23ª Curitiba Restaurant Week vai movimentar a capital no feriado prolongado

A 23ª Curitiba Restaurant Week segue oferecendo diversas opções de gastronomia com valores acessíveis. Neste feriado prolongado de Tiradentes, o festival é uma boa opção para experimentar menus diferenciados em um amplo leque de 43 restaurantes.

Seguindo a temática proposta para a edição 2022 – Música e Gastronomia –, algumas casas capricharam e oferecem ao público atrações musicais e comida de primeira qualidade.

As unidades do Jockey Plaza e Shopping Palladium do Baraquias apresentam dança árabe sempre aos sábados, a partir das 19h30. O Frères Gastronomia conta com show ao vivo e traz no cardápio o melhor da MPB nas noites de sexta-feira e no almoço de sábado. E o Pescara Cucina Italiana, por sua vez, tem show de fado com o Trio Portugal e performance de flamenco com o Aire Flamenco.

Realizado até o dia 15 de maio, o evento traz menus inspirados na gastronomia italiana, árabe, indiana, tailandesa, japonesa e muito mais, sempre com a proposta de democratizar o acesso à gastronomia, por meio de pratos diferenciados assinados por chefs renomados. Os valores variam de R$ 49,90 a R$ 99,00 e incluem entrada, prato principal e sobremesa. Além do consumo no próprio restaurante, os pedidos podem ser retirados no local ou entregues na modalidade delivery.

CTA: Confira todos os restaurantes participantes e a programação musical

Legendas – Fotos: divulgação:

Pescara Cucina Italiana – Entrada Panzanella e Spaghetti Vongole

Baraquias – Combinado Especial e Mahashi Carne

Frères Gastronomia - Frères

Serviço

23ª Curitiba Restaurant Week

Data: Até 15/05

Para conhecer os restaurantes e menus participantes, acesse restaurantweek.com.br
Fique por dentro das novidades, siga: @restaurantweekbrasil

Maior jardim de esculturas público do Brasil, com obras de João Turin, vai completar um ano

Espaço de 8 mil m2 conta com 13 obras de bronze ampliadas com métodos que usaram tecnologias 3D avançadas, algumas chegam a 3 metros de altura
banner jardim de esculturas.jpg

Perto de completar seu primeiro aniversário de inauguração, o Memorial Paranista, espaço de preservação e difusão de obras de arte em Curitiba, tem entre seus atrativos o maior jardim de esculturas público do Brasil, com 13 obras ampliadas em bronze de João Turin (1878-1949) em um espaço de 8 mil m2 no Parque São Lourenço, local de grande circulação de pessoas na capital paranaense.

No Jardim de Esculturas, o público pode apreciar alguns dos trabalhos mais representativos deixados pelo artista, com destaque para animais selvagens, como onças, que o artista representou com grande realismo. Profundo conhecedor da anatomia animal, Turin destacou-se como o maior escultor animalista do Brasil. A obra de maior destaque no local é “Marumbi”, que apresenta a luta de duas onças. Completam o conjunto de obras expostas a céu aberto dois baixos relevos (um deles com a lendária imagem da fundação de Curitiba) e duas representações de indígenas do povo Guairacá, sendo que um deles tem 3 metros de altura, na entrada do parque.

Construído pela Prefeitura de Curitiba e inaugurado em 14 de maio de 2021, o Memorial Paranista conta com três edificações interligadas por uma galeria com cobertura de vidro. O local reúne cerca de 100 trabalhos de João Turin, sendo que 13 estão no Jardim de Esculturas, que possui obras ampliadas. Algumas ganharam proporções heróicas, sendo a maior de todas “Marumbi”, com 3 metros de altura e aproximadamente 700 quilos.

Processo de ampliação das obras
As obras originais deixadas por João Turin, em sua maioria eram gessos que tinham em média 40 centímetros de altura. Para se chegar às obras em grandes proporções do Jardim de Esculturas, foi feito um processo de ampliação, em que se fabrica o molde da obra no tamanho desejado, para em seguida fazer a fundição, que resulta na escultura ampliada. “É muito complexo fazer isso da forma tradicional. Existem métodos antigos de se fazer ampliação manualmente usando proporções e determinados instrumentos”, comenta Samuel Lago, um dos detentores dos direitos autorais do artista.

As obras ampliadas de João Turin foram feitas com tecnologias avançadas, aliadas com técnicas tradicionais. Os moldes foram produzidos com impressoras 3D a partir de um minucioso processo de digitalização tridimensional das esculturas originárias, com um scanner específico. Samuel Lago explica que as novas tecnologias trazem um resultado mais fiel à obra originária, além de poupar tempo na produção. “Os benefícios são imensos. Porém o que fizemos foi aliar os métodos mais modernos com as técnicas milenares como a da cera perdida, muito utilizada para fundições em bronze. Unimos o melhor dos dois mundos, sempre pensando pra frente, mas sem descartar métodos clássicos que funcionam bem. O resultado é notável”. Após a feitura dos moldes, foram realizadas as fundições das obras em bronze. Todo o processo foi feito por uma experiente empresa da Califórnia, nos EUA. As obras ampliadas foram transportadas de navio até o Brasil.

Obras em outros locais públicos do Paraná e Rio de Janeiro
João Turin foi um dos primeiros artistas a levar a arte de seu estado para o Brasil e o mundo. Suas esculturas estão em locais públicos de municípios paranaenses, no Rio de Janeiro e até na França, onde o artista tem exposta uma Pietá, feita em 1917, para a Igreja de Saint Martin, em Condé-sur-Noireau, uma verdadeira relíquia, que resistiu aos bombardeios da Segunda Guerra. Um exemplar desta obra estará exposto no Memorial.

Curitiba, onde Turin passou boa parte de sua vida, possui muitas obras do autor espalhadas por parques e praças da cidade, como “Tigre Esmagando a Cobra”, localizada próxima ao portal do bairro de Santa Felicidade, “Luar do Sertão”, em frente à Prefeitura Municipal e “Tiradentes”, na praça de mesmo nome. A cidade do Rio de Janeiro também conta com esculturas de João Turin a céu aberto. Um exemplar de “Luar do Sertão” está na Praça General Osório, no bairro Ipanema, enquanto a escultura de uma onça pode ser apreciada no Jardim Botânico.

Turin também está no acervo de arte do Vaticano. A escultura “Frade Lendo” foi entregue como presente do povo brasileiro para o Papa Francisco, em 2013, na primeira visita do pontífice ao Brasil.

Sobre João Turin
Em quase 50 anos de carreira, João Turin deixou mais de 400 obras. Nascido em 1878 em Morretes, no litoral do estado do Paraná, ele veio ainda garoto para a capital Curitiba, iniciando seus estudos em artes, chegando a ser professor. Especializou-se em escultura na Bélgica. Retornou ao Brasil em 1922, trazendo comentários elogiosos da imprensa francesa. Foi premiado no salão de Belas Artes do Rio de Janeiro em 1944 e 1947. Faleceu em 1949.

Em junho de 2014, seu legado foi prestigiado pelas 266 mil pessoas que visitaram “João Turin – Vida, Obra, Arte”, a exposição mais visitada da história do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, que ficou em cartaz por 8 meses. Esta exposição também teve uma versão condensada, exibida em 2015 no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, e na Pinacoteca de São Paulo.

Serviço:
Memorial Paranista João Turin: Rua Mateus Leme, 4700 (Curitiba, Paraná).
Entrada gratuita.
Agendamento de visitas guiadas no site www.curitiba.pr.gov.br/memorialparanista
Site sobre João Turin: joaoturin.com.br
Redes sociais: @escultorjoaoturin e facebook.com/escultorjoaoturin

Vídeo sobre o Memorial Paranista João Turin:
https://youtu.be/0ZevRuwdti8

Oitava edição da Autofesta promete levar os participantes para uma viagem da ficção à realidade

O futuro se entrelaça no passado e revela o inesperado de forma mágica e lúdica explorando máquinas a vapor, veículos rudimentares e autônomos

Por Emanuelle Spack

Tradicional festa que reúne fabricantes e empresários do segmento automotivo volta com tudo em Curitiba e promete agitar a noite de 12 de maio. Inspirada no movimento Steampunk, com o slogan “Da ficção à realidade”, será uma noite glamorosa com decoração inusitada no Jockey White Hall. Com o objetivo de promover uma confraternização entre os players do mercado automotivo de reposição, o evento proporciona a oportunidade dos participantes ampliarem seus contatos impulsionando o networking.
A Autofesta é conhecida na cidade desde 2006 quando foi realizada sua primeira edição. De lá pra cá, a cada dois anos uma nova edição do evento acontece sempre na mesma época de uma importante feira do setor, a Autopar, realizada pela Diretriz Empreendimentos. Por ocasião da pandemia da Covid19, essa edição não pode ser realizada em 2020. Por isso os organizadores e os convidados da festa estão otimistas com o seu retorno. O evento é realizado pela empresa Projeto Marketing que atua há duas décadas no setor. De acordo com a empresária Désirée Sessegolo que idealizou o projeto, esta não é uma festa comum, “trata-se de um evento fechado onde fabricantes e distribuidores adquirem cotas e convidam seus clientes para desfrutarem de um entretenimento diferenciado, com momentos de descontração e alegria”, explica a empresária ressaltando que a cada edição uma nova dose de criatividade agrega surpresas capazes de encantar o público.
Para a edição de 2022 a temática do evento será levar os 1.600 convidados a uma viagem da ficção à realidade explorando máquinas a vapor e veículos rudimentares, estabelecendo um contra ponto à tecnologia dos veículos autônomos que já começam a ganhar as estradas. Pensando em oferecer algo inovador ao público, Désirée traz para essa noite o Steampunk, um subgênero da ficção científica que apresenta histórias associadas à mobilidade ambientadas no passado, especialmente a partir da invenção do rolamento de esferas por Leonardo da Vinci criado no Século XV, passando pela Revolução Industrial surgida na Inglaterra no Século XIX, aos veículos autônomos da atualidade. “O grande diferencial é a tecnologia! Nessas narrativas, a invenção das máquinas a vapor toma proporções improváveis com a criação de automóveis, aviões, dirigíveis e autômatos, que nunca chegaram a existir naquele período e que de alguma forma hoje são realidade”, conta Désirée.
Cerca de 200 figurinos compõem os elementos decorativos da festa que conta ainda com atrações circenses da Trip Circo que fará apresentações acrobáticas e interações com o público, além de um show com uma banda nacional, que será uma surpresa revelada apenas no decorrer da noite. A cenografia é composta por Zepelins feitos em arame, nuvens e caravelas remetendo a Júlio Verne em composições surrealistas. Para a decoração das mesas foram feitos artesanalmente centenas de candelabros, todos originais, feitos a partir de peças automotivas recicladas. “A festa será uma grande comemoração da vida e da retomada do mercado”, diz encantada Désirée. A edição 2022 conta com o apoio da Embrepar, uma das maiores distribuidoras de autopeças do país, que reúne mais de 60 de seus fornecedores para a viabilização da festa.

Um case de sucesso que faz história na capital mais fria do Brasil

A Autofesta foi criada em 2006 e se consolidou nacionalmente passando a ser um evento tradicional que acontece bianualmente em Curitiba e tem como abadá um cachecol, que passou a ser símbolo do evento que acontece na capital mais fria do país.
Com elevado padrão de qualidade e público altamente qualificado, a festa representa uma forma de confraternização com parceiros comerciais, além de uma oportunidade ímpar para o posicionamento de marcas. Outro importante benefício está na fidelização espontânea de clientes que respondem com incremento comercial antes e após o evento, comprovando que o marketing de relacionamento envolve as pessoas de forma especial.
Já passaram pela Autofesta todos os principais fabricantes de autopeças, empresários do comércio e de serviços, movimentando um público de mais de dez mil pessoas entre paranaenses e convidados vindos de diversas partes do país.

Depoimentos

A Autofesta é um grande encontro, muito bem organizado em uma cidade fantástica, que promove um momento único para rever amigos e profissionais do ramo de reposição automotiva, matar a saudade e atualizar informações sobre nosso mercado. - Rodinei Gomes - Diretor Comercial na S.Y.L. Pastilhas de Freio

Vejo a Autofesta como um dos maiores e melhores eventos realizados pelo setor automotivo e acredito que esta edição será especial devido a todo esse tempo de pandemia que passamos. Estar em um grandioso evento desse nos fortalece cada vez mais como marca, tendo em vista que todo setor automotivo estará presente. - Vitor A. Junior - Gerente de Vendas na Hipper Freios

A Autofesta promove um espaço democrático em que todas as pessoas do setor automotivo são bem recebidas. É uma grande oportunidade para estreitar contatos em um espaço descontraído, confortável e alegre fora do ambiente da feira Autopar. - Luiz Zappa - Gerente de Vendas na Dayco

A Autofesta é o principal evento pra reunir todos os importantes nomes do setor da região em um momento de celebração. A oportunidade de estar reunido e engajado com todas essas pessoas proporcionam momentos únicos que só acontecem na Autofesta. - Rogério Zanette - Gerente de Vendas na Delphi Technologies

Serviço:
Autofesta - Da Ficção à Realidade
Local: Jockey White Hall
Endereço: Av. Victor Ferreira do Amaral, 2291, Tarumã - Curitiba - Paraná
Data: 12 de maio de 2022.
Horário: 21h:30
Contato: Désirée Sessegolo
WhatsApp (41) 99963-2784 / e-mail: desiree.sessegolo@projetomarketing.com
Instagram:@autofesta.curitiba
Sites:www.autofesta.com / www.jornalreposicao.com.br

Hashtags
#autofesta #embrepar #promkt #projetomarketing #aftermarket #reposicaoautomotiva #marketingdeentretenimento #criatividade #steampunk #automotivo #setorautomotivo #evento #eventocorporativo #curitiba #marketingcriativo #economiacriativa

Emy by Kazuo traz o Bento Box e Chuuchoku para o almoço

Restaurante do chef Kazuo Harada, no Pátio Batel, oferece um menu especial para o almoço seguindo a proposta da viagem gastronômica por países orientais

A cozinha asiática também ganha destaque no almoço do dia a dia no restaurante Emy by Kazuo. Com a proposta de uma viagem gastronômica pela China, Índia, Coreia do Sul, Tailândia e Japão, o premiado chef Kazuo Harada traz uma nova opção para os curitibanos aproveitarem o horário de almoço para degustar um novo padrão de culinária asiática, com as sugestões do tradicional Bento Box e do menu Chuuchoku.

O Bento Box (R$108 +13% de serviço) é a opção para quem gosta da variedade de pescados em uma tradicional refeição japonesa. O prato leva a diversidade de peixes da costa brasileira, servidos em etapas. Todos os itens são apresentados ao cliente em uma caixa com porções individuais de cada um dos pratos, mas com uma ordem correta de degustação, que inicia com uma fresca salada de folhas verdes, passando pela delicadeza das peças de sushis e sashimis e seguindo para os sabores da cozinha quente.

“Essa é uma sugestão para quem gosta de todos os sabores da cozinha asiáticas, seja do frescor dos peixes frescos, com peças selecionadas e recebidas com exclusividades por pescadores nacionais, e aprecia os pratos quentes com seus sabores surpreendentes e que mudam de acordo com a proposta do dia”, apresenta o chef Kazuo Harada, que destaca que diariamente a composição do prato é alterada, incluindo a sobremesa especial do dia.

Já o Chuuchoku (R$79 +13% de serviço) é um menu para apreciar os pratos do restaurante. Nesse cardápio o cliente escolhe uma entrada e um prato principal, sendo a entrada uma escolha da seleção de seis sugestões, incluindo Kinoko, Guioza, Ceviche e Tempura de Shisho, e o prato principal a proposta criativa do chef para a semana, com as mais diferentes variedades de ingredientes e técnicas. “O Chuuchoku é um menu para quem quer ousadia e rapidez durante o almoço. Apresentamos para os clientes uma forma de apreciar a culinária quente dos países asiáticos de em formato dinamico com variedade e muito sabor”, destaca o chef.

Para o horário do almoço, o Emy by Kazuo funciona das 12h às 15h, de segunda a sexta, e aos sábados e domingos a partir das 12h.

Emy by Kazuo

Depois de passar por renomados restaurantes no Japão, Dubai, São Paulo e no Rio de Janeiro, o chef Kazuo Harada voltou a Curitiba para abrir a sua segunda casa, o Emy by Kazuo, uma homenagem a sua filha. O restaurante apresenta pratos inspirados na cozinha asiática e uma viagem gastronômica pela China, Índia, Coreia do Sul, Tailândia e Japão.

O chef, que possui reconhecimento nacional e internacional, já foi premiado com uma estrela Michelin, no restaurante Mee do Copacabana Palace, e com diversos prêmios no seu primeiro restaurante, com nome homônimo – e logo nos primeiros seis meses de atuação. Agora, Kazuo Harada quer trazer essas conquistas para a capital paranaense, com um conceito que harmoniza um menu pensado minuciosamente com uma atmosfera contemporânea e descolada.

Serviço

Emy by Kazuo

Horário: de segunda a sexta das 12h às 15h, e das 19h às 23h. Aos sábados das 12h às 23h, e aos domingos das 12h às 17h.

Endereço: Shopping Pátio Batel, Piso L1 - Av. do Batel, 1868 – Batel

Instagram: @emyrestaurant

Concerto tem música feita para mulheres interpretada por mulheres

Primeira orquestra exclusivamente feminina do Brasil, Ladies Ensemble apresenta Vivaldi, que compôs maior parte da sua obra para suas alunas
Vivaldi foi o compositor escolhido para as apresentações de 29 e 30 de abril da Ladies Ensemble, primeira orquestra profissional formada unicamente por mulheres no Brasil. Compositor e músico italiano do período Barroco, Antonio Vivaldi (1678-1741) compôs a maior parte das suas obras para mulheres: suas alunas do “Ospedalle della Pietà”, instituição veneziana que acolhia meninas órfãs. Na época, a qualidade da interpretação da orquestra feminina despertava a atenção, atraindo público de toda a Europa a Veneza.

Três séculos depois, o protagonismo feminino se repete com as 20 instrumentistas profissionais da Ladies Ensemble. Até mesmo as solistas são componentes da própria orquestra. “Comumente quando as orquestras escolhem os solistas para os espetáculos, as mulheres são preteridas, além da preferência ser por músicos convidados”, conta Fabiola Bach Akel, fundadora e diretora artística da orquestra. Para esse espetáculo, serão nove solistas do grupo: Leila Taschek, Thalita Ferronto, Okasana Meister, Anadgesda Guerra, as irmãs Jusley e Gisele Borges, Juliane Weingartner, Karina Romanó e Morgana Schvetler.

As apresentações ocorrem mensalmente em Curitiba, dentro do programa anual “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo”, viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura. A cada mês o programa muda, trazendo um novo espetáculo. A realização é do Solar do Rosário e as sessões ocorrem na sexta às 20h e no sábado às 17h. A regência será do maestro convidado Roberto Ramos.

O programa
Considerado um dos nomes mais notáveis da música clássica mundial, Vivaldi se destacou principalmente por seus 477 concertos, que influenciaram diversos músicos de períodos posteriores.

Neste espetáculo serão apresentados CONCERTO PARA 4 VIOLINOS EM B MENOR, RV 580 com as solistas Leila Taschek, Thalita Ferronto, Oksana Meister e Anadgesda Guerra; CONCERTO EM LÁ MENOR PARA DOIS VIOLINOS RV 522 com as solistas irmãs Jusley Borges Lajarin e Giselle Borges; AS QUATRO ESTAÇÕES com a Spalla da Orquestra Juliane Weingartner, na Primavera, Karina Romanó, no Verão, e Morgana Schvetler, no Outono; e a ABERTURA DA SINFONIA L´OLIMPIADE EM DÓ MAIOR, RV 725.

A Ladies Ensemble
Primeira orquestra formada só por mulheres no Brasil, a Ladies Ensemble atua desde 2009 e reúne musicistas de diferentes idades, vertentes, influências e inspirações. A orquestra é expoente em um universo com diminuta presença feminina em posições de liderança e mostra que mulheres podem ser protagonistas em uma orquestra.

O apoio a causas femininas é uma de suas missões centrais — entre elas, a conscientização sobre o câncer de mama. Para isso, produz iniciativas como o “Concerto das Rosas” — espetáculo apresentado para milhares de pessoas entre 2017 e 2018 com o objetivo de arrecadar fundos para a compra de próteses mamárias.

Hoje com “casa própria” no Auditório Regina Casillo, a Ladies Ensemble tem entre suas missões a formação de plateia, a democratização da música clássica e a formação de musicistas. Desde seu início pioneiro como noneto, em 2009, até hoje, a orquestra influencia e inspira outras mulheres a seguirem seus sonhos e paixões sem medo.

O projeto anual “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo, e conta com patrocínio das empresas BHS Corrugated, Oregon, Nórdica Veículos, Guararapes, Impextraco, Tintas Dacar, Sollo Sul, Ferragens Negrão, Transunion, Abase Vet, Grupo Barigui Veículos, Grasp, Milium, Trutzschler, Agrosul Catarinense, GV2C, Tintas Alessi, Fobras, PASA, Delta Cable, Plast & Pack, M.A. Máquinas, Dissul, Stampa Food e Perkons. A Instituição beneficiada é o Hospital Pequeno Príncipe. A realização é do Solar do Rosário, espaço particular de Arte e Cultura em Curitiba fundado em 1992. Com direção geral de Lucia Casillo Malucelli e direção musical de Fabiola Bach Akel. Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Pátria amada Brasil, Governo Federal.

Programa completo:
CONCERTO PARA 4 VIOLINOS EM B MENOR, RV 580
Neste concerto, cada solista terá o seu momento de falar e de brilhar.
Composto por 3 movimentos:
- Allegro
- Largo – Larghetto
- Allegro
O 1º e o 3º movimentos são da forma ritornelo, que em música significa retornos periódicos da melodia que se alternam com episódios contrastantes. Já o 4º movimento é lento, possui várias seções com ritmos pontilhados e repetições. O final é alegre e dançante, onde o primeiro violino predomina como solista e tem a sua oportunidade de brilhar.
Solistas: Leila Taschek, Thalita Ferronto, Oksana Meister e Anadgesda Guerra

CONCERTO EM LÁ MENOR PARA DOIS VIOLINOS RV 522
Esta obra faz parte de 12 concertos publicados em 1711, chamado L´estro armônico (A inspiração harmônica) e consolidou definitivamente Vivaldi como um dos mais importantes compositores de seu tempo.
- Primeiro movimento: ALLEGRO – inicia majestoso com toda a orquestra. A intervenção das solistas revela a beleza melódica e o caráter imitativo de melodias.
- Segundo movimento: LARGHETTO E SPIRITOSO – solene, permite às solistas explorar a expressividade e o lirismo, tão característico nas obras para violino de Vivaldi.
- Terceiro Movimento: ALLEGRO – o tema inicial passa pelos vários instrumentos da orquestra, em estilo imitativo. O virtuosismo dos violinos surge em andamento brilhante e vivo.
Solistas: Jusley Borges Lajarin e Giselle Borges – Duas irmãs

CONCERTO AS QUATRO ESTAÇÕES
Concerto composto em 1723. Ao contrário da maioria dos concertos de Vivaldi, tem um programa claro escrito na partitura do primeiro violino em forma de soneto, em que descreve cada estação do ano. Não se sabe a origem ou autoria desses poemas, mas especula-se que o próprio Vivaldi os tenha escrito.
Em todos os quatro belíssimos concertos, Vivaldi representa com os instrumentos musicais sons da natureza. As Quatro Estações é a obra mais conhecida do compositor, e está entre as peças mais populares da música barroca.
Primavera
- Primeiro movimento: Allegro – representa a vivacidade da primavera, que é anunciada por toda a orquestra: três violinos fazem o canto de passarinhos e um novo tema sugere murmúrios das águas de uma fonte, que correm docemente em cima de pedrinhas. O segundo solo do violino indica tempestade, raios, trovões e relâmpagos. A tempestade passa e os passarinhos voltam a cantar.
Solista: Spalla da Orquestra Juliane Weingartner
Verão
Terceiro movimento: Presto – descreve o protagonista deste movimento, que é a tempestade. Vamos ouvir ventos, raios, trovões até explodir em uma grande tempestade, onde a orquestra toca vibrante e forte.
Solista: Karina Romanó
Outono
Primeiro movimento: Allegro – camponeses celebram de forma festiva e alegre a boa colheita, mas acabam bebendo em excesso, o que os faz dormir.
Solista: Morgana Schvetler
Inverno
Terceiro movimento: Allegro – único movimento da obra que já começa com um solo de violino, sugerindo o caminhar sobre o gelo, a passos lentos, com medo de cair, o que acaba acontecendo. O tutti orquestral expressa o caminhar com mais decisão até chegar na casa aquecida.

ABERTURA DA SINFONIA L´OLIMPIADE EM DÓ MAIOR, RV 725
Considerada uma das obras-primas de Vivaldi, esta típica Abertura com que se iniciavam as óperas italianas no tempo do compositor, é uma obra relativamente breve e sem qualquer relação temática ou emotiva com o drama da ópera que ela antecedia. Com andamento sempre rápido, vigoroso e cheio de contrastes, súbitas mudanças, perfeito para encerrar este belo concerto.

Serviço
Ladies Ensemble – Vivaldi
Datas: 29 e 30 de abril de 2022
Horário: Sexta às 20h | Sábado às 17h
Local: Auditório Regina Casillo - Rua Lourenço Pinto, 500, Centro, Curitiba – PR
Ingressos: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia)
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 / atendimento@diskingressos.com.br

Crédito das fotos: Wanderson Gonzaga

BEATLES CORDEL

Década de 60 e um poeta matuto que mora sozinho no meio do sertão nordestino descobre em seu rádio de pilha uma estação que, quase como mágica, só toca Beatles. Ele se apaixona pelo som, mas não faz ideia de quem e como são esses “cabra”, então ele decide imaginar e criar sua própria versão do quarteto de Liverpool. Assim começa o espetáculo Beatles Cordel, um convite a brincar com a imaginação e entrar nesse universo paralelo onde música, poesia e teatro se unem para revisitar clássicos da banda inglesa. Será no dia 30 de abril, às 19h30, no Teatro do SESC da Esquina, em Curitiba.

O idealizador do espetáculo é Rafael Beibi, um beatlemaníaco e pesquisador de música nordestina, que entendeu que para unir as duas linguagens tão diferentes, era necessário criar algo único, mais do que simplesmente “tocar Beatles em forró”. Assim nasceu a ideia do personagem, chamado Seu Quité, e de uma linha narrativa que conecta tudo através de poesia e ‘causos’. “Seu Quité é aquele matuto que nós brasileiros conhecemos bem: sensível, criativo e inteligente, transforma qualquer coisa em arte, sua expressão é espontânea e livre, fazendo a gente chorar de emoção em um momento e logo em seguida soltar a risada”, diz Beibi. Como todas as referências musicais de Seu Quité são da música nordestina, ele logo define os Beatles como “um forró muito doido” e aos poucos vai dando significado a essas músicas, em diálogos divididos com o público e com um tal “João Eleno da zabumba”, o cantor e zabumbeiro da banda interpretado por Rafael Beibi, que é também vocalista da banda Dona Zaíra.

Além de Rafael Beibi, a trupe é composta por Rafa Virgulino na sanfona, Guegué Medeiros na bateria e percussão, Matheus Tagliatti no contrabaixo, Alysson Salvador na viola e Giovani Bruno como Seu Quité. Todos os integrantes da banda têm uma bagagem significativa na música nordestina, seja tocando Brasil e mundo afora, compondo, gravando e produzindo nessa linguagem.

No repertório “Come Together”, “Let It Be” e “Strawberry Fields Forever”, “Day Tripper”, “Help”, “Love me Do”, entre outras canções, passeando por xotes, maracatus, baiões, frevos e cirandas, as adaptações das músicas acontecem com fluidez, sem descaracterizar ou perder o sentimento do Fab Four. Os textos do espetáculo são repletos de referências a personagens, letras de músicas e histórias do universo dos Beatles, como o próprio Seu Quité, que faz referência ao personagem da música “Being For The Benefit of Mr. Kite” do álbum “Sargent Pepper´s Lonely Hearts Club Band”, álbum esse que também inspira os figurinos, que são baseados nas roupas de banda marcial dos Beatles, misturando com elementos de vestimentas do cangaço e do vaqueiro nordestino.

Para conhecer, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=X28Urh5z_YE (disco)

SERVIÇO: BEATLES CORDEL

Dia e horário: 30 de abril, sábado, às 19h30

Local: Teatro do SESC da Esquina - Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Curitiba - PR - Tel.: (41) 3259.1350

Preços: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), R$ 10 (trabalhador do comércio)

Espetáculo “Contos Proibidos de Antropofocus” chega ao Portão Cultural com duas apresentações gratuitas

As exibições acontecem nos dias 30 de abril e 01 de maio, sempre às 18h, e marcam a retomada aos palcos presenciais do grupo curitibano Antropofocus

Nos dias 30 de abril e 1º de maio, sábado e domingo, às 18h, o palco do Portão Cultural recebe o espetáculo “Contos Proibidos de Antropofocus”. As duas apresentações têm entrada franca e integram o projeto “Contos em todos os cantos - Humor além do Centro”, promovido pelo grupo Antropofocus.

Uma comédia sem diálogo
A comédia apresenta quatro cenas curtas, sem que os atores digam uma palavra sequer. Eles utilizam som, efeitos sonoros e música, mas sem nenhum diálogo. No elenco, estão os atores do Antropofocus, Anne Celli, Andrei Moscheto, Edran Mariano e Marcelo Rodrigues, e o ator convidado Bruno Lops.

Todas as cenas do espetáculo acontecem em ambientes onde pessoas desconhecidas se encontram, mas raramente iniciam uma conversa: uma marquise num dia de chuva, um banheiro público, dentro de um ônibus. Lugares que parecem absolutamente “normais” mas que, dentro da linguagem do Antropofocus, acabam revelando situações fantásticas.

Como o espetáculo não possui texto, pode ser assistido por pessoas com deficiência auditiva, que podem acompanhar e aproveitar a apresentação sem a necessidade da presença de intérprete de Libras.

“Contos Proibidos de Antropofocus” é uma das criações de maior sucesso do grupo Antropofocus, com temporadas em cidades como São Paulo, Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro e também em Córdoba, na Argentina, além de participações em importantes festivais de teatro no Brasil.

Além do Palco
A programação também contempla a realização de uma oficina de improvisação, ofertada gratuitamente para atores e não atores. A atividade foi desenvolvida a partir da pesquisa artística do grupo, e visa promover o autoconhecimento por meio de exercícios teatrais e de criatividade, em que os participantes são, simultaneamente, intérpretes e dramaturgos. As informações de data, horário e local serão divulgadas nas redes sociais do grupo.

Circulando por Curitiba
O projeto “Contos em todos os cantos - Humor além do Centro” irá circular por três espaços culturais fora do eixo central da cidade, no período de abril a junho, apresentando um trabalho teatral de qualidade para compor a programação desses teatros, além de ações exclusivas para jovens de escolas públicas da comunidade.

Andrei Moscheto, ator e diretor do grupo, comenta que a circulação ganha um significado especial, já que marca a celebração dos 22 anos de atividades ininterruptas do grupo Antropofocus. “Passamos por este momento dificílimo da pandemia, fazendo tudo online, e resistimos como foi possível. Será emocionante reencontrar com o público ao vivo”, declara ele.

O ator e produtor Edran Mariano fala sobre o objetivo da iniciativa. “O projeto propõe estimular e incentivar a formação de plateia e a ocupação de espaços culturais situados fora do eixo central da cidade e que são referência pela população. Com isso, contribuímos com a democratização do acesso aos bens culturais e a diversificação de públicos, além de dar continuidade à pesquisa artística enquanto grupo profissional”, complementa.

Após a passagem pelo Portão Cultural, o itinerário da circulação seguirá para o Memorial Paranista no Parque São Lourenço, nos dias 28 e 29 de maio, e para o Centro Cultural Boqueirão, nos dias 04 e 05 de junho.

Sobre o Antropofocus
O Antropofocus surgiu em outubro de 2000 e tem como premissa artística observar o ser humano e seu comportamento no cotidiano, levando em conta que todas as suas ações podem ser consideradas cômicas, a depender do prisma pela qual é vista. O grupo sempre se propôs a investigar os paradigmas da comédia comercial, as possibilidades cômicas dos signos teatrais e a improvisação como técnica de criação dos espetáculos.

SERVIÇO
“Contos Proibidos de Antropofocus”
Dias 30 de abril e 01 de maio (sábado e domingo), às 18h
No Portão Cultural - Auditório Antônio Carlos Kraide. Av. Rep. Argentina, 3430 - Água Verde (em frente ao Terminal do Portão)
Entrada gratuita, com retirada de ingresso uma hora antes da apresentação
Classificação Indicativa: 14 anos

Mais informações
Telefones: 41 3229-4458 | 41 99955-9172
Facebook: https://www.facebook.com/antropofocus
Instagram: https://www.instagram.com/antropofocus

FICHA TÉCNICA
Elenco: Anne Celli, Andrei Moscheto, Bruno Lops, Edran Mariano e Marcelo Rodrigues
Sonoplastia e assistente de direção: Célio Savi
Operador de som: Célio Savi
Iluminação: Anry Aider e Paulo Rosa
Operação de luz: Paulo Rosa
Cenografia: Sérgio Richter & Antropofocus
Figurino e Adereços: Fabiana Pescara & Renata Skrobot
Designer Gráfico: Lula Carneiro
Fotos: Paulo Feitosa
Assessoria de Imprensa: Platea Comunicação e Arte
Diretor de Produção: Edran Mariano
Produção Executiva: Janaina Micheluzzi
Direção Geral: Andrei Moscheto
Realização: Antropofocus
Incentivo: Celepar e Ebanx

“PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.”

O Boticário vai além da homenagem no Dia das Mães e provoca movimento

#MaternidadeSemJulgamentos
Por meio de uma série de ações, campanha da marca convida mães a compartilharem depoimentos como forma de conscientizar a sociedade sobre culpabilização materna

Abril de 2022 - Qual mãe nunca se sentiu diante de um tribunal simplesmente por exercer seu papel? Pensando nos julgamentos constantes, o Boticário criou um espaço de escuta e convidou mães de todo o Brasil para mobilizar a sociedade para uma reflexão mais do que necessária sobre o julgamento materno como parte da campanha de Dia das Mães, celebrado este ano em 8 de maio. Antecedendo a data, a marca parte do conceito #MaternidadeSemJulgamentos, que surgiu a partir de rodas de conversas com mães de perfis e realidades diversas do Grupo Boticário e foi materializado pela AlmapBBDO para lançar o filme “Discurso”. A fim de dar luz ao tema mobilizando a sociedade, a marca espalha projeções noturnas em quatro capitais, entre os dias 18 e 19 de abril, estampadas pelas revendedoras oficiais do Boticário, que também relatam suas vivências da maternidade e convocam outras mães do Brasil para fazerem o mesmo – em um movimento que tem como mensagem residual o amor, o acolhimento e a empatia.

Em endereços centrais de São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Belém (PA), as projeções são retratos em preto e branco – fazendo referência às chamadas “mugshots” (ou fotos para arquivamento policial), em que mulheres aparecem carregando uma placa de “culpada”, em uma sequência que tem como encerramento a hashtag da campanha. Com concepção criativa da PROS, agência de Relações Públicas do Boticário, as projeções reúnem rostos de mães que já enfrentam o julgamento como uma constante na maternidade. “São mulheres que foram julgadas por engravidarem “cedo” ou “tarde” demais, mães solos que enfrentam os desafios de criar um filho sem a presença da figura paterna e são apontadas por não pensarem no filho ao se separarem; as que decidiram ter mais de dois filhos, além de muitas outras polêmicas envolvendo a maternidade. Todas elas reforçadas por uma sociedade que não cansa de atribuir culpa à mãe”, comenta Fernanda Tchernobilsky, Co-CEO da agência.

Para a Diretora de Branding e Comunicação do Boticário, além do gesto de presentear, que por si só já é carregado de amor, podemos fazer mais quando o assunto é a relação entre mães e filhos. “Este ano queremos aproveitar a data para sermos vetores de mudança para um tema tão latente na vida de quem é mãe. Sabemos que quando nasce um filho, nasce junto uma culpa decorrente dos vários julgamentos que rodeiam a maternidade, muitas vezes velados e descritos como opiniões ou conselhos. Queremos emocionar e homenagear as mães e, mais que isso, gerar conversa, conscientização e reflexão para uma maternidade com menos julgamentos e culpas, e mais amor e acolhimento. Sentimos, da proximidade com essas mulheres e sua rede de apoio, que, quando uma mãe é julgada, é como se ela fosse colocada em um tribunal; e isso limita que ela viva o que mais importa: a potência do amor e da relação com seu filho”, explica Marcela De Masi Nogueira.

A ação acontecerá logo após o lançamento do filme-conceito “Discurso” – na noite de 17 de abril, em horário nobre, em canais da TV aberta – idealizado pela AlmapBBDO, que assina também o conceito da campanha #MaternidadeSemJulgamentos.

Em um tribunal, com plateia cheia e uma mãe no banco de réus, a acusação é categórica: falhou enquanto mãe. O filme, que mais parece um retrato da vida real, complementa a estratégia da marca ao trazer a culpabilização materna como uma constante – que gera frustrações e mais danos para quem tenta, ao máximo, dar o melhor de si. “A estratégia de datas da marca Boticário procura sempre surpreender ao trazer temas sensíveis da nossa sociedade que ainda não foram discutidos pela comunicação. Nessa campanha, trouxemos um olhar sobre a questão do julgamento com o qual todas as mães convivem. E, ao mesmo tempo, a emoção que vem junto com o reconhecimento de quem mais importa: nossos filhos”, destaca Camilla Massari, VP de Atendimento da AlmapBBDO. Assista ao filme aqui.

Para somar à estratégia, um time de mães revendedoras oficiais da marca reverbera o tema nas redes sociais ao lado de um squad de celebridades, influenciadoras e criadoras de conteúdo, que retratam diferentes realidades da maternidade, a fim de ampliar a representatividade e o acolhimento. O squad, que participou do processo de criação do movimento, vai ajudar a amplificar a estratégia de digital durante todo o período abordando o tema em diferentes canais – em especial no Instagram e no Twitter, que costumam ser verdadeiros tribunais. A estratégia inclui ainda mídia OOH em mobiliário urbano, estações de metrô, além de ativações em shoppings e lojas de todo o país.

Serviço:
As projeções acontecem nos dias 18 e 19 e abril, das 19h às 22h, na Rua da Consolação, em São Paulo (SP); na Cidade Baixa, em Porto Alegre (RS); no Bairro de Nazaré, em Belém (PA); e no Parque Dona Lindu, em Recife (PE).

Sobre O Boticário

O Boticário é uma empresa brasileira de cosméticos, unidade de negócios do Grupo Boticário. A marca de beleza mais amada e preferida dos brasileiros* foi inaugurada em 1977, em Curitiba (Paraná), e tem hoje a maior rede franqueada de cosméticos do país; com mais de 3.700 pontos de venda, em 1.750 cidades brasileiras, e mais de 900 franqueados. Presente em 15 países, há mais de 40 anos desenvolve produtos com tecnologia, qualidade e sofisticação – seu portfólio tem mais de 850 itens de perfumaria, maquiagem e cuidados pessoais. Eleita a marca mais lembrada em Diversidade e Inclusão** e comprometida com a beleza das pessoas e do planeta, o Boticário não realiza testes em animais e investe na melhoria contínua de produtos e processos, para torná-los cada vez mais sustentáveis.

*Fonte: Kantar, divisão Worldpanel, LinkQ On-line, campo realizado durante o mês de dezembro de 2020. Total no Brasil: 3.079 lares.
**Fonte: Oldiversity, Grupo Croma, novembro de 2017

Fichas técnicas

PROS 
Co-CEO: Fernanda Tchernobilsky  
Diretor de Criação: Thiago Aranha
Planejamento: Pedro Capellão  
Diretor de Arte: Leo Calvão
Redator: Maria Confort
Equipe de Atendimento: Ana Assaly, Fernanda Blanes, Gabriela Fioroto, Mariana Barbosa, Bianca Santiago e Beatriz Siqueira
Produção Gráfica: André Patrício e Mariana Campanha

AlmapBBDO
Anunciante: O Boticário
Agência: AlmapBBDO
Título: Discurso
Produto: Datas
CCO: Luiz Sanches e Pernil
Diretor de Criação: Fernando Duarte, Henrique Del Lama
Criação: Fernando Christo, Ingryd Santana da Cruz, Luz Arroyo, Pedro Erra Fernandes da Silva
Produção Audiovisual: Vera Jacinto, Diego Villas Bôas, Vanuza Passos
Atendimento: Camilla Massari, Daniela Teixeira, Andressa Duo, Monique Costa e Nataly Barros.
Planejamento: Rita Almeida, Daniela Ferrari, Tiago Tateyama e Giovanna Schiavon.
Mídia: Suellen Kiss, Everton Maciel, Vitória Soares, Fernando Ferreira e Esthefany Silva.
Produção Digital: Lilian Cavalini e Otávio Muniz.

Foto: Edgard Azevedo
Produção: SDC&P
Art Buyer: Tereza Setti

Produtora Filme: Paranoid
Direção: Otavio Machado
Direção de fotografia: Fe Oliveira
Produção executiva: Marcel Weckx, Gabi Hahn e Luiz Armesto
Atendimento produtora: Karina Vallesi
Coordenação de Pós-Produção: Carol Fernandes
Montagem: Danilo Abraham
Finalizadores: Cris Caffaro e Driano Torres
Pós-produção/finalização: Globetrotter

Produtora: Raw Audio
Produção Musical: Fernando Forni, Ricardo Pinda e Rogerinho Pereira
Direção Musical: Hilton Raw
Sound Design e Mixagem: Enrico Maccio e Philip Braunstein
Atendimento: Carol Peternelli
Coordenação: Robério Barbosa
Locutora: Luciana Caruso

Aprovação: Alexandre Bouza, Renata Gomide, Marcela De Masi

Cátia Damasceno chega a Curitiba com a peça “O que pode dar errado na Cama?”

A fisioterapeuta, sexóloga e Youtuber Cátia Damasceno abre os bastidores dos seus anos de atendimento nessa comédia que já foi vista por mais de 30 mil pessoas

Uma comédia direta e livre de preconceitos. No próximo dia 13 de maio, sexta-feira, o público curitibano recebe a peça “O que pode dar errado na Cama?”. No palco, a fisioterapeuta, sexóloga e sucesso do Youtube Cátia Damasceno abre os bastidores dos seus anos de atendimento e promove além de muitas risadas, uma reflexão sobre relacionamento e todos os tabus que rondam esse tema. A comédia estará no Palco do Teatro Positivo, os ingressos estão à venda no Disk Ingressos.

A peça conta com as histórias mais bem humoradas dos atendimentos de Cátia Damasceno e também é uma oportunidade de aproximação com o público. “Eu s gosto de amar as pessoas e apesar de amar a gravação dos meus vídeos para YouTube, sentia falta do público, já que durante dez anos eu trabalhei com eventos presenciais. A internet expandiu muito meu público, mas me afastou do contato físico que eu tanto gosto. Foi então que resolvi criar a peça para me divertir junto ao público e estar ali "cara a cara" com quem eu só conheço nas redes. É um momento único para mim”, avalia.

A sexóloga é também idealizadora do Mulheres Bem Resolvidas, o maior canal sobre relacionamento do Mundo, com mais de 5 milhões de inscritos e 230 mil visualizações diárias. Para ela, ensinar de forma divertida é como uma missão. “Podem esperar muitas risadas, mas também muitas realidades, que acontecem nos nossos relacionamentos e que às vezes a gente não enxerga. A melhor parte da peça é poder olhar lá de cima e ver os casais se cutucando como quem diz: viu, você faz exatamente assim”, revela.

Para o palco do Teatro Positivo o público pode esperar muitas surpresas. “ Todas as vezes que subo no palco é como se fosse a primeira vez! Curitiba é uma cidade que já me acolheu uma vez e foi tão exuberante que escolhi voltar para reviver essa experiência com todos vocês”, finaliza

Serviço: Cátia Damasceno em “O que pode dar errado na cama?”
Local: Teatro Positivo
Data: 13/05
Horário: 21h
Ingressos: Disk Ingressos
Gênero: Stand Up Comedy
Direção: Leandro Ladeira
Autoria: Leandro Ladeira e Cátia Damasceno
Elenco: Cátia Damasceno
Duração: 90 minutos
Classificação: 18 anos

TRIBALTECH, um dos maiores festivais multiculturais do Brasil, anuncia sua 22ª edição

Com a temática Genesis, o festival terá sua primeira edição após mais de 2 anos. O evento será realizado no dia 14 de maio, na Fazenda Heimari, com 09 palcos e mais de 70 atrações.

CURITIBA, 19/04/2022 – Após 2 anos de hiato, devido aos efeitos da pandemia, um dos maiores festivais de música do país está volta: a TRIBALTECH (TT). Confirmado para o dia 14 de maio, o evento vai acontecer na cidade de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba (PR), com uma ambientação inédita e curadoria musical de excelência, abraçando vários estilos musicais e evidenciado a marca de festival mais eclético do Brasil.

Consolidado como uma das mais importantes celebrações nacionais à música, a TRIBALTECH marcou gerações e fez seu nome ecoar por todos os cantos do país, se tornando uma referência nacional com uma combinação perfeita que mescla som de qualidade, estrutura de excelência e uma atmosfera voltada a imersão visual como diferencial. Desde sua primeira edição em 2004, o festival evoluiu, ganhou novas vertentes, abriu espaço para diferentes gêneros, indo muito além da música eletrônica, e ficou marcado por sua diversidade e multiculturalidade. Agora, em 2022, a TRIBALTECH faz seu grande retorno sob a temática Genesis, que remete a criação e origem, celebrando a história e as raízes do festival, proporcionando ao público uma experiência única de música e entretenimento.

Pela primeira vez sendo realizado na Fazenda Heimari, localizada na cidade Piraquara, na região metropolitana de Curitiba (PR), a TRIBALTECH vai contar com 9 palcos posicionados em um espaço completamente ao ar livre, com 150.000 m2 de área verde. Outro grande destaque do evento ficará por conta de um inédito palco de Jazz, que chega para somar aos já tradicionais estilos do festival como Rap, Black Music, Break Beat, Drum & Bass, Soul, Samba, Pop, Rock e brasilidades, além, logicamente, da música eletrônica.

Como não poderia ser diferente, a TRIBALTECH voltará com um line-up incrível, com mais de 70 artistas, entre eles muitas atrações internacionais de peso, como a DJ ucraniana Nastia, que volta ao palco da TT com sua presença contagiante e setlist envolvente; o alemão Boris Brejcha, criador do “high´tech minimal”; o DJ e produtor tunisino-alemão Loco Dice, um dos artistas mais autênticos e respeitados da música eletrônica mundial; e a francesa Anetha, que vai estrear no festival consagrada como uma das principais figuras da nova geração de DJs franceses inspirados em Trance, Electro e Techno dos anos 90. Entre os brasileiros, figuram nomes como Allen Rosa, Ricardo Verocai Quartet, Machete Bomb, Janine Mathias e Olivia, além do destacado b2b dos DJs Gromma e Biel Précoma.

Palcos e line-up completo

TRIBALTECH STAGE: AEDOS / ANN CLUE / BORIS BREJCHA / D-NOX / KANIO / LOCO DICE / MURPHY

TIMETECH STAGE: ADIEL / ANETHA / DIS:ORDER / ENRICO SANGIULIANO / NASTIA / PERC / REGAL / SNTS / STEFANO TT

3DTTRIP STAGE: 4i20 / AKASHA / BECKER / CAPITAL MONKEY / DEKEL / DOUGUE / EARTHSPACE / KADUM / LIQUID SOUL / OMIKI / REALITY TEST / TRANG

SUPERCOOL STAGE: GROMMA B2B BIEL PRÉCOMA / HOLZ² / JOHN DIMAS / RON BASEJAM / STANCCIONE / SUGAR FREE / THE GHOST

ORGANIC BEAT STAGE: DOW RAIZ / JANINE MATHIAS / MACHETE BOMB / OLÍVIA / ORQUESTRA FRIORENTA / SIAMESE FEAT. KLÜBER E MANO CAPPU / WES VENTURA

COVIL STAGE: AGRABAH / GEZENDER / LUNA TIK / MARINA DIAS / PEDRO GREGO / VERMELHO (PERFORMANCE: DI VINA KASKARIA / MARITZA LA GATA / MARIYA NERVE / MORENA COMPLETA / PAULA COSTA)

TROOP STAGE: CAETANO / DUE / EDUARD / FABIAN / LYCRA PRETA / MARC-LO / NEY FAUSTINI / ROMINA

FREESTYLE STAGE: AFTERCLAPP / ALLEN ROSA / ANAUM / CAJU / DJ MARKY / MITAY / SCHASKO

JAZZ INAHOUSE STAGE: BARBARELLA GROOVES / DEMBEATS / LOW FLY TRIO / MANDOROVÁ / RICARDO VEROCAI QUARTET / SOTAK COMFUSION FAMILY (PERFORMANCE: HESTIA FLAME)

A TRIBALTECH Genesis será realizada no dia 14 de maio, na Fazenda Heimari, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba (PR). O evento é uma parceria das produtoras Grupo T2 e Planeta Brasil Entretenimento. Os ingressos estão disponíveis no site www.ingresse.com. Mais informações no site www.tribaltech.com.br e no perfil oficial do evento no Instagram (@tribaltechofficial).

MCA ConcertsQueen Celebration in Concert chega a Curitiba em maio

Mais do que um musical, um resgate histórico de uma das maiores bandas de todos os tempos chega ao Teatro Positivo

Completando 50 anos de carreira, em 2021, a lendária banda Queen é um fenômeno mundial que atravessa gerações. Liderada por Freddie Mercury, figura emblemática nos palcos e fora deles - que nos deixou há exatos 30 anos, o grupo de rock britânico tem sua trajetória musical contada no show Queen Celebration in Concert, em turnê que chega a Curitiba, na sexta-feira, 07 de maio, às 21h, no Teatro Positivo. Os ingressos estão à venda a partir de R$ 90. A produção local fica por conta da MCA Concerts.

No palco, o talentoso cantor André Abreu dá vida ao imortal Freddie Mercury, em um resgate histórico desta que é uma das maiores bandas britânicas de todos os tempos.

Notável, o cantor, multi-instrumentista, compositor e produtor musical impacta, não apenas pela aparência física semelhante a Mercury, mas pela qualidade, afinação e extensão vocal. Em uma interpretação merecedora de todos os aplausos, reconstitui cenas do imaginário afetivo do público em uma homenagem à altura de Freddie Mercury, ídolo de André Abreu desde antes de sequer entender a dimensão e o alcance que o astro internacional tem na música mundial.

“É um trabalho que exige muita energia e entrega. Mais que um tributo, é uma homenagem de um fã para o ídolo, e de fã para fãs. A forma que encontramos para dar sequência à obra atemporal e genial do Queen”, completa Abreu, que tinha apenas 3 anos de idade quando Freddie morreu.

Em Queen Celebration in Concert, o público é convidado a reviver momentos inesquecíveis da banda, já que o espetáculo, com uma hora e meia de duração, resgata trechos marcantes de turnês e shows memoráveis, dentre eles, Queen Live at Wembley Stadium, de 1986.

O cenário de Esteban Grossy e os figurinos minuciosos, ricos em detalhes, idealizados pelo próprio André Abreu, reproduzem com perfeição a atmosfera de canções que alcançaram as paradas de sucesso, como "Love of my Life", "We Are The Champions", "We Will Rock You", "Radio Gaga", "Crazy Little Thing Called Love", "Don't Stop Me Now", "Somebody to Love" e "Another One Bites the Dust", e tornaram o Queen recordista de vendas de discos em todo o mundo.

O experiente guitarrista Danilo Toledo, com competência, executa os solos de Brian May. Completam o time de Queen Celebration in Concert o baixista PH Mazzilli e o baterista Guib Silva, que juntos trazem para o palco a energia contagiante tal qual quando o quarteto britânico se apresentava.

A banda é acompanhada por uma orquestra formada por 14 músicos sob a regência do experiente Andrei Presser, que também trabalhou no musical We Will Rock You.

Queen Celebration in Concert

Intérprete: André Abreu

Guitarra: Danilo Toledo

Teclado, regência e direção de orquestra: Andrei Presser

Direção Artística e Cenografia: Esteban Grossy

Codireção musical: Danilo Toledo e André Abreu

Figurinos: André Abreu

Direção Geral: Luciano Alves e André Abreu

Serviço – Queen Celebration in Concert Curitiba

Quando: 06 de maio de 2022 (sexta-feira)

Local: Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300)

Horários: abertura da casa às 20h / Show às 21h

Ingressos: os ingressos variam de R$ 90,00 a R$ 360,00 de acordo com o setor e modalidade escolhidos

Vendas: Disk Ingressos

Classificação Etária: 14 anos. Menores de 14 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais

Realização: MCA Concerts