Dia 02 de Fevereiro/2023 tem ùnica apresentação do Show ODARA com o ROSA AMARELA no Teatro Fernanda Montenegro (R. Cel. Dulcídio, 517 – Batel, Curitiba)

 

O show em Curitiba contará com a participação especialíssima do grupo TAMBORES DO PARANÁ e do ator FILIPPE THOMÉ do elenco do espetáculo “A História de um Certo Zé” de Léo Campos.

 

 

Depois do sucesso em sua primeira apresentação no RJ e em SP,  o ROSA AMARELA estará se apresentando pela 1ª vez na capital paranaense, no dia 02 de fevereiro/2022, 5ªf 20h, e os ingressos estão à venda pelo DISK INGRESSOS, aqui: https://www.diskingressos.com.br/event/1194

 

 

Essa apresentação comemorará também os 4 anos de lançamento, nas plataformas digitais, a primeira música do Duo, YEMANJÁ, canção que já teve mais de 2,5 milhões de visualizações nas redes sociais. Confira aqui: https://www.youtube.com/watch?v=KZOyLPXBJVg

Você já ouviu falar no ROSA AMARELA que vendeu todos os ingressos para sua 1ª apresentação no RJ, em menos de 4 dias, com 2 meses de antecedência da apresentação do show ODARA, confirmando que o público estava curioso em conhecer o repertório, inédito, autoral e apresentando a beleza e a simbologia dos orixás e as demais entidades aliadas à MPB e ao pop, executado ao vivo.

 

“A gente vem colecionando músicas ao longo desse período nas redes sociais e nas plataformas de streaming”, comenta a vocalista Pris Mariano, que faz parceria com o violonista Rodrigo Di Castro. “Montamos esse show com a intenção de levar para as pessoas um pouco mais do conhecimento sobre a umbanda, não somente pela religiosidade e sim por tudo aquilo que a cultura mística e espiritualista do Brasil pode provocar”.

Mas se você não é um dos milhares de seguidores das redes sociais do ROSA AMARELA certamente nunca ouviu falar neles … por isso, vou apresentá-los agora:

ROSA AMARELA é um DUO musical composto por Pris Mariano e Rodrigo Di Castro, que apresenta em seu repertório músicas autorais e inéditas.

 

Quem são Pris Mariano e Rodrigo Di Castro?

Pris Mariano, cantora, compositora e escritora, é carioca, neta de benzedeiras, teve seu primeiro contato com a música aos 5 anos de idade, quando num festival de bairro, foi conhecida por sua voz marcante, onde foi celebrada diante de personalidades, dentre eles Laura Carneiro.

Aos 14 anos, já cantava profissionalmente nas casas de show do Rio, abrindo a noite para artistas de peso, como Alcione e Nana Caymmi.

Participou de diversos realitys musicais da TV brasileira e produções vocais para célebres artistas.

Em 2005, apresentou-se como cantora oficial do espetáculo “Cores do Brasil” em Juan Les Pins, França, na casa de espetáculo Pampam. Lá, interpretava canções brasileiras, desde o movimento da Tropicália até Carmem Miranda.

Ao longo de sua carreira musical, a cantora trabalhou por 15 anos emprestando sua voz para celebrar casamentos e festas corporativas pelo Brasil.

Em 2005, participou do projeto “Jpop” do selo Albatroz, onde gravou clássicos da Bossa Nova em japonês, sendo este lançado mercado asiático.

Hoje, escolher “cantar o terreiro” é integrar o rezar em sua arte, como afirma a cantora.

Sua influência umbandista deu-se ainda na infância, na casa de sua avó Nair, no bairro da Pavuna, baixada do Rio de Janeiro.

Já adulta, Pris teve seu primeiro contato com a cultura do Candomblé.

Hoje, a cantora segue como filha da Umbanda do Oriente, onde realiza sua prática Umbandista e espiritual. Junto de sua carreira artística, Pris também executa seu trabalho como pesquisadora de cultura popular, dando ênfase às práticas de benzimento. A cantora dispõe de 2 livros de sua autoria, “Benzedura Ancestral – Saberes de ontem para o hoje bendito!”, “Plantaria – Magia Verde” e um compilado de 36 cartas, com o nome “Oráculo de reza”.

Hoje dirige e atua no artístico do Rosa Amarela, Junto de Rodrigo Di Castro.

Atuando diretamente na direção musical e visual do Rosa Amarela, Rodrigo Di Castro é gaúcho de Santa Maria. Multi-instrumentista, produtor fonográfico e diretor de fotografia, já aos 12 anos, integrou como músico um grupo de folclore latino-americano, “Os Chimangos” viajando para shows por todo o Brasil e até mesmo exterior, quando participou de uma mostra de folclore na Bélgica e Alemanha.

 Por sua desenvoltura com o seu instrumento, o violão, aos 16 anos já havia conquistado 5 premiações como melhor instrumentista em festivais de músicas nativistas gaúchas.

Durante 2 anos realizou trabalhos musicais na Argentina o que aprofundou mais ainda sua vivência musical com o folclore Latino Americano.

Após esse período, realizou jingles publicitários, o que lhe rendeu o prêmio de melhor trilha do ano no salão de propaganda de Santa Maria/RS.

Seus trabalhos incluem produções para o selo Albatroz de Roberto Menescal, em que arranjou, interpretou e gravou diversos clássicos da música mundial transformados em bossa nova, que caracteriza o selo Bossa 58, além de diversas produções para artistas independentes.

Durante 15 anos dividiu suas produções com apresentações ao vivo, em um trabalho voltado para o entretenimento musical em eventos sociais.

Para ter acesso ao trabalho da dupla, eles disponibilizam em suas redes sociais, todo seu trabalho.

Siga as redes sociais e acompanhe este canto!

Instagram: https://www.instagram.com/rosa8amarela

Facebook: https://www.facebook.com/Rosa8amarela

Youtube: https://www.youtube.com/c/RosaAmarela

Outras composições também somam números expressivos – ao todo, elas alcançam a marca de mais de 20 milhões de execuções – e esse êxito faz com que Pris e Rodrigo acreditem que um grande número de fãs e seguidores, tenham interesse em conhecerem (de perto, ao vivo) o trabalho da dupla e, por isso, percorrerão o país, levando seu canto e sua religiosidade pelos principais palcos do Brasil.  “Nós estamos montando, com muito cuidado e carinho, um roteiro para uma pequena turnê pelo país. Pretendemos levar o nosso canto e a nossa fé pelo Brasil. Em janeiro/2023 estivemos em São Paulo, no Teatro União Cultural, no dia 02 de fevereiro/2023 estaremos em Curitiba, no Teatro Fernanda Montenegro (PR). Em abril/2023, estaremos de volta ao RJ no Teatro Rival Refit, … além de outras datas e cidades que em breve serão divulgadas. Que Deus diga amém, axé e tudo que ele tem para dizer!”, torce.

O Show:

O show ODARA é um passeio cultural entre “o sagrado e o profano”, como afirma a dupla.

Com isso, promove-se a igualdade perante as diversidades, assim como o direito de exercer a fé, desmistificando conceitos preconceituosos. Entende-se que cultura é tudo aquilo que perpassa por nossa formação ética, educacional e de valor.

Como tradução sonora, o show ODARA tem como influência rezas cantadas, aliadas à Música popular brasileira.

Assim, na visão da dupla, os casos de intolerância aliados à ignorância de pensamento, vem atingindo grupos que não podem manifestar sua fé. Ou seja: no Brasil atual, exercer um papel cultural que se deseja – neste caso por meio da música – é um grande desafio, mas ao mesmo tempo a maneira mais fácil, uma vez que arte unifica linguagens e estreita caminhos.

No repertório, Pris Mariano e Rodrigo Di Castro, apresentam a beleza da cultura popular brasileira, permeado pela simbologia dos Orixás e demais arquétipos que derivam de nossas influências.

A dupla acredita ser a música, uma grande ferramenta para ampliação de consciência, cristalizando pontes entre grupos de diferentes gostos e crenças.

Inspirando-se no perfume da Umbanda, as canções do Rosa Amarela conseguem traduzir rezas em canto próprio, único e particular.

O Show “ODARA” tem como formação a presença da dupla e de músicos acompanhantes. Conta ainda com a participação de capoeiristas e bailarinos.

Show ODARA com o DUO ROSA AMARELA  

Pris Mariano – Vocais e direção artística

Rodrigo Di Castro – Vocais, Cordas e direção musical

Jimmy Santa Cruz – Baixo

Sandro Lustosa – Percussão

Katy Moret – Curimba

Carlos de Xangô – Curimba

Francisco Mariano – Curimba

Participação Especial do grupo TAMBORES DO PARANÁ e do ator FILIPPE THOMÉ do elenco espetáculo “A História de um Certo Zé” de Leo Campos.

Cenário e Figurino: Elaine Hoffman

Figurino: Dani Barreiro

Assistência de produção: Ana Vitória e Júnior Trindade.

Marketing digital: Isabela Caputo

Produção Executiva e Assessoria de Imprensa: João Luiz Azevedo

Teatro Fernanda Montenegro

Rua Cel. Dulcídio, 517 – Batel, Curitiba – Paraná

Dia 02 de fevereiro/2023

Quinta feira 20h

Preço dos Ingressos: R$ 120,00 / 60, (meia para estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos)

Ingressos à venda pelo DISK INGRESSOS, aqui:

https://www.diskingressos.com.br/event/1194

Tempo de Duração: 2h

Livre para Todas as Idades

flyer ODARA em Curitba completo

 *com divulgação

Categorias:(CINEMA/CULT/TEATRO), AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, SHOWS, TEATROTags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s