Ingleses estão em Curitiba para inaugurar sede do projeto Futebol de Rua

Brasil e Inglaterra não disputam a final da copa neste domingo, mas brasileiros e ingleses estiveram juntos comemorando uma importante conquista no futebol no Brasil: a transformação social de jovens por meio do esporte

 

Durante a Copa do Mundo de 2014 pessoas de todo o mundo vieram para o Brasil torcer. Para um grupo de ingleses a motivação dessa viagem foi sim o futebol, mas não o dos grandes estádios. Eles vieram para construir a sede de um projeto que vem transformando a vida de jovens de comunidades carentes em cinco estados brasileiros, e que tem no Cajuru, em Curitiba, a sua sede, o projeto Futebol de Rua, que desde que foi fundado, há 11 anos, já impactou mais de 11.000 crianças.

Futebol de Rua 3 - Mariah Eduarda Colombo

A Prefeitura de Curitiba doou um terreno de 3.000 metros, mas sem recursos, os gestores do projeto não sonhavam com o complexo esportivo e com a estrutura digna de um clube privado. Empresários e profissionais liberais ligados à ONG inglesa Lions Raw, vieram à Curitiba em 2014 e aqui ficaram por um ano, construindo a sede do projeto que hoje tem quatro quadras de futebol, auditórios, salas de arte e informática. Em clima de Copa, eles retornaram essa semana para Curitiba para inaugurar oficialmente a obra nesta quinta-feira, 12.

 

“O Futebol de Rua é um projeto que começou em 2007, e acontecia nas escolas em núcleos. Precisávamos de uma sede administrativa e mais estrutura. Foi o trabalho desse grupo de ingleses, e não só a doação física da construção, mas principalmente à disposição de terem construído com as próprias mãos a nossa sede, que mudou a nossa vida. Estamos muito felizes em recebe-los novamente para mostrar o quanto o apoio deles foi fundamental nesses últimos anos”, comemora Oscar Muxfeldt Neto, diretor administrativo do Futebol de Rua.

 

Ao longo dos últimos anos, os organizadores conseguiram estruturar projetos de incentivo ao esporte e à criança, com esses recursos estão ampliando a atuação do projeto não só para outros bairros da capital paranaense, mas também para outras cidades e estados. A Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário, é uma das empresas que viabiliza a manutenção do projeto, via Lei do Esporte. Hoje são 1.400 crianças e adolescentes com idades entre 7 a 17 anos que além das aulas de iniciação ao esporte, também tem aulas de informática, acompanhamento pedagógico e social.

 

O coordenador do projeto, explica que a estrutura construída pelos ingleses tem cerca de 700 metros é como uma sede operacional, mas que o objetivo é a expansão para outras regiões de risco social. A seleção dos alunos que ingressam ao Futebol de Rua obedece alguns fatores como dificuldade de desenvolvimento pedagógico, evasão escolar e comportamento. “Nosso objetivo não é descobrir craques da bola. Nós usamos o futebol como uma ferramenta de fortalecimento de valores dos vínculos familiares”, complementa Oscar.

Futebol de Rua 2 - Mariah Eduarda Colombo

*com divulgação

Categorias:AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, DIVIRTA-SE, ESPORTES, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, OPORTUNIDADETags:, , , , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s