Como prevenir a proliferação de bactérias no verão

 

Estudo da Universidade do Oregon e do Instituto de Pesquisa do Hospital Sick Children sugere que o verão pode ser a estação preferida de bactérias

 

Uma pesquisa publicada no periódico Infection Control and Hospital Epidemiology indica que o número de pacientes afetados por bactérias como a Pseudomonas aeruginosa, a Escherichia coli, a Enterobacter cloacae e a Acinetobacter baumannii pode subir até 17% a cada dez graus de elevação da temperatura.  Isso representa um aumento de 46% de doenças causadas por esses microorganismos na estação mais quente do ano. “Se o estudo for comprovado, será importante ações de prevenção nessa época do ano, principalmente no ambiente hospitalar, onde essas bactérias causam danos reais à saúde”, afirma o especialista em bacteriologia do LANAC – Laboratório de Análises Clínicas, Marcos Kozlowski.

Com a chegada do verão e do aumento das temperaturas, é normal as idas mais frequentes a praias e clubes, e consequentemente, o aumento de casos de infecções por fungos e bactérias. Cuidados com a higiene, alimentação, pele e hidratação devem ser constantes para os banhistas que querem aproveitar as férias sem preocupação. “Permanecer muito tempo com roupas de banho molhadas ou até mesmo utilizar vestimentas mais quentes tornam o organismo um ambiente propício para proliferação e alojamento destes micro-organismos”, explica.

O especialista lembra que as bactérias mais comuns no verão são as que causam doenças de pele, pois, é a parte do corpo mais vulnerável e exposta constantemente. “Dermatites, brotoejas e micoses causam inflamações na pele gerando irritação, coceira, ressecamento, descamação, manchas vermelhas ou brancas e bolhas em alguns casos”, alerta.

Outras doenças nessa época merecem atenção. “Desidratação, conjuntivite e a intoxicação alimentar se propagam com mais frequência no verão. É preciso se manter hidratado, fazer uma boa higienização das mãos antes das refeições e antes de tocar nos olhos e lavar bem os alimentos”, aconselha.

Além dos cuidados pessoais, a limpeza da casa merece atenção especial. “Além de arejar diariamente os ambientes, principalmente os quartos, é recomendado evitar usar o umidificador ambiental nesta época e higienizar colchões, tapetes, sofás e armários uma vez por semana”, finaliza Kozlowski.

Sobre o LANAC:

Há 28 anos, o LANAC – Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. A empresa possui 45 unidades de atendimento em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 400 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantêm a certificação ISO 9001/2015 atualizada desde 2004.

Anexo foto do especialista em bacteriologia do LANAC – Laboratório de Análises Clínicas, Marcos Kozlowski.

Créditos: Valterci Santos

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, SAÚDETags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s