Alto da XV Mall promove feira de orgânicos e artesanato

A ação acontece no estacionamento do shopping e conta com a presença de produtores locais

Às quintas-feiras, o estacionamento do Alto da XV Mall tem se tornado uma feira ao ar livre para atender aos moradores da região e quem mais passar pelo local. Os produtos comercializados são orgânicos, frutas, verduras e legumes, e artesanato. As dezenas de expositores atendem entre 10h30 e 18h.

Rafaela Rocha é a coordenadora de marketing do shopping e conta a motivação para efetivar a feira. “A chegada da pandemia mexeu com a rotina de muitas pessoas e com a forma de consumirem produtos e serviços. A escolha por opções regionais, frescas e personalizadas já é uma tendência de mercado. O público do shopping pode encontrar todas essas características por aqui, além de ser mais um incentivo à economia local”, conta.

Ela também reforça os cuidados tomados para prevenir a covid-19. “Assim como fazemos no shopping, estamos controlando a quantidade de pessoas no mesmo ambiente, disponibilizando álcool em gel, e exigindo o uso de máscara”, diz a coordenadora.

O evento é programado para acontecer toda quinta-feira, no mesmo horário, exceto quando estiver chovendo, devido ao fato de ser ao ar livre. Quando acontecer essa situação, a feira será remarcada para outra data e a nova programação será anunciada nas redes sociais do shopping.

Serviço

Alto da XV Mall

Endereço: Rua Camões, 601 – Alto da XV

Feira ao ar livre: Quintas-feiras, entre 10h30 e 18h

Horário de funcionamento do shopping especial covid-19 (atual decreto): 11h às 20h, de segunda à domingo

Sobre o Alto da XV Mall

Administrado pela Argo Desenvolvimento & Gestão e lançado em outubro de 2020, o Alto da XV Mall é um shopping com variado mix de lojas que têm a premissa de oferecer bom custo-benefício e praticidade aos clientes. Com apenas um piso, o empreendimento conta com quase 200 espaços para lojistas e praça de alimentação e um estacionamento com mais de 100 vagas. O endereço é Rua Camões, 601, Alto da XV – Curitiba/PR. Para saber mais, acesse: https://www.altodaxvmall.com.br/.

Coronofobia: a nova vilã da saúde mental

Psiquiatra alerta para medo excessivo relacionado à Covid-19

O coronavírus continua trazendo muitos problemas nesses 17 meses de pandemia - o número de mortes por conta do vírus, juntamente com o medo da população mundial, continua crescendo. Essa aflição, quando excessiva, ganha um novo nome: coronofobia.

Sintomas de ansiedade e medo de contrair o vírus da Covid-19 têm feito com que pessoas se sintam inseguras em todo e qualquer lugar. Um estudo feito pela National Library of Medicine analisou 500 casos de ansiedade e depressão e certificou que todos estavam ligados à crise da Covid-19. O termo “coronofobia” foi criado no final de 2020 e traduz uma ansiedade grave diante do vírus e da pandemia, tanto em contraí-lo, quanto em disseminá-lo.

Segundo a psiquiatra e professora de Saúde Mental no curso de Medicina da Universidade Positivo, Raquel Heep, quem tem essa fobia não percebe e acredita que o seu comportamento está correto e os outros é que estão errados, causando um sofrimento muito grande para a pessoa. "É importante ressaltar que esse tipo de ansiedade não é saudável, fugindo dos padrões de incertezas que todos nós temos. É normal ter um certo grau de ansiedade, mas essa preocupação excessiva traz prejuízos físicos e funcionais. É claro que lavar as mãos, usar álcool em gel, máscara e manter o distanciamento social são atitudes necessárias, mas quem sofre com a coronofobia possui comportamentos como lavar as mãos a ponto de machucá-las e usar máscara dentro de casa, ou até mesmo para dormir. São pessoas que não saem de casa mesmo quando necessário", aponta.

Pessoas com coronofobia também dão muita importância a sintomas que não são preocupantes e acabam até mesmo se automedicando, podendo gerar crises de pânico e problemas físicos. A professora recomenda que, quem identificar sinais de medo excessivo deve agendar uma avaliação com um profissional especializado em saúde mental, principalmente psicólogo ou psiquiatra, que vai avaliar a necessidade, ou não, de medicação para o controle da ansiedade. "Esse segundo ciclo da pandemia trouxe mais inseguranças a todos nós, mas temos que nos manter esperançosos e não deixar que toda essa situação nos traga ainda mais prejuízos", salienta.

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em ensino superior entre as IES do estado do Paraná e uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta, mais de 400 mil m² de área verde no câmpus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de Graduação, centenas de programas de especialização e MBA, sete programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam mais de 3.500m². Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em universidade.up.edu.br/

Confira a receita de Schnitzel com Salada de Batatas do cozinheiro Rui Morschel, apresentada em parceria com Gallo

Existem receitas que nos levam de volta a momentos inesquecíveis da vida, esse é o caso do Schnitzel com Salada de Batatas e Azeite Gallo, do cozinheiro Rui Morschel. A preparação é ensinada na série “Receitas que nos unem”, uma parceria entre Gallo, marca líder em azeites e preferida pelos consumidores brasileiros, e a Tastemade, canal digital com conteúdos de comida, viagem e entretenimento. Nesta série com três episódios, influenciadores digitais e chefs resgatam receitas que os conectam com momentos importantes de suas vidas. Essa é mais uma iniciativa da marca dando continuidade a campanha “Fio que Nos Une”, em que busca valorizar o papel do sabor e das receitas na conexão entre as pessoas e suas memórias afetivas.

No terceiro episódio, a apresentadora e cozinheira Clarisse Duarte recebe de forma virtual Rui Morschel, que conta do porquê a receita foi tão marcante em sua história e ensina a preparação deste lombo suíno empanado e frito em Azeite de Oliva Gallo Tipo Único, servido com salada de batatas com rabanete, salsão, cebola roxa, Azeitona Verde Gallo Fatiada e finalizado com Azeite Gallo Extra Virgem Reserva.

O vídeo já pode ser conferido nas redes sociais de Gallo. Confira o passo a passo abaixo!

Schnitzel de porco com salada de batata

Serve: 1 pessoa

Nível de dificuldade: fácil

Ingredientes:

Para Schnitzel:

● 2 filés altos de lombo suíno (200g cada)
● Sal a gosto
● Pimenta-do-reino moída a gosto
● 1 colher de sopa de mostarda amarela
● 100g amido de milho
● 2 ovos batidos
● 100g de farinha panko
● Azeite de Oliva Gallo Tipo Único para fritar

Para a Salada de Batata:

● 2 batatas médias cozidas e cortadas em cubos
● ½ cebola roxa fatiada (¼ xícara)
● 1 talo pequeno de salsão picado
● ½ cenoura cortada em meia lua
● 1 rabanete pequeno cortado em meia lua
● 1 colher de sopa de Azeitona Verde Gallo Fatiada
● 1 ovo cozido picado
● Sal a gosto
● Pimenta-do-reino moída a gosto
● 2 colheres de sopa de água do cozimento da batata
● ¼ de xícara de Azeite Gallo Tipo Único
● ½ limão espremido
● Azeite Gallo Extra Virgem Reserva para finalizar

Modo de preparo Schnitzel:

Coloque os filés entre dois plásticos e bata com o auxílio de um martelo para ficar fininho. Tempere com sal, pimenta-do-reino e mostarda amarela.
Empane os filés passando pelo amido de milho, o ovo batido e a farinha panko.
Aqueça o Azeite de Oliva Gallo Tipo Único e frite até ficar bem dourado.

Para a salada de batata:

Em uma tigela, disponha a batata ainda quente, a cebola, o salsão, a cenoura, o rabanete, a Azeitona Verde Gallo fatiada e o ovo. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.
Acrescente duas conchas pequenas da água do cozimento das batatas, o Azeite de Oliva Gallo Tipo Único e o suco do limão. Mexa tudo com uma espátula, até criar uma consistência cremosa.
Finalize com um fio de Azeite Gallo Extra Virgem Reserva.
Bom apetite!

---

Sobre GALLO

GALLO é a marca portuguesa líder mundial em azeites. Fundada em Portugal, em 1919, Gallo é sinônimo da alma e tradição do país e reconhecida internacionalmente. Presente em mais de 40 países, a GALLO conta com uma linha de diferentes azeites, vinagres, azeitonas e pimenta, produzidos para levar sabor e saúde à mesa dos consumidores em todo o mundo. Para saber mais sobre o universo GALLO, visite www.azeitegallo.com.br

Informações à imprensa – Gallo
InPress Porter Novelli
Caroline Pereira – caroline.pereira@inpresspni.com.br - (11) 3323- 1482
gallobrasil@inpresspni.com.br

SOBRE A TASTEMADE

Tastemade é uma companhia de mídia moderna com uma audiência global, engajada e apaixonada. Conta com mais de 300 milhões de visualizações mensais nas plataformas digitais e mobile. Já no streaming, tem mais de 2.5 bilhões de visualizações por mês. Criam conteúdos premiados e programação original nas categorias de Gastronomia, Viagem e Casa & Decoração.

A Tastemade já ganhou prêmios por sua inovação e programação original, incluindo três James Beard Awards, dois Emmy Awards e, recentemente, foi reconhecida como Fast Company’s “Most Innovative Companies” em 2021. Para mais informações, acesse: www.tastemade.com.br

Tastemade on Facebook | Instagram | YouTube | Twitter | Pinterest | TikTok

Dia mundial da enfermagem: Voluntários homenageiam equipes em hospitais com mais de mil bonecas de fuxico

Gerente de enfermagem recebe homenagem da própria mãe, que participou do grupo de quase 40 costureiras voluntárias

Uma iniciativa que une 38 costureiras voluntárias a 1.021 profissionais de enfermagem que estão na linha de frente da pandemia. E, mais do que isso, uma ação que liga uma mãe e uma filha, que, há mais de um ano, estão mais distantes do que gostariam por causa da Covid-19. Foram mais de mil bonecas de fuxico produzidas ao longo de 2 meses para distribuir, como forma de homenagem, à equipe que tem se dedicado dia após dia aos pacientes. Entre as voluntárias, a dona de casa Ester do Carmo Gomes, que entrou para o grupo motivada pela filha enfermeira e viu no voluntariado um alento durante a pandemia.

“Sempre quis fazer algum trabalho assim, mas nunca dava certo. Aí veio a pandemia e o hospital perguntou se eu queria ajudar a fazer máscaras, tudo indicação da minha filha. Aceitei e fiz máscaras por 5 meses e continuamos com as bonecas de fuxico até hoje. Para mim, foi uma benção, principalmente nessa pandemia. Como sou do grupo de risco e tenho que ficar em casa, me apeguei ao voluntariado. Pra mim é uma terapia”, diz Ester.

Jhosy do Carmo Gomes é filha de Ester e gerente de enfermagem do Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba (PR), onde, junto com o Hospital Universitário Cajuru, serão entregues as bonecas de pano ao longo da semana em que se comemora o Dia da Enfermagem. “O sentimento de receber uma homenagem que minha mãe ajudou a fazer é de gratidão porque ela é tudo pra mim. E saber que minha mãe está participando de uma homenagem para a minha classe, me deixa sem palavras. É um presente com amor em dobro”, revela.

Mãe e filha precisaram se afastar durante a pandemia. “Nós nos vemos com muito menos frequência, mas ela é quem me ajuda em tudo e é meu suporte no dia a dia. Eu não posso mais abraçar, fazer as coisas que fazia antes e sinto muita falta disso. A gente não deixou de se ver, mas não ter aquele contato mãe e filha é muito difícil”, se emociona Jhosy.

Realidade que é enfrentada por muitos desses profissionais ao longo de todos esses meses, o que traz um significado ainda maior para a homenagem. “Essas pequenas ações são um motivador porque tiram a equipe da rotina e surpreendem. É um ato em que os profissionais se sentem reconhecidos e conseguem sentir que alguém está se preocupando com eles. E esse carinho agrega muito valor no dia a dia da equipe”, comenta a gerente.

Impacto na vida dos voluntários

Para Maria Regina Figueiredo Silva, voluntária há 9 anos no Hospital Universitário Cajuru, a ideia era exatamente essa: demonstrar, por meio das bonecas, todo o carinho e admiração que elas sentem pelos profissionais da enfermagem que têm se mostrado ainda mais essenciais durante a pandemia. “Resolvemos elaborar uma maneira de contribuir e homenagear as equipes mesmo à distância. Queríamos mostrar que estávamos pensando nas pessoas que estão trabalhando no hospital. As bonequinhas acabaram sendo uma ponte entre o nosso trabalho, naquele pequeno pedaço de pano, e os profissionais da saúde. O que eu espero com essas bonecas é que os enfermeiros percebam que eles não estão sozinhos”, afirma.

Sentimento de solidão que muitas vezes os voluntários também sentiam, por estarem com as atividades suspensas na pandemia. E até pensando em diminuir o impacto dessa ausência física, a entrega das bonecas nos hospitais é feita com o apoio de um tablet, para que os voluntários possam estar presentes por meio de uma videochamada. “Como a visita presencial dos voluntários está suspensa por causa da pandemia, decidimos usar um tablet para que a equipe de costureiras pudesse acompanhar a entrega das bonecas de forma remota e deixar uma mensagem para os profissionais”, diz a coordenadora do voluntariado dos hospitais Universitário Cajuru e Marcelino Champagnat, Nilza Maria Brenny.

No meio dessa boa ação, o coração dos próprios voluntários foi aquecido pelo simples fato de fazer o bem. Para a costureira Masumi Fuji de Mello, a história no voluntariado começou após a aposentadoria e hoje percebe o impacto na pandemia. “Eu senti a necessidade de ocupar o tempo fazendo algo útil e ajudando quem precisava. E nesse momento, ao nos unirmos em um grupo de voluntários para atuar em um trabalho tão lindo em prol da equipe na área de saúde, compartilhamos atividades, conhecimento, dedicação e amor, mesmo em um momento tão difícil”, finaliza.

Sobre o Hospital Universitário Cajuru

O Hospital Universitário Cajuru é uma instituição filantrópica com atendimento 100% SUS. Está orientada pelos princípios éticos, cristãos e valores do Grupo Marista. Vinculado às escolas de Medicina e Ciências da Vida da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), preza pelo atendimento humanizado, com destaque para procedimentos cirúrgicos, transplante renal, urgência, emergência, traumas e atendimento de retaguarda a Pronto Atendimentos e UPAs de Curitiba e cidades da Região Metropolitana.