Evento traz dicas para preparar e-commerces para a Black Friday

A SGPweb Black Friday reuniu os principais players nacionais do setor em 12 horas de conteúdo gratuito e exclusivo

Nos dias 28 e 29 de outubro, o SGPweb promoveu a SGPweb Black Friday, com mais de 12 horas de conteúdo gratuito, com o objetivo de oferecer conteúdo exclusivo e direcionado para lojistas que estão se preparando para a data.

Segundo pesquisa da Ebit/Nielsen, feita em parceria com a Elo, o faturamento com as vendas online subiu 47% nos primeiros seis meses do ano, totalizando 38,8 bilhões de reais. Ao todo, foram feitos 90,8 milhões de pedidos entre janeiro e junho de 2020. “Todos esses dados nos levam acreditar que a Black Friday de 2020 será a maior da história, podendo dobrar o faturamento se comparado com 2019”, afirma o CEO do SGPweb, idealizador do evento, Emerson Scholze.

O especialista em marketing, Ney Green, falou sobre os negócios digitais pós-covid. “Muitos negócios digitais estão vendendo bem durante a pandemia, mas será que conseguimos sustentar isso no futuro? Estar no digital não é garantia de sucesso. Quem não se adaptar vai desaparecer”, afirma Green, lembrando que é preciso se reinventar sempre, ter a humildade de continuar aprendendo em um mercado em constante evolução e usar as ferramentas de automação para ser cada vez mais estratégico.

O gerente de conta-chave da Amazon, Rodolfo Faria, que atua na área de marketplace, deu dicas para estar preparado para que o consumidor não tenha nenhuma dúvida na hora de fechar a compra. “É importante ter a descrição mais esclarecedora possível para o consumidor, a maior quantidade de fotos possíveis, um título bem completo, para facilitar a busca do consumidor”, explica, lembrando de usar palavras-chave que enaltecem as principais características do produto.

O especialista em e-commerce da Loja Integrada, Guto Rocha, indica investir em marketing digital, SEO, Ads e presença em marketplaces. Para a Black, a dica é descontos em produtos-chave, que vão trazer demanda para sua loja. “Invista em descontos em estoque parado, desconto de 10% não é desconto para a Black. Faça as contas e veja como oferecer o melhor desconto para o cliente e movimentar a sua loja”, completa.

A Flavia Marcon, que atua com desenvolvimentos de sellers na Magalu, falou da importância do conhecimento para vender em marketplaces. “A Magalu oferece um treinamento para novos sellers, para que eles possam fazer a gestão de todo o processo e estejam preparados para as vendas online e a Black Friday”, explica.

“Tenha uma logística eficiente, descrição completa do produto, título completo e ofereça um desconto que seja real para a Black, mas que não te prejudique. Durante o evento, tenha um time preparado para a data e, especialmente, para o pós-venda”, alerta.

O consultor comercial do SGPweb, Marco Dutra, fala que hoje o frete é fator também decisivo no momento de fechamento de compra online. “Existe ainda um número muito grande de vendedores de e-commerce que não tem contrato com os Correios e a maioria é por falta de informações”, afirma. Hoje os Correios oferecem tabelas vantajosas e com descontos até 29%, dependendo do volume de entregas contratadas, e isso faz toda a diferença no negócio”, alerta. O contrato com os Correios é gratuito, online e leva de 15 a 20 minutos para ser feito, e permite que se ofereça a melhor condição de frete para seu cliente. O controle logístico da empresa é muito importante, a gestão de postagem é de suma importância para o sucesso do negócio.

O embaixador SGPweb e supervisor do Mercado Livre, André Santos, lembra que a venda física e online são complementares. “As plataformas de vendas precisam entender o que o consumidor quer”, afirma. Quem é o seu público, para quem você está vendendo, como apresentar melhor seus produtos? “O cliente hoje olha para o frete mais eficiente, uma compra fluida, que proporcione uma boa experiência de compra para o consumidor”, lembra Santos.

O diretor comercial da Plugg.to, Felipe Fuhrman, mostra a ferramenta que interliga marketplaces e está integrada com mais de 90% das plataformas do mercado. ” É importantíssimo ter o histórico das black Friday anteriores, o consumidor do e-commerce busca um atendimento ágil e é preciso ter o total controle do estoque, das vendas e status conforme o fluxo de vendas, em diferentes canais e em tempo real”, explica.

Guilherme Carneiro, da Conecta Lá, mostra que esse ano com a pandemia, não veremos a imagem de lojas lotadas e filas nas portas, boa parte dessas compras já migraram para o online. “76% das compras online hoje são feitas através dos marketplaces. Defina seus produtos, tenha profundidade de estoque, seja competitivo – faça análise da concorrência, faça anúncios específicos para a Black Friday, prepare a equipe de vendas, faça ofertas reais e respeite os prazos de entrega”, indica.

Bruno de Oliveira, fundador do E-commerce na Prática, lembrou da importância da antecipação – avisar o cliente sobre a Black Friday, para que ele coloque a sua marca no planejamento dele. “Aumente os pontos de contato com o cliente, não fique só no e-mail.  Pode usar uma notificação de browser, mandar mensagens no celular, criar um grupo de WhatsApp VIP com as promoções da data, um canal no Telegram, usar o re-marketing, as redes sociais e crie uma jornada de relacionamento com o cliente”, afirma.

A CPO & Partner do e-commerce na prática, Babi Tonhela fechou o primeiro dia do evento com dicas práticas para se preparar para o evento. “As empresas podem começar a Black Friday antes, fazer um mês de ofertas, uma semana de ofertas, e diluir as vendas ao longo desse tempo, para dar conta do volume de pedidos”, aconselha.

O coordenador da Universidade B2W Marketplace, formado pelas marcas Americanas, Americanas Empresas, Shoptime e Submarino, Anderson Cruz, trouxe tendências para a data. “Os vendedores precisam oferecer descontos reais, mais que sejam saudáveis para a empresa”, afirma. “E o atendimento e relacionamento é fundamental”, completa.

A coordenadora de Farming do Grupo Carrefour, Bruna Matta, lembra que ser competitivo, com bons descontos, é fundamental para o sucesso da Black. “O frete grátis é uma saída excepcional, com ótimos resultados”, sugere. “Trabalhamos nesta data com muitos descontos a vista, e um alto share de vendas em promoções assim”, completa.

O influenciador Alfredo Soares, sócio da VTEX, fala que a Black Friday precisa ser preparada com muita antecedência. “Faça um plano de contingência, você precisa planejar, faça um checklist de problemas que podem acontecer, para se preparar da melhor forma possível para a data”, afirma. “Não esqueça de desativar o pagamento por boleto, ele pode travar suas vendas”, alerta.

A co-fundadora da Foto.com, Carol Soares, fala que a imagem é muito importante para a venda. “Use fotos em still, infográficos, informações de decisão de compra, claras e organizadas, e o maior número de fotos possíveis, já que o cliente compra pela imagem e informações disponíveis”, afirma. “Quanto mais informação você passar para o cliente, mais fácil será a decisão de compra dele”, completa.

O CEO e fundador da TrackCash, Ewerton Santos, uma plataforma online para gestão e conciliação financeira de lojas, lembra que na vontade de vender, acabamos não olhando para o resultado financeiro final. “Liste todas as suas despesas, faça análise de concorrência, defina sua margem de lucro, conheça seu público, leve em consideração os diferentes canais de vendas e destaque possíveis perdas”, alerta.

Guilherme MInuzzi, da área de marketing e parcerias da Bling!, lembra que ano passado, o pico de vendas foi entre 2h e 4h da madrugada e às 12h. “Prepare seu e-commerce para esses picos de trafego”, alerta, lembrando que os consumidores esperar a Black Friday para comprar produtos mais caros com valores mais acessíveis.

O consultor e especialista em varejo do Sebrae, Osmar Delquano Jr, lembra que esse ano a tendência virou pendência. “Tudo o que as empresas precisavam fazer nos próximos anos, precisa ser feito agora para atender esse novo mercado”, alerta. “O varejo aprendeu que vende em todos os momentos, não existe mais abrir e fechar a loja. Você está preparado para atender o cliente 24 horas por dia”, completa. O gerente regional de canais na Pitney Bowes, Rodrigo Melo, lembra que a ansiedade da pandemia faz com o frete rápido seja essencial nas vendas. “O mais rápido vai engolir o mais lento”, alerta, lembrando da importância de automatizar os processos de pesagem e cubagem das mercadorias.

Para quem não acompanhou o evento, os dois dias de palestras estão disponíveis no YouTube do SGPweb.

Sobre o SGPweb:

O SGPweb é um sistema que proporciona maior controle na gestão dos envios, com a apresentação de forma fácil e intuitiva de informações antes da postagem, relatório completo do que foi enviado por departamento, por serviço e por data. A ferramenta permite fácil integração com marketplaces, e-commerces, ERP’s , CRM’s, e foi desenvolvida com foco nas mais atuais tecnologias voltadas para internet, com integração a diversos sistemas e empresas, para que a informação chegue fiel e em tempo real a todos os interessados no processo.

*comdivulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, LIVROS - LIVRARIA, MÓVEIS E UTENSÍLIOS, MODA, restaurantesTags:, , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s