Cinco vinhos para celebrar o dia internacional da Cabernet Sauvignon

ad02537d7773e131cece523d54a48b9e

Data desta cepa emblemática cai no primeiro dia de setembro. Veja aqui 5 vinhos para você celebrar, de 100 a 1000 reais, alguns deles com origem em Puente Alto, Chile

Todos os anos, na quinta-feira anterior ao Dia do Trabalho, nos Estados Unidos, é celebrado o Dia Internacional da cepa Cabernet Sauvignon. Este ano, a data cai em 1º de setembro, oportunidade para saborear tintos de qualidade e sabor profundo de frutas vermelhas, que definem o estilo desta uva, sinônimo de classe e requinte. Sendo uma das variedades de uvas tintas mais conhecidas, é cultivada em todas as principais regiões produtoras de vinho do mundo.

O Chile é berço de grandes Cabernets Sauvignon, ocupando hoje status de grandeza e projeção internacional. Nesse cenário, destaca-se o terroir de Puente Alto, que dá origem a premiados tintos com a cepa, alguns deles chegando a obter 100 pontos na crítica mundial, caso de Don Melchor 2018. Jancis Robinson, famosa crítica, refere-se a esta região como a “Pauillac” chilena. Por isso, reunimos aqui 5 expressões distintas do Chile, quatro delas com origem em Puente Alto, com vinhos a partir de 100 reais até 1.100 reais, para celebrar o longevo legado da Cabernet Sauvignon.Gran-Reserva-Cabernet-2020

Gran Reserva Cabernet Sauvignon é produzido no Vinhedo Palo Santo, localizado a 180 metros acima do nível do mar, e se estende ao longo de encostas e terraços próximos à ribeira sul do rio Tinguiririca. A cor é violeta escuro e profundo, e em boca, apresenta notas de cereja, amora e um toque de pimenta negra. De textura suave, quase sedosa, apresenta taninos suaves, que aparecem no seu final prolongado. Tem potencial de guarda de 5 anos, e harmoniza bem com carnes vermelhas, comida mexicana e queijos. Preço: 109,90. Onde comprar: Supermercados Pão de açúcar.

Marques-de-Casa-Concha-Cabernet-Sauvignon

Marques de Casa Concha Cabernet Sauvignon é produzido pelo aclamado enólogo Marcelo Papa, com as cepas Cabernet Sauvignon (91%), Syrah (5%)e Cabernet Franc (4%). É cultivado em vinhedos próximos à Cordilheira dos Andes – Puente Alto, a 650 metros, e Pirque, a 570 metros, e ganha, portanto, forte influência do clima mediterrâneo semi-árido da cordilheir Combina bem com carnes vermelhas e de caça, na grelha ou assadas, com molhos intensos ou toques de acidez feitos com tomate ou vinho, ou ervas como alecrim, tomilho e louro, e é perfeito também para acompanhar a maioria dos queijos.  Preço: 169,90; Onde comprar: www.descorcha.com.br

gdm-cs-2018-34794

Gravas del Maipo Cabernet Sauvignon integra The Cellar Collection, e tem a chilena Isabel Mitarakis como enóloga. Não há como falar de  Gravas sem realçar a extraordinária diversidade do solo e do clima do Chile, que dá vida a este vinho altamente pontuado, complexo e elegante. Gravas homenageia a Cordilheira dos Andes e os cascalhos escondidos, provenientes de solos deslocados, moldados e submetidos à erosão, ano após ano, na milenar bacia do Maipo. Este vinho mostra ótima intensidade aromática, notas de frutas vermelhos e especiarias. Equilibrado na boca, apresenta grande intensidade e profundidade, acompanhada por notáveis taninos que lhe dão corpo e elegância. Preço: R$ 500,90; Onde comprar: www.vivino.com.br

MCC-Heritage

Marques de Casa Concha Heritage estreia com a safra 2020, com o blend típico de Bordeaux que busca expressar fielmente o terroir de onde surgiu toda aquela tradição e herança vitivinícola. As uvas são provenientes de uma seleção meticulosa dos vinhedos El Mariscal e Don Melchor, em Puente Alto. É composto principalmente por Cabernet Sauvignon (84%), Cabernet Franc (12%) e Petit Verdot (4%). Cada uma destas variedades confere uma característica específica ao lote final, que irá variar de ano para ano em função da colheita.“ É um vinho que reflete fielmente a elegância de Puente Alto e que incorpora toda a herança dessa origem, mas com um selo distinto e novo”, afirma Marcelo Papa, Enólogo e Diretor Técnico da Concha y Toro. Preço:R$ 619,00; Onde comprar: www.descorcha.com.br

Don-Melchor-2019

Don Melchor 2019 – Don Melchor, o primeiro vinho ícone da indústria chilena, lança sua safra 2019, que também é um verdadeiro reflexo de sua origem, Puente Alto, e do rigoroso trabalho liderado pelo Diretor Técnico e Enólogo da Viña Don Melchor, Enrique Tirado, por entender cada detalhe do terroir e obter a melhor expressão dele. A safra 2019 é composta por 92% Cabernet Sauvignon, 5% Cabernet Franc, 2% Merlot e 1% Petit Verdot, e passou 15 meses em barricas de carvalho francês, 72% novas e 28% de segundo uso. Preço: R$ 1099,00; Onde comprar: www.descorcha.com.br

História da Cabernet Sauvignon

No século 17, um cruzamento acidental de Cabernet Franc e Sauvignon blanc deu ao mundo o primeiro gosto do que mais tarde se tornaria um tinto ícone para os amantes do vinho e vinicultores. Então, em 1800, o Cabernet Sauvignon viu seu primeiro aumento de popularidade, principalmente na França. Os vinicultores procuravam constantemente variedades resistentes às mudanças climáticas e fáceis de cultivar. O sabor rico e de frutas escuras que caracterizava a maioria dos vinhos Cabernet Sauvignon tornou-se muito procurado pelos entusiastas do vinho, e a uva rapidamente alcançou o status de uva nobre.

A região vinícola de Bordeaux tornou-se o centro da produção de Cabernet Sauvignon. Hoje em dia, esta casta é produzida pela maioria das regiões produtoras de vinho. França, Itália, EUA e muitos países da América Latina, em especial, o Chile, estão entre os principais produtores de Cabernet Sauvignon. Em 2009, guru de marketing e aficionado de Cabernet Sauvignon, Rick Bakas organizou o primeiro Dia Internacional de Cabernet Sauvignon. O objetivo da celebração é reunir a comunidade de aficionados e enólogos do Cabernet..

O vinho tinto é talvez uma das bebidas mais antigas conhecidas pelo homem. Não é à toa que Plínio, o Velho, um historiador romano, cunhou a frase “In Vino Veritas”, que significa “No vinho, há verdade”. Embora hoje entendamos a história desta variedade e como ela foi criada, o fascínio e a mística do vinho Cabernet Sauvignon não diminuiu.

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BARES, Bebidas, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, restaurantesTags:, , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s