Três receitas de coquetéis para curtir no Dia do Chocolate

Seja como ingrediente ou decoração, doce pode harmonizar muito bem nos drinks

São Paulo, 6 de julho de 2020 - O Cacau pode ser traduzido como Elixir dos Deuses. Reza a lenda Maia que foram os deuses quem deram o chocolate à humanidade e, no dia 7 de julho, é comemorado o dia mundial do chocolate. A iguaria, muito apreciada por Astecas e Maias nos primórdios, passou a integrar a alimentação contemporânea não só pelo sabor, mas também pelas propriedades nutricionais. De acordo com pesquisadores da Austrália, pessoas que comeram chocolate pelo menos uma vez por semana, em estudo, tiveram melhor desempenho em tarefas cognitivas. Chocolates meio amargos e amargos são ricos em cálcio, magnésio, ferro, fósforo, manganês e cobre. São também fonte de potássio, selênio e zinco, além de carboidratos, proteínas e fibras. Se consumido com parcimônia, pode ajudar a combater o estresse, ansiedade e melhorar o humor, já que ajuda o organismo a secretar serotonina [hormônio do bem-estar].

Pensando nisso, trouxemos aqui três receitas de coquetéis que levam chocolate, seja como harmonização, seja como ingrediente. O primeiro faz parte da nova carta de drinks da marca Quetzalli, o primeiro coquetel de alta qualidade pronto para servir e beber à base de tequila do Brasil. O drink foi criado por Milton Lopes, embaixador da marca e bartender do Estúdio Becca.

930b314d-052c-4c21-8416-998d72827908.jpgCafezin, por Mlton Lopes
50ml de Quetzalli
30ml de café
10ml de cointreau
Gelo

Modo de preparo: adicione todos os ingredientes na coqueteleira. Bata tudo e sirva em taça.

Guarnição de sonho de valsa
100ml de Quetzalli
2 bombons sonho de valsa
30ml de leite condensado

Modo de preparo: No liquidificador, coloque todos os ingredientes. Bata tudo, coloque na forma de gelo e sirva como sorvete ou sobremesa ao lado do drink.

0826dbdc-4c36-4f8c-bc3e-7715a27569f0.jpg
Negroni com borda de cacau, por Bianca Petrillo
30 ml de BEG Gin
30 ml de campari
30 ml de cinzano
Gelo grande
Cacau em pó
Casca de laranja

Como fazer: Pegue um copo baixo e "suje" uma parte da borda com o cacau em pó. Coloque a pedra grande de gelo dentro. Agora, adicione gin, campari e cinzano. Mexa o líquido com uma bailarina. Pegue a casca de laranja e aperte sobre o copo para liberar os óleos essenciais da fruta e perfumar o drink. Finalize com a casca dentro da bebida.

14b48b60-1ba9-4a60-94d7-2670339e4c9e.jpgChocolate Negroni
30 ml de BEG Gin
30 ml de vermute
30 ml de Brasilberg
15 ml de licor de chocolate
1 quadrado de chocolate meio amargo
Gelo grande

Como fazer: Em um copo baixo, coloque o gelo grande. Adicione todos os ingredientes e mexa com uma bailarina. Finalize com um quadrado de chocolate meio amargo sobre o gelo.

Inverno de novidades Kibon

Sabores e formatos inéditos marcam lançamentos da temporada

Web | Em alta
1b39d40610cf7596223b849c2871f158low.jpeg?jiggle=1593612746504
Web | Em alta
de5e687eb0480587c721b777c0e2dea8low.jpeg?jiggle=1593612746504
Web | Em alta
6be94647202ff28f9a4b808f510fbcc3low.jpeg?jiggle=1593612746504
Web | Em alta
89323a0f67dceca2e9dc8f26dff2471alow.jpeg?jiggle=1593612746504
São Paulo, julho de 2020 - Para aquecer a estação mais fria do ano, Kibon, marca de sorvetes sinônimo de felicidade da Unilever, apresenta um inverno de novidades que promete conquistar o coração do consumidor brasileiro. Entres os lançamentos estão duas inovações de Magnum e uma de Cornetto que já estão à venda em todo o país.

Alinhado a esse novo momento em que as pessoas estão dentro de suas casas, Kibon traz para o Brasil o Magnum Pote. Produzido com ingredientes selecionados, ele reúne a tradicional qualidade da marca nos sabores clássico e chocolate branco, mas agora em um formato inovador. O produto é a combinação perfeita de um sorvete cremoso de baunilha, rico em pedaços de chocolate, coberto com outra camada de chocolate Magnum que envolve todo o pote, uma verdadeira experiência única de consumo.

Feito para ser quebrado, o Magnum Pote é um convite da marca para que as pessoas quebrem o chocolate no topo do sorvete com uma colher e apertem o pote quebrando o restante de chocolate que vem dentro da embalagem. Único no mercado, ele traduz toda a essência de ser "Fiel ao Prazer", sendo perfeito para aquele dia mais frio embaixo do edredom assistindo sua série ou filme favorito.

"No inverno naturalmente as pessoas já passam mais tempo dentro de casa, e neste ano em especial, essa é a recomendação para enfrentarmos de forma segura o momento que estamos vivendo. Nesse contexto, o Magnum Pote chega para mostrar que todos merecem ter um momento de prazer que só a marca pode proporcionar. Só que agora é no sofá de casa, assistindo sua programação favorita", afirma Camila Conti, gerente de marketing de Kibon para linha de potes.

Outra grande novidade da marca é a estreia do Magnum Vegano. Sem ingredientes de origem animal, ele chega como uma nova opção para veganos e vegetarianos, além do público que busca uma alimentação mais equilibrada. Sorvete de baunilha com a famosa cobertura crocante de chocolate vegano e pedaços de amêndoas, o lançamento possui o selo de Produto Vegano da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), que certifica ainda toda a cadeia de suprimentos com rígidos critérios de um produto vegano.

Sucesso de público em diversos países, o UniCornetto é outro lançamento de Kibon para o inverno brasileiro. Explorando todo o encantamento dos unicórnios, a edição limitada brinca com a magia das cores e possui sabor morango com chantily, mas a cor do sorvete é azul em uma casquinha rosa. O novo Unicornetto promete deixar as redes sociais mais coloridas, já que é um produto muito diferente e super Instagramável.

"O UniCornetto chega para trazer um pouco da mágica do universo dos unicórnios, algo que cai bem nesse momento que estamos vivendo. Disponível em pré-lançamento, ele tem feito muito sucesso nas lojas de Kibon dos principais aplicativos de entrega do país, mostrando que as pessoas estão trazendo para dentro de casa o consumo dos sorvetes que normalmente elas tomavam fora do lar", ressalta Cristine Lu, gerente de marketing de Kibon para linha de picolés.

Todas as novidades de Kibon estão disponíveis nos principais pontos de venda do país, assim como nos principais aplicativos de delivery. Para ficar sempre atualizado sobre Kibon, acesse o site https://www.kibon.com.br.

Sobre Kibon

Kibon completa neste ano 78 anos de atuação no país, sendo a primeira indústria brasileira do segmento, líder absoluta de mercado e a mais lembrada pelos consumidores no prêmio Top Of Mind há mais de 25 anos. A marca tem como propósito derreter barreiras por um mundo mais feliz e inclusivo e tem investido cada vez mais em inovações para atender diferentes consumidores.

Sobre Magnum

Magnum é uma das marcas líderes de sorvete mundialmente, lançada em 1989, foi a primeira a se posicionar no mercado voltado para o público adulto com uma proposta premium e indulgente por meio de seus ingredientes selecionados por experts de chocolate e por todo cuidado envolvido em sua produção. A marca está presente na Europa, Ásia, América do Norte e América Latina, vendendo mais de 1 bilhão de unidades por ano.

Isolamento social aumenta prática de exercícios em casa

Especialista em fisiologia do exercício alerta para problemas na realização de atividades sem supervisão

Com academias fechadas pelo decreto municipal da SESA, devido a pandemia da COVID-19, muitas pessoas estão realizando as atividades físicas em casa. Fazer um alongamento, uma aula online e realizar exercícios por conta garantem a saúde em dia, certo? Errado. Segundo o educador físico, especialista em fisiologia do exercício da Eden Clinic, Rogerio Morizine, se o exercício for feito de maneira errada, pode fazer o efeito inverso, trazendo problemas de saúde para os praticantes.

Segundo o especialista, uma atividade realizada sem supervisão pode potencializar um erro. “Forçar o bíceps, por exemplo, de maneira errada pode ocasionar uma tendinite, epicondilite ou até mesmo uma bursite”, alerta. O especialista lembra que cada corpo possui sua individualidade biológica, e o exercício deve favorecer o padrão mecânico de cada um. “Ter uma consciência corporal é essencial para realizar os exercícios de forma correta”, afirma.

Em casa, é importante realizar alongamentos frequentes, e priorizar o alongamento das articulações de quadril, joelho e tornozelo, que dão mobilidade para o corpo. Morizine lembra que o corpo humano possui cadeias de músculos, que vão dos pés à cabeça, e forçar o tornozelo de maneira errada pode interferir nos músculos da mastigação, por exemplo.

A dica do especialista é fazer um alongamento dinâmico. “Diferente do alongamento comum, no qual o corpo fica parado, o alongamento dinâmico envolve a movimentação de partes do corpo que, gradualmente, aumentam sua amplitude, mobilidade e lubrificação das articulações”, explica. Existem vídeos desse tipo de alongamento para quem deseja fazer em casa. “O importante é sempre ter o acompanhamento de um educador físico, para ensinar o indivíduo a realizar o movimento corretamente, com consciência corporal, para daí ele começar a praticar sozinho, em casa”, finaliza.

Sobre a Eden Clinic:

Sob o comando da médica Márcia Simões Kornin, a Eden Clinic atua no desenvolvimento de um plano de ação individualizado para cada paciente, que prioriza a saúde, longevidade e qualidade de vida, por meio do tratamento da fisiologia e harmonização hormonal. A clínica oferece equipe multidisciplinar, com o objetivo principal do equilíbrio entre o corpo e a mente, com atendimento psicológico, nutricional e estético, e também consultoria esportiva presencial e online com personal trainer, além da técnica japonesa Seitai, que realiza a harmonização da estrutura óssea, auriculoterapia, e massoterapia, com o método Renata França e de liberação miofascial.

www.edenclinic.com.br

Roberto Macedo assume cargo de apresentador e porta-voz do Miss Brasil

No momento em que o país perde a baiana Martha Rocha, primeira Miss eleita no país e segunda colocada no concurso Miss Universo, em 1954, seu amigo de longa data e também baiano, Roberto Macedo, assume a apresentação do maior concurso de beleza do Brasil

Martha Rocha faleceu no dia 4 de julho, aos 87 anos de idade, após ter feito história no mundo da beleza. Enterrada no dia 5 de julho, no cemitério do Santíssimo Sacramento, em Niterói, Martha trilhou um caminho bastante próximo do seu conterrâneo Roberto Macedo.

Roberto Macedo, nasceu em Rio Real, no litoral norte da Bahia e desde os 8 anos de idade se interessou pelos concursos de beleza, tornando-se especialista no assunto. Formado em Jornalismo e em Arquitetura pela Universidade Federal da Bahia, trabalhou 12 anos como repórter de TV e depois com marketing político, momento em que as misses eram hobby na vida de Roberto, o que mudou quando começou a atuar como apresentador, jurado e coordenador de concursos de beleza.

Presente em dez concursos de Miss Universo, Roberto atuou em novembro de 2019 como jurado do Miss Brasil-Europa, no Casino Estoril, em Portugal, tendo acumulado também o júri por duas vezes do Miss Brasil-USA em Miami (1998 e 2000), do Miss Brasil Internacional 1992, em Curitiba, entre outros concursos.

A relação do Roberto Macedo com o universo da moda e da beleza, estreitou sua amizade com Martha Rocha, juntos foram jurados no Miss Brasil-USA 2000, no Miss Bahia 2004, em Itabuna e no Miss São Carlos 2003, em São Carlos-SP. Como jornalista, Roberto entrevistou Martha diversas vezes e um detalhe que costumava virar brincadeira entre eles, era em relação à idade de Martha, que gostava de diminui-la em alguns anos e ficava brava quando Roberto lembrava que ela tinha nascido em 1932.

“Martha Rocha deve ter partido feliz, foi uma profissional excelente, com uma carreira brilhante, sem nunca ter deixado de lado suas raízes, também teve a oportunidade de ver, pela primeira vez, um amigo baiano assumir a coordenação do Miss Brasil”, completa Roberto.

Como missólogo (termo que denomina os amantes dos concursos de misses), Roberto já foi fonte de informação para muitas reportagens em jornais, revistas e programas televisivos de diversas emissoras, dentre elas Piauí, Superinteressante, Revista dos Curiosos, Metrópole, Caras, Flash, Programa do Jô Soares, Sem Censura, Vitrine com Marcelo TAS, Na Cama com Monique, Fantástico, entre outros.

Em 2015, Roberto lançou a biografia de Martha Vasconcellos, Miss Universo 1968, dentro do projeto Gente da Bahia, da Assembleia Legislativa do Estado. O livro foi lançado com sucesso numa noite de autógrafos no salão nobre da Associação Comercial da Bahia e está esgotado. São 698 páginas com 400 fotografias.

Sobre o Miss Brasil

O Miss Brasil é o mais tradicional concurso de beleza feminino realizado anualmente, elegendo, entre as mulheres de cada unidade federativa do país, a representante nacional da beleza da mulher brasileira. A vencedora de cada edição representa o país no Miss Universo.

O concurso existe desde 1954, quando a baiana Martha Rocha se tornou a primeira Miss Brasil. A atual Miss Brasil é a representante do estado de Minas Gerais, Júlia Horta.

O Brasil, desde então, só não participou do Miss Universo no ano de 1990. Em 2020, o Miss Brasil será realizado na segunda quinzena de agosto.

Redes sociais do Miss Brasil 2020:

Instagram: @u_missbrasil / Facebook: U_MissBrasil / Twitter: @u_missbrasil / YouTube: U_MissBrasil / LinkedIn: U Miss Brasil

Pesquisa sobre pós-pandemia identifica três cenários para Curitiba; solidariedade é chave para futuro melhor

Pesquisadores do Instituto Sivis descrevem possibilidade otimista, intermediária e pessimista para superação da crise. Intenção do prognóstico é estimular cultura de colaboração para que a cidade consiga viver o melhor cenário possível, pautado em soluções coletivas de longo prazo

Curitiba poderá superar a pandemia de Covid-19 de pelo menos três formas distintas, levando a cidade a diferentes efeitos pós-crise. É o que revela uma pesquisa de cenários futuros possíveis desenvolvida pelo Cidade da Gente, iniciativa coordenada pelo Instituto Sivis. Com metodologia de pesquisa envolvendo mais de 500 curitibanos, a organização traçou três perspectivas futuras, que podem conduzir a cidade a um patamar mais otimista e solidário ou a um futuro mais egoísta e pessimista; ou ainda a um caminho intermediário e passageiro, no qual a colaboração entre os cidadãos vai embora junto com a pandemia. O objetivo dos organizadores do panorama local é despertar o debate sobre o futuro e mobilizar diversos atores em prol da concretização do cenário mais positivo para a cidade.

A pesquisa desenvolvida em três etapas incluiu entrevistas em profundidade, questionários online e realização de grupos focais. No método de pesquisa a amostra foi constituída de forma a se aproximar das características demográficas da cidade, buscando manter a quantidade de respondentes por região, faixa etária e gênero proporcionais à realidade.

Cenários possíveis
Os pesquisadores encontraram três possibilidades para o futuro de Curitiba. As descrições tratam dos principais caminhos que a comunidade local pode percorrer para vencer os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus e destacam a forma como os membros sociais vão interagir neste momento de incertezas. A pesquisa admite que hajam outros cenários possíveis, mas elencou aqueles que foram traçados a partir da percepção dos entrevistados.

Japona
O primeiro, nomeado “japona”, refere-se a um cenário intermediário entre o pessimismo e o otimismo com o futuro. Nele, a população vai usar de solidariedade e a colaboração para superar a crise - como usa uma japona nos dias frios. Mas depois que a tempestade passar, os bons hábitos serão esquecidos e a cidade voltará ao ritmo de vida sem aproveitar ações colaborativas de forma duradoura.

Gralha-azul
O segundo cenário - mais positivo, foi batizado “gralha-azul”, em alusão à ave símbolo na região, conhecida pela semeadura do pinhão. Nele, a cultura de colaboração será semeada durante a pandemia e surtirá efeitos de longo prazo, alterando o relacionamento entre os mais diversos atores sociais e deixando como legado geracional práticas mais solidárias e colaborativas. As pessoas vão se engajar e buscar soluções conjuntas que transformarão a miséria em prosperidade.

Farinha pouca, meu pirão primeiro
No último e pior cenário, o “farinha pouca, meu pirão primeiro”, o curitibano adotará uma postura egoísta, centrada em resolver emergências pessoais que alargarão as distâncias entre grupos sociais, aprofundando a polarização, prolongando a crise e agravando o desemprego e a vulnerabilidade social. Haverá maior impacto na saúde e a crise econômica será encarada no âmbito individual, sem perspectivas positivas para a coletividade. O poder público, sendo forçado a resolver o aqui e o agora, ficará sem conseguir se planejar para o futuro

Os apontamentos surgem da análise de dados encontrados tanto na coleta qualitativa quanto quantitativa. “Tivemos vários indicativos de que a cidade tornou-se mais solidária neste período, mas, em contrapartida, houve sinalização de aspectos negativos, mais ligados à economia, segurança e preocupação pessoal com familiares”, explica a pesquisadora Camila Mont’Alverne. Segundo a Doutora em Ciência Política, as informações que se repetem nas três etapas de pesquisa servem de confirmação dos indícios e, se nada for feito, a capital do Paraná pode viver em um futuro próximo uma superação paliativa e insuficiente. “A gente tem uma propensão grande para esse cenário, da japona: as pessoas das comunidades vulneráveis estão desassistidas em certa medida e a forma como a sociedade está lidando com o isolamento social indicam que a cultura de colaboração não está sendo sólida o suficiente”, alerta.

Em busca do melhor destino
Para encontrar o melhor cenário futuro, não há segredo: o caminho deve ser a solidariedade e a cultura de colaboração. “Tem um grande elemento que precisa ser reforçado, apesar do lugar comum: é a solidariedade. É a chave para que os mais vulneráveis sejam atendidos neste momento e depois da pandemia também, porque a recuperação da crise também é muito difícil”, comenta Jamil Assis, Relações Institucionais do Instituto Sivis. Para ele, a articulação entre diversos atores sociais, envolvendo políticas públicas e rede de apoio será fundamental para manter a solidariedade e a coesão social, quando diversas partes que compõem a sociedade interagem de forma construtiva e com objetivos coletivos. “No cenário gralha-azul vamos conseguir coordenar essa colaboração e manter o trabalho coletivo, pensando como a gente arrecada e direciona os recursos”.

Em termos democráticos, o ano de eleições municipais deve ser canalizado para um debate amplo e inclusivo sobre o futuro. “Não podemos pensar apenas em quem vai ganhar, ser eleito, mas sim o que o eleito vai fazer como liderança desse momento de superação, com diálogo com toda sociedade”. Os cidadãos interessados em colaborar neste processo, podem acessar o site do programa e consultar boas práticas, bem como conhecer a descrição completa de cada um dos cenários identificados: cidadedagente.org.br/cenariosparacuritiba/

Medo do amanhã
Além de indicar perspectivas futuras, a pesquisa de cenários capturou as principais impressões dos curitibanos: 65,8% dos entrevistados estão com medo de que eles mesmos ou seus entes queridos adoeçam e sofram muito por causa da Covid-19. Já 71% estão com medo de que eles mesmos ou seus entes queridos sofram por conta de uma recessão econômica após a pandemia, indicando que há mais apreensão sobre os impactos financeiros do que de risco à vida. A maior preocupação dos curitibanos é com a família. 98,4% dizem se preocupar muito ou algo com os familiares. Mas eles também demonstram preocupação com a comunidade de forma mais ampla. 60,3% afirmam que se preocupam muito ou algo com os desconhecidos. 71,2% veem algum grau de aumento de solidariedade entre as pessoas durante a pandemia.

Metodologia
A metodologia de cenários possíveis é recomendada para situações de crise e incerteza e já foi usado em pesquisas importantes na África do Sul, em 1992, na dissolução do apartheid, na Colômbia, quando se inclui as FARC no diálogo para solução de conflitos; e atualmente é método do projeto Europa 2040.

Sobre o Cidade da Gente
O Cidade da Gente une lideranças de diversos setores da cidade – comunitárias, sociais, empresariais e governamentais – para encontrar soluções para melhorar a confiança e a colaboração em Curitiba. Dessa forma, a iniciativa procura fortalecer a cultura democrática local ao mesmo tempo em que busca caminhos que sejam também relevantes para outras cidades do Brasil e do mundo. Saiba mais em: www.cidadedagente.org.br.

BBQ Mix atinge mais de 400 mil pessoas em picos simultâneos

O evento virtual aconteceu neste sábado (04), reunindo grandes nomes do sertanejo, no interior de Goiás

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=173280&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CRO1P152MB1514A60EDD356FB447600A8EBD690%2540RO1P152MB1514.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CRO1P152MB1514A60EDD356FB447600A8EBD690%40RO1P152MB1514.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.2

Foto: Alisson Demetrio

Neste sábado (04), a partir das 16h, se iniciava mais uma edição do “BBQ Mix”, intitulado pelo “Guinness World Records” como o maior churrasco do mundo. Diretamente do interior de Goiás, e respeitando todas as normas da Organização Mundial da Saúde, astros da música sertaneja se uniram para animar a festança, que durou mais de onze horas, sendo transmitida através do canal oficial do festival VillaMix.

As apresentações de dar água na boca aconteceram em uma sequência de tirar o fôlego do público de casa. Davie foi quem abriu o churrasco com pé direito, apresentando country americano no melhor estilo. Em seguida, Edson e Hudson, Os Parazim, Leonardo, Bruno e Marrone e, para fechar com chave de ouro, Jefferson Moraes, que surpreendeu com as participações pra lá de especiais, Zé Felipe e Nicolas Muniz. Mas, em paralelo aos shows, para dar o tempero especial, o que chamou atenção foram os renomados assadores presentes, Panhoca, Paula Labaki e Roberto Barcellos, que mostraram ao mundo os seus dotes culinários, criando desejo nas milhões de pessoas que estavam conectadas.

Os números comprovam que esta foi mais uma edição bem sucedida, foram longas horas de entretenimento, música de qualidade e culinária ao vivo, tudo sob direção de Marlus Marcelus e Fábio LOPES, com concepção de Marcos Araújo, idealizador do evento. Simultaneamente, mais de 400 mil pessoas acompanharam a super live, que unificou em uma só transmissão tudo o que o ser humano gosta, por isso, milhares de novos inscritos no canal e uma única certeza, o churrasco online foi um sucesso.

Créditos: Alisson Demetrio

Comunicação Apreciativa e Assertiva em tempos de home office é tema de palestra gratuita na ESIC Internacional

No dia 8 de julho, quarta-feira, às 15h, a psicóloga Heide Castro promove uma palestra online sobre comunicação apreciativa e assertiva em tempos de trabalho online. O evento é gratuito, promovido pela ESIC Internacional.
Como se comunicar online? Como ser claro e assertivo na comunicação, sem a presença física? A especialista dará dicas de comunicação online para conversas produtivas, com o objetivo de otimizar as relações e a clareza das informações transmitidas online.
Cleide é especialista em psicologia organizacional e do trabalho, intervenção cognitiva e aprendizagem mediada. Possui certificação em investigação apreciativa pela Case Western Reverse / Cleveland / USA.
O evento é online e gratuito, e as vagas são limitadas, mediante inscrição pelo link https://pages.esic.br/masterclass-conversas-produtivas

Sobre a ESIC Internacional:

A ESIC é uma Business School Internacional especializada em Gestão de Negócios e Marketing. Com mais de 50 anos de experiência, possui matriz em Madrid e Barcelona, 10 campus na Europa, campus brasileiro em Curitiba, acordos e convênios nos 5 continentes, especialmente E.U.A., Índia e China. A instituição atua em oito áreas: Graduação, Pós-Graduação (Master e MBA), Executive Education (cursos avançados e sob medida para empresas e formação in company), Módulos e Missões Empresariais Internacionais, ESIC Idiomas (Escola de idiomas Internacional), Colégio Internacional, Simuladores/Competições Empresariais Globais e ESIC Editora (com tradição em publicações renomadas, atualizadas e especializadas em Gestão de Negócios e Marketing). Para garantir respaldo internacional aos certificados de seus alunos, a ESIC está entre o seleto grupo que segue os padrões do Executive MBA Council (Conselho Internacional de MBAs), é membro da EFMD (European Foundation for Management Development), AACSB (Associationto Advance Collegiate Schools of Business of USA), AMBA (International Association of MBAs) e CLADEA (ConsejoLatinoamericano de Escuelas de Administración).

Brasileiro Marcel Adur renova contrato com o BRAVE CF

Distrito de Seef, Bahrein - 6 de Julho de 2020

Um dos melhores pesos moscas no plantel do BRAVE Combat Federation, o brasileiro Marcel Adur acaba de ampliar seu vínculo com a principal organização de MMA do Oriente Médio, com base no Bahrein.

Um veterano do BRAVE CF, Adur tornou-se uma estrela da organização ao longo de uma extensa trajetória dentro do evento, que começou em março de 2017, quando ele fez sua estreia, vencendo o mexicano Ivan Lopez por nocaute técnico.

De lá para cá, Adur colecionou um cartel de quatro vitórias e somente uma derrota dentro do show, com três desses triunfos vindo por nocaute ou nocaute técnico. O brasileiro lutaria pelo título mundial no último mês de novembro, mas a luta diante do norte-americano José “Shorty” Torres acabou sendo cancelada após Torres se retirar do combate.

Em sua última aparição no cage do BRAVE Combat Federation, Adur superou o compatriota Marlon Derik, em decisão unânime dos jurados. O combate foi realizado em Belo Horizonte (MG), no card principal do BRAVE CF 25, em agosto de 2019.

Mesmo sem competir desde o segundo semestre do ano passado, Adur vive a expectativa de retornar à ação e, é claro, com o cinturão de campeão mundial peso mosca como seu maior objetivo.

“Olá, pessoal, eu estou muito feliz de assinar minha renovação com o BRAVE CF. Mal posso esperar para estar de volta, lutando novamente. Meu objetivo permanece sendo o cinturão. Esse título vai estar comigo muito, muito em breve!”, comentou Marcel ao falar sobre o novo acordo.