A elegância dos renomados rosés do Château Minuty em uma série de eventos no PR e SC

A Jigger, distribuidora dos rótulos no Sul do Brasil, traz o sócio-proprietário, produtor e enólogo do Château Minuty, François Matton, para uma série de eventos de apresentação

A temporada dos vinhos rosés está chegando, melhor ainda se ela for acompanhada dos mais renomados rosés da região de Provence, na França: os vinhos do Château Minuty, classificado como Cru Classé em 1955. Presente em mais de 100 países, a marca francesa chega ao mercado do Sul do Brasil pela Jigger, distribuidora de bebidas premium, que vai realizar uma série de eventos de apresentação, de 1º a 4 de dezembro, juntamente com o sócio-proprietário, produtor e enólogo do Château Minuty, François Matton.

Pela primeira vez no sul do Brasil, François Matton, passará por Curitiba, Balneário Camboriú e Florianópolis. O primeiro evento a ser realizado, na capital paranaense, é o jantar, no dia 1º de dezembro, que acontecerá no Restaurante Obst, com um cardápio avant-première do Restaurante Ninna, que pertence ao Grupo Obst, do premiado chef Lênin Palhano, e que será inaugurado posteriormente. No dia 2 de dezembro, acontece o jantar de apresentação do Château Minuty no Nomade Restaurante, localizado no Nomaa Hotel. Parte da renda desse jantar será revertida para o Instituto TMO, referência nacional no suporte ao Transplante de Medula Óssea.

O Restaurante Dudu, em Balneário Camboriú, do renomado chef Dudu Poerner, recebe o evento no dia 3 de dezembro. E, no dia 4 de dezembro, é a vez de Florianópolis descobrir os sabores e suavidade do Château Minuty, em um almoço temático no Café de la Musique. Todos os eventos contarão com a presença de Matton e também da sommelier Patrícia Skvira. Os convidados que adquirirem o convite poderão conhecer e degustar os melhores rótulos do Château Minuty harmonizados com os pratos incríveis dos chefs.

"É gratificante representar uma das mais prestigiadas vinícolas de rosé do mundo, que conta com uma longa história de crescimento e aprimoramento. A Château Minuty tem o maior cuidado com os seus rótulos desde a colheita, feita 100% à mão, da prensagem à embalagem de estilo único", afirma o proprietário da Jigger, Rafael Ghignone.

Suavidade e elegância

No portfólio, são quatro linhas de vinho Rosé refinado da marca francesa: M Minuty; Minuty Prestige; Château Minuty Rose et Or; e o Château Minuty 281. "São vinhos que representam todo o glamour do estilo mediterrâneo de Saint-Tropez, em Provence, onde são produzidos. São refrescantes, untuosos e elegantes. Os convidados vão poder mergulhar nos blends, aromas e sabores destes vinhos icônicos", afirma a sommelier, Patrícia Skvira.

O rótulo M Minuty Rosé é o mais conhecido em terras brasileiras. Traz na composição Grenache, Cinsault e Syrah. Em suas notas de degustação é possível sentir a intesidade dos aromas e sabores, o frescor e leveza, além de uma acidez deliciosa. Já o Minuty Prestige, é produzido com Grenache, Syrah, Cinsault e Tibouren. Ele é preciso e delicado, com notas de flores brancas e melão. Em boca apresenta textura equilibrada, notas cítricas e frutas vermelhas.

O Château Minuty Rosé et Or é vibrante, expressivo e complexo com acidez equilibrada e fruta bem incorporada. É elaborado com Grenache e Cinsault. A cor é clara como reflexos de cristal, assim como todo rosé de Provence. Carrega um aroma intenso de frutas cítricas e flores brancas. Você sentirá uma degustação rica e intensa, equilibrada pelo frescor e delicadeza da fruta. Esse vinho oferece notas de toranja rosa e pêssego branco.

A tonalidade pálida e os reflexos translúcidos do Château Minuty 281 anunciam um vinho delicado, mas com um bouquet complexo e uma bela intensidade aromática. Em sua composição está a Grenache e Syrah. Carrega nas notas aromáticas e de sabor um caráter fino e elegante de frutas brancas como pêssego e o melão. É um vinho único de grande profundidade e complexidade.

O Château Minuty

Criado em 1936, por Gabriel Farnet, o Château Minuty pertence à família Matton-Farnet. Em 1955 foi classificado como Cru Classé e permanece com esta classificação até hoje. A propriedade vinícola, de gestão familiar, está localizada na região de Provence, no sul da França, com vista para a península de Saint-Tropez. Atualmente, seus vinhos rosés são referência em todo o mundo pela elegância e qualidade. No Brasil, os produtos são trazidos pela importadora Castas de Patrick Moraes e Ruy Belchior.

SERVIÇO

Curitiba-PR
Jantar 1
Data: 1/12 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Local: OBST.
Reservas: (41) 99803-8788

Jantar 2
Data: 2/12 (quinta-feira)
Horário: 19h30
Local: Nomade Restaurante
Reservas: (41) 99964-2130

Balneário Camboriú (SC)
Data: 3/12 (sexta-feira)
Horário: 19h30
Local: Restaurante Dudu
Reservas: (47) 99204-4192

Florianópolis (SC)
Data: 4/12 (sexta-feira)
Horário: 12h
Local: Café de la Musique
Reservas: (48) 98826-3374

Desafio do Natal é mantê-lo vivo 365 dias por ano

Para o escritor Odil Campos, ocasião é ideal para exercitar a compaixão e valorizar a família e amigos

Com o avanço da vacinação e a melhoria nos indicadores de controle da pandemia, o Natal de 2021 deve voltar a reunir a família, ainda sob alguns cuidados preventivos. Se em 2020 o distanciamento social foi o que prevaleceu, os encontros presenciais devem ser o destaque neste mês de dezembro.

Além dos enfeites tradicionais, o momento serve para promover reflexões e valorizar ainda mais a família. Segundo o escritor Odil Campos, há lugar sim para a troca de presentes, mas são os gestos e demonstrações de amor que devem prevalecer.

“Após quase dois anos distantes, é tempo de dizer àqueles ao nosso redor o quanto é bom voltar a abraçá-los, sentir e olhar diretamente para eles. Temos que enxergar os outros com mais compaixão e nos tornar mais afetivos e solidários. Não podemos desperdiçar essa oportunidade”, explica o autor.

Recomeço
Espiritualmente, o Natal tem um grande significado não só da libertação da alma, mas também na evolução dos sentimentos. É neste período que o perdão e a solidariedade devem ganhar espaço e permanecer. Afinal, o Natal não se refere ao fim de ano, mas ao recomeço e à esperança.

“Ao contrário do que algumas pessoas imaginam ser o fim de um ciclo anual, essa data simboliza o nascimento e expectativa de que haja mais harmonia e dias melhores em nossas vidas. É fundamental liberar o sentimento de amor que por vezes fica aprisionado em nossos corações”, ressalta Campos.

Aprendizados
Com a pandemia, os brasileiros tiveram que aprender e assimilar novos hábitos em quase todas as áreas – seja no trabalho, na educação, no convívio social, no cuidado com a saúde física e mental ou com a tecnologia.

“Se tivemos que nos adaptar de maneira forçada e rápida a esses novos costumes, porque não podemos aperfeiçoar nossas demonstrações de afeto com as pessoas? Os últimos 21 meses proporcionaram grandes aprendizados que devem refletir em nosso interior para ter sentimentos de amor fraternal uns com os outros, em todos os dias do ano”, enfatiza o escritor.

Presentes
Em relação aos presentes – tão mencionados, estimulados no comércio e na mídia - eles têm seu significado especial. Segundo Odil Campos, as lembranças remetem a sinais de simpatia, de amor e solidariedade.

Contudo, o maior vínculo que se dá para alguém não se traduz em coisas materiais, em presentes enfeitados de laços e sacolas vicejantes.

“O melhor presente sempre será a afetividade que existe no coração, nas boas relações humanas que apaziguam, abraçam e perdoam. Experimente cantar a música Noite Feliz, seguida de gestos de bondade a quem mais precisa! Isso ficará marcado para toda vida”, ensina Campos.

Além dos tempos
Segundo o autor, existe uma frase que cabe bem ao período. “A mensagem de esperança divina é atemporal e está aguardando para ser recebida. Isso quer dizer que a boa nova pode se estabelecer na vida de todos, basta estar disposto a receber o verdadeiro espírito de Natal e, mais do que isso, colocá-lo em prática”.

E completa. “Se o mestre Jesus – o verdadeiro ícone do Natal - voltasse hoje, o que ele nos diria? Falaria para termos compaixão com o próximo e consigo mesmo para tornar o mundo menos materialista e realmente mais humano”, complementa Odil Campos. Para o escritor, o maior desafio do Natal é manter esse espírito vivo e em prática 365 dias por ano.

Para quem deseja adquirir mais conhecimento sobre temas como amor em família e perdão, os livros “O Renascimento” (248 págs.) e “Cristo Jesus – Religiosidade Cósmica” (212 págs.) do escritor Odil Campos estão com valores promocionais de 1º a 26 de dezembro, nas aquisições feitas pelo site www.editoraflordelis.com.br

Sugestão de legenda
Natal 2021 volta a ser presencial; ocasião é ideal para demonstrar amor e fraternidade com familiares e amigos

Crédito das fotos
Divulgação

Relacionamento com a imprensa | www.editoraflordelis.com.br

Encerradas as gravações do Natal do Bradesco no Palácio Avenida

Apresentação online será no dia 18 de dezembro

Novembro de 2021 – Ontem à noite (23) aconteceram as últimas gravações com o ator mirim Agyei Augusto em frente ao Palácio Avenida. As cenas vão compor a aventura musical do Natal do Bradesco, em que ele interpreta Pedro, um garoto curioso e sonhador, que andando nas proximidades do edifício, se depara com as ruas vazias e as janelas do prédio fechadas, e logo se questiona se o encanto do Natal estaria perdido para sempre.

Com a ajuda de Carlinhos Brown, convidado especial dessa 31ª edição do espetáculo, e das crianças coralistas, Pedro embarca numa viagem mágica alusiva ao tema “O Segredo das Janelas. O Natal da Esperança”.

Brown e os pequenos coralistas também já gravaram suas participações e agora começa o trabalho de edição. Com a ajuda da tecnologia, os artistas serão inseridos digitalmente em um cenário 3D. A apresentação será transmitida no dia 18 de dezembro, às 20h, nos canais do YouTube do Bradesco e do Teatro Bradesco.

Quem passou ontem pela Rua XV próximo ao horário da gravação já teve um primeiro vislumbre da decoração do Palácio Avenida, que está em finalização e será inaugurada no dia 1º de dezembro.

Serviço – Decoração do Palácio Avenida:
Quando: 1º de dezembro a 6 de janeiro
Horário: acendimento das luzes às 19h
Onde: Palácio Avenida – Rua Luiz Xavier, 11

Serviço – Transmissão do Natal do Bradesco no Palácio Avenida:
Quando: 18 de dezembro
Horário: 20h
Onde: Canais do YouTube do Bradesco e do Teatro Bradesco
Acessibilidade: tradução em Libras e audiodescrição

Balé Teatro Guaíra reencontra público no Guairinha

Companhia traz nova coreografia de Lili de Grammont e discute a vida pós-pandemia

O Balé Teatro Guaíra retorna ao palco do Guairinha no dia 4 de dezembro com uma coreografia que conversa com o público sobre os desafios vividos durante a pandemia de Covid-19 e a esperança de retorno para o novo normal. O novo trabalho do BTG também brinca com a tecnologia: o cenário é virtual e um celular em cena transmitirá o espetáculo ao vivo, como se o público on-line fosse um bailarino da companhia. Os espectadores também vão se surpreender com a trilha sonora, com elementos do erudito ao funk.

A coreografia VICA foi criada por Lili de Grammont. Com formação pela Juilliard School, em Nova York, e passagem pelo Balé da Cidade de São Paulo, Lili trouxe reflexões sobre o papel da tecnologia. O acrônimo VICA significa volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade, características já parte do mundo pós-moderno, mas exacerbadas com a pandemia de Covid-19. O termo surgiu nos Estados Unidos após o fim da Guerra Fria. “Trazemos esses elementos para o trabalho. Estamos em um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo. Como viver nesse contexto?”

A saída para os desafios do mundo pós-pandemia são as conexões entre as pessoas, por isso a coreografia explora a relação, o toque entre os bailarinos – algo que havia ficado “suspenso” com a pandemia. Lili conta que usou uma metáfora com a água para explicar aos bailarinos o que desejava transmitir ao público. “Como ser água em um mundo árido, com areia movediça e cheio de montanhas? Os caminhos vão mudando e precisamos descobrir como contornar os obstáculos e chegar ao mar. A mensagem é dizer que, apesar de tudo, a essência do ser humano é sempre caminhar para a vida, para a cor, para o sorriso. Por mais difícil que o percurso seja, há beleza”, diz a coreógrafa.

No palco do Guairinha, o cenário será virtual, trazendo técnicas de ilusão de ótica. “O virtual é algo que veio para ficar, não há como voltar atrás. O desafio da coreografia é discutir como manter nossa essência nesse contexto”, conta Lili. A trilha sonora que encerra o espetáculo traz trechos de ritmos brasileiros, como samba e funk. A ideia é reproduzir e discutir o que se vive no mundo virtual, como no Instagram, onde vemos diversos estilos e perspectivas. “Os bailarinos são provocados como se estivessem no feed do Instagram: passamos de um conteúdo lírico ao futebol em um clique, por exemplo”, finaliza de Grammont.

Para Monica Rischbieter, diretora-presidente do Teatro Guaíra, a coreografia que marca o retorno do Balé ao Guairinha faz uma reflexão sobre o mundo que queremos após a pandemia. “Vivemos nos últimos dois anos talvez o período mais difícil deste século, longe das pessoas que amamos. Neste mundo tão complexo que vivemos, precisamos debater o que queremos daqui pra frente. A arte tem esse papel e VICA traduz nossas angústias e esperanças sobre o futuro”, diz Monica.

Serviço

Balé Teatro Guaíra | VICA

Salvador de Ferrante – Guairinha

Dias 4, 5, 11 e 12 de dezembro – sábado às 20h30 e domingo às 19h

Classificação etária: 14 anos

Ingressos: R$20 e R$10

Ticket Fácil https://www.ticketfacil.com.br/eventos/cctg-vica.aspx

Por qual motivo se come nhoque no dia 29?

Pelo mundo, muitas pessoas comem nhoque no dia 29 de todos os meses

Muitas histórias de culturas envolvem a gastronomia pelo mundo. Os italianos, têm "gnocchidella fortuna”, que traduzido para a língua portuguesa é o “nhoque da fortuna” ou “nhoque da sorte”. Essa massa está na refeição de muitas pessoas ao redor do mundo todos os dias 29 de cada mês. Mas, qual é o motivo disso?

A lenda italiana diz que, em uma noite de 29 de dezembro, São Pantaleão, um santo católico que viveu no século IV, perambulava com vestes maltrapilhas em um vilarejo na Itália. Assim, com muita fome, ele bateu na porta de uma família numerosa e com pouca comida na mesa. Ainda que a mesa não estivesse farta, o patriarca convidou o homem e dividiu o jantar com ele.

A família dividiu o jantar com o desconhecido, cujo alimento era nhoque. Para dividir com São Pantaleão, eles se contentaram com sete unidades da massa para cada um. No fim da refeição, São Pantaleão se foi. Quando o patriarca tirou a mesa, ele se deparou com muito dinheiro embaixo de cada um dos pratos. Por isso, todo dia 29 é dia do Nhoque da Sorte.

Para entrar na tradição, é necessário que, além de comer nhoque no dia 29 de cada mês, o ritual pede que se tenha dinheiro sob o prato, depois deve-se comer sete unidades do nhoque em pé, fazendo um pedido para cada um deles. Então, após isso, a família deve se reunir à mesa e comer à vontade.

Com essa tradição em vista, o Spaccio RAR, empório gourmet italiano, oferece um menu especial para os dias 29 de cada mês, em razão do Nhoque da Sorte. Os amantes da
gastronomia italiana podem ir ao espaço no dia do Nhoque da Sorte e garantir o benefício do dólar RAR. Esse cupom dá o direito aos consumidores de 10% de desconto em futuras compras.

Por fim, vale ressaltar que, é possível aproveitar o dia do Nhoque da Sorte, efetuando reserva, desde às 11h da manhã até às 22h da noite.

Spaccio RAR Curitiba
Serviço: Empório Gourmet, Bistrô e Wine Bar
Instagram: @spacciorarcuritiba
Segunda a sábado, das 10h às 20h.
Domingos e feriados, das 10h às 15h.
Endereço: Rua Francisco Rocha, 717 - Batel
Fone: (41) 3092- 4182

PROJETO RESGATA O LEGADO DO HUMORISTA MUSSUM EM SÉRIE NO YOUTUBE DA CERVEJA CACILDIS

Em comemoração aos 80 anos do ídolo, projeto audiovisual “Artistas do Cacildis” celebra o legado do artista para as novas gerações

Link Primeiro Episódio: https://www.youtube.com/watch?v=ixTgx7Dc6zQ

Há 80 anos, nascia Antônio Carlos Bernardes Gomes, futuramente conhecido como Mussum, no Morro da Cachoeirinha, Rio de Janeiro. E, com todo o seu humor e irreverência, ele conseguiu transitar por espaços muito pouco ocupados por gente com a mesma cor de sua pele e ser unânime em todas as esferas. Com o intuito de dar luz ao legado desse artista genial nos dias de hoje, o cantor Mumuzinho vai liderar o projeto "Artistas do Cacildis", em que receberá grandes representantes da cultura afrobrasileira para bater um papo bem descontraído sobre as suas carreiras e a importância do humorista em suas trajetórias.

Nesta primeira temporada, o cantor Mumuzinho conversou com Sandra Sá, Roberta Rodrigues, Rafael Zulu e Jorge Aragão. O espaço escolhido para a realização desses encontros foi o Beco do Rato, um dos centros culturais mais importantes do bairro da Lapa e formador de grandes sambistas da nova geração. E o foco de todas essas entrevistas foi o papel fundamental que Mussum teve nos "passadis", "presentis" e "futuris" desses artistas - seja com histórias engraçadas, seja como representante de uma transgressão do status quo por meio do riso.

O nome de Mumuzinho como âncora também tem a ver com as possibilidades de sonho que Mussum deu para os mais novos. A musicalidade, o improviso, o humor e a versatilidade do cantor são o maior exemplo do legado do veterano. O objetivo do projeto audiovisual é reverenciar esse e outros tantos artistas negros da atualidade. A primeira entrevista foi ao ar no canal do Youtube da cerveja Cacildis, no dia 21 de novembro, com cenas reverberando nas redes sociais da cervejaria. As outras entrevistas vão ao ar todas às segundas.

Sandro Gomes, filho de Mussum e fundador da Brassaria Ampolis, comenta: “o projeto tem uma relevância histórica muito importante para manter viva a memória do meu pai e apresentá-lo para as novas gerações que não puderam vê-lo na televisão. O seu humor é atemporal e o samba que ele sempre teve na veia é uma unanimidade em nosso país. Tudo isso fazia parte da essência da personalidade do meu pai”.

A ideia do "Artistas do Cacildis" nasceu da Cervejaria Petrópolis, fabricante da cerveja Cacildis, com a Vírgula, agência criativa que promove ações e campanhas para outras marcas com foco em conectar diversidade e inclusão aos valores das empresas que contou também com a participação da BETC Havas, agência do Grupo.

SOBRE A BRASSARIA AMPOLIS - Fundada em 2013 por Sandro Gomes e Diogo Mello, a cervejaria é uma homenagem ao saudoso humorista Mussum e conta com quatro rótulos fixos: Cacildis, Biritis, Ditriguis e Forévis. Desde 2017, a marca faz parte do portfólio do Grupo Petrópolis. "Brassagem" é o nome do processo para se fazer uma cerveja. “Brassaria” é uma forma, em português, de se traduzir os termos estrangeiros "Brasserie" ou "Brewery", que se referem à brassagem. Já “Ampolis” deriva da palavra “ampola”, expressão usada por Mussum para se referir às garrafas de cerveja, trazendo a linguagem característica com “is” ao final das palavras. Saiba mais sobre essas cervejas em www.brassariaampolis.com.br e @cervejacacildis

SOBRE O BOM DE BEER - Criado em 2016 como um blog cervejeiro para entusiastas e consumidores, com conteúdo sobre harmonização, estilos e história da cerveja, o espaço cresceu e em 2019 passou a investir na venda online de marcas consagradas do Grupo Petrópolis, como Cacildis, Petra, Weltenburger, Black Princess e TNT, além de acessórios personalizados. Hoje o portal também é uma vitrine para o setor com marcas regionais, a exemplo da Lund, de Ribeirão Preto, Imperatriz, de Sorocaba, e Farm, de Indaiatuba. Com abrangência de atendimento nacional, em 2020 o Bom de Beer passou a vender seus produtos também em grandes marketplaces, como Magalu, Amazon, Carrefour e Via Varejo.

www.bomdebeer.com.br @bomdebeer

Santo Grão lança Café Tropical

Novo microlote traz sabores doce, frutado e licoroso ao paladar

Sempre em busca por novidades no universo do café e com uma curadoria detalhista realizada pela barista Keiko Sato, o Santo Grão acaba de anunciar novo microlote disponível a partir de 24 de novembro em todas as unidades, o café Tropical (200g – R$ 54) disponível em grãos ou moído na hora, de acordo com a preferência do cliente. O novo sabor também estará disponível pelo site www.santograo.com.br e será servido no restaurante na sugestão filtrado em Hario V60. Nessa última possibilidade em degustar a bebida, o valor sai por R$ 21 em xícara com 180ml.

A fim de oferecer diferentes possibilidades para seus clientes, a boa nova dessa vez tem sua produção na centenária Fazenda Santa Alina em São Sebastião da Grama, em São Paulo. A uma altitude de 1.150m e feito a partir do processo natural com 270 horas de fermentação anaeróbica, o que lhe permite características marcantes de frutas tropicais e vinho tinto, esse café traz os sabores de abacaxi, maracujá e melaço de cana, além de uma acidez licorosa e corpo aveludado. O seu ponto de torra é clara, a variedade é Catuaí amarelo e a bebida apresenta elevada doçura, além de uma finalização frutada e prolongada ao paladar. O local de sua produção possui forte conexão entre a modernidade e história, pois com seus cem anos de história, a Fazenda Santa Alina ainda acompanha e se atualiza com recentes estudos em métodos pós-colheita.

Sobre o Santo Grão

Desde 2003, a marca foca em um senso de equilíbrio que se reflete no ambiente seguro e confortável para se socializar (ou não), no atendimento acolhedor, na cozinha saudável, no wi-fi veloz e nos cafés de qualidade. Estes implicam 80 toneladas de grãos torrados a cada ano e 60 toneladas (ou seis milhões de xícaras) tomadas no mesmo período. Incluem meia dúzia fixa de blends e incontáveis microlotes inéditos a serem preparados ao gosto de cada cliente. Desdobram-se ainda cursos para apaixonados e profissionais, em suas 8 lojas: 7 em São Paulo (Oscar Freire, Moema, Morumbi, Vila Madalena, Cidade Jardim, Itaim e Edifício Une) e 1 em Curitiba (Batel), e também na butique virtual: santograo.com.br/loja.

OSCAR FREIRE

Rua Oscar Freire, 413 – Jardins / São Paulo | Tel.: (11) 3062-9294

Presencial, to go: domingo a quarta-feira das 8h às 23h / quinta a sábado das 08h à 00h

Delivery: 8h às 23h

ITAIM

Rua Jeronimo da Veiga, 179 / Itaim Bibi – SP | Tel.: (11) 3071-1769

Presencial, to go e delivery: de segunda-feira das 9h às 23h / Terça, quarta e domingo das 8h às 23h / Quinta, sexta e sábado 8h a 00h

MORUMBI

Av. Dr. Chucri Zaidan, 1240 / Santo Amaro – SP (Condomínio Morumbi Corporate Towers) | Tel: (11) 3957-9592

Presencial: segunda a sexta-feira das 8h às 20h / sábado e domingo das 09h às 18h

Delivery: segunda a domingo das 8h às 20h

VILA MADALENA

Rua Fradique Coutinho, 915 (dentro da Livraria da Vila)

(11) 3819-3165

Presencial: segunda a sábado das 10h às 20h / domingo das 11h às 20h

MOEMA
Av. Moema, 493 (dentro da Livraria da Vila)

(11) 5052-8955

Presencial: segunda a sábado das 10h às 19h / Domingos das 11h às 19h

CIDADE JARDIM

Av. Magalhães de Castro, 12.000 – Shopping Cidade Jardim 2º piso

(11) 3198-9373

Presencial: segunda a sábado das 10h às 22h / Domingos e feriados das 12h às 20h

UNE

Rua Natingui, 862 – Vila Madalena (dentro Edifício Une)

(11) 2649-0900

Presencial: segunda a sexta-feira das 10h às 19h

CURITIBA

Shopping Pátio Batel – Avenida do Batel, 1868 – Curitiba

(41) 3020-3438

Presencial e delivery de segunda a sábado das 10h às 22h

Domingo das 14h às 20h

Novembro musical no Jokers

A segunda quinzena do mês de novembro no Jokers (R. São Francisco, 164 – Centro Histórico) apresenta uma programação para todas as tribos musicais. Mantendo sua tradição eclética, com vários gêneros musicais, o público pode escolher o repertório que vai da música celta ao rock, sem deixar de lado o jazz e os hits dos anos 80. As atrações se apresentam no formato pocket show. As reservas antecipadas podem ser feitas pelo telefone e (41) 3324-2351.
A abertura da casa é às 18h, de segunda a sexta-feira, e às 21h nos sábados, com os shows iniciando às 19h30. A casa oferece o Happy Jokers das 18h. até as 20h30 com mais de 100 produtos com 50% de desconto. De quinta a sábado o cliente pode utilizar o estacionamento Gralha Azul – ao lado do Jokers que fica aberto durante o funcionamento da casa.

Confira a programação até o dia 27 de novembro:

TERÇA 23 NOV, 20 horas – Terça Celta com Carlos Simas e Iris Knopfholz (violino) - Músicas típicas do folclore celta e seus agregados. Ingressos a R$10.

QUARTA 24 NOV, 20 horas – Tao do jazz - Trio Jazz formado por Boldrini(baixo), Fernando Rivaben (bateria) e Fábio Hess(guitarra). No repertório standards do jazz. Ingressos a R$10.

QUINTA 25 NOV, 20 horas – Banda Café Groove - pegada country para o blues e clássicos do rock. Ingressos R$10.

SEXTA 26 NOV, 20 horas – Gipsy Duo (Rodrigo “The Elder” e Rodrigo Borth) - No repertório rock metal e acústico. Ingressos a R$10.

SÁBADO 27 NOV, 20 horas – DJ Rogerio - Cia Vintage Anos 80s
Uma festa TRIBUTO 80 numa noite pra perder o fôlego. –. Ingressos a R$20.

Jokers – R. São Francisco, 164 – Centro Histórico
Reservas e informações: (41) 3324-2351. www.jokers.com.br
Atenção: de quinta a sábado o estacionamento Gralha Azul - ao lado do Jokers estará atendendo durante o funcionamento da casa – R$20 o período.

O Samba ganha programação intensa em Curitiba

O Dia Nacional do Samba – celebrado no Brasil no dia 02 de dezembro – será lembrado em Curitiba no evento Distinto Samba que vai realizar uma programação musical intensa na cidade. Durante quatro dias o espaço Ao Distinto Cavalheiro (Rua Saldanha Marinho, 894) vai promover cinco shows - –no sistema “pague o quanto vale” - envolvendo artistas de fora ao lado de músicos da cidade. O evento - incentivado por José Cella com produção de Marcela Zanette - terá intervenções culinárias de Robert Amorim, o Beto Batata, e marca a comemoração do Jubileu de Prata do programa Samba de Bamba, que é transmitido há 25 anos na Paraná Educativa.
As apresentações acontecerão sempre a partir das 18h30 (sábado haverá outro às 13h30), e já estão confirmadas as seguintes atrações:
Dia 01/12 (quarta-feira) - 18h30- Fábio Silva + Vinicius Chamorro+ Macarrão + Daniel Migliavacca (SP).
Dia 02/12 (quinta-feira) - 18h30- Alfredo Del-Penho (RJ) + Julião Boêmio+ Luis Rolim+ Sérgio Coelho (SC).
Dia 03/12 (sexta-feira) - 18h30- Trio Generoso + Jay Ferreira.
Dia 04/12 (sábado) – 13h30- Brejeiras+ Halanna Aguiar+ Kauhana Aguiar participação especial: Alfredo Del-Penho (RJ) 17 horas - Samba do Sindicatis com participação especial Francineth Germano (RN).
O Dia Nacional do Samba
A comemoração do Dia Nacional do Samba tem uma história curiosa. Ao contrário do que muitos pensam, ela não coincide com a data de nascimento ou de morte de alguma figura proeminente do gênero. Tudo começou em 02 de dezembro de 1940 quando o já consagrado compositor mineiro Ary Barroso – que tinha composto pérolas como "No tabuleiro da baiana", "Quando eu penso na Bahia" e "Na baixa do sapateiro" que exaltavam a beleza da Bahia visitou pela primeira vez o estado nordestino.
Emocionado (e empolgado), o vereador soteropolitano, Luis Monteiro da Costa, sugeriu que a partir daquela ilustre visita a data seria lembrada como o Dia Nacional do Samba. E não é que deu certo? Hoje, 81 anos depois, a festa se espalhou pelo Brasil e virou uma comemoração nacional.

Serviço:
Ao Distinto Samba. Série de shows de samba no Ao Distinto Cavalheiro (Rua Saldanha Marinho, 894). Ingressos: “Pague o quanto vale”. Programação: Dia 01/12 (quarta-feira) - 18h30- Fábio Silva + Vinicius Chamorro+ Macarrão + Daniel Migliavacca (SP)
Dia 02/12 (quinta-feira) - 18h30- Alfredo Del-Penho (RJ) + Julião Boêmio+ Luis Rolim+ Sérgio Coelho (SC)
Dia 03/12 (sexta-feira) - 18h30- Trio Generoso + Jay Ferreira
Dia 04/12 (sábado) – 13h30- Brejeiras+ Halanna Aguiar+ Kauhana Aguiar participação especial: Alfredo Del-Penho (RJ) 17 horas - Samba do Sindicatis participação especial Francineth Germano (RN)
Mais informações e entrevistas:
RB Escritório de Comunicação
Rodrigo Browne – 9 9145-7027

Foto: O cantor, compositor e instrumentista carioca Alfredo Del-Penho convidado para os shows nos dia 02 e 04 de dezembro (crédito: Léo Aversa)