McDonald’s tem mais de 3 mil vagas de emprego, incluindo cerca de 200 para PCDs

Rede contrata Atendentes para os restaurantes da marca em todo o país

Reconhecido como porta de entrada para o primeiro emprego formal, o McDonald’s está com mais de três mil vagas abertas neste final de ano, em todo o país, sendo cerca de 200 a serem preenchidas por pessoas com deficiência. A inclusão social é um dos principais valores da empresa e é importante destacar o cuidado e o respeito na busca pelo equilíbrio perante a diversidade e igualdade.

Com investimento de mais de R$ 40 milhões de reais em treinamento e ações de desenvolvimento profissional, além de um sólido plano de carreira, o McDonald´s tem como preocupação o bem-estar e formação dos seus funcionários. Não é à toa que a rede é referência em primeiro emprego para os jovens que queiram uma chance no mercado de trabalho. A empresa também promove a inclusão, oferecendo uma oportunidade formal de emprego e contribuindo para o desenvolvimento, independência e reintegração social.

Atualmente, o McDonald’s conta com 50 mil colaboradores, e as vagas abertas vão ao encontro da expectativa de gerar 18 mil postos de trabalho em 2019. Para fazer parte do time de funcionários da rede, não é necessária experiência anterior. Basta estar cursando ou já ter concluído o ensino médio.

Para saber mais informações sobre as oportunidades ou concorrer a umas dessas vagas, acesse o site: http://www.mcdonalds.com.br/trabalhe-conosco.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia McDonald’s do mundo, tanto em vendas totais do sistema como em número de restaurantes. A Companhia é a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe, com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios, incluindo Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, St. Croix, St. Thomas, Trinidad & Tobago, Uruguai e Venezuela. A Companhia opera ou franqueia mais de 2.200 restaurantes McDonald’s com mais de 90.000 funcionários e é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no América Latina. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: www.arcosdorados.com/ir.

McDonald’s expande e atinge a marca de 51 restaurantes no Paraná

A rede, que chegou à Curitiba em 1989, conta com 31 unidades na capital do estado

O ano de 2019 foi especial para o McDonald’s no Paraná, já que, além de completar 30 anos de atuação no estado, a rede também conseguiu realizar ampla expansão e inaugurou cinco restaurantes: três em Curitiba, um em Guarapuava (primeiro da cidade) e outro em Maringá. Todas as unidades já seguem o posicionamento que vem sendo adotado pela marca no mundo todo e que consiste em um ambiente mais interativo e tecnológico, com totens de autoatendimento e menu board digital.

Com 33 anos de empresa, Alexandre Chagas, Diretor Regional de Operações do McDonald’s, começou como Atendente e acompanhou de perto o crescimento da marca no estado. “Partiu daqui a ideia do quiosque de sorvetes, inaugurado no Shopping Mueller, que se tornou um modelo que foi espalhado para todo o mundo. Os Drives da cidade também estão entre os melhores e mais movimentados do Brasil, e o restaurante da Rua XV, que ganhou cara nova em 2019, é um dos que mais vende McFlurry no país”, afirma Chagas.

Três décadas em solo paranaense

O mês de dezembro é um período especial para o McDonald’s, já que foi a época em que a rede inaugurou seu primeiro restaurante no Paraná. A marca chegou a Curitiba em 1989, no coração da Rua XV de Novembro, um dos pontos mais icônicos da cidade, e hoje conta com 51 unidades no estado, sendo que 31 estão na capital e região metropolitana.

Para comemorar, a empresa promoveu um evento no restaurante da Rua XV de Novembro, que reuniu ex-Gerentes, ex-Atendentes e também funcionários que trabalham na rede atualmente. João Carlos Frumento, primeiro Gerente da primeira unidade no estado, disse que viu, na época da inauguração do restaurante, o anúncio da vaga de emprego da rede em um jornal e decidiu se candidatar. Aprovado, ele realizou treinamento em São Paulo para aprender as técnicas e diretrizes do McDonald’s durante seis meses e assim que voltou para Curitiba, assumiu seu posto que perdurou até 2013, quando saiu da empresa para se dedicar à vida acadêmica.

“Esse período que passamos em outro estado foi fundamental para implementarmos corretamente o McDonald’s aqui e fazê-lo funcionar. Deu tão certo, que até hoje a unidade é exemplo na cidade e em outras regiões. Muito do que sou hoje foi construído no McDonald’s, e não digo só profissionalmente, já que fiz muitos amigos na época em que trabalhava na rede e até hoje os levo como parte da minha família. Atualmente, como professor, transmito o exemplo do McDonald’s por onde passo, pois a experiência que tive na empresa é referência de qualidade, empregabilidade e comprometimento com o funcionário e com os setores sociais”, finaliza.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo, tanto em vendas totais do sistema como em número de restaurantes. A Companhia é a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe, com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios, incluindo Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, St. Croix, St. Thomas, Trinidad & Tobago, Uruguai e Venezuela. A Companhia opera ou franqueia mais de 2.200 restaurantes McDonald’s com mais de 90.000 funcionários e é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no América Latina. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: http://www.arcosdorados.com/ir

Empreendimentos residenciais se preparam para receber carros elétricos

Empreendimentos residenciais se preparam para receber carros elétricos

O Maison 29, obra recém-concluída da Thá Engenharia, foi construído entregando tomadas para recarga de veículos

O uso de carros elétricos no Brasil ainda não é uma realidade tão comum, mas está cada vez mais próxima. Só em 2019, mais de 7 mil modelos dessa categoria foram vendidos – cerca de três mil carros a mais em comparação ao ano anterior segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). E a tendência é que esse mercado se expanda ainda mais.

Isso se deve ao fato de os carros elétricos serem mais ambientalmente corretos, pois são livres de combustíveis fósseis. Ou seja, não emitem gases poluentes derivados da combustão. Com a demanda, muitas fabricantes de automóveis estão apostando na instalação de pontos de recarga. Só este ano, a BMW anunciou que vai instalar mais de 40 até o final de 2019, somando 150 ao total. Já a sueca Volvo prometeu a instalação de 500 eletropostos em todo o território nacional, para complementar os já 250 existentes.

Entretanto, para uma maior comodidade, nada melhor que recarregar o carro dentro do próprio condomínio. Apesar de o valor da recarga ser mais em conta que os combustíveis comuns (menos de um real para cada quilômetro rodado), são veículos de alto custo, quase três vezes o valor de um carro popular. Para isso, as grandes construtoras estão apostando na instalação de postos de recarga dentro de condomínios de alto padrão, como forma de incentivar esse mercado.

Um exemplo disso é o edifício Maison 29, nova obra concluída da Thá Engenharia, entregue em dezembro deste ano, em Curitiba/PR. Para cada área de garagem individual, os moradores contam com uma tomada elétrica com carga suficiente para instalação futura pelo proprietário, de carregador de até 3,7kW.

A instalação dos postos foram um passo à frente para a construtora, que acredita no futuro do mercado de veículos elétricos. “Estamos sempre atentos às tendências do mercado e, como um imóvel é um investimento a longo prazo, queremos que os futuros moradores tenham um produto atualizado e se sintam à vontade na hora de optar por um veículo híbrido ou elétrico”, destaca o engenheiro eletricista da Thá Engenharia, Lucas Miara. “E, mesmo que a realidade atual de carros elétricos ainda seja pequena, o empreendimento já estará preparado para esse consumo extra da energia, sem demandar investimentos financeiros com aumento da infraestrutura”, complementa.

O Maison 29 está localizado na rua Desembargador Motta, número 3147, no bairro Mercês, em frente à Praça 29 de Março. O edifício, que tem um estilo neoclássico, está em um terreno de 2.221,80 m² e conta com 10.074,15 m² de área construída, distribuídos em duas torres e 50 apartamentos de 2 e 3 quartos sendo 8 coberturas. Nas áreas comuns do edifício destacam se a piscina, o boulevard, o fitness e os salões gourmet, de festas e de jogos, além da brinquedoteca, quadra esportiva, playground, sala zen e guarita de segurança.

SOBRE A THÁ ENGENHARIA

Desde 1895, a Thá Engenharia destaca-se como uma das líderes do mercado de construção civil no Brasil. A empresa possui um controle rigoroso de qualidade no que diz respeito a orçamentos, otimização de custos, cumprimento de prazos e segurança de todos os colaboradores. São mais de 7 milhões de m² construídos e mais de 2 mil obras concluídas, com empreendimentos espalhados nos quatro cantos do País. Além disso, possui versatilidade e habilitação comprovada na condução e gestão de projetos em múltiplos segmentos, todos executados e entregues no prazo, com a qualidade, agilidade e padrão Thá Engenharia.

GRUPO DE ATENDIMENTO DE URGÊNCIA (G.A.D.U)

GRUPO DE ATENDIMENTO DE URGÊNCIA (G.A.D.U)

Prezados Senhores

A (G.A.D.U) Grupo de Atendimento De Urgência, é uma empresa prestadora de serviços de Urgência Médica pré-hospitalar, com sede em Pinhais; atendendo tambem Curitiba e demais regiões de forma estratégica para aliarmos a excelencia de atendimento ao tempo resposta.
Acreditamos que o lema de um bom serviço emergencial deve ter como base a seguinte trilogia:
- Rapidez,
- Qualificação das Equipes/Atendimento
- Equipamentos de Monitoração Adequados e em Perfeito Funcionamento no Local, em que ocorra a Urgência.

Entendemos que devido a inexperiência daqueles que presenciam os sintomas, não se pode estabelecer a gravidade ou não de um caso, para tanto, definimos a nossa postura rigidamente, isto é, atendemos todas as chamadas usando critérios desta Trilogia.

• Nosso serviço de Urgência, objetiva a manutenção da Vida e tem como aliado a:

• Equipes Altamente Treinadas e Entrosadas;
• Equipamentos de Tecnologia de Ponta;
• Central de Apoio;

Nosso padrão de atendimento reside em Ambulâncias/Veiculos de apoio Novos, detentoras de todos os equipamentos necessários para solucionar adversidades críticas que possam conduzir ao risco de morte do indivíduo, proveniente de acidentes ou enfermidades, já no local da ocorrência. Desta maneira, quando a nossa equipe for acionada, através de um telefonema, a central de apoio remete imediatamente está informação a uma de nossas unidades mais próxima do local, repassando a sintomatologia do paciente, agilizando assim o atendimento. Chegando ao local, a equipe prestará um atendimento de elevado nível ao paciente, e se necessário remoção; encaminhamos para um hospital de referência ou de sua escolha.

• Composição das Unidade Móveis
As Ambulâncias dispõem dos seguintes equipamentos para atendimento de Urgência:

EPI´s para as Equipes Operacionais / Respirador / Equipamentos de reanimação Cardio Pulmonar / Material para Pequenas Cirurgias / Desfibrilador com Monitor(DEA) / Aspirador de Secreções / Nebulizador / Maleta de via aérea / Venoscópio(Acessar veias com precisão e exatidão) / Cadeira de Rodas /Detector Fetal / Dreno de Tórax / Monitor multiparametros / Maleta de Trauma / Talas para imobilização / Rede de oxigênio com cilindro válvula /Manometro em local de fácil visualização / Medicação necessária para Urgência no APH (Atendimento Pré Hospitalar) / Oximetro de Pulso adulto e Pediátrico / Radio para Comunicação Móvel / Cilindro Portátil de Oxigênio com Válvula / Kit Parto / Prancha para transporte de vitimas.

• Composição de Equipe:
As unidades são compostas por Enfermagem e um Socorrista/Condutor e quando necessário um Médico, todos com ampla experiência em terapia intensiva e periodicamente submetidos a treinamentos.
Todos são certificados para o exercicio das suas atividades.

• Principais Urgências que Atendemos:
Acidente de Trabalho / Acidente Vacular Cerebral / Acidentes Oftalmológicos / Cálculos Renais / Coma Diabético / Coma Hipoglicêmico / Convulsões / Crise Hipertensiva / Edema Agudo de Glote / Fraturas / Infarto do Miocárdio / Intoxicação Alcóolica / Intoxicações por produtos químicos diversos / Obstrução Respiratória / Perda de Consciência / Politraumatismos / Queimaduras Graves / Traumatismo Craniano, entre outras.

• Principais vantagens e Benefícios dos clientes G.A.D.U

• Atendimento Rápido
Os colaboradores de sua empresa serão Atendidos pela G.A.D.U, em tempo hábil, com cobertura 24 horas e 365 dias do ano.

• Não há despesas adicionais
Não existem custos adicionais para o cliente decorrentes do atendimento, sejam ele honorários, uso de equipamentos, ou remoções ao hospital mais proximo quando necessárias.

• Não há carência
A partir da assinatura do Contrato nossos serviços já estarão disponíveis.

• Valores
• Trabalhamos com planos mensais e ou anuais.
• Reajustes serão anuais em coformidade de ambas as partes

• Validade
As propostas terão validade de 60(Sessenta) dias.

Nos colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos e ou visita técnica.

G.A.D.U – Grupo de Atendimento De Urgência
Av. Maringa nr 2778 – Pinhais – PR
(41) 99242 8883 (41) 3044 0332

Lapa Film Commission – 30 anos de história

Cada vez mais os lapeanos se interessam e participam de produções cinematográficas, em frente e por trás das câmeras. Muito dessa realidade se deve a existência da Lapa Film Commission, que começou a atuar no ano de 1989. Muitos curtas, médias e longas metragens, programas e seriados para a tv ( alguns muito premiados) , aconteceram com a colaboração e participação da entidade, que é informal e sem fins lucrativos, apenas de fomento. a história é longa, mas destacamos aqui o  ano de 2010, que  ficou   especialmente marcado na história da Lapa Film Commission , pois  a prata da casa pôde mostrar de forma excepcional  seu grande potencial,  atuando  em produções audiovisuais das mais diversas formas -  como atores, diretores, produtores, roteiristas e até na criação de trilhas sonoras em trabalhos de grande visibilidade como os episódios do “Casos e Causos” na Revista RPC. O cenário lapeano também foi muito privilegiado, visto que as histórias valorizaram bastante a cidade.

Por sua vez, também  em 2010,   a Lapa Film Commission também ampliou sua atuação, promovendo eventos e participando na formação de elencos para filmagens  fora do município. Este foi o caso do longa metragem “Garibaldi in América”, uma produção ítalo brasileira, com direção do italiano Alberto Rondali, tendo no elenco principal Ana Paula Arósio – como Anita Garibaldi, Gabriel Braga Nunes – como Giuseppe Garibaldi, e Paulo Betti – como Bento Gonçalves.

O filme enfoca a saga dos revolucionários Giuseppe e Anita Garibaldi, tendo como pano de fundo uma bela história de amor.

Os lapeanos Camile Assad (assistente de produção – elenco), Hélio Berghauser, Kallil Assad, Alex Calderari e Márcio Assad ( que atuou como produtor de casting local) entre outros  participaram ativamente   nesse épico, que teve estréia, na Europa e no Brasil, em 2011. As locações ocorreram em São Francisco do Sul e em Curitiba.

Seleção

Dentre as funções da  Lapa Film Commission, em colaboração à produção do longa metragem Garibaldi in América, foi a seleção de elenco para o filme, na Lapa, resultando em um bom número de participantes, pois a necessidade era de  pessoas de pele clara,  que soubessem andar à cavalo.
Na foto tirada por Paulo Letier, momento de intervalo nas filmagens, onde lapeanos e colgas conversavam sobre, produção cinematográfica.