David Hertz, fundador da Gastromotiva, é condecorado com o Prêmio Charles Bronfman de 2019

David Hertz, fundador da Gastromotiva, é condecorado com o Prêmio Charles Bronfman de 2019

O chef empreendedor social brasileiro David Hertz foi condecorado com o Prêmio Charles Bronfman em 2019. David foi pioneiro ao criar uma maneira de usar a gastronomia para transformar a vida de pessoas em vulnerabilidade socioeconômica. Ele é o co-fundador da Gastromotiva, uma organização social brasileira que oferece educação gratuita e oportunidades usando a comida – do desperdício de alimentos à capacitação profissional – como meio de mudança para “gerar inclusão para aqueles que vivem à margem da sociedade”, explica Hertz.

O Prêmio Charles Bronfman é uma premiação anual de US$ 100.000,00, entregue a um indivíduo com menos cinquenta anos cujo trabalho humanitário, inovador, e orientado pelos valores judaicos, tenha contribuído significativamente para o mundo. O Prêmio foi fundado por Ellen Bronfman Hauptman e Stephen Bronfman, juntamente com Andrew Hauptman e Claudine Blondin Bronfman, para homenagear seu pai em seu 70º aniversário.

"Temos o privilégio de homenagear o David e contribuir para a ampliação do impacto do seu trabalho", disse Ellen Bronfman Hauptman, em nome dos quatro fundadores. “Ele agora ocupa um lugar ao lado dos excepcionais nomeados pelo Prêmio, que contribuem para a solução de problemas urgentes com soluções inovadoras ao redor do mundo".

“É uma grande honra receber o Prêmio Charles Bronfman em 2019”, comemora Hertz. “Sinto-me responsável por representar os empreendedores sociais que estão promovendo valores judaicos para além de nossa comunidade, aumentando o conhecimento sobre como os alimentos e a Gastronomia Social podem abordar os desafios humanitários globais e transcender geografia, fronteiras político econômicas ou religião.

O trabalho de Hertz atende a uma necessidade crítica. Dois bilhões de pessoas no mundo sofrem de alguma forma de deficiência nutricional, e, “enquanto um terço dos alimentos é desperdiçado, 1 a cada 8 pessoas no mundo vivem em insegurança alimentar. Além da questão e garantia do acesso ao alimento, há também cerca de 200 milhões de trabalhadores desempregados no mundo", observa Hertz. A Gastromotiva, fundada em 2006, “já graduou mais de 5.500 alunos e levou informação nutricional a mais de 100 mil crianças e seus familiares no Brasil, México, El Salvador e África do Sul.”

Durante os Jogos Olímpicos de 2016, Hertz fundou o Refettorio Gastromotiva, em colaboração com o chef italiano Massimo Bottura e a jornalista Alexandra Forbes, na Lapa, no Rio de Janeiro. Ali funciona uma cozinha-escola e um restaurante social que primam pelo não desperdício de alimentos. Diariamente, no Jantar Solidário, “um menu em 3 tempos balanceado é preparado por nossos cozinheiros, alunos e chefs convidados com ingredientes que seriam desperdiçados, apesar de estarem em perfeito estado para consumo.”, disse ele. Essas refeições são servidas à 90 pessoas em situação de vulnerabilidade social “em um espaço acolhedor que incentiva o diálogo e o companheirismo por voluntários que se inscrevem para serem os comensais e viverem essa experiência de servir por uma noite”.

Quem nomeou Hertz ao prêmio foi Devry Boughner Vorwerk, companheira da comunidade dos Young Global Leaders, do Fórum Econômico Mundial, parceira do Movimento da Gastronomia Social e ex-vice-presidente corporativa da Cargill, que escreveu: “David está transformando algo que poderia continuar sendo um esforço valioso, pontual e local em uma solução de impacto social escalável a partir de conexões para a formação de uma comunidade e um movimento global. Ele é um “agente de mudança”.

"Estou muito satisfeito que os juízes tenham escolhido David Hertz este ano", Charles Bronfman declarou, “suas ações inovadoras para eliminar a fome promovendo a dignidade, terão um impacto global".

Sobre a Gastromotiva

Fundada em 2006 em São Paulo, a Gastromotiva promove inclusão social por meio da Gastronomia Social. A organização, sediada no Rio de Janeiro - onde mantém o Refettorio Gastromotiva - também está presente em São Paulo, Curitiba, Cidade do México e San Salvador. Por meio de educação e cursos profissionalizantes, a organização já formou e encaminhou para o mercado de trabalho mais de 5500 jovens em vulnerabilidade socioeconômica, ofereceu educação nutricional a 100.000 pessoas e o Refettorio Gastromotiva já evitou o desperdício de mais de 100.000 quilos de comida em perfeito estado de consumo, transformada em 113.000 pratos de comida por chefs e cozinheiros para pessoas em vulnerabilidade social, principalmente em situação de rua.

Foto: Angelo Dal Bó.

“Culinária com IG” aproxima chefs e produtores paranaenses

“Culinária com IG” aproxima chefs e produtores paranaenses

Receitas com produtos detentores de Indicações Geográficas foram apresentadas durante a cerimônia do Prêmio Bom Gourmet, em Curitiba

Crédito: Regis Santos/Sebrae/PR

Oferecer pratos com ingredientes regionais que contam histórias e aproximar os chefs de cozinha dos produtores de alimentos de todo o Paraná. Essa foi a proposta da primeira ação da campanha Gastronomia Origens Paraná, promovida pelo Sebrae/PR, na noite dessa terça-feira (27), em Curitiba. As receitas foram apresentadas durante a cerimônia do Prêmio Bom Gourmet, da Gazeta do Povo, que traz os destaques da gastronomia curitibana.

Segundo o diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Roberto Tioqueta, a proposta aproxima o público de chefs, de produtores paranaenses e valoriza alimentos típicos e reconhecidos com o registro de IG.

“Foi uma ação que trouxe visibilidade para o trabalho que estamos realizando. Os produtores realizaram novos contatos e encaminharam negócios com os chefs presentes. Já os chefs mostraram que é possível valorizar os produtos regionais com pratos de alta qualidade”, explicou.

Crédito: Regis Santos/Sebrae/PR

Ao todo, chefs consagrados de quatro restaurantes curitibanos que possuem o Selo de Qualidade no Turismo do Paraná prepararam pratos exclusivos com produtos que possuem ou estão pleiteando os registros de Indicações Geográficas e integram o movimento Origens Paraná, de valorização aos produtos locais.

Os chefs Rafael Fusco e Lucas Cintra, do Ostra Bêbada, prepararam ostras gratinadas com queijo colonial de Witmarsum; Paulo Hruschka e Giovane Ramos dos Santos, da Tartuferia San Paolo, fizeram um tambaqui em textura de erva-mate de São Mateus do Sul e aioli de trufas, Jorge Tonatto, do Bar do Alemão, serviu Confit de marreco com molho de mel do Oeste do Paraná e laranja, repolho roxo e purê de maçã; Delio e Renata Canabrava e Rafael Gonçalves, da Cantina do Délio, prepararam um sorvete de queijo com calda de goiaba de Carlópolis e uma batida de cachaça ouro de Morretes com coco e abacaxi.

Crédito: Regis Santos/Sebrae/PR

O chef Rafael Fusco conta que já utiliza o queijo de Witmarsum desde 2014, antes da abertura do restaurante Ostra Bêbada, e reforça a importância de valorizar os produtos locais. “Esse é um trabalho que fortalece a nossa gastronomia. Todos esses são produtos artesanais que contam as histórias e os conhecimentos de famílias paranaenses que merecem ser ressaltados e preservados. A receptividade foi muito boa. Queremos continuar utilizando esses ingredientes locais e trazer para perto os produtores locais”, ressalta.

Andreia Cardoso, gerente comercial da Cooperativa de Witmarsum, afirma que o Ostra Bêbada foi o primeiro restaurante a utilizar o queijo colonial que possui o registro de Indicação Geográfica e que hoje já é vendido para os principais mercados do país. Segundo ela, a oportunidade de ter os queijos coloniais sendo utilizados pelos chefs em um grande evento é algo extremamente importante para a marca.

“É relevante estarmos próximos dos chefs porque podemos conversar com as pessoas, fortalecer nossa rede de contatos e levar o nosso produto para novos mercados. É uma grande satisfação ter o nosso trabalho reconhecido e alcançar essa grande visibilidade”, destaca Cardoso.

Crédito: Regis Santos/Sebrae/PR

O Origens Paraná é fruto do Programa de Desenvolvimento de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas do Sebrae/PR e hoje conta com aproximadamente 50 integrantes que representam grupos de produtores e instituições (www.sebraepr.com.br/origensparana e https://comunidadesebrae.com.br/origensparana).

“22º FESTIVAL CULTURA E GASTRONOMIA TIRADENTES” SERÁ ENTRE OS DIAS 23 DE AGOSTO E 1° DE SETEMBRO COM MAIS DE 200 ATRAÇÕES GASTRONÔMICAS

“22º FESTIVAL CULTURA E GASTRONOMIA TIRADENTES” SERÁ ENTRE OS DIAS 23 DE AGOSTO E 1° DE SETEMBRO COM MAIS DE 200 ATRAÇÕES GASTRONÔMICAS

Curadoria gastronômica

Curadoria gastronômica
Embarque com o Viagem & Gastronomia e três renomadas chefs brasileiras para a haute cuisine do Ponta dos Ganchos

O Ponta dos Ganchos, reconhecido internacionalmente pela sua culinária regional, em parceria com o Viagem&Gastronomia, realiza pela primeira vez um final de semana pra lá de especial ao receber, de 1 a 4 de agosto, um projeto gastronômico exaltando a presença da mulher no universo da gastronomia. O encontro propõe uma experiência única com ingredientes sazonais, unindo a criatividade e diversidade de três experientes chefs na cozinha. José Nero, chef executivo do conceituado resort, traduz a importância de abrir seu espaço para receber “mãos femininas tão cuidadosas que passam sabor, tempero e muita energia para pratos com muita autenticidade”.

 As três chefs irão conduzir jantares à quatro mãos ao lado do Nero e prometem brilhar ao elaborar cardápios especiais e surpreendentes para os hóspedes. Na primeira noite quem colocará a mão na massa será a chef Danielle Dahoui, do consagrado bistrô paulista Ruella, com um jantar valorizando os ingredientes brasileiros. Seu amor e dedicação pela comida a levaram para a cozinha aos 17 anos. Da Bahia para a França, Dahoui buscou diversas especializações antes de voltar ao Brasil, em 1996 e abrir seu próprio bistrô de autoria Franco-Brasileira.

Na sexta-feira quem comanda o jantar ao lado do chef Nero é a chef Mariana Fonseca, um dos principais nomes responsáveis em divulgar e valorizar a cozinha grega no Brasil, a jovem chef está à frente dos consagrados Myk, Kouzina e Fotiá, todos na capital paulista. Mariana viveu anos na Grécia e desbravou a culinária mediterrânea, seja experimentando a comida em diversos restaurantes ou cozinhando em outros tantos. A vontade de desbravar novos horizontes dentro da gastronomia a levou para uma cozinha italiana bem peculiar da porção meridional do país com a recém-inauguração do Vulcano. 

Para fechar com chave de ouro, Morena Leite, que acaba de comemorar 21 anos de sucesso do Grupo Capim Santo e é uma das principais referências da cozinha brasileira, assume as panelas. Nascida em Trancoso, deixou seu porto seguro para se alimentar do mundo. Aos 15 anos já estudava na Inglaterra e nos últimos anos viajou ao redor do globo, inclusive morou na França e Indonésia para conhecer novas culturas, técnicas, ingredientes e trazer esse conhecimento aos seus menus. Ou seja, os hóspedes podem esperar por uma comida brasileira com toques de todos os continentes em seu jantar.  

Assinado pelo consagrado e reconhecido portal Viagem & Gastronomia, o evento terá a participação da jornalista e foodie assumida Daniela Filomeno que irá conduzir diversos talks durante os três dias – sempre envolvendo o mundo da gastronomia e do turismo visto pelo olhar feminino de nossas estrelas. Ainda na programação uma aula de whisky com conceitos sobre a bebida e ideia de bons drinks para acompanhar e harmonizar diferentes pratos. Em paralelo, a bordo de um Shaefer 830, e especialmente para esse final de semana, os hóspedes poderão navegar no mar da Costa Esmeralda degustando ostras e champagne. Uma experiência única que o Ponta dos Ganchos e a Premium Charters oferecem em uma embarcação de 80 pés com amplo espaço interno e detalhes primorosos. “Enquanto navegam, nossos convidados poderão desfrutar de paisagens incríveis, com a brisa do mar ao som de uma bela trilha sonora”, diz Daniel Ambrosio, CEO da Premium Charters. 

* O passeio acontecerá em duas saídas – sexta e sábado dependendo das condições climáticas.

Sobre o Ponta dos Ganchos

Localizado em uma península privada, a 50 minutos de Florianópolis, Santa Catarina, o Ponta dos Ganchos foi eleito o oitavo melhor resort de luxo do mundo, e primeiro do Brasil e da América do Sul pelo TripAdvisor em 2016. No mesmo ano, o resort foi premiado como o mais romântico da América do Sul, ocupando a 11ª colocação no ranking mundial (Traveler’s Choice/Junho2016).

Integrante da prestigiada cadeia The Leading Hotels of the World, são 25 luxuosos e amplos bangalôs entre 80 e 310 m² que oferecem aos hóspedes privacidade, conforto e uma vista inesquecível para o mar da Costa Esmeralda, no norte do estado, além do serviço impecável. Pelo segundo ano, o Ponta dos Ganchos Exclusive Resort é destaque na lista dos 10 melhores hotéis avaliados pela Leading Hotels of the world. Por meio de um comunicado global, o resort recebeu o reconhecimento pelo seu compromisso e dedicação à excelência do serviço. Esse ano, além de estar entre a lista dos dez em critérios de serviço e qualidade de produto, o Ponta dos Ganchos é reconhecido como o melhor hotel da chancela no quesito em toda a América. 

Programação

Quinta-feira, dia 1 de Agosto

Talk de boas-vindas com o Prof de Kaballah Shmuel Lemle sobre “Viagem em outro patamar”

Jantar: Chef Danielle Dahoui, do Ruella

Sexta-feira, dia 2 de Agosto

Talk: Danielle Dahoui e Mariana Fonseca batem um papo sobre a trajetória de vida pessoal X profissional.

Jantar: Chef Mariana Fonseca, do Kouzina, MYK, Fotiá e Vulcano