Épico BRAVE CF 53 tem candidata a luta do ano e derrota de Lucas ‘’Mineiro’’

A tarde deste sábado (21), já noite no Cazaquistão, foi uma para se esquecer para os atletas brasileiros competindo no BRAVE Combat Federation, mas inesquecível para os fãs de MMA mundo afora. Com três representantes no card principal da 53ª edição do evento da maior organização de MMA do Oriente Médio, o país saiu zerado, em um dos eventos mais alucinantes da história da organização.

A maior zebra foi, sem sombra de dúvidas, a derrota do ex-campeão dos leves Lucas “Mineiro” Martins, que retornava aos cages após mais de dois anos afastado, e contou com a presença do ator Caio Castro em seu córner.

Mas a expectativa do retorno acabou se transformando em frustração para Mineiro, após ter seu adversário trocado na última semana, no segundo problema envolvendo o alemão Marcel Grabinski.

Após um primeiro round bastante equilibrado, Lucas acabou surpreendido por um golpe de encontro do estreante Olzhas Eskaraev e, ao tentar o clinch para sobreviver, acabou pego em um mata-leão. Essa foi a primeira derrota por finalização da carreira de Mineiro.

Companheiro de treinos de Lucas na Capital da Luta, Flávio de Queiroz também acabou sofrendo um duro revés no BRAVE CF 53. “Flavinho”, como ele é conhecido, foi nocauteado pelo invicto Azat Maksum ainda no primiero assalto.

O baiano Roger Sampaio fez a luta co-principal da noite contra o cazaque Vasiliy Takhtay e, apesar de mostrar bastante resiliência, sobrevivendo às investidas poderosíssimas do adversário, acabou sucumbindo no segundo round, quando acabou finalizado com um mata-leão.

Na luta principal da noite, em uma forte candidata à Luta do Ano de 2021, o sul-coreano Tae Kyun Kim sobreviveu à blitz inicial de Nurzhan Akishev e, com uma atuação impecável daí em diante, conquistou sua nona vitória consecutiva na carreira, mantendo-se invicto no MMA profissional.

Confira abaixo os resultados do BRAVE CF 53:

Card Principal
Peso pena: Tae Kyun Kim venceu Nurzhan Akishev em decisão unânime dos juízes.
Peso combinado 73kg: Vasiliy Takhtay finalizou (mata-leão) Roger a 1:24 do R2
Peso mosca: Asu Almabaev finalizou (mata-leão) Aleksander Doskalchuk aos 3:47 do R2
Peso combinado 74kg: Olzhas Eskaraev finalizou (mata-leão) Lucas Martins aos 2:49 do R2
Peso galo: Brad Katona venceu Bair Shtepin em decisão unânime dos juízes
Peso mosca: Azat Maksum venceu Flavio Queiroz por TKO aos 3:00 do R1
Peso combinado 68kg: Akhmed Magomedov venceu Ilyar Askhanov por decisão unânime dos juízes.

Preliminares (Octagon Fight):

Peso combinado 59kg: Damir Tolenov finalizou (kimura) Nurbek Bolotbekov aos 3:25 do R2
Peso mosca: Aktore Batyrbek finalizou (triângulo) Ernis Abdilakim Uulu a 1:02 do R1
Peso meio-pesado: Karim Ruzbakiev venceu Kodirkhon Ganiev em decisão unânime dos juízes
Welterweight: Bauyrzhan Kuanyshbayev venceu Fakhriddin Mardiev por TKO (interrupção médica) aos 5:00 do R2
Peso combinado 59kg: Alisher Gabdullin venceu Bekzat Saparov em decisão unânime dos juízes
Peso pesado: Zhasur Mirzamukhamedov venceu Islambek Baktybekuulu em decisão unânime dos juízes
Peso super leve: Maksat Zholdosh finalizou (triângulo) Sanjarbek Erkinov a 1:30 do R2