Mumuzinho, Eduardo Costa, Felipe Araújo e Cajú e Castanha agitam o Boteco do Ratinho nesta quarta-feira (12)

Uma mistura de ritmos musicais agitam o Boteco do Ratinho desta quarta-feira, 12 de agosto, às 22h45. Tem samba com Mumuzinho, sertanejo com Eduardo Costa e Felipe Araújo e embolada com Cajú e Castanha. Eles cantam seus sucessos e contam as novidades de suas carreiras para o Ratinho.

E ainda, "Milagres da Fé" com mais uma história emocionante do poder da Fé. O quadro "Passa de Novo" mostrando alguns dos momentos mais divertidos do programa, desta vez relembrando os melhores momentos do quadro "Previsão do tempo" com o Marquito. E o resultado de DNA com Manuel x Maria.

O Programa do Ratinho vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 22h45. Site oficial: http://www.sbt.com.br/ratinho

Obesidade e coronavírus: pesquisa indica que pessoas acima do peso são mais propensas a desenvolver a forma grave da COVID-19

O consumo de alimentos saudáveis diminuiu durante a pandemia, passando de 37% para 33%, de acordo com dados da pesquisa ConVid, realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com a UFMG e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A ingestão de alimentos não-saudáveis — tais quais doces, congelados e embutidos — aumentou 63% entre jovens adultos, na faixa de 18 a 29 anos.

A Unicamp conduziu um experimento que indica que o coronavírus (Sars-CoV-2) pode ser capaz de infectar células adiposas humanas (as células que estocam gordura) e de se manter em seu interior. Esse dado pode ajudar a entender por que indivíduos com obesidade correm maior risco de desenvolver a forma grave da Covid-19.

Segundo a especialista em nutrição clínica e saúde da família e diretora-técnica do Nina Nutri Alimentos Saudáveis, Priscila Freiberger, não é de hoje que sabemos que é preciso evitar doces em uma alimentação saudável. “O consumo excessivo de açúcar é comparado a uma dependência química, quanto mais come, mais se quer comer”, afirma.

A vontade de comer doces, em alguns casos, pode ser comparada a vontade de usar drogas ou de beber para os alcoólatras. “Quando os consumimos, o açúcar eleva os níveis de glicose do organismo e estimula o pâncreas a liberar o hormônio insulina, que transforma a glicose em energia e estoques de gordura”, explica a nutricionista. “Quanto mais açúcar, mais a insulina terá dificuldades de fazer o seu trabalho. Com isso, uma grande quantidade de glicose pode ir para a corrente sanguínea e causar diversos problemas, entre eles a diabetes. Sempre que o pico de insulina baixa no corpo, vem a sensação de querer mais”, explica.

A dica é: moderação! Segundo a especialista, o açúcar não está presente apenas nos doces, ele é encontrado em alimentos como catchup, sucos, refrigerantes, pães e cereais. “É preciso ficar atento aos ingredientes dos alimentos que, muitas vezes, esconde o açúcar com diferentes nomes”, afirma. Por exemplo, a maltodextrina e a dextrose, substâncias de altíssimo índice glicêmico, sinônimos do açúcar, podem ser encontradas em caixas de hambúrgueres. “Você pensa que está consumindo apenas proteína, quando na verdade está, mais uma vez, ingerindo açúcar”, explica.

Evitar alimentos industrializados é a principal dica para manter a saúde e o peso corporal em dia. “A ingestão de farinha branca também eleva o índice glicêmico do corpo”, explica, lembrando que o consumo de proteínas garante saciedade por mais tempo, afastando a vontade dos doces a todo momento.

Além da obesidade, o consumo excessivo de açúcar também está ligado a doenças como depressão, alterações de humor, diabetes, aumento do risco de problemas cardiovasculares, hipertensão e até mesmo cânceres.

Sobre a Nina Nutri Alimentos Saudáveis:

Sob a curadoria da nutricionista Priscila Freiberger, especialista em nutrição clínica e saúde da família, o Nina Nutri Alimentos Saudáveis oferece produtos com foco na alimentação saudável, como vitaminas, suplementos, produtos veganos, além de alimentos, bebidas e cosméticos, com consultoria online para direcionamento e indicação dos melhores insumos de acordo com o objetivo de cada um, visando a nutrição saudável, bem-estar e qualidade de vida.

PROJETO VIABILIZA ACOMODAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM HOTÉIS

Foto economista Nastássia Romanó Leite de Castro, coordenadora do projeto Rooms Against Covid Brasil.
Um projeto voluntário que viabilizou acomodação temporária a profissionais de saúde que atuam no combate ao coronavírus em Portugal chegou ao Brasil. Ou mais precisamente, em Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Sorocaba, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá e Salvador.
Trata-se do projeto Rooms Against Covid Brasil (Quartos contra Covid) que está operando desde maio na capital paranaense e deve ser implantado além das capitais, também em cidades do interior do Paraná onde o problema com o corona vírus é sério. A coordenação do projeto é da economista Nastássia Romanó Leite de Castro. O objetivo é mostrar que tem como projetos mitigarem efeitos na saúde e também na economia. Se é verdade que 1 pessoa tem potencial de contaminar 80 em 30 dias, o projeto já permitiu que 7.200 não fossem atingidas pelo coronavírus. “Assim, contribuímos para não lotar a saúde pública e privada, e também movimentamos quartos antes vazios, através de uma rede de voluntários, parceiros, apoiadores”, comenta a coordenadora do projeto
E prossegue Nastássia Romanó: “Já viabilizamos 240 noites a profissionais de saúde. Temos 150 cadastrados em nossa base, em quase todos os estados do Brasil. Estas pessoas tem necessidade urgente; Como as condições salariais não permitem que consigam arcar com o custo total da estadia, mesmo com as tarifas promocionais, o projeto busca doações. Para que possamos ter impacto ainda mais significativo e alavancar a operação, necessitamos de capital que ajude a alocar o quanto antes os já cadastrados, além de outros que se interessem pelo projeto.”

Em Curitiba, São Paulo e Brasília, hotéis aderiram à campanha, cedendo apartamentos para abrigar profissionais que estão trabalhando na linha de frente no combate ao Coronavirus, para que não tenham que ir para suas casas, o que leva a expor seus familiares ao risco.
De acordo com a coordenadora do trabalho, “entendemos que para o projeto poder alavancar e ter impacto ainda mais significativo, é necessário captar doações. Hoje, os hotéis entram como participantes com uma tarifa solidária (valor que mantenha seus custos, não dando prejuízo). Porém, a remuneração desses profissionais de saúde hoje ainda não viabiliza que possam arcar com os custos promocionais. Por isso, o projeto resolveu criar campanha de doações em que o valor total é revertido para subsidiar as acomodações e viabilizar a alocação dos profissionais de saúde. Podem participar empresas, com cotas maiores, e também pessoas físicas.”

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Para a coordenadora do projeto, Nastássia Romanó, “estar no Rooms Against Covid significa participar de uma rede de solidariedade. Para o hotel, é uma ação de responsabilidade social ao acolher profissionais de saúde cobrando tarifas simbólicas, mas é algo que além de gerar valor à sua marca, auxilia para que mantenha sua operação.”
Ao explicar os procedimentos, a coordenadora salienta que “os quartos são completamente higienizados . Se durante a estadia alguém apresentar algum sintoma da Covid-19, os protocolos ficam ainda mais rigorosos. O profissional de saúde pode ficar no mesmo quarto e depois que ele faz checkout, o quarto fica em quarentena (de 3 dias) antes de profissionais da limpeza entrarem no quarto”.
Mais adiante, Nastássia explica que existem algumas especificações que ajudam para que mais hotéis consigam participar, dando segurança a todos envolvidos (incluindo seus colaboradores). São boas práticas de limpeza, que garantem segurança. Para tal, o projeto criou um estudo de protocolos de limpeza e biossegurança, apartir das recomendações da OMS e também das secretarias de saúde. Além disso, fez uma parceria com a FACOP, que oferece consultores especializados em limpeza para atrair hotéis e apoiá-los a manter sua operação em meio à pandemia.
A maioria do nosso público (enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas) mora em residências com ambientes compartilhados, que não permitem que eles, dentro de suas próprias casas, consigam ter distanciamento social necessário para não levarem o risco a seus familiares. Além disso, muitos deles moram com pessoas do grupo de risco. No caso da hospedagem em hotel, além de poderem dormir bem, tranquilos, para que possam ter melhores condições de exercer seu trabalho, conseguem descansar por saberem que não estão expondo ninguém. Ao fazer isso, o projeto também contribui para que reduza o risco de contaminação da COVID-19.
Nastássia Romanó assistiu ao início da pandemia enquanto ainda estava na França. Segundo ela, “Quis aproveitar que o Brasil estava atrasado em relação à Europa, epicentro da pandemia. Pensei que fazia sentido olhar projetos bem sucedidos e trazer ao Brasil. Em Portugal, o governo lançou um desafio à comunidade de tecnologia, para que criassem soluções com potencial de crescer mais rápido que o vírus. Da reunião de startups, surgiu o movimento tech4covid19, que reuniu mais de 5.000 voluntários, 40 projetos – um deles, o Rooms Against Covid”.
A coordenadora do projeto, citou alguns exemplos, como de “um hotel em Curitiba destinou 20 dos 178 apartamentos para o projeto. Os demais hóspedes não têm contato com a ala, que está fechada por causa da crise do coronavírus. Os profissionais de saúde não podem ficar circulando e todas as refeições têm de ser feitas do lado de dentro. Após checkout, 3 dias de quarentena e só depois é limpo.
Na prática, a iniciativa funciona por meio de uma plataforma, que não tem custo algum. Nela, interessados em ofertar apoio (proprietários de acomodações, hotéis) se cadastram, bem como os que precisam de ajuda (profissionais da saúde da linha de frente no combate ao coronavírus). “Assim, provemos bem-estar, conforto, acolhendo essas pessoas que estão trabalhando sob pressão, amenizando sua árdua rotina. Ao fazer isso, viabilizamos a conexão com quartos de hotéis, flats, studios que hoje estão vazios por conta da pandemia, ocupando-os., explica a coordenadora.
No geral, são analisadas a jornada de trabalho dos profissionais de saúde para verificar exposição ao coronavírus, o local de trabalho, valor que pode pagar a diária e a partir desses dados, são ofertadas acomodações mais convenientes.
O contato para parcerias é no info@roomsagainstcovid.com.br.
E informações sobre o estão disponíveis no Site www.roomsagainstcovid.com.br e pelo whats 41 9 9969-1858

Imprensa: jornalista Luiz Augusto Juk
juknatv@gmail.com e 41 9 88381912 (whats)

“COMO A INICIATIVA PRIVADA APOIA NA LUTA CONTRA O COVID-19?”

Nesta quinta-feira (13) às 17h00 o LIDE Paraná Talks abordará o tema: “Como a iniciativa privada apoia na luta contra o Covid-19?”
Chegamos a triste marca de mais de 100 mil óbitos e vemos uma série de iniciativas onde os empresários se mobilizam para ajudar no combate à pandemia. Os convidados são: economista Nastássia Romanó Leite de Castro que coordena o projeto “Rooms Against Covid Brasil (Quartos contra Covid)” que está operando desde maio na capital paranaense e Eduardo Otoni, Diretor Geral Irmandade Santa Casa de Misericórdia.
A live é aberta a todos os interessados acessando o link:
Participe pelo link:
https://bit.ly/LIDEtalksSAUDE

LIDE TALKS Paraná apresentará iniciativas onde empresários ajudam no combate à pandemia

Durante um dos períodos mais difíceis que o Brasil vivencia, empresários se unem para ajudar no combate à prevenção do contágio do novo coronavírus e também nos danos nas famílias que perderem seus entes queridos

Chegamos à triste marca de mais de 100 mil óbitos e vemos uma série de iniciativas onde os empresários se mobilizam para ajudar no combate à pandemia. Como forma de ajudar, dar voz e um espaço para debate, nesta quinta-feira (13), às 17h, o LIDE TALKS PARANÁ, receberá Nastassia Romano Leite de Castro, coordenadora do Rooms Against Covid Brasil e Eduardo Otoni, diretor geral Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba.

"Uma das nossas missões é fomentar iniciativas que ajudem a sociedade. Vemos a classe empresarial mobilizada no combate a pandemia. Precisamos não só salvar nossas empresas, mas contribuir para conter o vírus e salvar vidas", destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

Serviço:
Lide Talks Paraná
Data: 13 de agosto
Horário: 17h
Inscrições: https://bit.ly/LIDEtalksSAUDE

Toda quinta é dia especial da pizza no Bee.O

Desde julho, toda quinta-feira é dia especial da pizza no Bee.O, com dois sabores exclusivos a preço promocional para delivery. As opções de agosto são Marguerita e Quatro Queijos, produzidas em um processo artesanal com ingredientes selecionados, uma marca do restaurante e empório gastronômico que, há dois anos, inaugurou uma nova perspectiva de alimentação orgânica e saudável em Curitiba.

“Nossa pizza é produzida com farinha de trigo orgânica e massa de fermentação natural, em um processo que leva, no mínimo, 24 horas. Isso confere um sabor característico e único a ela”, explica Giovanna Schiller, chef executiva, responsável pela criação da receita e de toda parte de pizzaria, padaria, confeitaria, café e balcão do Bee.O.

Além desses ingredientes exclusivos, o preparo não tem segredo, segundo a chef. “Unimos o simples na elaboração das pizzas, mas isso não significa que não exista técnica para que o resultado seja incrível. Foram muitos testes e análises até chegar à receita perfeita, preparada com os melhores ingredientes que encontramos aqui no Bee.O”, comenta.

“Nossa pizza é diferenciada, com processo artesanal de produção e muita atenção no preparo, detalhes que conferem qualidade, sabor e que são muito valorizados pelos clientes”, ressalta Cibele Bariviera, que está à frente da gestão do Bee.O.

Ao todo, são 13 sabores de pizza no cardápio, servidas das 11h às 21h de terça a sábado no restaurante. Todas as pizzas são individuais e trazem as características de toda a gastronomia do Bee.O, ingredientes selecionados e sabores inesquecíveis. Há, ainda, opção vegana e também sem glúten (não indicada para celíacos).

As duas opções promocionais das quintas-feiras são exclusivas para delivery, também das 11h às 21h, no valor de R$ 39,90 cada, além da taxa de cada plataforma de entrega (iFood, James e Rappi). Novos sabores promocionais serão ofertados a cada mês na quinta especial da pizza do Bee.O.

PIZZAS

O cardápio do Bee.O conta com os seguintes sabores de pizza, disponíveis para consumo no local ou por delivery de terça a sábado, das 11h às 21h.

Pesto R$ 46

Molho de tomate, mozzarella, pesto, tomate-cereja e manjericão fresco.

Marguerita R$ 44

Molho de tomate, mozzarella, tomate-cereja e manjericão fresco.

Pepperoni R$ 44

Molho de tomate, mozzarella e pepperoni.

Franco Orgânico com Requeijão R$ 50

Molho de tomate, mozzarella, frango desfiado e requeijão.

Burrata R$ 72

Molho de tomate, mozzarella, pesto, tomate-cereja, burrata e manjericão fresco.

Corn & Bacon R$ 39,90

Molho de tomate, mozzarella, milho e bacon.

Quatro Queijos R$ 39,90

Molho de tomate, mozzarella, provolone, gorgonzola e requeijão cremoso.

Portuguesa R$ 46

Molho de tomate, mozzarella, presunto royale, ovos, cebola roxa e azeitonas.

Brócolis, Alho e Bacon R$ 44

Molho de tomate, mozzarella, brócolis, alho e bacon.

Boscaiola Sem Glúten R$ 44

Massa sem glúten, molho de tomate, mozzarella, cogumelos e alho.

Parma E Rúcula R$ 54

Molho de tomate, mozzarella de búfala, presunto parma, parmesão e rúcula.

Da Casa R$ 62

Molho de tomate, queijo brie, mozzarella, presunto parma, alcachofras confitadas, palmito e azeitonas.

Vegana R$ 58

Molho pomodoro, mozzarella vegana, tomate cereja e manjericão.

SOBRE O BEE.O

Inaugurado em 2018, o Bee.O completou dois anos como uma referência em gastronomia orgânica, saudável e de qualidade em Curitiba. Unindo restaurante, empório, padaria, confeitaria e feira de orgânicos, o Bee.O se orgulha em oferecer ao público produtos e ingredientes selecionados, prestigiando produtores locais e processos artesanais de fabricação. Dessa forma, o Bee.O quer trazer mais vida, mais alegria e mais saúde para o dia a dia das pessoas. Não é à toa que a marca combina a palavra Bee ("abelha", em inglês) com o "O", para criar a pronúncia de "bio", ou seja, "vida".

SERVIÇO

Dia Especial da Pizza no Bee.O

Toda quinta-feira, das 11h às 21h, com dois sabores promocionais exclusivos por delivery (iFood, James e Rappi)

Bee.O

Av. do Batel, 1665 – Batel – Curitiba/PR

(41) 3095-6330

contato@beeo.com.br

www.beeo.com.br

No Instagram: @ beeoemporio

Taty Maia & Terapia SPA dos pés

Taty Maia especialista em pés à 22 anos. Trabalha com a terapia SPA dos pés, cuida de toda a saúde dos pés e um relaxamento para o corpo e mente através dos pés.
Escalda pés com óleos essenciais conforme a necessidade de cada pessoa.

Trabalha com terapias quânticas Reiki: ajuda na depressão, toque, pânico, compulsão alimentar, relaxamento físico e mental. Déficet de atenção, antes e pós teste psicológico. 

BARRAS DE ACCESS: Tira traumas desde periodo  do ventre até o momento de agora.

Indicado para o bem estar geral fisico emocional.

TODAS AS TERAPIAS SÃO FEITAS COM CROMOTERAPIA AROMATERAPIA

Taty Maia Terapeuta quântica especialista em SPA DOS PÉS
Ladylord Ecoville
 Professor Pedro Viriato Parigot de Souza 465
Agendamento WATTS 996962685
défice de atenção altíssimo antes e pós teste psicológico

Projeto Ópera em Casa promove tour virtual pela Ópera de Arame

Resgate histórico, imagens exclusivas do período de isolamento e entrevistas com responsáveis são alguns dos materiais à disposição no Webdocumentário

Com a maioria da população em isolamento desde março, devido ao Coronavírus, uma das atividades que as pessoas mais sentem falta de fazer é passear e viajar. Passear pela cidade onde moram, pelos pontos turísticos ou viajar para outras cidades. Em pesquisa feita pela Rede Nossa São Paulo, em parceria com o IBOPE Inteligência, para os moradores da região Oeste, por exemplo, a maior saudade é essa: viajar. 29% dos internautas votaram nessa opção.
Pensando nisso, nasceu, em meio à pandemia, o trabalho acadêmico e projeto Ópera em Casa – um webdocumentário veiculado no Instagram, personalizado à Ópera de Arame. Criado por quatro jovens como ideia de projeto final para sua pós-graduação, o webdoc mostra como está atualmente a Ópera de Arame, divulga entrevistas com responsáveis do Ópera Arte e Vale da Música – ambos situados dentro da Ópera – e também publica materiais exclusivos que podem ser compartilhados e aproveitados nas redes sociais enquanto ninguém pode entrar no complexo.
Nas palavras de Giuliano Pilagallo, proprietário do Ópera Arte e que concedeu uma entrevista exclusiva para o projeto, a importância da iniciativa de se ter um material como esse é de “se orgulhar”. “Quando o grupo me explicou o projeto e pediu o nosso apoio, topamos e ajudamos para que ele se tornasse realidade. Afinal, eu acredito que todos os curitibanos, inclusive eu, temos muitas saudades de entrar na Ópera, andar pela passarela e sentir esse lugar único em Curitiba”, afirma o empresário.
Uma das estudantes idealizadoras do projeto, Mahayla Haddad, conta que antes mesmo da pandemia, a ideia para o TCC era fazer algo voltado a Ópera de Arame e a importância que esse local tem em nossa capital, mas que com o Coronavírus, tudo mudou. “Assim que o complexo foi fechado por normas de segurança, tivemos que dar a volta por cima e pensar em outro projeto, mas não queríamos largar o nosso principal tema: mostrar a história e importância que a Ópera de Arame tem em nossa cidade e estado a jovens, adultos e crianças por meio de um webdoc nas redes sociais”, conta.
O grupo ainda esclarece que o feed do projeto conta com tantas curiosidades e histórias que motivos para os espectadores sentirem saudade de ir até lá não vão faltar. O webdocumentário pode ser acessado pelo perfil de Instagram @operaemcasa e foi realizado pelos estudantes Felipe Martins, Laura Lana, Mahayla Haddad e Paulo Saito no curso de Pós-graduação em Narrativas Audiovisuais e Novas Mídias do UniBrasil.

LIDE Futuro Paraná promove mentoring com a CEO da Hinode, Marília Rocca

Na próxima quinta-feira (13), às 18h30, O LIDE Futuro Paraná, iniciativa do LIDE Paraná para promover a aproximação de jovens lideranças, realizará mais um mentoring, evento que recebe a presença de grandes líderes para incentivarem os novos e futuros líderes.

A convidada é a CEO da Hinode, Marília Rocca. Durante o evento, a executiva compartilhará detalhes de sua trajetória, relatos de experiências, histórias inspiradoras, desafios, superação e lições de carreira. O evento, exclusivo para filiados do LIDE Futuro, promoverá um ambiente propício à integração e troca entre os participantes.

O mentoring é uma das modalidades do LIDE FUTURO, braço de atuação do LIDE Paraná que é formado foi jovens lideranças empresariais que atuam em diferentes áreas de atuação, desde sucessores de grandes grupos empresariais, e empreendedores. Para conhecer mais sobre a atuação do LIDE Futuro, acesse o site oficial www.lideparana.com.br.

Senado votará alterações no CTB para o transporte de crianças

Texto aprovado pela Câmara mantém multa para o transporte irregular

 

 Tramita no Senado Federal o texto aprovado pela Câmara Federal do Projeto de Lei 3267/19, que visa promover uma série de reformulações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre os temas mais polêmicos e debatidos estão os relacionados ao transporte incorreto de crianças no trânsito. Uma preocupação das entidades de proteção às crianças era que as penalidades fossem retiradas do projeto ou minimizadas.

            No texto base do PL aprovado em junho na Câmara Federal as medidas atualmente vigentes foram mantidas, entre elas, a manutenção da multa para os motoristas que transportarem crianças sem o uso de bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação. Trata-se de uma infração gravíssima, com penalidade de multa e até mesmo a retenção do veículo, conforme artigo 168 do CTB. Agora, o projeto precisa passar pela votação do Senado e, após aprovação, pela sanção da Presidência da República.

Novidades relacionadas à segurança das crianças

            A ONG Criança Segura, organização não governamental que tem a missão de promover a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos, identificou novos pontos positivos no PL. O texto aprovado pela Câmara, além de manter a penalidade para o não uso da cadeirinha, amplia a obrigatoriedade do uso de dispositivos de retenção veicular para crianças de até 10 anos de idade ou 1,45 metro de altura. Também houve um avanço em relação ao transporte de crianças em motocicletas. Agora, somente crianças a partir dos 10 anos de idade poderão ser conduzidas nesse meio de transporte.

            Segundo a entidade, o trânsito é a principal causa de morte acidental de crianças e adolescentes de zero a 14 anos no Brasil. Em média, três crianças morrem por esse motivo diariamente, sendo a maioria desses óbitos decorrentes de acidentes de carro; só em 2018, 313 mortes.

Conforme a Criança Segura, os dispositivos de retenção veicular são a única forma segura de transportar crianças dentro de um veículo. Os bancos dos carros e os cintos de segurança são projetados para pessoas com mais de 1,45 m de altura que, segundo o IBGE, é atingida pelas crianças brasileiras por volta dos 11 anos de idade. Utilizar o equipamento correto para cada idade, peso e altura é essencial para que a criança esteja, de fato, protegida em caso de um sinistro. Quando usados corretamente, os dispositivos de retenção veicular reduzem em até 71% o risco de morte em caso de colisão.

“Por isso, esse avanço no transporte seguro das crianças, dentro do CTB, é tão importante, embora o texto ainda apresente alguns retrocessos, como o aumento da pontuação limite para cassação da CNH. Esse PL, e quaisquer outras medidas que alterem as leis de trânsito, devem ser tratadas com muita atenção para garantirmos o cuidado e segurança dos nossos pequenos”, destaca a organização.

Especialistas dizem que há pouco a comemorar

O texto aprovado não agradou os especialistas. As novas medidas, no que tange à proteção das crianças, foi recebida pela Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) com um alívio, pela retirada da intenção de não aplicar multas para quem não usa a cadeirinha, porém, os critérios do tipo de equipamento a ser usado continuam alvo de críticas.

"Como pediatra e pesquisador de segurança infantil, lamento que o Projeto de Lei aprovado pela Câmara de Deputados continue ignorando as recomendações atuais sobre transporte de crianças em veículos, conforme sumarizadas no último documento científico da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) sobre esse tema”, afirma o médico associado da SPRS, Danilo Blank.

O conteúdo disponibilizado pela SBP (bit.ly/sbpdocent-ocup) detalha que, segundo as recomendações atuais das melhores práticas apoiadas em evidências científicas para o transporte de crianças em automóveis, o consenso é que as limitações se baseiem no tamanho da criança – primordialmente a estatura, mas também o peso – e na capacidade do dispositivo em acomodá-la, e não na idade.

“A proposta de alteração do artigo 64 do Código de Trânsito Brasileiro continua omissa quanto às melhores recomendações para os tipos de assento apropriados para diferentes tamanhos de crianças. Enfim, pelo menos o projeto aprovado bloqueou a inexplicável intenção do Governo Federal de retirar simplesmente da legislação brasileira as punições pelo transporte inapropriado de crianças em automóveis”, completou Blank.

O médico destaca que a importância de manter todas as crianças menores de 1,45m – não somente até os 10 anos – em assentos de segurança está na comprovada proteção desses dispositivos. Assim, cabe ao pediatra orientar os pais para que se certifiquem que seus filhos utilizem os equipamentos mais seguros e adequados, independentemente da lei.

Luiz Gustavo Campos, especialista em trânsito e diretor da Perkons, diz que ainda hoje milhares crianças perdem a vida por razões que poderiam ser evitadas. “É importante que os condutores e a sociedade de modo geral entendam que direção defensiva, transporte responsável e as leis de trânsito ajudam a salvar vidas, e que mais de 90% dos acidentes de trânsito poderiam ser evitados com medidas simples de prevenção”, comenta.

Momento atual e Pós-Pandêmico da Economia serão debatidos por Economistas em Live promovida pelo CoreconPR

O evento on-line que comemora o Dia do Economista é aberto à sociedade e tem como objetivo enaltecer a profissão do economista contribuindo com informações de grande relevância para todos.

A pandemia da Covid-19 atingiu a economia de todos os países, e para debater este momento econômico atual e os rumos pós-pandemia no Brasil, economistas paranaenses estarão reunidos através da plataforma on-line Zoom, para a live com tema “Aspectos atuais e tendências da economia brasileira: presente e futuro”. O evento que acontece no dia 13 de agosto, a partir das 14h, promovida pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (CoreconPR), reunirá cinco economistas em debate, para comemorar o Dia do Economista, com o objetivo de levar informações de qualidade e relevância sobre o atual momento e pós-pandêmico.

O evento on-line é voltado para toda a sociedade com inscrições através do e-mail: eventos@coreconpr.gov.br ou direto no formulário do site https://www.coreconpr.gov.br/sem-categoria/live/, onde será confirmada a inscrição e enviado para o e-mail um link de acesso para a transmissão. O evento tem inscrições limitadas.

Durante a tarde quatro economistas farão sua explanação, que serão mediadas pelo vice-presidente do CoreconPR, Eduardo Cosentino, que é mestre em Desenvolvimento Econômico pela UFPR. Entre os debatedores estará o presidente do CoreconPR, Carlos Magno Bittencourt, que é doutor em Engenharia de Produção pela UFSC. Ele abordará o tema “Cenário da economia brasileira – crise 2014-2018 e pré-pandemia”. A economista Luciana Bastos que é mestre e doutora em História Econômica pela USP e professora associada da UNESPAR de Campo Mourão falará sobre o “Momento atual da economia brasileira na crise da pandemia”.

O economista José Maria Ramos que é doutor e Direito pela PUCPR, professor Adjunto da Unioeste e delegado do CoreconPR terá como tema “Perspectivas da economia brasileira pós-pandemia” e o economista Jandir Ferrera Lima, que é professor do Departamento de Economia e do mestrado e doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio da Unioeste com o tema sobre “Os reflexos da pandemia na economia paranaense”.

DIA DO ECONOMISTA

Anualmente no mês de agosto o CoreconPR promove diversas ações para comemorar o Dia do Economista. Mas neste ano devido a pandemia da Covid-19 e o isolamento social, o Conselho teve que mudar sua estratégia e irá promover a live como forma de enaltecer a profissão dos economistas perante a sociedade, levando informações de relevância e qualidade em prol de todos.

SERVIÇO:

Live com tema “Aspectos atuais e tendências da economia brasileira: presente e futuro”.

Data: 13/08/2020 – Dia do Economista.

Horário: 14 horas

Plataforma: Zoom

Inscrição: pelo e-mail ou no link https://www.coreconpr.gov.br/sem-categoria/live/

Promoção: CoreconPR em comemoração ao Dia do Economista

Informações: e-mail: eventos@coreconpr.gov.br ou whats (41) 98419-4807

Pandemia, isolamento e distanciamento social alteram relógio biológico e sono dos brasileiros

A pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) resultou em brasileiros mais ansiosos e com distúrbios de sono e alimentação. É o que concluiu uma pesquisa feita em parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade de Valência, na Espanha. O levantamento “Hábitos saudáveis e estilo de vida durante a pandemia de Covid-19", foi realizado com 22 mil pessoas abordando como o isolamento/distanciamento social afetou a saúde de brasileiros e espanhóis. A análise apontou que 44% dos brasileiros modificaram hábitos alimentares, 50% relataram alterações no sono e 51% mudança nos níveis de estresse.

De acordo com a médica neurologista Ester London, responsável pelo Laboratório do Sono do Hospital VITA, em Curitiba, o sono é o momento de consolidação da memória e do controle da temperatura corporal. “Diversos hormônios são influenciados pelo sono, como a insulina, que controla a glicose no sangue, a leptina, responsável pela saciedade, a grelina, responsável por estimular o apetite, e a somatotrofina, que age no crescimento”, destaca Dra. Ester.

Por isso, neste momento de pandemia, mais do que nunca, é preciso manter o ritmo circadiano, isto ajuda a melhorar a imunidade, alerta a neurologista. Ela explica que o ritmo ou ciclo circadiano designa o período de aproximadamente 24 horas sobre o qual se baseia o ciclo biológico de quase todos os seres vivos, sendo influenciado principalmente pela variação de luz, temperatura, marés e ventos entre o dia e a noite. “São os ciclos diários de funções corporais que mantém a pessoa saudável. Estão presentes em vários órgãos do corpo humano, inclusive no cérebro”, ressalta a médica.

Uma dessincronização do ritmo biológico leva a um prejuízo em relação ao sistema imune, abrindo uma brecha para a ocorrência de problemas de saúde. “Por isso, é necessário manter o funcionamento adequado do ciclo circadiano. São atitudes simples, como manter os horários de sono – criar o hábito de dormir e acordar nos mesmos horários”, complementa a especialista.

Dra. Ester salienta que mesmo neste momento em que a rotina diária está alterada - home office, aulas suspensas, em que a pessoa passa mais tempo em casa, é necessário manter-se regrado nos horários de dormir, de acordar e das refeições. Além disso, é extremamente importante e necessário pegar o sol da manhã. A médica conta que a luz é um dos principais sincronizadores, daí a necessidade de acordar com a claridade e dormir no escuro absoluto.

Deve-se dormir de oito a dez horas no máximo, mais do que isso é desaconselhável pelos especialistas em sono. O mesmo ocorre para as refeições, devem ser realizadas com frequência, em horários pré-determinados e com antecedência da hora de ir dormir. Essas dicas ajudam a sincronizar o relógio biológico e a ter qualidade de sono e, indiretamente, a fortalecer o sistema imunológico. Além disso, “a privação ou sono irregular leva a danos secundários, ou seja, dormir pouco aumenta os riscos de diabetes, estresse, hipertensão, obesidade, entre outros problemas que afetam a saúde e qualidade de vida dos indivíduos”, alerta Dra. Ester.

*Higiene do sono*

Dra. Ester London destaca a necessidade de manter alguns hábitos que melhoram a qualidade do sono. São eles:

– Deitar e levantar no mesmo horário todos os dias;

– Desligar os eletrônicos (celular, tablet, computador) pelo menos uma hora antes da hora de dormir;

– Ler um livro e/ou escutar uma música suave para relaxar;

– À noite, deve-se optar por refeições leves;

– A temperatura do quarto deve ser suave (no máximo, 22 º C);

– Usar um pijama confortável;

– Roupa de cama limpa também ajuda a dormir bem;

– Evitar ingerir bebida alcoólica ou com cafeína à noite;

– O sono é induzido pelo relaxamento e a falta de luz, então deve-se relaxar e deixar o quarto escuro para seu cérebro liberar a melatonina;

– Se acordar durante a noite e não voltar a dormir, pegue um livro para ler, isso ajuda.

– Evitar atividades físicas perto da hora de dormir (preferir os alongamentos e relaxamentos), mas não deixar de praticar exercícios físicos regularmente, ao menos três vezes na semana. “A atividade física aeróbica é um hábito que contribui para melhorar a qualidade do sono”, ressalta a neurologista.

Sobre o Hospital VITA - A primeira unidade da Rede VITA no Paraná foi inaugurada em março de 1996, no Bairro Alto, e a segunda em dezembro de 2004, no Batel. O VITA foi o primeiro hospital brasileiro a conquistar, no início de 2008, a Acreditação Internacional Canadense CCHSA (Canadian Council on Health Services Accreditation). A certificação de serviços de saúde avalia a excelência em gestão e, principalmente, a assistência segura ao paciente. Além disso, o VITA é um dos hospitais multiplicadores do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente (PBSP). Ele visa disseminar e criar melhorias inovadoras de qualidade e segurança do paciente. Integra também o grupo de hospitais da Associação Nacional de Hospitais Privados - ANAHP. O VITA oferece atendimento 24 horas e é referência nas áreas de cardiologia, cirurgia geral, neurologia, cirurgia bariátrica, medicina de urgência, urologia, terapia intensiva e traumato-ortopedia. Além disso, dispõe de um completo serviço de medicina esportiva, prestando atendimento a atletas de diversas modalidades; serviço de oncologia; Centro Médico e Centro de Diagnósticos. Para garantir um alto nível de qualidade nos serviços prestados aos pacientes, o VITA tem investido em ampliação da infraestrutura, tratamentos com equipes multidisciplinares, modernização dos equipamentos, humanização no atendimento, qualificação dos profissionais e segurança assistencial. www.hospitalvita.com.br

Esquenta do Festival Sertanejo é só no Autocine Show

Esse final de semana promete, venha curtir em segurança conosco.

Quando Curitiba e região pensaram que já haviam visto de tudo, o Autocine Show vem com mais uma novidade bombástica: show sertanejo no sistema drive in!

É isso mesmo, o Esquenta Festival Sertanejo irá acontecer já nesse final de semana dia 15 a partir das 20h, e você não pode perder. Quem tomará conta do nosso palco é a dupla Denis&Silvinho, trazendo todos os seus sucessos para você cantar com emoção e o volume no máximo dentro do seu carro.

O show será inesquecível, nada melhor do que trazer a família ou amigos e se divertir com a Autocine Show. Os ingressos estão sendo vendidos a partir de 30 reais, por filas. Adquiria o seu através do site: https://bit.ly/esquentadenisesilvinho.

E aí, sabadão já está garantido né! O Autocine Show, sempre pensando na segurança de seus telespectadores, relembra as suas normas de utilização: O controle dos carros é feito por QrCode, garantindo zero contato externo, então já esteja com este em mãos na sua chegada, são permitidos até 4 passageiros por carro e o uso de máscaras no local é obrigatório, se precisar falar com alguém do nosso STAFF apenas ligue o pisca alerta e iremos até você.
O Autocine Show possui um sistema de som totalmente inovador e diferenciado, com subwoofers estrategicamente posicionados dos dois lados da pista e sistema de transmissão a rádio FM, assim você não perde nenhum momento.

O nosso endereço você já sabe, ficamos a 5 minutos do Santa Mônica Clube de Campo e Alphaville Pinheiros, na Rua Pedro Zanetti 142.

Compre o seu ingresso agora e não perca o Esquenta Festival Sertanejo com a dupla Denis&Silvinho!

Traga a família e venha com a gente transformar momentos únicos em lembranças inesquecíveis.

AutoCine Show - Viva essa experiência!

Serviço: Autocine Show

Cinema drive-in

Endereço: R. Pedro Zanetti 142 - a 5 minutos do Santa Mônica Clube de Campo e Alphaville Pinheiros

Compra dos ingressos: www.autocineshowoficial.com.br

Site www.autocineshowoficial.com.br

Email contato@autocineshowoficial.com.br

Facebook: Autocine Show