GERO CAMILO ESTREIA NA DIREÇÃO DE LONGAS COM ALDEOTAS, ADAPTAÇÃO DE SUA PEÇA HOMÔNIMA QUE CHEGA AOS CINEMAS DIA 03 DE NOVEMBRO

Ao lado de Marat Descartes, Gero protagoniza o filme, que abre novos caminhos a partir da obra original

Em cartaz por mais de uma década, e vencedora dos prêmios Shell e Qualidade Brasil, a peça ALDEOTAS, de Gero Camilo, ganha uma releitura cinematográfica com direção e roteiro assinados pelo próprio ator. A produção é da Gullane, em coprodução com Nip e Macaúba Produções e estreia nos cinemas, também com distribuição da Gullane no dia 3 de novembro.

Esse é um filme autoral, que fala sobre amizade e memória com uma delicadeza imensa! Trazer para as telonas essa peça de grande sucesso, com direção do Gero Camilo foi um grande presente para Gullane”, comenta o produtor Fabiano Gullane.

A narrativa acompanha dois amigos, o poeta Levi (Gero) e Elias (Marat), que se conhecem desde a infância, mas acabam se separando por 17 anos, quando primeiro resolve ir embora da pequena cidade conservadora onde moram para viver uma vida mais livre num grande centro urbano. A ideia era fugirem juntos, mas seu amigo acaba desistindo. Eles irão se encontrar apenas quando Levi volta à cidade para o velório de seu amigo.

Com uma linguagem poética, o filme, rodado num galpão no bairro da Mooca (SP), investiga os caminhos da memória, amizade, do desejo, das forças repressoras e do anseio de liberdade por meio da longa amizade de Levi e Elias. “A comunhão do cinema, o encontro artístico entre direção, fotografia e arte levam o filme para paisagens muito próprias não usando o naturalismo como opção narrativa.”

Amigos de longa data, e experientes no audiovisual e teatro, Gero e Marat ainda não haviam contracenado no cinema. “A partir do nosso reencontro em cena, naturalmente, veio tudo à tona, toda história e relação dos personagens. Só foi necessário dosar a energia a e interpretação para caber no formato do cinema”, explica Marat.

Gero conta que quando filmou “Chamas da Vingança”, de Tony Scott, no México, comprou sua primeira câmera digital. Ao voltar para o Brasil, montou um grupo de cinema com Marat Descartes, Paula Cohen, Gustavo Machado, Gu Ramalho, entre outros amigos. “Formamos a Fuleragem Filmes. Filmamos dois curtas e um mediametragem dos quais dois deles eu dirigi. ALDEOTAS vem para reiniciar essa nova fase de direção.”

Tanto Gero, como Marat, não veem o filme como uma simples adaptação do texto original da peça. “Determinadas obras nos tiram o fôlego ou nos alcançam silêncios conduzidos por atores, que construindo narrativas com as quais nos identificamos, alcançam o nosso imaginário capaz de nos transportar pro absurdo, pro surreal do cotidiano,” explica o ator diretor e roteirista.

ALDEOTAS tem produção e distribuição da Gullane.

Sinopse

Filme inspirado na peça Aldeotas, de Gero Camilo,  conta a história de dois amigos que se separam aos 17 anos em meio aos conflitos da adolescência turbulenta na pequena e conservadora Coti das Fuças, interior do Brasil. Levi, poeta, cansado de sofrer abusos, cumpre o plano de fugirem pra uma cidade grande mais liberal.  Enquanto Elias, oprimido pela violência do seu pai, desiste de partir. Aos 50 anos, Levi volta para reencontrar o amigo no dia de seu funeral onde as memórias dos dois são revividas antes do último adeus.

Ficha Técnica

Direção: Gero Camilo

Roteiro: Gero Camilo

Elenco: Gero Camilo, Marat Descarte

Produção: Caio Gullane, Fabiano Gullane, Daniel Greco, Felipe Sabino, Gero Camilo

Produção Executiva: Daniela Antonelli Aun, Ana Saito, Pablo Torrecillas

Diretora Assistente: Kity Féo

Direção de Fotografia: Marcelo Trotta

Direção de Arte: Carla Caffé

Montagem: Helena Maura

Sobre Gero Camilo

Gero Camilo é um renomado poeta, ator, diretor, cantor, composites e dramaturgo brasileiro. Ele tem uma extensa e aclamada carreira, que inclui filmes como “Bicho de Sete Cabeças”, “Cidade de Deus”, “Carandiru” e a série “Som & Fúria”.

No início dos anos 2000 fundou o coletivo “Fuleragem Filmes”, com um grupo de amigos recém-saídos da Escola de Artes Cênicas. Lá, Gero Camilo foi responsável por dirigir com Gustavo Machado o curta “Parabéns” (2006) e por escrever e dirigir o média-metragem “Um Quatro Cinco” (2007). Agora, estreia o seu primeira longa-metragem “Aldeotas”, onde ele não só é responsável pelo roteiro e direção, como também desempenha um dos papéis principais.

CURTAS DA FULERAGEM FILMES:

2005 – UMA CONFUSÃO COTIDIANA

Curta-metragem baseado na narrativa de Franz Kafka

Roteiro e Direção: Marat Descartes

Diretor Assistente: Gero Camilo

Elenco: Cristiano Karnas, Gustavo Machado, Claudia Missura, Cristiane Paoli-Quito e Tatiana Thomé

Produção: Fuleragem Filmes

2006 – PARABÉNS  (Curta metragem)

Roteiro: Paula Cohen

Direção: Gero Camilo e Gustavo Machado

Elenco: Paula Cohen

Produção: Fuleragem Filmes

2008 – Um Quatro Cinco (Média-metragem)

Roteiro e direção: Gero Camilo

Elenco: Marat Descartes e Paula Cohen

Produção: Fuleragem Filmes

Sobre Gullane

Desde sua fundação em 1996, a Gullane tem desempenhado um papel fundamental na consolidação e expansão do cinema nacional, sendo uma das maiores produtoras e incentivadoras do mercado audiovisual brasileiro, além de uma das principais exportadoras de obras independentes. Fundada pelos irmãos Caio Gullane e Fabiano Gullane, e tendo Andre Novis e Debora Ivanov como sócios, já soma em seu catálogo mais de 57 filmes lançados com destaque no cinema nacional e no exterior, 37 séries para televisão e plataformas digitais, tendo ainda 12 filmes e 13 séries atualmente, em produção ou pós produção.

Entre os projetos de destaque estão “A Última Floresta”, “Que Horas ela Volta?”, “Bingo – o Rei das Manhãs”,  “Carandiru”, “Bicho de Sete Cabeças”, “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”, “As Verdades”, a franquia recorde de bilheteria “Até que a Sorte nos Separe”; “Como Nossos Pais”, “4×100 – Correndo Por Um Sonho”, além das séries “Boca a Boca”, “Ninguém Tá Olhando” e Sintonia (Netflix), “Alice” e “Hard” (HBO), “Unidade Básica” (Universal Canal), “Carcereiros” e “Onde Está Meu Coração” (TV Globo/Globoplay) e “Irmãos Freitas” (Space).

Seus projetos têm sido aclamados mundialmente, com mais de 500 prêmios e seleções nos principais festivais internacionais e nacionais . Com 4 indicações para representar o Brasil no Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, um Emmy Internacional na categoria de melhor comédia em 2020 com a série Ninguém Tá Olhando (Netlix). Seleção em Cannes de 2019 com “O Traidor”, vencedor de Sundance e Parorama Berlim de 2015 com “Que Horas Ela Volta?”, Vencedor do prêmio Aneecy Crystal de 2012 com “Uma Histótia de Amor e Fúria”, seleção em Veneza de 2009 com “”, seleção em Berlim de 2077 com “O Ano em que meus país saíram de férias” destaque para a seleção de Cannes 2019  “O Traidor”, o vencedor do Sundance e Berlin Panorama de 2015  “A Segunda Mãe”, o vencedor do prêmio Annecy Crystal de 2012  “Rio 2096 – Uma História de Amor e Fúria”, a seleção do Concurso de Veneza de 2009  “Birdwatchers”, a seleção  do Concurso de Berlinale  de 2007 e a lista de pré-selecionados do Oscar de 2009 Filme estrangeiro “O Ano em que meus pais saíram de férias”, e a  seleção da Competição de Cannes de 2003  “Carandiru”. incluindo dois prêmios Emmy Internacional, uma indicação ao Critics’ Choice Awards, e uma indicação ao Oscar.

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, CULTURA, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOSTags:, , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s