Exame ajuda a identificar artrose e lesões crônicas nas articulações

O diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento são fundamentais para o controle da atividade da doença, prevenção da incapacidade funcional e lesão articular e o retorno ao estilo de vida normal

 Dor, inchaço, calor e vermelhidão nas articulações. Os membros mais comumente atingidos são as das mãos, pés, punhos, cotovelos, ombros, joelhos e tornozelos. Esses são sinais de artrose, uma doença que afeta mais de 15 milhões de brasileiros, com mais de 6 anos. Segundo o médico Dr. Adilson Girotto Narciso de Oliveira, diretor técnico do CEDIP – Medicina Diagnóstica, uma das instituições mais tradicionais da capital paranaense, que atua de forma integrada com o Pilar Hospital em Curitiba (PR).

Segundo o médico, as articulações inflamadas provocam rigidez matinal, fadiga e com a progressão da doença, há destruição da cartilagem articular e os pacientes podem desenvolver deformidades e incapacidade para a realização de suas atividades tanto de vida diária como profissional.

            O diagnóstico precoce e o início do tratamento são fundamentais para o controle da atividade da doença, prevenção da incapacidade funcional e lesão articular e o retorno ao estilo de vida normal o mais rapidamente possível. Diante disso, um exame é importante para ajudar no entendimento completo do estágio da doença e o estabelecimento de um tratamento caso a caso. “O exame é a Ressonância Magnética para estudar as articulações como ombro, punho, quadril e joelho. É utilizado principalmente para identificar lesões de cartilagem, tendões e ligamentos”, explica.

Lesões de esforço repetitivo e crônicas

            Muitos trabalhadores e esportistas também sofrem com as lesões por esforços e movimentos repetitivos. Quadril, ombro, joelhos, punhos são alguns dos membros que mais sofrem o impacto. “Para fazer o diagnóstico o médico deve realizar um exame físico detalhado com algumas manobras específicas nos membros, que podem alertar para a patologia, porém, esse exame de imagem ressonância  magnética é importante para se estudar o tipo de lesão e programar o tratamento”, completa.

*com divulgação

Categorias:AGÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO, AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BRASIL, COLUNA VANESSA MALUCELLI, DIVIRTA-SE, evento, FREE LIFESTYLE, LANÇAMENTOS, SAÚDETags:, , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s