DRINKS ORIENTAIS! ENTENDA A DIFERENÇA ENTRE SAKE E SHOCHU

As duas bebidas alcoólicas tornaram-se conhecidas a partir da cultura oriental e hoje são famosas em muitos lugares do mundo; mas apesar da origem, ambas possuem particularidades. Para desvendar as principais diferenças entre as bebidas, a Azuma Kirin, marca de sakes com mais de 80 anos no Brasil lista as principais diferenças entre sake e shochu

Uma caipirinha de sake, por favor! A bebida oriental se tornou popular no Brasil e essa frase pode ser ouvida diariamente nos bares do país a fora. Mas tem uma outra bebida oriental, menos conhecida, que causa grande confusão na cabeça dos brasileiros: o shochu. A primeira desfruta de uma base de fãs por seu aroma frutado e delicado e sua capacidade de complementar uma variedade de alimentos; a segunda predomina o sabor do intenso e maior teor alcoólico.

E embora sejam bastante confundidas por quem ama drinks orientais, o sake e o shochu são muito diferentes em processos de produção e sabor, sem mencionar o volume alcoólico. De acordo com a Azuma Kirin, para realmente apreciar o sake, é bom ter um conhecimento prático da outra bebida “nativa” do Japão e como as duas diferem e se relacionam. Pensando nisso, a marca listou os principais pontos que tornam o sabor das opções tão particulares.

Diferenças na Produção

Em um método de Fermentação que alguns acreditam ter nascido há 3.000 anos e que é respeitado até hoje pela Azuma, o sake é fabricado convertendo o amido do arroz em açúcar e depois em álcool através do poder da fermentação que utiliza o Koji especial ao processo.

Por outro lado, o shochu é um produto destilado que data do século XVI. A destilação é o processo de separação de uma combinação de líquidos com diferentes pontos de ebulição, neste caso, água e álcool. Ao remover parte do teor de água de uma mistura alcoólica, os destiladores ficam com uma bebida consideravelmente mais forte.

Em comparação, a mistura naturalmente fermentada de arroz e água, que compõe o saquê geralmente gira em torno de 15% de teor alcoólico, enquanto o shochu pode oscilar em torno de 25% ou até versões ainda mais potentes e pode ser original do processo de destilação de diferentes insumos. Essa diferença, aparece nos sabores das duas bebidas: o saquê é suave e com acidez super equilibrada, e o shochu é mais seco e aroma neutro, com um forte sabor alcoólico.

Ingredientes Chaves

A Azuma Kirin destaca que o ingrediente chave do sake é o arroz. Dito isto, uma série de outros fatores, como o grau de polimento do grão, se o sake é adicionado de álcool ou a variedade de levedura usada para fermentação, até mesmo a qualidade da água, podem afetar significativamente o sabor do produto.

Por outro lado, qualquer fã de shochu dirá que seu verdadeiro charme está na seleção incrivelmente diversificada de ingredientes crus que podem ser usados ​​para prepará-lo. Os dois mais populares são o imo (batata-doce) e mugi (trigo). A primeira tem uma doçura discreta que atrai aqueles que gostam de uma bebida forte, mas não tão pesada. Já para aqueles que preferem o sabor mais consistente e bem intenso de álcool, a segunda opção pode ser considerada a melhor escolha. Esses dois sabores geralmente são oferecidos em restaurantes e vendidos facilmente nas lojas. Mas uma variedade de ingredientes criativos pode produzir shochu; incluindo milho, castanha e açúcar bruto, que são todos adicionados na segunda etapa do processo.

Hora de Degustar

Sobre indicações e diferenças na degustação, a Azuma explica que dependendo do tipo, o sake pode ser apreciado em uma faixa impressionante de temperaturas, desde quase congelante 5 ℃, até intensos 50 ℃. Além de poder ser facilmente saboreado direto, em temperatura ambiente.

O shochu também pode ser consumido em temperaturas altas, mas normalmente não é o formato recomendado. Em vez disso, como a maioria dos destilados fortes, ele geralmente é servido com gelo ou em um mix com água quente ou fria, e até misturado ao chá, sem citar é claro os drinks com este potente sabor.

Um sake pra chamar de seu!

Agora que ficou mais fácil distinguir sake e shochu, é só escolher a opção que melhor aguça o paladar. E para os fãs de sake, a Azuma preparou uma lista com indicações da bebida que vão deixar qualquer drink mais saboroso.
03EjO2E2Y4IGO6InYu02bj5SYyJXZ0BUasxWZjVHbh1WYzNXZuFmd6kjM0gTM3cDNyIjOn5GcuIzYwITYzcjNwUTMlRGN2UTZ0MTO0IWNxgDO4U2YwEmMGJTJwEmMGJTJwkjM2UjRyUSOyEzMx8VL0ETLfpTM
Dourado: É um sake para uma legítima experiência oriental, com excelente acidez, aroma fresco e frutado, com sabor suave. É perfeito para consumo puro ou em drinks mais elaborados e considerado um produto de alta qualidade e preço acessível. Harmoniza muito bem com frutos do mar, peixes assados, lámen ou com pratos mais populares como pizza e hamburgueres.

03EjOhNDOyQjZ6InYu02bj5SYyJXZ0BUasxWZjVHbh1WYzNXZuFmd6kjM0gTM3cDNyIjOn5GcuEWMiZTNwEDNzYzMzkTZkVDZxE2N5EmZ5EDOihjY3IWZGJTJ3IWZGJTJwkjM2UjRyUSOyEzMx8VL0ETLfpTN

Guinjo: Um sake premium, premiado em 2022 como um dos melhores sakes do mundo. Muito aromático, frutado e adocicado, com sabor leve e notas de maçã, combinando muito bem com reuniões formais e ocasiões de trabalho.

73EjOlRTY5MGN6InYu02bj5SYyJXZ0BUasxWZjVHbh1WYzNXZuFmd6kjM0gTM3cDNyIjOn5GcuMzYyczNxEWZ0Y2Y2MTOygDOhNDZ3cTZzgTO4YTNmFDZGJTJmFDZGJTJwkjM2UjRyUSOyEzMx8VL0ETLfpjM
Sake Soft: É indicado para quem busca um sabor discreto e agradável. Tem aroma suave, é frutado, leve e delicado no paladar. Boa opção para degustar puro ou em drinks que se procura leveza, quem gosta de experimentar e inventar seus próprios drinks, pois permite que a fruta e outros insumos se destaquem na preparação.

EM CLIMA DE FESTA JUNINA! DESCUBRA QUAIS AS MELHORES OPÇÕES DE VINHO PARA FAZER A BEBIDA MAIS POPULAR DESTE PERÍODO

Quem ama festa junina, não despensa um bom vinho quente! Mas não precisa circular por várias quermesses para apreciar a bebida; é possível prepará-la para curtir um arraial em casa. E por mais que não precise de muitos ingredientes, pode ser difícil escolher a opção certa de vinho para usar na receita. Pensando nisso, a Zanlorenzi Bebidas preparou um guia indicativo para a melhor escolha. Confira!

Se tem uma festa mais aguardada que a festa junina, ainda não foi apresentada! A comemoração ficou de fora do cenário brasileiro nos últimos anos, mas agora volta com tudo. E mais gostoso que curtir os arraiais Brasil a fora, é consumidor as comidas e bebidas típicas desta época. E entre paçocas, cuscuz, milho cozido, arroz doce e maçã do amor está ele... o vinho quente!

A ideia de consumir a bebida aquecida começou século II pelos romanos, que o aqueciam para proteger seus corpos durante os rigorosos invernos, e se espalhou pelo continente Europeu, onde as pessoas começaram a misturá-lo com especiarias. Não deu outra! O modo de consumo pegou fama e muitas receitas foram criadas a partir daí, até chegar no famoso vinho quente, uma das bebidas mais tradicionais das festas juninas e quermesses.

Mas qual seria o vinho mais indicado para fazer vinho quente? Apesar de ser uma bebida fácil de se preparar, a escolha do vinho correto é fundamental para o sucesso da receita. Pensando nisso, a Zanlorenzi Bebidas, indústria de bebidas do Sul do país, preparou algumas dicas de como escolher a opção correta.

:: A ESCOLHA DO VINHO

Existem dois tipos de vinho que podem ser usados em receitas da bebida mais famosa dessa época: o tinto e o branco. É verdade que as receitas mais tradicionais são as feitas com a primeira opção, porém as que são feitas com vinho branco também vêm ganhando espaço e ficando cada vez mais em evidência.

Para as receitas mais tradicionais, o vinho tinto suave e adocicado é a melhor opção. Eles combinam perfeitamente com ingredientes, como maça e canela, comuns nos tradicionais vinhos quentes. Já para quem deseja inovar, outros tipos de álcool podem ser utilizados, como a cachaça ou o vinho branco. Este último é mais recomendado, para suavizar a bebida típica, e em uma opção mais doce “cai” perfeitamente para uma receita diferenciada, mas igualmente saborosa.

Sugestões de vinhos:

63EjOhVmZ2EzN6InYu02bj5SYyJXZ0BUasxWZjVHbh1WYzNXZuFmd6UjM1MjM1ATOwMjOn5GcuQGOlFWMjRDN2UWOkVWOxMmN3cTZxkDMwcDZjRTZkVWMGJTJkVWMGJTJ2ITN1IjRyUSOyEzMx8VL0ETLfpzM
Vinho Campo Largo: O Sul é conhecido pelas boas vinícolas e, quando o assunto é vinho, o Vinho Campo Largo é destaque. Nas versões suave e seco, os vinhos Campo Largo são elaborados a partir de uvas Isabel e Bordô (versão tinto) e uvas Niágara (versão branco), cultivadas na Serra Gaúcha. Versões perfeitas para vinhos quentes que agradem a todos! Preço sugerido de R$ 11,90

23EjO4QmY1MGZ6InYu02bj5SYyJXZ0BUasxWZjVHbh1WYzNXZuFmd6UjM1MjM1ATOwMjOn5GcuADZxcTM1EjZwMmYjdjZ4UDZ2kzYkFGNlRTZyUGN0QWNGJTJ0QWNGJTJ2ITN1IjRyUSOyEzMx8VL0ETLfpTN

Quinta do Rio Grande: O Vinho Quinta do Rio Grande é produzido 100% com uvas bordôs cultivadas na Serra Gaúcha. O seu sabor é leve e intenso, com aroma de frutas frescas e toque aveludado. É ideal para um bom vinho quente. Preço sugerido de R$13,90.

:: MELHORES RECEITAS

E para deixar qualquer arraial mais gostoso, a Zanlorenzi separou receitas saborosas e fáceis de fazer, que vão garantir o melhor vinho quente da festa. Anote!

RECEITA DE VINHO QUENTE TRADICIONAL
Ingredientes:
1 litro de vinho tinto;
½ colher (chá) de cravo-da-Índia;
1 unidade de canela em pau;
4 colheres (sopa) de açúcar;
2 rodelas de laranja.

Modo de preparo:
Em uma panela, em fogo baixo, adicione todos os ingredientes. Quando a mistura começar a ferver, deixe cozinhar por cerca de 20 minutos e está pronto!

• RECEITA DE VINHO QUENTE COM PIMENTA
Ingredientes:
1 garrafa (750 ml) de vinho tinto seco;
1 xícara (chá) de açúcar mascavo;
1 maçã em cubos pequenos;
1 ameixa em gomos;
Casca de 1 laranja;
Casca de ½ limão;
6 cravos-da-Índia;
2 pimentas Jamaica;
3 cardamomos;
3 grãos de pimenta-preta;
1 pitada de sal.

Modo de preparo:
Derreta o açúcar em uma panela em fogo baixo. Quando derreter, adicione as especiarias, as cascas e a pitada de sal. Em seguida, acrescente o vinho, o que fará o caramelo endurecer na hora. Deixe ferver até o caramelo derreter, adicione as frutas e mantenha fervura por mais um minuto. Pronto!

RECEITA DE VINHO QUENTE COM VINHO BRANCO
Ingredientes:
1 garrafa (750 ml) de vinho branco;
1 xícara (chá) de açúcar;
4 colheres (sopa) de açúcar;
3 anis-estrelado;
5 cravo-da-Índia;
1 laranja madura grande;
3 cm de gengibre cortado em fatias finas.

Modo de preparo:
Usando um descascador de legumes, retire a casca da laranja e mantenha sua parte branca. Você também pode usar uma faca, mas é importante retirar uma camada bem fina da casca para que a parte branca se mantenha no fruto. Enfie os cravos na casca da laranja e coloque em uma panela. Depois, coloque o anis-estrelado, o gengibre, a água e o açúcar e leve ao fogo, mexendo sempre, até que o açúcar dissolva. Então, deixe cozinhar por 10 minutos, mexendo regularmente. Apague o fogo e coloque o vinho. Então, é só deixar na panela, com o fogo apagado, por 20 minutos. Para servir, aqueça em fogo baixo, tomando bastante cuidado para não deixar ferver. Pronto!

RECEITA DE VINHO QUENTE COM VINHO BRANCO E MEL
Ingredientes:
1 litro de vinho branco seco;
1 xícara (chá) de água;
1 xícara (chá) de suco de laranja;
½ xícara (chá) de mel;
½ xícara (chá) de açúcar;
5 cravos-da-Índia;
Casca de 1 laranja (apenas a parte laranja);
1 canela em pau;
1 pedaço de gengibre descascado e fatiado.

Modo de preparo:
Em uma panela, misture o vinho, a água, o suco de laranja, o mel, o açúcar, o cravo, a casca de laranja, o gengibre e a canela. Leve ao fogo baixo e, assim que levantar fervura, deixe cozinhar por 10 minutos. Está pronto!

O maior período de consumo de vinho quente no Brasil começou, e depois de conhecer um pouco sobre a história dessa bebida, entender como ela foi consumida e espalhada por muitas regiões do mundo, e quais dos vinhos são os mais indicados por especialistas para serem utilizados, não é difícil encontrar criações de receitas inovadoras e deliciosas.

Ainda dá tempo: aproveite cinco atrações imperdíveisda 30ª ExpoBento e 17ª Fenavinho

Feira e festa encerram domingo (19), no Parque de Eventos de Bento Gonçalves

A 30ª ExpoBento e a 17ª Fenavinho dispõem de uma oferta de produtos, serviços e entretenimento capaz de mobilizar multidões em direção ao Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Quem ainda não aproveitou todas as possibilidades de compras e lazer que os eventos oferecem precisa se atentar: o encerramento da feira e da festa está programado para domingo, dia 19.

Até lá, ainda há tempo de aproveitar muitas das atrações da ExpoBento e Fenavinho. Mas, para ajudar a otimizar seu tempo nos pavilhões, elencamos cinco experiências imperdíveis para serem aproveitadas o quanto antes e garantir ainda mais espaço na sua agenda para aproveitar cada momento antes da despedida das edições da feira e da festa deste ano.

Voo de helicóptero
Que tal admirar Bento Gonçalves das alturas? Um voo de helicóptero com saída e chegada no heliponto do Parque de Eventos oferece um novo ângulo das belezas de Bento Gonçalves. O passeio poderá ser feito no sábado, dia 18, e no domingo, dia 19, das 10h às 17h, e as partidas são por ordem de chegada. O valor do voo, que dura aproximadamente cinco minutos, é de R$ 190 e pode ser parcelado em até quatro vezes no cartão.

Clique Para Download
2==wNxoTM5YDM2gjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOzkDNxUjM4EjMyozZlBnauc3bsBzYlF2NjFDMhJDO0MzMhJGZ0EGZjZWOkNDNjVzN1IzYGJTJ1IzYGJTJxczM3MjRyUiMwIDNx8VL0ETLfpjN

Experiências tecnológicas
Se você quer ampliar seu entendimento sobre metaverso e realidade virtual a Fenavinho te ajuda. As duas experiências estão instaladas na Vila Típica e podem ser testadas sem custo algum para os visitantes. No metaverso, é possível passear pela Vila Típica de forma virtual, enquanto a realidade virtual levará o público a visitar dois pontos turísticos, previamente fotografados, de forma real, com o auxílio de óculos de realidade virtual. Se você quiser ampliar seu contato com a tecnologia, aproveite que está na Fenavinho e tenha seu vinho servido por um robô. Para isso, é preciso adquirir uma taça de cristal da Oxford, a R$ 20. Depois, é só trocar o voucher recebido que o robô fará o resto por você -- beber o vinho fica por sua conta, não esqueça!

Clique Para Download
4==wNxojY3kjYlNmOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOzkDNxUjM4EjMyozZlBnauc3bsVjN2IDO3UjY0cTYxQDZwIWNiVjYmJWZwYTZjljZiFGZGJTJiFGZGJTJxczM3MjRyUiMwIDNx8VL0ETLfpTM

Degustar vinho
O universo dos vinhos pode ser intimidador para alguns, diante de tantos tipos e estilos da bebida. Mas a Fenavinho também está aí para, além de oferecer diversão e alegria com a enogastronomia da região, ajudar na aproximação do público com a milenar bebida. Onde devo pegar a taça para beber? Como sentir os aromas do vinho? Perguntas assim vão ser respondidas nos cursos gratuitos de degustação oferecidos pelas vinícolas participantes. De sexta a domingo, ocorrem duas aulas em cada dia, com início sempre às 15h e às 19h. Sexta-feira, a promoção será nas vinícolas Cristofoli e Lovara, respectivamente. No sábado, quem oferece os cursos são as vinícolas Don Giovanni e Valmarino e, encerrando a programação, no domingo, o evento será na Vinícola Somocal e nos Vinhos Coloniais. Inscrições na hora, de acordo com a disponibilidade de vagas.

Clique Para Download
2==wNxoDNjN2M0QmOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOzkDNxUjM4EjMyozZlBnauc3bsZzY0AzMkFzYmVzY1kjY0EDNhlzMyITZ1MmZ5YzMzkDMGJTJzkDMGJTJxczM3MjRyUiMwIDNx8VL0ETLfpTM

Fenavinho
A ExpoBento e a Fenavinho estão de volta depois de um hiato de dois anos devido à pandemia. Agora, é tempo de celebrar o reencontro, e nada mais indicado do que reunir os amigos e os familiares e aproveitar, no melhor clima de festa do interior, os atrativos da Fenavinho. O ambiente remete às comunidades do início do século 20, com os estandes das vinícolas e de restaurantes emulando o casario típico da época. Longas mesas, como aquelas das festas de colônia, recebem os visitantes para acomodá-los a fim de que passem, ali, horas agradáveis entre um brinde e outro como vinho, suco e espumante e bons pratos de pasta e pizza. Por ali, ainda, é bem fácil de encontrar o Tasta Vin, o mascote da festa, e o trio de soberanas da Fenavinho, a Imperatriz do Vinho, Laís Dupont, e as Damas de Honra, Raiane Conci e Letícia Beliski. Uma bela chance de registrar esse encontro e guardá-lo tanto no celular quanto na memória.

Clique Para Download
2==wNxojZkZTZwgjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOzkDNxUjM4EjMyozZlBnauc3bsVTYzMmMmVTY0AjNzM2MlhDZ2YGMyUmYmVTYyIDNmZTNGJTJmZTNGJTJxczM3MjRyUiMwIDNx8VL0ETLfpTM

Agroindústria
Um dos espaços mais saborosos da ExpoBento, literalmente, é sua área dedicada às agroindústrias. Quem vem de fora para a Serra sabe que vir para a região significa voltar para casa com capeletti, queijo, salame, pães e outras delícias típicas. Para quem mora aqui, é a oportunidade de, num único lugar, encontrar tudo que precisa para abastecer a despensa e deixar a mesa repleta de coisas boas para comer -- afinal, para o gringo, mesa boa é mesa farta. Esse espaço na feira reúne cerca de 40 pequenos produtores agrícolas que vêm de diversas partes do Estado para oferecer produtos de procedência reconhecida. Uma grande chance de levar mais sabor e saúde à mesa -- e ainda prestigiar e consumir todas as delícias produzidas no interior gaúcho.

Clique Para Download
6==wNxojY2MmNiZjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnOzkDNxUjM4EjMyozZlBnauc3bsRGOwgTMiJGM0IGM1QTYxU2M5kjYmVWYjFGN3I2MhNDNGJTJhNDNGJTJxczM3MjRyUiMwIDNx8VL0ETLfpDM

Serviço
O quê: 30ª ExpoBento e 17ª Fenavinho
Quando: até 19 de junho
Horários: dias 17 e 18, das 10h às 22h30min; dia 19, das 10h às 21h
Onde: Parque de Eventos, em Bento Gonçalves
Quanto: dia 17, ingressos a R$ 8; dias 18 e 19, ingressos a R$ 15
Estacionamento: R$ 25 para carros e R$ 10 para motos
Informações: site e-mail expobento@expobento.com.br
Promoção: Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG)

A 30ª ExpoBento e a 17ª Fenavinho têm o patrocínio de Dal Mobile, Madem Indústria e Comércio de Madeiras e Embalagens, Cooperativa Vinícola Aurora, Orquidea, Saif, Oxford Porcelanas, LNF Latino Americana, Bertolini S/A, Paese Comercio de Ferragens, Cooperativa Santa Clara, Crediare S/A, Lojas Colombo, Miolo Wine Group Vitivinicultura, Zegla Indústria de Máquinas para Bebidas, Multimóveis, Anderle Transportes, Concresul Britagem, Giordani Turismo, Sicredi, Supermercados Andreazza, Banrisul Consórcio, Suffa Móveis, Via Sul Serviços de Internet, Mérica Logistica, Badesul e Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves. São apoiadores Embrapa, Guterres Comércio de Combustíveis, SEBRAE, SENAC, Hotel Vinocap e Transporte Santo Antônio.

Outras imagens em alta aqui
Crédito: Gilmar Gomes

Orquestra de projeto que faz inclusão musical de crianças e adolescentes se apresenta em Curitiba

Concerto da Filarmônica Vida e Arte reúne cerca de 60 músicos entre 10 e 60 anos que fazem parte de projeto sociocultural que transforma vidas por meio da música

O Trem da Vida será o tema da próxima apresentação do Em Cena, da Orquestra Filarmônica Vida e Arte, no dia 21 de junho, às 20 horas. Formado por cerca de 60 músicos com idades entre 10 e 60 anos, o grupo faz parte do Projeto Vida & Arte, que atua em comunidades da periferia de Curitiba e região metropolitana e oferece aulas de música gratuitas no contraturno escolar.
Para essa apresentação, com o tema O Trem da Vida, o coordenador e maestro Douglas Soares Ramos e o diretor artístico Abner Mendes idealizaram uma viagem de trem que passa pelos diversos momentos da vida. “A arte tem a capacidade de emocionar, tento sempre trazer memórias afetivas para as apresentações”, diz Abner. “Cada apresentação que a gente faz é sempre um grande desafio para o projeto. Hoje a orquestra já é madura, mesmo sendo uma orquestra de um projeto social, tem um nível musical muito bacana. E a gente sempre tenta trazer algo a mais para eles. Todo concerto tem um desafio, tem algo que os alunos têm de superar”, conta o maestro.
O concerto terá a participação especial do cantor, compositor, multi-instrumentista e pastor Rodolfo Abrantes. O Em Cena realiza dois concertos ao ano, que servem para que o público acompanhe o desenvolvimento dos alunos, e são realizados na Primeira Igreja Batista de Curitiba (PIB).

O projeto

O Projeto Vida & Arte nasceu em 2005 por iniciativa do Pastor Paulo Davi, com o objetivo de transformar vidas por meio da música. “Buscamos, além do enriquecimento cultural, o resgate social, a prevenção contra o acesso à marginalidade e violência, e a mudança na perspectiva de vida de toda a comunidade”, afirma Davi, diretor geral do Vida & Arte.

Mais de 3,5 mil crianças e adolescentes já foram atendidos desde o início das atividades, além de muitas de suas famílias. Atualmente são 250 alunos em núcleos distribuídos em Curitiba e região metropolitana, em regiões com um baixo IDH e alto índice de criminalidade.

As aulas são ministradas por instrutores capacitados, que atendem a uma metodologia voltada não apenas para o ensino da música em si, mas também para o acolhimento do aluno, de forma a garantir seu desenvolvimento como pessoa, cidadão e elo entre a família e a sociedade.

A missão do Vida & Arte é transformar vidas e o projeto vem fazendo isso ano após ano. Cem alunos que passaram ou ainda estão em suas salas de aula já se formaram em cursos superiores. “Estou no projeto desde os 12 anos. Muitas oportunidades surgiram e hoje sou formada em Licenciatura em Música pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP)”, conta a violinista Thaís Almeida, de 22 anos.

Serviço
Projeto Vida e Arte – Concerto Em Cena – O Trem da Vida
Data: 21 de junho de 2022
Horário: 20h
Local: PIB Curitiba – Rua Bento Viana, 1.200
Ingressos: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia). Nas compras antecipadas, todos pagam meia entrada. Toda a verba será revertida para a manutenção do Projeto Vida & Arte
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 / https://www.diskingressos.com.br/

Estacionamento gratuito no local

Crédito das fotos: Crossby

Para conhecer melhor
Teaser apresentação Trem da Vida: https://vimeo.com/715295441/6eb138f555
Site: https://pibcuritiba.org.br/projeto-vida-e-arte-curitiba/
Vídeo sobre apresentação de julho/2021: https://youtu.be/HV-r2kWANJY
O projeto: https://www.youtube.com/watch?v=RRFWNxYVz-c
Depoimentos: https://www.youtube.com/watch?v=6sPZZKBXEyw
Making Off: https://youtu.be/_vR7Q41aBF0