Receitas de pinhão mostram que gastronomia em Monte Verde (MG) vai além do fondue

O outono dá início à temporada do pinhão, semente das araucárias, típico da culinária do Sul e de parte do Sudeste do Brasil. Em Monte Verde (MG), moradores partiram de receitas tradicionais para elaborar pratos novos, como nhoque, risotos, caldo e biscoito doce, além dos tradicionais entrevero e sapecada, para valorizar ainda mais a semente e mostrar que a gastronomia local vai muito além do fondue. É comum encontrar nos restaurantes e empórios locais desde pães, hambúrgueres, risoto, pinhão em conserva, entre tantos outros quitutes.

Quem fala sobre o ingrediente é a chef de cozinha Sônia Kohen, proprietária do restaurante italiano Villa Donna, inaugurado há 12 anos, seis anos depois de ter mudado de São Paulo com o marido para o distrito de Camanducaia. "Queríamos incluir Monte Verde no roteiro da gastronomia do Sul de Minas e, para isso, passamos a realizar festivais no distrito. Até hoje, tem turista que liga no hotel para encomendar um prato que provou em alguma edição do festival. Com essa iniciativa, hoje encontramos em Monte Verde boa comida italiana, alemã, as mais diversas culinárias e tudo envolto da cultura local", afirma.

A chef ressalta que o pinhão, depois de cozido, pode ser usado de diversas formas, seja frito, em fatias ou até mesmo processado. Um dos pratos mais famosos é o entrevero, que lembra o arroz tropeiro. A semente é misturada com bacon, linguiça, calabresa, frango, carne de boi, cenoura, tomate, cebola, mandioca e arroz. Em seu restaurante, a receita que mais sai é o caldinho de pinhão, que é preparado com manteiga, vinho branco e creme de leite. O nhoque, que foi criado exclusivamente para uma das edições do festival gastronômico, não está no cardápio do Villa Donna, mas é feito sob encomenda de turistas que o experimentaram no evento e não conseguem esquecer.

Sônia diz que a beleza do pinhão está em dois momentos: quando as pinhas caem das árvores e quando é feita a sapecada. "Quando chega o outono e o inverno, você vê chuvas de pinhão embaixo das araucárias; é lindo vê-los cair. E, com eles, caem também as garras, que usamos para a fogueira", diz. A tradição manda que as garras sejam colhidas para fazer uma pilha, que será utilizada como base da fogueira. A semente é colocada ao topo, e o fogo começa pela base, numa queima rápida de dois minutos, tempo suficiente para a torra. "É um momento muito bonito, pois todos se reúnem em volta da fogueira para vivenciar aquilo. É muito comum ter moda de viola, o que embeleza ainda mais o cuidar do fogo e ver o pinhão sapecar para fora", relata.

Créditos: Tom Araújo
8==gZldjM1UjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnO3UTNzADN0gDNyozZlBnauc3bshTNxYDN5kjNyYkMlkjNyYkMlYzN2kjRyUCOxkTMxQTNwATMf1SNx0yXt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopjN

Sapecada no Parque Oschin
Entre os dias 29 de maio e 15 de agosto, o Parque Oschin, associado MOVE, realizará um arraial em parceria com a agência e com a Associação Comercial de Monte Verde. O evento contará com a tradicional sapecada de pinhão, café tropeiro, casamento caipira, fogueira, tirolesa e outras atrações.

O local oferece playground para as crianças e diversas atividades ao ar livre, como o caminho das hortênsias, a pedra do Bento, lagos, cascatas e grutas. Aberto diariamente, o parque funciona das 10h às 18h e está localizado na rua da Mantiqueira, nº 1.460.

Informações nutricionais
Por ser rico em fibras, o consumo de pinhão pode trazer diversos benefícios, como prevenir doenças intestinais. A semente é composta por vários minerais, como cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio, fósforo, enxofre e sódio. Porém, merece destaque no fornecimento de potássio, mineral que ajuda a controlar a pressão arterial. Também é rico em ácidos graxos linoleico (ômega 6) e oleico (ômega 9), que contribuem para a redução do colesterol no sangue.

Confira abaixo três receitas:

Entrevero de pinhão

Ingredientes:
• 1 kg de contrafilé cortado em tiras
• 1 kg de filé de peito de frango cortado em tiras
• 250 g de linguiça calabresa cortado em meias rodelas finas
• 250 g de bacon em cubos médios (1cm x 1cm)
• 1 kg de pinhão cozido e descascado cortado ao meio, ao comprido
• 1 pé de brócolis chinês cortado em pedaços pequenos
• 1 pé de couve-flor cortado em pedaços pequenos
• Pimentão verde, amarelo e vermelho: uma unidade de cada, cortados em cubos grandes
• 500 g de cebola cortada em cubos grandes
• 500 g de tomate cortado em cubos grandes
• 3 dentes de alho bem picados
• 200 ml de caldo de carne (1/2 cubo dissolvido em água quente)
• 50 ml de shoyu

Modo de preparo:
Num disco ou numa frigideira grande, aqueça o óleo de soja e refogue as carnes, deixando-as dourar e mexendo sempre, começando pelo bacon, depois a calabresa, o contrafilé, o peito de frango.

Em seguida, adicione os vegetais, começando pela cebola, depois o alho, o tomate, os pimentões, os brócolis e a couve-flor. Quando tudo estiver bem refogado, adicione o pinhão, o shoyu e o caldo carne de carne.

Aguarde o pinhão aquecer, e está pronto.

Creme de Pinhão

Ingredientes:
• 350 g de pinhão cozido
• 30 g de cebola
• 50 ml de vinho branco seco
• 150 ml de creme de leite fresco
• 100 ml de caldo de legumes
• 20 ml de azeite extra virgem
• Sal marinho a gosto
• Pimenta-do-reino a gosto
• Brotos a gosto
• 60 g de manteiga
• Noz-moscada a gosto
• 3 talos de cebolinha

Modo de preparo:
Doure a cebola com manteiga e pinhão, coloque o vinho branco e refogue.
Coloque no liquidificador e processe com o caldo.
Leve ao fogo, tempere com sal, pimenta e noz-moscada e deixe reduzir. Acrescente o creme de leite e mexa com cuidado. Finalize com cebolinha e brotos.

Biscoito de pinhão e coco

Ingredientes:
• 120 g de farinha de trigo
• 1 colher (chá) de fermento químico
• 100 g de manteiga sem sal
• 150 g de açúcar
• 1 ovo
• 200 g de coco fresco ralado
• 100 g de pinhão cozido e triturado

Modo de preparo:
Bata a manteiga e o açúcar até a mistura ficar homogênea e lisa. Acrescente o ovo e continue batendo até misturar. Em seguida, acrescente a farinha peneirada com o fermento. Desligue a batedeira e misture o coco e o pinhão manualmente. Depois, basta formar bolinhas e assar a 180 graus por 40 minutos ou até dourar.

Sobre a MOVE
Entidade associativa, apartidária e sem fins lucrativos, a MOVE (Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região) foi criada no início de 2020 para promover o desenvolvimento econômico sustentável do distrito de Monte Verde, polo turístico que pertence ao município de Camanducaia (MG). A agência atua com o objetivo de fortalecer e dar voz ao empresariado, a fim de potencializar a vocação turística local sob os seguintes escopos: hotelaria, comércio, receptivos, alimentação, ambiental, social, industrial, esportivo e artístico. Atualmente, com mais de 100 associados, a MOVE trabalha em quatro frentes: apoia e oferece auxílio estratégico a empresas, poder público e comunidade para o enfrentamento de desafios comuns; identifica, fomenta e divulga oportunidades de investimentos; promove novos negócios e parcerias; e apoia, produz e viabiliza eventos turísticos na região.

Santa Felicidade arrecada doações para ajudar a comunidade afetada pela pandemia

A campanha vai durar dois meses e objetiva atingir famílias carentes de Santa Felicidade e região - Vila Torres, Caximba, Parolin e Portelinha.

O desemprego no Brasil atingiu mais de 14 milhões de brasileiros em janeiro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cenário causado pela crise decorrente da pandemia de Covid-19. E, em tempos em que famílias passam por necessidades, faltam itens básicos, ações de solidariedade fazem a diferença.

Pensando nisso, em Curitiba, os moradores de Santa Felicidade uniram-se e criaram o projeto “Santa Solidariedade”, com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis e de higiene pessoal, para atender às famílias necessitadas do bairro e de outras regiões do seu entorno, como a comunidade Vila Torres, Caximba, Parolin e Portelinha, algumas das mais carentes da cidade.

A iniciativa se deu através da Sociedade Operária Beneficente Esportiva Iguaçu (SOBE Iguaçu), e logo se estendeu para a Associação do Comércio e Indústria de Santa Felicidade (ACISF), reunindo comerciantes, entidades religiosas e moradores, todos em prol da causa.

“O objetivo é arrecadar doações para suprir a necessidade de famílias vulneráveis, colocar comida na mesa de quem não tem nem o básico”, afirma o presidente da Sociedade Iguaçu, Sidnei Toaldo.

Lançamento da campanha, da esq. para a dir.: Marcus Bertoli (Presidente da ACISF), Daniela Brum (Advogada da ACISF) e Sidnei Toaldo (Presidente do Iguaçu).

Segundo ele, toda a campanha foi montada através de doações, como: a arte, o banner, as faixas, as caixas e as embalagens. A ação acontece pelo período de dois meses, podendo ser estendida, caso necessário.

“Esse é o primeiro projeto registrado em Curitiba, em que um bairro se uniu para uma mesma causa. Pretendemos fazer campanhas de agasalhos, arrecadação de móveis, em casos de força maior, produtos de higiene, brinquedos para crianças, e, também, ações em datas comemorativas, como o Natal”, destacou Toaldo.

As arrecadações serão destinadas às famílias carentes, cadastradas nas seguintes instituições: Paróquia Nossa Senhora da Conceição do Butiatuvinha, SOS Vila Torres, comunidade Damas de Caridade da Igreja matriz de Santa Felicidade e Igreja do Evangelho Quadrangular do bairro.

Para doar, basta ir aos pontos de comércio de Santa Felicidade. “Todas as doações serão muito bem-vindas”, diz Toaldo.

Para informações, entre em contato pelo telefone (41) 99582-1366 (ACISF).

JBS investe R$ 1,85 bilhão em nova fábrica de alimentos preparados e em expansão de unidade

Planos da Companhia preveem investimentos na cidade de Rolândia (PR). Previsão é gerar 2,6 mil novos empregos diretos

Paraná, 14 de maio de 2021 – A JBS, segunda maior empresa de alimentos e maior de proteína do mundo, oficializou nesta sexta-feira (14) o investimento de R$ 1,85 bilhão em Rolândia (PR) até 2025. A expectativa é criar cerca de 2,6 mil novos empregos diretos. Os planos incluem a construção de uma nova fábrica de alimentos preparados, além da modernização e expansão da atual unidade de aves já em operação. O objetivo é atender as demandas dos mercados interno e externo, tanto para produção de proteína in natura quanto de alimentos preparados. A obra já foi iniciada e tem previsão de conclusão no quarto trimestre de 2022.

“A JBS está sempre atenta às demandas do mercado para ampliar a sua capacidade produtiva. Os nossos investimentos demonstram a relevância global do estado do Paraná como polo produtor de alimentos para o mundo.”, destaca Wesley Batista Filho, Presidente da JBS América do Sul e da Seara.

Atualmente, a unidade de Rolândia emprega 3,7 mil colaboradores diretos, além da parceria com mais de 390 integrados. Com a ampliação, outros 150 produtores serão integrados. A empresa já possui operações em 14 municípios do Paraná, incluindo unidades produtivas, centros de distribuição, incubatórios e fábricas de ração. A Companhia já emprega mais de 14 mil pessoas no estado e ainda conta com uma rede de mais de 2 mil produtores integrados, que fornecem matéria-prima para a empresa e movimentam economicamente as regiões do entorno de suas fábricas.

Sobre a JBS 
 A JBS é a segunda maior companhia de alimentos do mundo e a maior de proteína animal. Com uma plataforma global diversificada por geografia e por tipos de produtos (aves, suínos, bovinos e ovinos), a Companhia conta com mais de 250 mil colaboradores, em unidades de produção e escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros. No Brasil são mais de 145 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora do país. No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Pilgrim’s Pride, Seara, Moy Park, Friboi, Primo, Just Bare, entre muitas outras, que chegam todos os dias às mesas de consumidores em 190 países. A Companhia investe também em negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes. A JBS conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade e bem-estar animal em toda sua cadeia de valor.

Arrendamentos portuários devem gerar mais R$ 1 bilhão de investimentos no Porto de Paranaguá

Porto também terá a primeira concessão de manutenção do canal aquaviário,
com outros R$ 5 bi de investimentos
A assinatura do contrato de arrendamento do terminal portuário PAR12, com investimento privado previsto de R$ 22,2 milhões, nesta terça-feira (18), representa apenas uma pequena fração do que está por vir pela frente em relação à contratação de investimentos no Porto de Paranaguá (PR).

Até o fim de 2022, outros cinco projetos de arrendamentos devem assegurar mais de R$ 1 bilhão em melhorias e capacitação no porto paranaense. Além disso, mais R$ 5 bilhões são esperados com a concessão do canal de acesso aquaviário do complexo, que está em fase inicial de estudos do projeto.

"O Porto de Paranaguá tem sempre se destacado, com a segunda maior movimentação do Brasil, excelentes resultados e movimentações recordes", destacou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. "Mais uma vez apresenta uma ousadia por ser o primeiro porto a ter uma com a concessão de manutenção de canal. Algo inédito e nada melhor do que fazer isso em Paranaguá."

VEÍCULOS - No PAR12, que passa a ser administrado pela empresa Ascensus Gestão e Participações, são esperados R$ 22,2 milhões para a movimentação e armazenagem de autoveículos (veículos, comerciais leves, caminhões, tratores e ônibus) no terminal. São mais de 74 mil metros quadrados de área e capacidade estática para quatro mil veículos - e armazenagem anual de 120 mil veículos - para atender as montadoras instaladas no país.

"Esse evento marca algo extremamente simbólico para o Ministério da Infraestrutura, à medida em que caminhamos para uma reassunção de autonomia local de gestão pelos portos do Brasil, tendo em vista ser o primeiro contrato celebrado por autoridade portuária com competência delegada pelo Governo Federal", completou o secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni, que classificou a assinatura como um "dia histórico para o setor portuário brasileiro".

O próximo arrendamento previsto para o porto é o do terminal PAR32, já em análise no TCU, destinado à movimentação de carga geral, com um aporte de pelo menos R$ 28,5 milhões. Outra área, a PAR50, voltada a granéis líquidos (combustível), pode render investimentos de quase R$ 340 milhões. O PAR15 (em estudos), utilizado para movimentação e armazenagem de granéis vegetais, outros R$ 590 milhões.

Juntos, os três terminais têm a capacidade de gerar mais de 14 mil vagas de emprego ao longo dos contratos. Além disso, também estão em fase de estudos os arrendamentos dos terminais PAR09 e PAR14, ambos de granéis vegetais.

Central Press completa 23 anos com reposicionamento e campanha social

Gincana virtual com colaboradores, auxílio a ONGs e nova marca fazem parte da programação de aniversário da agência

Com o novo cenário do país e do mundo frente à pandemia da Covid-19, fazer o bem e praticar a solidariedade foram as formas que a Central Press, agência paranaense de comunicação corporativa, encontrou para comemorar 23 anos de história. Com uma campanha solidária para apoiar uma instituição social escolhida pelo voto popular via redes sociais, os colaboradores fazem parte de uma gincana virtual para celebrar e também praticar a caridade.

Segundo a sócia-fundadora da agência, Lorena Nogaroli, foi necessário adaptar a celebração ao momento. “Estamos muito felizes por completar mais um ano de história e, principalmente, por nos mantermos firmes e crescendo, mesmo durante a crise. Mas a celebração não faria sentido se não pudéssemos dar um pouco de nós e do nosso talento a quem realmente precisa”, explica.

Além disso, a empresa também investiu em um reposicionamento de marca e na modernização da logomarca. “Resolvemos usar o aniversário da agência para apresentar ao mercado nossa nova comunicação, que traduz um pouco do processo de internacionalização que a Central Press iniciou em outubro de 2019, quando abrimos uma unidade de negócios em Londres”, conta o sócio Claudio Stringari.

Além disso, a Central Press passa a utilizar uma "tagline" diferente. Na nova comunicação junto ao mercado, a empresa se posiciona como Agência de Reputação. "Sempre gostamos de contar as histórias das marcas e, ao longo desses 23 anos, nos especializamos em gerir crises. No momento em que vivemos, denominado por muitos de 'infodemia', as corporações precisam se comunicar de forma ágil, assertiva, transparente e humana. E nosso time de especialistas pode ajudar muito nesse processo de manutenção e reconstrução reputacional das marcas", ressalta Stringari.

Outro motivo que levou a agência a buscar uma nova apresentação ao mercado é a expansão de serviços e especialidades relacionadas ao segmento de marketing digital. “A Central Press investiu pesado em digitalização nos últimos anos, tanto em termos de infraestrutura, como de pessoal, e, nesse momento, estamos preparados para oferecer soluções completas de marketing digital e mídias sociais. Nascemos como assessoria de imprensa e nos tornamos uma agência 'full service'. Agora, podemos dizer que somos, também, uma agência digital. Porém, sem perder a essência do jornalismo, dos bons conteúdos e do poder das histórias verdadeiras”, completa Lorena.

Com a campanha social, o lançamento da nova identidade visual e o reposicionamento de marca, a Central Press estende as comemorações dos 23 anos até o final de 2021. Quem quiser acompanhar as novidades e fazer parte da ação solidária, basta seguir a agência nas redes sociais.

Atualmente o Estados Unidos é um dos países mais avançados na vacinação contra a Covid-19

Já foram aplicadas mais de 245 milhões de doses na ‘terra do Tio Sam’. Tal feito tem despertado interesse de brasileiros em viajar até o país para tomar a vacina, e, com as flexibilizações do governo estadunidense a respeito da entrada de estrangeiros no país, conseguir se vacinar nos Estados Unidos ficou mais fácil.

No início de maio foi liberada a entrada de estudantes, alguns acadêmicos, pessoas que forneçam apoio crítico de infraestrutura e jornalistas brasileiros no país e os agendamentos para o visto de estudante voltaram a acontecer no Consulado dos EUA, em Porto Alegre. A expectativa é que mais flexibilizações aconteçam nas próximas semanas.

Seguindo a onda de flexibilizações, o estado da Flórida não exige mais o comprovante de residência para obter a vacina COVID-19. A medida entrou em vigor na última segunda-feira (03). De acordo com um comunicado divulgado pelo Departamento de Saúde da Flórida, a vacina poderá ser aplicada em "qualquer indivíduo que esteja presente na Flórida com a finalidade de fornecer bens ou serviços para o benefício de residentes e visitantes do estado".

JERONIMO TRACK INAGURA EM NOVO ENDEREÇO EM BRASÍLIA

É o terceiro restaurante da marca na cidade e o nono do Grupo Madero, com seis outros restaurantes na capital

Brasília acaba de receber mais um restaurante do Grupo Madero. O Jeronimo Track é o terceiro na cidade, que já contava com unidades no Píer 21 e DF Plaza. Conhecida como um grande polo gastronômico, a capital ganhará novas cores e formas com o novo restaurante, que exibe modelo container e com estrutura de Drive- Thru.

Com investimentos de mais de R$ 4.5 milhões, o local escolhido fica na Avenida Comercial – Lote 12 s/n - Setor Habitacional Taquari – Lago Norte – Brasília/DF com 382 m2 e capacidade para 74 lugares. O projeto arquitetônico de Kethlen Ribas Durski tem personalidade jovem, atmosfera instagramável e ambiente tecnológico, com totens de autoatendimento, além da possibilidade de compra pelo Jeronimo APP, disponível para Apple Store e Google Play, pelo https://delivery.jeronimoburger.com.br.

O restaurante Jeronimo nasceu há 3 anos com foco nos millennials, apostando na categoria fast casual com preços bem acessíveis e atendimento rápido. O cardápio traz as deliciosas criações do chef e empresário Junior Durski, incansável em oferecer ao público uma alimentação saudável e de qualidade, com ingredientes orgânicos, naturais e sem conservantes, com procedência garantida.

A diversão já começa na possibilidade de escolher os itens pelos tamanhos P, M, G e GG. O carro-chefe e um dos campeões de pedidos é o burger feito com a quantidade perfeita de carne, sob o calor da chapa de aço cromado em alta temperatura, criando uma casquinha por fora e mantendo por dentro a suculência e o melhor sabor. O pão tipo brioche é uma receita artesanal, levemente tostado; acompanhado de molho rosé, receita exclusiva de Durski. Há também a versão Cheesebacon e o Crispy Chicken, com peito de frango empanado crocante e queijo cheddar. Para petiscar também estão disponíveis: Batatas-fritas, Chicken Fingers e mini-coxinhas de frango.

As bebidas mais disputadas são a lemonades naturais de morango orgânico e o chá gelado, além das cervejas para brindar. Na ala das sobremesas o sucesso entre todos os clientes, são as imperdíveis coberturas e caldas, como a Casquinha Black com Borda de confeito de Chocolate e Vanilla, o Ice Mix com calda de brigadeiro, chocolate crocante em pó e rocks de chocolate, além dos Milk Shakes com releituras pra lá de especiais, como o de Banana em calda. Já o Sundae tem calda de chocolate, de morango ou de banana caramelizada e uma generosa porção de amendoim picado, além dos consagrados brigadeiro e brownie.

O público também pode optar por levar os sabores do Jeronimo para casa, nos pratos congelados com a assinatura do chef, como a Linguicinha do Madero com arroz e feijão carioquinha, o Estrogonofe de Frango com arroz e batata palha, e a Tilápia Grelhada com purê de batatas, entre outros.

Jeronimo Track Taquari
Endereço: SHTQ Trecho 1- Avenida Comercial Lote 12 s/n - Setor Habitacional Taquari – Lago Norte – Brasília/DF
Horários: Salão: 11h às 23h|Take Away: 11h às 23h App: 11:30h às 22:45h | Drive In: 11h às 23h Telefone: (61) 3686-2012

Inverno derruba temperaturas e aquece consumo de café

Marca catarinense amplia vendas em até 40% nos meses frios, expande negócios e oferece personalização a estabelecimentos comerciais

As bebidas quentes têm uma ligação natural com o inverno. Com a chegada de temperaturas mais baixas, elas servem de contraponto para suprir a falta de calor no corpo. O consumo do café, por exemplo, registra aumento médio de 30% na temporada mais fria do ano, segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC).

Seja em casa ou nos pontos especializados como cafeterias e padarias, a companhia do café pode ser considerada um hábito natural para enfrentar dias em que o inverno mostra sua cara.

“Esse é o período do ano em que nossas vendas aumentam de 30% a 40%”, comemora o diretor comercial da CCG Representações, Carlo Costa Gallinea, responsável pela expansão da catarinense Bonblend Cafés Especiais.

Outra notícia que confirma os bons resultados da empresa é a conquista de novos clientes na metade do ano. Segundo o executivo, quem já é apreciador da marca costuma reforçar o estoque nos meses mais gelados. E quem os conhece – seja por indicação de um amigo ou porque degustou a bebida num ponto de venda, residência ou escritório comercial - logo se encanta com os aromas e sabores e faz as encomendas.

Investimento delicioso
Segundo a ABIC, o café é a segunda bebida mais consumida no mundo e perde somente para a água. Estima-se que mais de 2 bilhões de xícaras são servidas diariamente nos seis continentes. Por aqui, 9 entre 10 brasileiros acima de 15 anos apreciam o cafezinho todos os dias.

De olho nessa enorme oportunidade de negócios e num gigantesco potencial de consumo, os melhores frutos do cafeeiro podem se transformar num rentável investimento.

O volume de sacas de grãos especiais deverá chegar a 1,8 milhão em 2023 no Brasil, de acordo com projeções do banco holandês Rabobank - que fez um estudo sobre o consumo do café e a produção no país. São cerca de 600 mil sacas a mais do que o volume produzido em 2017 (1,2 milhão).

“É um setor com grande potencial, apesar da crise que atinge outros segmentos”, explica Gallinea. No mesmo levantamento, foi detectado que os consumidores brasileiros também já se comportam como migrantes de marcas comuns para cafés de maior qualidade, como os ofertados pela Bonblend.

Crescimento e diferenciais
Outra pesquisa da consultoria internacional Euromoney mostrou que o café premium tem ganhado espaço no Brasil e cresce média de 15% ao ano, enquanto o grão tradicional expande em torno de 3,5% ao ano. “Quem degusta um café premium ou gourmet - de melhor qualidade - fica apaixonado pela experiência e cria um novo hábito”, destaca Gallinea.

Com tantos indicadores favoráveis, a Bonblend – que tem sede administrativa em Joinville (SC) – quer ampliar os negócios dentro e fora do Brasil e busca novos pontos de vendas físicos e online. Outro diferencial de mercado é que a marca também produz cafés personalizados e oferece consultoria aos interessados em ter a bebida com sua própria identidade.

Restaurantes, lanchonetes, hotéis, bares, cafeterias e empresas em geral podem ter sua marca personalizada, dentro de um segmento conhecido no mercado como “white label”. A empresa catarinense se encarrega do processo de torrefação dos grãos, presta consultoria sobre a confecção e escolha das embalagens e faz a entrega do produto devidamente caracterizado.

A personalização do café - inclusive com a possibilidade de levar o produto para casa, com o invólucro do estabelecimento - é uma estratégia que visa aproveitar o alto tráfego de consumidores nestes estabelecimentos, que apreciam novidades.

“Todo o processo é gerenciado pela Bonblend. Nosso objetivo é oferecer ao empreendedor a possibilidade de agregar valor ao negócio ofertando um café próprio e especial, pegando carona na harmonização com outros produtos oferecidos nos estabelecimentos, como pães e bolos. Quem experimenta um café de elevada qualidade se encanta com as nuances de sabor e o aroma e - naturalmente – vira nosso freguês”, orgulha-se Carlo Costa Gallinea.

Sobre a Bonblend
Fundada há 11 anos em Joinville (SC) pelo casal Valéria e Claudimar Zomer, que são apaixonados por cafés, a marca pretende desmistificar os tipos especiais de grãos e inseri-los na cultura diária do consumidor, facilitando acesso a produtos de maior qualidade e com preço justo.

A Bonblend fornece cafés das principais regiões brasileiras, preserva a verdadeira essência de cada terroir e está presente em dezenas de cafeterias, empresas e escritórios de Santa Catarina e do Paraná.

A empresa está ampliando a presença nacional e busca novos mercados dentro e fora do Brasil. Além do site www.bonblend.com.br é possível adquirir a linha de produtos nos principais marketplaces do Brasil.

Sugestão de legenda
De olho na demanda, Carlo Costa Gallinea - responsável comercial da Bonblend - busca novos consumidores e estabelecimentos dentro e fora do país para ampliar as vendas de cafés especiais

Crédito da foto
Brasilio Wille

Relacionamento com a imprensa: www.bonblend.com.br