Que tal um Ponto Nero para a sessão de cinema?

Marca sugere espumantes que harmonizam com diversos gêneros de filmes e que podem deixar a maratona de cinema ainda mais divertida e descomplicada

Para deixar a sessão de cinema em casa mais divertida e mostrar que o espumante pode ser apreciado em qualquer ocasião, a Ponto Nero, marca especialista em rótulos jovens, modernos e descomplicados, oferece opções que harmonizam com diversos gêneros de filmes. Confira as sugestões indicadas pelo enólogo da Ponto Nero, Lucas Simões.

Ação

4=ATNkdzNwojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDO3ADNxITNyUjM6cWZwpmL39GbiZTM1AzMkF2MhVWZ4YjNkdTOmRDO2E2MhBzN2gTY0UjRyUSY0UjRyUSN5QTNGJTJ2IjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzM
Para quem curte este gênero caracterizado por corridas, heróis e vilões, a indicação é o Ponto Nero Cult Brut Branco. Elaborado com Pinot Noir, Chardonnay e Riesling Itálico, ele possui um elegante aroma frutado dominado por notas de maçãs, abacaxi e melão mesclados a delicadas nuances florais, que preenchem o paladar com uma textura cremosa e viva acidez. Ele harmoniza com canapés.

Aventura

9=IjZ5gTY4ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDO3ADNxITNyUjM6cWZwpmL39GbhJWZ5UWN4YGMwUmM5EDOiFWZiVmZkVDZiFWOlBzMlZmRyUyMlZmRyUSN5QTNGJTJ2IjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzM
Aos amantes deste tipo de filme que leva o espectador a experimentar viagens, conquistas, explorações e outras situações que desafiam os personagens principais, Ponto Nero Live Celebration Glera é o rótulo ideal, pois revela no olfato aromas de pomelo, lima e um toque cítrico, guarnecido de nuances florais. Com acidez suculenta, corpo leve, perlage cremoso e final refrescante, harmonizando bem com uma tábua de queijos frescos.

Suspense

4=IGM1EDOxojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDO3ADNxITNyUjM6cWZwpmL39GbwUWYhBTMyUmYxYWYhRmZjhjZ5I2NzUjY2IDM3UmZ1EmRyUiZ1EmRyUSN5QTNGJTJ2IjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTO
Para amenizar a tensão típica dos filmes de suspense, o enólogo sugere Ponto Nero SO2 Free. Elaborado 100% com Chardonnay, este exemplar é caracterizado pela não adição de conservantes em sua composição, enaltecendo todas as qualidades da fruta. Ele harmoniza com saladas e frutos do mar.

Ficção científica

3=YmNxUGN4ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDO3ADNxITNyUjM6cWZwpmL39GbxEDN5AjMmZGO1YjNhVWY4ATY0IWMmRjYygjNyMmZxcjRyUiZxcjRyUSN5QTNGJTJ2IjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDN

O Ponto Nero Enjoy Gewurztraminer é indicado para quem gosta de filmes que contam sagas espaciais, viagens no tempo e outros que abordem fenômenos científicos. Este rótulo é elaborado 100% com Gewurztraminer, casta clássica no mundo dos vinhos tranquilos. Possui um caráter frutado predominante, evidenciando notas de frutas cítricas, como lima e pomelo, frutas tropicais, como abacaxi maduro e lichia, e complementado por delicada presença de maçã e damascos. Harmoniza com saladas e frutos do mar.

Romance

0=MTY1kTZkpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDO3ADNxITNyUjM6cWZwpmL39GbhNTMhhzMzYzYzkTN3IjN4UDNygzYmNmNxQ2MhlTN5IjRyUSN5IjRyUSN5QTNGJTJ2IjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDO
Ponto Nero Cult Brut Rosé é a sugestão para aqueles que gostam de um clima de paixão no ar. Notas de frutas vermelhas - como morango e framboesa - formam a base aromática deste rótulo, que ainda revela um ataque inicial com toda a intensidade da fruta e, na sequência, é macio e sedoso, resultado da incrível harmonia entre Chardonnay e Pinot Noir. Ele combina com a sessão de cinema que tem sushis e sashimis como cardápio.

Comédia

9=gzNjJGMjpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDO3ADNxITNyUjM6cWZwpmL39Gb3YmY0EGZzEjM3gDMiFWOygjNlV2YyYWYiFDZlVDMlFjRyUCMlFjRyUSN5QTNGJTJ2IjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM
Para descontrair e rir enquanto se aprecia uma taça de espumante, Ponto Nero Live Celebration Rosé Brut. Jovem e descomplicado, este rótulo foi elaborado para quem aprecia comemorar a vida com estilo. Elaborado com as uvas Chardonnay, Pinot Noir, Merlot, Riesling Itálico e Glera, mantém o frescor e a jovialidade dos espumantes rosés a cada gole. Ele harmoniza com tábua de queijos frescos e diversos canapés.

SAC:0800-721-1875 / loja.famigliavalduga.com.br

Sobre a Ponto Nero:

A marca é reconhecida por seus espumantes que se destacam pelo design moderno, pelo frescor e pela versatilidade de apreciação. Seus produtos, premiados internacionalmente, proporcionam charme e diversão para apreciar cada momento como se fosse único. Os espumantes Ponto Nero Cult estão disponíveis nas versões Brut e Brut Rosé. Já os espumantes Ponto Nero Live Celebration são elaborados nas versões Brut, Moscatel, Glera, Brut Rosé e Moscatel Rosé. Os espumantes Enjoy englobam rótulos de edições limitadas, sempre com algum diferencial, e conta atualmente com Ponto Nero Enjoy Sauvignon Blanc e Cabernet Franc Rosé, lançados com uma tiragem exclusiva de 8 mil garrafas. A marca conta ainda com os espumantes Ponto Nero SO2 Free e o novo SO2 Free Rosé, caracterizados pela não adição de conservantes em sua composição. E, no topo do portfólio, está o Ponto Nero Icon, elaborado 100% com a casta Chardonnay. Em 2020, a marca inova e destaca a sua característica disruptiva com o lançamento de Becas, marca de vinhos frisantes em lata nas variações Joy Blanc, Fun Rosé e Sweet Moscato.

Sobre o Grupo Famiglia Valduga

Reconhecido mundialmente por seu padrão de excelência e sua expertise em inovação, é composto pelas empresas Casa Valduga, vinícola que está entre as dez maiores elaboradoras de espumantes e vinhos do País - e que conta com a maior cave de espumantes da América Latina; Domno é a importadora de vinhos de diversas nacionalidades e Ponto Nero elabora espumantes através do método Charmat; Casa Madeira, produtora de sucos, geleias, antepastos e creme balsâmico, entre outros produtos gourmets; Cervejaria Leopoldina, que produz cervejas artesanais com base nas principais escolas cervejeiras, como belga, tcheca, americana, inglesa e alemã, cuja tradição nos fermentados é mundialmente reconhecida; Vinotage Cosméticos, uma linha de cosméticos diferenciada à base do óleo extraído da uva, além da novidade Becas, vinho frisante em lata que permite degustações em doses únicas. A sede do Grupo fica em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos, local onde a Família Valduga instalou-se quando chegou ao Brasil.

LIDE Mulher firma parceria com Um Novo Olhar-PR e amplia rede de combate à violência feminina

Evento no Colégio Amplação marcou o início das ações articuladas entre as embaixadoras que vão unir esforços para mudar a cultura e promover proteção e resgate da dignidade

O LIDE Mulher oficializou no último dia 10 uma parceria para avançar sobre o combate à violência feminina com o Projeto Novo Olhar, idealizado pela médica Carla Góes e que terá continuidade no Paraná com a médica Heloisa Koerner. O Colégio Amplação, filiado do LIDE Paraná e que incorporou o tema dentro da grade curricular, sediou o primeiro evento da série de ações que prometem ressignificar a temática em 2021.

“Não queremos a luta de homem contra mulher. Sabemos que só mudamos a sociedade, mudando a cultura. E o Brasil é tolerante com a violência contra a mulher”, explicou a head do LIDE Mulher, Mira Graçano. “É um assunto necessário. O Novo Olhar possui um número de Whatsapp para receber as denúncias. As mulheres que precisarem de cuidados e reconstituição facial vão ter assistência médica e de recolocação profissional, visando o resgate da dignidade das mulheres”, acrescentou a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

A médica Carla Góes participou do evento e trouxe o testemunho de quem atende às mulheres vítimas de violência. “Na reconstrução facial entendemos que era importante tratar a parte psiquiátrica. Atendemos uma pessoa que teve 17 facadas no rosto e ficou um ano em tratamento. Colocamos prótese de titânio para sustentar a parte óssea. É uma situação do patriarcado. E cabe aos pais e mães deixarem um legado diferente deempoderamento”, indicou. A médica e embaixadora Heloisa Koerner será o braço do projeto e prestará assistência médica às vítimas. “É um acompanhamento fundamental até para a reinserção social da vítima”, acrescentou.

Cada uma das embaixadoras terá um papel para lidar com as temáticas e contará com o apoio do LIDE Mulher. “Eliminar todas as formas de violência é um dos objetivos dos ODS da ONU. Sabemos que só a educação tem o poder de mudar essa situação”, destacou a empresária e educadora do Colégio Amplação, Gisele Mantovani Pinheiro, uma das embaixadoras do projeto no Paraná. “Precisamos trabalhar de forma sistêmica. A escola não tem mais a função de trabalhar de forma acadêmica e, sim, trabalhar a autoestima e a gestão das emoções”, acrescentou a coordenadora educacional do projeto no Colégio Amplação, Angela Cristina Candeo.

A embaixadora e consultora de marketing e branding do Colégio Amplação, Letícia Lopes, esclareceu a importância de uma ação estratégica e profunda sobre o tema que ameaça mulheres de todas as classes sociais e níveis de formação. “O atendimento às vítimas passa por trabalhar com outras vertentes como moda e o mercado de luxo, já que a violência não está somente na periferia”. O Novo Olhar -PR também possui como embaixadoras: a joalheira Tânia Vicenzi, a coaching e mentora de desenvolvimento humano, Viviane Lindzmeier, a desembargadora LeniceBodstain, a deputada Mara LIma, que esteve no evento representada pela filha, Dayane Lima.

De maneira simbólica, ao final do evento, foram distribuídos tapa olhos para multiplicar a mensagem e o compromisso firmado entre o LIDE Mulher e o Novo Olhar-PR. “Quando estamos envolvidos com um assunto é importante tirar a máscara. O assunto está inserido em toda a sociedade. É importante que as pessoas olhem para o que está acontecendo. Nosso convite é olhar para algo que precisa ser visto de perto. E o outro lado da máscara é o de não tapar os olhos, daí o tapa olho”, explicou Letícia.

Vinícola Valdevino chega ao mercado com vinhos produzidos no Brasil e na Argentina

Com a produção nos dois países e foco inicial de vendas no Brasil, a vinícola pretende atingir o mercado internacional nos próximos anos

CURITIBA, 12/08/2021 – O mercado de vinhos no Brasil acaba de ganhar uma novidade que em breve terá proporções internacionais: a vinícola Valdevino Vinhos Finos. Com produção no Brasil e na Argentina, a empresa acaba de lançar suas primeiras linhas de vinhos, com 11 rótulos, entre eles vinhos brancos, tintos, rosés e espumantes, já disponíveis em todo o Brasil.

A linha de vinhos argentinos vem do terroir de Maipu e Tunuyan, na celebrada província de Mendoza, reconhecida mundialmente pela sua premiada produção. Para atuar no país vizinho, a Valdevino conta com uma estrutura própria e 100% independente. A tradição vinícola da região entrega muita elegância e complexidade aos rótulos que seguem os principais conceitos aplicados há muitas décadas na produção em Mendoza. “Quando surgiu a ideia da Valdevino, fomos em busca das melhores referências para a produção de vinhos na América do Sul. Chegamos em Mendoza para iniciar um projeto global, que pretende levar vinhos de altíssima qualidade para todos os cantos do mundo. Montamos uma estrutura completa para a nossa produção e nos cercamos de grandes profissionais que têm contribuído muito para o desenvolvimento de vinhos surpreendentes”, comenta Francisley Valdevino da Silva, proprietário da Valdevino.

No catálogo argentino da Valdevino, destaque para o Malbec de corpo médio com bom sabor e aroma sutilmente amadeirado. O Cabernet Sauvignon argentino, por sua vez, apresenta certa mineralidade com notas de frutas maduras em um corpo médio. O Reserva alia as castas Malbec, Cabernet Sauvignon e Bonarda, de maneira muito harmoniosa e bem estruturada. Já o Gran Reserva completa a linha com uma mescla das variedades Malbec, Cabernet Franc, Bonarda e Petit Verdot, que juntas resultaram em um vinho adocicado e aveludado de intensa cor vermelha. “São quatro opções bem especiais de vinhos produzidos em Mendoza com toda a excelência tradicional da premiada região. Estamos muito felizes com o resultado, fruto de muita dedicação em todas as etapas do processo de produção”, comemora Silva.

Já vinhos brasileiros da Valdevino são elaborados com uvas cultivadas na cidade gaúcha de Bento Gonçalves. “O clima temperado da região permite o terroir ideal para as variedades de castas utilizadas na linha, resultando em vinhos de altíssimo nível e com um custo-benefício bem interessante”, comenta Silva. O Merlot nacional da Valdevino apresenta boa estrutura, sensação aveludada no paladar e aroma de frutas silvestres. O Cabernet Sauvignon é mais voltado às notas de especiarias, frutas secas e frutas vermelhas, também mais encorpado. Na sequência, destaque para o Merlot|Carbernet Sauvignon, de paladar persistente, que traz notas complexas de ameixa preta, amora, especiarias e chocolate.

Com toque frutado, o Merlot|Tannat nacional também se destaca, passando por frutas vermelhas com cravo-da-índia. Para quem busca opções mais delicadas, o Chardonnay da Valdevino é uma ótima opção. Um vinho branco muito versátil, que apresenta um toque cítrico prolongado que harmoniza com carnes brancas, saladas e cozinha vegetariana. Outra pedida delicada é o Pinot Noir Rosé, um vinho fresco com aroma de rosas e pêssego. Para completar, a vinícola tem ainda um espumante: o Brut Rosé, de sensação aveludada e bom equilíbrio, completo com aromas de frutas vermelhas.

“Com as nossas primeiras linhas, com vinhos nacionais e argentinos, conseguimos mostrar um pouco da versatilidade que queremos apresentar ao mercado. Vinhos extremamente agráveis ao paladar, para os mais variados momentos do ano e com uma grande possibilidade de harmonizações. Hoje, os nossos rótulos estão disponíveis no Brasil, mas em pouco tempo queremos espalhar nossa produção pelo mundo, consolidando internacionalmente a nossa produção, focada em um público exigente e que valoriza os momentos mais agradáveis da vida”, completa Silva.

Para mais informações sobre a vinícola Valdevino Vinhos Finos e toda sua linha de produtos, acesse o site www.valdevinovinhos.com.br.

Cervejas artesanais sem álcool e mais saudáveis são tendência no mercado

Escola de profissões de Curitiba oferece curso completo de especialização em Beer Sommelier e Home Brewer.
A inovação do mercado cervejeiro artesanal nacional já trouxe uma série de novos aromas e sabores à bebida e tende a chegar, também, no ramo saudável.

De acordo com Gabriel Sant’anna Vasques, sommelier e professor do Centro Europeu a cerveja é uma bebida rica em vitaminas e considerada saudável quando produzida de forma artesanal. "As bebidas artesanais tem um processo de produção sem aditivos químicos ou qualquer forma de conservante, tornando a cerveja mais natural, com água, malte, cevada e lúpulo, sem os outros ingredientes utilizados nas grandes indústrias", afirma.

Uma pesquisa realizada pela agência Mintel (2020) aponta que cerca de um terço dos adultos brasileiros que já consumiram álcool afirmam que experimentariam uma cerveja em versão menos calórica e alcoólica.

Ainda de acordo com o levantamento Mintel, os consumidores de álcool com idades entre 18 e 24 anos apresentam maior interesse em experimentar bebidas não alcoólicas do que os de outras idades.

CARBOIDRATOS: A composição da bebida com e sem álcool é parecida, sendo que no segundo caso a cerveja passa por um processo específico para a retirada do teor alcoólico.

"Durante o processo de produção da cerveja (alcoólica ou não) fazemos o cozimento dos maltes que seriam as principais fontes de carboidratos e que, em sua maior parte são desfeitos ou consumidos pelas leveduras, reduzindo de forma significativa a quantidade. A fonte existe, mas na comparação com outros elementos se torna baixa concentração", explica Gabriel.

ISOTÔNICO OU UMA CERVEJA APÓS O TREINO?

A cerveja é uma ótima fonte de vitamina B e de acordo com Gabriel auxilia a melhorar nosso desempenho. "Essas vitaminas, principalmente a B9, são responsáveis pela produção de energia no corpo. Durante o treino, se consumida com parcimônia, é uma ótima fonte de energia. O lúpulo é rico em antioxidantes e a única forma de alimentação que temos com o lúpulo é a cerveja, que nos auxilia principalmente nesse processo de regeneração de células", afirma.

As cervejas também nos hidratam. "Grandes quantidades fazem nosso corpo usar água para nos purificar e retirar o álcool do organismo. Por outro lado, a bebida sem álcool acaba sendo quase isotônica, servindo muito bem como fonte de hidratação após um treino pesado". Gabriel.

Algumas cervejarias artesanais já trabalham com as opções de cervejas sem álcool, como desenvolver uma IPA zero, por exemplo. "Esse processo é mais caro devido a levedura e a tecnologia que é utilizada. A cerveja também chega mais cara para o consumidor final.", explicou Spindola.

CURSO - Os amantes de cervejas que desejam se especializar podem ingressar no Curso Beer Sommelier - Home Brewer que é oferecido nos formatos presenciais e online pelo Centro Europeu que prepara o aluno para além de produzir sua própria cerveja, desenvolver técnicas de degustação, análise sensorial e harmonização gastronômica com a bebida.

As aulas no formato online iniciam no dia 27 de setembro, sempre às segundas e quartas. De acordo com Edinéia Biassi, Coordenadora do curso de Beer Sommelier e Sommelier, o aluno sai preparado para o mercado de trabalho. "São ministradas aulas de insumos, produções, técnicas de harmonização e contamos também com técnicas de serviços da bebida e glassware - adequação de taças à bebida. Os alunos receberão um case com taças para degustação, livro de conteúdos, caderno de análise sensorial, abridor de cerveja, kit de análise sensorial (on off flavors) e aproximadamente 40 rótulos de cervejas das principais escolas cervejeiras mundiais, para que possam acompanhar as degustações que serão conduzidas para cada aula".

Os alunos recebem a certificação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes. Para saber mais e realizar a sua matrícula, acesse: centroeuropeu.com.br

Projeto cultural valoriza a literatura paranaense e a oralidade

Eventos online e gratuitos pretendem incentivar o convívio familiar, o folclore estadual e resgatar as brincadeiras de infância

Resgatar as brincadeiras de infância - como as cantigas de roda, adivinhas parlendas, quadrinhas populares - valorizar o folclore paranaense e brasileiro, estimular a contação de histórias e incentivar o convívio familiar com mais regularidade e qualidade.

Esses são os principais objetivos do projeto cultural gratuito “Minha Avó Me Contou – Literatura Paranaense e Tradição Oral” - que será realizado entre 16 de agosto a 15 de novembro deste ano.

A ação foi idealizada e desenvolvida pela atriz, contadora de histórias e escritora Lilyan de Souza, junto com parceiros como o ator e contador de histórias Rafael Di Lari, o intérprete e bonequeiro Lucas Mattana, os atores Fabiane de Cezaro e Lucas Buchile - todos integrantes da Inominável Companhia de Teatro – além do músico Joelson Cruz, a artista visual Manu Assini e o produtor cultural Cristiano Nagel.

“Desejamos que haja um encontro de gerações entre avós e netos, pais e filhos e que todos se divirtam com as histórias dos livros, a oralidade, a sonoridade das palavras, a troca de afetos, o diálogo, as brincadeiras clássicas e as atividades propostas”, explica Lilyan.

Variedades literárias

Inicialmente concebido para acontecer de forma presencial, as ações foram adaptadas para o universo digital - em virtude da pandemia - e serão exibidas pelo YouTube, Instagram, Facebook, Spotify e Castbox.

“Serão 40 episódios de podcasts compostos por histórias da literatura infantil e infantojuvenil de autores paranaenses como Adriana Barretta Almeida, Alice Ruiz, Álvaro Posselt, Anderson Novello, Carol Sakura, Célia Cris Silva, Glória Kirinus, Josiane Mayr Bibas, Liana Leão, Lilyan de Souza, Márcio R. Garcia, Silviane Scliar Sasson e Sueli Araújo. Também haverá lendas e contos populares do Brasil e do mundo nas versões de Flávio Moreira da Costa, Lilyan de Souza, Maria Fernanda Campos, Neil Philip e Ricardo Azevedo. Eles serão apresentados com elementos da tradição oral e executados pelo músico Joelson Cruz”, conta Rafael di Lari.

O projeto apresenta ainda quatro textos inéditos de Lilyan de Souza, que também é escritora e mediadora de leitura. Serão duas narrativas infantis – [Neli, do tamanho de um enorme coração e Filipina e Filomena, duas gatas bem pequenas] – e outras duas lendas paranaenses [A missão divina da Gralha Azul e A lenda das Cataratas do Iguaçu: Tarobá e Naipi].

Contrapartida social

Além disso, o Minha Avó Me Contou também quer gerar outros impactos positivos na sociedade. Por isso, vai oferecer gratuitamente uma Vídeo-Oficina de Bonecos dividida em 10 episódios que ensinará a confecção e a manipulação de marionetes, em diferentes técnicas e desafios.

“Avós, pais, tios, professores, educadores e pedagogos poderão fazer, testar e se divertir com esses títeres”, fala o artista, ator e bonequeiro Lucas Mattana, que vai ministrar a atividade.

Paralelamente, haverá dois Saraus de Histórias da cultura paranaense apresentados pelos contadores de histórias Fabiane de Cezaro e Lucas Buchile, também acompanhados do músico Joelson Cruz.

Arquivo de sensações

Segundo Lilyan de Souza, o projeto será um verdadeiro “arquivo de sensações” e lembranças carinhosas. Em março de 2019, a atriz se despediu de sua avó paterna, mas as boas recordações permaneceram.

“A imagem dela sentada ao lado do fogão à lenha, contando causos e histórias variadas, fazendo advinhas, narrando rimas em parlendas e quadrinhas, cantarolando cantigas de roda, distribuindo doces e bolachas feitas em casa, construindo laços e afetos despertam memórias que aquecem o coração. Esse projeto é uma forma de homenageá-la e eternizá-la”, explica.

Ao mesmo tempo, a sócia-fundadora da Inominável Companhia de Teatro recomenda que as famílias não esqueçam as tradições orais, suas histórias e narrativas literárias. “Envolver crianças, jovens, adultos e idosos numa nuvem de palavras e melodias é o caminho para manter uma sociedade interessada na continuidade de suas manifestações culturais. Uma população que valoriza suas raízes e identidade se torna mais feliz e consciente”, complementa.

O projeto foi aprovado pelo edital do Fundo Municipal de Cultura 034/2020 – Apoio a Festivais, Mostras e Manifestações Culturais Tradicionais – e será realizado com recursos do Programa de Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Serviço

O que: Projeto cultural “Minha Avó Me Contou – Literatura Paranaense e Tradição Oral”

Quando: De 16 de agosto a 15 de novembro deste ano

Como assistir: Pelos meios digitais [YouTube, Instagram, Facebook, Spotify e Castbox] da atriz Lilyan de Souza

Quanto: Gratuito

Sugestão de legenda

Foto 1: Os atores Rafael Di Lari e Lilyan de Souza enquanto gravam os podcasts com literatura de autores paranaenses| Crédito da foto: Cristiano Nagel

Arte 2: Arte do projeto destaca as atrações como podcasts, saraus de histórias e oficinas de bonecos| Crédito da arte: Manu Assini