Mês em homenagem às artes é convidativo para conhecer o legado do artista paranaense João Turin

 
Agosto é um mês de homenagem às artes, com datas que celebram as atividades artísticas e os profissionais da área. Em 12/08 se comemora o Dia Nacional das Artes, enquanto 24/08 é o Dia do Artista. Por ocasião destas datas, este é um mês convidativo para realizar passeios culturais e visitas a espaços como museus, memoriais e galerias para conhecer mais sobre artistas brasileiros e suas obras, que muito contribuem com a cultura nacional.

Em Curitiba, é possível conhecer de forma gratuita a vida e o legado artístico do escultor João Turin (1878-1949), que tem boa parte de suas obras expostas em espaços públicos da cidade, como diversas praças e também no Memorial Paranista, construído em sua homenagem. Conhecido como o maior escultor animalista do Brasil, realizou esculturas e baixos-relevos não somente de animais (em especial onças, retratadas com realismo), mas também representações de personalidades, povos indígenas, momentos históricos, obras que dialogam com a arte sacra, entre outros temas.

O roteiro cultural pode começar pela Praça Tiradentes, onde há uma estátua do personagem da História do Brasil que dá nome à praça, em uma obra que completa 100 anos. Criada em 1922 quando Turin morava na França, foi exposta no Salão dos Artistas Franceses em Paris, onde recebeu boas referências da crítica francesa. No ano seguinte, participou do Salão Nacional de Belas Artes de 1923, no Rio de Janeiro, tendo recebido na ocasião menção honrosa e um prêmio em dinheiro. No mesmo local, também há obras do artista no Monumento à República.

A cerca de 800 metros de distância, na Praça Santos Andrade, está a Águia de Haia, que integra o monumento a Rui Barbosa. Assim, o roteiro começa a mostrar Turin como escultor animalista. Em outro ponto próximo, na rotatória do Centro Cívico, está uma das obras mais representativas do artista, “Luar do Sertão”, de uma onça rugindo. Originalmente batizada como “O rugir do Tigre”, rendeu ao artista a medalha de ouro no Salão Nacional de Belas Artes em 1947. Além de Curitiba, um exemplar está presente também no Rio de Janeiro, na Praça General Osório. É possível encontrar em outros locais públicos da capital paranaense bustos de celebridades assinados por Turin, como o do maestro Carlos Gomes (na praça de mesmo nome).

 
Memorial Paranista reúne 100 obras do artista
O local mais importante para conhecer João Turin e seu legado artístico é o Memorial Paranista, no Parque São Lourenço, que conta com uma seleção representativa das obras do artista. Construído pela Prefeitura de Curitiba, o espaço abriga cerca de 100 esculturas e baixos-relevos em bronze de João Turin em uma exposição permanente disposta em dois ambientes: em uma área interna (onde estão a maior parte das obras e também murais com informações sobre a trajetória do artista) e outra externa, que constitui o maior jardim de esculturas público do Brasil, com 13 obras ampliadas em bronze, a céu aberto. Boa parte delas são de onças em diversas situações (em repouso, em combate, brincando com um filhote, etc), com destaque para “Marumbi”, que retrata a luta de dois grandes felinos, em uma ampliação em proporção heróica, com quase 3 metros de altura e 700 quilos. Quem quiser saber mais sobre o artista, também tem a opção de agendar uma visita guiada no site do Memorial Paranista.

A conquista de um espaço privilegiado como este, que proporciona grande visibilidade ao legado de João Turin é um dos pontos mais altos de um trabalho minucioso de levantamento de seu legado: um resgate de ponta a ponta, realizado pela Família Lago, algo até então inédito no mundo das artes. Foi iniciado em 2008, quando tiveram início as negociações com a família do artista, e compreendeu uma série de etapas, como pesquisa, localização de obras, catalogação, recuperação, fundição, entre outras. Foram catalogadas 410 obras, contemplando não somente esculturas, mas também desenhos, pinturas, design de moda e criações arquitetônicas. “Estamos em um caminho de tornar João Turin cada vez mais conhecido e sem dúvida uma exposição permanente é importante nessa estratégia. Além disso, o Memorial Paranista começou a ser apontado como um dos pontos turísticos mais procurados de Curitiba, o que contribui para aumentar a popularidade do artista”, comenta Samuel Lago, um dos gestores da obra de João Turin.

Serviço:
Memorial Paranista João Turin:
Rua Mateus Leme, 4700 (Curitiba, Paraná).
Entrada gratuita.
Agendamento de visitas guiadas no site www.curitiba.pr.gov.br/memorialparanista
Site sobre João Turin: joaoturin.com.br
Redes sociais: @escultorjoaoturin e facebook.com/escultorjoaoturin
 
Vídeo sobre o Memorial Paranista João Turin:
https://youtu.be/0ZevRuwdti8

 
*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, MUSEUTags:, , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s