Parceria entre cervejarias e padaria lança primeira Kvass produzido no Brasil

Nesta sexta feira, 15/06, chegou aos principais bares de Curitiba a Hopnyk Kvass, primeira de cerveja artesanal Kvass produzida no Brasil.

a6ae3cfa-a51d-457a-aad5-721e35839c55-2.png

É um fruto de parceria entre as cervejarias Ogre Beer, ØL Beer, Vosgerau e a Slow Bakery/La Panoteca de Curitiba, e baseada no estilo Kvass, bebida tradicional do Leste Europeu feita a base de pão torrado.

 

Por que um Kvass?

Tradicional dos países eslavos e do Leste Europeu, a bebida é de fácil acesso por lá, com no máximo 2% de álcool, levemente ácida, e na sua forma tradicional também leva condimentos, especiarias ou frutas passas, além do pão de centeio.

“O Kvass nasce da tradição universal do aproveitamento de alimentos. Quando o pão ficava duro demais para comer, era usado como base para um fermentado”, explica Carlos Manuel, sócio proprietário da Ogre Beer.

“Nossa cerveja não é apenas inspirada no Kvass. Não se trata de analisar aquele produto e fazer algo que lembre ele. Realmente inserimos pão na receita, fazendo dela um Kvass de verdade”, conta Carlos.

Isadora Neier, da ØL Beer, complementa: “Além disso colocamos mais centeio, malte de cevada e subimos para 4% de álcool, com lúpulos Magnum e El Dorado, fazendo esse híbrido delicioso entre um Kvass e uma Session Rye Ale. Assim adicionamos um toque de aromas cítricos e frutados dos lúpulos americanos.”

“A ideia de fazer uma colaborativa surgiu após um evento que fizemos na Vosgerau com as três cervejarias, e chamamos o pessoal da Panoteca para desenvolver o pão para nosso Kvass. E buscamos algo que traduzisse esse espírito: de uma cerveja feita entre amigos, para ser consumida também entre amigos”, diz Carlos.

 

A cerveja

ogre-beer-hopnik-kvass-rye-ale-2Para chegar no resultado desejado, a equipe contou também com a ajuda do Oscar Luzardo, especialista e pesquisador de pães da a Slow Bakery e da loja La Panoteca. Ele ajudou na parte técnica a encontrar os aromas e sabores do pão que serviria de base para a cerveja.

A cerveja é leve, com 4% de álcool, de cor dourada, turva e com boa espuma. Traz notas de panificação e condimentadas no aroma e sabor, que vem do pão e do centeio, com leve acidez. Também tem destaque para os lúpulos cítricos norte-americanos e amargor mediano, com final seco. “Ideal para beber durante um jogo de futebol, mais a prorrogação e os pênaltis!”.

Carlos também conta que a ideia foi fazer uma cerveja diferente, do risco e do novo.

“A ideia é tirar o consumidor do seu centro, fazer cervejas que mexam com ele. Para a gente não faz muito sentido lançar mais uma American Pale Ale no mercado”, explica.

 


Copa do Mundo

A novidade chega na hora exata para aproveitar também o início da Copa do Mundo, realizada esse ano na Rússia, país com longa tradição nessa bebida exótica para muitos brasileiros.

“Não fizemos a cerveja para a Copa, mas ela acabou saindo no timing certo para isso”, diz Isadora.

“Outro link importante é que no Sul do país temos uma tradição eslava mais forte, que facilita o conhecimento desse produto. Um dos sócios da Ogre é descendente de poloneses e o mestre-cervejeiro da Vosgerau, de ucranianos”, conta.

Também aproveitando a ideia da Copa, o rótulo foi composto com elementos que lembram a Rússia e países da cultura eslava em geral. As cores são comuns às bandeiras russa, polonesa e ucraniana. As letras do nome da cerveja remetem ao alfabeto cirílico e o personagem no rotulo aparece personificado como um Gopnik.

“A gente queria fugir do estereótipo russo normal, de general, cossaco ou comunista. Então descobrimos essa tribo urbana muito comum por lá, os Gopnik. Em ucraniano se escreve Hopnik e achamos genial brincar com o nome para remeter a hop, que é lúpulo em inglês”, completa Carlos.

 


Lançamento

Após apresentar a Hopnyk Kvass em evento fechado ocorrido no dia 14 de junho na Panoteca, a cerveja estará disponível simultaneamente em diversos bares de Curitiba, Região Metropolitana e Ponta Grossa a partir desta sexta-feira (15).

Entre eles os taprooms das cervejarias Ogre Beer (Backyards Soho – Rua Fernando Simas, 47 – Curitiba), Ol Beer (Alameda Arpo, 1569 – São Jose dos Pinhais) e Vosgerau (Rua Julio Cesat Setenareski, 350 – São Jose dos Pinhais).

 


Confira abaixo a lista dos pontos de venda que vão receber a cerveja já esta semana:

  • Bares
    • Wal Halla (Cad’ore) – Rua José Gulin, 105 Bacacheri
    • Hoppyness – Rua Augusto Stresser, 1540 Hugo Lange
    • Hop’n’Roll – Rua Mateus Leme, 950, Centro Cívico
    • God Save the Beer – Av Comendador Franco, 2880 loja 7
    • Red Face – Rua Itupava, 1266
    • Old Car Brew Pub – Rua Antônio Lago, 216 – Boa Vista
    • Hop On Tap Beer House – Rua Marcelino Nogueira, 271 – Bacacheri
    • Fish And Chips (Shopping Hauer) – Rua Coronel Dulcídio
    • Golden Mile – Rua Itupava – Alto da XV
    • Hendrix Brewhouse – R Alberto Bolliger, 721
    • Schmitz – Rua Guaratuba, 337 – Ahú
    • Hopland – Rua Brasilio Itibere, 4057 – Água Verde
    • Piwarnia Snooker Bar – Rua Riachuelo, 784 – Ponta Grossa

 


Taprooms das cervejarias

 


Conheça a Slow Bakery / La Panoteca de Curitiba

Slow Bakery mapa

 


*com divulgação

divirtasecuritiba.com Hopnyk Kvass — cerveja artesanal Kvass do Brasil

Categorias:(BAR/REST), (BEBIDAS), AGENDA DA SEMANA, AGENDA DO FIM DE SEMANA, BARES, Bebidas, COLUNA VANESSA MALUCELLI, DIVIRTA-SE, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, MODÊLO DE POSTTags:, , , , , , , , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s