Festival Folclórico de Etnias do Paraná realiza sua primeira edição online

Festival Folclórico de Etnias do Paraná realiza sua primeira edição online

De 15 a 30 de agosto serão transmitidas diariamente apresentações de 16 grupos folclóricos com a participação de mais de 1500 folcloristas

Uma grande celebração dos povos para valorizar tradições, respeitar diferenças e enaltecer a diversidade étnica. Assim segue um dos mais longevos festivais folclóricos do país que tem sua 59ª edição que acontece de 15 a 30 de agosto.

Realizado pela Associação Inter-Étnica do Paraná (Aintepar) com produção da ONG Unicultura, o Festival Folclórico de Etnias - Folclorize pela primeira vez acontecerá no formato online em virtude da pandemia. Durante 15 dias serão exibidas versões inéditas de 16 apresentações de danças típicas realizadas nos últimos três anos no Teatro Guaíra. Os países celebrados são Alemanha, Áustria, Bolívia, Brasil, Espanha, Grécia, Holanda, Itália, Japão, Polônia, Suíça e Ucrânia.

Em formato live, as transmissões acontecerão sempre às 20h no Facebook e Youtube do Festival (endereços abaixo no serviço).

Desafio de dança - Outra novidade da versão online é o Desafio Folclorize - Toca Cultural no Festival Folclórico de Etnias 2020. Nos mesmos moldes das brincadeiras que se popularizaram nas redes sociais durante a pandemia, desta vez a proposta é que um grupo folclórico desafie o outro a enviar um vídeo de 30 segundos executando um passo típico de dança. O resultado será muito divertido e divulgado nas redes oficiais do Festival no dia 15 de agosto.

Patrocínio - A organização do Festival ainda busca parceiros comerciais para patrocinar o edição deste ano. Em 2019, a presença digital do evento alcançou números expressivos e a expectativa é que neste formato, exclusivamente online, os números sejam ainda melhores.
O número de pessoas impactadas com informações da edição 58 do Festival foi de 1,6 milhão, foram mais de 107 mil exibições dos vídeos do evento e 65% do público composto por pessoas de 18 a 44 anos.

Para que as empresas que se juntem ao projeto possam alcançar bons resultados a equipe do Festival oferece inserções nos vídeos, posts programados, entre muitas outras ações de comunicação. Para solicitar uma proposta é preciso entrar em contato com a produção do festival pelo endereço https://www.unicultura.com.br/project/festival-folclorico/

Histórico — Idealizado e organizado por grupos folclóricos, o Festival Folclórico de Etnias do Paraná acontece desde 1958. Em 1974, esses grupos formaram a Associação Inter-étnica do Paraná (Aintepar), entidade responsável por manter o evento ativo desde então, além de fomentar o trabalho dos grupos étnicos no estado. O evento fez parte do roteiro de reinauguração do Teatro Guaíra, depois do incêndio de 1970. Pela importante contribuição à cultura local, na década de 1980, o Governo do Paraná inseriu o Festival no calendário oficial do Estado.

Serviço:
Festival Folclórico de Etnias do Paraná
Data: de 15 a 30 de agosto
Horário: 20h
Locais: https://www.facebook.com/festivalfolcloricodoparana/
https://www.instagram.com/festivalfolcloricodoparana/
https://www.youtube.com/channel/UC6sUJmXPzLUkx_INxl6vFww/

Realização: Associação Inter-Étnica do Paraná (Aintepar)
Produção: Unicultura
Apoio: Toca Cultural

PROGRAMAÇÃO
Transmissões online sempre às 20 horas
15/ Sáb - Grupo Folclórico Italiano Anima Dantis
16/Dom - Grupo Folclórico Germânico Original Einigkeit Tanzgruppe
17/ Seg - Grupo Folclórico Piccola Itália
18/ Ter - Grupo Folclórico Germânico Alte Heimat
19/ Qua - Grupo Folclórico Holandês de Castrolanda
20/ Qui - Centro Espanhol do Paraná
21/ Sex - Gruppo Siciliano Isola del Sole
22/ Sáb - Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro Santa Felicidade
23/Dom - Conjunto de Canto e Dança Junak
24/ Seg - Folclore Ucraniano Barvinok
25/ Ter - Centro de Tradições Brasileiras Santa Mônica
26/ Qua - Grupo Folclórico Ucraniano Poltava
27/ Qui - Grupo Folclórico Polonês do Paraná WisŁa
28/ Sex - Folclore Grego Neoléa do Paraná
29/ Sáb - Grupo Folclórico Raízes de Bolívia (GF-RDB)
30/Dom - Grupo Folclórico Nipo-Brasileiro Nikkei

Hospital Cardiológico Costantini realiza seminários on-line e gratuitos nos dias 12 e 13 de agosto

Nos dias 12 e 13 de agosto, o Hospital Cardiológico Costantini realiza dois seminários gratuitos e on-line. O primeiro, na quarta-feira, aborda o tema Fisioterapia na Covid-19, enquanto o segundo, na quinta-feira, fala sobre Atividade Física e Covid-19. As palestras terão início às 19h e contarão com a presença de profissionais da instituição, fisioterapeutas e médicos do esporte. Os eventos são voltados para profissionais da área da saúde e para a comunidade, em geral. Passa assistir, basta acessar o endereço icostantini.com.br nos horários de início. Não é preciso realizar inscrição prévia.

SERVIÇO 1:
Seminário Informativo de Fisioterapia na Covid-19

Data: 12/08/2020 (quarta-feira);
Horário: 19h às 21h30;
Local: on-line - icostantini.com.br;
Gratuito.
PROGRAMAÇÃO:

18h55-19h – Abertura;
19h-19h30 – Ventilação mecânica não invasiva: devo ou não utilizar no tratamento da Covid-19? (Fst. Dr. Giulliano Gardenghi);
19h30-20h – Estratégias de mobilização precoce em pacientes com Covid-19. Como fazer? (Fst. Dr. Daniel da Cunha Ribeiro);
20h-20h30 – Fisioterapia pós-Covid-19. O que há de evidência? (Prof. Dr. Rafael Michel de Macedo);
20h30-21h – Discussão.
SERVIÇO 2:
Seminário Informativo de Atividade Física e Covid-19

Data: 13/08/2020 (quinta-feira);
Horário: 19h às 21h30;
Local: on-line - icostantini.com.br;
Gratuito.
PROGRAMAÇÃO:

18h55-19h – Abertura;
19h-19h30 – É possível mensurar o impacto da inatividade física durante a pandemia? (Prof. Dr. Paulo Cesar Barauce Bento);
19h30-20h – Como retornar de forma segura aos treinamentos em academia? (Dr. Fernando Antonio Willington);
20h-20h30 – Quais os benefícios da atividade física no enfrentamento da pandemia de Covid-19? (Prof. Dr. Rafael Michel de Macedo);
20h30-21h – Discussão.

Testes rápidos para COVID-19 apresentam taxa de erro de até 75%

Especialista alerta para baixa sensibilidade e especificidade dos testes disponíveis no mercado

Em meio à pandemia da COVID-19, diferentes testes estão disponíveis no mercado para detectar o coronavírus. O Ministério da Saúde aponta que os testes rápidos apresentam uma taxa de erro de 75% para resultados negativos. Apesar dos resultados rápidos, a maioria dos testes rápidos apresentam sensibilidade e especificidade muito reduzidas em comparação as outras metodologias. Segundo o diretor técnico do LANAC, Marcos Kozlowski, é preciso ficar atendo a metodologia usada para identificar a doença. “O ideal é avaliar se a metodologia é segura, em conjunto com o médico, para realização do teste certo para cada caso”, afirma.

Existem dois testes rápidos disponíveis no mercado: de antígeno (que detectam proteínas do vírus na fase de atividade da infecção) e os de anticorpos (que identificam uma resposta imunológica do corpo em relação ao vírus). Esses testes são realizados em diversos lugares, e são similares aos testes de farmácia para gravidez. “Esses exames são feitos com o uso de uma lâmina de nitrocelulose, que reage com a amostra, seja de sangue ou secreção da nasofaringe, porém apresentam especificidade muito baixa”, explica. “Muitas vezes, com apenas uma gota de sangue não é possível chegar ao resultado final. E a coleta da secreção nasal precisa ser realizada por um profissional capacitado para tal, para garantir assim um resultado real”, completa.

O LANAC utiliza dois testes para detecção do vírus. Aprovado pela ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, com resultado previsto para o mesmo dia da coleta de sangue, realizadas até às 17h, o teste sorológico do laboratório é fabricado pela farmacêutica Roche, e apresenta 99,8% de sensibilidade para anticorpos contra o Sars-CoV-2 e especificidade maior que 99,8%, o que diminui a probabilidade de falsos positivos e negativos. O PCR é feito em parceria com o Genoprimer, laboratório especialista em diagnóstico molecular, e a coleta nasofaringe é realizada exclusivamente por técnicos de laboratório capacitados. “Dependendo dos sintomas e situação do paciente, o médico irá indicar o teste mais preciso para identificar a doença e, principalmente, quando realizar o teste para um resultado mais assertivo”, completa.

Sobre o LANAC:

Há 29 anos, o LANAC - Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. A empresa possui 62 unidades de atendimento em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 500 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantêm a certificação ISO 9001/2015 atualizada desde 2004.

Batalha dos Sommeliers online vai escolher melhores harmonizações para cervejas e vinhos

O Centro Europeu promove, no dia 11 de agosto, às 19h, uma batalha online entre sommeliers de vinhos e cervejas. Os profissionais serão desafiados a encontrar as melhores combinações para pratos do dia a dia, que serão sugeridos, na hora, por um Chef e pelo público. As harmonizações vencedoras serão escolhidas com a ajuda dos espectadores.

O Chef convidado para propor os pratos do desafio é Washington Silvera, especialista em análise sensorial e fundador da Confraria Honesta Volúpia. Os sommeliers desafiados são o enólogo Alcioni Dumes e o beer sommelier Guilhermo Spindola.

Todos são professores do Centro Europeu e o desafio integra três cursos da escola: Gastronomia, Beer Sommelier e Sommelier.

A batalha será mediada por Rogério Gobbi, diretor acadêmico responsável pelos cursos de Gastronomia. "O objetivo é trazer o público para uma discussão sobre as possibilidades de harmonizar diferentes pratos com vinho ou cerveja", afirma Gobbi. "O beer sommelier e o sommelier de vinhos deverão fazer sua defesa, com todos seus argumentos, sobre qual é a melhor harmonização para que haja uma vencedora. Além de inusitada, será uma atividade divertida".

Ainda segundo Gobbi, serão harmonizados pratos populares da cozinha paranaense, brasileira e clássicos da cozinha italiana, além de algumas surpresas. "Todos poderão participar desafiando a harmonização com aquele prato consumido em seu dia a dia", finaliza Gobbi.

A Batalha dos Sommeliers será transmitida em uma live no canal do YouTube da escola.

Batalha dos Sommeliers
Data: 11 de agosto de 2020
Horário: 19h
Canal: YouTube Centro Europeu (https://www.youtube.com/channel/UCsRiBSYy2Kme7ur3uU9M_LQ

Designchair registra aumento de 50% em vendas durante a pandemia

Busca por cadeiras de escritório cresceu 417% nesse período

A pandemia da COVID-19 trouxe uma nova realidade para os profissionais de diversas áreas: o home office. Porém, muitas casas não estavam estruturadas com um local adequado para o trabalho. Um ambiente apropriado garante a produtividade em dia, mas, principalmente, a saúde dos profissionais. O site e aplicativo OLX percebeu que cadeira de escritório foi o item mais procurado no Brasil, com aumento de 417% nas buscas, em relação ao período pré-pandemia.

A Designchair, empresa que faz parte do Grupo Arquitetizze, registrou aumento de 50% nas vendas no segmento online e vendas corporativas da empresa, tendo a necessidade de aumentar em 30% o quadro de colaboradores direcionados para as vendas online.

“Desde o início da pandemia, as vendas superaram as expectativas, tanto para pessoas que estão adaptando suas casas para o trabalho, quanto para empresas que estão fornecendo o equipamento para seus colaboradores”, afirma o diretor da Designchair, Franklin Freiberger. Nesse ano, foram duas mil cadeiras vendidas a mais, comparado com as vendas de março a junho de 2019.

Entre os meses de março e junho de 2020, com a pandemia da COVID-19, a empresa chegou a vender, mensalmente, 550 cadeiras a mais, comparado com os meses anteriores. “A expectativa é manter esse crescimento e fechar o ano com um faturamento de R$14,5 milhões, crescimento de 20% comparado ao ano anterior”, espera Freiberger.

Muitas vezes, passamos mais tempo na cadeira de escritório do que no sofá ou na própria cama. Quando escolhemos um colchão, levamos em conta o conforto e ergonomia, para que o corpo tenha seu descanso merecido durante a noite de sono. E para a cadeira de escritório não pode ser diferente. “A dica é aliar a estabilidade, proporção e desempenho, com a maior possibilidade de ajustes. Braços, rodízios, altura e inclinação do encosto, altura do assento e dos braços precisam ser ajustados para um resultado mais ergonômico”, afirma Freiberger.

Uma cadeira mal adaptada ao usuário pode acarretar problemas na coluna, ombros, pescoço e braços. Uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), apontou que dos 41% dos 44 mil entrevistados passaram a sentir dores nas costas na pandemia.

Confira as dicas do especialista para escolher o modelo certo:

- Pernas: as pernas e cintura devem ficar totalmente apoiadas, o que evita tensão nos músculos e não repuxa a coluna. Os joelhos devem ficar dobrados e relaxados em 90º com relação ao assento;

-Braços: cadeiras com regulagem na altura dos braços fornecem melhor posicionamento e também proporcionam maior possibilidade de encaixar a cadeira na mesa. O ideal é quando os cotovelos ficam apoiados e as mãos estão no nível do teclado;

- Pés: é preciso usar a regulagem de altura para que os pés fiquem totalmente apoiados no chão. Se não for possível, é indicado usar um apoio fixo para o descanso dos pés.

Sobre o Grupo Arquitetizze:

Design inovador e produtos de qualidade - essa é a premissa do Grupo Arquitetizze, referência em sua área de atuação desde 2011. O grupo engloba a Arquitetizze, especializada em venda e importação de lustres, e a Designchair - ícone no mercado de cadeiras para escritório e decorativas. Com sede em Pinhais, no Paraná, e Araquari em Santa Catarina, o Grupo atua também na importação e comercialização de produtos inovadores de diferentes segmentos.