá, G Fema, Jazzy Dancers & Yorn

Rock Your Street
O Rock Your Street é um espaço dedicado à diversidade e igualdade entre pessoas de diferentes raças, religiões e crenças, abrindo espaço para jovens músicos mostrarem seus talentos. O palco vai receber crianças e adolescentes do mundo todo, em uma espécie de intercâmbio cultural, firmado entre o Rock in Rio e a School of Rock -- franquia de educação musical de origem americana -- e contará com a participação de bandas formadas por alunos de diversas cidades do Brasil, como Ribeirão Preto (SP), Piracicaba (SP), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Rio de Janeiro (RJ).

25 de junho, sábado:
Omar Souleyman, Arooj Aftab, Francisco El Hombre, Veslumbres da India -- Lajja Sambhavnath, School of Rock

26 de junho, domingo:
Idiotape, Johnny Hooker, Titica, Kola San Jon, School of Rock

Super Bock Digital Stage
O Super Bock Digital Stage retorna para o festival após a sua estreia em 2018. Esse ano, o palco terá apresentações de fenômenos da internet, trazendo uma pegada interativa ao festival. Além do line-up diverso, subirá ao palco todos os dias o Team BRK, composto pelos criadores de conteúdo portugueses do TikTok Constanza Ariza, Rafael Santos, Leonor Filipa e Rodrigo Alves.

25 de junho, sábado:
James dos Reis
Pijaminha de Cenas com Ana Garcia Martins e David Cristina
Gilmário com convidado especial Hugo Sousa
Terapia de Casal com Guilherme Fonseca e Rita da Nova
Mary N
Nuno Siqueira
Miguel Carmona
Liga Knockout
Team BRK com Constanza Ariza, Rafael Santos, Leonor Filipa e Rodrigo Alves
26 de junho, domingo:
Windoh Secret Project
Pierre Zago
Gilmário
It’s a Trap Show
Lucas with Strangers
Favela Lacroix
BCKappa
MarIana
Owhana
Catarina Filipe
Team BRK com Constanza Ariza, Rafael Santos, Leonor Filipa e Rodrigo Alves

Game Square:
Construída no ponto mais alto da Cidade do Rock, com diferentes interações, conteúdos ao vivo, uma cenografia que acompanha a temática dos grandes títulos do mercado e ao som das trilhas mais conhecidas da comunidade gamer, a Game Square vem recriar o mundo dos videojogos e inspirar qualquer entusiasta ou curioso por novas experiências. No centro desta “praça” estará o Worten Game Stage com 11 horas de programação diárias. Logo ao lado do palco apresenta-se a Game Zone, com jogos para todas as idades. Em parceria com a HP Omen, a área conta ainda com o espaço Omen by HP Experience, com uma área de 240m2 e mais de 20 poderosos computadores. Por fim, uma área surpresa -- VALORANT Secret Arena -- com um dos jogos sensação do momento numa área exclusiva com conteúdos únicos.

Continente Chef's Garden
O Chef's Garden traz muitas novidades para essa edição do Rock in Rio Lisboa. O espaço conta com os menus dos chefs Justa Nobre, Miguel Castro e Silva, Noélia Jerónimo e Vítor Sobral, 400 lugares na sombra, e um palco exclusivo que reúne comida e entretenimento. Ao aproveitar a comida de grandes estrelas culinárias, o público poderá desfrutar de diferentes momentos musicais a cada dia. O Continente Chef's Garden também traz uma atenção especial à sustentabilidade: além da utilização de copos reutilizáveis, o festival vai incentivar o uso de produtos de fornecedores locais para fomentar a economia local.

Sobre o Rock in Rio
O Rock in Rio foi criado para dar voz a uma geração e promover experiências únicas e inovadoras. Em 1985, o evento foi responsável por colocar o Brasil na rota de shows internacionais. Batendo recordes de público a cada edição e gerando impactos positivos nos países onde é realizado, se consagrou como o maior festival de música e entretenimento do mundo. Consciente do poder disseminador da marca, hoje o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável.

A internacionalização da marca começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento acontece até hoje, seguido por Espanha (Madri) e pelos Estados Unidos (Las Vegas). No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10 milhões de visitantes nestas 20 edições. Em 37 anos, o festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, mas muito além disso, cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro.

Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, o Rock in Rio preza pela construção de um mundo melhor e se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 - Eventos Sustentáveis. Desde a primeira edição, já gerou 237 mil empregos diretos e indiretos e investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros.

Projeto social Vida e Arte encantou Curitiba com espetáculo Trem da Vida

Concerto reuniu músicos experientes e estreantes na noite da última terça-feira

Idealizado pelo casal Paulo Davi e Deborah França há 12 anos, o Projeto Vida e Arte fomenta a cultura por meio de aulas de dança, coro e música. O objetivo inicial era alcançar jovens em situação de vulnerabilidade social e oferecer uma alternativa que fizesse a diferença. O casal mal podia imaginar que o projeto atenderia mais de 3.500 crianças e tornaria possível o sonho da graduação para ao menos 100 delas.

Das aulas de música, em que hoje estão matriculados 250 alunos, forma-se a Orquestra Filarmônica do Projeto Vida e Arte – que se apresentou no último dia 21 na Primeira Igreja Batista de Curitiba, com 60 músicos das mais variadas idades. Matheus Ribas é um deles: com apenas 11 anos de idade, faz parte do projeto há pouco menos de um ano e se apresentou pela primeira vez com a orquestra em Trem da Vida. No entanto assumiu com propriedade o desafio de levar a percussão do espetáculo.

Já Leonardo Souza tem 39 anos. Também nunca havia se apresentado com uma Orquestra, da qual passou a participar por causa de seus dois filhos, que também participam do Vida e Arte. Apesar de já ter tido vivências similares, conta que desta vez é diferente: "confesso que com a orquestra, pela primeira vez, estou com frio na barriga".

Para Douglas Almeida, maestro e coordenador do projeto há 11 anos, Trem da Vida é especial: foi a primeira vez que a filarmônica se apresentou em uma grande produção nos últimos anos, devido à pandemia. Douglas mal podia conter suas expectativas antes de subir ao palco, pois enfim a orquestra via a chance de se apresentar novamente, e com o cantor e pastor Rodolfo Abrantes.

Trem da Vida trouxe uma abordagem diferente: assim como um trem, o espetáculo era dividido em paradas. Sonhos, conquistas, festas, paixões e esperança eram algumas delas. Já o programa musical era quase exclusivamente brasileiro, contando com Villa Lobos, Tom Jobim, Zequinha de Abreu, Pixinguinha e é claro, com músicas autorais de Rodolfo Arantes, convidado especial do evento.

Flávio Venturini, Sá & Guarabyra e 14 Bis apresentam em Curitiba o show “Encontro Marcado”

Projeto reúne grandes amigos, carreiras de sucesso e um repertório inesquecível que vem embalando gerações. Os ingressos podem ser adquiridos pelo Disk Ingressos.

Para comemorar quatro décadas de carreira, sete amigos se reunirão em Curitiba no dia 22 de julho, no palco do no Teatro Guaíra, às 21h, para um show histórico o “Encontro Marcado” de Flávio Venturini, Sá & Guarabyra e 14 Bis será repleto de grandes sucessos que embalaram muitas gerações. O projeto que costura a trajetória desses grandes talentos que fazem parte da história da música brasileira, conta com a produção local da Orth Produções e com os ingressos sendo vendidos pelo Disk Ingressos.

No repertório, os artistas juntos vão acompanhar todos os seus clássicos como Nascente, Me Faça um Favor, Planeta Sonho, Mestre Jonas, Céu de Santo Amaro, Noites com Sol, Linda Juventude, Dona, Primeira Canção da Estrada, O Pó da Estrada, Criaturas da Noite, Caçador de Mim, Espanhola, Sobradinho, Todo Azul do Mar, Nave de Prata e Canção da América - única música do repertório que não é autoral, mas representa bem o momento entre amigos.

“Imagina você ter amigos há mais de 40 anos e, depois de tanto tempo, ter a oportunidade de se reunir para tocar e viajar. É isso que está acontecendo agora!”, comemora Luis Carlos Sá, que junto com o diretor da Nó de Rosa Gegê Lara, conduziu a concretização desse antigo sonho. “A ideia é irresistível porque, além de músicos competentes, são também responsáveis por um repertório que acompanha gerações”, explica Gegê.

Unindo forças com a Cadoro Eventos, comandada por Carlos Alberto Xaulim, o show foi testado anteriormente em Belo Horizonte, para privilégio do público mineiro. “A resposta foi extremamente positiva. Quem não conhece Dona; Espanhola; Caçador de Mim; Criaturas da Noite e Sobradinho? Um show com 100 porcento de hits no repertório só poderia ser sucesso”, explica Xaulim. Agora o Brasil inteiro terá a oportunidade de ouvir e cantar junto com os ídolos reunidos as 28 canções clássicas que tocam mentes e corações.

Encontro Marcado

Há quem acredite que esse encontro já estava marcado há muitos anos, no início da década de 70, quando a nova dupla Sá &Guarabyra convidou o jovem Flávio Venturini para participar da gravação do primeiro disco lançado desde a saída do parceiro Zé Rodrix. “Nunca” promoveu o encontro de Flávio com O Terço, que se tornaria o embrião do 14 Bis com a formalização da parceria entre Flávio e Vermelho, em composições como Espaço Branco, gravada pelo O Terço para um festival de música.

“Quando eu estava começando a tocar fui para São Paulo ver meu irmão Flávio que já estava com o Sá e Guarabyra. Sá queria que eu fosse o guitarrista da banda, mas não me deixaram porque eu era muito novo, só tinha 14 anos. Só fiquei sabendo disso muitos anos depois!”, diverte-se Cláudio Venturini, ao perceber que Sá e Guarabyra foram, de fato, um elo de ligação entre os músicos que hoje fazem parte desse grande projeto de reencontro.

Repertório

O repertório é um clássico, mas também traz grandes novidades. Espanhola, composição de Flávio Venturini e Guarabyra, nunca foi executada ou gravada pelos dois juntos. “Essa música é emblemática na minha carreira, uma das mais antigas. Quando fundamos o 14 Bis ela fazia parte da fita demo que entregamos na EMI/Odeon. Foi imediatamente aceita pela gravadora, que contratou o grupo”, conta Flávio. “Espanhola foi a primeira música que fiz para o Flávio. Ele tinha acabado de se mudar para São Paulo quando me mostrou a composição. Escrevi a música de uma só vez, sem voltar uma palavra. Estava pensando nessa menina. A espanhola da música é real”, relembra Guarabyra.

O mesmo acontece com Caçador de Mim, composição de Sá e Sérgio Magrão, que também nunca foi gravada pelos autores juntos, ouCriaturas da Noite, de Sá e Flávio Venturini, e que só tem uma gravação feita pelo O Terço. Sobradinho, reconhecida pelo seu regionalismo ganha uma pegada mais rock com a base do 14 Bis. São propostas inteiramente novas para canções eternas no imaginário dos amantes da música brasileira.

Serviço:

Flávio Venturini, Sá & Guarabyra e 14 Bis apresentam em Curitiba o show “Encontro Marcado”

Data: 22 de julho de 2022 – Sexta-feira
Horário: Abertura do teatro: 20h / Previsão de início: 21h.

Local: Teatro Guaíra. (R. Amintas de Barros, S/N - Centro, Curitiba - PR).
Classificação etária: Livre.

Ingressos: A partir de R$ 95,00 meia-entrada no 1º Balcão / Azul + taxa administrativa. **Desconto de 40% para assinantes do Clube Gazeta e para os beneficiários do Clube Disk Ingressos.

** A meia-entrada é válida para Doadores de Sangue devidamente comprovados, Estudantes devidamente comprovados, Idosos conforme Lei, PNE, Portador de Câncer e Professor.

** IMPORTANTE: Serão exigidos os documentos e comprovantes que constam nas respectivas leis.

** OS DESCONTOS NÃO SÃO CUMULATIVOS.

Pontos de venda: Disk Ingressos (Call Center 41 3315-0808). Site do Disk Ingressos:

https://www.diskingressos.com.br/evento/3340/22-07-2022/pr/curitiba/encontro-marcado-de-flavio-venturini-sa-guarabyra-14-bis

Fica Comigo traz Carnaval fora de época para Curitiba neste sábado

Considerada uma das maiores festas itinerantes do Brasil, a Fica Comigo retorna para a cidade após 3 anos e vai ocupar o palco da Ópera de Arame

CURITIBA, 22/06/2022 – Não é apenas uma festa. Não são apenas algumas horas de diversão. É uma experiência única e inesquecível, repleta de bons momentos. Essa é a Fica Comigo, que teve origem na cidade do Rio de Janeiro, em 2011, e ganhou o país animando o público com uma das maiores festas de Carnaval itinerante do Brasil. A fórmula do sucesso? Aquele clima de micareta, que todo mundo ama, embalado pelo melhor do pagode e do axé nacional em ambientes incríveis e planejados minuciosamente para encantar e dar aos participantes um entretenimento nunca vivido, com sensações únicas.

Agora, neste sábado, dia 25 de junho, a Fica Comigo retorna para Curitiba após três anos trazendo um verdadeiro Carnaval fora de época para um dos endereços mais famosos da capital paranaense: a Ópera de Arame, que vai se transformar em um pedacinho do Rio de Janeiro. Trazendo o clima de Carnaval para o inverno curitibano, a icônica festa contará com apresentações do Blobo Fica Comigo, o maior bloquinho itinerante do Brasil, DJ Just Mike, Makinada, Jô Hauer e Lemmy Kilmister.

Com uma pegada retrô embalada por um repertorio repleto de clássicos do pagode e axé dos anos 90, além de grandes hits da atualidade, a Fica Comigo já reuniu centenas de milhares de brasileiros espalhando a energia carioca por diversas cidades do país, levando a proposta de “falar de amor” em diversas formas, espalhando alegria e animação por meio de um repertório que homogenia os grandes hits nacionais dos anos 1990, com clássicos de grupos que marcaram várias gerações, como Só Pra Contrariar, Katinguelê, Exaltasamba, Raça Negra e Molejo.

Estrutura

Assim como em sua última edição em Curitiba, no ano de 2019, a Fica Comigo vai ocupar a Ópera de Arame, em um formato ainda pouco usual no local, com o público posicionado no palco juntamente com os artistas. Além de todo o charme do espaço, um dos mais emblemáticos do entretenimento curitibano, a festa contará com todos os detalhes estruturais e de ativação que são marca registrada da Fica Comigo, como os backdrops, balões, bonés e varal de adesivos.

A Fica Comigo será realizada neste sábado, dia 25 de junho, a partir das 17h, na Ópera de Arame (Rua João Gava, 970 – Abranches). Os ingressos, que custam a partir de R$ 180, estão disponíveis no site www.blueticket.com.br. Mais informações na página oficial da festa no Facebook (www.facebook.com/blocoficacomigo) e nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento, do Bossa Bar e da CWB Brasil.

Inicia a venda de ingressos para o show de Almir Sater no Guairão

O cantor Almir Sater retorna a Curitiba, onde se apresentará em 29 de outubro (sábado) no Teatro Guaíra, após um hiato de dois anos sem realizar shows na capital paranaense devido à pandemia. Os ingressos já estão disponíveis, com valores a partir de R$ 120,00 pelo Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br) ou de forma presencial no quiosque do Shopping Ventura (de segunda a sábado das 10h às 22h e domingos das 14h às 22h) e na recepção do Hotel Mabu (Rua XV de Novembro, 830, de segunda a sábado das 10h às 14h e das 15h às 18h). Será concedido 50% de desconto (não cumulativo com outras promoções ou descontos) para pessoas vacinadas contra Covid-19, titulares do cartão do Clube do Assinante da Gazeta do Povo ou Clube Disk Ingressos (na compra de até dois ingressos) e demais condições para meia entrada previstas em lei. Almir Sater fará uma única apresentação, cantando seus principais sucessos (como “Tocando em Frente”, “Chalana”, “Trem do Pantanal”, entre outros) e também composições mais recentes como “D de Destino” e “Assim os Dias Passarão”, em um repertório que contempla diversos períodos de sua carreira.

Link do evento no Disk Ingressos: www.diskingressos.com.br/event/3273

Orquestra de projeto que faz inclusão musical de crianças e adolescentes se apresenta em Curitiba

Concerto da Filarmônica Vida e Arte reúne cerca de 60 músicos entre 10 e 60 anos que fazem parte de projeto sociocultural que transforma vidas por meio da música

O Trem da Vida será o tema da próxima apresentação do Em Cena, da Orquestra Filarmônica Vida e Arte, no dia 21 de junho, às 20 horas. Formado por cerca de 60 músicos com idades entre 10 e 60 anos, o grupo faz parte do Projeto Vida & Arte, que atua em comunidades da periferia de Curitiba e região metropolitana e oferece aulas de música gratuitas no contraturno escolar.
Para essa apresentação, com o tema O Trem da Vida, o coordenador e maestro Douglas Soares Ramos e o diretor artístico Abner Mendes idealizaram uma viagem de trem que passa pelos diversos momentos da vida. “A arte tem a capacidade de emocionar, tento sempre trazer memórias afetivas para as apresentações”, diz Abner. “Cada apresentação que a gente faz é sempre um grande desafio para o projeto. Hoje a orquestra já é madura, mesmo sendo uma orquestra de um projeto social, tem um nível musical muito bacana. E a gente sempre tenta trazer algo a mais para eles. Todo concerto tem um desafio, tem algo que os alunos têm de superar”, conta o maestro.
O concerto terá a participação especial do cantor, compositor, multi-instrumentista e pastor Rodolfo Abrantes. O Em Cena realiza dois concertos ao ano, que servem para que o público acompanhe o desenvolvimento dos alunos, e são realizados na Primeira Igreja Batista de Curitiba (PIB).

O projeto

O Projeto Vida & Arte nasceu em 2005 por iniciativa do Pastor Paulo Davi, com o objetivo de transformar vidas por meio da música. “Buscamos, além do enriquecimento cultural, o resgate social, a prevenção contra o acesso à marginalidade e violência, e a mudança na perspectiva de vida de toda a comunidade”, afirma Davi, diretor geral do Vida & Arte.

Mais de 3,5 mil crianças e adolescentes já foram atendidos desde o início das atividades, além de muitas de suas famílias. Atualmente são 250 alunos em núcleos distribuídos em Curitiba e região metropolitana, em regiões com um baixo IDH e alto índice de criminalidade.

As aulas são ministradas por instrutores capacitados, que atendem a uma metodologia voltada não apenas para o ensino da música em si, mas também para o acolhimento do aluno, de forma a garantir seu desenvolvimento como pessoa, cidadão e elo entre a família e a sociedade.

A missão do Vida & Arte é transformar vidas e o projeto vem fazendo isso ano após ano. Cem alunos que passaram ou ainda estão em suas salas de aula já se formaram em cursos superiores. “Estou no projeto desde os 12 anos. Muitas oportunidades surgiram e hoje sou formada em Licenciatura em Música pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP)”, conta a violinista Thaís Almeida, de 22 anos.

Serviço
Projeto Vida e Arte – Concerto Em Cena – O Trem da Vida
Data: 21 de junho de 2022
Horário: 20h
Local: PIB Curitiba – Rua Bento Viana, 1.200
Ingressos: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia). Nas compras antecipadas, todos pagam meia entrada. Toda a verba será revertida para a manutenção do Projeto Vida & Arte
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 / https://www.diskingressos.com.br/

Estacionamento gratuito no local

Crédito das fotos: Crossby

Para conhecer melhor
Teaser apresentação Trem da Vida: https://vimeo.com/715295441/6eb138f555
Site: https://pibcuritiba.org.br/projeto-vida-e-arte-curitiba/
Vídeo sobre apresentação de julho/2021: https://youtu.be/HV-r2kWANJY
O projeto: https://www.youtube.com/watch?v=RRFWNxYVz-c
Depoimentos: https://www.youtube.com/watch?v=6sPZZKBXEyw
Making Off: https://youtu.be/_vR7Q41aBF0

Chico Buarque anuncia dois shows em Curitiba

Nesta sexta-feira, dia 17, Chico Buarque vai lançar em todas as plataformas de streaming o seu novo single, ‘Que tal um samba? ’, que batiza a próxima turnê do compositor, e tem duas apresentações confirmadas em Curitiba, no Grande Auditório do Teatro Guaíra, nos dias 23 e 24 de setembro. Afastado dos palcos há quatro anos, Chico vai circular o Brasil – já tem shows confirmados em 11 cidades – e traz a cantora Mônica Salmaso como convidada em toda a temporada. A turnê tem patrocínio da ICATU. A venda começa no dia 1º de julho pelo Disk Ingressos e os valores dos ingressos serão anunciados em breve.
Por enquanto ainda não foi revelado o repertório que, a princípio, só terá o novo samba como música inédita. A banda será formada pelos músicos que acompanham Chico há alguns anos. O maestro Luiz Claudio Ramos (Violão, Guitarra, direção musical e arranjos), João Rebouças (Piano), Jorge Helder (Baixo acústico e elétrico), Jurim Moreira (Bateria), Chico Batera (Percussão), Bia Paes Leme (Teclados e vocais) e Marcelo Bernardes (Sopros). A equipe de criação do show traz ainda Daniela Thomas no cenário, Maneco Quinderé na iluminação, Cao Albuquerque nos figurinos.

Serviço: ‘Que tal um samba?’ – Show com Chico Buarque. Convidada: Mônica Salmaso. Sexta-feira, dia 23 e Sábado, dia 24 de setembro de 2022, às 21h, no Grande Auditório do Teatro Guaíra (Praça Santos Andrade s/n٥).
Assessoria de Imprensa Curitiba:
RB – Escritório de Comunicação
Rodrigo Browne – 99145-7027

‘Que tal um samba’
Foram antes os dedos no violão – antes mesmo da cabeça pensar, do peito sentir – que pareciam fazer uma proposta à cabeça e ao coração: ‘Que tal um samba?’.
Depois de alguns anos praticamente dedicados à literatura, que resultaram no romance ‘Essa gente’ e no volume de contos ‘Anos de chumbo’ - cujo título e histórias refletem o contexto desses anos de baixo astral, pandemia, abandono e tragédia política – os dedos largaram as teclas do computador e finalmente de volta ao instrumento pareciam mesmo se rebelar e a procurar uma batida diferente, feliz, quase eufórica, uma levada ao violão como a insistir: ‘Que tal um samba?’.
E aí, levada de samba nos dedos, cabeça e coração voltaram a pensar e a sentir a música e a agir. E Chico Buarque, como é bem de seu feitio, começou a recordar velhos sambas, um especialmente, sucesso de Blecaute no carnaval feliz de 1949, ‘Que samba bom’, composição de Geraldo Pereira também numa levada toda sincopada como a sua, algo eufórica, “ô, que samba bom/ô, que coisa louca/eu também tô aí/tô aí, que é que há/também tô nessa boca...”. Sambas sobre samba, o ‘Feitio de oração’ de Vadico e Noel Rosa, essa tradição e esse espírito vinham junto com a levada ao violão como a propor ao compositor enferrujado: ‘Que tal um samba?’.
E aí, da levada criada exclusivamente pelos dedos se exercitando ao violão, o coração e a cabeça fizeram brotar uma melodia espontânea, fluente, a harmonia como sempre personalíssima. A letra, depois de alguns caminhos abandonados, veio aos borbotões. Um samba novo enfim, diferente de todos os outros que já fez, mas no mesmo espírito que baixa sempre quando o compositor de ‘Tem mais samba’, de ‘Apesar de você’, de ‘Vai passar’, de ‘De volta ao samba’ parece ter algo importante a notar e a dizer. Como sempre, nessas ocasiões importantes, em forma de samba.
“Um samba pra alegrar o dia
Pra zerar o jogo
Coração pegando fogo
E a cabeça fria
Um samba com categoria, com calma”
‘Que tal um samba?’ é o que nos propõe agora, em junho de 2022, Chico Buarque: “Para espantar o tempo feio/Para remediar o estrago”.
É o novo hino que Chico nos oferece, um samba que parece, como os dedos do compositor no início de tudo, buscar um tempo melhor (“Cair no mar, lavar a alma/Tomar um banho de sal grosso, que tal?”), espantar o baixo astral (“Sair do fundo do poço/Andar de boa”), procurar um samba pela cidade para se divertir (“Ver um batuque lá no Cais do Valongo/Dançar um jongo lá na Pedra do Sal/Entrar na roda da Gamboa”, diz, referindo-se aos berços e até hoje rodas de samba importantes no Rio).
‘Que tal um samba?’, este samba tão ao mesmo tempo urgente e já histórico, será lançado pela Biscoito Fino nas plataformas digitais neste dia 17 de junho. E é a grande novidade da turnê pelo Brasil que o compositor inicia em setembro, por João Pessoa e, depois de percorrer Natal, Curitiba, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Brasília, chega ao Rio em janeiro e a São Paulo em março do ano que vem. No show, Chico terá no palco a companhia de Mônica Salmaso, a cantora dos compositores, que já gravou dois discos dedicados à sua obra (‘Noites de gala, samba na rua’, em estúdio e ao vivo) e fará números solo e duetos com ele, em todas as apresentações da turnê.
Conduzida evidentemente pela tal levada do violão de Chico, a gravação de ‘Que tal um samba?’ foi feita no estúdio da Biscoito Fino pelo conjunto que o acompanha há muitos anos, dirigido por Luiz Claudio Ramos, que toca o outro violão, João Rebouças no piano, Jorge Helder no baixo e Jurim Moreira na bateria. A cadência vibrante do samba fez necessária uma percussão, e para isso foi convidado Thiago da Serrinha. E um bandolim, do revolucionário do instrumento Hamilton de Holanda. Ambos, Thiago e Hamilton desde a introdução acompanham a caminhada literal do samba e costuram e enfeitam a gravação de contracantos e contrapontos exuberantes. Tornam-no ainda mais feliz.
Como ‘Apesar de você’ em 1970, ‘Que tal um samba?’ é em 2022 ao mesmo tempo um samba eterno, popular, mas essencialmente histórico, político. Política aí no sentido contemporâneo: vivida nas ruas, na praia, no futebol (“Fazer um gol de bicicleta/Dar de goleada”), no amor e na arte (“Deitar na cama da amada/Despertar poeta/Achar a rima que completa o estribilho”). E, sobretudo, na incorporação das causas mais abrangentes da vida das pessoas, como o antirracismo, explícito quando o samba propõe “Fazer um filho, que tal?”: “Um filho com a pele escura/Com formosura/Bem brasileiro, que tal?/Não com dinheiro/Mas a cultura/Que tal uma beleza pura”, em versos que citam a canção ‘Beleza pura’, de Caetano Veloso.
Tanto em 70, como agora, os sambas adotam uma posição evidente contra os governos de turno, e já celebram antecipadamente o seu fim (“Depois de tanta mutreta/Depois de tanta cascata/Depois de tanta derrota/Depois de tanta demência/E uma dor filha da puta, que tal?/Puxar um samba”).
É nessa postura desabridamente política que está, a meu ver, outro fascinante segredo da gênese de ‘Que tal um samba?’ e de seu encanto e importância. Sim, ele foi feito, como vimos, com os dedos, a cabeça e o coração, mas também com o inconsciente, esse “ambiente” tão importante para criação. Ele nem notou, enquanto compunha ou gravava, a identidade de seu samba novo com ‘Eu quero um samba’, música consagrada pela gravação de João Gilberto que Chico escolheu para cantar quando, depois de quase 15 anos sem fazer show, voltou a se apresentar ao vivo em 1988. Além da levada parecida no próprio violão de Chico, ‘Que tal um samba?’ e ‘Eu quero um samba’ são versos em cinco sílabas, redondilhas menores, e sugerem a mesma coisa, o samba para superar o tempo ruim.
Aí entram talvez os caprichos do inconsciente e das coincidências: a dupla Janet de Almeida e Haroldo Barbosa também lançou seu samba num mês de junho, só que de 1945. Não, como no caso de Chico, em forma de delicada proposta, ‘Que tal um samba?’, mas de desejo afirmativo, ‘Eu quero um samba’: “Porque no samba eu sei que vou/Me acabar, me virar, me espalhar/A noite inteira até o sol raiar”.
É que em junho de 45, eufóricos enfim com a derrota do nazifascismo depois de seis anos de guerra na Europa, e com a participação do Brasil, Janet, Haroldo e todo o samba brasileiro queriam e tinham mais é que já comemorar: “Vai melancolia/Eu quero alegria dentro do meu coração”, cantaria a plenos pulmões o grupo vocal Os Namorados da Lua, como a festejar a vitória do samba brasileiro sobre o fascismo e já vislumbrando a democracia brasileira que também seria estabelecida no ano seguinte.
Vivemos tempos ainda incertos, duros, pesados, e se Chico é mais cauteloso na proposta – ‘Que tal um samba?’ – já é ousadamente eufórico no samba que compôs para os dias que correm e os que virão. Que serão ainda de luta, afinal: “De novo com a coluna ereta, que tal?/Juntar os cacos, ir à luta/Manter o rumo e a cadência/Esconjurar a ignorância, que tal/Desmantelar a força bruta”.
Ignorância e força bruta, talvez uma definição de fascismo, certamente do espírito que se apossou do Brasil nos últimos anos, e que agora o samba brasileiro vem esconjurar, desmantelar. Cantando e feliz, no streaming, no teatro, na rua, até o pesadelo acabar. Hugo Sukman, junho de 2022.

*link pra divulgação* (Disponível a partir 00h01 17/7)
https://orcd.co/quetalumsamba
*link para imprensa embedar online* (Disponível a partir 00h01 17/7)
https://youtu.be/G7i1g3I2AT4

SUGESTÃO DE BOX

QUE TAL UM SAMBA? (Chico Buarque)

Um samba
Que tal um samba?
Puxar um samba, que tal?
Para espantar o tempo feio
Para remediar o estrago
Que tal um trago?
Um desafogo, um devaneio

Um samba pra alegrar o dia
Pra zerar o jogo
Coração pegando fogo
E cabeça fria
Um samba com categoria, com calma

Cair no mar, lavar a alma
Tomar um banho de sal grosso, que tal?
Sair do fundo do poço
Andar de boa
Ver um batuque lá no cais do Valongo
Dançar o jongo lá na Pedra do Sal
Entrar na roda da Gamboa

Fazer um gol de bicicleta
Dar de goleada
Deitar na cama da amada
Despertar poeta
Achar a rima que completa o estribilho

Fazer um filho, que tal?
Pra ver crescer, criar um filho
Num bom lugar, numa cidade legal
Um filho com a pele escura
Com formosura
Bem brasileiro, que tal?
Não com dinheiro
Mas a cultura

Que tal uma beleza pura
No fim da borrasca?
Já depois de criar casca
E perder a ternura
Depois de muita bola fora da meta

De novo com a coluna ereta, que tal?
Juntar os cacos, ir à luta
Manter o rumo e a cadência
Esconjurar a ignorância, que tal?

Desmantelar a força bruta
Então que tal puxar um samba
Puxar um samba legal
Puxar um samba porreta
Depois de tanta mutreta
Depois de tanta cascata
Depois de tanta derrota
Depois de tanta demência
E uma dor filha da puta, que tal?
Puxar um samba
Que tal um samba?
Um samba

Participação especial / Feat Hamilton de Holanda
Voz e violão: Chico Buarque
Bandolim - Hamilton de Holanda
Violão: Luiz Claudio Ramos
Piano - João Rebouças
Baixo - Jorge Helder
Bateria e percussão: Jurim Moreira
Percussão - Thiago da Serrinha
Gravado e mixado no estúdio Biscoito Fino por Lucas Ariel
Masterizado no estúdio Batmasterson por Luiz Tornaghi
Produção musical: Luiz Claudio Ramos

ROTEIRO DA TURNÊ 2022/2023

JOÃO PESSOA – Teatro Pedra do Reino
Dias 06 e 07 de setembro

NATAL – Teatro Riachuelo
Dias 09 e 10 de setembro

CURITIBA – Teatro Guaíra
Dias 23 e 24 de setembro

BELO HORIZONTE – Palácio das Artes
Dias 05, 06, 07 e 08 de outubro

FORTALEZA – Centro de Eventos do Ceará
Dias 22 e 23 de outubro

PORTO ALEGRE – Auditório Araújo Vianna
Dias 03 e 04 de novembro

SALVADOR – Concha Acústica
Dias 11, 12 e 13 de novembro

BRASÍLIA – local a ser anunciado
Dias 29 e 30 de novembro

RECIFE – Teatro Guararapes
Dias 08, 09 e 10 de dezembro

RIO DE JANEIRO – Vivo Rio
De 05 a 15 de janeiro (quinta a domingo)

SÃO PAULO – Tokio Marine Hall
De 02 a 12 de março; de 23 de março a 02 de abril (quinta a domingo)

MCA ConcertsBoyce Avenue traz show inédito a Curitiba

Apresentação acontece no dia 26 de junho, no Teatro Positivo; últimos ingressos à venda a partir de R$ 180

A banda americana Boyce Avenue, um dos maiores fenômenos da internet, desembarca no Brasil neste mês de junho para oito apresentações. Uma delas acontecerá em Curitiba, no dia 26 de junho, domingo, às 20h30, no Teatro Positivo. Os últimos ingressos estão à venda via Disk Ingressos, a partir de R$ 180. O show da capital paranaense contará com a abertura do brasileiro Gabriel Gonti, uma das grandes promessas da nova MPB. A produção fica por conta da MCA Concerts.

Além de Curitiba, o grupo passará por Fortaleza, Brasília, Ribeirão Preto, Vitória, Rio De Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. No setlist o público poderá acompanhar os hits “Yellow” do Codplay, “Wake Me Up”, do Avici, e “Photograph” conhecida na voz de Ed Sheeran e que no canal do grupo conta com mais de 350 milhões de visualizações.

De Saratosa na Flórida, o Boyce Avenue ganhou destaque entre 2004 e 2009 com covers muito bem gravados e aceitos pela crítica atual. Com mais de 15 milhões de inscritos no canal, e mais de 5 trilhões de visualizações, o grupo é sem dúvida um dos gigantes no quesito streaming nas plataformas digitais.

O nome Boyce Avenue é a combinação das ruas do Bairro onde os 3 irmãos, Daniel, Alejandro e Fabian cresceram na infância. Alejandro, o vocalista e principal músico do grupo, quando questionado sobre essa extensa turnê, deixou claro “Fazer turnê pelo Brasil, é como estar tocando em casa, para fans enérgicos e ao mesmo tempo muito leais, ao longo da nossa carreira, Brasil se tornou nosso país favorito, é sempre inesquecível cada vez que estamos aí. Estou contando os dias para conhecer todas essas novas cidades. Muito Obrigado por tudo.”

Gabriel Gonti

Gabriel Gonti, uma das grandes promessas da nova MPB, conquista novos ares e palcos em 2022. O mineiro de Pato de Minas promete grandes sucessos para o público curitibano. No show, Gonti prepara um repertório especial com músicas de sua carreira, como “Nuvens”, de seu primeiro álbum, composto por Ana Caetano, do duo Anavitória; “A Gente Se Dá Bem”, parceria com a cantora Ana Gabriela; “Carnaval a Dois” e “Menina Salvador”, do seu último EP “Amaré”; “Atrás da Cortina”, primeiro single de seu novo álbum - ainda sem nome - que estreia este ano; entre outros.

Serviço – Boyce Avenue em Curitiba

Quando: 26 de junho de 2022 (domingo)

Local: Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300)

Horários: abertura da casa às 19h

Show Gabriel Gonti às 19h30

Show Boyce Avenue às 20h30

Ingressos: variam de R$ 180 (meia-entrada) a R$ 440 (inteira), de acordo com setor e modalidade escolhidos

Plateia Superior – R$ 180 (meia-entrada e promocional) e R$ 360 (inteira)

Plateia Inferior – R$ 220 (meia-entrada e promocional) e R$ 440 (inteira)

Vendas: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11h às 22h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9 às 18h), na bilheteria do Teatro Guaira (de terça a sábado, das 12h às 21h)

Forma de pagamento: Dinheiro | Cartão de Débito | Pix | Cartão de Crédito em até 3x sem juros

Classificação Etária: 14 anos, menores de 14 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal

Realização: MCA Concerts

Curitiba recebe workshop de burlesco afro, o afrolesque, neste final de semana

A artista Ewä vai ministrar o workshop Afrolesque, o burlesco afro, em Curitiba (foto: divulgação)

Miss G (Giorgia Conceição), um dos nomes mais influentes do Burlesco Brasileiro, traz para Curitiba a artista Ewä, de Guapimirim, no Rio de Janeiro. No final de semana do feriado de Corpus Christi, a dupla conduz um workshop de burlesco com foco na formação de artistas aqui na cidade. "Afrolesque" é o método nomeado por Ewä, pautado na vivência e experiência profissional da artista carioca.

Já Miss G, que oferta oficinas de formação para artistas burlescos desde 2014, traz um recorte de aula focado na construção da interpretação para o burlesco. A oficina tem como pauta principal alcançar pessoas de todos os gêneros e corpos, principalmente pessoas negras, que tenham interesse em dança, burlesco ou cabaré.

O projeto é uma iniciativa pessoal de Miss G, que tem como um dos valores a ampliação da cena burlesca curitibana e brasileira, celebrando a diversidade e democratizando o acesso à formação artística. Serão ofertadas vagas para participação com investimento em valores populares, e também serão ofertadas bolsas de 50% e 100% de desconto. A oficina tem carga horária de 8h, distribuídas em dois dias, 4h horas por dia.

Miss G NoiteBurla - Foto @dbpandini (148).jpg
A artista burlesca Miss G que busca ampliar a cena burlesca curitibana e brasileira (foto: @dbpandini)

SERVIÇO
Miss G convida Ewä - Afrolesque
Workshop de formação de artistas burlescos, afrolesque e interpretação para burlesco.

Quando?
17 de junho, sexta-feira, das 18h às 22h
18 de junho, sábado, das 15h às 19h

Carga horária: 8h
Local: Alfaiataria Cultural (Rua Riachuelo, 274, Centro - Curitiba/PR)

Investimento: R$ 297,00
Formulário de Aplicação para bolsas (50% e 100% de desconto).

Inscrições pelo Sympla: https://bit.ly/WorkshopAfrolesque

Lançamento do documentário do nosso querido TiomKim

O MIS-PR recebeu amigos e  convidado para apreciar essa homenagem, e parabéns aos que trabalharam para fazer esse momento tão especial.
#estreia
MIS-PR recebe acervo pessoal e documentário sobre Tiomkim, ícone do audiovisual paranaense.
Filme/documentário: “Tiomkim – trilha sonora para uma vida inquieta”
Data: 13/06/2022 (segunda-feira), 19h
Local: Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR)
Rua: Barão do Rio Branco, 395, Centro – Curitiba
Lançamento do documentário do nosso querido TiomKim

Festival de Blues ocupa Antonina no feriado de Corpus Christi

6ª edição do mais tradicional evento de blues do estado tem 20 atrações nacionais e internacionais e marca retomada do evento após a pandemia

O mais tradicional festival de música do litoral paranaense, o Antonina Blues Festival abre sua 6ª edição nesta quinta-feira (16) e segue até domingo (19) com mais de 20 atrações gratuitas em cinco palcos que ocupam as ruas e espaços culturais da cidade histórica (VEJA PROGRAMAÇÂO COMPLETA ABAIXO).

A baía de Antonina e seu cenário de mar, pedras, aves e montanhas são o cenário perfeito para ouvir blues e aproveitar o fim de semana prolongado pelo feriado de Corpus Christi.

Após uma interrupção de dois anos, o festival retorna e o público que vai poder assistir nomes de peso do blues nacional como Décio Caetano, Lucian Araújo, Ricardo Maranhão, a banda Hillbilly Rawhide, além da participação do bluesman norte-americano Lorenzo Thompson.

Nascido em Greenwood (Mississippi), Lorenzo já trabalhou com lendas do blues de Chicago como David Meyers e Melvin Taylor e fez participações antológicas em edições do Antonina Blues Festival.

Ação Educativa - Na quinta e sexta-feira (dias 17 e 18), o duo Mr. Blues fará duas apresentações especiais para alunos de escolas públicas no Teatro Municipal de Antonina, sempre às 14h, contando a história do gênero criado no século XIX, nos Estados Unidos

O Mr. Blues é um projeto que visita as raízes do blues desde asworksongs - canções de trabalho - aos clássicos Blues na forma de um show educativo.

Sobre o Festival - O Antonina Blues Festival surgiu em 2015 de forma independente e colaborativa por iniciativa de empresários da região. Desde então, o Festival cresceu organicamente a cada edição para se consolidar como um dos eventos culturais alternativos mais importantes do litoral ao fomentar a economia e turismo do inverno de Antonina.

O Antonina Blues Festival é viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura.

Esta edição é uma realização da Feito, Prefeitura de Municipal de Antonina, Cidades Musicais, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, com patrocínio de Porto Ponta do Félix, Camboa Hotéis e UWEX Design, através da Lei de Incentivo à Cultura - Governo Federal, e apoio da Livraria da Barca, Bei Sushi, Maná Panificadora, Restaurante Gusso, Ponta da Pita, Chope do Galinho, Slocum Restaurante - Clube Náutico de Antonina, Rádio Serra do Mar, Escola Maria Arminda.

____________

PROGRAMAÇÃO

Antonina Blues Festival - 6ª Edição

Quinta-feira (16)

13h - DIDLEY DUO - Palco Gusso / Ponta da Pita

14h - DIEGO NICOLAY - Baía Douro/Estação Ferroviária

15h - GRALHA BLUES TRIO - Clube Náutico

17h30 – MARACUJINAS - Belvedere

19h30 - DOUBLE SHOT - Belvedere

21h30 - DOSE N' BLUES - Belvedere

Sexta – Feriado de Corpus Christi (17)

12h30 - DECIO CAETANO + BERNARDO MANITA LEANDRO SUPERSHINSK TRIO PROJECT - Clube Náutico

14h - MR. BLUES - Teatro Municipal para escolas de Antonina

14h - LEO FORTUNATO - Baía Douro/Estação Ferroviária

17h - LUCIAN ARAÚJO - Calçadão

18h30 - JELLY ROLL - Belvedere

20h15 - TONY CASTER AND THE BLACK MOUTH DOGS - Belvedere

21h30 - MILK AND BLUES - Belvedere

Sábado (18)

12h - DIEGO NICOLAY - Hotel Camboa

14h - MR. BLUES - Teatro Municipal -Para escolas de Antonina

14h - RED FLOOR - Belvedere

16h30 - HELINHO BRANDÃO QUINTETO -Belvedere

18h - GRALHA BLUES TRIO - Calçadão

19h30 - MR. BLUES - Belvedere

20h30 - THE BLUES FELLAS - Palco Gusso /Ponta da Pita

21h30 - MUDSLIDE BLUES – Belvedere

Domingo (19)

12h - DAVI HENN, Hotel Camboa

13h -PRISCILA NOGUEIRA E JAZZ BOP - Belvedere

15h - HILLBILLY RAWRIDE - Palco Gusso /Ponta da Pita

16H – LOREENZO THOMPSON – Local (A confirmar)

17h30 - RICARDO MARANHÃO TRIO CONVIDADO ESPECIAL ANDRÉ SILVA - Palco Gusso /Ponta da Pita

______

>> A programação completa pode ser acessada no site: www.antoninabluesfestival.com.br

>> Acesse também nas redes sociais: @antoninabluesfestival

Orquestra feminina Ladies Ensemble toca tango de Astor Piazzolla

Clássicos do compositor argentino compõem o repertório dos concertos de junho da primeira orquestra formada exclusivamente por mulheres no Brasil

Toda a expressividade do tango do compositor argentino Astor Piazzolla será interpretada pela Orquestra Ladies Ensemble nos dias 22 e 23 de junho, no Auditório Regina Casillo. A ideia do repertório escolhido é abrir uma espécie de linha do tempo, conectando desde a referência de Piazzolla – o cantor Carlos Gardel – até o músico ítalo-francês Richard Galliano, que se inspirou em Piazzolla.

Para esse concerto, o destaque é a solista Carolina Kliemann, curitibana que desde 2007 atua como violinista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp.

O projeto anual “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo, e conta com patrocínio das empresas BHS Corrugated, Oregon, Nórdica Veículos, Guararapes, Impextraco, Tintas Dacar, Sollo Sul, Ferragens Negrão, Transunion, Abase Vet, Grupo Barigui Veículos, Grasp, Milium, Trutzschler, Agrosul Catarinense, GV2C, Tintas Alessi, Fobras, PASA, Delta Cable, Plast & Pack, M.A. Máquinas, Dissul, Stampa Food e Perkons. A Instituição beneficiada é o Hospital Pequeno Príncipe.

A realização é do Solar do Rosário, espaço particular de Arte e Cultura em Curitiba fundado em 1992. Com direção geral de Lucia Casillo Malucelli, direção musical e artística de Fabiola Bach Akel e apoio de Casillo Advogados. Realização Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Pátria amada Brasil, Governo Federal.

https://www.diskingressos.com.br/evento/3026/25-06-2022/pr/curitiba/ladies-tocam-piazzolla-ladies-ensemble

https://www.diskingressos.com.br/evento/3025/24-06-2022/pr/curitiba/ladies-tocam-piazzolla-ladies-ensemble

A TRANSIÇÃO

Em íntima conexão com processos de distintas naturezas, a artista Lizete Zem realiza composições nas quais se manifestam as passagens, cujo sentido inerente vincula-se à relação entre o passado e o presente, mas também pode apontar para o atemporal.
O elemento primordial que descreve tanto seu processo quanto seu conjunto de obras consiste, portanto, na TRANSIÇÃO, que acontece por meio de diferentes aspectos.
Num primeiro sentido, transição possui caráter amplo e conceitual. Refere-se, mais precisamente, à mudança poética da obra como um todo, e muito bem marcada pelas peças de cerâmica expostas nessa mostra de 2022, no Museu Guido Viaro.
Nessas peças estão contidos resquícios de reflexões anteriores sobre os orgânicos, que trazem, em essência, as concepções de estrutura e base consistente, vinculadas à natureza corpórea e simbolizadas por formas ósseas, tons de vermelhos terrosos ou sanguíneos, assim como, pela terra propriamente dita. Agora, rompidas com quaisquer bases sólidas, as peças sugerem-se em conjunto como uma estrutura flexível e, por conseguinte, passível de ser modificada.
Mobilidade tal que surge com muita força nas pinturas mais recentes, inaugurando o trabalho pictórico com as velaturas. Em consonância com a atmosfera sutil, ao invés da terra, a base que se apresenta no chão, abaixo das composições pictóricas, consiste na esvoaçante areia, sugerindo a ideia de vínculos entre matérias mais delicadas.
Pinturas que manifestam, portanto, outros tipos de transições, diretamente evidenciadas nas relações sensíveis. Durante o processo de composição, a artista, em conexão sensível com sua obra, observa as vivas transformações cromáticas e formais ocorrentes durante a secagem da tinta a óleo, que, assim como a observação das mutações dos fenômenos da natureza, são capazes de transformá-la intimamente.
Quando finalizadas, as composições pictóricas, cada qual a sua maneira, oferecem ao espectador a possibilidade de perceber as variadas perspectivas e formas produzidas pelas passagens entre os campos cromáticos e transparentes, e, portanto, de conduzir simultaneamente quem as bem observa ao encontro com atmosferas delicadas e espaços transcendentes, como espécies de labirintos, portais, etc.
Enfim, na presença imediata do que há de mais sutilmente sensível e, por que não dizer, naturalmente mágico, indagamo-nos se seria possível algo mais nos surpreender nesta exposição: “Pergunte ao vento”...

Ana Carolina Mondini é Dr.ª em Filosofia e Crítica de Arte – Curitiba, 2022

Bloco do Silva chega pela primeira vez a Curitiba neste sábado (11)

Cantor trará seu Bloco com muitas atrações ao palco da Ópera de Arame. Os últimos ingressos custam a partir de R$ 150

“Para abraçar o sol e fechar os olhos/ Para falar de amor, deitar em seu colo…”. Os versos da música “A cor é rosa” aquecem os corações saudosos e anunciam: o Bloco do Silva voltou! Depois de dois anos de hiato, o projeto do cantor capixaba Silva, que nasceu da vontade do artista em interpretar repertório especial de Carnaval, misturando canções autorais e clássicos dos anos 90, terá sua primeira edição em Curitiba, neste sábado, 11 de junho, na Ópera de Arame, em um formato no qual o público e cantor dividem o palco. Os últimos ingressos estão à venda no 4º lote, a partir de R$ 150, pelo site entreseven.com.br/ingressos. O show na capital tem a produção da Seven Experience.

No palco, Silva promete não deixar ninguém parado, ao som de sucessos de Daniela Mercury, Banda Eva, Ara Ketu, Olodum, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Ivete Sangalo. O artista ainda contará com a presença de convidados especiais, como João Mar, Mulu e RDD, fazendo todo mundo dançar e cantar junto, do início ao fim.

"Esse show surgiu da vontade de homenagear o repertório de carnaval dos anos 90, que foi o primeiro carnaval da minha geração, uma música pop, mas com base tão forte nas raízes do Brasil, que me dá vontade de dançar e cantar junto com todo mundo, que me dá vontade de fazer um carnaval”, comenta Silva.

Nesse projeto, Silva se apresenta acompanhado de grande elenco formado por muitas percussões, metais, guitarra, baixo e bateria.

Serviço – Bloco do Silva em Curitiba

Quando: 11 de junho de 2022 (sábado)

Onde: Ópera de Arame (Rua João Gava, 920 – Abranches)

Horário: abertura dos portões às 16h / início dos shows às 17h30

17h30 – João Mar*

19h – Mulu*

20h30 – RDD*

22h30 - Bloco do Silva*

*Os horários podem sofrer alterações sem aviso prévio

Quanto: os ingressos variam de R$ 150 a R$ 350 + taxas administrativas e variam de acordo com o setor, modalidade escolhida e lote vigente, podendo sofrer alterações sem aviso prévio

Vendas: entreseven.com.br/ingressos

Faixa etária: 18 anos

Realização: Seven Experience

Novo lote de ingressos é disponibilizado para o show do A-Ha em Curitiba

Banda se apresentará em Curitiba no dia 25 de julho

Devido ao grande sucesso, o show da banda A-Ha, que passará por Curitiba, no dia 25 de julho, segunda-feira, no Estádio Athletico Paranaense, ganhou um novo lote de ingressos que já estão à venda pelo site da Livepass, a partir de R$ 270. Em Curitiba, o show é uma realização da Move Concerts e RW 7 Production & Entertainment.

A turnê mundial para celebrar o aniversário de 35 anos do álbum de estreia do A-Ha, “Hunting High And Low”, lançado em 1985, chega finalmente ao Brasil em julho de 2022. Além de Curitiba, que estava com os ingressos esgotados e ganha hoje (08) uma nova carga de entradas, a banda passará ainda por Recife (13/07), Salvador (18/07), São Paulo (18 e 19/07), Rio de Janeiro (21/07) e Belo Horizonte (22/07).

Considerado um dos mais importantes discos da história da música pop, o álbum, que é tocado integralmente nos shows da turnê, apresentou ao mundo hits atemporais como “Take On Me”, “The Sun Always Shines On TV”, “Train Of Thought” e, claro, “Hunting High And Low”. Adiada por causa da pandemia, a turnê recebeu críticas entusiasmadas da imprensa e aclamação do público.

Serviço – A-Ha em Curitiba

Quando: 25 de julho de 2022 (segunda-feira)

Local: Estádio Athletico Paranaense (Rua Buenos Aires, 1260 – Água Verde – Curitiba)

Horários: Abertura da casa às 18h30 | Show às 21h

Ingressos: os ingressos variam de R$ 270,00 a R$ 780,00 de acordo com o setor e modalidade escolhidos

Arquibancada Inferior – R$ 780,00 (inteira) / R$ 390,00 (meia-entrada)

Arquibancada Superior – R$ 540,00 (inteira) / R$ 270,00 (meia-entrada)

Vendas: LivePass

Forma de pagamento: Cartão de Débito | Cartão de Crédito em até 10x sem juros

Classificação Etária: 18 anos desacompanhados. De 16 a 18 anos mediante autorização por escrito dos pais ou responsáveis legais. Menores de 16 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Realização: Move Concerts e RW7 Production & Entertainment

NANDO REIS VEM A CURITIBA COM NOVA TURNÊ

“No próximo dia 09 de julho, o cantor e compositor paulistano desembarca na cidade com sua nova turnê intitulada de ´Nando Hits´ e traz nesta apresentação inédita no palco do Guairão seus grandes sucessos que marcam mais de quatro décadas de história. Ingressos já estão à venda através do Disk Ingressos”.

O cantor e compositor Nando Reis está na estrada com sua nova turnê “Nando Hits” que celebra mais de quatro décadas de história e apresenta seus grandes sucessos. Com realização da Prime, a escala inédita em Curitiba acontece no dia 09 de julho em única apresentação no palco do Teatro Guaira (R: Conselheiro Laurido, s/n) às 21h15 e promete ser especial, pois marca o retorno do artista à capital paranaense após o longo período da pandemia. Na turnê que estreou em dezembro, em São Paulo, o lendário cantor e compositor traz à tona a magia poética de sua obra musical perpassando por sua carreira de mais de 40 anos de estrada entre paralelos poéticos com parceiros e parceiras ao longo da vida.

Na banda, Eduardo Schuler da banda COLOMY substitui Pupillo Oliveira (ex-Nação Zumbi) na bateria e se junta com os outros infernais Walter Villaça (guitarras), Felipe Cambraia (baixo) e Alex Veley (teclados). O roteiro do show parte da ligação pessoal de Nando Reis com a intimidade de sua música ao longo dos tempos e inclui canções como "Dois Rios", parceria com Samuel Rosa e Lô Borges, "Onde Você Mora", parceria com MarisaMonte, "Na Estrada", parceria com Carlinhos Brown e Marisa Monte e "Pra Dizer Adeus”, clássico dos Titãs conhecido na voz de Paulo Miklos, mas que é parceria de Nando e Tony Belloto.

A novidade fica por conta da participação especial do filho de Nando, Sebastião Reis, que também integra a banda COLOMY. Em 2021, pai e filho lançaram um EP inédito de nome "Nando e Sebastião", com arranjos e interpretações ímpares dadas pelos violões do filho às já conhecidas canções do pai. No mesmo ano, o compositor lançou uma série de singles com o mesmo nome da turnê. "Um Tiro No Coração", histórica na voz de Cássia Eller, foi lançada em parceria com a cantora Pitty, entre outras novidades. Não vão faltar no setlist os maiores sucessos de Nando, como "O Segundo Sol", "Luz dos Olhos", "Relicário", "All Star" e tantos outros.

Os ingressos já estão à venda através do Disk Ingressos e os valores custam a partir de R$80,00 (meia-entrada) + taxa adm, de acordo com o setor. A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Prime e portadores do cartão fidelidade Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs). É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada do teatro.

SERVIÇO:
NANDO REIS – Turnê “Nando Hits”
Quando: 09 de julho de 2022 (Sábado)
Local: Teatro Guaira (R: Conselheiro Laurindo, s/n)
Horários:
Abertura do teatro: 20h/ Início do espetáculo: 21h15
Duração do show: cerca de 90min
Ingressos: a partir de R$80,00 (meia-entrada) + taxa adm
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por titular.
Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
Forma de Pagamento: Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), na bilheteria do teatro Guaira (de terça a sábado, das 12 às 21 horas).
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: livre
Informações p/ o público: (41) 33150808 / 33047953 / www.maisumadaprime.com.br
Realização: Prime