MARCIO JULIANO OUTRO SAMBA

MARCIO JULIANO OUTRO SAMBA

Marcio Juliano faz show de lançamento do seu novo disco, Outro Samba, durante o feriado, dias 15, 16 e 17 de novembro, no Ave Lola Espaço de Criação, em Curitiba.

Outro Samba é o novo disco do cantor, ator e diretor Marcio Juliano. O show de lançamento será no Ave Lola Espaço de Criação (Rua Marechal Deodoro, 1227 - Centro / próximo à Reitoria). Na sexta e no sábado (15 e 16), às 16h e no domingo (17), às 18h.

Outro Samba é o segundo disco de Marcio Juliano e fecha uma trilogia de trabalhos do artista focados no repertório da Época de Ouro, período representado por uma geração de grandes compositores brasileiros entre 1929 e 1945. Um desdobramento da pesquisa realizada pelo cantor no show “No Samba” (2016) e “Noël” (2006), em homenagem ao compositor Noel Rosa, que além de show, também teve registro em disco, o primeiro de Marcio.

O samba e suas múltiplas possibilidades foi o que guiou a escolha das 18 composições distribuídas em 11 faixas que compõem o disco. Outro Samba conta com a participação de muitos artistas da cidade e alguns de fora e ilustres como a cantora Mônica Salmaso, considerada uma das mais importantes do Brasil, em Provei (Noel Rosa e Vadico), e o lendário trombonista Raul de Souza, que gravou Na Aldeia (Silvio Caldas, Caruzinho e De Chocolat).

“Nesta oportunidade de registro convidei músicos que admiro e com quem gosto de trabalhar, tive muita sorte”, declara Marcio. Estão presentes também no álbum: Mano a Mano Trio (Com que Roupa? – Noel Rosa), a cantora Uyara Torrente da Banda Mais Bonita da Cidade (Judiaria - Lupicínio Rodrigues), o quinteto de percussão La Percutório (Pedreiro Waldemar - Wilson Baptista e Roberto Martins), o baixista Glauco Sölter (Eu Quero Um Samba - Janet de Almeida e Haroldo Barbosa).

Ao lado de Marcio Juliano, no disco e no show, músicos virtuosos, antigos companheiros de outros trabalhos: Sérgio Albach (clarone), que assina a direção musical, Daniel Migliavacca (bandolim e violão tenor), Lucas Melo (violão 7 cordas) e Luis Rolim (bateria e percussão). Albach e Migliavacca também são arranjadores de algumas composições: Provei, Com que Roupa?, Pedreiro Waldemar traz arranjos de Sérgio e Eu Quero Um Samba, Benguelê (Pixinguinha e Gastão Vianna), Na Aldeia, O Mar (Dorival Caymmi) de Daniel. Os arranjos de Boneca de Piche (Ary Barroso e Luiz Iglésias) e Nega do Cabelo Duro (Rubens Soares e David Nasser) são do músico Gabriel Schwartz e Judiaria de Gilson Fukushima. Marcio Juliano fez o arranjo de Madrugada e Amor (José Messias) e do pot-pourri Louco, em parceria com Albach.

“Gosto muito do que estes autores da Época de Ouro inauguraram no Brasil, seja na poética, na linguagem musical, na estética, na identidade e na autenticidade que deram à música brasileira. Embora a maioria vivesse na cidade do Rio de Janeiro, eles não eram exclusivamente cariocas, vinham de várias regiões do país e revelavam um retrato diverso da nossa cultura. As composições retratam um país que me interessa discutir, refletir e que, ainda hoje, abordam questões relevantes, como no caso da música O Pedreiro Waldemar que constrói um edifício e depois não pode entrar. Bem oportuna também é a reflexão de Noel Rosa na mordaz e bem-humorada composição Com que Roupa?”, conta Marcio.

Nega do Cabelo e Boneco, releitura que mescla Nega do Cabelo Duro e Boneca de Pixe foi gravada com a Orquestra à Base de Sopro de Curitiba e conta com a participação de um trio vocal feminino composto por Érica Silva (Banda Mulamba), Iria Braga e Milena Tupy. No DVD com os clipes de cada faixa, que será lançado em 2020, a atriz Cássia Damasceno (Companhia Brasileira de Teatro) faz uma participação especial nesta faixa.

O show com caráter cênico conta com interações e intervenções por meio de projeções mapeadas, com áudios sincronizados. “A ideia é revisitar uma estética muito explorada por esta geração de compositores, a do cinema”, revela Marcio que também dirige o show. A assistência de direção e iluminação é de Nadja Naira (Companhia Brasileira de Teatro).

Além do CD o álbum estará disponível em várias plataformas virtuais, inclusive no novo site do artista inaugurado para o lançamento do trabalho.

“Estar envolvido nesse trabalho é uma alegria imensa; além dos músicos fantásticos que participam, realizar mais um trabalho ao lado do Marcio Juliano é sempre um prazer. Depois de muitas parcerias, trazemos agora um repertório da época de ouro do Samba com nossa leitura, que já começa a ganhar uma assinatura própria, com ousadia, contemporaneidade, pesquisa, bom humor e lirismo”, declara Sérgio Albach.

O projeto viabilizado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura também oferece uma Oficina de Prática de Samba para instrumentistas focada no repertório do Mestre Pixinguinha. Será ministrada por Luís Rolim e Daniel Migliavacca, em novembro, dias 07, 08, 11, 12, 13 e 14, no Conservatório de MPB de Curitiba. A oficina será gratuita, mas as vagas serão limitadas. Inscrições pelo site: www.marciojuliano.com.br e pelo e-mail: marciojulianocontato@gmail.com Informações: 41 99902 5147

Acompanhe Marcio Juliano também aqui: https://www.facebook.com/marciojuliano.oficial/

Este projeto é uma realização da Cia Ilimitada e foi incentivado pela Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO:

Show de lançamento do CD Outro Samba de Marcio Juliano

Data e horário: 15 e 16/11 (sexta e sábado), às 16h

17/11 (domingo), às 18h

Local: Ave Lola Espaço de Criação (Rua Marechal Deodoro, 1227 – Centro)

Ingresso: gratuito (*distribuição de senhas 1 hora antes)

Classificação: Livre
Duração: 50 minutos
Realização: Cia Ilimitada

CONTATOS:

Produção
Marcio Juliano da Silva
marciojulianocontato@gmail.com
41 99902 5147

Assessoria de Imprensa:
Glaucia Domingos
glauciadomingos@hotmail.com
41 99909 7837

REPERTÓRIO DISCO OUTRO SAMBA - MARCIO JULIANO

1 - Eu Quero Um Samba 3’47” / Janet de Almeida e Haroldo Barbosa

2 - Boneco / Ary Barroso e Luiz Iglésias Nega do Cabelo 4’56”/ Rubens Soares e David Nasser

3 – Na Aldeia 4’19” / Silvio Caldas, Caruzinho e De Chocolat

4 - Madrugada e Amor 2’01” / José Messias

5 – Benguelê 3’38” /Pixinguinha e Gastão Vianna

6 – Provei 4’08” / Noel Rosa e Vadico

7 - Com que Roupa? 3’47” / Noel Rosa

8 - Pedreiro Waldemar 3’33”/ Wilson Baptista e Roberto Martins

9 - O Mar 3’17” / Dorival Caymmi

10 -Louco - pot-pourri 3’07”

Aos Pés da Santa Cruz / Marino Pinto e Zé da Zilda

Agora é cinza / Bide e Marçal

Preconceito / Wilson Baptista e Marino Pinto

Camisa amarela / Ary Barroso

Vocalista do Creed, Scott Stapp faz show em Curitiba na próxima semana

Vocalista do Creed, Scott Stapp faz show em Curitiba na próxima semana
O artista desembarca na cidade na próxima quarta-feira (13) com a turnê do álbum “The Space Between the Shadows”, que traz canções inspiradas em Chester Bennington e Chris Cornell, além de relembrar todos os sucessos do Creed

CURITIBA, 06/11/2019 – Após cinco anos de introspecção e foco em uma nova fase de sua vida, Scott Stapp, vocalista da banda Creed, apresentou ao mundo seu álbum “The Space Between the Shadows”. O terceiro disco da carreira solo do artista conta uma incrível história de superação envolvendo questões que ameaçavam sua saúde e colocava seus relacionamentos em risco. Com esse repertório bem pessoal e intenso, Stapp desembarcará no Brasil no mês de novembro, em turnê que contará com passagem pela cidade de Curitiba.

Promovido pela Planeta Brasil Entretenimento, o show da turnê “The Space Between the Shadows” na capital paranaense será realizado na próxima quarta-feira, dia 13 de novembro na Reconcert, casa de shows localizada dentro da Usina 5, antigo complexo industrial que se tornou expoente em eventos multiculturais da cidade. A apresentação, que promete ser épica, trará toda potência musical de uma das vozes mais marcantes do post-grunge mundial, vencedora do Grammy, principal celebração da música mundial.

Em comparação aos trabalhos solos de Scott Stapp, “The Space Between the Shadows” é um álbum muito mais autoral, que aborda temas como a restauração, a aceitação de ajuda e a reflexão sobre problemas que podem ser superados, vendo a luz nas sombras. Com o novo projeto, Scott presenteia os fãs com 12 novas canções, dentre elas “Gone Too Soon”, música inspirada em parte pelas perdas de Chester Bennington (Linkin Park) e Chris Cornell (Soundgarden), companheiros de profissão que, assim como Scott Stapp, foram acometidos pela depressão.

Scott Stapp, considerado pelos seus fãs como fonte de inspiração por lutar contra os problemas da vida, promete um show intenso e inesquecível para o público da capital paranaense. Além de canções inéditas, presentes no álbum The Space Between the Shadows, como o single “Purpose For Pain”, o público poderá curtir todos os grandes sucessos da história da banda Creed, como “Higher”, “My Sacrifice” e “With Arms Wide Open”. Capitaneada por Scott Stapp, o Creed já vendeu mais de 60 milhões de cópias em todo mundo, e seu segundo disco, “Human Clay”, está listado como um dos 200 melhores álbuns de todos os tempos no Rock and Roll Hall of Fame.

O show de Scott Stapp em Curitiba será realizado na próxima quarta-feira, dia 13 de novembro, na ReConcert (Rua Constantino Bordignon, 5 – Prado Velho), com abertura dos portões a partir das 19h. Os ingressos custam a partir de R$ 130 e estão disponíveis no site Eventim (https://bit.ly/2NFjmLi). Mais informações nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento.

Show “Marcelo Jeneci – Guaia”

Show “Marcelo Jeneci – Guaia”

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=151364&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C199001d594d9%25248bed5aa0%2524a3c80fe0%2524%2540smartcom.net.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C199001d594d9%248bed5aa0%24a3c80fe0%24%40smartcom.net.br%3E-1.1.2
Marcelo Jeneci, volta as origens ao homenagear o bairro em que cresceu, Guaianazes. O terceiro álbum sucede "de graça" (2013) e traz experimentos musicais que se juntam à famosa sanfona do cantor e compositor, em uma mescla de acústicos, sintéticos e regionais que resgatam a trajetória de Jeneci ao longo de sua formação musical. No repertório, seus maiores sucessos, novas canções e entre outras. Jeneci (voz, sanfona e teclados) sobe ao palco acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers).

Data: 09 de novembro
Hora: 20h
Duração: 90 minutos
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Teatro Sesi de São José dos Pinhais (Pátio)
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 1800 – Centro
Observação: espaço sujeito a lotação

SOUQ e YELLOW PATINETES ELÉTRICOS FAZEM AÇÃO ESPECIAL NESTE SÁBADO “Escola de Patinetes”

SOUQ e YELLOW PATINETES ELÉTRICOS FAZEM AÇÃO ESPECIAL NESTE SÁBADO
“Escola de Patinetes” estará no complexo gastronômico com
atividades gratuitas para a toda a família

Nunca um patinete foi tão conhecido como nos tempos atuais. Aqui em Curitiba a YELLOW – marca de patinetes elétricos - está dando o que falar, não é mesmo? Para mostrar o equipamento e ensinar os curitibanos a utilizarem essa novidade, a marca estará no SOUQ CURITIBA - neste sábado (09/11) entre 12h e 14h30, para uma atividade gratuita entre os clientes do complexo gastronômico. O objetivo é trazer uma atividade diferente, proporcionando bem estar e diversão para toda a família. A ação será no estacionamento do SOUQ e não tem limite de idade para participação. “Todo mundo já viu um Yellow na rua e certamente ficou com vontade de andar. Mas nem todos se sentem seguros para alugar. Aqui será a oportunidade perfeita para quem quer conhecer de perto e experimentar o patinete, ganhando segurança para depois usar em percursos mais longos”, comenta Dauro Jr – sócio do SOUQ.

Abrasel – PR promove #SaborSolidário em prol de restaurante que pegou fogo em Curitiba

Abrasel - PR promove #SaborSolidário em prol de restaurante que pegou fogo em Curitiba
Chefs de 20 estabelecimentos da capital paranaense vão se reunir para arrecadar fundos para o restaurante Dedo de Moça, que pegou fogo no dia 01 de novembro

CURITIBA, 07/11/2019 – Na tarde do último dia 01 de novembro, os proprietários do restaurante Dedo de Moça, localizado no bairro Alto da XV, em Curitiba, viram seu negócio desmoronar após um incêndio, causado por uma falha elétrica, tomar conta de todo imóvel. O fogo consumiu toda a estrutura do empreendimento e grande parte dos equipamentos e utensílios de bar e cozinha. Pensando em colaborar para a reestruturação do restaurante, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel - PR) convocou seus associados e vai promover, na próxima terça-feira, dia 12 de novembro, um encontro solidário para angariar fundos para o Dedo de Moça.

O #SaborSolidário vai reunir chefs de 20 restaurantes associados da Abrasel em Curitiba para uma noite especial com degustação de comidinhas de várias vertentes da gastronomia. “Assim que nós ficamos sabendo do ocorrido, nos organizamos para colaborar o mais rápido possível. O imóvel não tinha seguro, portanto providenciamos uma vaquinha com empresários associados, mas queríamos que outras pessoas também tivessem a oportunidade de contribuir, para isso planejamos o encontro solidário”, conta Luciano Bartolomeu, diretor executivo da Abrasel - PR. Os chefs participantes vão preparar, de forma voluntária, um cardápio especial para o evento. “A proposta é usar a quantia arrecadada com a venda das entradas, para pagar as férias dos funcionários do Dedo de Moça, enquanto os proprietários buscam uma nova instalação”, completa.

O encontro será realizado no Espaço Nova Curitiba, a presidente da Abrasel e proprietária do local, Jilcy Rink, destaca a importância de eventos deste caráter, “ O espírito solidário dos empresários do setor neste momento nos faz ter orgulho de trabalhar por uma entidade que estimula o apoio mútuo e clima de fraternidade entre os associados”, declara. Entre os restaurantes confirmados para o encontro estão, além do Dedo de Moça, os restaurantes Velho Oriente, Godines Gril, Spring, Outback, Quintana, Dona Helena, Babilônia, Bar do Alemão, Limoeiro Casa de Comidas, Pescara, Happy Burger, Rose Petenucci, Pimenta Brasserie, Cantina do Délio, Zapata, Sievollo, Bristonomia, Marbô, Cafexpo Gastronomia e Cervejaria Asgard.

O #SaborSolidário será realizado na próxima terça-feira, dia 12 de novembro, no Espaço Nova Curitiba (Rua Paulo Gorski, 510), a partir das 20h. Os ingressos custam R$ 50, incluem água, suco e chopp Asgard e podem ser ser adquiridos nos restaurantes participantes ou no local. Mais informações no site pr.abrasel.com.br ou pelos telefones (41) 3029-4244, (41) 99644-9816 e (41) 99879 -0281.

Obra inédita resgata bastidores do disco Corredor Polonês

Obra inédita resgata bastidores do disco Corredor Polonês
Lançamento da Editora Barbante acontece na terça-feira (12), no Gilda, com a presença dos autores. Mostra apresenta fotos de Theo Marques que ilustram livro

Acontece na terça-feira (12/11), no Gilda, em Curitiba, a noite de autógrafos do livro "Corredor Polonês - Patife Band e a criação da obra-prima esquecida do rock brasileiro", escrito pelo publicitário Marcelo Dallegrave e pela jornalista Melissa Medroni.

A obra, que destrincha o processo criativo por trás de cada faixa do álbum lançado em 1987, tem a capa assinada pelo artista André Ducci e traz fotografias do repórter fotográfico Theo Marques. As dez imagens do livro, algumas inéditas e outras selecionadas no portfólio da carreira do fotojornalista por afinidade com os temas das músicas, serão expostas no Gilda com tamanho 90 x 60 cm, impressas em tecido.

Lançado pela editora independente Barbante, o volume faz parte da série Sound + Vision, inaugurada com o livro-ensaio "The War On Drugs: Lost In The Dream", do jornalista Alessandro Andreola, que também acaba de ganhar uma nova edição.

Punk rock erudito

Corredor Polonês foi o único disco lançado pela Patife Band, banda de pesquisa de gêneros, situada em algum lugar entre o punk rock e a música erudita (representada pelos ostinatos perfeitos das composições) que não sobreviveu às idiossincrasias de sua trajetória, mas deixou registradas para a eternidade pérolas brutas, como a música tema "Corredor Polonês", "Tô Tenso" e "Pesadelo".

O grupo tem raízes no norte paranaense: o líder Paulo Barnabé e seu irmão, Arrigo, são de Londrina, e Itamar Assumpção, parceiro artístico da família, cresceu em Arapongas. Mas foi no impulso da Vanguarda Paulista, movimento que contestava a produção mainstream nos anos 80 na cidade de São Paulo, para onde os músicos se mudaram na juventude, que a banda ganhou corpo.

Com Paulo Barnabé (vocal, percussão), André Fonseca (guitarra), Sidney Giovenazzi (baixo) e Paulo Mello (bateria), Corredor Polonês reflete uma visão urbana e industrial sobre a construção musical, que vai além dos padrões do rock. Hoje o álbum é uma raridade, cultuado por colecionadores que pagam centenas de reais por uma cópia em vinil. Na época, porém, por motivos que os autores analisam no livro, foi praticamente ignorado pela gravadora, a WEA. Até o momento, o disco gravado em estúdio ainda não foi disponibilizado nos serviços de streaming de música.

Garimpagem

Coube a Marcelo Dallegrave, curitibano fã da banda, localizar os músicos e profissionais envolvidos com o projeto para resgatar a história recôndita do disco, tarefa nada fácil diante do clima de conflito que perdura até hoje. As entrevistas foram checadas e editadas em parceria com a esposa do autor, Melissa Medroni.

Todas as conversas foram realizadas individualmente pela internet no primeiro semestre de 2018. A principal fonte foi o líder da Patife Band, Paulo Barnabé. Também foram ouvidos Arrigo Barnabé, o produtor Pena Schmidt e os integrantes da banda original. O livro ainda traz depoimentos de Clemente (Inocentes) e John Ulhoa, que regravou a faixa Vida de Operário, no álbum de estreia do Pato Fu (Gol de Quem?). Para o capítulo "Bonus track: A Capa", foram entrevistados os responsáveis pela arte do disco - o fotógrafo Calil Neto, o artista plástico Júlio Villani, a artista visual Renata Bueno e a videomaker Ruth Slinger.

SERVIÇO
Noite de autógrafos do livro "Corredor Polonês - Patife Band e a criação da obra-prima esquecida do rock brasileiro", da Editora Barbante, e a abertura da exposição fotográfica de Theo Marques

LOCAL: Gilda (R. Cândido Lopes, 323)
DATA: 12/11 (terça-feira)
HORA: 19 horas
LIVRO: R$ 37
ENTRADA: gratuita
Evento aberto ao público

Maglore celebra 10 anos de carreira em Curitiba

Maglore celebra 10 anos de carreira em Curitiba

nCPmZ303L0ySi8KG4EJBgLnqX297kOiStf9sZr52ylepfiPkIUoqXpblxjMBnnGJC-lSeyoYqvvDfg2NQaKp-nhOlkA4FwtNnOQygC9bMJFCL3udPaUdkLRCT3Q-drS9iOnL1QZz
Foto: Azevedo Lobo

Com um registro ao vivo na bagagem e uma década de estrada, de dor, de amor e contas pra vencer, de ser inteiro e não ser pela metade, a banda baiana Maglore prepara um show especial no qual repassa músicas de toda sua discografia. No dia 29 de novembro (sexta), o quarteto chega ao Czar Bar, em Curitiba, para dar continuidade às comemorações dos 10 anos da banda. Os ingressos já estão disponíveis.

“É o momento de celebrar tudo o que vivemos nos últimos anos, como os nossos quatros discos, os singles lançados, as turnês e as parcerias”, conta o cantor e compositor Teago Oliveira. “A banda se estabeleceu num local muito legal do cenário e foi intenso fazer isso pelas vias da música independente”, pensa.

No show, a Maglore passa por todos os álbuns da carreira, além do trabalho em estúdio mais recente, Todas As Bandeiras (2017). No setlist, destaca-se “Não Existe Saudade no Cosmos”, composição de Teago Oliveira que ficou conhecida por ter sido gravada por Erasmo Carlos no seu disco mais recente, ...amor é isso (2018). “Foi uma surpresa enorme, a gente achava que essa música tinha uma cara de anos 1970 e Erasmo sempre foi uma referência pra banda”, diz Teago. “Motor”, faixa do quarteto recentemente regravada por Gal Costa e que também já ganhou uma versão da cantora Pitty, é outro destaque.

Serviço:
Arnica Apresenta: Maglore
Data: 29 de novembro
Local: Czar Bar
Endereço: Rua Frederico Cantarelli, 68 - Mercês, Curitiba - PR
Abertura da casa: Às 20h
Ingressos: A partir de R$25 (meia-entrada solidária), no primeiro lote

O ponto da carne Cada um tem seu próprio gosto, como adaptá-lo ao comer fora?

a921e30f082eea6f3b676fa7939f042b_medium.jpg

O ponto da carne

Cada um tem seu próprio gosto, como adaptá-lo ao comer fora?

Carne é um dos alimentos mais consumidos ao redor do mundo, se tornando, muitas vezes, o protagonista de um prato bem feito, aquele que ansiamos ao chegar em casa com fome. Independente do país e do modo de preparo, ela está sempre presente.

“No Brasil, há uma grande paixão por carne, principalmente mais ao sul do país”, comenta Gustavo Romero, proprietário do SINA Fast Casual Burgers.

Em restaurantes, na maioria das vezes não há opção para se escolher o ponto da carne. O ponto é normalmente o padrão da casa. Em hamburguerias, como é o caso do SINA, a prática é ainda menos comum. “Geralmente oferecem um único ponto de carne. É muito mais fácil para a cozinha trabalhar com ponto único, entretanto, o ponto é algo particular e varia muito de acordo com o cliente”, conta Romero.

No SINA FCB, o cardápio conta com a opção de escolha do ponto da carne, para que o cliente escolha plenamente o burger que deseja consumir.

Deixar o ponto da carne a critério do cliente implica algumas possíveis complicações, afinal, podem ser três ou mais alternativas para escolha. Na hora da preparação, além de se atentar à especificidade de cada prato, também é preciso tomar cuidado com a carne. “Ao fazer um hambúrguer diferente para cada pedido, demanda mais atenção, pois um pouco mais de tempo na chapa pode fazer com que um ‘ao ponto’ se torne ‘bem passado’, mudando completamente a escolha inicial de quem fez o pedido, sendo necessário preparar outra carne”, explica o proprietário.

Fazer o máximo pelo cliente e oferecer um burger final que esteja mais bem adaptado aos seus gostos é um diferencial. A hamburgueria SINA FCB prefere assumir o risco para ter o melhor resultado.

Serviço: SINA Hamburgueria Fast Casual Burgers

Chef Gustavo Romero

@sinafcb

www.sinafcb.com.br

Rua Brigadeiro Franco, 3444, no bairro de Água Verde.

BUDWEISER SERÁ 100% PRODUZIDA E DISTRIBUÍDA COM ENERGIA LIMPA NO BRASIL

BUDWEISER SERÁ 100% PRODUZIDA E DISTRIBUÍDA COM ENERGIA LIMPA NO BRASIL

Marcante no começo, suave no final e sustentável o tempo todo. Cerveja anuncia construção de parque eólico e compromisso pela energia limpa em toda a cadeia de produção e distribuição até 2022

Novembro de 2019 – A cerveja Budweiser, que globalmente vem realizando iniciativas de energia limpa no setor cervejeiro, terá toda sua produção e distribuição no Brasil feita 100% com energia limpa até 2022. A boa notícia vem com os ventos da Bahia, onde Bud vai construir um parque eólico com aproximadamente 1.600 hectares e potência superior a 80 MW. A previsão é que ele fique pronto no início de 2022 e abasteça 100% das cinco cervejarias que produzem Budweiser no país.

Com essa iniciativa, no total, 20 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) deixarão de ser emitidas a cada ano. Para se ter uma dimensão do que representa essa quantidade, ela equivale à retirada de circulação de 35 mil carros das ruas no mesmo período.

“Bud nasceu da ambição e da liberdade, há mais de 140 anos, e sempre foi reconhecida pelo seu pioneirismo – o que move a marca até hoje. E ser 100% produzida e distribuída com energia limpa traduz os valores de Bud da melhor forma: trazendo uma novidade para o meio cervejeiro do país e abrindo caminhos para um futuro melhor, mantendo sua essência”, afirma Bruna Buás, diretora de marketing de Budweiser. “Além dessa iniciativa, os consumidores também podem esperar mais novidades para os próximos meses”, completa.

Cervejaria Ambev e a sustentabilidade

O anúncio do projeto do parque eólico, que será construído em parceria com a Casaforte Investimentos, é mais uma iniciativa da Cervejaria Ambev para atingir seus compromissos relacionado a ações climáticas.

“O parque eólico é mais um passo da Cervejaria Ambev rumo à uma operação abastecida 100% com energia limpa e esperamos que isso motive outras empresas e marcas a se engajarem. Juntos, podemos gerar um impacto ainda maior e mais positivo no mundo”, comenta Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Cervejaria Ambev.

Em 2018, a companhia se comprometeu a comprar 100% da eletricidade das suas operações a partir de fontes renováveis, além de reduzir 25% das emissões de carbono em toda a cadeia de valor, ambos até 2025. Para isso, a cervejaria vem realizando iniciativas pioneiras que diversificam sua matriz energética. Entre elas, está a parceria com a Volkswagem Caminhões & Ônibus para o primeiro caminhão 100% elétrico da América Latina, com zero emissão de CO2, NOX e microparticulados. Outro anúncio recente foi a construção de 31 usinas solares no país, com capacidade para abastecer todos os 94 centros de distribuição direta da companhia.

Casaforte Investimentos

É uma gestora de investimentos em private equity que atua desde 2009 no desenvolvimento, financiamento, implantação e operação de projetos de energia renovável no Brasil. “Estamos muito animados com essa parceria com a Ambev, que proporciona uma economia relevante nas despesas de energia, alinhada aos nossos compromissos com o meio ambiente e o desenvolvimento econômico”, comenta Kristopher Dowlin, diretor e sócio responsável pela área de energia na Casaforte. Ele acrescenta também: “as nossas soluções customizadas de fornecimento de energia renovável foram estruturadas em conjunto com os clientes. Além de serem 100% sustentáveis, carregam tecnologia de ponta e têm preços muito competitivos. A Casaforte detém alguns dos melhores projetos eólicos e solares do Brasil e seus investidores valorizam investimentos éticos e sustentáveis.”

Sobre a Cervejaria Ambev

Unir as pessoas por um mundo melhor. Esse é o sonho da Ambev, empresa brasileira, com sede em São Paulo, e presente em 18 países. No Brasil, somos mais de 32 mil pessoas que dividem a mesma paixão por produzir cerveja e trabalhamos juntos para garantir momentos de celebração e diversão. A Ambev é uma cervejaria inovadora e temos o consumidor no centro de nossas decisões e iniciativas. Nosso portfólio conta com cervejas, refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos e sucos, de marcas reconhecidas como Skol, Brahma, Antarctica, Budweiser, Stella Artois, Wäls, Colorado, Guaraná Antarctica, Fusion, do bem e AMA, a água mineral que destina 100% de seu lucro para projetos que levam acesso à água potável para famílias do semiárido brasileiro. Somente nos últimos cinco anos, investimos R$ 17,5 bilhões no país e deixamos um legado além dos investimentos com nossa ampla plataforma de sustentabilidade. Esse compromisso inclui metas claras, divulgadas publicamente, e se traduz em quatro pilares: consumo inteligente, água, resíduo zero e desenvolvimento. Esse trabalho é feito com uma rede de parceiros, pois acreditamos que a construção de um mundo melhor se torna mais rica quando feita em conjunto.

MÔNICA SALMASO SHOW DE LANÇAMENTO CD CAIPIRA EM CURITIBA

MÔNICA SALMASO
SHOW DE LANÇAMENTO CD CAIPIRA EM CURITIBA
A cantora Mônica Salmaso encerra turnê nacional do show de lançamento do CD Caipira, em Curitiba, dia 1º de dezembro de 2019, no Centro de Eventos Sistema FIEP (SESI).

Patrocínio do Bradesco, realização do Ministério da Cidadania e da Turmalina Produções.

Curitiba vai receber dia 1º de dezembro, às 19h, no Centro de Eventos Sistema FIEP (SESI), o show de lançamento do CD Caipira, o mais novo trabalho da cantora paulistana Mônica Salmaso. Há dois anos viajando pelo país, a cantora encerra na capital paranaense a turnê nacional do seu décimo primeiro disco. A turnê de lançamento já passou pelas cidades do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Belém e São Paulo.
Em Caipira, a artista, considerada uma das maiores cantoras do Brasil, apresenta 14 músicas que nos levam em uma verdadeira viagem às origens da música brasileira. Um repertório selecionado a partir de uma pesquisa iniciada em 2003 e que, tocado de forma intimista, ressalta a alma caipira presente em todos nós.
Neste show estarão ao lado de Mônica Salmaso: Neymar Dias (viola caipira), Lulinha Alencar (piano e acordeon), Teco Cardoso (flautas), Luca Raele (clarinete) e Ari Colares (percussão). “Esta é nossa família Caipira itinerante nesta turnê tão desejada”, declara a cantora.
Caipira é um álbum primoroso, de singular riqueza sonora, o décimo primeiro da discografia desta sofisticada intérprete, que começou a ser gestado em 2003, a partir de uma pesquisa de repertório sertanejo realizada pelo violeiro Paulo Freire por encomenda de Mônica para a composição do roteiro do show Casa de Caboclo, apresentado por ela, há 16 anos, em uma série de espetáculos temáticos promovidos pelo Sesc de São Paulo.
Trata-se de um trabalho intimista que permitiu que ela interpretasse criações de compositores de diferentes gerações. “Sou uma pessoa urbana, nascida e criada numa megalópole chamada São Paulo, mas sempre me encantei com a diversidade”, conta a artista.
O disco gravado sob a direção musical da própria Mônica Salmaso e de Teco Cardoso, que também assina a produção e toca sopros, foi lançado em agosto de 2017, pela Biscoito Fino, gravadora por onde lançou seus últimos trabalhos. Caipira conta ainda com arranjos de Neymar Dias, na viola caipira e no baixo acústico; Nailor Proveta, no clarinete e sax tenor; e Toninho Ferragutti, no acordeon. Participam também Robertinho Silva, na percussão e André Mehmari, no piano.

“Depois do projeto do Corpo de Baile, que foi um trabalho grande, com muitos músicos, arranjadores e ainda uma turnê por dois anos, senti a necessidade de realizar este trabalho, desta vez num projeto mais íntimo, com poucas pessoas, pessoas escolhidas a dedo por conta da beleza do que fazem e da certeza de que compreendem este universo e poderiam ampliá-lo (se fosse o caso) com respeito e conhecimento de causa”, declara Mônica.

“O compositor Sergio Santos tocou e cantou comigo em uma de suas composições (Saíra) e, com o maravilhoso Rolando Boldrin, fiz um dueto em Saracura Três Potes que me encheu de enorme felicidade”, acrescenta.
O universo caipira de Mônica Salmaso é particular, da pesquisa feita em 2003 vieram A VELHA (Zezinho da Viola) e ALVORADINHA (Caixeiras do Divino Maranhão), ambas de domínio público; CAIPIRA de Breno Ruiz e Paulo César Pinheiro, foi decisiva, de acordo com a artista, para a realização do CD; PRIMEIRA ESTRELA DE PRATA (Rafael Alterio e Rita Alterio), MINHA VIDA (Vieira e Carreirinho), AÇUDE VERDE (Sérgio Santos e Paulo César Pinheiro) e LEILÃO (Hekel Tavares e Joracy Camargo) estavam em seu baú de afetividades e de vontades. “Acho Açude Verde uma das declarações de amor masculinas poeticamente mais bem escritas e Leilão uma atordoante parte da história do Brasil contada com enorme beleza”, descreve Salmaso.
O CD de sofisticada musicalidade inclui ainda preciosidades como FERIADO NA ROÇA, de Cartola e outras “que se fizeram caipiras neste disco”, conta a cantora, como: ÁGUA DA MINHA SEDE (Dudu Nobre e Roque Ferreira) e BOM DIA (Nana Caymmi e Gilberto Gil), primeira e única parceria dos dois composta há 50 anos. O álbum inclui também SONORA GAROA (Passoca), um clássico caipira moderno; e a moda de viola SARACURA TRÊS POTES (Cândido Canela e Téo Azevedo), gravada por Tonico & Tinoco e Pena Branca & Xavantinho, que pertence à tradição. “Foi uma honra fazer dueto nessa música com o grande Rolando Boldrin”, destaca. SAÍRA (Sérgio Santos) e BAILE PERFUMADO (Roque Ferreira) chegaram quando o repertório já estava praticamente fechado, mas tomaram seus lugares imediatamente. “Foi encantamento puro”, relembra Mônica.
“Esse é, então, o “meu disco caipira” com a minha leitura e de meus amigos que dele participam, com todo o respeito que eu tenho pelo Brasil mais profundo e pelas nossas qualidades criativas que beiram o infinito. Neste momento, é mais urgente do que nunca, respeitarmos o que somos e cuidarmos da gente”, conclui a cantora.

REPERTÓRIO:
A VELHA (Zezinho da Viola - Domínio Público adaptada por Nivaldo Maciel)
AÇUDE VERDE (Sérgio Santos / Paulo César Pinheiro)
AGUA DA MINHA SEDE (Dudu Nobre / Roque Ferreira)
ALVORADINHA (Caixeiras do Divino Maranhão)
BAILE PERFUMADO (Roque Ferreira)
BOM DIA (Nana Caymmi / Gilberto Gil)
CAIPIRA (Breno Ruiz / Paulo César Pinheiro)
FERIADO NA ROÇA (Cartola)
LEILÃO (Heckel Tavares / Joracy Camargo)
MINHA VIDA (Vieira / Carreirinho)
PRIMEIRA ESTRELA DE PRATA (Rafael Alterio / Rita Alterio)
SARACURA TRÊS POTES (Candido Canela / Téo Azevedo)
SONORA GAROA (Passoca)

CAIPIRA nas plataformas digitais:
iTunes: http://apple.co/2uvFYWn
Spotify: http://spoti.fi/2hRx8vW
Apple Music: http://apple.co/2uvFYWn
Deezer: http://bit.ly/2vWCqgf
Google Play: http://bit.ly/2vXMCEf
Napster: http://bit.ly/2fzvVsN
Para seguir Mônica Salmaso no Spotify http://spoti.fi/2vuFpcJ

SERVIÇO:
Show de lançamento do CD CAIPIRA de Mônica Salmaso

Data e horário: 01/12 (domingo), às 19h.

Local: Centro de Eventos Sistema FIEP (Sesi) / Av. Comendador Franco, 1341 - Jardim Botânico / 41 3271-7719 ou 41 3271-7741
Estacionamento próprio, gratuito.
Capacidade: 786 lugares (5 vagas especiais para cadeirantes).

Ingresso: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia) / R$ 50 (Vale Cultura)
*À venda pelo site: https://www.diskingressos.com.br
Classificação: Livre
Duração: 1h20
Realização: Turmalina Produções e Lei de Incentivo à Cultura – Secretaria Especial de Cultura - Ministério da Cidadania.

CONTATOS:

Produção
Marcio Juliano da Silva
marciojulianocontato@gmail.com
41 99902-5147

Assessoria de Imprensa:
Glaucia Domingos
glauciadomingos@hotmail.com
41 99909-7837

FICHA TÉCNICA
Mônica Salmaso – voz
Neymar Dias – viola caipira
Lulinha Alencar – acordeon e piano
Teco Cardoso – flautas
Luca Raele – clarinete
Ari Colares - percussão
Carlos Rocha – técnico de som
Silvestre Garcia – iluminação
Carla Assis - coordenação de produção
Marcio Juliano - produção local
Glaucia Domingos - assessoria de imprensa
Patrocínio: Bradesco
Realização: Turmalina Produções e Lei de Incentivo à Cultura – Secretaria Especial de Cultura - Ministério da Cidadania

Apacn promove a sétima edição do bazar estilo solidário.

Apacn promove a sétima edição do bazar estilo solidário.

O bazar solidário mais esperado do ano que reúne solidariedade, estilo, qualidade, boas marcas e preços atrativos acontece no próximo mês de novembro.

Com o slogan ‘Ajudar o próximo nunca sai de moda’, a Apacn - Apoio à Criança com Câncer, promove nos dias 21, 22 e 23 de novembro a 7ª edição do ‘Bazar Estilo Solidário da Apacn’, para venda de roupas e calçados feminino, masculino e infantil e acessórios.

São itens criteriosamente selecionados, em estado de novos e seminovos de marcas conhecidas tanto nacionais como internacionais, como por exemplo: Zara, Santa Lolla, Hering, Carmen Steffens, Ralph Lauren, Shoulder, Le Lis Blanc, M.Officer, Guess e outras.

Nessa edição haverá um espaço especial para vestidos de noiva, com preços a partir de 150 reais, e de vestidos de festas. As noivas irão concorrer brindes especiais e as demais clientes também concorrem a um brinde especial. Os sorteios acontecem no local do evento, às 15 horas no último dia de bazar (23 de novembro).

Uma página do evento foi criada, onde serão postadas todas as novidades. O endereço do link é: https://www.facebook.com/events/986741135000925/

Como tudo começou:

O Bazar Estilo Solidário da Apacn começou em 2015, por iniciativa de um grupo de São Paulo e da voluntária e Presidente da instituição Mariza Del Claro, seguindo o conceito de desapego e consumo consciente mas com estilo, bons preços e um ambiente agradável com visual e estrutura de loja para garantir o conforto dos clientes, facilitando as escolhas dos itens e suas compras.

Seguindo a proposta o projeto iniciou em Curitiba e, nos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019 foram realizados seis bazares em diferentes endereços da capital paranaense, nos bairros: Tarumã, Juvevê, Batel e Água Verde, tornando-se itinerante, para abranger o público de cada local escolhido.

O evento tornou-se um sucesso de público e de vendas, sempre esgotando todo o estoque.

Arrecadação de itens para venda no bazar:

Incentivados para o desapego e solidariedade, as pessoas doam aquela roupa ou calçado esquecidas no armário ou que não serve; o acessório que não agrada mais; a bolsa que a pessoa acha que não combina com seus looks; a loja que têm mercadorias paradas ou ponta de estoque; lojas com vestidos de noiva ou de festa que não serão mais vendidos ou locados; o bebê ou a criança que cresceu deixando as roupas por tamanhos maiores, tudo pode ser doado para vender no bazar e gerar recursos em prol das crianças e adolescentes em tratamento do câncer assistidas pela Apacn.

Os itens podem ser entregues na Casa de Apoio da Apacn, situada na Rua Oscar Schrappe Sênior, 250, Tarumã de segunda à sexta em horário comercial, com a identificação DOAÇÃO 7º BAZAR ESTILO SOLIDÁRIO DA Apacn.

Editorial de moda:

Em todas as edições é realizado um editorial de moda, com alguns looks para várias ocasiões, publicado na página do evento, para que o público tenha uma ideia dos itens que serão vendidos no bazar.

Apoio:

Doma Design, Synchro Music...

Sobre a Apacn:

Instituição sem fins lucrativos, de utilidade pública federal, estadual e municipal, criada em 1983 para prestar assistência gratuita para crianças e adolescentes com câncer de todo o Brasil, que realizam o tratamento em Curitiba. Unidades de atendimento: Casa de Apoio: acolhimento e assistência; Ambulatório Menino Jesus de Praga: consultas, sessões de quimioterapia e exames e Centro de Pesquisas (CEGEMPAC).

Nossos números:

Em 2018 foram contabilizados 1.487 hóspedes na unidade Casa de Apoio. Esses hóspedes são pacientes, acompanhantes e doadores de medula óssea quando o caso exige transplante. Fonte: Serviço Social Apacn.

Serviço:

7º BAZAR ESTILO SOLIDÁRIO DA Apacn

Datas: 21, 22 e 23 de novembro 2019 (quinta, sexta e sábado)

Horários: dias 9 e 10 das 10 às 19 horas. Dia 11 das 10 às 17 horas

Endereço: Avenida Getúlio Vargas, 2201, Água Verde – Curitiba PR

Estacionamento e entrada gratuitos
Informações: (41) 3024 7475 | Facebook: APACNParana

1º Festival de Bolso promove música autoral independente neste final de semana

1º Festival de Bolso promove música autoral independente neste final de semana
O evento, que vai acontecer neste sábado (09), com entrada gratuita, tem por objetivo oferecer música de qualidade de forma acessível para todos, com destaque para a cantora Janine Mathias

CURITIBA, 08/11/2019 – No próximo sábado, dia 09 de novembro, o público curitibano ganhará um novo evento voltado à música independente: o Festival de Bolso. O evento aposta na diversidade de estilos, buscando disseminar música gratuita e de qualidade em um dia repleto de cultura e ebulição artística. Com apresentações de sete artistas locais, como a cantora Janine Mathias, a primeira edição do Festival de Bolso será realizada no Garden do James Bar e terá entrada gratuita.

O objetivo do evento é levar ao conhecimento dos curitibanos alguns dos grandes nomes e talentos da cena autoral local, com ritmos que percorrem o Rap, Rock, MPB, Reggae e Samba. Para isso, estão sendo preparados dois palcos: o Palco Festival, com apresentação das bandas Notívagos, Siamese e da brasileiríssima Charles Racional; e o Palco Pocket, com shows de Alienação AfroFuturista, Janine Mathias e Pete Mcee.

Promovido e idealizado pelo esforço coletivo entre a produtora audiovisual Pangea Narrativas Ilimitadas, produtora cultural Onça Discos e o estúdio de design MUTO, o evento deseja se consolidar como um festival para todos os estilos e públicos. “Buscamos representar uma classe que aprendeu a fortalecer seu trabalho por meio de parcerias e contribuições. Essa dinâmica funciona e proporciona um ambiente fértil e criativo para o desenvolvimento dos músicos”, afirma o produtor da Pangea, Luiz Mourão.

Confira todos os artistas presentes no 1º Festival de Bolso:

Palco Festival: Banda Notívagos, Siamese e Charles Racional.

Palco Pocket: Alienação AfroFuturista, Janine Mathias e Pete Mcee.

Performance Interativa: Renan Loop.

O 1º Festival de Bolso vai acontecer neste sábado, dia 09 de novembro, das 15h às 22h, no Garden do James Bar (Al. Doutor Carlos de Carvalho, 680), no Centro de Curitiba. Embora a entrada seja gratuita, é pedida uma contribuição espontânea para que o próprio público a

Final de LOL chega às telas da Cinemark

Final de LOL chega às telas da Cinemark
CAMPEONATO ACABA NO DOMINGO E TERÁ TRANSMISSÃO AO VIVO NOS CINEMAS DA REDE
lUHNq8_maFaa0Iv10UCTagMxgzSe4dSuUFwiD_706bqKjPvq5cPU3mmRBZzY424OyAb_hf0X7hwsFtUWHUFKEy2-aZrVjhqaBLA1-wE_Sc9iTfkjj5zYUDlfyR-xSfR0Bh8A8lGd
Diretamente para os fãs de jogos eletrônicos, a Cinemark exibe ao vivo a final do Campeonato Mundial de League of Legends. O torneio, que define o melhor time de LOL do mundo, acontece no próximo domingo (dia 10), em Paris. A partida tem início às 9 da manhã e terá transmissão simultânea para as salas de cinema.

Os finalistas do Mundial de League of Legends são os chineses do FunPlus Phoenix e os europeus do G2 Esports. LOL, como é popularmente chamado, é um jogo eletrônico criado pela Riot Games, do gênero arena de batalha com a participação de múltiplos jogadores online.

As cidades participantes são: São Paulo (Shoppings Eldorado, Market Place, Pátio Paulista, Metrô Santa Cruz, Boulevard Tatuapé), Rio de Janeiro (Shopping Downtown), Salvador (Salvador Shopping), Recife (Shopping RioMar), Aracaju (Shopping Jardins), Brasília (Shopping Pier 21), Curitiba (Shopping Muller), Campinas (Shopping Iguatemi), São Caetano do Sul (Shopping São Caetano).

Serviço Cinemark - Final Mundial League of Legends 2019
Data: 10 de novembro, às 9h
Ingressos: App Cinemark, bilheterias dos cinemas participantes e site (www.cinemark.com.br)

Complexos participantes

Aracaju (SE)
Shopping Jardins – Av. Ministro Geraldo Barreto Sobral, 215

Brasília (DF)
Pier 21 - S.C.E. Sul, Trecho 2

Campinas (SP)
Iguatemi Campinas - Av. Iguatemi, 777

Curitiba (PR)
Shopping Mueller - Av. Candido de Abreu, 127

Recife (PE)
RioMar – Av. República do Líbano, s/nº

Rio de Janeiro (RJ)
Downtown - Av. das Américas, 500

Salvador (BA)
Salvador Shopping – Av. Tancredo Neves, 2915

São Caetano do Sul (SP)
ParkShopping São Caetano - Alameda Terracota, 545

São Paulo (SP)
Boulevard Tatuapé - Rua Gonçalves Crespo, s/nº
Eldorado – Av. Rebouças, 3970
Market Place – Av. Dr. Chucri Zaidan, 920
Metrô Santa Cruz – Rua Domingos de Morais, 2564
Pátio Paulista – Rua Treze de Maio, 1947
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Rede Cinemark no Brasil

Líder mundial em venda de ingressos, a Rede Cinemark representa cerca de 30% do mercado brasileiro de cinema e é maior que seus três principais concorrentes juntos, com 634 salas de cinema em 86 complexos distribuídos por 48 cidades em 17 estados e o Distrito Federal: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

É da Rede Cinemark a primeira sala de cinema em 3D da América do Sul, instalada no Shopping Eldorado, em São Paulo, que segue o padrão exigido pelos grandes estúdios americanos. Atualmente, a Rede conta com mais de 332 salas com a tecnologia de projeção em 3D no país. Em 2014, a Cinemark trouxe uma nova tecnologia, o D-BOX. As primeiras salas foram inauguradas no Shopping Villa Lobos, em São Paulo, e contam com um recurso que oferece comandos para as poltronas, que se movimentam para simular vibrações, quedas e trepidações. As poltronas D-BOX ainda têm um ajuste individual de velocidade, que permite que o público controle a intensidade dos movimentos. As poltronas D-BOX já estão presentes em 38 salas de 20 complexos.

A Cinemark também trouxe ao Brasil a tecnologia Extreme Digital Cinema - XD, com telas maiores que as convencionais e uma sonorização ainda mais potente, reunindo o que há de mais moderno em tecnologia 2D e 3D. A tecnologia XD já está presente em 40 salas. A Rede também apresentou a primeira sala vip do país, com cardápio exclusivo e atendimento diferenciado desde a bilheteria até o serviço de snack bar. As salas vips Bradesco Prime oferecem também mais conforto, com poltronas que seguem o conceito da classe executiva dos voos internacionais.

Outro diferencial da Rede é o Combo Express, que oferece a compra de produtos da bombonière nos totens de autoatendimento, site ou bilheteria. De sexta a domingo e em feriados, os itens adquiridos por meio do serviço podem ser retirados em um caixa exclusivo dedicado ao atendimento rápido. Para usufruir das salas Cinemark em qualquer complexo da Rede, os espectadores podem comprar o ingresso e os combos pela Internet ou Aplicativo que também permite checar a programação, descobrir o cinema mais próximo por geolocalização, conferir promoções, entre outros. O aplicativo está disponível para Windows Phone, Android e iPhone.

ViewImage.aspx?image=6BWUZqnqRpfNuC0Vrb37wA==www.cinemark.com.br

UPblOeLsdDQ==cinemarkoficial

Propulsão Local cria rede de impacto e integra 50 negócios em evento neste fim de semana

Propulsão Local cria rede de impacto e integra 50 negócios em evento neste fim de semana
Representantes de cinquenta negócios criativos e sustentáveis de Curitiba e Região Metropolitana, junto com profissionais de comunicação, tecnologia e design, se encontram nessa sexta-feira, 08, n’O Locavorista, às 18h. O evento será uma oportunidade de conexão entre os participantes e faz parte da maratona de 14 dias oferecida pelo Propulsão Local, projeto gratuito para o fortalecimento de empreendimentos locais, criativos e sustentáveis.

Desde o dia 28 de outubro as iniciativas estão passando por um intenso programa de reestruturação e desenvolvimento de soluções, focado em comunicação e tecnologia. Nesse processo atuam 150 profissionais, entre designers, redatores, fotógrafos, vídeo-makers e programadores. Juntos, empreendedores e especialistas, desenvolveram um pacote precioso que têm, entre os produtos, reposicionamento de marca, website, ensaio fotográfico, loja virtual, clipe audiovisual e podcast.

Após doze dias de criação conjunta, inicia o período de encontro e apresentação dos resultados. “O foco, a partir da sexta à noite, nessa atividade de conexão n’O Locavorista, e na programação de sábado e domingo, é em atividades formativas e de fortalecimento desta rede. Realmente a gente está entendendo o Propulsão como uma entrega, mas também como um processo de conexão e fortalecimento desses negócios locais”, explica Rachel Callai Bragatto, jornalista e uma das idealizadoras do projeto.

Dias de conexão

No final de semana, o Propulsão Local terá rodadas de apresentação dos cinquenta sites criados, além de oficinas, rodas de conversa e celebrações. Uma programação para que os empreendedores e profissionais fortaleçam a rede e possam dar continuidade ao que foi criado no percurso.

“Fechando essa maratona de desenvolvimento, nesta semana, a nossa outra grande entrega, além dos produtos desenvolvidos, é a própria rede. A conexão entre esses negócios, a troca entre eles, e a conexão entre os negócios e os profissionais que podem atender e trabalhar para uma melhoria na comunicação dessas iniciativas. Um processo que teve um início com o Propulsão e agora segue com a conexão”, analisa a idealizadora.

A programação de final de semana começa com yoga, no sábado de manhã, e termina com uma grande celebração ao pôr do sol, no domingo, com a presença de amigos e familiares dos participantes. Bem ao estilo do que Bragatto conta que foi o dia-a-dia do Propulsão: “Embora bastante intensivo e exigente em termos de tempo e energia de trabalho, foi também muito leve. As pessoas estavam felizes de estar fazendo parte, a equipe estava trabalhando com muita disposição, encantada pelos projetos que estava conhecendo e os negócios encantados com a equipe de primeira que os atendiam. Então a gente vai celebrar tudo isso”.

Diversidade

Uma das preocupações dos idealizadores foi selecionar entre os 235 inscritos, projetos que representassem da melhor maneira possível a diversidade social da Grande Curitiba. Dos cinquenta negócios contemplados, 54% são liderados por mulheres, 10% por negros e pardos, 16% por LGBTTI, 2% por indígenas, 2% por pessoas com deficiência e 2% por refugiados. Quanto à localização, são sediados em oito cidades da Região Metropolitana e 20 bairros da capital.

Os organizadores entendem que esta representatividade não corresponde ao extrato social, mas a vêm como uma conquista para esta primeira edição. O compromisso pode ser aprimorado na medida em que um público maior seja atingido. “Os dados mostram que tem uma demanda represada muito grande deste tipo de atendimento. Estamos atendendo um quinto daqueles que se inscreveram e suspeitamos que existam muito mais projetos que não souberam da iniciativa. Há uma demanda muito grande por esse tipo de formação e desenvolvimento”, conta Bragatto.

As áreas temáticas contempladas incluem agroecologia urbana, internet das coisas, tecnologia 4.0, moda, objetos de design, artistas e produtores culturais, cosméticos orgânicos, entre outros. A maior parte pertence aos setores de alimentos e bebidas (26%), moda (12%), arquitetura e urbanismo (12%), patrimônio, artes e expressão culturais (12%) e sustentabilidade (8%).

Confira a lista dos selecionados:

Negócio
Temática
A Ostra Bêbada
Alimentos e bebidas
Alecrim Urbano
Produção Cultural
Ambiens Sociedade Cooperativa
Arquitetura e urbanismo
Amora Mia Buttons
Negócio Social
Amuscária Fungi
Alimentos e bebidas
AOPA - Associação Paranaense de Agroecologia
Alimentos e bebidas
Ar Livre - Vivências na Natureza
Educação
Aria 41 Arquitetura e Sustentabilidade
Arquitetura e urbanismo
Art Alle
Design
Bazar da Aldeia
Arte
Bicicletaria Cultural
Negócio Social
Bloco Base
Arquitetura e urbanismo
Bosque águas claras soluções ambientais
Arquitetura e urbanismo
Cacaúba Chocolates
Alimentos e bebidas
Casa Quatro Ventos - Movimento e Arte
Produção Cultural
Chácara Aguro
Alimentos e bebidas
Coalhada Artesanal Preciosa
Alimentos e bebidas
CSA CEAFIM
Alimentos e bebidas
Cupido das Finanças
Negócio Social
Dança Livre a Dois
Patrimônio e artes
Desafinado Café
Alimentos e bebidas
diznopeito
Negócio Social
Ébano Essentials
Sustentabilidade
Eco Angels Educação Sustentável
Educação
Escola da Política
Educação
Estúdio Yby
Design
Fervol Colagens
Patrimônio e artes
Flower Power Artes
Design
Hello Soluções em Lot. e Engenharia
Tecnologia
Kria Kombucha
Alimentos e bebidas
Luan Valloto
Moda
Marco Gural - Agroecologia urbana
Alimentos e bebidas
MATTE N' ROLL
Alimentos e bebidas
mCmE - minha Causa . meu Estilo
Moda
Milho Guerreiro Confecções Ltda
Moda
Mucha Tinta Produções Culturais
Produção Cultural
Oficina de Fine Arts
Sustentabilidade
Padaria Local
Alimentos e bebidas
Projeto Compostar Curitiba
Sustentabilidade
Raissa Fayet
Patrimônio e artes
Rodrigo Zin
Patrimônio e artes
Sabiá Laranjeira
Produção Cultural
Plátano
Paisagismo
Sevena Quimonaria
Moda
SIAMESE
Patrimônio e artes
Seven8
Mídia
Tüz Cerâmica Criativa
Patrimônio e artes
Verdelaranja - hortas urbanas e design
Arquitetura e urbanismo
Yasmin Comida Árabe
Alimentos e bebidas
Zyklus Construções Sustentáveis
Arquitetura e urbanismo

Sobre o Propulsão Local
O Propulsão Local é uma iniciativa do Coletivo Soylocoporti e da Rede Livre, em parceria com Lab1299, Instituto LocalBIz, Terraço Verde e uma rede de profissionais, organizações e negócios. Saiba mais em http://propulsaolocal.com.br

Cotidiano Leitor traz a I Festa Literária com diversas ações culturais gratuitas

Cotidiano Leitor traz a I Festa Literária com diversas ações culturais gratuitas
Evento será de 15 a 17 de novembro com grandes escritores e ilustradores do cenário mundial

Escrita feminina, literatura afro-indígena e livro ilustrado são os temas macros escolhidos para inaugurar a I Festa Literária do Cotidiano Leitor. Serão três dias intensos de evento, de 15 a 17 de novembro, no Museu Oscar Niemeyer, com uma série de experiências literárias. Entre as atividades, estão programadas uma feira do livro, oficinas, workshop, exposições, sarau literário, leitura de poemas, narração de histórias, performance, roda de leitura e diálogos com autores e ilustradores premiados e reconhecidos internacionalmente. Todas as atividades são gratuitas.

Marina Colasanti, uma das mais premiadas escritoras brasileiras e detentora de vários prêmios Jabutis, e a poeta, atriz, jornalista e cantora Elisa Lucinda, com diversos livros publicados e atuação no teatro cinema e televisão, estão entre os destaques no primeiro dia de evento, 15 (sexta-feira). A partir das 16h, no Auditório Poty Lazzarotto, elas participam da roda de conversa “Escrita Feminina: lugar de escuta e lugar de fala”.

No dia 16, a roda de conversa será com os premiados ilustradores Odilon Moraes e Roger Mello, com a temática “Discursos da imagem na Literatura Infantil brasileira”. Já para o dia 17, os convidados Daniel Munduruku e Cidinha da Silva falam sobre “Literatura Afro-brasileira e Indígena”. Daniel é filho do povo indígena Munduruku e como educador social e ativista ministra palestras e seminários destacando o papel da cultura indígena na formação da sociedade brasileira. Cidinha possui forte engajamento com a causa negra e com questões ligadas às relações de gênero.

A realização da Festa Literária é do Governo do Paraná por meio da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, com a produção executiva do Instituto Dom Miguel e apoio de prefeituras. O evento faz parte do Projeto Cotidiano Leitor, com atividades baseadas no Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL), que busca promover a democratização do acesso ao livro, estimular o interesse por narrativas literárias e formar uma sociedade leitora.

OUTROS DESTAQUES - Entre as diversas ações culturais programadas, estão as exposições de fanzine e de tapetes de autoria de alunos dos Centros de Socioeducação (Censes). Estes centros foram criados pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e atuam com o objetivo de ajudar os adolescentes em conflito com a lei, que cumprem medidas socioeducativas. Eles desenvolvem atividades educacionais e têm ações de qualificação profissional.

Também faz parte da programação o workshop Escrita Independente em tempos de internet e diversas oficinas. Entre elas: Confecção de Personagens de papel; Ilustração para adultos; Origami; Criação de Personagens; Educação Inclusiva e Literatura Infantil Juvenil; Música; Pintura e Ilustração; Bonecas Abayomi; Criação Literária; e Autoedição.

Serviço
Festa Literária do Projeto Cotidiano Leitor
Dias: 15, 16 e 17 de novembro de 2019
Horário: das 10h às 18h
Local: Museu Oscar Niemeyer (R. Mal. Hermes, 999 - Centro Cívico)

Crédito fotos
Marina Colasanti: Marcos de Paula/Estadão
Cidinha da Silva, Daniel Munduruku, Elisa Lucinda, Odilon Moraes e Roger Mello: Divulgação

--

1º Usina Summer Sessions trará o melhor do reggae nacional para Curitiba

1º Usina Summer Sessions trará o melhor do reggae nacional para Curitiba
O festival, que será realizado no mês de dezembro, na Usina 5, terá como grande atração a banda brasiliense Natiruts
CURITIBA, 08/11/2019 – Celebrar a chegada do Verão com grandes nomes da música brasileira em um ambiente acolhedor e repleto de energia positiva. Essa é a proposta do Usina Summer Sessions, festival inédito que vai reunir o melhor do reggae nacional na cidade de Curitiba. Com produção da Planeta Brasil Entretenimento, Zeroneutro e CWB Brasil, o evento acontece no dia 14 de dezembro, na Usina 5, antigo complexo industrial que se tornou expoente em eventos multiculturais na cidade.
A grande atração do 1º Usina Summer Sessions será a banda brasiliense Natiruts, grande expoente do reggae nacional, que retorna a Curitiba para apresentar a turnê de seu novo álbum: “I Love”. Repleto de amor e mensagens positivas, “I Love” é o oitavo disco de canções inéditas do Natiruts, que traz novidades sonoras nunca exploradas pelo grupo. Além do trabalho recente, o show contará com grandes hits dos mais de 20 anos de história da banda brasiliense, entre elas “Na Positiva”, “Dois Planetas”, “Andei Só”, “Presente de um beija-flor” e “Meu Reggae é Roots”.
Outra atração de peso do 1º Usina Summer Sessions será a banda curitibana Djambi, uma das pioneiras do reggae no Sul do Brasil. Formada em 1995, a Djambi é uma das pioneiras do estilo musical no Sul do Brasil, e construiu uma carreira sólida com sete álbuns gravados e muitos hits que ganharam o país, entre eles a música “Barca Pra Ilha”, de 2002. Também de Curitiba, a Machete Bomb vai apresentar seu som bem peculiar, que mistura rock, samba e hip-hop, no Usina Summer Sessions. A banda que já dividiu o palco com grandes nomes da música nacional, entre eles O Rappa e Criolo, promete um show marcante, com composições carregadas de críticas sociais.
Completando a intensa programação musical, o Usina Summer Sessions contará ainda com shows das bandas Bloco Luz Alta, com o melhor da surf music diretamente da Praia do Rosa, e Sr. Banana, grupo curitibano de rock, reggae, dancehall, ska e reggaeton, que tocará acompanhado por Vince Black, guitarrista, cantor e compositor jamaicano, ex-integrante da renomada banda Black Uhuru.

O Usina Summer Sessions será realizado no dia 14 de dezembro, na Usina 5 (Rua Constantino Bordignon, 05 – Prado Velho), com portões abertos a partir das 15h. Os ingressos custam a partir de R$ 40 e estão disponíveis no site www.eventim.com.br. Mais informações nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento, da Zeroneutro e da CWB Brasil.