Projeto “Laços” celebra o elo cultural e gastronômico entre Belém e Portugal

 

Evento promovido pela UNESCO e Prefeitura de Belém alia música, poesia, história e culinária nos dias 7 e 8 de junho.

 

Belém é a cidade mais portuguesa do Brasil. Com seu centro histórico repleto da arquitetura de traços lusitanos e sua culinária marcada pelos sabores vindos do outro lado do Atlântico, a capital do Pará celebra, nos dias 7 e 8 de junho, essa mistura de culturas no projeto “Laços”, realizado pela Prefeitura de Belém e UNESCO. O evento conta com a presença do maior chef português da atualidade, Vítor Sobral, shows de poesia e música e feira culinária.

 

Trata-se de uma programação que integra o selo Cidade Criativa da Gastronomia, título recebido por Belém pela UNESCO nos 400 anos do município. Após ter reunido chefs de cozinha de diversos continentes e sediado o evento Cidades Criativas pela primeira vez nas Américas, a capital do Pará homenageia a língua, música, poesia, arte, história e as receitas nascidas a partir do encontro entre os povos lusitano e brasileiro.

 

Programação

No dia 7 de junho, no Parque da Residência, haverá o jantar de abertura assinado pelo renomado chef Vítor Sobral, a maior personalidade da cozinha portuguesa. Na ocasião, será exibido um vídeo que faz o diálogo entre a capital paraense e Lisboa. Por sua trajetória de forte ligação com ambas culturas, a cantora Fafá de Belém será empossada embaixadora dos Laços Belém/Portugal.

 

No dia 8, a partir de 9h, o público poderá visitar a Exposição de Artesanato Luso Brasileiro e Azulejaria, na Estação das Docas. Haverá ainda um mergulho profundo na história original de Belém, com uma exposição que resgata as primeiras famílias portuguesas a chegarem à capital amazônica, há quatro séculos, e contribuíram para a construção da identidade miscigenada da cidade das mangueiras.

alexandre borges

A partir de 14h30, será realizado o workshop com os historiadores, músicos e poetas portugueses e brasileiros, no teatro Maria Sylvia Nunes. Em seguida, haverá um espetáculo com o ator Alexandre Borges, que recita Fernando Pessoa e Vinícius de Moraes.

Cultura a céu aberto

 

A ocupação do centro histórico com arte e gastronomia marca o projeto “Laços”. Nesta noite, a área será interditada para o tráfego de veículos e apenas pedestres terão acesso ao espaço.

 

Às 17h, o Festival Gastronômico toma a extensão do Feliz Lusitânia, complexo arquitetônico da Cidade Velha, o primeiro bairro da cidade. O público poderá transitar entre as primeiras edificações da capital e saborear diversos pratos ofertados pro chefs e restaurantes que integram a feira.

 

Às 19h, Fafá de Belém homenageia a música lusitana com um show de fados na Igreja Santo Alexandre.

Fafá-De-Belém-Foto-Caio-Gallucci-05

Sobre a rede de Cidades Criativas da UNESCO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) criou em 2004 sua Rede de Cidades Criativas para promover a cooperação entre as cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. A rede alia-se à Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030 e seus objetivos são:

 

– Estimular e reforçar as iniciativas lideradas pelas cidades-membros para tornar a criatividade um componente essencial do desenvolvimento urbano através de parcerias entre os setores públicos e privado e a sociedade civil;
– Fortalecer a criação, produção, distribuição e divulgação de atividades, bens e serviços culturais;
– Desenvolver polos de criatividade e inovação e ampliar as oportunidades para criadores e profissionais do setor cultural;
– Melhorar o acesso e a participação na vida cultural, bem como o aproveitamento dos bens e serviços culturais, nomeadamente para os grupos eindivíduos marginalizados ou vulneráveis;
– Integrar plenamente a cultura e a criatividade no desenvolvimento de planos e estratégias locais.

​Para atingir os objetivos da rede, as 116 cidades de 54 países que a integram comprometem-se a trabalhar conjuntamente, compartilhar suas melhores práticas e a buscar desenvolver parcerias públicas, privadas e com a sociedade. A rede abrange sete áreas criativas: artesanato e folclore, mídia, cinema, design, gastronomia, literatura e música.

O Brasil possui 5 cidades na rede atualmente: Belém (gastronomia), Salvador (música) e Santos (cinema) desde 2015, Curitiba (design) e Florianópolis (gastronomia) desde 2014.

 

O título concedido a Belém tem a finalidade de impulsionar o turismo gastronômico, a sustentabilidade, o intercâmbio de informações, além da pesquisa egeração de emprego e renda.Como Cidade Criativa, a capital do Pará passa a integrar uma rede de cidades que buscam desenvolvimento de maneira sustentável e de modo socialmente justo.

 

A conquista foi resultado de um trabalho intenso da Prefeitura de Belém, em parceria com o Governo do Estado e outras entidades representativas do setor, tais como Instituto Paulo Martins, Centro de Empreendedorismo da Amazônia e Instituto Atá, que se uniram no propósito de oficializar não só a culinária, mas toda a cultura gastronômica de Belém como referência global. A candidatura da capital paraense teve o apoio do Itamaraty, Confederação Nacional do Turismo eAssociação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

*com divulgação

 

Categorias:AGENDA DA SEMANA, BRASIL, CULTURA, DIVIRTA-SE, FESTIVAL, FREE LIFESTYLE, GASTRONOMIA, LANÇAMENTOS, restaurantesTags:, , , , , , , , , ,

VanessaMalucelliAndersen

Colunista do Site — Divirta-se Curitiba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s